Sistemas Operacionais         -Gerência de Processos                                 Ernesto Massa                        ...
Processos e Threads               Processos               Threads               Comunicação  interprocesso             ...
Processos           Fato 1:               Nossas     máquinas executam vários                    processos simultâneamen...
Processos        a)   Multiprogramação        b)   Como vemos a multiprogramação:                   processos sequenciais...
Criação de Processos           No início de tudo, o SO está executando            sozinho.           Outros processos sã...
Criação de Processos           Exemplos de diferentes            implementações:               DOS                     ...
Término de Processos           Possibilidades de término de processos:                   Saída normal (voluntária)      ...
Hierarquias de Processos           Pai cria um processo            filho, processo filho            pode criar seu própri...
Estados de Processos           Possíveis estados de processos               em  execução               bloqueado       ...
Transições de Estado                                          programa                                carga               ...
Estados de Processos           Camada mais inferior de um SO em            camadas trata interrupções,            escalon...
Processos: Contexto           Implementado através dos “Blocos de            Controle de Processos” – (BCP), também      ...
Tabela de Processos           Campos da entrada de uma tabela            de processos:Pearson Education                  ...
Implementação de Processos           Esqueleto do que o nível mais baixo            do SO faz quando ocorre uma          ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

2009 1 - sistemas operacionais - aula 3 - processos

433

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
433
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

2009 1 - sistemas operacionais - aula 3 - processos

  1. 1. Sistemas Operacionais -Gerência de Processos Ernesto Massa (slides fornecidos pela Prentice Hall e adaptados para esta disciplina) 1Pearson Education Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  2. 2. Processos e Threads  Processos  Threads  Comunicação interprocesso  Problemas clássicos de IPC  EscalonamentoPearson Education 2 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  3. 3. Processos  Fato 1:  Nossas máquinas executam vários processos simultâneamente.  Fato 2:  Existe apenas um processador em nossas máquinas.  Conclusão:  Existe um pseudo-paralelismo.Pearson Education 3 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  4. 4. Processos a) Multiprogramação b) Como vemos a multiprogramação:  processos sequenciais  independentes a) Ocupação real do processadorPearson Education 4 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  5. 5. Criação de Processos  No início de tudo, o SO está executando sozinho.  Outros processos são criados:  Na inicialização do sistema;  Por system calls de criação de processos;  Por solicitação direta do usuário executar um programa;  Pela execução de um programa batch.  Sempre existe um processo executando uma system call para a criação de um novo processo.Pearson Education 5 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  6. 6. Criação de Processos  Exemplos de diferentes implementações:  DOS  System call que carrega um novo processo na memória e executa-o;  O processo pai aguarda o seu encerramento.  UNIX  A system call fork duplica o processo pai;  A system call execve altera o conteúdo da memória, substituindo-o por um novo programa e executa-o.Pearson Education 6 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  7. 7. Término de Processos  Possibilidades de término de processos:  Saída normal (voluntária)  exit  Saída por erro (voluntária)  Impossibilidade de executar uma instrução  Erro fatal (involuntário)  Execução de instrução ilegal  Cancelamento por um outro processo (involuntário)  Kill !!!Pearson Education 7 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  8. 8. Hierarquias de Processos  Pai cria um processo filho, processo filho pode criar seu próprio processo  Formam uma hierarquia  UNIX chama isso de “grupo de processos”  Windows não possui o conceito de hierarquia de processos  Todos os processos são criados iguaisPearson Education 8 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  9. 9. Estados de Processos  Possíveis estados de processos  em execução  bloqueado  pronto  Transições entre os estadosPearson Education 9 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  10. 10. Transições de Estado programa carga novo encerrado final de admissão execução em pronto escalonamento execução espera por evento ou I/O evento ou I/O concluído em esperaPearson Education 10 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  11. 11. Estados de Processos  Camada mais inferior de um SO em camadas trata interrupções, escalonamento.  Acima desta camada estão os processos sequenciais.Pearson Education 11 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  12. 12. Processos: Contexto  Implementado através dos “Blocos de Controle de Processos” – (BCP), também chamada de “Tabela de Processos”;  Dividido em três elementos básicos:  Contexto de Software:  Id do Processo;  Descrição dos Arquivos utilizados;  Parâmetros de Escalonamento;  Estado Corrente, etc.  Contexto de Hardware:  Registradores;  Dispositivos alocados, etc.  Espaço de Endereçamento.Pearson Education 12 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  13. 13. Tabela de Processos  Campos da entrada de uma tabela de processos:Pearson Education 13 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  14. 14. Implementação de Processos  Esqueleto do que o nível mais baixo do SO faz quando ocorre uma system call:Pearson Education 14 Sistemas Operacionais Modernos – 2ª Edição
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×