Geografia - Conflitos Na Georgia

  • 11,662 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
11,662
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
4

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Conflitos na Geórgia: O Caso da Ossétia do Sul Grupo: Lucas Ribeiro, Guilherme Dorini,João Pedro e Rodrigo Souza
  • 2. Introdução
    • Movimentos Separatistas: O caso da Ossétia do Sul.
    • Regiões em Conflito: Geórgia e Ossétia do Sul.
    • Início: Após o fim da Guerra Fria e após a dispersão dos países que formavam a URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas).
    • Causas do Conflito: A Ossétia do Sul queria se separar da Geórgia, pois esta apresentava péssimas condições de vida. Além disso, ela queria se unir novamente com a Ossétia do Norte e para isso, ela teria que fazer parte da Federação Russa.
  • 3. Geórgia
    • Localização: A Geórgia é uma pequena república da região do Cáucaso, localizada entre a Europa e a Ásia.
    • Área: 69 700 km²
    • Nº populacional: Mais de 5 milhões de habitantes
    • Capital: Tbilisi (habitada por cerca de 1 800 000 pessoas)
    • Repúblicas Autônomas: Adzhar, Abkhasia e Ossétia do Sul
  • 4. Ossétia do Sul
    • Localização: Faz fronteira com a Ossétia do Norte (localizada na Federação Russa).
    • Independência: declarada em 28 de Novembro de 1991 e em 12 de novembro de 2006, embora até hoje não seja reconhecida mundialmente .
    • Capital: Tskhinvali
    • População (em 2004): 70 000 habitantes
    • Presidente: Eduard D. Kokoity
    • Área: 3 900 km²
  • 5.  
  • 6. Os Movimentos Separatistas
  • 7. Após a Guerra Fria
    • 1989: Independência da Geórgia da URSS, e ingressa na Comunidade dos Estados Independentes (CEI).
    • A Ossétia do Sul, passa a ser província da Geórgia.
    • Ossétia do Sul declara sua autonomia à República da Geórgia. Inicia-se conflito sangrento.
  • 8. Causas do Conflito
    • 1990 - 1992: Inicia-se novo conflito entre a Geórgia e a Ossétia do Sul.
    • 1991: A Ossétia do Sul declara independência, com o
    • Objetivo: Se unir à Ossétia do Norte, pois a Rússia apresentava melhores condições de vida que a Geórgia.
    • Geórgia se caracteriza pela pobreza, desemprego, corrupção empresarial e governamental, etc; enquanto a Rússia apresenta ótimas condições socioeconômicas. Contudo, a declaração de independência não foi reconhecida internacionalmente.
  • 9. O Conflito Civil
    • Com as tentativas separatistas da Ossétia do Sul, ocorreram uma série de conflitos armados. Assim, houve um grande número de vítimas e refugiados. Esses últimos procuraram abrigo na Ossétia do Norte, território pertencente à Federação Russa.
    • O conflito terminou em 1992, quando a C.E.I. e uma missão de observadores da Organização das Nações Unidas (ONU ) enviaram uma força militar de manutenção da paz para a região.
  • 10.
    • Em 2006, a Ossétia do Sul proclamou novamente a sua independência da Geórgia, sendo apoiada pela Rússia, e novamente não foi reconhecida.
    • Em março de 2008, a Ossétia do Sul pede ao mundo que reconheça a sua independência da Geórgia.
    • Em agosto desse mesmo ano, as forças da Geórgia invadem a Ossétia do Sul e como conseqüência, as forças russas invadem o território georgiano, gerando mil mortes.
    • Nesse mesmo mês, iniciou-se um conflito bélico entre a Ossétia do Sul, apoiada pela Rússia, e a Geórgia, apoiada pelos Estados Unidos, após uma invasão de tropas georgianas na capital da Ossétia do Sul.
  • 11. O Apoio dos EUA para a Integração Territorial da Geórgia
  • 12. O Interesse pelo Petróleo
    • Após a Guerra Fria, e o fim da URSS, os ex-países socialistas soviéticos se afastaram da Rússia e tornaram-se dependentes economica- mente e militarmente dos Estados Unidos.
    • As principais fontes de petróleo estão na área do Mar Cáspio onde estão localizados países como Cazaquistão, Azerbaijão e Geórgia, todas ex-repúblicas socialistas.
  • 13.
    • Assim, existem suspeitas de que o apoio fornecido pelos EUA é resultado do seu interresse pelo Petróleo localizado nessas regiões asiáticas.
  • 14.  
  • 15. O Apoio da OTAN
    • A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) foi criada em 1949, pelos Estados Unidos, Canadá, e outros países ocidentais, durante o período da Guerra Fria, para garantir a segurança e preservar a paz
    a favor dos capitalistas, por meio de sua poderosa força armada que possui cerca de 4 milhões de militares.
  • 16.
    • Com o fim da URSS, países como a Geórgia, Ucrânia e Moldávia se tornaram capitalistas e estão sendo apoiados pela União Européia e pela OTAN para manterem sua integridade territorial.
    • Os EUA utilizam a OTAN como um dos meios para manter sua hegemonia. Aliados à OTAN, países como a Geórgia podem ser influenciados pelos Estados Unidos.
  • 17. O Apoio da Rússia
    • A Rússia apoia a independê
  • 18. Conclusão
    • Atualmente, a independência da Ossétia do Sul ainda não é reconhecida mundialmente. Ainda continuam os conflitos separatistas dessa república, em prol de sua Independência do território georgiano.
    • É interessante ressaltar que a Rússia defende a independência da Ossétia do Sul para que se torne integrante da federação russa. Países como os EUA, que já tiveram conflitos com a Rússia no passado, são contra essa idéia, apoiando a integridade territorial da Geórgia.
  • 19. Bibliografia
    • jn.sapo.pt/2007/08/08/mundo/russia_acusada_lancar_bomba_territor.html
    • darussia.blogspot.com/2006/06/rssia-pe-em-causa-fronteiras-da-georgia.html
    • daniellikgirl.blogspot.com/2007/02/anlise-geopolitica-gergia.html
    • w3.ufsm.br/mundogeo/geopolitica/more/conflitos.htm#russia
    • pt.wikipedia.org/wiki/Georgia
    • pt.wikipedia.org/wiki/Ossétia_do_Sul
    • http://www.euronews.net/pt/article/08/08/2008/energy -pipelines-threatened-in-georgia-conflict/