• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Arquiteturas de Negócio
 

Arquiteturas de Negócio

on

  • 4,605 views

Conceitos de arquiteturas de negócio e o seu uso para a melhoria da eficiência de implementações BPMS.

Conceitos de arquiteturas de negócio e o seu uso para a melhoria da eficiência de implementações BPMS.

Statistics

Views

Total Views
4,605
Views on SlideShare
4,372
Embed Views
233

Actions

Likes
5
Downloads
0
Comments
0

4 Embeds 233

http://blog.marcomendes.com 218
http://www.slideshare.net 7
http://www.linkedin.com 7
http://web.archive.org 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Arquiteturas de Negócio Arquiteturas de Negócio Presentation Transcript

    • Arquiteturas de Negócio como Ferramenta Estratégica para Aumento da Eficiência Operacional de Implementações BPMS
      Palestrante: Marco Aurélio S. Mendes
      marco.mendes@arkhi.com.br
      Autores: Marco Aurélio S. MendesAlcebíades Araújo
      Alcebíades Araújo
    • Objetivo desta palestra
      Apresentar como arquiteturas de negócio podem facilitar a implementação de suítes BPM (BPMS).
    • Um caso comum mas real – A promessa
    • Um caso comum – A realidade.
    • Cenário comum nas organizações
      Longos ciclos para entrega de serviços e pressões das áreas usuárias
      DOI (Desorganização informacional)
      Falhas no “fazejamento” estratégico e sensação de impotência
    • A estrutura de uma organização...
      ...é como a estrutura de qualquer sistema complexo.
    • Empresas são organismos complexos
      Por dentro, uma organização possui uma arquitetura que estrutura pessoas, processos, sistemas, informações e regras, que processam milhares de transações de negócio por dia.
    • Arquitetura de Negócio
      Toda empresa possui uma arquiteturainstalada que estrutura o seu negócio.
      Uma boa arquitetura do negócio pode ser a diferença entre uma:
      organização responsiva e eficiente ou uma
      organização reativa.
      Como seria é a arquitetura de negócio da empresa que você trabalha?
    • Anti-exemplo: Arquitetura JABOWS
      Um grande banco Brasileiro investiu anos na criação de WebServices para criar uma “camada de serviços e processos” que isolasse os seus elementos de plataforma alta.
      Ao final de 3 anos, eles criaram apenas um “punhado de WebServices”.
      Sem governança de serviços.
      Sem entendimento do valor agregado de cada processo.
      Sem entendimento da natureza da organização e da sua arquitetura de negócio.
      Lição aprendida: Banco está desenvolvendo um programa de governança e de desenvolvimento de uma arquitetura corporativa.
    • O mito da TI como centro do universo e as leis da automação de Bill Gates
      “A primeira lei de qualquer tecnologia é que a automação de um processo eficiente irá aumentar a sua eficiência”, Bill Gates
      “A segunda lei de qualquer tecnologia é que a automação de um processo ineficiente irá aumentar a sua ineficiência”, Bill Gates
    • Construção de capacidades corporativas
    • Construção de capacidades corporativas
      Tarefasbásicas
      Excelência
      Ruptura
      Compreensão profunda de processos de negócio nucleares.
      Processos básicosde gestão.
      Automação e BPMS
    • Os processos de negócio e a infraestrutura de TI, juntos, produzem as capacidades necessárias à organização para entregarem seus produtos e serviços, considerando os objetivos, metas, modelo operacional e a arquitetura da organização.
      A natureza de uma organização é fornecida pelo modelo operacional.
      Construção de capacidades corporativas
    • Modelo operacional - Exemplos
      Integração dos processos
      Padronização dos processos
    • Tipos de modelos operacionais
      Integração dos processos
      Padronização dos processos
    • Tipos de modelos operacionais
      Integração dos processos
      Padronização dos processos
    • Os modelos operacionais como obter maior valor de ferramentas BPMS
      Serviços de dados
      Serviços Corporativos
      Serviços de Negócio
      Serviços de Interface
      Serviços de dados
      Serviços Corporativos
      Serviços de Negócio
      Serviços de Interface
      Serviços de dados
      Serviços Corporativos
      Serviços de Negócio
      Serviços de Interface
      Serviços de dados
      Serviços Corporativos
      Serviços de Negócio
      Serviços de Interface
      Serviços de Infra
      Serviços de Infra
      Serviços de Infra
      Serviços de Infra
      Sem padrão
      Parcial
      Padronizado
    • Fauna de ferramentas BPMS
      Tipos de ferramentas
    • Fauna de ferramentas BPMS
      Uma visão mais detalhada:
      Workflows clássicos.
      Automação de formulários e documentos (GED).
      Modelagem de processos de negócio.
      Simulação de processos.
      Portais e mash-ups.
      Orquestração de processos de negócio.
      Execução/Motor de processos.
      Motor de regras (RuleEngine)
      Arquiteturas Dirigidas por Eventos (EDA)
      Controle estatístico e monitoração de processos de negócio.
      Integração – Barramentos de serviços/ESB.
      Repositório de serviços para governança SOA.
    • Metas e Objetivos
      KPIs
      Missão e Visão
      Define os limites estratégicos
      Modelo Operacional
      Estabelece
      prioridades
      Aprendizado
      Exploração
      Arquitetura Corporativa
      Capacidades fundamentais
      Fundação para execução
      Processos de negócio + Infra-estrutura de TI + Gerência
      Fonte: Architecture as Strategy: Creating a Foundation for Business Execution,
      J. Ross, P. Well, D. Robertson, HBS Press, Junho 2006
    • Negócio - Mapas estratégicos, modelo operacional, a descrição dos processos de negócio essenciais, atores de negócio, fornecedores.
      Informação – Dados chave que conectem os processos, modelo de dados corporativo.
      Aplicações – Aplicativos, bases de dados e APIs de interoperabilidade com atores de negócio.
      Tecnologia – Plataformas de hardware
      O que contém a arquitetura corporativa?
    • Exemplo real do valor da arquitetura corporativa
      Duas grandes empresas de TELECOM em um complexo processo de fusão.
      Meses de trabalho nos dois lados tentando adaptar seus processos à outra parte.
      Após muitos insucessos, uma consultoria externa propôs um caminho do meio.
      Um caminho do meio é uma terceira alternativa, melhor que as duas primeiras.
      Neste caso, o modelo eTOM foi usado para fornecer um modelo de referência de uma empresa ideal de TELECOM.
      Uma análise de gap foi realizada contra esta “arquitetura de negócio” e as ações derivadas permitiram a operacionalização da fusão.
    • O que poderia conter uma arquitetura de negócio
      Produtos de trabalho típicos de uma arquitetura de negócio
      Modelos de motivação de negócio (ex: OMG BMM).
      Modelos da organização (ex: EA/Zachman Framework).
      Análise de gaps a modelos de referência como o
      eTOM (TELECOM),
      MES (Manufatura na Engenharia),
      SCOR (SupplyChain)
      ITIL (para TI) e
      legislações governamentais de agências reguladoras (ex: empresa ideal da ANEEL).
      Modelos de processos (ex: OMG BPMN ou XPDL).
      Modelos de regras de negócio (ex: OMG SBVR).
    • Cenários de benefícios de uso de uma arquitetura corporativa
    • Racionalização do uso de ferramentas BPMS
    • Conclusões
      Suítes BPM são uma excelente ferramenta para organizações, mas requerem análise cuidadosa para geração de valor nas organizações.
      BPMS por BPMS pode ser uma forma cara de criar uma arquitetura JABOWS em uma organização
      JABOWS – Just a Bunchof Web Services
      Arquiteturas de negócio permitem analisar a natureza de uma organização e compreender verdadeiramente os processos nucleares de uma empresa.
      Palestra e informações complementares disponíveis em http://blog.marcomendes.com.
    • Tipos de modelos operacionais
      Integração dos processos
      Padronização dos processos