Gincana Milenio White Paper Portugues

6,972 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,972
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
57
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gincana Milenio White Paper Portugues

  1. 1. apresentam Um instrumento para promover o Desenvolvimento Sustentável Florianópolis, Agosto de 2007
  2. 2. Apresentação A Gincana do Milênio, uma realização associada ao Sapiens Circus, foi idealizada pela Fundação CERTI e Instituto Sapientia, em 2005, para ser um instrumento de grande capacidade de motivação e mobilização de jovens em prol da efetivação dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, declarados pela ONU em 2000. Este documento reúne informações sobre o conceito geral e alguns dos aspectos práticos de operacionalização da Gincana do Milênio, assim como seu potencial de reaplicação ou adaptação junto ao universo educacional brasileiro, inclusive via patrocínio cultural incentivado pela Lei Rouanet. Sumário 1) O conceito das Gincanas Inovadoras 03 2) A Gincana do Milênio: Uma Gincana Educativa 04 3) Os 8 Objetivos do Milênio: do conceito à ação 05 4) Como funciona a Gincana do Milênio 06 5) Parceiros: quem participou da experiência piloto da Gincana do Milênio 08 6) Lei de Incentivo Cultural: como investir na Gincana do Milênio 10 Informações para Contato: M.Eng. Marcelo Ferreira Guimarães Email: mfg@certi.org.br Telefone: + 55 (48) 3239-2150 Apoio ao Desenvolvimento © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  3. 3. 1. O conceito das Gincanas Inovadoras O Projeto “Gincana do Milênio” [www.gincanadomilenio.org.br] é um projeto educacional inovador desenvolvido pela Fundação CERTI [www.certi.org.br], de Florianópolis, Santa Catarina - Brasil, desde 2002, e que integra uma plataforma tecnológica denominada Gincanas Inovadoras. A Plataforma Gincanas Inovadoras é um sistema complexo que promove experiências temáticas educativas e divertidas para milhares de pessoas pertencentes a comunidades participantes como escolas e empresas. A Plataforma integra pedagogias inovadoras, conteúdos interativos, arte, tecnologias multimídia, jogos, simulações, sistemas de convergência digital e ferramentas de hardware e software, projetados para operar em ambientes físicos e virtuais. A partir de 2006, o sistema incorporou o uso de aparelhos de telefonia celular e conceitos de Web 2.0, permitindo a integração das experiências presenciais com as experiências à distância em ambientes virtuais e expandindo, assim, a capacidade de alcance em número de usuários e de abrangência geográfica de operação da Gincana. Juntos, estes recursos podem ser aplicados para a realização de diversos tipos de experiências didáticas e interativas, visando promover a educação, a capacitação, o aperfeiçoamento e até mesmo a transformação de comunidades por meio de: jogos sociais mediados por tecnologias de convergência digital para aprendizagem contínua; desenvolvimento de projetos de tecnologia social; e promoção da cultura empreendedora e de inovação. A partir da Plataforma Gincanas Inovadoras e de variadas formas de Jogos de Experiências Transformadoras (JET), como a Gincana do Milênio, outras experiências temáticas podem ser adaptadas e implementadas, viabilizando vivências e aprendizados destinados a diferentes comunidades pertencentes a organizações públicas, privadas ou do terceiro setor. Essas experiências, portanto, podem ser vivenciadas por grupos de pessoas de diversas faixas etárias, que participam de jogos sociais focando as áreas de educação e entretenimento (conhecidas como edutenimento, de edutainment), com estética diferenciada e interatividade mediada por tecnologias de convergência digital, como Internet, celulares, ambientes interativos e de realidade virtual. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  4. 4. 2. A Gincana do Milênio: Uma Gincana Educativa A Gincana do Milênio foi idealizada pela Fundação CERTI e pelo Instituto Sapientia [www.sapientia.org.br], em associação com Sapiens Circus [www.sapienscircus.org.br], para ser um instrumento de grande capacidade de motivação e mobilização de jovens em prol da efetivação dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio [www.nospodemos.org.br], aprovada pela ONU em 2000. Em essência, é uma Gincana Educativa. Oferece uma experiência interativa única e inovadora, utilizando-se de recursos das tecnologias da informação e comunicação, jogos e uma base de histórias reais e imaginárias para potencializar a interatividade à distância e/ou presencial, a sensibilização e o aprendizado dos participantes. Tem como tema central o cumprimento dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio promovidos pela ONU por meio do PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento [www.pnud.org.br/milenio/] e o incentivo à elaboração de projetos sustentáveis por parte dos alunos e escolas participantes. Para tal, faz uso de conteúdos pedagógicos educacionais e lúdicos, visando à formulação de um Projeto de Tecnologia Social [TS] que ofereça a solução de um problema da comunidade local envolvida. A metodologia dos projetos de tecnologia social da Gincana do Milênio foi desenvolvida pela ONG internacional Ashoka [www.ashoka.org.br] que, por meio do Programa Geração MudaMundo [www.geracaomudamundo.org.br], estimula o empreendedorismo social juvenil. Por isto, a Gincana do Milênio é uma ferramenta inovadora de formação de novos empreendedores sociais juvenis nas escolas. Ao longo do processo de desenvolvimento das ferramentas com tecnologias de informação e comunicação e do desenvolvimento dos conteúdos desta complexa e inovadora Gincana, vários testes, estudos e avaliações foram realizados, a fim de assegurar o êxito da proposição na prática. A primeira experiência piloto da Gincana do Milênio envolvendo o público foi efetivamente realizada de outubro a dezembro de 2006, e abrangeu cerca de 600 alunos e professores de escolas públicas estaduais de ensino médio da Região da Grande Florianópolis, em Santa Catarina. Durante a fase classificatória da Gincana, os alunos foram desafiados a conhecer a temática da sustentabilidade, por meio de histórias, conteúdos didáticos, jogos e simulações disponibilizados pela Internet, além de elaborar propostas de Projetos de Tecnologias Sociais capazes de realizar transformações em suas realidades locais. Na fase final, um grande evento no Sapiens Parque [www.sapiensparque.com.br] propiciou às equipes melhores classificadas a apresentação de suas propostas de projetos para comissões avaliadoras e à comunidade em geral, através de uma exposição em estandes de suas propostas de projetos. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  5. 5. As propostas aprovadas pelas comissões foram beneficiadas com um “recurso semente” em reais, patrocinado pela Ashoka, por meio de seu programa Geração MudaMundo, para subsidiar a implementação dos projetos em 2007. A operação piloto comprovou a capacidade mobilizadora, educativa e motivadora da Gincana do Milênio em associação com o Sapiens Circus. 3. Os 8 Objetivos do Milênio: do conceito à ação Os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU, declarados em 2000, são: 1) Erradicação da extrema pobreza 2) Educação básica a todos 3) Promoção da igualdade entre os sexos 4) Redução da mortalidade infantil 5) Melhoramento da saúde materna 6) Combate à Aids e a doenças infecto-contagiosas 7) Garantia da sustentabilidade ambiental 8) Estabelecimento de parceria mundial para o desenvolvimento A Gincana do Milênio tem como seu público-alvo estudantes do ensino médio da rede escolar pública e privada, e busca contribuir para a conscientização e intervenção prática dos jovens cidadãos na realidade das comunidades onde vivem, por meio de atividades que visam: o adquirir conhecimentos sobre sustentabilidade, através de aulas expositivas na escola, outras atividades livres e acesso de informações pela Internet; o identificar problemas de insustentabilidade na sua região, cidade e escola; o identificar causas e soluções para os problemas encontrados; o definir uma proposta de projeto de sustentabilidade com base na metodologia da Ashoka; o fazer as tarefas de capacitação, ou seja, os jogos e testes de conhecimento; o fazer a tarefa/jogo quot;Caos em Protovillequot;, escolhendo as melhores ações para essa cidade virtual. Essas atividades realizadas pelos alunos e escolas participantes são então pontuadas ao longo da Gincana, tendo como maior peso na pontuação o Projeto de Tecnologia Social, o jogo quot;Caos em Protovillequot; e as tarefas de capacitação. O ranking das equipes pode ser acompanhado diariamente no site da Gincana. Posteriormente, os projetos enviados pelos alunos são julgados pela comunidade de professores e parceiros. O resultado final – fruto da avaliação dos projetos e do resultado das demais tarefas – é então divulgado no site. A melhor equipe de cada escola classifica-se, assim, para uma etapa final. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  6. 6. Na etapa final, as equipes desenvolvem atividades que valem pontos, como a apresentação do projeto em estandes e no evento da Ashoka e pela participação na experiência quot;Tensão Epidêmicaquot;, no Sapiens Circus. Essa experiência é um jogo/história que testa os conhecimentos das equipes participantes. As equipes que têm seus projetos escolhidos pela Ashoka ganham um prêmio em dinheiro para financiá-los, e devem desenvolvê-los num período de seis meses. 4. Como funciona a Gincana do Milênio A Gincana do Milênio é direcionada para estudantes do primeiro ano do ensino médio e é aplicável redes de escolas públicas e privadas brasileiras que disponham de infra-estrutura de sala de informática e conexão à Internet. A Gincana pode ser acessada de qualquer computador com acesso a Internet, seja na escola, telecentros ou na casa do aluno, permitindo que este conduza atividades de lazer e estudos em temas de relevância para sua formação como cidadão. As atividades finais são realizadas tendo o Sapiens Circus [www.sapienscircus.org.br] como o principal ponto de encontro do programa. A Estrutura da Gincana Tarefas As equipes, formadas por 4 a 8 alunos e 1 professor-orientador chamado de “aliado”, precisam cumprir determinadas tarefas para receber pontos. Essas tarefas são lançadas ludicamente, por meio da Web, a partir da narrativa que permeia a Gincana do início ao fim. Os pontos acumulados nos jogos individuais e em grupo são adicionados à pontuação do projeto de tecnologia social desenvolvido pela equipe, resultando um ranking classificatório. Tipicamente, uma edição da Gincana do Milênio comporta cerca de 5.000 alunos, que formam aproximadamente 700 equipes e produzem 700 projetos. Usualmente são classificadas para a etapa final e presencial da Gincana 10% das equipes, as de melhor pontuação geral. Na etapa final as equipes têm que apresentar seus projetos para uma banca de avaliadores, participam de uma feira de projetos aberta ao público e participam de um jogo social presencial no Sapiens Circus. As equipes que apresentam avaliações que superam um patamar mínimo recebem recursos semente para a implantação de seus projetos. As melhores equipes recebem prêmios. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  7. 7. Evolução da Gincana do Milênio A Gincana do Milênio é dividida em Etapas e tem a duração de 12 semanas, até a seleção dos melhores projetos de tecnologia social a serem apoiados. A primeira Etapa é chamada de Sensibilização. Nesta etapa, a Gincana do Milênio é apresentada às escolas e professores, de forma a sensibilizá-los e motivá- los a participar do Jogo Educativo. Durante esse período, os professores, que se dispõem voluntariamente a participar, têm acesso a um curso de capacitação sobre Sustentablidade e Metas do Milênio via Web. Nesta etapa, os professores e alunos se auto-organizam em equipes entre 4 e 8 alunos. Cada professor pode ser o orientador, conhecido como “aliado”, de até 3 equipes. A segunda Etapa é a de Aprendizagem, que tem a duração de 5 semanas. Neste período, cada equipe tem que cumprir várias tarefas, via Web, que envolvem jogos de conhecimento individual e de tomada de decisão em grupo, além de desenvolver um projeto de Tecnologia Social aplicado à sua escola e/ou comunidade, relacionado com as Metas do Milênio. A cada semana, as atividades de aprendizagem e de construção do projeto são sincronizadas por um processo pedagógico conhecido como “experiential learning” (David Kolb e James Zull). No final desta Etapa, as equipes terão participado de jogos, simulações, e publicam seu projeto em um blog. Na terceira Etapa, chamada de Avaliação, os professores “aliados” das equipes recebem até 3 projetos de outras equipes para avaliação. A distribuição dos projetos, na forma de blogs na Internet, é feita de maneira automática. Os avaliadores são os professores não concorrentes de uma determinada região. Cada projeto recebe 3 avaliações de diferentes professores e a pontuação final é calculada pela média dessas notas. A soma total dos pontos dos jogos individuais, jogos de grupo e do projeto classificam as melhores equipes de cada região da área de aplicação da Gincana. O projeto vale 60% da pontuação total da Gincana do Milênio. A quarta Etapa é chamada de Socialização, quando tipicamente 10% do total de projetos são classificado para um Evento de Celebração, com uma Feira de Projetos aberta ao público/comunidades e jogos presenciais no Sapiens Circus. Neste momento, a Gincana não é mais competitiva. Os projetos são defendidos, pela equipe e pelos professores “aliados”, diante de bancas de avaliação formadas por líderes voluntários das comunidades locais, universidades, empresas, órgãos de Governo etc. Se todos os projetos selecionados atingem os patamares mínimos de avaliação das Bancas de Avaliação presencial, então todos recebem os “recursos semente” para sua implementação. Premiações especiais são distribuídas para os professores e equipes com os melhores projetos. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  8. 8. A quinta e última Etapa da Gincana do Milênio, chamada de Transformação, se estende de 3 a 6 meses, quando os projetos agraciados com recursos sementes no valor de até R$ 500,00 são implementados. A Ashoka e a Fundação CERTI articulam o envolvimento de redes de ONG’s e voluntários que ajudam no processo de acompanhamento e apoio na implementação dos projetos de tecnologias sociais propostos. Novas edições da Gincana do Milênio na mesma área podem então premiar, no futuro, os melhores projetos implementados e estimular um processo virtuoso e periódico de protagonismo social dos jovens e de suas escolas. Os jovens são então estimulados a pertencer a uma Rede de Empreendedorismo Social Mundial, que é a Geração MudaMundo, da Ashoka. Os demais projetos gerados e não classificados para o Evento de Celebração são expostos em um website na forma de uma Feira Eletrônica de Projetos, de forma a atrair a atenção e o apoio financeiro de investidores sociais voluntários: um tipo de ideágora [espaço livre para debate de idéias] de Projetos de Tecnologia Social. Dessa forma, a Gincana do Milênio tem o potencial de ser um mecanismo de interação – um ponto de encontro – entre empreendedores sociais juvenis e investidores sociais, no Brasil e em outros países em desenvolvimento. 5. Parceiros: quem participou da experiência piloto da Gincana do Milênio A experiência piloto da Gincana do Milênio mobilizou outras organizações locais, nacionais e internacionais, como a Fundação de Apoio à Pesquisa de Santa Catarina [Fapesc], Sapiens Parque, Instituto Sapientia, a Ashoka [uma ONG mundial que apóia empreendedores sociais], o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento [PNUD] e várias empresas do Pólo Tecnológico da Grande Florianópolis, como a Experience Solutions, Socioambiental, Ilog Tecnologia, Praesto Convergence e AnimaKing Estudio. Novas proposições da Gincana do Milênio, em curso em 2007, irão abranger outros Estados do Brasil, além de Santa Catarina, e contarão com a parceria, apoio e patrocínio de instituições públicas e privadas, como o Governo do Estado de Minas Gerais e IBM do Brasil, o SESI – Serviços Social da Indústria de Santa Catarina e a Tractebel Energia, dentre outros. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  9. 9. Parceiros para a Sustentabilidade Sustentabilidade pode ser entendida como a capacidade de permanecer no longo prazo, ou para sempre. Ações sustentáveis são aquelas que, ao serem tomadas hoje, não comprometem a existência no futuro. Essa existência refere-se aos recursos naturais, como a biodiversidade ou a água potável, e à qualidade de vida da própria espécie humana. Sustentabilidade envolve o equilíbrio entre os interesses ambientais, sociais, culturais e econômicos, de forma que as necessidades de toda a vida na Terra sejam atendidas, na atual e nas futuras gerações. Alguns dos principais parceiros institucionais da experiência piloto da Gincana do Milênio no Brasil são organizações comprometidas com a sustentabilidade local e global: a Ashoka, o Sapiens Parque e o PNUD. Ashoka [www.ashoka.org.br]: ASHOKA é uma organização civil, sem fins lucrativos, que atua em cerca de 60 países estimulando o empreendedorismo social, principalmente o empreendedorismo social juvenil, através do Programa Geração MudaMundo. Empreendedores sociais são indivíduos com fibra ética e forte capacidade de iniciativa, persistência, criatividade e inovação, que desenvolvem formas de transformar o mundo rumo à sustentabilidade. Sapiens Parque [www.sapiensparque.com.br]: O Sapiens Parque é um grande parque de Inovação e Sustentabilidade que começa a instalar-se em Florianópolis, na Ilha de Santa Catarina. Nele, a preservação ambiental de áreas extensas irá conviver com o desenvolvimento de novas tecnologias e atividades econômicas ligadas principalmente a empresas de serviços, tecnologia e ao turismo. PNUD [www.pnud.org.br]: PNUD é o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, ligado à ONU [Organização das Nações Unidas]. Em setembro de 2000, a ONU aprovou a Declaração do Milênio, um compromisso para com a sustentabilidade do Planeta, compartilhado por 191 países-membros, inclusive o Brasil. A Declaração aponta os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio [ODM], que são oito metas de sustentabilidade a serem atingidas pelos países até 2015, por meio de ações concretas dos governos e da sociedade, com apoio do PNUD. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI
  10. 10. 6. Lei de Incentivo Cultural: como investir na Gincana do Milênio A Gincana do Milênio integra o Projeto “Sapiens Circus”, aprovado pelo Ministério da Cultura do Brasil sob o número Pronac 046587. Tem como tema “Metas do Milênio, Público Jovem”, e está enquadrado dentro da área de Artes Cênicas e subárea de Artes Integradas. Isto credencia a Fundação CERTI a captar recursos da iniciativa privada por intermédio da Lei Rouanet. Assim, as empresas podem aplicar patrocínios na Gincana do Milênio até 4% do seu imposto de renda devido, recebendo isenção integral do recurso investido. As modalidades de patrocínio permitem que o investidor decida sobre a abrangência da exposição pública que seu patrocínio terá. Assim, se convier ao incentivador que sua mensagem seja exclusiva e abranja uma determinada área geoeconômica ou mercadológica, ele poderá investir em um ou mais módulos integrais, do total de cinco nos quais o programa se subdivide. O Sapiens Circus oferece ao seu patrocinador/incentivador: o A oportunidade de expor sua marca durante toda a extensão da Gincana: a) em locais adequados no portal Web; b) em situações e momentos relevantes do roteiro dos jogos que serão inseridos na história, através do envio de informações-chave para o desenrolar da gincana; c) no estande onde se localizará a exposição dos projetos vencedores; d) em banners e cartazes espalhados nas áreas de circulação do Sapiens Circus e seus espaços anexos; e) em crachás adesivos; f) em todas e quaisquer outras oportunidades de divulgação, tais como materiais impressos, releases etc. o A oportunidade de dar um importante apoio ao desafio brasileiro de incorporar um número expressivo de estudantes a projetos de sustentatibilidade sócio-ambiental. o A oportunidade de passar a integrar um grupo cada vez mais relevante e respeitado no país, o das empresas socialmente responsáveis, com repercussões positivas no plano das relações humanas, comunitárias, governamentais e no próprio ambiente dos negócios. o A oportunidade de participar da divulgação de uma inovação tecnológica de possibilidades mundiais, voltada à educação, cultura e entretenimento. Mais informações sobre patrocínio culturais incentivados: Diretoria de Assuntos Institucionais da Fundação CERTI a/c Dorival Schultz. Email: ds@certi.org.br Telefones: + 55 (48) 3239-2020 ou 3239-2010 Celular: + 55 (48) 9919-7896. © COPYRIGHT 2007 - Fundação CERTI

×