• Save
História - Capítulo 9
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

História - Capítulo 9

on

  • 7,786 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,786
Slideshare-icon Views on SlideShare
7,772
Embed Views
14

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
0

5 Embeds 14

http://ianecampos.blogspot.com 8
http://www.slideshare.net 3
http://vodpod.com 1
http://corujasapiens.wordpress.com 1
http://ianecampos.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    História - Capítulo 9 História - Capítulo 9 Presentation Transcript

    • Capítulo 9 Era Vargas: Retratos de uma nova ordem
    • Introdução
      • Neste capítulo estudaremos um momento, caracterizado pela ausência de democracia, que impediram a população de exercer sua cidadania. Esse momento diz respeito a ditadura de Getúlio Vargas (o Estado Novo).
    • O Fascismo Brasileiro
      • O fascismo foi um movimento de extrema direita que surgiu no início dos anos 30. No Brasil esse movimento ficou conhecido como integralismo. Com a criação da Ação Integralista Brasileira (1932), a organização da sociedade ficou no mesmo padrão, em termos de hierarquia e disciplina, dos países nazistas e fascistas europeus.
      • Os principais movimentos fascistas brasileiros foram a Ação Integralista Brasileira, Legião Cearense do Trabalho e a Legião Liberal Mineira. A AIB foi a mais significativa de todas, que foi liderada por Plínio Salgado. No dia 7 de outubro de 1932 ele publicou um documento doutrinário que ajudou a aumentar o movimento integralista.
      • A primeira marcha integralista ocorreu em 23 de abril de 1933 em São Paulo, com ela e com uma outra marcha os integralistas fizeram o primeiro congresso nacional integralista no Espírito Santo.
    • Revolução ou movimento de 1930?!
      • Muitos historiadores definem o ano de 1930 como um ano de revolução, pois trouxe mudança nos padrões econômicos e políticos brasileiros, com a chegada do presidente Getúlio Vargas. Já outros historiadores afirmam que foi somente um movimento, pois não causou ruptura com a velha ordem política estabelecida ate então.
      • Foi um acontecimento político militar que levou a deposição do presidente Washington Luís pondo fim a Republica Velha. Getúlio Vargas foi proclamado o novo presidente da República, após duros conflitos com Júlio Prestes.
    • Os anos Vargas e a construção de uma nova ordem social Depois da revolução de 1930 havia um temor por parte da oligarquia paulista à respeito de Vargas ser manipulado pelas facções políticas regionais e pelos tenentes. Mas Vargas conseguiu surpreender a todos unindo esses grupos defendendo e ficando à serviço da nova ordem, criando a modernização do Estado.
      • Por causa dessa nova ordem vários
      • militares foram nomeados governadores, e
      • os membros das elites locais passaram a
      • ocupar cargos públicos, principalmente nos
      • novos ministérios. Passados 2 anos a
      • proposta revolucionária não havia nem
      • criado uma nova Constituição. Com isso
      • aconteceu a Revolução Constitucionalista, que
      • promoveu um conflito armado com o propósito de
      • criar uma nova Carta para o país.
    • A Intentona Comunista
      • A Intentona Comunista foi uma insurreição promovida pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), com o objetivo de derrubar o presidente Getúlio Vargas e instalar um governo socialista no Brasil. O PCB era formado por militantes e sindicalistas, era um dos principais articuladores da ANL.
      • A briga entre comunistas e integralistas agravou-se quando Prestes acusou Vargas de está unido com os integralistas e lançou um manifesto à sociedade, exigindo a renúncia do presidente. Getúlio reagiu e decretou a ilegalidade da frente de oposição.
      • O PCB preparou uma rebelião militar. Com o apoio de setores do Exército, uma ação armada ocorreria em quartéis de vários estados, para tomar os governos locais, enquanto isso, Vargas seria deposto no Rio de Janeiro. Porém a falta de organização dos rebeldes levou ao fracasso. Seus chefes foram presos e os simpatizantes perseguidos. Prestes ficou na prisão até 1945.
    • O Estado Novo
      • Em 1937, o governo anunciou a descoberta de um “terrível complô comunista para tomar o poder”. O plano Cohen.
      • Apoiado pelas forças armadas, Getulio cancelou as eleições e fechou o congresso.
      • Uma nova constituição passa a valer baseada na constituição da Polônia fascista, a Polaca.
      • O poder executivo ficou super-poderoso e os estados perderam a autonomia, estes eram governados por interventores nomeados por Getulio.
      • Não haviam partidos políticos nem congresso nacional.
      • Durante o período do novo estado houve uma grande onda de patriotismo.
      • O espírito nacionalista passou a ser desenvolvido através de atividades educacionais dirigidas aos jovens.
      • Criação do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP).
      • Grande censurar, greves proibidas e sindicatos controlados.
      • Consolidação das leis trabalhistas.
    • Fim do Estado Novo de Getulio.
      • Quando acabou a segunda guerra o Brasil ainda respirava uma atmosfera pesada na política. Havia sobretudo uma grande contradição: brasileiros lutaram contra o fascismo na Europa e no Brasil assistiam a ditadura de Getulio.
      • Boa parte da população exigia a democracia.
      • Getulio fez algumas concessões: anistia política, menor censura a imprensa, criação da Assembléia constituinte e de uma nova constituição e as eleições para presidente.
      - 1945 militares afastaram Getulio Vargas, e o governo ficou sob o poder do presidente do Supremo Tribunal Federal, até a eleição por voto direto e secreto do marechal Eurico Gaspar Dutra.