• Save
Microinovação - Fabricar Ideias, Rui Marques
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,322
On Slideshare
1,322
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. MicroinovaçãoFabricar Ideias
    Rui Lopes Marques
    Responsável pelo Projecto Aplicado (Gestão Estratégica) nos cursos para dirigentes (FORGEP, CADAP, CAGEP, CADAP Internacional).
    Formador e consultor de diversos organismos da AP nas áreas de gestão e avaliação de desempenho, eficiência pessoal, inovação.
    Contacto: rui.marques@ina.pt
  • 2. COMO USAR A SALA DE AUDIOCONFERÊNCIA?
    Fale
    - prima a tecla “Ctrl” (teclado)
    ou
    Enquanto fala para o microfone…
    - Carregue sobre o botão
    Interaja
    Pedir a palavra
    Use os botões para:
    Responder a questões
    Escreva
    Utilize o Chat (canto inferior esquerdo do ecrã)
  • 3. O mundo está cheio de ideias...
    FORMATAÇÃO DO DOCUMENTO
  • 4. SUGESTÕES PARA DINAMIZAÇÃO DA SESSÃO
    A “Fábrica de Ideias”...
    Resolução da Assembleia da República 40/2009
    Qual a prática actual na Administração Pública?
    Até que ponto a inovação interna pode ser promovida?
    Mudanças a introduzir na Administração Pública?
  • 5. Inovação no conceito do serviço a prestar ao cidadão
    Quem servir?
    Produtos ou serviços a oferecer?
    Como oferecê-los (parcerias, novos canais)?
    Relação custo/benefício
    Qual a criação de valor (conveniência, confiança, tempo, etc.)
    Qual o custo a incorrer pelo Estado
  • 6. Importação da inovação para a linha da frente
    Envolver funcionários de primeira linha e cidadãos
    Reconhecer a importância dos funcionários que contactam diariamente com os cidadãos
    Promoção da “parceria” com os cidadãos
  • 7. Integração com a estratégia da organização
    Definição do futuro que se pretende
    Como o atingir
    “Melhorar de forma incremental o que existe”
    “Estimular uma abordagem prospectiva e desenvolver um plano de migração para o futuro”
  • 8. Adopção de uma abordagem estruturada de geração e de aceleração da implementação no terreno de ideias inovadoras
    A inovação só se aprende fazendo.
    Capacidades individuais de inovação não passam por formação teórica.
    A forma de se aprender a inovar é fazendo inovação
  • 9. Qual a prática actual na Administração Pública?
    Até que ponto a inovação interna pode ser promovida?
    Mudanças a introduzir na Administração Pública?
  • 10. Microinovação
    Desenvolvimento e implementação interna de ideias a partir dos funcionários de base
  • 11. Cinco níveis culturais de inovação
  • 12. Nem pensar!
  • 13. Tolera-se...
  • 14. Aceito...
  • 15. Quero...
  • 16. Cultivo, preciso...
  • 17. Como cultivar?
    Conhecer todos os funcionários.
    Não há ideias “menores”.
    Autonomia. Desafio. Reconhecimento.
    Não deixar “cair em saco roto”
    Iniciativas
    “Cliente por um dia”
    “Funcionário do mês”
    etc...
  • 18. A “pequena” ideia
    As ideias não se medem aos palmos… Têm é de ser boas...
    O que define uma “boa” ideia?
    A “pequena” ideia deve ser encorajada
    É um primeiro passo
    Aumenta a autoestima dos colaboradores
    É facilmente implementada
    Pode despoletar por associação novas ideias
    Muitas ideias pequenas, implementadas, produzem melhorias significativas no conjunto das operações
  • 19. Como cultivar?
    A inovação não é um “one shot affair”
    Tem de ser encarada como um processo interno
  • 20. Modelo de governança
    Desenvolvimento das ideias
    Análise
    Risco
    Custo/benefício
    Dificuldade
    Interdependências
    Implementação
    Responsável
    Equipa
    Reconhecimento / recompensa do mérito / avaliação de desempenho
  • 21. Modelo de recursos
    Origens do financiamento
    Lançamento de ideias
    Implementação
    Modelo de monitorização
    Indicadores do sistema de inovação
    Valor criado
  • 22. Mudança cultural para uma organização criativa e aprendente implica:
    Organização alinhada com o propósito de inovar
    Relação de confiança em toda a estrutura
    Motivação para a inovação
    Mecanismos bidireccionais de submissão de ideias e de feedback
    Promoção do espírito de grupo
    Errar é bom, errar duas vezes no mesmo é mau
  • 23. Técnicas de produção de ideias
    Brainstorming
    Discussões de grupo (focus groups)
    Mapas cognitivos (mind maps)
    Análise funcional
    Pensamento lateral
    Motores de pesquisa
    Redes sociais
    Diálogo com os clientes e stakeholders
  • 24. Quanto mais ideias melhor
    Zero críticas. Ideias diferentes são benvindas. Não existem más ideias
    A combinação / associação de ideias pode produzir ideias ainda melhores
    Deve haver um líder
    Preparação da metodologia de geração
    Bom ambiente
    Temas de trabalho
    Grupos variados, de 4 a 6 pessoas
    Tempo limite. Contaminação de grupos se possível, em ciclos sucessivos
  • 25. Brainstorming inverso
    Identificar o problema claramente
    Inverter (Como é que causo o problema? Como é que obtenho o efeito inverso?)
    Brainstorming para o problema inverso livremente
    Terminada a sessão com ideias para o problema inverso, inverter as soluções encontradas para o problema real...
    Avaliar as soluções potenciais.
  • 26. Aplicações de suporte à produção de ideias
    Xmind (Xmind, Ltd.)
    Mindmanager (Mindjet)
    Mindview (Matchware)
    The Brain (TheBrain Technologies)
    Compendium
    FreeMind
    ...
    http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_mind_mapping_software
  • 27. Conclusões
    É possível inovar na AP
    Necessário mudar...
    Cultura
    Processo
    Gestão da inovação – Essencial para o sucesso!
  • 28. O comunidades@ina é um espaço virtual que acolhe fóruns e comunidades
    onde se podem encontrar todos quantos partilham um interesse na Administração
    Pública. Estes grupos facilitam a partilha de recursos, práticas e a concretização de
    projectos em parceria.
    O QUE É O COMUNIDADES@INA?
  • 29. QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA AUDIOCONFERÊNCIA
    Foi enviado um questionário
    de avaliação por email
    a todos os participantes!
    Agradecemos a sua
    colaboração!
  • 30. OBRIGADO PELA SUA PARTICIPAÇÃO…
    Obrigado pela sua participação!
    Para sair da sessão,
    carregue sobre Exit: