Mitos Marítimos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
4,468
On Slideshare
4,435
From Embeds
33
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 33

http://escritosetrabalhosdosalunos.blogspot.pt 15
http://escritosetrabalhosdosalunos.blogspot.com 12
http://www.slideshare.net 6

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. MITOS MARÍTIMOS
    António Santos 11J
  • 2. Povos Nórdicos
    Kraken
  • 3. O Kraken era uma espécie de lula ou polvo gigante que ameaçava os navios no folclore nórdico. Este cefalópode tinha o tamanho de uma ilha e cem braços, acreditava-se que habitava as águas profundas do Mar da Noruega, que separa a Islândia das terras Escandinavas, mas poderia migrar por todo oAtlântico Norte. O Kraken tinha fama de destruir navios, mas só destruía aqueles que poluíam o mar e navios de piratas.
    O Kraken também é confundido por ser visto na mitologia grega como uma sépia gigante que controlava as tempestades e as profundezas oceânicas e que habitava uma caverna submersa. No entanto, não há registo do Kraken na mitologia grega.
    Na grande maioria dos casos, os marinheiros confundiam os dugongese lontras
  • 4. Inglaterra
    Monstro do Loch (lago) Ness
  • 5. O Monstro de LochNess, também conhecido por Nessie, é uma criatura aquática que alegadamente foi vista no LochNess (Lago Ness), nas Terras Altas da Escócia. A sua existência, ou não, continua a suscitar debate entre os cépticos e os crentes, e é um dos mistérios da criptozoologia. O monstro de LochNess é descrito como uma espécie de serpente ou réptil marinho, semelhante ao plesiossauro, um sauropterígeo pré-histórico. Mas no dia 29 de Maio de 2003, o governo da Escócia declarou que o monstro não existe e as ideias de que ele existe não passam de fruto da imaginação.
    Rumores acerca de uma criatura estranha em LochNess existem há pelo menos 1595 anos. O primeiro registo escrito aparece na Vida de São Columbano.
    No século XX - o primeiro relato é de 1923 - e conta como AlfredCruickshank avistou uma criatura com cerca de 3 metros de comprimento e dorso arqueado, mas o registo visual que iniciou a popularidade de Nessie
    data de 2 de Maio de 1933 e foi relatado pelo jornal local InvernessCourier numa reportagem cheia de sensacionalismo. Na peça conta-se que um casal viu um monstro aterrorizante a entrar e sair da água, como alguns golfinhos fazem. A notícia gerou sensação e um circo chegou mesmo a oferecer 20.000 libras pela captura da criatura.
    A esta oferta seguiu-se uma onda de registos visuais que resultaram em 19 de Abril de 1934 na mais famosa fotografia do monstro, tirada pelo cirurgião R.K. Wilson (daí o nome da fotografia, conhecida como Surgeon’sphoto). A fotografia circulou pela imprensa mundial como prova absoluta da existência real do monstro.
    Décadas depois, em 1994 MarmadukeWetherell confessou ter falsificado a fotografia enquanto repórter freelancer do DailyMail em busca de um furo jornalístico. Wetherell afirmou também que decidiu usar o nome do Dr. Wilson como autor para conferir mais credibilidade ao embuste.
    Em 25 de Maio de 2007, GordonHolmes, um técnico de laboratório de 55 anos de idade, filmou um vídeo que ele diz ser de uma "criatura preta, com cerca de 45 pés de comprimento, movendo-se rapidamente na água". O vídeo vai ser estudado por biólogos. Diz-se que o vídeo está "entre as mais brilhantes aparições do monstro já feitas".
  • 6. Sicília
    Sereias
  • 7. As Sereias pertencem ao grupo das divindades da morte, como as Harpies e Eumênides. Moravam, segundo a lenda, no litoral do
    sul da Itália, à entrada do
    estreito da Sicília. Com o seu
    canto maravilhoso e irresistível,
    atraíam os navegantes para os
    escolhos, onde
    encontravam a morte, ao invés
    da felicidade prometida.
    Possuíam o corpo de pássaro
    com busto de mulher. Viviam
    nos prados floridos, entre
    montes de ossos de suas vítimas.
    Portugal apenas se conhece a sereia: Loreley.
  • 8. As sereias apenas adquirem o corpo de peixe mais tarde, no Ocidente.
  • 9. Mais tarde, começa-se a pensar que as sereias existiram mesmo, com o surgimento da seguinte foto:
    Veio-se a descobrir que era montagem.
  • 10. Outros
    Serpentes marinhas
  • 11. As serpentes marinhas, geralmente avistadas por marinheiros, são uma das mais insistentes das lendas do mar. Cépticos costumam identificá-las como observações de lulas gigantes, elefantes-marinhos, golfinhos nadando em fileiras, baleias de
    comportamento incomum,
    formações incomuns de ondas,
    canoas emborcadas e outros
    objectos flutuantes. Por
    estranho que pareça, a maioria
    daqueles que ainda hoje
    consideram seriamente a
    possibilidade de sua existência
    tendem a pensar que se tratam
    de espécies desconhecidas de mamíferos e não de répteis ou peixes. A razão é que a maioria dos testemunhos afirma que elas se movem com ondulações verticais, o que é típico de mamíferos: répteis e peixes se movem com ondulações horizontais.
    http://pt.fantasia.wikia.com/wiki/Serpentes_marinhas