• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Fosseis
 

Fosseis

on

  • 31,161 views

 

Statistics

Views

Total Views
31,161
Views on SlideShare
31,082
Embed Views
79

Actions

Likes
13
Downloads
2
Comments
2

4 Embeds 79

http://www.slideshare.net 76
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://moodle.esjcp.pt 1
http://ruicoelho3.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

12 of 2 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Fosseis Fosseis Presentation Transcript

    • FÓSSEIS
    • O QUE SÃO FÓSSEIS ?
      • Os fósseis são restos mineralizados, marcas ou outros vestígios de seres vivos que viveram há muito tempo no nosso planeta.
    • Fósseis O estudo dos fósseis é muito importante para a compreensão e estudo da história da Terra; é testemunha da existência de organismos num tempo remoto e que foi preservado no meio de sedimentos.   O processo pelo qual o organismo, parte dele ou vestígios da sua actividade ficam preservados, permitindo que chegue aos nossos dias é chamado fossilização .
      • Os fósseis inteiros de seres vivos são muito raros, a grande maioria corresponde, geralmente, a partes duras do corpo de um organismo, carapaça, dentes, conchas e esqueleto.
      •  
      • Para que ocorra a fossilização é necessário que:
      •    o organismo fique rapidamente ao abrigo dos agentes de erosão
      •    sejam rapidamente cobertos de sedimentos
    • Etapas do processo de fossilização Os organismos ficam soterrados no fundo do mar e são lentamente cobertos por camadas de sedimentos
    • As camadas inferiores transformam-se em rochas mais compactas e os restos dos organismos fossilizam. O mar recua e é agora a superfície de um continente.
    • A rocha onde os fósseis se encontram podem sofrer a pressão de determinadas forças e dobrar-se. Após a acção erosiva dos agentes do meio ambiente, esses fósseis podem ficar próximos da superfície.
    • Finalmente, os fósseis ficam expostos à superfície e poderão ser encontrados.
    • Processos de fossilização   Moldagem Quando desaparecem as partes moles do organismo, ficando apenas um molde das suas partes duras como conchas, dentes ou ossos. As pegadas deixadas por seres como os dinossáurios são casos particulares de moldes.
    • Mineralização A matéria que constitui o esqueleto do ser vivo é substituída por certos minerais como a calcite e a sílica. Os minerais depositados cimentam e originam rocha. Exemplares de trilobites fossilizados por mineralização Cabeça de Triceratopsis conservada por mineralização
    • Conservação total Ocorre em situações especiais quando o organismo é totalmente preservado. Pode ocorrer por ficarem conservados por gelo e neve ou quando são totalmente envolvidos por resinas como o âmbar.
    • Fósseis de idade ou fósseis característicos
      • Fósseis de espécies que viveram durante um curto espaço de tempo. Servem para determinar com precisão as características desse período.
      • Nem todos os fósseis apresentam características que permitam o seu uso como fóssil de idade. As principais características necessárias para se enquadrar um fóssil no grupo de fósseis de idade ou fósseis característicos, são:
            • 1 - Evolução rápida e curta distribuição temporal
            • 2 - Ampla distribuição geográfica
            • 3 - Ocorrência em abundância
            • 4 - Estruturas fossilizáveis
    • Exemplos de fósseis de idade Estromatólitos Pré-câmbrico Trilobites Paleozóico Amonites Mesozóico Mamífero Primitivo Cenozóico
    • Fósseis de ambiente ou fósseis de fácies
      • Fósseis de espécies que só conseguiram viver num determinado tipo de habitat e que servem para determinar com precisão as características desse habitat.
      • São os fósseis que melhores indicações fornecem quanto às características do ambiente em que viveram - Paleoambiente .
      • A identificação dos paleoambientes permite-nos reconstituir a geografia da Terra no passado - Paleogeografia - , como por exemplo, a distribuição dos continentes e oceanos, a extensão de mares antigos, praias, lagos, entre outros.
    • Noção de Fóssil "Vivo"
      • Um fóssil “vivo” é um organismo que sobreviveu ao longo dos tempos geológicos, sem sofrer mudanças morfológicas significativas, até à actualidade.
      • Por outras palavras, são formas vivas, representantes, nos tempos actuais, de grupo biológico de grande expansão nos tempos geológicos passados, mas reduzido, hoje, a pequeno número de indivíduos (espécies e géneros).
    • Exemplos de fósseis “Vivos” Latimeria chalumnae, ou celacanto O peixe que é um verdadeiro 'fóssil vivo', sem mudanças de aspecto externo e dos detalhes anatómicos, habita a Terra desde o período Cretácico, há cerca de 100 milhões de anos. Limulus pelyphemus Artrópode marinho, aparentado dos escorpiões marinhos, que actualmente habita a Costa Atlântica dos EUA , existente desde o período Pérmico, há cerca de 250 milhões de anos atrás. Ginkgo biloba É uma das árvores mais antigas que se conhece com registos fósseis datados de mais de 250 milhões de anos atrás. Charles Darwin referiu a ginko biloba como "fóssil vivo" e ilustrações da época dos dinossauros frequentemente incluem árvores de ginkgo biloba.