Your SlideShare is downloading. ×
Sebrae Pe Geor T1 2007 Comercio Varejista Petrolina
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Sebrae Pe Geor T1 2007 Comercio Varejista Petrolina

469
views

Published on

Published in: Business, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
469
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PROJETO SEBRAE Capacitação e Modernização do Comércio Varejista de Petrolina - GEOR Janeiro de 2008
  • 2. Sumário 1. Apresentação .................................................................................................................... 03 2. Metodologia .................................................................................................................... 03 2.1 Plano amostral .................................................................................................................... 04 . 2.2 Hipóteses Levantadas ............................................................................................................. 05 . 2.3 Etapas da Pesquisa ............................................................................................................. 05 . . 3. Análise dos Dados ............................................................................................................. 06 . 3.1 Análise dos Resultados Intermediários e Finalísticos Objetivados pelo SEBRAE ............ 06 3.1.1. Resultado 1 ................................................................................................................... 06 . 3.1.2. Resultado 2 ................................................................................................................... 08 . 3.1.3. Resultado 3 ................................................................................................................... 09 . 3.1.4. Resultado 4 ................................................................................................................... 11 . 3.1.5. Resultado 5 ................................................................................................................... 12 . 3.2 Perfil dos Entrevistados ......................................................................................................... 14
  • 3. 1. Apresentação A principal finalidade deste relatório é descrever as informações básicas necessárias para avaliação e análise do projeto “Capacitação e Modernização do Comércio Varejista de Petrolina - Geor”, ano de 2008. Este projeto foi concebido pelo SEBRAE com o objetivo geral de aumentar a lucratividade das empresas do comércio varejista e feiras livres, capacitando os empresários de forma a elevar a satisfação dos clientes e modernizar o setor. O SEBRAE-PE dividiu o projeto em resultados Intermediários e Finalísticos. Para cada resultado foi construído um indicador capaz de mediar a situação das empresas que fazem parte tanto do projeto quanto do grupo de controle. Esses indicadores foram mensurados e comparados, sem perder de vista os focos estratégicos a serem atacados durante a execução do trabalho. A Compet Consultoria, Marketing, Pesquisas e Treinamentos analisa os resultados intermediários T1 (Referente ao ano de 2006 e o 1º semestre de 2007) procurando confrontar, na medida do possível, com os resultados obtidos na fase inicial T0 (Referente ao ano de 2005). As informações contidas neste relatório são expressas de forma simples, visando facilitar a compreensão dos dados analisados. O resultado final é apresentado em forma de gráficos, tabelas e quadros.
  • 4. 2. Metodologia da Pesquisa 2.1. Plano Amostral O público alvo, de onde foram sorteadas as empresas vinculadas ao projeto, está assim dividido: • 120 empresários da Avenida Souza Filho; • 10 diretores da AFAB (Associação dos Feirantes da Areia Branca); • 90 feirantes associados da AFAB; • 80 feirantes de Belém do São Francisco. A amostra é composta por 100 empresários colhidos dentre os segmentos acima mencionados (40 do grupo de controle e 60 vinculados ao Projeto), sorteados de forma aleatória. A estratificação da amostra por município foi realizada a partir de plano amostral probabilístico proporcional ao tamanho dos estratos (PPT). Dos 60 empresários entrevistados, que fazem parte do público alvo, 20 são de Belém do São Francisco e 40 são de Petrolina, enquanto que dos empresários do Grupo de Controle 10 são de Belém do São Francisco e 30 são de Petrolina. No ano de 2005 foram realizadas 100 entrevistas. Nesta pesquisa, que avalia o ano de 2006 e 1º semestre de 2007, apenas 83 dos 100 entrevistados participaram da consulta. A quantidade de questionários não respondidos está relacionada a seguir (Quadro B). Quadro B Quantidade de questionários não respondidos e seus respectivos motivos Participante Grupo de Empresas do Projeto Controle Total Não localizado 6 5 11 Empresa desativada - 2 2 Não é mais feirante* 2 2 4 Total 8 9 17 Verificar as informações mais detalhada no Quadro 12 em anexo. 2.2. Hipóteses Levantadas:
  • 5. • Se a evolução deverá ser no geral, positiva. • Se o desempenho médio das empresas apoiadas pelo SEBRAE será significativamente melhor do que o daquelas que fazem parte do grupo de controle. 2.3. Etapas da Pesquisa • Determinação do espaço amostral, delimitação da amostra e sua respectiva estratificação; • Elaboração do questionário com base na identificação das variáveis relevante a pesquisa; • Aplicação dos questionários; • Lançamento, tabulação, análise estatística (no programa estatístico SPSS) e elaboração do relatório; • Elaboração dos relatórios em Power Pint. 3. Análise dos Dados
  • 6. 3.1. Análise dos Resultados Intermediários e Finalísticos Objetivados pelo SEBRAE 3.1.1. Resultado 1 - Aumento em 5% do volume de vendas das empresas da Avenida Souza Filho até dezembro de 2006, 10% até dezembro de 2007 e 15% até dezembro de 2008. O primeiro ponto a ser avaliado é a evolução do faturamento das empresas da Avenida Souza Filho. Tanto no ano de 2006, quanto no 1º semestre de 2007 as médias dos faturamentos total, do grupo de controle e das empresas participantes do projeto ultrapassam de forma significativa às médias dos faturamentos dessas mesmas categorias no ano de 2005. Podemos ainda notar que as empresas que fazem parte do projeto tiveram um desempenho superior às das empresas do grupo de controle (Gráfico 1). Gráfico 1 - Faturamento médio mensal das empresas da Avenida Souza Filho, Petrolina - PE, 2008 G rupo de C ontrole P artic ipante do P rojeto 85.945,12 Total 60.452,38 44.088,87 41.714,29 33.727,27 22.331,58 37.901,21 25.967,86 6.662,50 2.005 2.006 1º S em. de 2007 Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Tabela 1 - Faturamento mensal das empresas da Avenida Souza Filho, Petrolina - PE, 2008
  • 7. 2006 1º Semestre de 2007 Classe de valores (R$) Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Até 50.000 78,6% 79,6% 79,3% 78,6% 79,6% 79,3% De 50.001 a 100.000 0,0% 3,7% 2,4% 7,1% 7,4% 7,3% De 100.001 a 150.000 10,7% 1,9% 4,9% 10,7% 7,4% 8,5% De 150.001 a 200.000 7,1% 3,7% 4,9% 0,0% 0,0% 0,0% De 200.001 a 250.000 0,0% 3,7% 2,4% 3,6% 0,0% 1,2% De 300.001 a 350.000 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 1,9% 1,2% 350.001 ou mais 3,6% 7,4% 6,1% 0,0% 3,7% 2,4% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 As empresas que compõem o grupo de controle e as que fazem parte do projeto apresentam faturamentos concentrados abaixo de R$ 50.000,00 no ano de 2006 e 1º semestre de 2007 (Tabela1). No que diz respeito ao primeiro objetivo do SEBRAE-PE, concluímos que o aumento na média do faturamento foi superado até 2008. O faturamento médio mensal das empresas participante do projeto passou de R$ 33.727,27 em 2005, para R$ 60.452,38 em 2006. Já o das empresas do grupo de controle passou de R$ 6.622,50 em 2005 para R$ 41.714,29 em 2006. Em relação ao crescimento no indicador verificamos que o indicador T1 ultrapassou em 79% o indicador T0, como mostra o quadro abaixo: Quadro 1 - Indicadores – Empresas da Av. Souza Filho Crescimento T1/T0 T0 (2005) T1 (2006) (%) 4.047.272,40 7.254.285,6* 79,2 3.1.2. Resultado 2 - Incrementar em 5% o volume de vendas da Areia Branca até dezembro de 2006, 10% até dezembro de 2007 e 15% até dezembro de 2008. * Para o cálculo da média do faturamento mensal das empresas que fazem parte do projeto da Av. Souza Filho foram retirados valores extremos devido o mal entendido, por parte das empresas, em relação aos valores passados, pois os valores informados foram anuais e não mensais. Achamos por bem excluir esses valores para evitar distorção no resultado. Os valores excluídos, aos quais nos referimos, são das empresas citadas abaixo segundo razão social: Lucia Gomes Lima F. Sá ME (R$420.000,00), Antônio José de Freitas Araújo (R$ 990.000,00), Montuo Magazine Ltda (R$ 2.000.000,00) e Fabian Ferraz Falcão ME (R$ 1.100.000,00).
  • 8. Os resultados apresentados nas empresas Areia de Branca mostram que os faturamentos médios (total, do grupo de controle e das empresas que fazem parte do projeto) decresceram tanto no ano de 2006, quanto no 1º semestre de 2007, se comparados com o ano base de 2005. Podemos verificar, também, que as empresas do grupo de controle continuam superando a média do faturamento mensal das empresas que fazem parte do projeto no ano de 2006 e 1º semestre de 2007, repetindo a tendência do ano de 2005 (Gráfico 2). Gráfico 2 - Faturamento médio mensal das empresas de Areia Branca, Petrolina - PE, 2008 Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Vale salientar que um valor significativo de empresas, de ambos os grupos, tem seus faturamentos concentrados abaixo de R$ 4.000,00 (tabela 2). Tabela 2 - Faturamento mensal das empresas de Areia Branca, Petrolina - PE, 2008 2006 1º Semestre de 2007 Classe de valores (R$) Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Até 4.000 78,6% 92,6% 87,8% 85,7% 94,4% 91,5% De 4.001 a 8000 10,7% 5,6% 7,3% 3,6% 3,7% 3,7% De 8.001 a 12.000 3,6% 0,0% 1,2% 3,6% 0,0% 1,2% De 12.001 a 16.000 0,0% 1,9% 1,2% 0,0% 1,9% 1,2% De 16.001 ou mais 7,1% 0,0% 2,4% 7,1% 0,0% 2,4% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0%
  • 9. Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008. Com base nos dados da pesquisa podemos notar que o objetivo esperado de incremento de 5% nos volume das vendas em Areia Branca no ano de 2006 não foi atingindo, pois a média do faturamento mensal das empresas que compõem o projeto ano de 2006 foi de R$ 614,81, quase 81% a menos que a média do faturamento mensal no ano de 2005 (R$ 3.224,44). Como podemos ver no quadro abaixo, não houve crescimento do indicador faturamento no ano de 2006. Quadro 2 - Indicadores – Areia Branca Crescimento T1/T0 T0 (2005) T1 (2006) (%) 290.199,60 55.332,90 -80,93 3.1.3. Resultado 3 - Incrementar o volume de vendas na feira de Belém do São Francisco em 5% até dezembro de 2006, 10% até dezembro de 2007 e 15% até dezembro de 2008. Em relação ao faturamento médio mensal da feira de Belém de São Francisco podemos notar uma situação antagônica. Enquanto às empresas que fazem parte do grupo de controle aumentou seu faturamento médio mensal no ano de 2006, as empresas que fazem parte do projeto tiveram uma queda significativa, se comparada com o ano de 2005. Porém no 1º semestre de 2007 as empresas que participam do projeto começam a reagir com um pequeno aumento no seu faturamento médio (Gráfico 3).
  • 10. Gráfico 3 - Faturamento médio mensal das empresas da feira de Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008. Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Tabela 3 - Faturamento mensal das empresas da feira de Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008 2006 1º Semestre de 2007 Classe de valores (R$) Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Até 4.000 82,1% 90,7% 87,8% 82,1% 88,9% 86,6% De 4.000 a 8000 10,7% 5,6% 7,3% 10,7% 7,4% 8,5% De 8.001a 12.000 0,0% 3,7% 2,4% 3,6% 0,0% 1,2% De 12.001 a 16.000 3,6% 0,0% 1,2% 3,6% 1,9% 2,4% De 16.001 ou mais 3,6% 0,0% 1,2% 0,0% 1,9% 1,2% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008
  • 11. A média acumulada do faturamento mensal de 2006 das empresas que participam do projeto foi de R$ 868,52, 72% menos que a do ano de 2005 (R$ 3.115,00). Ocorrendo o contrário com as empresas do grupo de controle, onde o faturamento médio acumulado no ano de 2006 (R$ 1.921,43) fechou 41% a mais que a de 2005 (R$ 1.357,86). O incremento de 5% no volume das vendas na feira de Belém de São Francisco no ano de 2006 também não foi atingindo (quadro 3). Quadro 3 - Indicadores – Belém de São Francisco Crescimento T1/T0 T0 (2005) T1 (2006) (%) 249.200,00 69.481,60 -72,12 3.1.4. Resultado 4 - Aumento em 5% no fluxo de clientes nas empresas participantes do projeto de shopping a céu aberto até dezembro de 2007 e 10% até dezembro de 2008. Até 1º Semestre de 2007 o número de clientes regulares das empresas que participam do Shopping a Céu Aberto aumentou significativamente, ultrapassando as expectativas de aumento de 10% para o ano de 2008 (Gráfico 4). Porém, a maioria das empresas possui no máximo 50 clientes regulares (tabela 4). Gráfico 4 – Número médio de clientes regulares das empresas que participam do Shopping a Céu Aberto – Petrolina - PE, 2008
  • 12. Fonte: Com pet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Tabela 4 – Número de clientes das empresas que participam do projeto Shopping a Céu Aberto, Petrolina - PE, 2008 2006 1º Semestre de 2007 Classe de valores (R$) Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Até 50 92,9% 87,0% 89,0% 82,1% 72,2% 75,6% De 51 a100 3,6% 5,6% 4,9% 10,7% 3,7% 6,1% De 101 a 150 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 5,6% 3,7% De 151 a 200 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 1,9% 1,2% De 201 a 300 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 1,9% 1,2% De 301 a 350 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 1,9% 1,2% 350 ou mais 3,6% 7,4% 6,1% 7,1% 13,0% 11,0% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008. 3.1.5. Resultado 5 - Ter 20% dos clientes das feiras livres pesquisados (Belém do São Francisco e Areia Branca), satisfeitos com o atendimento prestado pelos feirantes até dezembro de 2006, 30% até dezembro de 2007 e 40% até dezembro de 2008. Quadro 4 – Empresas varejistas separadas por tipo segundo fatores de satisfação dos clientes da feira de Belém de São Francisco e Areia Branca, Petrolina - PE, 2008.
  • 13. Até 1º Semestre de 2007 Fatores Grupo de Participante Total Controle do Projeto Cordialidade no atendimento Ótimo 35,7% 40,7% 39,0% Bom 39,3% 37,0% 37,8% Regular 14,3% 9,3% 11,0% Ruim 0,0% 0,0% 0,0% Péssimo 0,0% 0,0% 0,0% Não respondeu 10,7% 13,0% 12,2% Total 100,0% 100,0% 100,0% Disposição em negociar preços Ótimo 35,7% 29,6% 31,7% Bom 32,1% 42,6% 39,0% Regular 21,4% 14,8% 17,1% Ruim 0,0% 0,0% 0,0% Péssimo 0,0% 0,0% 0,0% Não respondeu 10,7% 13,0% 12,2% Total 100,0% 100,0% 100,0% Auxílio na escolha dos produtos Ótimo 35,7% 24,1% 28,0% Bom 39,3% 53,7% 48,8% Regular 14,3% 9,3% 11,0% Ruim 0,0% 0,0% 0,0% Péssimo 0,0% 0,0% 0,0% Não respondeu 10,7% 13,0% 12,2% Total 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Os indicadores que medem o nível de satisfação dos clientes da feira de Belém de São Francisco e Areia Branca já foram atingidos até dezembro de 2008, considerando os clientes que acham ótimo e bom cada indicador. Quadro 4.1 - Indicadores – Grau de Satisfação dos Clientes (Areia Branca e Belém de São Francisco) Crescimento T1/T0 T0 (2005) T1 (2006) (%) 82,00% 75,9% -7,44
  • 14. 3.2. Perfil dos Entrevistados Quadro 5 – Empresas varejistas separadas por tipo segundo algumas variáveis socioeconômicas, Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008 Outras atividades (1,9%) - Autônomos Variáveis Socioeconômicas Grupo de Participante Total Controle do Projeto Masculino 64,3% 38,9% 47,6% Sexo Feminino 35,7% 61,1% 52,4% Total 100,0% 100,0% 100,0% Ensino Fundamental 39,3% 42,6% 41,5% Escolaridade Ensino Médio 39,3% 31,5% 34,1% Ensino Superior 14,3% 18,5% 17,1% Pós-Graduação 0,0% 1,9% 1,2% Não respondeu 7,1% 5,6% 6,1% Total 100,0% 100,0% 100,0% Atividade Exercida Anteriormente Empregado de Micro e Pequena Empresa 7,1% 9,3% 8,5% Empregado de Média ou Grande Empresa de Outra Atividade 17,9% 11,1% 13,4% Empregado de Micro ou Pequena Empresa do Setor 0,0% 1,9% 1,2% Empregado de Média ou Grande Empresa do Setor 0,0% 0,0% 0,0% Funcionário Público 3,6% 9,3% 7,3% Empresário em Outra Localidade 7,1% 1,9% 3,7% Atuou em Setor Rural 17,9% 20,4% 19,5% Exerceu Outra Atividade 0,0% 1,9% 1,2% Não Exerceu Outra Atividade 39,3% 42,6% 41,5% Não respondeu 7,1% 1,9% 3,7% Total 100,0% 100,0% 100,0% Quadro 6 - Empresas varejistas segundo tempo que atuação no ramo, Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008 Grupo de Participante Classe de tempo Total Controle do Projeto Até 5 anos 42,86% 15,09% 24,69% De 6 a 10 anos 17,86% 32,08% 27,16% De 11 a 15 anos 10,71% 15,09% 13,58% De 16 a 20 anos 14,29% 16,98% 16,05% De 20 a 25 anos 3,57% 11,32% 8,64% 26 anos ou mais 10,71% 9,43% 9,88% Total 100,00% 100,00% 100,00% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008. Quadro 7 - Empresas varejistas segundo quantidade de empregados, Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008
  • 15. Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Classe Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Fixos com ou sem carteira assinada Até 5 96,43% 83,33% 87,80% 92,86% 81,48% 85,37% De 6 a 10 3,57% 3,70% 3,66% 7,14% 5,56% 6,10% De 11 a 20 0,00% 5,56% 3,66% 0,00% 7,41% 4,88% De 21 a 30 0,00% 3,70% 2,44% 0,00% 1,85% 1,22% 31 ou mais 0,00% 3,70% 2,44% 0,00% 3,70% 2,44% Total 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% Total 100,00 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% % Até 5 96,43% 88,89% 91,46% 96,43% 87,04% 90,24% Vendedores De 6 a 10 3,57% 5,56% 4,88% 3,57% 7,41% 6,10% De 11 a 20 0,00% 1,85% 1,22% 0,00% 1,85% 1,22% De 21 a 30 0,00% 3,70% 2,44% 0,00% 3,70% 2,44% 31 ou mais 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% Total 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Quadro 8 – Empresas varejistas segundo quantidade de empregados, Belém de São Francisco, Petrolina - PE, 2008 Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Quantidade de Empregados Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Menor Nenhum 100,00% 92,59% 95,12% 96,43% 92,59% 93,90% Aprendiz Um 0,00% 7,41% 4,88% 3,57% 7,41% 6,10% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Estagiário Nenhum 100,00% 98,15% 98,78% 100,00% 94,44% 96,34% Um 0,00% 1,85% 1,22% Dois 0,00% 1,85% 1,22% 0,00% 1,85% 1,22% Três ou mais 0,00% 1,85% 1,22% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Em fase de Nenhum 96,43% 90,74% 92,68% 100,00% 92,59% 95,12% experiência Um 3,57% 3,70% 3,66% 0,00% 7,41% 4,88% Dois 0,00% 3,70% 2,44% 0,00% 0,00% 0,00% Três ou mais 0,00% 1,85% 1,22% 0,00% 0,00% 0,00% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Tem função Nenhum 96,4% 79,6% 85,4% 96,4% 88,9% 91,5% de chefe Um 3,6% 16,7% 12,2% 3,6% 11,1% 8,5% Dois 0,0% 3,7% 2,4% 0,00% 0,00% 0,00% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008
  • 16. Quadro 9 – Empresas varejistas segundo grau de satisfação com os serviços oferecidos pelo SEBARE-PE, São Francisco-PE e Petrolina - PE, 2008 Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Ótimo 10,7% 25,9% 20,7% 28,6% 24,1% 25,6% Bom 46,4% 33,3% 37,8% 46,4% 44,4% 45,1% Regular 10,7% 14,8% 13,4% 10,7% 18,5% 15,9% Ruim 3,6% 1,9% 2,4% 3,6% 3,7% 3,7% Péssimo 3,6% 0,0% 1,2% 3,6% 0,0% 1,2% Não respondeu 25,0% 24,1% 24,4% 7,1% 9,3% 8,5% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008 Quadro 10 – Empresas varejistas segundo opção pelo Super Simples, São Francisco-PE e Petrolina - PE, 2008 Ano de 2006 1º Semestre de 2007 Opinião Grupo de Participante Grupo de Participante Total Total Controle do Projeto Controle do Projeto Sim 3,6% 7,4% 6,1% 25,0% 27,8% 26,8% Não 82,1% 81,5% 81,7% 67,9% 64,8% 65,9% Não respondeu 14,3% 11,1% 12,2% 7,1% 7,4% 7,3% Total 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Fonte: Compet – Pesquisas-Marketing-Treinamentos, jan 2008
  • 17. 4. Conclusão O projeto Capacitação e Modernização do Comércio Varejista de Petrolina – GEOR, idealizado pelo SEBRAE, está fundamentado nas hipóteses levantadas no início do trabalho que visa verificar se evolução deverá ser, no geral, positiva e se o desempenho médio das empresas apoiadas pelo SEBRAE será significativamente melhor do que o daquelas que fazem parte do grupo de controle. Com base nessas hipóteses concluímos que a quantidade de clientes do Shopping a Céu Aberto o nível de satisfação dos clientes da feira de São Francisco e Areia Branca foram superadas até 2008. Porém os feirantes, na sua maioria não estão organizados, por associações. Já em relação à comparação do faturamento médio de 2006 em relação a 2005 verificamos que: • As empresas da Av. Souza Filho obtiveram aumento no seu faturamento total e as empresas que fazem parte do projeto apresentaram desempenho superior às empresas do grupo de controle; • As empresas de Areia Branca apresentaram grande queda no faturamento médio geral. Apesar da queda significativa, o desempenho das empresas do grupo de controle superou o das empresas participantes do projeto; • As empresas que compõem a feira de Belém de São Francisco tiveram queda no faturamento médio geral, e as empresas que fazem parte do projeto apresentaram desempenho inferior às do grupo de controle, contrariando o que ocorreu no ano de 2005.