Paula Duarte - LNEG
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Paula Duarte - LNEG

on

  • 363 views

ENCONTRO LIVING LAB sobre o Tema: Reabilitação Sustentável e Eficiência como Motores da Internacionalização das Empresas ...

ENCONTRO LIVING LAB sobre o Tema: Reabilitação Sustentável e Eficiência como Motores da Internacionalização das Empresas

O SUSTAINABLE CONSTRUCTION LIVING LAB é uma organização transversalmente representativa do sector da construção, integrando gradualmente todos os atores, desde as Instituições Europeias ao Utilizador Final, com o objectivo de tornar a construção sustentável a prática comum. Constitui-se como estrutura que facilita a cooperação entre os atores relevantes deste sector, com o objectivo de promover a eficácia das soluções construtivas e a inovação, nomeadamente na área da reabilitação do edificado.

O TEMA:

O SUSTAINABLE CONSTRCTION LIVING LAB (membro da Rede Europeia de Living Labs) apresenta os resultados dos seus Grupos de Trabalho transdisciplinares, dedicados à definição de soluções construtivas robustas para a reabilitação de coberturas, fachadas, sistemas e revestimentos interiores, com o objectivo de alargar boas práticas, melhorar salubridade e conforto e incrementar a robustez do edificado existente. Dada a atual conjuntura, torna-se importante comunicar quais os critérios para a internacionalização das boas práticas identificadas, no sentido de virem acrescentar valor noutros locais do planeta.

Statistics

Views

Total Views
363
Views on SlideShare
353
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 10

http://construcaosustentavel.pt 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Paula Duarte - LNEG Paula Duarte - LNEG Presentation Transcript

  • GT  Ciclo  de  Vida  dos  Materiais  Como  Selecionar  Tintas  e  Vernizes  na  Perspe4va  do  U4lizador      Ana  Paula  Duarte  -­‐  LNEG  Sustainable  Construc4on  Living  Lab    Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  • Obje=vos  e  Âmbito    Este   grupo   de   trabalho   tem   em   atenção   os   impactes   ambientais   do  ciclo  de  vida  dos  materiais  e  produtos  de  construção.          Obje=vo:  auxiliar  o  u*lizador  final  a  minimizar  estes  impactes  ambientais  .    Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  •    Há  portanto  necessidade  de  dar  informação  e  ferramentas  adequadas  aos  u=lizadores  para  uma  decisão  de  compra  responsável  de  materiais  e  produtos  de  construção,  de  forma    a  proporcionar  conforto,  saúde  e  segurança  ao  u=lizador.    Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  •    Para  testar  uma  metodologia  de  abordagem  a  esta  temá*ca  decidiu-­‐se  começar  pelo  caso  de  estudo  das  =ntas  e  vernizes,  que  irá  ser  publicado  sob  a  forma  de  um  guia.      Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  •  Porquê?    As  pessoas  passam  cerca  de  85-­‐90%  das  suas  vidas  dentro  de  espaços  construídos,  sendo  afetados  por  esses  ambientes.    A  qualidade  do  ar  interior  depende  de  muitos  fatores:  da  escolha  de  materiais/produtos   de   construção,   do   comportamento   dos   u*lizadores   finais   (*po   de  produtos  de  limpeza,  abertura  de  janelas,  etc.)  e  da  qualidade  do  ar  exterior.    Os   materiais   u*lizados   nas   nossas   casas   podem   conter   ou   libertar   substâncias  perigosas,  como  é  o  caso  dos  compostos  orgânicos  voláteis  (COV),  que  podem  ser  irritantes,  tóxicos  ou  até  carcinogénicos,  e  estão  presentes  nas  *ntas  e  vernizes.      As   *ntas   e   vernizes   na   manutenção   e   na   reabilitação   podem   ser   selecionados/comprados  pelos  u*lizadores  finais.    Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  • Metodologia  de  trabalho  –  Tintas  e  Vernizes    1ª  fase  :  Recolha  de  Informação    • rótulos   ambientais   existentes,   dire*vas   /   regulamentos   europeus   e   diplomas  nacionais;  • caracterização  do  sector  das  *ntas  em  Portugal;    • rótulos  ambientais  nas  *ntas  e  vernizes  vendidas  em  Portugal;    • conhecimento   do   u*lizador   sobre   rotulagem   ambiental   (ques*onário   aos  par*cipantes  dos  Encontros  Living  Lab).    2ª  fase  :  Análise  • critérios  u*lizados  pelos  vários  sistemas  de  rotulagem  ambiental  e  iden*ficação  dos  aspetos  comuns  e  das  principais  diferenças;    • discussão  e  hierarquização  dos  critérios    fundamentais  para  o  u*lizador  final  e  para  os  técnicos   especificadores  (arquitetos,  engenheiros).    3ª  fase  -­‐  Redação  do  guia  de  =ntas  e  vernizes.  Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  • Seleção   de   Tintas   e   Vernizes   na   Perspe4va   do   U4lizador,   do  ponto  de  vista  da  sustentabilidade  e  em  termos  de  saúde  humana  e  segurança:    • Compra  de  =ntas  e  vernizes  ecológicas  –  para  assegurar  que  a  *nta  ou  verniz  na  fase  de  produção,  durante  a  pintura  do  ediQcio  ou  compar*mento,  na  fase  de  uso  da  habitação  e  no  fim  de  vida  tenha  baixas  ou  nulas  emissões  de  compostos  perigosos  para  o  ambiente;  • Leitura  atenta  dos  rótulos,  fichas  técnicas  e  de  segurança;  • Adequação  da  =nta  ao  local  de  pintura;  • Pintar  em  local  ven=lado;  • Avisar  vizinhos/condomínio,  porque  os  vapores  podem  mover-­‐se  através  da  canalizações  e  tomadas  de  eletricidade;  • Permi*r  que  o  período  de  secagem  e  das  =ntas  e  vernizes  seja  o  adequado  antes  da  u=lização  de  uma  habitação  após  pintura  –  con*nuar  a  ven*lar  o  compar*mento  após  pintura;  • Abandonar  as  divisões  pintadas  de  fresco,  se  sen*r  olhos  a  chorar,  dores  de  cabeça,  tonturas  ou  problemas  respiratórios    -­‐  aumente  a  ven*lação  do  espaço;  • Dar  des=no  final  adequado  às  embalagens  e  restos  de  =ntas.  Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  • Discussão:    • Importância  do  comportamento  dos  prescritores,  pintores,  u4lizadores  finais?  Como  alterar  comportamentos?  • Rotulagem   obrigatória:   dificuldades   na   compreensão   de   um   rótulo?  Como  ultrapassar?  • Des4no  final:  um  cidadão  que  tem  uma  lata  vazia,  onde  a  coloca?  E  os  restos   de   4nta?   Onde   colocar   as   águas   de   lavagem   dos   pincéis,   rolos,  bandejas,  etc.  ?  • Que  outros  pontos  devem  ser  4dos  em  atenção  na  seleção  de  4ntas  e  vernizes?  
  • Estrutura  do  Guia  de  Tintas  e  Vernizes    (versão  8  de  Maio  2013)    • Enquadramento  geral  • Regulamentação  aplicável  a  =ntas  e  vernizes  • Boas  Prá=cas  de  Rotulagem  (obrigatória  e  voluntária)  • Como   selecionar   uma   =nta   ou   verniz   –   Recomendações   para  prescritores,  pintores  e  u=lizadores  finais  • Des=no  Final  adequado  das  embalagens  e  restos  de  =ntas  • Onde  posso  obter  mais  informação?  • Glossário  • Anexos  Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL  
  • Discussão:      • Estrutura  do  Guia?  • Outros  tópico(s)  a  incluir  no  guia  4ntas  e  vernizes?    
  • Muito Obrigada pela AtençãoSustainable  Construc4on  Living  Lab    GT  Ciclo  de  Vida  dos  Materiais      Encontro  Living  Lab  –  9  de  Maio  de  2013  –  TEKTÓNICA,  FIL