Líquens

2,085 views
1,901 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,085
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Líquens

  1. 1. REINO MONERA / REINO PROTISTA / REINO FUNGI Os líquens são associações simbióticas de mutualismo entre fungos e algas. Os fungos que formam líquens são, em sua grande maioria, ascomicetos (98%), sendo o restante, basidiomicetos. As algas envolvidas nesta associação são as clorofíceas e cianobactérias. Os fungos desta associação recebem o nome de micobionte e a alga, fotobionte, pois é o organismo fotossintetizante da associação. A natureza dupla do líquen é facilmente demonstrada através do cultivo separado de seus componentes. Na associação, os fungos tomam formas diferentes daquelas que tinha quando isolados, grande parte do corpo do líquen é formado pelo fungo. A microscopia eletrônica mostra as hifas de fungo entrelaçadas com a alga. Morfologia Normalmente existem três tipos de talo: Crostoso: o talo é semelhante a uma crosta e encontra-se fortemente aderido ao substrato. Folioso: o talo é parecido com folhas Fruticoso: o talo é parecido com um arbusto e tem posição ereta.
  2. 2. Reprodução Os líquens não apresentam estruturas de reprodução sexuada. O micobionte pode formar conídios, ascósporos ou basidiósporos. As estruturas sexuadas apresentam forma de apotécio. Os esporos formados pelos fungos do líquen germinam quando entram em contato com alguma clorofícea ou cianobactéria. O fotobionte se reproduz vegetativamente. O líquen pode se reproduzir assexuadamente por sorédios, que são propágulos que contém células de algas e hifas do fungo, e por isídios, que são projeções do talo, parecido com verrugas. O líquen também pode se reproduzir por fragmentação do talo. Habitat Os líquens possuem ampla distribuição e habitam as mais diferentes regiões. Normalmente os líquens são organismos pioneiros em um local, pois sobrevivem em locais de grande estresse ecológico. Podem viver em locais como superfícies de rochas, folhas, no solo, nos troncos de árvores, picos alpinos, etc. Existem líquens que são substratos para outros líquens. A capacidade do líquen de viver em locais de alto estresse ecológico deve-se a sua alta capacidade de dessecação. Quando um líquen desseca, a fotossíntese é interrompida e ele não sofre pela alta iluminação, escassez de água ou altas temperaturas. Por conta desta baixa na taxa de fotossíntese, os líquens apresentam baixa taxa de crescimento. Importância Econômica Os líquens produzem ácidos que degradam rochas e ajudam na formação do solo, tornando- se organismos pioneiros em diversos ambientes. Esses ácidos também possuem ação citotóxica e antibiótica. Quando a associação é com uma cianobactéria, os líquens são fixadores de nitrogênio, sendo importantes fontes de nitrogênio para o solo. Os líquens são extremamente sensíveis à poluição, sobrevivendo de bioindicadores de poluição, podendo indicar a qualidade do ar e até quantidade de metais pesados em áreas industriais. Algumas espécies são comestíveis, servindo de alimento para muitos animais.
  3. 3. 1. As bactérias se diferenciam dos outros seres vivos porque a célula bacteriana é procariótica, enquanto as células dos outros seres vivos são eucarióticas. Agora escreva a função de cada parte da bactéria. 2. Um aluno apresentou a seguinte dúvida para o professor: Em que as bactérias são diferentes das cianobactérias, se os seres vivos pertencentes a esses grupos são microscópicos e procariontes? Qual explicação deve ser dada a esse aluno para esclarecer sua dúvida? 3. Seguindo as orientações a seguir, você estará se prevenindo contra algumas micoses, principalmente as frieiras. Ao sair do banho, enxugar bem o corpo, principalmente onde há dobras e entre os dedos dos pés. Evitar o uso do mesmo sapato por dias seguidos. As meias devem ser trocadas diariamente por outras limpas. Por que esses cuidados evitam a aquisição de micoses? 4. Identifique o ser vivo descrito abaixo: Sou unicelular e não tenho núcleo, meu DNA está espalhado pelo citoplasma. Posso ter a forma de bacilos, cocos ou vibriões, entre outras. Na cadeia alimentar, sou decompositor. Sou: (A) bactéria. (B) fungo.
  4. 4. (C) protozoário. (D) vírus. 5. Os protozoários são seres que apresentam as seguintes características: (A) Podem ser uni ou pluricelulares. Os pluricelulares apresentam um conjunto de filamentos formando seu corpo. Reproduzem-se por meio de esporos. São decompositores. (B) São unicelulares heterótrofos. Suas células apresentam núcleo. A maioria se locomove por meio de pseudópodes, cílios ou flagelos. (C) São unicelulares autótrofos ou heterótrofos, sem núcleo. Podem viver isolados ou formar colônias. (D) Não são formados por células, não se alimentam, não respiram. Possuem apenas material genético e uma cápsula de proteína. Com o prazo de validade vencido Não é por maldade que fungos e bactérias estragam o que nós pretendíamos comer, mas por uma questão de sobrevivência! Para se reproduzir, eles precisam de água e de alimentos dos quais possam retirar proteínas, gorduras e carboidratos. Num copo de leite ou numa fruta, por exemplo, eles têm tudo isso à disposição. Então, se multiplicam depressa e de várias formas. O problema é que fungos e bactérias não só se reproduzem nos alimentos, como também fabricam substâncias que se desprendem deles. Muitas delas exalam forte cheiro e são prejudiciais à nossa saúde! Embora microrganismos como fungos e bactérias estejam no ar, na água, na terra e tenham papel importante na decomposição dos alimentos, é possível conservar o que iremos comer. Basta preparar os alimentos com as técnicas certas! Maria Emília Caixeta Castro Lima, Selma Moura Braga, Orlando Aguiar Jr., Faculdade de Educação e Centro Pedagógico, Universidade Federal de Minas Gerais. 6. De acordo com o Texto, podemos afirmar que os fungos são seres que: (A) não necessitam de nutrientes. (B) produzem os nutrientes de que necessitam diretamente da luz solar, através da fotossíntese. (C) retiram seus nutrientes da matéria orgânica. (D) não causam nenhum prejuízo à nossa saúde, ao decompor os alimentos. 7. Em um terrário, onde foram colocados alguns materiais sobre a terra, como madeira, tomate e isopor, observamos que, em pouco tempo, o tomate não é mais visto, enquanto que alguns fungos surgem sobre a madeira e o isopor não sofre alteração. Isto acontece devido à: (A) ação de decomposição dos fungos e bactérias sobre os materiais orgânicos – o tomate e a madeira. (B) técnica de preparação utilizada para a conservação do isopor e da madeira.
  5. 5. (C) transformação do tomate em fungos. (D) ação do forte cheiro exalado pelo tomate. 8. Leia com atenção. “Se colocarmos alguns pedaços de frutas ou legumes em um pote e o fecharmos, com o passar do tempo veremos o aparecimento de uma coloração diferente e, com mais um pouco de tempo, acompanharemos a transformação desses alimentos.” Este processo é chamado de ..................... e se dá quando a matéria orgânica entra em contato com micro-organismos, como o(s) ...................... e a(s) ................................ Marque a alternativa que preenche as lacunas no texto: ( A ) apodrecimento, cupim, minhoca. ( B ) decomposição, fungos, bactérias. ( C ) decomposição, fungos, bactérias. ( D ) produção, fungos e bactérias. 9. Quando pensamos em bactérias e fungos, na maioria das vezes os associamos a doenças. Não é mesmo? Contudo tem grupos desses micro-organismos que nos auxiliam no nosso dia a dia. Por exemplo, o pão e o iogurte são produzidos graças aos: (A) protozoários (ameba) e bactérias (os lactobacilos). (B) fungos (as leveduras) e bactérias (os lactobacilos). (C) fungos (as leveduras) e protozoários (o tripanossoma). (D) bactérias (os lactobacilos) e insetos (o Aedes aegypti). 10.De acordo com a descrição abaixo, identifique os seres vivos que possuem essas características: I. São, diferentes de outros micróbios, sempre muito ruins para você. Eles necessitam de uma célula hospedeira para realizar seu metabolismo. _____________________________ II. As amebas são um dos representantes deste reino. ________________________ III. Os humanos aprenderam a fermentá-los para produzir bebidas alcóolicas e alimentos (fermento) e criar drogas que salvam vida, como a penicilina. _________________________ IV. Evidências encontradas em fósseis desses organismos unicelulares datam 3,5 bilhões de anos e podem representar algumas das primeiras formas de vida no planeta. Elas são encontradas em todos os lugares, mas adoram o corpo humano. __________________________ 11.Quanto a indivíduos do Reino Fungi, podemos afirmar que: a) podem produzir antibióticos e fazer fotossíntese. b) podem formar micorrizas e fazer fermentação.
  6. 6. c) são exclusivamente unicelulares e procariontes. d) são autótrofos e pluricelulares. e) são eucariontes e fazem a fotossíntese. 12.Doenças causadas por fungos são chamadas de: a) fungicidas b) infecções c) viroses d) micoses e) febres 13.Como já vimos, muitos são os protozoários causadores de doenças ao ser humano. E quando analisamos os ciclos de vida desses parasitas, é comum encontrarmos a presença de insetos. Os insetos são chamados agentes transmissores enquanto os protozoários são chamados de agentes causadores. Explique a diferença entre eles. 14.Existe uma associação de seres vivos denominada líquens. Quem são os seres formadores dessa associação? Qual o papel de cada um?

×