Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
 Trabalho 1 de quarta feira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
476
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
4
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Histórias , Vidas e Memórias
    • Projeto 48 - Análise de 50 histórias de vida dos bolsistas da Coordenadoria de Formação e Aprendizagem Cooperativa (COFAC)
    • Ana Paula Mendes de Oliva-Pedagogia
    • Cláudia de Sousa Rodrigues-Econ. Doméstica
    • Neli Frutuoso Ferreira-Biblioteconomia
    • Rosana de Vasconcelos Sousa-Biblioteconomia
  • 2. Histórias , Vidas e Memórias
    • “ Essa é a primeira vez que elaboro um memorial, então o que devo escrever? O que eles querem que eu escreva? Até que ponto falar do pessoal? Ou será que devo relatar minhas memórias apenas como estudante? São várias as perguntas que surgiram em minha mente quando vi que a elaboração de um memorial faria parte da seleção de bolsistas da Cofac - Coordenadoria de formação e Aprendizagem Cooperativa.”
    • Gisele Castro Farias
    • Engenharia de Pesca
    • 4º semestre
  • 3. Objetivos
    • Analisar 50 histórias de vida de estudantes da UFC que fazem parte do programa de aprendizagem cooperativa;
    • Divulgar o programa de estudo em células de aprendizagem cooperativa;
    • Ressaltar a importância do uso das histórias de vida no programa de aprendizagem cooperativa.
  • 4. Justificativa
    • A possibilidade e a importância da utilização da Abordagem Biográfica como mecanismo capaz de contribuir para uma maior aproximação entre desempenho do aluno e o cumprimento satisfatório dos objetivos do Programa de Aprendizagem Cooperativa.
    • Visualizando na análise e na interpretação dos memoriais dos alunos bolsistas, um indicativo em potencial da trajetória e das circunstâncias da vida desses alunos e de como utilizar essas informações de maneira favorável ao sucesso dos mesmos na vida acadêmica.
  • 5. Metodologia
    • O procedimento metodológico utilizado buscou, através da leitura e análise dos textos-memoriais, ressaltar a importância da utilização da Abordagem Biográfica no Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis como mecanismo de aproximação entre a trajetória acadêmica do aluno e o sucesso em sua vida estudantil universitária.
  • 6.
    • “ É muito importante que, num primeiro tempo, as ‘histórias de vida’ permitam às pessoas fazer um balanço retrospectivo das suas vidas: olhar para todo o caminho percorrido, para os acontecimentos, as situações, as atividades, as pessoas significativas que encontraram. [...] O segundo é considerar nesse balanço os recursos, os projetos e os desejos que são portadores de futuro. No passado, não há somente as coisas que aconteceram, há também todo o potencial que cada indivíduo tem para prosseguir a sua existência no futuro”.
    • Marie-Christine Josso
  • 7. Aprendizagem Cooperativa
    • ESTRATÉGIA METODOLÓGICA
    • ELEMENTOS BÁSICOS
      • Interação social (face-a-face);
      • Responsabilização individual;
      • Desenvolvimento de habilidades sociais;
      • Processamento de grupo;
      • Interdependência social positiva.
  • 8. Coordenadoria de Formação e Aprendizagem Cooperativa-COFAC
      • Principal objetivo
      • Principal estratégia
  • 9. Histórias de Vida
    • A história de vida dos estudantes bolsistas é escrita e rememorada autobiograficamente em forma de memorial.
    • A utilização desses memoriais na metodologia da Aprendizagem Cooperativa baseia-se na Abordagem Biográfica cujo objeto de estudo
      • “ é o indivíduo, na sua singularidade. Este é o aspecto incontornável e marcante desta metodologia. O levantamento de histórias de vida pode fazer-se com base em biografias, autobiografias, mas igualmente em diários, portfólios e outras fontes de informação similares. É enorme a riqueza e complexidade da informação recolhida”.
      • Carlos Fontes
  • 10. Aspectos Sociais SIM NÃO N. I. SIM % NÃO% N.I. %   1 Adepto a exercícios físicos 14 2 34 28 4 68   2 Citou sua religião 23 0 27 46   54   3 É cearense 18 7 19 41 16 43   4 É resistente universitário 3 36 11 6 72 22   5 Faz referência à sua família 33 17   0 66 34     6 Informou a idade 26   0 24 52   48   7 Expõe sua opinião sobre a importância das histórias de vida.   0 50 0    100     8 Participou/participa de trabalho voluntário 16 1 33 32 2 66   9 Pretende mudar de curso 4 24 22 7 56 37   10 É casado 2 16 32 4 32 64   11 Tem filhos 4 0  46 8   92   12 Relatou sobre experiência em grupo 49   1 0 98   2   13 Tem opinião sobre o que é Aprendizagem Cooperativa 19 4 27 38 8 54
  • 11. Aspectos Acadêmicos SIM NÃO N. I. SIM % NÃO% N.I. %   14 Encontrou dificuldade para decidir o curso 16 12 22 32 24 44   15 Ingressou na UFC via SISU, este ano 2011.1. 4 35 11 8 70 22   16 Estudou em escola particular 23 8 19 49 15 36   17 Estudou em escola pública 8 23 19 17 48 35   18 Estudou em outra instituição de ensino superior 8 25 17 16 50 34   19 Mencionou o curso 35 15 0  70 30     20 Faz/fez parte do PRECE. 3 28 19 6 56 38   21 Fez transferência de curso 13 22 15 26 44 30   22 Havia participado de uma célula de estudo 16 11 21 33 23 44   23 Informa como conheceu o programa da COFAC 18 32   0 36 64     24 Já conhecia o programa 24 1 25 48 2 50   25 Já trabalhou 19 20 11 38 40 22   26 Gosta do curso que faz. 28 3 19 56 6 38
  • 12.
    • “ [...] penso a aprendizagem cooperativa: um grupo que se ajuda mutuamente, onde a interação é a palavra chave do êxito coletivo.
    • Wilton Lima Pinto
    • Educação Física
  • 13.
    • “ [...] Poderia ainda citar minhas experiências com grupos de estudo escolares, porém a riqueza dos mesmos não é tão relevante. Os grupos escolares eram montados para apresentar um conteúdo em que não havia cooperação. Havia um aluno com facilidade para um conteúdo com a verdade na mão e os outros com dificuldade no mesmo procurando a melhor maneira de ter um bom rendimento [...]”
    • Ávila Queiroz de Barros Filho
    • História
    • 6º semestre
  • 14.
    • “ [...] quando ainda cursava o 3º ano do ensino médio, conheci o PRECE (Programa de Estudos em Células) por uma amiga que já estudava no PRECE, no Projeto Pré-Vestibular, eu que nunca tinha ouvido falar em vestibular, faculdade, UFC, fiquei maravilhada com a oportunidade que eu poderia ter através do PRECE. [...] A experiência, as pessoas, as aulas e os grupos de estudos que foram montados no Instituto Coração de Estudante com pessoas que vieram de todos os lugares [...] foi tão bom que eu já estava resolvida [...] iria estudar pra que no ano seguinte estivesse novamente com aquelas pessoas.”
    • Antônia Selmária de Sousa Silva
    • Pedagogia 6 º semestre
  • 15. “ A primeira experiência de grupo, não só para mim, foi a família. Somos cinco pessoas na minha [...] Durante a minha infância a maior parte das minhas experiências foi nesse meio e no meio dos meus amigos, que tinham o costume de fazer parte da minha família.” Daniel Brito de Araújo
    • “ [...] e nunca tive uma família completa (pai, mãe...), meus pais nunca foram casados e eu fui gerada meio que por acidente e acho que isso me entristece até hoje. [...] meu pai constituiu outra família e com a qual se encontra até hoje, teve mais dois filhos nesse outro relacionamento, não tenho convivência nenhuma com ele e sua outra família e até hoje não sei nem onde eles moram. Então já que meu pai nunca teve responsabilidades comigo, minha bisavó paterna quis minha guarda perante o juiz e até hoje ela me ajuda juntamente com minha mãe em tudo que preciso.”
    • Chelline Pereira Milhome –
    • Engenharia de pesca 7º semestre
  • 16.
    • “ [...] tive a oportunidade de conhecer o programa da Cofac em aprendizagem cooperativas, durante o encontro universitário. Participei das palestras e relatos ministrados pelos bolsistas. Acabei me apaixonando pelo programa [...]”
    • Gisele Castro Farias
    • Engenharia de Pesca 4º semestre
  • 17. “ O primeiro semestre foi um período de adaptação muito difícil. Uma das coisas que me ajudaram a entender a dinâmica da UFC foi ter participado de uma célula de estudo em grupo da Cofac.” Ana Clara Braga de Souza Geologia, 6º semestre.
    • “ conheci [...] um grupo de estudo formado pela faculdade que se chama aprendizagem cooperativa, com intuito de fazer com que todos os alunos desse grupo possam expressar suas ideias e tirar dúvidas, interagindo e ampliando seus conhecimentos [...] esse método de ensino contribuiu para o aumento de meu desempenho nas disciplinas, em comunicação, interação, que por consequência melhorou meu rendimento escolar [...] me senti mais pertencente à universidade, [...] de maneira participativa, descontraída e que me ajudou a ter novas amizades.”
    • Douglas Abreu Braga Sousa.
    • Letras Português e Italiano, 5º semestre.
  • 18. Considerações Finais
    • Esse trabalho possibilitou conhecer de forma mais aprofundada as histórias de vida analisadas, sobre a Abordagem Biográfica e a forma como o Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis a utiliza em sua metodologia. As histórias de vida contribuem de forma extremamente satisfatória em processos psico socioculturais e educacionais, pois, ao se conhecer a biografia de uma pessoa, descobrimos suas potencialidades e os motivos que a fizeram percorrer o caminho trilhado.
  • 19. Processamento de grupo
    • Dificuldades enfrentadas: Incompatibilidade de horários, pouca orientação bibliográfica, divisão de tarefas;
    • Habilidades Sociais utilizadas e desenvolvidas: Bom diálogo, compreensão e respeito mútuos;
    • Limitações da equipe: Indisponibilidade de tempo;
    • Aprendizados: Troca de experiências, teoria e prática da metodologia de aprendizagem cooperativa.
  • 20. Referências
    • SEGURO, Rui. As histórias de vida abrem novas potencialidades às pessoas. Disponível em: <http://www.direitodeaprender.com.pt//http>. Acesso em: 15 set. 2011.
    • APRENDIZAGEM Cooperativa. Disponível em: <http://cofacufc.blogspot.com/p/cofac_05.html>. Acesso em: 23 set. 2011.
    • FONTES, Carlos. Métodos Biográficos. Disponível em: <http://educar.no.sapo.pt/biograficos.htm>. Acesso em: 23 set. 2011.
    • PAIVA, S. T. F. A importância da interação social nos grupos de estudos cooperativos.
    • Ovejero, B. A. Métodos de Aprendizagem Cooperativa . PPLL. Espanha: 1990.
  • 21.
    • Obrigada
    • pela
    • atenção.
  • 22. Visite nosso blog! www.cofacufc.blogspot.com [email_address] Twitter: @cofacufc Dividindo conhecimento, multiplicando aprendizado