• Like
Festas juninas   242 receitas tipicas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Festas juninas 242 receitas tipicas

  • 1,439 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,439
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
40
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. FESTAS JUNINAS FESTAS JUNINAS 245 RECEIIITAS SECRETAS DO GRUPO ESCOTEIIIRO TABAPUÃ – 154SP 245 RECE TAS SECRETAS DO GRUPO ESCOTE RO TABAPUÃ – 154SP ECE TAS ECRETAS DO RUPO SCOTE RO ABAPUÃ SP Õ¿Õ LECÃO LECÃO PROIBIDO PARA MENORES DE 18 ANOSõ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 1
  • 2. FESTAS JUNINAS LECÃO Õ¿Õ ALEXANDRE FEJES Festas Juninas ALDO CHIORATTO Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro 9º Distrito Escoteiro – Lapa (SP) União dos Escoteiros do Brasil aldochioratto@gmail.com É PERMITIDA A REPRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA. TIRE CÓPIAS, PARCIAL OU TOTAL, NA SUA IMPRESSORA. Se você tiver críticas, sugestões e desejar colaborar no enriquecimento deste trabalho envie e-mail para: lecaotabapua@gmail.com 1ª Edição 3.7.2008 – Exemplar Revisto & Impresso 24.12.09õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 2
  • 3. FESTAS JUNINAS DOCES DOCES1. Abacate FalsoKarin Zan Huke1 folha grande de couve Suco de 1 limão1/3 copo de água 1 colher rasa (sopa) de Agar2 copos de leite (pode ser desnatado) Açúcar, adoçante ou mel a gostoDilua o Agar na água e leve ao fogo, mexendo até ferver. Misture o restante dosingredientes e bata por 3 minutos no liquidificador.Coloque em formas pequenas ou em uma tigela grande e leve à geladeira. Depois demeia hora, pode servir direto ou mexer um pouco para dar a aparência de abacaterecém batido.2. Abóbora em PedaçosEm Calda ou Cristalizado1 quilo de abóbora, de preferência à 2 litros de águaparte do pescoço ½ quilo de açúcar1 colher de cal virgem cravo e canela em ramaCorte a abóbora em pedaços regulares. Deixe de molho na água preparada com a calpor 30 minutos. Lave bem os pedaços de abóbora e escorra.Prepare uma calda rala com o açúcar e uma xícara de água. Coloque os pedaços deabóbora e deixe ferver até que comecem a ficar transparentes. Deixe esfriar na panelae acondicione em vidrosPara fazer abóbora cristalizada, depois de pronto, coloque em uma peneira paraescorrer a calda. Passe os pedaços em açúcar cristal ou refinado e deixe secar.3. Ambrosia2 ½ xícaras (chá) de açúcar 500 ml de leite1 xícara (chá) de água 2 cravos-da-índia3 ovosNuma panela média, coloque a água e o açúcar. Leve ao fogo médio e, assim queferver, conte 10 minutos. Deve ficar com consistência de calda fina.Num recipiente, coloque os ovos e bata com um garfo até ficar homogêneo.Acrescente o leite e mexa novamente. Acrescente a mistura de ovos à calda e deixecozinhar por 30 minutos, sem mexer, ou até que os ovos comecem a se juntar. Mexacom uma colher, partindo os ovos.Retire os pedacinhos de ovos com uma escumadeira e coloque num recipiente.Acrescente os cravos à calda e cozinhe por mais 10 minutos.Retire a calda do fogo e junte aos ovos. Conserve a ambrosia num recipiente comtampa e em local seco e arejado. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 3
  • 4. FESTAS JUNINAS4. Amendoim Com Chocolate2 xícaras (chá) de amendoim torrado 2 colheres (sopa) de Chocolate em Pó1 xícara (chá) de açúcar Solúvel Nestlémeia colher (chá) de fermento em póEm uma panela de fundo largo, coloque o amendoim, o açúcar, o fermento, oChocolate e meia xícara (chá) de água. Leve ao fogo médio, mexendo de vez emquando.Quando começar açúcarar, mexa vigorosamente, sem parar, até secar bem. Retire dofogo e deixe esfriar em uma assadeira.5. Amendoim Crocante3 xícaras (chá) de açúcar 1 colher (sopa) de chocolate;1/2 xícara (chá) de café (feito um pouco 1 colher (chá) de canela em pó;forte); 1 colher (chá) de fermento em pó.1/2 kg de amendoim cru (com a casca);Coloque numa panela o café e o açúcar e leve ao fogo. Acrescente o amendoim, ochocolate, a canela e o fermento e mexa até a começar a secar. Quando estiver seco,retire do fogo. Mexendo de vez em quando para não grudar.6. Amendoim Japonês2 copos (americano) de amendoim (cru) 1 copo (americano) de água;2 copos (americano) de açúcar cristal; 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio.Coloque os 3 primeiros ingredientes na panela, em fogo alto. Quando engrossar,coloque o bicarbonato de sódio, ele torna amolecer, mexa sem parar.7. Amendoim PicanteLecão4 xícaras (chá) de amendoim torrado e 1 colher (chá) de páprica docesem a pele 1 pitada de canela em pó1 colher (chá) de pimenta caiena ½ xícara (chá) de uva-passa brancaMisture todos os ingredientes e deixe descansando por 10 minutos para pegar bem osabor. Sirva numa tigelinha.8. Arroz Doce1 litro de água 1 litro de leite1 colher de chá de sal 6 gemasCasca ralada de 1/2 limão 1 1/2 xícara de chá de açúcar1 colher de sopa de manteiga Canela em pó para polvilhar1 1/2 xícara de chá de arrozTempo de Preparo: 1 hora - Rendimento:10 porções õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 4
  • 5. FESTAS JUNINASNuma panela média, ponha a água, o sal, a casca ralada de limão e a manteiga. Leveao fogo alto até ferver. Junte o arroz e deixe cozinhar até secar a água. Enquanto issoferva o leite numa outra panela. Quando toda a água do arroz tiver evaporado, vájuntando o leite quente, mexendo de vez em quando com uma colher de pau.Deixe cozinhar até secar o leite. Enquanto isso, numa tigela, bata as gemas atéficarem claras e fofas. Junte o açúcar e continue a bater até obter uma gemada bemfofa. Quando o arroz tiver absorvido o leite, tire a panela do fogo e vá juntando agemada, em fio, batendo sempre com uma colher de pau. Leve ao fogo novamente ecozinhe, mexendo mais um pouco, até engrossar. Passe para uma travessa oupotinhos e polvilhe com canela em pó.CURIOSIDADE: O arroz doce, tradicional de Portugal, é uma sobremesa preparada com arroz,leite e açúcar, perfumada com casca de limão e canela. Entre as famílias ricas de Portugal, eleera presença obrigatória em dias de festa. Daí a expressão "arroz-de-festa" para aquelapessoa que não falta em nenhum evento.9. Arroz Doce Crocanterosemari aparecida de oliveira peli1 xícara(s) (chá) de açúcar 2 xícara(s) (chá) de leite em pó5 xícara(s) (chá) de água 1 lata(s) de leite condensado1 xícara(s) (chá) de arroz 1 colher(es) (café) de sal3 xícara(s) (chá) de leite quanto baste de canela-da-china em póDerreta o açúcar. Quando estiver caramelizado coloque 3 xícaras (chá) de água. Fervaaté derreter o caramelo, adicione 2 xícaras (chá) de água fria e o arroz. Deixe cozinharpor 15 minutos em fogo baixo.Coloque o leite fervendo, leite condensado e o sal, continue mantendo no fogo baixopor 15 minutos, vá acrescentando o leite em pó aos poucos, mexendo sempre paranão empelotar (do mesmo jeito que se faz pirão, polenta). Se quiser pode colocarcanela em pó. Obs: esse arroz doce não fica mole e sim meio crocante.10. Arroz Doce com Leite CondensadoMonalisa Lilienthal1 xícara (chá) de arroz canela em pó, para decorar1 lata de leite condensadoMisture o arroz e um litro e meio de água fria em uma panela grande e leve ao fogo atéferver, abaixe o fogo e deixe até que fique cozido. Junte o leite condensado, mexa beme retire do fogo. Sirva polvilhado com canela.Dicas: Querendo um sabor especial, junte um vidro de leite de coco e duas gemasdesmanchadas em um pouco de leite (após acrescentar o Leite Moça).Se desejar sirva o arroz doce com calda de vinho ou calda de chocolate.Varie esta preparação, acrescentando na hora de servir, uma xícara (chá) de passas,sem sementes ou adicionei "cravo". Para quem gosta de um pouco mais doce, colocar01 colher se sopa de açúcar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 5
  • 6. FESTAS JUNINASMicroondas: Em um recipiente refratário com bordas altas, coloque o arroz e trêsxícaras (chá) de água, deixe semi-tampado e cozinhe por cerca de 15 minutos,potência alta.Acrescente o Leite Moça e deixe por cerca de mais 2 minutos, potência alta. Retire edeixe por cerca de 5 minutos, em tempo de espera. Polvilhe a canela em pó e levepara gelar.11. Arroz Doce Simples1 xícara de arroz extras)1 litro de água 3 gemas1/2 litro de leite 1 pitada de sal2 xícaras de açúcar refinado (ou menos canela em pause preferir menos doce ou usar caldas canela em póEscolha lave e escorra o arroz. Não use arroz perbolizado.Cozinhe o arroz na água com o sal e a canela em pau em fogo alto. Quando a águasecar quase toda, mas o arroz continuar úmido, junte o leite, o açúcar refinado e volteao fogo com o fogo mais brando. Mexa de vez em quando com espátula ou colher depau em toda a extensão da panela, tendo o cuidado para não pegar no fundo dapanela.Dissolva as gemas em um pouco de água e junte um pouco do arroz que está sendopreparado ainda quente, misture bem, e acrescente ao doce na panela. Essa misturafaz com que a gema não se talhe ao entrar em contato com o calor.Misture bem para ficar homogêneo. Retire do fogo e coloque em tigelinhas individuaisou em uma travessa grande. Polvilhe com canela em pó a gosto. Sirva quente, mornoou gelado.Dica: Varie, sirva com o seguinte Molho de chocolate:200 g de cobertura de chocolate ao leite 4 colheres (sopa) de creme de leite8 colheres (sopa) de suco de laranja12. Arroz Doce VerdadeiroPaty1 litro e meio de leite 1 lata de leite condensado2 xícaras de arroz (já lavado) Uma panela bem grande para que o3 xícaras de açúcar leite ferva e não derrameCanela em pau (quantidade a gosto)Cozinhar o arroz no leite, juntamente com a canela.20 minutos depois, mexer de tempos em tempos, acrescentar o açúcar, deixar mais 20minutos e logo em seguida acrescente o leite condensado e deixar mais 20 minutos.Colocar em uma travessa. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 6
  • 7. FESTAS JUNINAS13. Baba de CameloNayyara Soares1 lata de leite condensado 200 gr de castanha do pará sem sal5 ovos Morangos para decorar1 colher (chá) de essência de rumCozinhe a lata de leite condensado em panela de pressão por aproximadamente 45minutos, depois que a panela começar a fazer barulho.Retire da panela e deixe esfriar completamente (pode colocar em uma vasilha comágua e gelo para esfriar mais rápido).Depois de fria abra a lata. Despeje em uma vasilha.Retire as gemas e reserve as claras. Passe as gemas na peneira e misture no doce deleite condensado. Bata até que se misturem completamente (pode ser na batedeira).Bata as claras até que fiquem em ponto de neve, misture no doce , acrescente aessência de rum. Mexa bem.Em taças coloque castanhas de caju a gosto e despeje esse doce por cima.Leve a geladeira por mais ou menos 3 horas. Sirva gelado e decore com morangos oucomo quiser.Sugestão: no lugar da castanha pode usar frutas cristalizadas, damasco, nozes,morango picado, use sua criatividade.O rum pode ser substituído por raspas de limão, também fica uma delícia.14. Baba de Moça20 gemas, de ovo ½ kg de açúcar1 ½ vidro / 300 ml de leite de coco 500 ml de águaTempo de preparo: 1h30 min - Rendimento: 8 pessoasQuando for separar as claras das gemas, quebre um ovo por vez, numa xícara everifique se não está estragado. Passe as gemas por uma peneira, colocando umatigela em baixo, para que caia neste recipiente. Passe uma colher para a película dasgemas ficar na peneira.Coloque o açúcar e a água numa panela e leve ao fogo alto, por cerca de 15 minutos,sem mexer, ou até ficar em ponto de fio. Para saber o ponto correto, mexa a calda comuma colher e levante a colher. Se formar um fio fino, está pronta. Neste ponto, desligueo fogo e acrescente o leite de coco. Misture bem. Acrescente as gemas na calda emisture bem.Prepare o banho-maria: Coloque um pouco de água numa assadeira e leve ao fogobaixo. Quando estiver quente coloque a panela com a calda sobre a assadeira e deixecozinhar por uma hora. Mexa de vez em quando. Se a água do banho-maria estiversecando, acrescente mais água. Depois de 1 hora a baba de moça estará consistente.Desligue o fogo, transfira para uma compoteira e deixe esfriar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 7
  • 8. FESTAS JUNINAS15. Bala de Amendoim1 litro de leite -- 1 pratinho de amendoim torrado e4 copos (americano) de açúcar; moído.Misture o leite e o açúcar e leve ao fogo até tomar ponto de fio forte. Coloca-se oamendoim na hora em que for tirar do fogo. Retire do fogo e despeje sobre o mármoreda pia, amanteigado. Quando estiver morno, faça as balas.16. Bala de Queijo4 xícaras (chá) de açúcar 15 colheres (sopa) de queijo parmesão8 colheres (sopa) de mel ralado4 colheres (sopa) de manteiga Gotas de essência de baunilha4 copos de leiteCom os quatro primeiros ingredientes, faça uma calda, mexendo muito bem, até quecomece a soltar-se do fundo da panela. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco.Adicione o queijo ralado e algumas gotas de baunilha. Deixe esfriar completamente eforme pequenas balas, embrulhando-as depois em papel impermeável.17. Banana Caramelada2 xícaras (chá) de água 1 xícara (chá) de suco de laranja8 bananas nanicas inteirasLevar ao forno uma frigideira com o açúcar para ir dourando levemente. Em seguida,colocar as bananas e esperar caramelar dos dois lados. Acrescentar o suco de laranja.Esperar amolecer e estará pronta. No final, salpicar canela em pó.18. Banana EspecialJoyce dos Santos RochaMassa: 4 1/2 xícaras de chá, de farinha Ralado Socôcode trigo 3 ovos200g de manteiga 1 lata de creme de leite1 xícara de chá de açúcar 1 lata de leite condensado, a mesma3 ovos medida de leite1 colher de sopa de fermento em pó 1 colher de sopa de amido de milho 6 bananas d água, canela em póRecheio: 1 embalagem de 50g de cocoMassa: Em uma tigela, bata com colher de pau, os ovos, a manteiga e o açúcar atéformar um creme homogêneo. Acrescente a farinha de trigo já misturada ao fermento emisture bem.Abra a massa em uma forma redonda fundo e lateral e acrescente as bananas, acanela e o creme reservado. Leve ao forno pré-aquecido por 35 a 40 minutos.Recheio: Leve ao fogo em uma panela, o coco ralado, os ovos, o creme de leite, o leitecondensado, o leite e o amido de milho, mexendo sempre até formar um cremehomogêneo. Após, deixe amornar e reserve. Rendimento: 10 pedaços. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 8
  • 9. FESTAS JUNINAS19. Bananada de Casca1 kg de casca de banana 1 sachê de gelatina branca sem sabor1 kg de açúcar açúcar para passar os doces1 1 1/2 xícara de água margarina para untarTrabalhar com as cascas como nos outros doces. Levar para a panela o purê, juntar oaçúcar e deixar cozinhar, mexendo sempre. À parte, hidratar a gelatina com 1/2xpicara de água restante. Quando o doce estiver quase pronto, colocar a gelatinahidratada e deixar voltar ao ponto mexendo sempre para não queimar. Quando soltarda panela, retirar do fogo e colocar em um recipiente untado com margarina. Deixaresfriar e colocar na geladeira até o dia seguinte. Depois, cortar em pedações e passarno açúcar.20. Bastão de Chocolate com PimentaLecão1 xícara de açúcar 1 colher (café) de pimenta rosa moída1 xícara de margarina 1 xícara de nozes ou amêndoas1 xícara de chocolate em pó processadas1 ovo 1 pacote de biscoito de leite ou1/2 xícara de licor de cacau maisena, levemente processadoNa batedeira coloque o açúcar com a margarina e bata. Junte o chocolate, o ovo, olicor, a pimenta e as nozes. Acrescente por último, o biscoito. Misture tudo, batendocom uma colher.Espalhe a massa sobre um plástico filme. Enrole como se fosse um salame, apertandobem. Leve ao congelador por 1 dia. Corte em rodelas na hora de servir e apenas o quevai consumir. Rende 25 porções.Dicas: Pode-se levar o bastão ao freezer por 3 horas no lugar do congelador. Manter obastão no freezer ou congelador, pois o mesmo pode amolecer.21. Batata Doce Frita300 g de batata doce 1 óleo, óleo suficienteSal temperado a gostoLave as batatas e cozinhe até que fiquem macias, porém firmes. Deixe esfriar, retire acasca e corte em quartos. Aqueça o óleo e doure as batatas até ficarem bemsequinhas e crocantes. Escorra sobre papel absorvente, transfira para uma travessa epolvilhe com sal. Para o aperitivo ou acompanhamento... õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 9
  • 10. FESTAS JUNINASBISCOITOS Nos últimos anos foi se perdendo, principalmente nas grandes cidades, o hábito de preparar biscoitos em casa, passando-se a consumir mais os produtos industrializados. Mas nada supera o sabor de um biscoito caseiro, sem essências ou conservantes, para acompanhar chá, café, para o lanche das crianças e até mesmo para presentear, bem embalados, no Natal e na Páscoa.As receitas a seguir foram resgatadas de uma fazenda na cidade de Araras, em SãoPaulo e são das primeiras décadas deste século. Pertencem ao acervo da FamíliaCannabrava. Experimente e volte a saborear os "biscoitinhos da vovó".22. Biscoitos de Araruta½ quilo de araruta uma pitada de sal3 gemas duas colheres de manteigaaçúcar quanto quiser leite quanto basteum pouco de erva doceMistura-se tudo e vai se pondo leite frio o quanto baste para ficar em ponto de enrolar.Não deve ficar duro. Faz-se os biscoitos do formato que quiser. Assar em forno brandoPara variar pode ser maizena em vez de araruta.23. Biscoitos Fluminenses1 quilo de polvilho doce leite o quanto baste2 ovos 1 pitada de sal1 xícara mal cheia de gordura quenteEscalda-se o polvilho com a gordura quente e deixa-se esfriar. Põem-se os ovos e sevai amassando com leite e sal à vontade. Enrolam-se os biscoitos em forma de palitosou de rodinha. Assar em forno quente.24. Biscoitos de Fubá6 gemas 2 colheres não muito cheias de1 quilo de fubá mimoso bem amarelo e manteigabem fino açúcar o quanto quiser1/2 xícara de água leite de coco o quanto basteuma colherinha de erva doceAmassa-se tudo e vai-se pondo leite de coco o quanto bastar para ficar no ponto deenrolar. Enrola-se como pequenas roscas finas que se assam em assadeiras untadase polvilhadas com fubá em forno brandoPara variar faz-se também com maizena ou araruta do mesmo modo. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 10
  • 11. FESTAS JUNINAS25. Biscoitos de Polvilho Lambary1 quilo e meio de polvilho peneirado um pouco (muito pouco) de sal1 copo e meio de água 3 ovos250 gr. de gorduraO polvilho deve ser meio umedecidoFerve-se a água a gordura e o sal e vai-se pondo sobre o polvilho úmido, mexendobem, sem parar, para não encaroçar. Vai-se pondo leite fervido e frio, mexendo-sebem sempre. Depois de bem mexido põem-se os ovos. A massa fica como um mingaubem grossoTudo pronto vai-se pondo esse mingau em um saco de algodão e vai-se espremendonas assadeiras em forma de pauzinhos. Assar em forno quente, sem deixar corar.26. Bolo de Aipim com CocoSuéle Haupenthal1 1/2kg de aipim 2 copos de leite4 ovos 1 lata de leite condensado4 colheres de margarina 1 coco fresco ralado2 xícaras de açúcar• Tempo de Preparo: 45 min - Rendimento: 10 porçõesRalar o aipim em um multiprocessador ou ralador manual. Bater no liquidificador, oaçúcar, o aipim, a margarina, os ovos e o leite até virar uma massa cremosa.Colocar a massa em uma assadeira grande untada com margarina e farinha de trigo.O coco ralado fresco, acresecentar por cima da massa crua, já na assadeira com leitecondensado.27. Bolo de Amendoim6 colheres de sopa de azeite de oliva 2 xícaras de chá de farinha de trigo2 xícaras de chá de açúcar peneirada2 ovos 2 xícaras de chá de fubá peneirada1/2 xícara de chá de amendoim torrado 1 colher de chá de sale moído 1 colher de sopa de fermento em pó1 colher de chá de semente de erva- peneiradodoce 2 xícaras de chá de leiteTempo de Preparo: 1:20 - Rendimento: 10 porçõesBata na batedeira 5 colheres de azeite, açúcar e gemas por 5 minutos. Retire e mistureo amendoim e a erva-doce. Adicione aos poucos os ingrediente secos, alternados como leite e misture delicadamente. Unte com o azeite restante uma fôrma para pudim de2 litros e polvilhe farinha. Despeje a massa e leve para assar em forno médio (180º C),pré-aquecido, por 1 hora ou até que enfiando um palito este saia limpo. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 11
  • 12. FESTAS JUNINAS28. Bolo de Banana7 colheres de açúcar 1 colher de fermento em pó9 colheres de farinha de trigo 3 ovos1 xícara de manteigaColocar tudo na tigela grande da batedeira. Ligar a batedeira e juntar, aos poucos, 1xícara de leite. Bater bem. Colocar a massa obtida em tabuleiro untado, colocandosobre a mesma rodelas de banana-nanica e polvilhando com açúcar e canela. Levarpara assar.29. Bolo de Banana (Integral)4 ovos inteiros 1 xícara de chá de aveia6 bananas caturra cortadas em rodelas 2 xícaras de chá, não muito cheias, de1/2 xícara de chá de óleo de canola açúcar mascavo.1/2 xícara de leite desnatado canela para salpicar1 xícara de chá de farinha de trigo 1 colher de sopa de fermento em póintegralBata todos os ingredientes no liquidificador com apenas 1 banana colocando em formauntada com óleo e farinha. Ponha as rodelas de banana sobre essa massa e salpiquecom canela. Assar em forno pré-aquecido, a 180° por aproximadamente 50 minutos.Dica: A banana caturra é conhecida em algumas regiões por banana nanica.30. Bolo BrigadeiroMASSA 50 gramas de chocolate em pó12 ovos 130 ml. de leite12 colheres (sopa) de açúcar 20 gramas de manteiga9 colheres (sopa) de farinha de trigo6 colheres (sopa) de chocolate em pó COBERTURA1 colher (sobremesa) cheia de fermento 1 receita de recheio de brigadeiroem pó chocolate granulado 200 gramas de chocolate ao leiteRECHEIO hidrogenado600 gramas de leite condensadoMASSA: Bata os ovos com o açúcar, até obter uma gemada fofa e clara. À partepeneire a farinha, o chocolate, o fermento e adicione a gemada sem bater, mexendodevagar de baixo para cima.Coloque na assadeira untada e enfarinhada, com fundo forrado com papel manteigatambém untado e enfarinhado. Leve ao forno pré-aquecido por 35 minutosaproximadamente. desenforme frio.RECHEIO: Misture todos os ingredientes em uma panela e cozinhe até desprender dofundo. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 12
  • 13. FESTAS JUNINAS31. Bolo de Batata DocePrato Judaico.1 kg de batata doce 1 xícara de farinha de matzá (matze1 cebola, cebola grande picada meal)2 ovos, ovos batidos 1 óleo1 xícara de fécula de batata 1 sal e pimenta-do-reinoDescasque as batatas e rale-as no ralo fino. Pré-aqueça o forno (375°C). Unte umaforma alta com margarina e uma colher de sopa de óleo. Misture a batata com todosos ingredientes, mexa bem e enforme. Asse até ficar dourado e escuro, por cerca de 1hora. Desenforme e sirva acompanhado de assados. Combina com assados.32. Bolo Caneca de 3 MinutosCarolina SouzaBolo:1 ovo pequeno 1 colher (café) de fermento em pó4 colheres (sopa) de leite3 colheres (sopa) de óleo Calda:2 colheres (sopa) rasas de chocolate 2 colheres (sopa) de leiteem pó 1 colher (chá) de manteiga4 colheres (sopa) rasas de açúcar 1 ou 2 colheres (sopa) rasas de açúcar4 colheres (sopa) rasas de farinha de 3 colheres (sopa) rasas de chocolatetrigo em póBolo: Coloque o ovo na caneca e bata bem com garfo. Acrescente o óleo, o açúcar, oleite, o chocolate e bata mais. Acrescente a farinha e o fermento e mexadelicadamente até incorporar. Leve por 3 minutos no microondas na potência máxima.Calda: Misture tudo e coloque por 30 segundos no microondas na potência máxima.Coloque no bolo ainda quente.33. Bolo de Cenoura1/2 xícara (chá) de óleo Cobertura3 cenouras médias raladas colher (sopa) de manteiga4 ovos 3 colheres (sopa) de chocolate em pó2 xícaras (chá) de açúcar ou Nescau2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 xícara (chá) de açúcar1 colher (sopa) de fermento em pó Se desejar uma cobertura molinha coloque 5 colheres de leiteBata tudo no liquidificador, primeiro a cenoura com os ovos e o óleo, depois os outrosingredientes misturando tudo, menos o fermento. Esse é misturado lentamente comuma colher. Asse em forno pré aquecido (l80ºC) por 40 minutos.Para a Cobertura: misture todos os ingredientes, leve ao fogo, faça uma calda ecoloque por cima do bolo. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 13
  • 14. FESTAS JUNINAS34. Bolo de Chocolate MolhadinhoDenise Aparecida Fonseca Medeiros2 xícaras de farinha de trigo em pó2 xícaras de açúcar 1 colher de sopa de fermento em pó1 xícara de leite 6 ovos6 colheres de sopa cheias de chocolateBata as claras em neve, acrescente as gemas e bate novamente, coloque o açúcar ebata outra vez. Coloque a farinha, o chocolate em pó, o fermento, o leite e batanovamente. Untar um tabuleiro e colocar para assar por aproximadamente 40 minutosem forno médio.Enquanto o bolo assa faça a cobertura com 2 colheres de chocolate em pó, 1 colher demargarina, meio copo de leite e leve ao fogo até começar a ferver. Jogue quente sobreo bolo já assado.Dica: Não da pra fazer a mão, tem que ser na batedeira. Deixe o ovo e o açúcar noponto de gemada e só depois acrescente os outros ingredientes. Vale também dobrara receita da cobertura, pra ficar mais molhadinho...35. Bolo de Chocolate Sem Farinhaana paula dos Santos canteruccio7 ovos7 colheres de sopa de chocolate em pó Cobertura:7 colheres de sopa de açúcar (um brigadeiro mole)4 colheres de sopa de óleo 1 lata de leite condensado2 colheres de sopa de margarina 2 colheres de sopa margarina50 g (pacote pequeno) de coco ralado 7 colheres de chocolate em pó1 colher de sopa cheia de fermento em 50 ml de leite (rende mais)póBata tudo no liquidificador, depois de bem batido, acrescentar o fermento só paramisturar um pouco.Untar uma assadeira média com manteiga e farinha. Levar ao forno médio para assarpor aproximadamente 25 minutos.Recheio: Misturar tudo e levar ao fogo, até dissolver tudo. Depois de assado despejarpor cima.36. Bolo de Coco100g de margarina 2 1/2 xícaras de chá de farinha de2 xícaras de chá de açúcar mandioca peneirada4 gemas 1 colher de café de sal4 claras em neve 1 colher de sopa de fermento em pó1 xícara de chá de leite de cocoTempo de Preparo: 40 minutos - Rendimento: 12 porções õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 14
  • 15. FESTAS JUNINASBata a margarina com açúcar e gemas até obter um creme. Misture o leite de cococom a farinha, às claras, o sal e o fermento. Junte todos os ingredientesdelicadamente. Despeje em fôrma untada e enfarinhada. Leve para assar em fornomédio pré-aquecido por 30 minutos. Sirva morno.37. Bolo Curau de Milho VerdeNayyara Soares8 espigas de milho verde 250 ml de leite de coco2 xícaras (chá) de leite 250 gramas de queijo frescal ralado em2 colheres (sopa) de manteiga filetes1 3/4 de xícara de açúcar 1 pitada de sal4 ovos 1 colher (sopa) de fermento em pó1 colher (chá) de canela em póCorte os grãos de milho verde bem rente ao sabugo. Coloque-os no liquidificador como leite e bata até obter uma pasta cremosa (ponto mais mole). Acrescente os ovos,açúcar, manteiga, canela e leite de coco, bata mais um pouco. Transfira essa misturapara uma tigela e acrescente sal, queijo e por último o fermento em pó. Misture bem.Unte uma forma, polvilhe com farinha de trigo e coloque a massa. Assar em fornomédio por mais ou menos 50 minutos.38. Bolo de FubáTradicional200 gr. de manteiga ou margarina sem 1 colher das de chá de erva docesal 1 xícara de fubá1 xícara de açúcar 1 xícara de farinha de trigo3 ovos 1 colher de sopa de fermento em pó1 pitada de sal 4 colheres de sopa de leiteMexa a manteiga ou margarina com uma colher de pau, até ficar espumosa.Acrescente os ovos um a um, batendo sempre. Coloque o açúcar, o sal e a erva doce.Vá colocando alternadamente a farinha peneirada com o fubá e o fermento e o leite.Coloque em forma untada e polvilhada e asse em forno regular por aproximadamente45 minutos.39. Bolo de Fubá(de massa cozida)½ litro de leite 3 ovos3 xícaras de chá de fubá 1 colher de fermento em pó2 colheres de manteiga ou margarina erva-docederretida sal a gosto1 ½ xícara de açúcarPrepare uma mistura em ponto de angu com o fubá, o leite, a erva-doce, o açúcar e osal. Deixe esfriar. Bata à parte as claras em neve, acrescente as gemas e misture-ascom um garfo no angu já frio. Leve para assar, em fôrma untada e polvilhada, em fornoquente. Depois de frio, corte em quadrados. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 15
  • 16. FESTAS JUNINAS40. Bolo de Fubá Com GoiabadaCláudia Villela Penteado4 ovos grandes 1 xícara de farinha1 xícara de leite 1 colher (sopa) de pó royal1/2 xícara de óleo Pedaços de goiabada passados na2 xícaras de açúcar não muito cheias farinha de trigo1 xícara de fubá pré - cozidoBater no liquidificador os ovos, o leite e o óleo. Acrescentar o açúcar, o fubá, a farinhae o pó royal. Untar a forma com margarina e farinha.Despejar o conteúdo do liquidificador. Colocar por último, em cima da massa, ospedaços de goiabada passados na farinha de trigo. Levar ao forno médio, pré-aquecido, por aproximadamente 40 minutos, ou até dourar.41. Bolo de Jerimum02 xícaras de açúcar; 04 ovos;02 xícaras de trigo; 01 xícara de óleo mais 3 colheres;01 colher de fermento; ¾ xícara de farelo;½ colher de sal; 03 xícaras de jerimum ralado.Juntar todos os ingredientes, misturar bem, colocar em forma untada e levar ao fornopara assar.42. Bolo de LaranjaLuciane Moura Martins5 gemas 5 claras em neve2 xicaras de cha de açúcar 1 colher de sopa de fermento em pó4 colheres de sopa de margarina 1 vidro de leite de coco3 xicaras de farinha de trigo coco ralado1 copo americano de suco de laranjaBata as claras em neve e reserve. Bata as gemas o açúcar e a margarina até ficar umcreme claro, em seguida adicione a farinha aos poucos sem parar de bater, esquenteo copo de suco de laranja e acrescente na massa bata bem. Desligue a batedeira eacrescente as claras em neve e misture com uma colher de pau, em seguida coloque ofermento em pó e asse por 30 minutos em 180 graus retire do forno ainda com elequente despeje o leite de coco no bolo e o coco e botar p/ gelar cortar depoisde frio. Tempo de Preparo: 1h15min.43. Bolo de Macaxeira6 colheres de sopa de farinha de trigo 4 xícaras de chá de macaxeira crua e1 colher de chá de fermento em pó ralada1 pitada de sal 1 xícara de chá de coco ralado3 colheres de sopa de manteiga 1/2 xícara de chá de leite de coco3 xícaras de chá de açúcar 2 colheres de sopa de queijo parmesão6 ovos ralado õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 16
  • 17. FESTAS JUNINASPeneire juntos a farinha, o fermento, o sal e o açúcar. Bata a manteiga com o açúcar,junte os ovos batendo sempre, acrescente a macaxeira, os ingredientes secos, o coco,o leite de coco e o queijo. Bata mais um pouco até misturar bem. Coloque a massanuma assadeira de 26 x 40 cm untada e leve ao forno quente pré-aquecido (200º) poraproximadamente 1 hora ou até que esteja dourado e, espetando um palito, este saiaseco. Tempo de Preparo: 1:30 - Rendimento: 32 porções44. Bolo de Macaxeira DeliciosoClay4 macaxeiras médias 1 lata de leite4 ovos 2 xícaras de açúcar200 g de margarina 1 coco ralado1 lata de leite MoçaRale a macaxeira e misture com os demais ingredientes. Despeje a massa em umaforma caramelizada com 2 xícaras de açúcar. Leve ao forno médio, pré-aquecido, poraproximadamente 40 minutos, ou até dourar.Dica: Para quem gosta mais doce, adicione 100 gr de açúcar na massa e com as duasxícaras da receita faça a calda.45. Bolo de Mandioca (parece Coco)Rosilda Pereira de Oliveira2 3/4 xícaras de mandioca crua ralada 1 xícara de farinha de trigo2 xícaras de açúcar 4 ovos1 pacote (100g) de queijo ralado 1 colher(sopa)de fermento em pó4 colheres (sopa) de manteigaNuma vasilha grande, misture bem a mandioca ralada com os demais ingredientes.Coloque a massa numa forma de alumínio de 28cmx 21cm,untada com manteiga efarinha de trigo. Leve para assar em forno moderado pré-aquecido (180c) por40minutos.46. Bolo de Mandioca CremosoEliana Cristina Brissi Cenci1kg de mandioca descascada e ralada Cobertura:1 xícara de manteiga 1 xícara de açúcar1 xícara de açúcar 1 xícara de água5 ovos jumbo 1 1/2 xícara de coco fresco em tiras1/2 colher (sopa) de fermento químico finas ou coco seco em flocosem pó forma com 25 cm de diâmetro1 xícara de leite de cocoNuma tigela, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme fofo. Junte os ovos ebata mais um pouco. Adicione a mandioca, o fermento e o leite de coco. Misture bem. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 17
  • 18. FESTAS JUNINASAqueça o forno em temperatura média. Unte a forma com manteiga, ponha nela amassa e asse por 30 minutos ou até o bolo ficar bem dourado, retire do forno e deixeesfriar para desenformar.Cobertura: Numa panela, ponha o açúcar e leve ao fogo, mexendo até caramelar,adicione a água aos poucos, misturando até se dissolver o caramelo, deixe ferver poruns 3 minutos, junte o coco e misture, cozinhando por uns 2 minutos, retire do fogo eponha sobre o bolo ao servir.47. Bolo de Mandioca Com GoiabadaMara Regina Matos dos Reis1 1/2 xícara (chá) de açúcar 2 xícaras (chá)de mandioca ralada crua3 colheres(sopa) de manteiga ou 1 1/2 (chá)xícara de goiabada cortadamargarina em cubinhos4 ovos 1/2 colher(café) de sal1 pacote de coco ralado(100g) 1 colher sopa de fermento em póEm uma batedeira bata o açúcar com a manteiga até branquear e reserve, bata asclaras em neve e junte as gemas uma a uma e acrescente aos pouco à mistura deaçúcar e manteiga.Junte o coco, a mandioca e o sal misturando bem e acrescente o fermento mexendonovamente e coloque metade da massa numa forma redonda com furo no centrountada com óleo e polvilhada com farinha de trigo. Espalhe os pedacinhos degoiabada por cima e cubra com restante da massa. Leve em forno pré-aquecido (200º)até que enfiando um palito ele saia limpo. Tempo de Preparo: 45 min - 10 porções48. Bolo de Milho4 espigas de milho 1 xícara de chá de manteiga1 ½ xícara de chá de farinha de trigo 1 lata de leite condensado1 colher de sopa de fermento 4 ovosBata a manteiga em creme e, sem parar, junte o leite condensado e os ovos.Acrescente o milho ralado e peneirado. Em seguida, misture levemente a farinha detrigo peneirada. Por último, misture o fermento. Despeje em fôrma para pudim, untadae polvilhada, e asse em forno médio por 35 minutos.49. Bolo de Milho com Coco8 espigas de milho 2 copos de leite5 ovos ½ pacote de coco ralado ou leite de2 xícaras de chá de açúcar coco.1 colher de sopa de margarinaCorte as espigas de milho pela altura, retirando os grãos. Despeje o milho noliquidificador e junte a ele todos os outros ingredientes (coloque metade do pacote decoco ralado ou um pouco de leite de coco, de acordo com sua preferência). Despejetudo em uma assadeira ou em uma travessa grande bem untada de margarina e leveao forno quente. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 18
  • 19. FESTAS JUNINAS50. Bolo Nega Maluca3 ovos 1 xícara ( chá ) de água quente1 e 1/2 xícara ( chá ) de açúcar2 xícaras ( chá ) farinha de trigo Cobertura:1 xícara ( chá ) de chocolate em pó ou 4 colheres ( sopa ) de leiteachocolatado 1/2 xícara ( chá ) de chocolate em pó1/2 xícara ( chá ) de óleo 1 colher ( sopa ) de manteiga1 colher ( sopa ) de fermento em pó 1 xícara ( chá ) de açúcar1 pitada de salBata os ovos com o açúcar, óleo, achocolatado e farinha, depois adicione a águaquente e por último o fermento em pó. Asse em forno com temperatura média por 40minutos, desenforme quente.Cobertura: coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo até quelevante fervura, despeje ainda quente em cima do bolo.Dicas: A receita pode ser preparada também no microondas em forma própria paraesse forno. O tempo de espera é de 7 a 9 minutos na potência alta. Águarde 20minutos e desenforme. Pode também utilizar uma cobertura de brigadeiro.Para incrementar faça uma calda com dois tabletes de uma barra de 1kg de chocolateao leite com uma caixinha de creme de leite e joguei por cima.Pode-se colocar um pouco de achocolatado com leite (como se fosse pra beber)morno – fica mais molhadinho.51. Bolo Pão de Ló6 ovos uma colher de sopa rasa de fermento6 colheres de sopa de açúcar em pó5 colheres de sopa de farinha de trigoSeparar as claras das gemas. Bater as claras até ficar em ponto de suspiro,acrescentar uma a uma as gemas, batendo sempre, ainda com a batedeira ligada acrescentar aos poucos o açúcar peneirado. Peneirar muito bem a farinha. Acrescentar à massa com a batedeira desligada, aos poucos, delicadamente, fazendo movimentos de baixo para cima. Por último, acrescentar o fermento. Assar em forno médio.Dicas: Sem o fermento pode utilizar como rocambole. Não quebra.Depois que desenformar o bolo, retire com uma faca a película escura, a crosta quefica em cima, pois é nela que fica concentrado o cheiro do ovo.Para tirar o cheiro dos ovos dessa receita basta bater na batedeira as gemas e oaçúcar por uns 5 minutos, e depois acrescente os outros ingredientes! õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 19
  • 20. FESTAS JUNINAS52. Bolo de Pinhão1 xícara de pinhão cru 1 xícara de leite2 xícaras de açúcar 3 colheres de margarina2 xícaras de farinha de trigo 4 ovos1 xícara de maisena 1 colher de fermento em póMoa os pinhões, bata bem as gemas, a margarina e o açúcar. Peneire e acrescente afarinha de trigo, a maisena e o pinhão, juntando-se a massa alternadamente com oleite. Por último acrescente as claras em neve e o fermento. Asse em forno bemquente.53. Bolo Pinhão1 xícara (chá) de manteiga 1 xícara (chá) de farinha de trigo1 lata de Leite Moça 1 colher (sopa) de fermento em pó4 gemas 4 claras em neve1 pitada de sal manteiga para untar1 xícara (chá) de pinhão cozido e moído farinha de trigo para polvilharBata a manteiga em creme, junte o Leite Moça em fio e bata até ficar cremoso. Junteas gemas, uma a uma, o sal e o pinhão e bata mais um pouco. Misture lentamente afarinha peneirada com o fermento e, por último, às claras.Asse em fôrma de furo central (19 cm de diâmetro) untada e enfarinhada, em fornopré-aquecido médio-alto (200 °C), por cerca de 30 minutos.54. Bolo da RoçaGuiomar Soares de M. Oliveira250 grs de margarina culinária trigo peneirada2 xícaras de chá de açúcar 1 colher de sopa de fermento em pó6 ovos200 ml de leite de côco Calda:100 grs de queijo ralado 250 grs de goiabada derretida com 11 xícara de chá de mandioca crua xícara e meia de chá deralada água2 xícaras e meia de chá de farinha deBata a margarina com o açúcar e as gemas. Junte o leite de coco, o queijo ralado,mandioca e a farinha de trigo com o fermento aos poucos. Por último às claras emneve. Asse em forno 180 até dourar. Regue com a calda.55. Bolo de Rolo PernambucanoRosa Marya ColinPara a massa Margarina para untar160 g de manteiga com sal Açúcar e farinha de trigo para polvilhar160 g de margarina330 g de açúcar Para o recheio10 ovos 330 g de goiabada330 g de farinha de trigo 160 ml de água õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 20
  • 21. FESTAS JUNINASMassa: Bata a manteiga e a margarina com o açúcar até obter uma mistura clara ehomogênea. Coloque os ovos inteiros, um a um, misturando bem. Quando estiverembem incorporados, acrescente a farinha de trigo aos poucos e continue misturando,para obter uma massa cremosa e fácil de espalhar.Unte com margarina quatro assadeiras de 30 cm x 60 cm e polvilhe com farinha detrigo. Espalhe a massa uniformemente nas assadeiras, numa espessura de 2milímetros, e asse em forno preaquecido a 250ºC por 3 minutos. A massa não vaicrescer. Retire as assadeiras do forno.Recheio: Bata a goiabada com a água no liquidificador. Leve ao fogo médio, mexendosempre, até obter o ponto de uma calda pastosa. Deixe esfriar.Montagem: Desenforme a primeira camada de massa, ainda quente, sobre uma mesaforrada com papel manteiga salpicado com açúcar. Com uma espátula, espalhe sobrea massa um pouco do recheio e enrole com a mão, como se fosse um rocambole.Aperte bem. Reserve. Coloque a segunda camada de massa sobre o papel salpicadocom açúcar e espalhe mais um pouco do recheio. Enrole essa segunda camada sobrea massa que já estava pronta, formando um rolo mais grosso. Repita a operação comas duas outras camadas de massa e, no final, salpique com açúcar.56. Bolo de Santo Antônio3 gemas 1/2 xícara (chá) de leite150 g de manteiga (ou 1/2 xícara chá) 300 g de amendoim torrado e moído1 1/2 xícara (chá) de açúcar sem pele e sem sal100 g de farinha de rosca (ou 6 3 claras batidas em neve firmecolheres de sopa) 1 colher (sopa rasa) de fermento em pó1 colher (sopa) de baunilhaNuma batedeira, bata 3 gemas, 150 g de manteiga (ou 1/2 xícara de chá) e 1 1/2xícara (chá) de açúcar até esbranquiçar (cerca de 10 min). Junte 100 g de farinha derosca (ou 6 colheres de sopa), 1 colher (sopa) de baunilha e 1/2 xícara (chá) de leite.Acrescente, aos poucos, 300 g de amendoim torrado e moído sem pele e sem sal.Desligue a batedeira, junte 3 claras batidas em neve firme e 1 colher (sopa rasa) defermento em pó.Coloque as forminhas de papel (número 0) dentro das forminhas de alumínio paraempadinhas e preencha cada uma com 2 colheres (sopa) de massa do bolo (deixandocerca de 1 cm de borda sem preencher). Polvilhe amendoim picado. Leve ao fornobaixo (160ºC) por 35 min.Simpatia: Antes de levar os bolinhos para assar, esconda 1 aliança, 1 dedal e umamoeda (previamente embrulhados em papel-alumínio). Depois de assados, faça aseguinte brincadeira: - quem tirar a aliança vai casar em breve - o dedal vai ficar para titia - a moeda vai ficar rico. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 21
  • 22. FESTAS JUNINAS57. Bolo de São JoãoUma tigela de massa de mandioca Meio quilo de açúcarlavada 100 gramas de manteiga14 gemas de ovos 1 xícara de leite de coco.Bater as gemas dos ovos. Quando estas estiverem bem batidas, batem-se 100 gramasde manteiga e 1 xícara de leite de coco sem água. Junta-se tudo e continua-se a bateraté que ligue bem. Vai ao forno regular numa untada com manteiga.58. Bolo de Tapioca200g de manteiga 1 garrafinha de leite de coco2 copos de açúcar A mesma medida de leite comum4 ovos 1 colher de sopa de fermento1 copo de farinha de trigo 2 copos de farinha de tapiocaBata a manteiga com o açúcar, junte os ovos e depois acrescente as duas farinhas e ofermento, intercalando com o leite de coco e o leite.Coloque em forma untada com manteiga e farinha de trigo e asse em forno quente. Sequiser, depois de frio, cubra com doce de leite.59. Bombocado de Coco½ quilo de açúcar 100 gr. de farinha de trigo1 xícara de água 1 colher de manteiga ou margarina sem6 ovos sal½ coco raladoCom o açúcar e a água faça uma calda em ponto de fio. Deixe esfriar um pouco ecoloque os ovos levemente batidos pouco a pouco, misturando bem. Acrescente ococo ralado e por último a farinha de trigo peneirada.Unte as forminhas com margarina, despeje a massa e leve ao forno quente pré-aquecido por aproximadamente 20 minutos, até que comecem a dourar. Espereesfriar, desenforme e coloque em forminhas de papel60. Bombocado de MandiocaCristina Rodarte Nascimento1 lata de leite condensado 4 ovos150 g de coco fresco ralado 400 g de mandioca descascada e1 colher (sopa) de manteiga raladaMisture bem o leite condensado, o coco fresco, a manteiga, os ovos e a mandioca.Despeje em forminhas untadas e polvilhadas com açúcar. Asse em banho-maria(200ºC), por 40 minutos. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 22
  • 23. FESTAS JUNINAS61. Bombocado Mimoso4 ovos 6 xícaras de chá de leite240g de leite de coco 3 xícaras de chá de farinha de trigo1 1/2 xícara de chá de açúcar 3 colheres de sopa de mel3 colheres de sopa de manteiga líquida 3 colheres de sopa de coco seco raladoTempo de Preparo: 30 minutos - Rendimento: 24 unidadesBata no liquidificador, os ovos, o leite de coco, o açúcar, a manteiga, metade do leite ea farinha de trigo por 3 minutos. Coloque a mistura em uma tigela. Adicione o restantedo leite. Misture bem. Unte com manteiga um refratário retangular (32x22cm) ouredondo (30cm de diâmetro). Coloque a mistura e leve ao microondas de 15 à 18minutos em potência máxima. Deixe descansar por 10 minutos, espalhe o mel nasuperfície e polvilhe o coco ralado. Corte em quadrados depois de frio.Dicas: O descanso de 10 minutos é necessário para permitir o completo cozimento dobolo. Polvilhe canela a gosto, antes de levar ao microondas.Congelar: Embale os bombocados em bandeja descartável e saco plástico,sobrepondo no máximo 2 camadas separadas por papel manteiga. Etiquete e leve aofreezer por até 3 meses. Descongele à temperatura ambiente.62. Bombocado de Pinhão1 xícara de pinhão cru 10 colheres de açúcar2 xícaras de leite 1 colher de farinha de trigo4 ovos 2 colheres de manteigaMoa os pinhões no liquidificador, misture todos os ingredientes e despeje emforminhas untadas, assando em forno moderado.63. Brigadeiro1 lata de leite condensado colheres de sopa de chocolate em pó1 colher de sopa de margarina sem sal chocolate granulado para fazer bolinhas7 colheres de sopa de Nescau ou 4Coloque em uma panela funda o leite condensado, a margarina e o chocolate em pó.Cozinhe em fogo médio e mexa sem parar com uma colher de pau. Cozinhe até que obrigadeiro comece a desgrudar da panela.Deixe esfriar bem, então unte as mãos com margarina, faça as bolinhas e envolva-asem chocolate granulado. As forminhas você encontra em qualquer supermercado.Dica: Pode ser utilizado como cobertura de bolos.64. Brigadeiro com Leite de Cocoingrid delamare1 lata(s) de leite condensado 1 xícara(s) (chá) de chocolate em pó1 vidro(s) de leite de coco 1/2 xícara(s) (chá) de açúcar õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 23
  • 24. FESTAS JUNINAS1 colher(es) (sopa) de margarina quanto baste de chocolate granulado3 unidade(s) de ovoBata por 5 minutos no liquidificador, todos os ingredientes, exceto o chocolategranulado. Coloque em um refratário e leve ao forno por cerca de 20 minutos ou atéendurecer. Retire e adicione o granulado. Leve para gelar e sirva.65. Broa de Fubá1/2 kg de farinha de trigo 2 tabletes de fermento para pão150 g de fubá 1 colher (chá) de sal150 g de açúcar Raspas de limão100 g de manteiga 1 colher (chá) de erva-doce3 ovos Água e fubá para polvilhar200 ml de leiteEm uma vasilha, esfarele o fermento e adicione o sal. Misture. Adicione o leite morno,mexa e reserve.Em um recipiente, coloque a farinha e o fubá peneirados, acrescente o açúcar e mexa.Junte os ovos ligeiramente batidos, manteiga, raspas de limão, erva-doce e o fermentoreservado. Misture bem.A seguir, sove a massa sobre uma superfície enfarinhada. Reserve a massa em umavasilha e deixe descansar por uma hora.Em seguida, modele as broas e coloque-as em uma assadeira untada e polvilhadacom farinha. Pincele com água e polvilhe com fubá. Leve ao forno aquecido a 180ºCdurante 40 minutos.66. Broinha de Fubá1 l de leite 5 ovos4 colheres (sopa) de banha 500 g de fubá1 colher (chá) de sal 250 g de açúcar1 colher (chá) de erva-doce (semente)Tempo de preparo: 1h – Rendimento: 40 unidadesLigue o forno em temperatura baixa (150 graus). Unte uma assadeira com margarina epolvilhe com fubá. Numa panela coloque o leite, a banha, o sal, a erva-doce e oaçúcar. Leve ao fogo. Assim que ferver, junte o fubá na panela. Derrube-o aos poucos,mexendo sem parar. Deixe cozinhar por 5 minutos ou até a mistura começar adesgrudar do fundo da panela.Retire a panela do fogo e adicione os ovos, um a um, e misture vigorosamente entrecada adição. Observe o ponto da massa entre cada adição de ovo. Talvez sejanecessário colocar ovos a mais ou a menos. A massa deve ficar brilhante, lisa e mole.Unte uma xícara (chá) com banha e polvilhe com fubá. Coloque uma colher (sopa) damassa dentro da xícara. Gire a xícara, fazendo movimentos circulares para que amassa vire uma bolinha. Escorregue a bolinha que se formou na assadeira untada. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 24
  • 25. FESTAS JUNINASFaça mais 4 ou 5 bolinhas e unte e polvilhe a xícara novamente. Repita a operaçãocom toda a massa.Com a ponta da faca, marque um "x" sobre cada broinha. Leve a assadeira ao fornopré-aquecido e asse até que as broinhas fiquem levemente douradas. Retire do forno esirva a seguir.67. Broinha de Milho VerdeKely Cristina Teixeira6 espigas de milho; 4 dedos de queijo fresco medidos em 12 colheres(sopa) de manteiga; copo americano;gotas de baunilha à vontade; 1 copo de leite; sal e açúcar a gosto.Bater o milho verde no liquidificador. Coar e voltar ao liquidificador, juntar as gemas, oleite e também os demais ingredientes até a consistência de mingau grosso.Acrescentar as claras em neve e o queijo ralado(ralo de lágrima). Assar em tabuleiro ecortar ainda quente. Estas broinhas podem ser assadas em forma de barquete.68. Calda de Uva1 1/2 xícara(s) (chá) de uva rubi 2 colher(es) (sopa) de adoçante em pó1/2 xícara(s) (chá) de vinho tinto quanto baste de noz-moscada ralada(s)1/2 xícara(s) (chá) de água quanto baste de canela-da-china em pó1 colher(es) (chá) de amido de milhoLave as uvas, Corte ao meio e retire as sementes. Coloque em uma panela com orestante dos ingredientes, E leve ao fogo até encorpar. Sirva com sorvete dietético.69. Canjica1 e ½ xícara de milho de canjica leite1 lata de leite condensado canela em pó para polvilharNa véspera, deixe o milho de canjica de molho em água fria. Renove a água e cozinheem panela de pressão com 3 litros de água fria por 2 horas. Depois de cozido, junteuma lata de leite condensado, a mesma medida de leite e deixe ferver por mais cincominutos, mexendo sempre. Despeje em uma tigela e sirva polvilhada com canela.70. Canjica com Amendoim1 quilo de canjica moído2 litros de leite açúcar a gosto1 coco pequeno (400 gramas) ralado canela em pau250 gramas de amendoim torrado e canela em póDeixe a canjica de molho de um dia para o outro. Cozinhe com água suficiente paracobrir a canjica – na panela de pressão é mais rápido. Quando estiver com pouca õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 25
  • 26. FESTAS JUNINASágua, coloque o leite, o coco e o amendoim e deixe ferver. Depois é só acrescentar agosto o restante dos ingredientes. Sirva em tigela pequena ou prato fundo.71. Canjica Caipira500 gr de canjica quanto baste de canela em pau2 litro(s) de água quanto baste de canela-da-china em pó1 lata(s) de leite condensado 10 unidade(s) de cravo-da-índia1 vidro(s) de leite de coco 300 gr de amendoim torrado(s) e2 xícara(s) (chá) de leite moído(s)Deixe a canjica de molho na água por, no mínimo, 12 horas. Coloque na panela depressão e cozinhe por 50 minutos ou até que fique bem macia. Coloque em umapanela maior e acrescente o leite condensado, o leite de côco, o leite, a canela e oscravos. Deixe ferver por 20 minutos.Desligue o fogo, acrescente o amendoim e deixe repousar por alguns minutos. Sirvapolvilhada com canela em pó.72. Casadinhos de GoiabaMassa: 1 kg de goiaba11/2 xícara de farinha de trigo1 xícara de açúcar Para polvilhar:6 ovos Açúcar de confeiteiroRecheio: Acessórios:23/4 xícara de açúcar Papel-manteiga11/2 xícara de água Saco de confeitar com bico lisoMassa:Bata bem os ovos, junte o açúcar e bata mais um pouco. Misture a farinha peneiradacom cuidado.Ponha a massa no saco e faça montes com 2 cm de diâmetro numa fôrma forrada compapel-manteiga.Polvilhe açúcar e asse em temperatura média até dourar. Deixe esfriar.Recheio:Descasque e pique a goiaba. Cozinhe com a água e o açúcar, mexendo de vez emquando até obter um creme. Peneire e volte ao fogo por 15 minutos ou até quecomece a soltar do fundo.Montagem:Retire o papel. Una os biscoitos dois a dois, com uma colher (chá) de recheio entreeles. Rende 64 unidades. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 26
  • 27. FESTAS JUNINAS73. Casca de Laranja Glaçadacascas de 8 laranjas calda1 litro de água 3 xícaras (chá) de açúcar1 xícara (chá) de açúcar para glaçar 2 xícaras (chá) de águaLavar muito bem as cascas e cortar em tirinhas. Levar ao fogo com a água e deixarcozinhar. Jogar a água fora e lavar as cascas em água corrente. Reservar.CALDA: Em uma panela colocar o açúcar e a água e levar ao fogo para ferver.Quando começar a engrossar, acrescentar as cascas e deixar no fogo até que elasfiquem cozidas. Pode servir gelada com calda ou retirar, escorrer em uma peneira edepois passar no açúcar e deixar secar.74. Cocada500 g. de açúcar 1 kg. de coco fresco ralado1 copo americano de água 1 lata de leite condensado.1 colher de sopa de glucoseLeve ao fogo o açúcar, a água e a glucose. Não mexa até dar ponto de calda grossa.Colocar o coco e mexer até a calda secar. Junte o leite condensado mexendo atésoltar da panela. Coloque no mármore e bata até esfriar. Modele as cocadas com duascolheres e depois coloque-as em forminhas de papel.75. Cocada Simples1 lata de leite moça 1 pacote de coco2 latas de açúcarMisture tudo e leve ao fogo baixo até desprender da panela mexendo sempre. Na pia(mármore) deixe esfriar, e corte.76. Cocada de Maracujá1 kg de coco ralado fresco 4 copos (tipo americano) de água2 copos (tipo americano) de polpa de 1,400 kg de açúcarmaracujá (4 maracujás)No liquidificador bata a polpa de maracujá com a água, passe pela peneira. Numapanela leve ao fogo o coco ralado, o maracujá batido com a água e o açúcar. Deixeapurar por 1 hora aproximadamente, mexendo sempre para não grudar, até soltar dofundo da panela. Despeje sobre uma pedra de mármore e deixe esfriar. Corte ascocadas.COMPOTASAs compotas são doces preparados com frutas ou legumes inteiros, em calda rala. Éuma forma de conservar as frutas de estação para consumi-las o ano inteiro. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 27
  • 28. FESTAS JUNINASAs compotas se conservam por muitos meses quando acondicionadas em vidrosesterilizados e bem tampados e guardadas em geladeira; ou preparadas diretamenteem recipientes próprios para compotas, encontrados nas casas especializadas emutensílios domésticos, cozidas em banho-maria hermeticamente fechadas.O preparo nesses recipientes é feito da seguinte maneira. Coloque a fruta descascadae cortada, preenchendo 3/4 do vidro. Coloque cravo e canela em rama se desejar.Complete com açúcar cristal. Leve ao fogo em banho-maria: coloque os vidros emáguia fria e deixe ferver até o açúcar estar totalmente dissolvido formando uma caldarala. Deixe esfriar na água.Esse tipo de cozimento cria vácuo dentro do recipiente e as compotas podem serguardadas assim por muitos meses. Depois de aberto, o doce deve ser conservado emgeladeira.Outra forma prática de preparar compotas é em panela de pressão. Coloque a frutadescascada e cortada em camadas, cobrindo cada camada com açúcar. Feche apanela, espere sair o vapor e cozinhe por 20 minutos. Deixe esfriar na própria panelasem abrir. Se desejar uma calda mais consistente, após abrir a panela, retire as frutascom cuidado, deixe a calda engrossar em fogo lento até atingir o ponto desejado,coloque novamente as frutas e deixe dar uma fervura. Deixe esfriar novamente antesde acondicionar em vidros.As compotas também são o primeiro passo para as frutas cristalizadas. Depois depronta, escorrer a calda, passar os pedaços de fruta em açúcar cristal e deixar secar.77. Compota de Figos VerdesFamília Cannabrava (Araras-SP)1 quilo de figos 3 pedrinhas de sal grosso½ quilo de açúcar água o quanto basteuma colher de cinzaApanha-se figos bem verdes com pézinhos e os fura com espinhos maduros delaranjeira até que fiquem bem trespassados. Põe-se em água fria, em um pano umacolher de cinza e três pedrinhas de sal. Leva-se ao fogo até abrir fervura. Tira-se epõe-se em outra vasilha e deixa-se esfriar cobre-se com um pano. Estando quase frio,espreme-se um a um para sair toda a água.Depois de bem espremidos, põe-se em outra água e vai ao fogo de novo, deixa-seferver até que fiquem bem macios, notando-se que desta vez não irá o pano com cinzae sal. Procede-se em tudo como na primeira fervura e põe-se na calda branda para osferver mais, mas não deve engrossar.No dia seguinte vai o doce em outra calda branda para ferver. Estando bem passados,pode-se engrossar bem a calda e tomar o ponto de espelho. Junta-se paus de canelae alguns cravos, sempre com o doce fervendo. Põe-se em outra vasilha e cobre-secom um pano. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 28
  • 29. FESTAS JUNINAS78. Compota de Frutas1 quilo de frutas descascadas 1 xícara de água½ quilo de açúcar cravo e canela em ramaEsta receita pode ser preparada com maçã, goiaba, pêssego ou pera. As frutas podemser usadas inteiras e descascadas – caso do pêssego, em metades – como a goiaba –ou em pedaços como a pêra e a maçã.Faça uma calda rala com o açúcar e a água. Coloque as frutas, o cravo e a canela edeixe ferver até que comecem a ficar transparentes.Deixe esfriar na própria panela e acondicione em vidros79. Compota de Mamão Verde1 mamão grande cortado em tiras agulha grossa e linha branca½ quilo de açúcar cravo e canela em rama1 xícara de águaPara preparar o mamão, faça pequenos cortes na casca para sair o leite. Lave bem,descasque, corte pela metade, retirando os caroços, e corte a polpa em lâminas finascom uma faca afiada ou descascador de batatas.Afervente as tiras de mamão em um pouco de água para amolecer. Enrole cada tira, evá passando a linha pelos rolinhos formando um colar.Prepare uma calda rala com o açúcar e a água. Coloque o cravo e a canela e osrolinhos de mamão e deixe ferver até que fiquem transparentes. Escorra a calda e tireos rolinhos da linha. Coloque os rolinhos de mamão num vidro e despeja a calda porcima.80. Compota de Mamão Verde1 kg de mamão, verde 1 colher (café) de bicarbonato de sódio1 ½ kg de açúcar 10 ml de corante verde, líquido2 xícaras (chá) de águaDescasque o mamão e corte ao meio. Retire as sementes. Apóie a metade do mamãonuma tábua e corte fatias bem finas, no sentido do comprimento, com uma faca afiada.Leve uma panela com água para ferver e acrescente o bicarbonato. Coloque as tirasde mamão e deixe cozinhar por 1 minuto. Escorra o mamão e despreze a água.Acrescente o açúcar e a água (2 xícaras) na panela e leve ao fogo alto para ferver por3 minutos. Coloque as tiras na calda e acrescente o corante. Deixe cozinhar por mais 1minuto e desligue o fogo.Espere a calda esfriar e coloque em vidros de conserva e deixe descansar por 12horas ou até que as tiras fiquem verdes. Uma outra forma de apresentar este doce, éenrolar cada fita de mamão, colocar na compoteira e cobrir com a calda. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 29
  • 30. FESTAS JUNINAS81. Creme de Morangomarcus vinicius montassier500 gr de morango 500 gr de ricota6 colher(es) (sopa) de açúcar 1 lata(s) de creme de leite2 xícara(s) (chá) de leite quanto baste de essência de morangoEm uma panela, coloque os morangos e o açúcar. Ferva por alguns minutos, coloqueno liquidificador os morangos e os outros ingredientes e bata bem. Leve à geladeira,sirva bem gelado.82. Curau10 espigas médias de milho verde 1 pitada de sal2 litros de leite integral canela em pó3 xícaras de chá de açúcarDepois de limpas e lavadas, rale as espigas em um ralador comum de cozinha. Passeuma colher pelos sabugos para extrair mais sumo e misture-o ao milho ralado.Coloque o milho em uma tigela grande e misture 1 litro de leite. Coe a massa em umpano, apertando bem. Aos poucos, adicione o outro litro de leite à massa que estádentro do pano, apertando-o para tirar mais caldo. Continue adicionando leite eapertando o pano enquanto o caldo coado sair muito amarelo.Despeje o caldo de milho em uma panela grande e acrescente o açúcar e o sal.Cozinhe por 45 minutos, mexendo sempre. Prove para testar o cozimento. Vocêtambém pode saber se está bem cozido pelo cheiro forte de milho. Despeje emrecipientes pequenos; polvilhe com a canela, se quiser. Pode ser servido quente, frioou gelado.83. Doce de Abóbora3 kg de abóbora madura 10 cravos da índia1 e ½ kg de açúcar 3 paus de canela500 g de coco fresco ralado (opcional)Descasque a abóbora e pique-a em pedaços pequenos. Lave bem e ponha numapanela junto com o açúcar. Leve ao fogo baixo para cozinhar. Mexa de vez em quandopara não grudar na panela.Quando a abóbora estiver desfeita junte os cravos da índia, os paus de canela e ococo ralado. Mantenha no fogo até secar e aparecer o fundo da panela – cerca de 15minutos. Quando o doce estiver no ponto retire-o do fogo, espere esfriar e sirva.Dica: Para causar um efeito impressionante, coloque-o dentro de uma moranga quedeve estar limpa da seguinte maneira: recorte uma tampa da moranga, retire todas assementes da parte interna, lave com água e seque com um pano. Coloque dentro delao doce já frio. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 30
  • 31. FESTAS JUNINAS84. Doce de Casca de Banana5 xícaras (chá) de cascas de banana nanica bem lavadas e picadas2 1/2 xícaras (chá) de açúcarCozinhe as cascas, em pouca água, até amolecerem. Retire do fogo e escorra. Bataas cascas com um pouco de água no liquidificador e passe por peneira grossa. Junte oaçúcar e leve novamente ao fogo, mexendo sempre, até desprender do fundo dapanela.Se desejar fazer docinho de enrolar, basta acrescentar, após passar por peneiragrossa, 2 colheres (sopa) de farinha de trigo e levar ao fogo, mexendo sempre, atédesprender do fundo da panela. Deixe esfriar um pouco e acrescente 1 colher (sopa)de margarina, misturando bem. Deixe esfriar, enrole e passe por açúcar cristal.85. Doce de Banana com CremeRosaura Fraga½ xícara de açúcar 1 colher de sopa de manteiga5 colheres de água 1 colher de sopa de açúcar de baunilha5 bananas caturra em rodelinhas finas Cobertura:Creme: 1 xícara de açúcar5 colheres de sopa de amido de milho 2 claras4 xícaras de leite 2 colheres (sopa) de suco de limão1 lata de leite condensado 1 colher (sopa) de raspas de limão2 gemasEm uma panela, coloque o açúcar, 1 colher (sopa) de água e leve ao fogo baixo atécaramelar. Junte o restante da água e deixe ferver até dissolver. Acrescente asbananas e cozinhe por cerca de 1 minuto. Despeje em um refratário médio (19 x 31cm) e reserve.Creme: em uma panela, dissolva o amido de milho no leite. Junte o leite condensado,as gemas e leve ao fogo médio, mexendo sempre até engrossar. Retire do fogo, juntea manteiga, a baunilha e misture bem. Coloque o creme sobre o doce de bananas ereserve.Pré-aqueça o forno em temperatura alta.Cobertura: em uma tigela, misture as claras com o açúcar e aqueça em banho-mariaaté amornar. Coloque na batedeira junto com as cascas de limão e o suco, bata emponto de merengue firme.Leve ao forno por cerca de 5 minutos ou até o suspiro dourar levemente. Deixe esfriare sirva em seguida.86. Doce de Batata Doce2kg de batata doce Leite de 1 côcoAçúcar õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 31
  • 32. FESTAS JUNINASCozinhe, descasque e passe as batatas pelo espremedor. Meça as xícaras de massade batata para juntar a mesma quantidade de açúcar. Misture e leve ao fogo, mexendoaté começar a largar da panela; acrescente o leite de côco e mexa até dar o ponto devirar a panela e o doce se desprender completamente. Ponha em compoteira.87. Doce de Batata Doce1 kg de batata-doce 1 1/2 xícara de água (360 ml)5 cravos 2 xícaras de açúcar (360 g)Lave as batatas-doces, coloque-as numa panela grande, cubra com água e cozinheaté ficarem macias porém firmes (aproximadamente 45 minutos). Para saber se estãono ponto, espete-as de vez em quando com um garfo. Escorra e espere esfriar.Descasque as batatas, corte-as em cubos de 2 cm e reserve.Numa panela média, leve ao fogo médio os cravos, a água e o açúcar mexendo atédissolvê-lo. Cozinhe, sem mexer, até ferver e formar uma calda grossa (para testar oponto, retire um pouco da calda com uma colher de pau: ela deverá escorrer como umfio grosso). Junte a batata e ferva por 5 minutos. Retire do fogo e espere esfriar.Sirva em temperatura ambiente ou mantenha na geladeira em recipiente tampado atéo momento de servir.88. Doce de Batata Roxa400 g de batata, roxa 1 ¾ xícara (chá) de água, do cozimento3 xícaras (chá) de açúcarDescasque as batatas e corte em rodelas (1 cm). Corte as rodelas em tiras (1 cm) e astiras em cubos (1 cm). Coloque as batatas numa panela média e cubra com água.Leve ao fogo alto e espere ferver. Cozinhe por 8 minutos.Escorra e reserve a água. Retire 1 ¾ (xícara) da água, como pedido e coloque numapanela. Despreze o restante da água.Acrescente o açúcar e mexa bem com uma colher para dissolver. Junte as batatasnovamente e leve ao fogo baixo por mais 10 minutos ou até que as batatas fiquemcozidas e o líquido em ponto de calda. Retire o doce do fogo e coloque num recipientecom tampa e mantenha em local seco e arejado.89. Doce de Chuchu8 chuchus ralados com a casca 5 cravos da índia700g de açúcar 2 canelas em ramaPrepare uma calda com açúcar, cravos da índia, canela em rama, 1/2 litro de água.Coloque então o chuchu ralado e deixe cozinhar (não cozinhe demais). Se a calda ficarmuito rala, deixe encorpar antes de colocar o chuchu. Se quiser, junte as cascas deduas maças para dar sabor. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 32
  • 33. FESTAS JUNINAS90. Doce de Leite4 xícaras (chá) de leite filme-plástico, o quanto baste2 xícaras (chá) de açúcarColoque o leite e o açúcar numa panela e leve ao fogo baixo, sempre mexendo comuma colher de pau, até o açúcar dissolver (cerca de 10 minutos).Cozinhe, mexendo freqüentemente para o leite não ferver, por mais 1 hora ou até ocreme engrossar e adquirir uma cor de caramelo-claro. Se necessário, deixe por maistempo para atingir o ponto certo. Retire e deixe esfriar. Cubra com filme plástico eguarde na geladeira por no máximo 10 dias.91. Doce de Casca de Mamãocascas de 6 mamões maduros, bem lavadas3 1 1/2 xícaras (chá) de açúcarDeixe de molho na água as cascas dos mamões de um dia para o outro. Pique-as,coloque-as numa panela e dê três fervuras, acrescentando as cascas sempre quandolevantar fervuras. Troque a água a cada fervura. Na quarta fervura, deixe esfriar, batano liquidificador, adicionando 1 xícara (chá) de água e passe por peneira. Leve ao fogocom açúcar até dar ponto (quando desprender do fundo da panela).92. Doce de Casca de Maracujacascas bem lavadas de 6 maracujás 3 xícaras (chá) de águafirmes 1 xícara (chá) de suco de maracujá2 xícaras (chá) de açúcar 2 pauzinhos de canelaCorte os maracujás ao meio, retire a polpa e descasque, deixando toda a parte branca.Depois de lavadas, cubra as cascas com água e deixe de molho de um dia para outro.Escorra e coloque numa panela. Junte o açúcar, a água, o suco de maracujá e acanela. Leve ao fogo e cozinhe tudo até que se forme uma calda meio grossa93. Doce de Casca de Melão1 kg de cascas de melão canela em pau1 kg de açúcar 2 xícaras (chá) de águasuco de limãoLave as cascas do melão com a parte branca. Enxugue e corte em tiras finas. Leve aofogo o açúcar, a canela em pau e água. Quando estiver em ponto de fio, misture ascascas de melão picadas. Deixe ferver até ficarem transparentes. Retire do fogo emisture o suco de limão. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 33
  • 34. FESTAS JUNINAS94. Doce de Melancia01 kg de melancia (parte branca);01 kg de açúcar;1 litro de água.Corte em quadradinhos a parte branca da melancia (entrecasca). Colocar paracozinhar. Depois escorrer e reservar. Fazer a calda (não muito grossa). Quando estiverquase no ponto, acrescentar os pedaços de melancia. Mexer bem até dar o ponto, nãomuito grossa. Se quiser realçar o sabor acrescentar cravinho, canela, erva-doce,castanha ou coco.95. Docinhos de AbóboraJOELMA PASQUALLI200 gr de abóbora moranga ralada(s) quanto baste de óleo de soja1 xícara(s) (chá) de açúcar 1 colher(es) (chá) de margarinaColoque todos os ingredientes em uma panela. Leve ao fogo mexendo até desprenderdo fundo da mesma. Desligue o fogo e deixe amornar.Unte as mãos com margarina ou manteiga. Faça bolinhas com a massa morna epasse-as no açúcar depois de prontas. Enfeite com cravos ou como preferir.96. Docinhos de Batata DoceJOELMA PASQUALLI1 kg de batata - doce em cubos 1 xícara(s) (chá) de leitepequenos quanto baste de canela-da-china em pó0,65 xícara(s) (chá) de açúcar União 2 unidade(s) de cravo-da-índiaColoque em uma panela, na ordem, os 2 cravos, a batata, o açúcar e polvilhe com acanela em pó. Cozinhe, com a panela destampada, por aproximadamente 15 minutos.Dica - O leite com o açúcar tem que ficar cremoso. Se secar, coloque mais leite.97. Docinhos Beijinho1 lata de leite condensado 2 xícaras (chá) de açúcar, cristal½ medida (lata) de leite cravo-da-índia, o quanto baste2 gemas, de ovo 40 forminhas de brigadeiro50 g de coco, raladoColoque o leite condensado, o leite, as gemas e o coco numa panela e leve ao fogobaixo, mexendo bem. Depois de ferver, cozinhe por mais 15 minutos ou até aparecer ofundo da panela, sem parar de mexer. Retire do fogo e coloque num prato para esfriar.Coloque o açúcar cristal num prato fundo e deixe ao lado do prato com a massa. Comajuda de 1 colher de chá, faça bolinhas de 2,5 cm com a massa e coloque no pratocom o açúcar. Envolva as bolinhas no açúcar e coloque, em seguida, nas forminhas.Espete um cravo no centro de cada bolinha. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 34
  • 35. FESTAS JUNINAS98. Docinhos Bem-Casados6 ovos em pó6 colheres de açúcar manteiga ou margarina para untar250 gramas de maizena ou fécula de açúcar de confeiteirobatata qualquer geléia ou doce de leite para1 colher das de sobremesa de fermento rechearBata as claras em neve, junte as gemas e continue batendo. Adicione o açúcar e batabem. Junte a maizena (ou fécula) e o fermento só misturando. Pingue em assadeirauntada e leve ao forno brando para assar, sem deixar dourar.Retire da assadeira, una dois a dois com a geléia ou doce de leite e passe em açúcarde confeiteiro. Embrulhe em papel crepon e amarre com uma fitinha branca.99. Docinhos de Cajuzinho de Amendoim4 claras em neve 1/2 kg de amendoim torrado e moído;Açúcar; Chocolate em pó.Misture todos os ingredientes e adoce a gosto. Condense e faça os docinhos em formade caju. Passe no açúcar e enfeite com a metade de um amendoim. Coloque emforminhas.100. Docinhos Olho de Sogra1 quilo de ameixas prestas 4 gemas½ quilo de açúcar açúcar de confeiteiro½ coco ralado canela em ramaFaça uma calda em ponto de fio com o açúcar e a água. Tire do fogo e deixe amornar.Misture as gemas com o coco e misture à calda, levando novamente ao fogo apurandoaté soltar do fundo da panela.Dê uma fervura nas ameixas para amaciar, abra-as de um lado e tire os caroços comcuidado. Recheie com a cocada e passe em açúcar de confeiteiro. Coloque emforminhas de papel para servir101. Docinhos do PedrinhoRosa Marya Colin1 xícara (chá) de leite em pó 12 bolachas maisena moídasMeia xícara (chá) de pasta de 1/2 xícara (chá) de melamendoim Chocolate granuladoEm uma tigela, misture o leite em pó com a pasta de amendoim, a bolacha moída e omel. Depois faça bolinhas e passe no chocolate granulado. Coloque em forminhas depapel. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 35
  • 36. FESTAS JUNINAS102. Filhoses2 envelopes de fermento biológico seco 100ml de azeiteou 1 tablete de fermento fresco 1 pitada de sal2 colheres de sopa de açúcar 1/2 xícara de chá de leite100ml de água morna 1 xícara de chá de farinha de trigo para500g de farinha de trigo amassar5 ovosNuma vasilha coloque a metade do fermento com o açúcar e misture. Acrescente águamorna, junte o restante do fermento e desmanche com as mãos. Deixe crescer por 10minutos. Em outra vasilha coloque a farinha e vá adicionando os ovos, um a um.Acrescente azeite, sal e o leite. Derrame a mistura de fermento e vá juntando orestante da farinha. Quando você sentir que a massa incorporou toda farinha, retire davasilha e coloque sobre uma superfície. Trabalhe a massa por 30 min usando a farinharestante para amassar até que fique lisa e elástica.Coloque-a numa tigela e pegue pedaços da massa com as mãos equivalente a 1colher de sopa. Faça uma bola e abra de modo que o centro fique fino e as bordasgrossas. Repita até terminar a massa. Numa panela de fundo grosso esquente o óleoe frite os filhoses, um por um, até deixá-los dourados. Escorra-os num papel toalha.Misture açúcar e canela e polvilhe. Sirva-os com mel acompanhado de Vinho do Porto.103. Fondue de Chocolate400g de chocolate ao leite em barra 1 cálice de licor de Amarula100g de chocolate meio-amargo frutas picadas ( banana, morango, kiwi )1 lata de creme de leite light marshmallowDerreta no microondas o chocolate, colocando num recepiente de vidro, próprio paramicroondas. Deixe em potência alta por 1 minuto, retire e veja se dá para mexer ochocolate até ficar bem derretido. Caso não dê, leve ao microondas por mais 30segundos, vá repetindo o procedimento até que o chocolete derreta.Leve ao fogo médio (do fogão) o chocolate e misture o licor e o creme de leite. Mexaaté ficar com uma consistência cremosa. O importante é mexer sempre para nãoempelotar.Quando estiver pronto é só levar para o richaud e servir-se, espetando as frutas,marshmallow e molhando na mistura.Dica: Caso você não seja muito chegado em doce, pode inverter a quantidade dechocolate ao leite com meio-amargo.104. Fudge de Chocolate com PistacheAdriana Cymes250g de pistache sem casca e sem sal 1 lata de leite condensado300g de chocolate (70% cacau) õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 36
  • 37. FESTAS JUNINASTorre o pistache no forno convencional a 180 graus por cerca de 30 minutos. Derreta ochocolate em banho-maria, sem deixar o vapor da água entrar em contato com ochocolate. Misture o leite condensado, o chocolate e o pistache e coloque em umafôrma de baguete – tipo a de bolo inglês, só que menor e mais fina –, forrada compapel manteiga. Uma opção é usar a forma tradicional (25cm X 20cm), também forradacom papel manteiga. Espere de um dia para o outro em temperatura ambiente paracortar.Obs.: se o dia estiver muito quente, coloque na geladeira antes do corte.GELÉIASCom bolachas e torradas no café da manhã ou acompanhando o chá da tarde. Comorecheio de bolos e rocamboles. Como cobertura de tortas. As geléias de fruta têmmuitos usos na culinária. Seu preparo é simples: fruta e açúcar.O que dá o ponto às geléias é a pectina substância que todas as frutas contêm, emmaior ou menor quantidade e que determina a quantidade de açúcar que deve serutilizada e o tempo de apuração.Para saber se a geléia já está no ponto, coloque um pouco sobre um prato, espereesfriar. Estará no ponto se a geléia não espalhar.É bom aproveitar a temporada de cada fruta e preparar geléias para o ano inteiro. Paraconservar bem, acondicione em vidros esterilizados com água fervendo e bemtampados. Depois de abertos, guarde na geladeira. Se for guardar fora da geladeira, épreciso utilizar vidros próprios para conservas.Depois de bem fechados, coloque os vidros em água fria, leve ao fogo e ferva por meiahora. Deixe esfriar na água. Podemos também preparar geléias com as cascas ecaroços que tiramos das frutas para fazer compota: pêssego, goiaba, maçãs, pêras,etc. Ficam ótimas!105. Geléia de Amora1 quilo de amoras ½ quilo de açúcarBata as amoras no liquidificador com pouca água e coe em coador fino. Misture oaçúcar e leve ao fogo, mexendo sem parar até ficar no ponto. Deixe esfriar na panela eacondicione em vidros.106. Geléia de Casca de Banana1 kg de casca de banana 1 colher (sopa) de caldo de limão1 kg de açúcar 1 xícara (chá) de águaLevar para cozinhar as cascas com água e quando amolecer, bater no liquidificador.Depois, colocar em uma panela, acrescentar o açúcar e o limão e voltar ao fogo paracozinhar, mexendo de vez em quando, no início, e depois mexer sempre até soltar dofundo da panela. Retirar da panela e deixar esfriar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 37
  • 38. FESTAS JUNINAS107. Geléia de GoiabaCristina S.Rockert2 kg de goiaba 2 colher(es) (sopa) de suco de limão500 gr de açúcar cristal 1/2 xícara(s) (chá) de águaCorte as goiabas ao meio e retire as sementes com muito cuidado, usando uma colherde sobremesa. Tire a casca e pique a polpa em cubinhos. Bata no liquidificador com oaçúcar, o limão e 1/2 xícara de água. Despeje essa mistura em uma panela e leve aofogo médio por 40 minutos. Mexa até aparecer o fundo da panela. Deixe esfriar ecoloque em compoteira ou pote de vidro.108. Geléia de Jabuticabas1 quilo de jabuticabas ¾ de quilo de açúcar1 copo de águaFerva as jabuticabas na água durante 15 minutos. Bata no liquidificador e coe, oupasse em peneira grossa. Acrescente o açúcar e leve ao fogo brando, mexendo semparar até ficar no ponto. Deixe esfriar na panela e acondicione em vidros109. Geléia de Laranja Cravo ou Tangerina20 tangerinas ou laranjas cravo grandes 1 quilo de açúcarDescasque as tangerinas e tire os caroços. Junte aos gomos as cascas de duas frutasmoídas ou raladas. Leve ao fogo com pouca água e deixe ferver durante 15 minutos,amassando de vez em quando a massa com uma colher de pau.Retire do fogo e passe a massa numa peneira ou coador grosso. Acrescente o açúcare leve ao fogo, mexendo sem parar até ficar no ponto. Deixe esfriar na panela eacondicione em vidros.110. Geléia de Casca de Mamão1 mamão médio açúcar e águaO mamão deve ser bem lavado e descascado. Colocar as cascas numa panela comágua suficiente para cobri-las e levar ao fogo deixando cozinhar bem. Quandoestiverem desmanchando, retirar do fogo e passar na peneira. Medir a massaresultante e colocar a metade da medida de açúcar, levando ao fogo novamente atéque se obtenha consistência gelatinosa.111. Geléia de Casca de Melãocasca de 1 melão médio 2 cravos inteiroságua açúcar1 pauzinho de canela õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 38
  • 39. FESTAS JUNINASLave e corte em pedaços a casca do melão (casca externa e branca) e leve paracozinhar com água que as cubra inteiramente. Cozinhe até se desfazer a parte branca.Coe em pano limpo, fino, espremendo bem para tirar todo o suco. Para cada copo desuco obtido, junte 1 copo de açúcar, acrescente a canela e os cravos e levenovamente ao fogo para ferver até tomar ponto de geléia.112. Geléia de Casca de Semente de Marmelo1 kg de marmelo açúcarLimpar os marmelos esfregando-os com um pano lavá-los e cortá-los em 4 pedaçossem tirar a casca. Retire os centros e reserve-os. Cozinhar em uma panela os frutosaté estarem macios, de 30 a 40 minutos, com pouca água (só cobrir os frutos). Reporse necessário. Deixar tudo sobre uma peneira e deixar escorrer sem amassar. Medir ocaldo, separar e colocar a mesma medida de açúcar, misturar, levar ao fogo até tirar aespuma. Deixe ferver lentamente até pegar o ponto de geléia.113. Geléia de Morangos1 quilo de morangos suco de 1 limão½ quilo de açúcarEsta é uma das geléias mais apreciadas. Para que fique bem saborosa, use sempremorangos bem maduros.Lave bem os morangos e deixe-os de molho na água limpa por meia hora. Escorra,corte em fatias e misture bem com o açúcar, deixando descansar por duas horas.Acrescente o suco de limão e leve ao fogo brando, mexendo sem parar até ficar noponto. Retire com uma escumadeira a espuma que vai se formando durante o início docozimento. Deixe esfriar na panela e acondicione em vidros.114. Geléia de Pêssegos2 quilos de pêssegos cravo e canela1 quilo de açúcarEsta receita fica melhor se preparada com pêssegos não muito maduros. Pode-setambém aproveitar as cascas que sobraram na preparação da compota. Se estiverusando só as cascas para fazer a geléia, bata-as no liquidificador com um pouco deágua, junte o açúcar e leve ao fogo brando para apurar.Ponha os pêssegos para cozinhar em pouca água até amolecer bem. Retire oscaroços, misture a massa de pêssegos ao açúcar. Coloque o cravo e a canela e leveao fogo brando mexendo sem parar até ficar no ponto. Deixe esfriar na panela eacondicione em vidros õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 39
  • 40. FESTAS JUNINAS115. Geléia de Uva500g de uva niágara rosada 1 ½ copo de água300g de açúcar (aproximadamente)Lave as uvas e coloque-as numa panela com pouca água. Leve ao fogo para ferverpor uns 10 minutos. Amasse tudo e passe por peneira. Para cada xícara de caldoobtido, junte 150g (aproximadamente 1 xícara) de açúcar. Leve novamente ao fogopara dar ponto, isso é, deixe ferver por uns 20 minutos e retire um pouco numa colher.Deixe esfriar e pingue num copo de água. Se não misturar com a água, significa que jáestá no ponto.116. Iogurte CaseiroJoão Carlos da Silva1 litro de leite morno 1 colher (sopa) de iogurte natural3 colheres (sopa) de leite em póBata no liquidificador: o leite morno, o leite em pó e o iogurte por aproximadamente 4minutos. Coloque em uma vasilha plástica, com tampa, em local livre de correntes dear (pode ser na estufa do forno), por 8 horas. Adoce a gosto e sirva gelado.117. Kifle – Enroladinho HúngaroDna Rosalia Anna Balogh Fejes1 copo (americano) de leite morno 1 kg de farinha50 g de fermento 1 ovo1 colher de açúcar 500 g de gordura vegetal ou margarina1 pitada de sal 1 pacote de goiabadaAmornar o leite e nele dissolver o fermento. Colocar todos os ingredientes em umatigela grande e amassar bem. Deixar a massa crescendo por uma hora ou mais. Abrircom o rolo e cortar com um copo. Coloca-se um pedaço de goiabada, enrola-se epincela com ovo batido.e leva-se ao forno. Quando pronto passar em açúcar vanile ouaçúcar misturado com algumas gotas de baunilha.118. Maçã do Amor3 xícaras (chá) de açúcar 2 colheres (chá) de corante vermelho,1 xícara (chá) de água em pó1 colher (chá) de cremor tártaro 6 maçãs grandes e bem vermelhas(opcional) 6 palitos para picoléLave e seque bem as maçãs. Coloque numa panela a água, o açúcar, o cremor tártaroe o corante. Leve ao fogo baixo e quando ferver, conte 15 minutos.Enquanto isso, corte a base das maçãs para que fiquem de pé depois de carameladas.Para verificar o ponto da calda, mexa com uma colher de pau e levante: a calda devecair formando um fio grosso. Retire do fogo. Espete um palito, em cada maçã, no lugardo cabinho. Mergulhe na calda, levante e gire a maçã para que toda a superfície fiquecoberta. Faça isso três vezes com cada maçã. Se a calda endurecer, esquente um õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 40
  • 41. FESTAS JUNINASpouquinho. Coloque cada maçã numa bandeja forrada com papel manteiga. Espereesfriar e sirva a seguir.119. Maria-Mole3 claras, de ovo ¼ xícara (chá) de água150 g de açúcar 1 xícara (chá) de coco, ralado15 g de gelatina em pó, sem sabor papel filme, o quanto basteColoque as claras e o açúcar numa panela pequena e leve ao fogo baixo, mexendosempre, por 2 minutos.Coloque as claras numa tigela e bata na batedeira em velocidade alta por 5 minutos.Junte a gelatina em pó e a água. Deixe hidratar por 3 minutos e leve ao fogo, mexendosempre, por 2 minutos.Adicione a gelatina hidratada às claras, aos poucos, batendo sempre. Deixe bater pormais 5 minutos e retire da batedeira.Molhe, levemente, uma forma retangular. Com a ajuda de uma colher, espalhe ocreme sobre a forma molhada. Polvilhe com coco ralado, cubra com papel filme e leveà geladeira por no mínimo 4 horas. Retire a forma da geladeira, corte a maria-mole emquadrados e sirva a seguir.120. Maria-Mole de Casca de Abacaxi5 claras 6 folhas de gelatina branca10 colheres de (sopa) açúcar 1 xícara de suco de casca de abacaxiColoque as folhas de gelatina em xícara com água para amolecer. À parte, bata asclaras em neve, acrescente o açúcar aos poucos e deixe bater até formar um suspirofirme. Leve ao fogo o suco de abacaxi para aquecer. Retire as folhas de gelatina paraaquecer. Retire as folhas de gelatina da água e coloque no suco quente, fora do fogo,para a gelatina derreter. Jogue fora a água da gelatina. Com a batedeira ligada, vácolocando a gelatina sobre o suspiro e deixe bater até esfriar e ficar bem firme. Molheuma forma comum ou refratária, coloque a Maria-Mole e leve para gelar. Depois degelada corte em pedaços. Os pedaços podem ser passados em coco ralado.121. Mousse de Maracujá2 caixas de gelatina de maracujá 2 xícaras de leite de vaca2 xícaras de água quente 1 lata de leite condensado1/2 xícara de suco de maracujá 1 lata de creme de leite sem soroPrepare a gelatina com a água quente. Depois é só bater todos os ingredientes noliquidificador e colocar numa travessa para gelar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 41
  • 42. FESTAS JUNINAS122. Merenda de BananaSilvia Cristina Carvalho2 1/2 xícaras de pão de forma passado metade no sentido do comprimento,no liquidificador depois ao meio1/4 de manteiga gelada 1/3 xícara de açúcar3 bananas nanicas, cortadas pela Canela em pó a gostoEm uma tigela misture o pão com a manteiga, faça uma espécie de farofa. Espalhe umpouco dela no fundo de uma forma. Por cima arrume as bananas e depois polvilhe oaçúcar e a canela. Cubra com a farofa restante.Leve ao forno médio, pré-aquecido, por 20 minutos, ou até começar a dourar. Retire doforno e deixe amornar. Sirva com requeijão cremoso.123. Paçoca (Farinha de Mandioca)2 xícaras de amendoim sem a pele 2 xícaras de farinha de mandioca2 xícaras de açúcar refinado torrada1 pitada de salToste o amendoim no forno até que fique fácil de retirar a pele, tendo o cuidado de nãodeixar queimar. Deixe esfriar.Esfregue entre as mãos para retirar a pele. Se for assoprar em lugar aberto, pois fazmuita sujeira. Bata no liquidificador ou processador para moer. Misture com a farinhade mandioca, o açúcar refinado e a tempere com uma pitada de sal. Mexa bem ecoloque em cartuchos feito em papel colorido (tipo dobradura). Dá 25 cartuchinhoscom 1/4 de xícara.124. Paçoca (Farinha de Milho)1/2 kg de amendoim torrado, sem casca 2 xícaras (chá) de açúcar;e sem pele -- 1colher (café) de sal.1 xícara (chá) de farinha de milho;Misture aos poucos todos os ingredientes no liquidificador (ou processador dealimentos). Bata até triturar tudo.Feito isso, bata no liquidificador tudo de novo, também aos poucos para triturar maisainda, até que fique fininho. Depois de fino, coloque em forminhas de paçoca (vocêcompra em lojas de doces) ou em canudos de papel montados por você mesmo.Aperte bem para que fique bem compacto.Nota: É, amendoim tem casca e pele, mas você encontra tudo isso pronto eempacotado no supermercado.125. Paçoca MaizenaAlessandra Fregoneze Cubas1 pacote de amendoim 1 pacote de bolacha maizena moída1 lata de leite condensado õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 42
  • 43. FESTAS JUNINASColocar em um recipiente as bolachas moídas, o amendoim torrado e moído, 3colheres de água e o leite condensado. Mexer bem isto vira uma bolota mesmo, (nãovai ao fogo).Aí arrume esta massa em uma travessa sem untar, e vá pressionando bem com umacolher ou com as mãos mesmo. Leve à geladeira por 10 minutos. Corte emquadradinhos.126. Pamonha12 espigas de milho verde amarelas derretida1 litro de leite 1 colher de sobremesa rasa de canela2 xícaras de chá de açúcar em pó2 colheres de sopa de manteiga 1 pitada de salCorte o milho das espigas com uma faca, até aparecer o sabugo. Bata noliquidificador, junto com o leite. Passe numa peneira e acrescente o açúcar, a manteigaderretida, a canela e a pitada de sal.Despeje o creme em um pirex médio ou num refratário e leve ao forno previamenteaquecido, em banho-maria, a uma temperatura média, por aproximadamente uma horaou até dourar.127. Pamonha de Milho Verde12 espigas médias de milho verde bem ½ lata de leitenovo 1 lata de leite condensado4 colheres (sopa) de açúcarCorte a base das espigas e descasque o milho. Limpe e lave as espigas e as folhas. Rale as espigas bem rente aos sabugos. Bata o milho ralado no liquidificador com o Leite Moça, o açúcar e o leite. Reserve. Afervente rapidamente as folhas do milho em uma panela funda para amolecerem. Separe as menores e desfie formando tiras estreitas. Segure a folha no sentido do comprimento e faça duas dobras sobrepostas. Dobre ao meio, unindo as extremidades abertas. Segure o pacote pelaextremidade e encha-o com o creme de milho, deixando bastante espaço vazio naborda. Feche o pacote, amarrando com a tira reservada.Cozinhe em água fervente, até que a palha amarele e as pamonhas fiquem firmes.Retire da água e escorra. Sirva quente ou fria.Dicas: Para fazer os pacotes é importante que as espigas estejam intactas, totalmenterevestidas pela palha.Se preferir, ao invés de ralar as espigas, corte o milho rente ao sabugo e prossiga coma receita.Para um preparo mais simples, despeje a pamonha em um recipiente refratário médio õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 43
  • 44. FESTAS JUNINASe asse em banho-maria em forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 1 hora ouaté dourar.Os ingredientes da pamonha variam conforme a região do país. Pode-se, por exemplo,acrescentar 1 colher (chá) de canela em pó ao creme da pamonha; ou substituir o leitepor leite de coco; ou, ainda, acrescentar coco fresco ralado.128. Pão Doce RápidoEsta é uma receita bem fácil, para quem está começando na "fabricação" de pãesdoces caseiros.1 xícara das de café de leite 1 ovo inteirocondensado 1 colher das de sobremesa de fermento1 xícara das de café de água morna para pão1 xícara das de café de óleo Farinha de trigo o quanto basteBata no liquidificador os quatro primeiros ingredientes. Passe para uma tigela eacrescente a farinha de trigo, amassando bem.Coloque a massa em uma forma própria para pão, untada e polvilhada com farinha detrigo. Deixe crescer até dobrar de volume. Asse em forno moderado duranteaproximadamente 25 minutosPara variar: Depois de assado, espalhe sobre o pão um glacê frio feito com trêscolheres de leite e açúcar de confeiteiro até obter uma pasta grossa.129. Pão de MelPara a Massa:3 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de bicarbontato de1 xícara (chá) de mel sódio1 xícara (chá) de açúcar 1 colher (chá) de noz moscada1 xícara (chá) de leite 1 colher (chá) de cravo em pó2 colheres (sopa) de manteiga em 1 colher (sopa) de canela em pótemperatura ambiente manteiga e farinha de rosca, o quanto2 ovos baste para untarUnte uma forma redonda ou retangular com a manteiga e a farinha de rosca. Ligue oforno em temperatura média (180 graus).Na tigela grande da batedeira, coloque o açúcar, o mel, a manteiga e os ovos inteiros(sem a casca). Bata muito bem. Acrescente alternadamente o leite e a farinha de trigo,sem parar de bater. Coloque primeiro uma xícara de farinha, em seguida ½ xícara deleite e assim por diante. Depois da última adição, pare de bater. Junte o bicarbonato eas especiarias. Misture delicadamente.Despeje a massa dentro da assadeira untada e leve ao forno pré-aquecido. Asse por15 minutos em temperatura média, abaixe o fogo o máximo que puder e asse por mais20 minutos. Para ter certeza que o bolo está assado, espete um palito. Se sair seco, obolo está pronto. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 44
  • 45. FESTAS JUNINASRetire do forno e passe uma faca de ponta redonda nas laterais da assadeira. Deixeesfriar e desenforme (coloque um prato sobre a assadeira e vire de uma vez). Cubra obolo com a cobertura de chocolate.Para a cobertura200 g / 1 tablete de chocolate meio amargo, picado2 colheres (sopa) de manteigaColoque água numa panela e leve ao fogo alto. Quando ferver abaixe o fogo.Coloque o chocolate picado e a manteiga numa tigela grande. Coloque a tigela sobre apanela com água fervendo para derreter o chocolate em banho-maria - o segredo énão deixar a água encostar na tigela. Mexa bem o chocolate com a manteiga atédissolver completamente, cerca de 4 minutos. Quando o chocolate estiver derretido,desligue o fogo e retire a tigela da panela. Com a ajuda de uma faca de ponta redonda,espalhe o chocolate nas laterais e na superfície do bolo.Se você quiser o pão de mel em quadradinhos, use uma assadeira retangular paraassá-lo. Corte em quadrados e para cobri-los com a cobertura, espete um palito emcada pedaço e mergulhe, um a um, no chocolate derretido. Porém, triplique aquantidade dos ingredientes da cobertura (3 tabletes de chocolate e 6 colheres demanteiga). Para secar, coloque sobre uma grade, ou sobre uma folha de papelmanteiga.130. Pão de RapaduraLuciana LimaMassa: 1 kg de farinha de trigo1 lata de leite condensadomeia lata de óleo Recheio:4 ovos meio quilo de rapadura ralada30g de fermento para pão 1 a 2 colheres (sopa) de canela em póBata no liquidificador o leite condensado, a mesma medida da lata de água, o óleo, osovos e o fermento. Despeje numa tigela e vá juntando, aos poucos, a farinha de trigo.Trabalhe a massa com as mãos até que fique lisa e homogênea.Pouvilhe uma superfície lisa com farinha e trigo e abra a massa com o rolo, dando-lheum formato retangular. Espalhe a rapadura e a canela e enrole. (se quiser fazerpãezinhos, corte a massa em pequenos retângulos, depois recheie e enroleseparadamente.)Passe para uma assadeira untada, cubra com um pano e deixe crescer. Faça algunscortes na superfície do pão e leve ao forno moderado, previamente aquecido. Asse poraproximadamente 25 minutos. Tire do forno e pincele, ainda bem quente, com acobertura escolhida.Sugestões de cobertura: - 1 xícara de leite misturado com 1 xícara de açúcar - Açúcare canela - Açúcar cristal õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 45
  • 46. FESTAS JUNINAS131. Pavê de Milho1 lata de milho verde 1 colher (chá) de manteigacanela em pó para polvilhar 1½ xícara (chá) de leite1 pacote de biscoito champagne 1 lata de leite condensadoBata no liquidificador o Milho Verde, com 1 xícara (chá) de leite. Numa panela, coloquea mistura de milho o leite condensado e a manteiga e leve ao fogo mexendo sempreaté começar a encorpar.Num refratário pequeno, monte o pavê: faça uma camada de biscoitos previamenteembebido no leite restante e por cima despeje uma camada de creme de milho. Repitaa operação, finalizando com o creme de milho. Polvilhe a superfície com a canela empó. Sirva morno ou gelado.Dica: Ao invés do leite, embeba o biscoito em leite de coco.132. Pé-de-Moleque1 prato fundo de amendoim descascado 1 colher de sopa de manteiga3 copos de leite 1 colher de chá de bicarbonato de sódio2 pratos fundos de açúcarLeve os amendoins ao forno médio por cerca de 30 minutos, revirando-os de vez emquando para que torrem por igual. Para retirar-lhes a pele com facilidade, basta colocá-los num pano limpo e esfregar. Reserve os amendoins.Coloque todos os ingredientes, menos os amendoins, em uma panela grande. Em fogobrando, deixe ferver por uma hora e meia, mexendo até formar uma calda grossa.Unte com manteiga ou margarina o mármore da pia. Retire do fogo a calda grossa ebata-a bem com uma colher de pau. Quando começar a açúcarar, acrescente osamendoins, misture e despeje no mármore. Corte em quadrados ou losangos e deixeesfriar antes de separar os pés-de-moleque.133. Pé-de-Moleque Achocolatado500 gramas de amendoim inteiro, com 100 gramas de manteiga da roça;casca 4 colheres (sopa) de chocolate em pó;500 gramas de açúcar refinado; 1 lata de leite condensado.Levar ao fogo o amendoim, o açúcar, a manteiga e o chocolate em pó. Mexer semparar, até derreter totalmente o açúcar.Retirar do fogo, adicionar o leite condensado e voltar para o fogo – o ponto será obtidoquando o doce se soltar da panela.Pingar numa superfície de mármore untada com manteiga, escolhendo o tamanhodesejado do doce. Esperar esfriar e embalar ao seu gosto (se preferir). õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 46
  • 47. FESTAS JUNINAS134. Pé-de-Moleque com Leite CondensadoNoemia Gozo Raimundo1/2 quilo de amendoim cru 1 lata de leite condensado4 xícaras (chá) de açúcarLevar o amendoim misturado com o açúcar ao fogo. Logo que o açúcar derreter,acrescentar o leite condensado, misturando sempre até ficar amarelo.Colocar ainda quente em forma retangular untada com manteiga. Depois de frio cortarem quadradinhos.Dica: Para endurecer, antes de cortar, é melhor deixar por pelo menos 4 horas nageladeira.135. Pé-de-Moleque com Farinha1 prato ou ½ quilo de amendoim ½ prato de farinha de mandiocadescascado 1 pedaço pequeno de gengibre ralado2 rapaduras pequenasColoque os amendoins em uma assadeira e torre-os no forno. Retire-lhes a pelecolocando-os sobre um pano limpo e esfregando. Passe os amendoins na máquina demoer carne ou soque-os com um pilão.Derreta as rapaduras em 3 xícaras de água com o gengibre. Deixe ferver até o pontode bala. Junte o amendoim e a farinha de mandioca e misture.Retire do fogo e bata o doce com uma colher de pau, despejando-o em seguida sobreo mármore da pia untado com manteiga ou margarina. Corte o pé-de-moleque emquadrados ou losangos.136. Pé-de-Moleque de Mandioca e ChocolateLeila Cristiane Sousa5 xicaras de mandioca ralada 200 ml de leite de coco3 1/2 xicaras de açúcar 2 colheres de sopa de chocolate em pó1 xicara de castanha de caju triturada 2 colheres de chá de erva doce moído200 gramas de manteiga 2 colheres de chá de cravo moído5 ovos 1 colher de chá de salMistura-se os ingredientes exceto os ovos. Acrescenta-se depois de bem mexido, osovos batidos como para pão de Ló. Mexe-se bem.Colocar para assar em forno quente, forma de buraco untada e polvilhada. Assaraproximadamente por uma hora.137. PinhãoColoque-os num recipiente com água e deixe ferver. Escorra, coloque água fria e deixecozinhar. Não coloque sal, senão os pinhões endurecem. Depois de quarenta minutos,eles estarão cozidos e abertos. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 47
  • 48. FESTAS JUNINAS138. Pipoca com ChocolateKaio Vieira LaraMilho de pipoca 4 colheres de chocolate em póÓleo de cozinha 1/4 copo de leite2 copos de açúcar 1/2 colher de margarinaEsquente um pouco de óleo e ponha o milho de pipoca, mexa até estourar. Depois defazer a pipoca, reserve em uma bacia bem grande.Para fazer a cobertura utilize uma leiteira, misture o açúcar, o chocolate em pó, amanteiga e o leite. Deixe ferver, mas não pare de mexer, até formar várias bolinhaspequenas sobre a calda, quanto mais tempo fervendo melhor.Jogue a calda sobre a pipoca aos poucos sem parar de mexer, pois a calda secarápido. Mexa até você sentir que a calda secou sobre a pipoca, e que está bastanteaçucarada.139. Pipoca Colorida3 xícaras (chá) de açúcar 6 colheres (café) de corante alimentício1 ½ xícara (chá) de água na cor de sua preferência 5 xícaras (chá) de pipoca já estouradaNuma panela coloque o açúcar, a água e deixe atingir o ponto de fio mole(aproximadamente 20 minutos), coloque o corante. Depois coloque sobre as pipocas,mexendo bem para espalhar bem a calda.140. Pipoca Doce1 xícara (chá) de milho, para pipoca 2 colheres (chá) de corante vermelho,2 colheres (sopa) de manteiga em pó10 colheres (sopa) de açúcarTempo de preparo: 10 min – Rendimento: 4 porções1. Coloque a manteiga, o açúcar e o corante numa pipoqueira, ou numa panela grandee leve ao fogo médio, sempre mexendo, por 4 minutos.2. Acrescente o milho e continue mexendo. Quando começar a estourar, tampe apanela.3. Desligue o fogo quando o intervalo entre os "estouros" for superior a 4 segundos.4. Sirva imediatamente. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 48
  • 49. FESTAS JUNINAS141. Pipoca no Microondas1 lata de leite condensado 1 colher (sopa) de margarina1 xícara de amendoim torrado e 5 xícaras de pipocas estouradastrituradoEm um refratário junte o leite condensado, a margarina e o amendoim. Leve aomicroondas por 5 minutos em potência alta (Tempo calculado em forno de 900 wattsde potência).Retire do forno, misture bem e acrescente as pipocas envolvendo-as no doce.Pegue porções das pipocas e faça bolotas espetando-as em palitos de sorvete.142. Pipoca e Amendoim em Bolinhas1/2 xícara de karo 3/4 de xícara de pasta de amendoim1/4 de xícara de açúcar refinado 8 xícaras de pipoca já estouradaNuma panela, misture o karo e o açúcar refinado. Cozinhe em fogo médio, mexendosempre, até que a misture levante fervura e o açúcar esteja completamente dissolvido.Retire do fogo. Junte a pasta de amendoim e mexa bem. Imediatamente despeje sobrea pipoca numa vasilha grande.Mexa até que toda a pipoca esteja coberta. Unte as mãos com manteiga ou margarinae forme bolinhas do tamanho desejado.143. Pudim de Goiaba com Casca1 goiaba vermelha inteira 4 colheres (sopa) de maisena1 copo de água 6 colheres (sopa) açúcar1 copo de leiteDissolva a maisena num pouco de leite. Bata a goiaba com a água até obter um copode suco. Junte todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo até engrossar,mexendo sempre. Despeje em uma forma para pudim umedecida com água144. Pudim de Casca de Goiaba1 copo de suco de casca de goiaba 2 colheres de sopa de adoçante1 copos de água filtrada 2 colheres de sopa de maisenaFaça um suco com a casca da goiaba, misture a água, o adoçante e a maisena eleve ao fogo mexendo até engrossar. Depois coloque numa forma de pudim eleve a geladeira até endurecer.145. Pudim de Milho Verde1 xícara (chá) de açúcar 2 latas de milho verde4 ovos 2 xícaras (chá) de leite õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 49
  • 50. FESTAS JUNINASAqueça o açúcar em uma fôrma de pudim, até formar um caramelo. Escorra o MilhoVerde e bata no liquidificador com o leite e os ovos, até formar um creme homogêneo.Despeje na fôrma sobre o caramelo e asse em banho-maria em forno médio (180ºC),coberto com papel-alumínio por, aproximadamente, 1 hora. Retire do forno e deixeesfriar antes de desenformar. Sirva gelado.Dica: Para forrar a fôrma de pudim com o caramelo use fogo bem baixo e vá virando afôrma para que o açúcar derreta por igual. Você também pode preparar uma caldausando 1 ½ xícara de chá de açúcar e ½ de água: leve ao fogo baixo e deixe ferver porcerca de 15 minutos, ou até que a calda esteja grossa. Despeje-a na fôrma enquantoquente e forre com ela toda a superfície da fôrma.146. Pudim de Pinhão2 xícaras de pinhão cru 3 xícaras de leite2 1/2 xícaras de açúcar 5 ovos3/4 de xícara de rum 1 colher de margarina1/2 xícara de passasMoa os pinhões no liquidificador. Deixe as passas de molho no rum. Misture, batendobem todos os ingredientes, acrescentando finalmente as passas. Caramele uma formade pudim, despejando a massa. Leve ao forno por aproximadamente uma hora. Assarem banho-maria.147. QuindimJosiane Bitar800 g de coco ralado de costa; 10 ovos inteiros;1 Kg de açúcar (refinado); 1 colher (chá) de baunilha;100g de manteiga; 125 ml de karo rótulo dourado.30 gemas;Misture bem todos os ingredientes e coloque em forminhas untadas com manteiga epolvilhadas com açúcar refinado. Assar em banho-maria.148. Quindim de Liquidificadorclaudia aloves machado20 colheres sopa de açúcar 1 pacote de cem gramas coco ralado6 ovos inteiros 1 colher de sopa de margarina1 pacote de 100g de queijo raladoBata todos os ingredientes no liquidificador por cinco minutos, unte uma forma redondacom margarina e açúcar. Asse em banho Maria até fique dourado por cima. Sirvagelado. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 50
  • 51. FESTAS JUNINAS149. RabanadasFatias de pão amanhecido óleo para fritar1 lata de leite condensado açúcar2 latas de leite comum canela para polvilharovos batidosMisture o leite condensado e o leite, mergulhe as fatias de pão no leite, deixeumedecer bem. Escorra na peneira, passe nos ovos batidos, frite em óleo não muitoquente deixando dourar os dois lados. Passe no papel pardo polvilhe açúcar e canela.150. Rapadurinhas1 litro de leite 1 pitada de bicarbonato de sódio¾ de quilo de açúcarLeve todos os ingredientes ao fogo brando, mexendo sem parar até soltar bem dofundo da panela. Tire do fogo, bata durante alguns minutos e despeje em mármoreuntado. Corte as rapadurinhas ainda mornas151. Rapadurinhas de Chocolate1 copo (americano) de leite 1 colher (sopa) de manteiga;3 colheres (sopa) de chocolate em pó; 1 xícara (chá) de amendoim torrado.3 xícaras (chá) de açúcar;Mistura o leite com o chocolate e bate no liquidificador, acrescente a seguir, o açúcar ebate novamente. Leve ao fogo juntamente com a manteiga e mexe-se até ficar noponto de bola mole.Tira-se do fogo e coloque o amendoim torrado e passado na máquina, e, bate atécomeçar endurecer. Despeja-se no mármore e corta-se em quadradinhos.152. Rapadurinha de Leite com ChocolateRosaura Fraga1 xícara de leite 2 colheres de sopa de manteiga1 kg de açúcar ½ xícara de chocolate em pó1 lata de leite em pó integral (400g)Misture tudo em uma panela e leve ao fogo alto mexendo até dissolver e ferver, váaumentando e baixando o fogo, sempre mexendo por 10 minutos, desligue o fogo emexa de vez em quando durante uns 10 minutos ou até engrossar um pouco (noinverno 5 minutos é o suficiente).Bata a massa com uma colher e coloque em uma forma de lata ou bandeja velha deinox, deixe esfriar cerca de 1 e ½ horas antes de cortar quadradinhos.Dicas: o processo de esfriar é importante para que quando a massa sair da panela nãoesteja muito líquida e esparrame demais e se você quiser eliminar as formas podecolocar a massa sobre mármore ou pia de inox, untada. Rende aproximadamente 2 kgde rapadurinhas de leite, mais de 80 unidades. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 51
  • 52. FESTAS JUNINAS153. Sagu de Leite Condensado1 xícara de sagu 1 lata de leite condensado1 litro de leite 2 clarascanela, cravoDeixar o sagu em água por 3 horas, depois ferver com o leite, cravo, canela por 15minutos, mexendo sempre. Bater as claras com 4 colheres de açúcar. Misturar o leitecondensado com o sagu ainda fervendo, mexendo sempre, por último colocar asclaras.154. Sagu de Groselha com Baunilha1 xícara de sagu Molho:2 xícaras de água para o molho 1 caixinha de pó para pudim de1 l e 400 ml litro de água baunilha1 e ½ xícara de açúcar refinado 4 e ½ xícaras de leite1 xícara de groselha líquida (xarope) ½ xícara de açúcar refinadoDeixe o sagu de molho em 2 xícaras de água cerca de 1 hora, ferva a água restante ,junte o sagu com a água do molho, deixe cozinhar até as bolinhas ficaremtransparentes por fora e com o coração branco, mexa sempre que puder para nãoembolar, adoce com açúcar e groselha, mexa até dissolver o açúcar e desligue o fogo.Deixe esfriar, mexendo de vez em quando para não grudar e sirva com o molho.Para o molho dissolva o pó para pudim no leite e açúcar , leve ao fogo, mexendosempre até engrossar. Deixe esfriar e sirva sobre o sagu. Não congele.155. Sagu com Casca de Abacaxi1 kg de casca de abacaxi 2 xícaras de polpa de abacaxi3 litros de água açúcar500g de saguDeixe o sagu de molho por algumas horas, escorra a água e reserve. Lave as cascasdo abacaxi, leve ao fogo junto com a água e deixe ferver por 30 minutos. Coe ereserve o resíduo. Volte com o suco ao fogo e quando começar a ferver coloque osagu e deixe cozinhar, mexendo sempre com uma colher de pau. Quando o sagu jáestiver cozido, acrescente polpa ou resíduo do abacaxi reservado (2 xícaras) e adocea gosto. Servir gelado.Coloque o açúcar só depois que o sagu estiver cozido para não demorar o cozimento. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 52
  • 53. FESTAS JUNINAS156. Sequilhos de Polvilho6 ovos polvilho doce o quanto baste8 colheres de açúcarBate-se os ovos como para pão de ló (primeiro as claras em neve, depois as gemas).Põe-se o açúcar. Vai se pondo o polvilho peneirado aos poucos, até dar para enrolar.A massa não deve ficar dura. Fazer os biscoitos e assar em forno regular emassadeira untada e polvilhada157. Sorvete de Milho1 lata de milho verde 1 xícara (chá) de creme de leite fresco2 claras de ovo 1 xícara (chá) de leite6 colheres (sopa) de açúcarColoque o Milho Verde escorrido e o leite no copo do liquidificador. Bata até obter umamistura homogênea. Passe pela peneira e reserve. Numa batedeira, bata o creme deleite e 2 colheres de açúcar até obter uma consistência de chantilly. Reserve.Em seguida faça um suspiro: bata as claras com o restante do açúcar até o ponto deneve bem firme. Misture o creme de milho, o chantilly e o suspiro, aos poucos, emmovimentos delicados. Leve ao freezer por 3 a 4 horas, batendo o sorvete a cadahora. Sirva polvilhado de canela.Dica: Bata o sorvete congelado vigorosamente com uma colher de pau, para que osorvete fique cremoso sem cristais de gelo.Variação: Substitua o leite por leite de coco.158. Suspiro5 claras, de ovo papel-manteiga, farinha de trigo e15 colheres (sopa) de açúcar manteiga, o quanto baste para untarraspas de 1 limãoBata as claras numa batedeira até ficarem no ponto neve. Acrescente o açúcar, aospoucos, batendo muito bem a cada adição. Depois de colocar todo o açúcar, junte asraspas de limão e bata por mais 5 minutos.Forre uma assadeira com papel-manteiga e unte o papel com manteiga e farinha detrigo. Com duas colheres de chá, faça bolinhas com o creme e coloque na assadeiradeixando espaço de 1 cm entre cada bolinha.Leve ao forno em temperatura baixíssima, sem estar pré-aquecido, por cerca de 40minutos. Os suspiros devem ficar durinhos e bem branquinhos.159. Tapioca com Coco e Castanha2 xícaras e meia (chá) de polvilho doce meia xícara (chá) de castanha-do-pará1 lata de Beijinho Moça Fiesta picada4 colheres (sopa) de leite õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 53
  • 54. FESTAS JUNINASColoque o polvilho em um recipiente e regue-o aos poucos com 250 ml de água fria,misturando bem e esfregando-o com as mãos até obter uma farinha granulada, solta eumedecida.Leve uma frigideira anti-aderente ao fogo e deixe aquecer. Peneire o polvilhoumedecido sobre a frigideira, cobrindo todos os espaços, formando uma camadauniforme semelhante a uma panqueca. Espere a massa ficar unida e vire-a, deixandofritar do outro lado. Reserve e repita o processo até terminar a massa. Reserve.Em uma tigela, misture o Beijinho Moça Fiesta com o leite e as castanhas. Recheiecada disco de massa, dobre ao meio e sirva a seguir.160. Torrone2 xícaras (chá) de mel -- 1 xícara (chá) de açúcar refinado;5 claras; 1 xícara (chá) de amendoim torrado.Misture o mel, às claras e o açúcar e leve em fogo lento. Mexendo sempre. Quando amistura adquirir ponto de caramelos, junte o amendoim. Em seguida, coloque tudonum tabuleiro e deixe esfriar.161. Torrone de Amendoim3 kg de amendoim torrado 6 colheres (sopa, rasas) de manteiga;450 gramas de mel; 6 colheres (sopa, rasas) de chocolate;3 litros de leite; Pitada de bicarbonato de sódio (para3 kg de açúcar; não azedar).Coloque o leite para ferver e depois adicione a manteiga, o açúcar, o bicarbonato, omel e o chocolate. Deixe ferver durante duas horas para chegar no ponto – quando sepassa a colher na panela e é possível ver o fundo. No final, coloque o amendoim.Desligue o fogo e bata essa mistura até ficar bem pesada. Vire numa superfície depedra untada com manteiga e espere ficar morno. Depois, corte. Parece um pé-de-moleque sofisticado.162. Torta AlemãRafaella Vagetti200 g de manteiga, sem sal leite, o quanto baste, para molhar a1 xícara (chá) de açúcar bolacha1 lata de creme de leite 1 lata de leite condensado, sabor1 pacote de bolacha, maisena chocolate (ou cobertura de sorvete)Coloque a manteiga e o açúcar na batedeira e bata até obter um creme bem fofo eliso. Acrescente o creme de leite e bata rapidamente apenas para misturar. Desligue abatedeira e reserve.Separe um recipiente médio para montar o doce. Acrescente um pouco de leite numprato fundo e molhe rapidamente algumas bolachas maisena no leite. Forre o fundo dorecipiente escolhido com uma camada de bolachas. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 54
  • 55. FESTAS JUNINASAcrescente uma camada do creme reservado sobre as bolachas. Acrescente maisuma camada de bolachas molhadas no leite e repita o procedimento finalizando com abolacha. Cubra a última camada de bolachas com o leite condensado sabor chocolate(comprado pronto ou a cobertura).Leve à geladeira por no mínimo 3 horas ou até que o doce fique bem gelado. Retire odoce da geladeira e sirva a seguir.Você pode substituir o leite condensado de chocolate por cobertura de sorvete saborchocolate, fica ótimo por ser meio amargo quebra um pouco o doce.163. Torta de Casca de Banana12 colheres de (sopa) farinha de trigo 4 ovos batidos10 colheres de (sopa) de açúcar casca de 6 bananas picadinhas1 colher de (sopa) de fermento em póMisture a farinha, o açúcar e o fermento. Unte uma assadeira com bastante margarina.Coloque a metade da massa, uma camada de casca de bananas cortadas e depois, orestante da massa. Bata os ovos e jogue por cima da torta. Leve para assar em fornoaquecido por 20 minutos.164. Torta de LimãoReginaMassa: Suco de 7 limões1 xícara de trigo Raspas de limão1 ovo batido 1/2 pacotinho de gelatina sem sabor1 colher de sopa de açúcar dissolvido em banho-maria1 colher de sopa de fermento em pó100 g margarina Cobertura: 4 claras batidas em neveRecheio: 4 colheres de açúcar2 latas de leite condensadoMassa:Misturar tudo até ficar homogênea, abrir com as mãos em uma forma com fundoremovível, forrar o fundo e as laterais. Assar em forno pré-aquecido. Por uns 20minutos até dourar levemente.Recheio:Misturar todos os ingredientes e colocar na geladeira, enquanto, a massa assa e vocêbate o suspiro.Cobertura:Depois da massa esfriar, colocar o recheio, o suspiro e raspinhas de limão. Colocar noforno rapidamente para dourar um pouco o suspiro, (gratinar). Leve para gelar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 55
  • 56. FESTAS JUNINAS165. Torta de MaçãRosaura FragaMassa: 1 lata de leite condensado100g de manteiga em temperatura 2 colheres de sopa de amido de milhoambiente Gotas de essência de baunilha2 gemas4 colheres (sopa) de açúcar cristal ou Cobertura:refinado 3 maçãs sem casca cortadas em fatias2 xícaras de farinha de trigo finas(aproximadamente) 2 xícaras de água 1 xícara de açúcarCreme: 1 caixa de gelatina de abacaxi500 ml de leiteMassa:Misture a manteiga, as gemas e o açúcar. Junte a farinha aos poucos, até formar umamassa que não grude nas mãos. Forre com a massa uma forma de torta redondauntada levemente com manteiga e fure toda a superfície com um garfo e leve ao fornopré-aquecido em temperatura média / baixa para a massa dourar, aproximadamente15 minutos.Creme:Leve todos os ingredientes ao fogo. Mexendo até engrossar.Cobertura:Numa panela, coloque a água e o açúcar e leve ao fogo. Ao ferver, junte as fatias demaçãs para cozinhar levemente sem deixar desmanchar, apenas uns 2 minutos. Retireas maçãs com uma escumadeira e acrescente a gelatina à água que sobrou napanela, mexendo bem. Deixe esfriar. Leve à geladeira por 10 minutos.Montagem:Coloque o creme frio sobre a massa assada. Decore com a maçã. Espalhe a gelatina.Leve para a geladeira. Sirva gelado.166. Torta Gelada de Chocolate4 ovos 2 xícaras (chá) de farinha de trigo2 xícaras (chá) de leite meia colher (sopa) de fermento em pó100g de manteiga, em temperatura 1 pote de Sorvete de Chocolate (2ambiente litros)2 xícaras (chá) de açúcar 1 lata de Creme de Leite1 xícara (chá) de Chocolate em Pó 1 tablete de Chocolate Meio Amargo,Solúvel picadoBata no liquidificador os ovos com a metade do leite, a manteiga, o açúcar, oChocolate em Pó e a farinha peneirada com o fermento. Despeje esta mistura numaassadeira retangular untada. Leve ao forno médio por cerca de 25 minutos.Forre uma fôrma redonda (25cm de diâmetro) com papel de alumínio. Faça umacamada com metade do bolo esfarelado e umedeça com uma parte do leite restante.Espalhe o sorvete e faça outra camada de bolo esfarelado e umedecido. Cubra e leveao freezer para endurecer. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 56
  • 57. FESTAS JUNINASAqueça o Creme de Leite em banho-maria. Desligue o fogo, junte o Chocolate picadoe mexa até derretê-lo. Desenforne o bolo e cubra-o com o creme de chocolate. Decorecom chocolate em raspas ou granulado e sirva.167. Trança DoceAs roscas ou tranças são as formas mais tradicionais dos pães doces. Recheadasficam uma delícia. Esta é uma receita básica que você pode variar à vontade, dando oformato que preferir. No freezer este pão dura até seis meses. Descongele deixandoalgumas horas à temperatura ambiente.Para a massa uma xícara de frutas cristalizadas30 gramas de fermento fresco picadasuma xícara de açúcar ½ xícara de uvas passa sem sementes100 gr. de manteiga ou margarina ½ xícara de nozes picadas3 ovos Um ovo batido para pincelar1 xícara de leite Glacê feito com uma xícara de açúcar5 xícaras de farinha de trigo de confeiteiro e 3 colheres de leitePara o recheio quente, para cobrir1 ricota amassada4 colheres de açúcarMisture o fermento com duas colheres de açúcar e misture bem. Bata bem noliquidificador o restante do açúcar, a margarina, os ovos e o leite. Junte a mistura aofermento. Vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos amassando bem até que amassa desgrude das mãos. Sove por alguns minutos. Cubra e deixe descansar atédobrar de volumePrepare o recheio misturando todos os ingredientes e dividindo em seis porçõesDivida a massa em duas porções e divida cada uma em três partes. Abra cada parteem forma de retângulo, recheie e enrole como um cordão. Trance os cordões de trêsem três e coloque os dois pães em assadeira untada. Deixe crescer novamente atédobrar de volume. Pincele com o ovo batido e asse em forno moderado poraproximadamente 45 minutos. Coloque o glacê sobre o pão ainda mornoPara variar:1. Substitua a ricota por um creme de gemas2. Substitua as nozes por castanhas do pará ou amêndoas3. Modele o pão em forma de rosca, fazendo apenas dois rolos grandes.Dica: Se for congelar, não coloque o glacê. Se quiser, depois do pão descongelado,coloque-o no forno por 5 minutos e só então espalhe o glacê. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 57
  • 58. FESTAS JUNINAS SALGADOS SALGADOS168. Assado de Queijo Mineiro5 ovos 1 colher de manteiga (não serve6 colheres de trigo, bem cheias margarina)12 colheres de açúcar, bem cheias 20 colheres de queijo Minas, curado,1 l de leite bem cheiasBater tudo exceto o queijo no liquidificador. Despejar o queijo em um recipiente.Untar uma forma de pudim, grande, polvilhar com trigo e colocar o creme. Assar emforno pré-aquecido até que esteja cozido. Pode ser servido como sobremesa ou comoacompanhamento em uma refeição.169. Bolo Pão de QueijoCristiane Soares3 ovos 3 copos de polvilho doce1/2 copo de óleo 1 colher de chá de sal1 copo de leite 1 colher de sopa de fermento em pó200 g de mussarelaBata no liquidificador os ingredientes líquidos incluindo a mussarela. Em uma tigelacoloque o polvilho, sal e fermento. Jogue a mistura batida no liquidificador por cima emexa bem. Unte uma assadeira e coloque a massa. Leve ao forno, até dourar.170. Cachorro Quente7 salsichas 1 lata de molho de tomate7 pães para cachorro quente 1 pitada de oréganoColocar as salsichas em uma panela, cobrir com água e deixar cozinhar até ficaremmacias. Escorrer a água, acrescentar o molho com o orégano e deixar aquecer bem.Partir o pão, colocar a salsicha com um pouco de molho e servir com catchup,mostarda e maionese.Dica: As salsichas também podem ser preparadas assadas sobre a grelha dachurrasqueira – ficam com gosto de acampamento.171. Cachorro Quente RapidinhoRenata Vianna Lacerda300 g salsicha cortada em rodelinhas 2 colheres de sopa de ketchup1 cebola picadas 1 colher de sopa de mostarda2 tomates sem sementes picados Sal a gosto1 pimentão verde pequeno picadoMisture todos os ingredientes. Leve ao fogo numa panela até ferver um pouquinho, osuficiente para começar a murchar os legumes. Não é necessário colocara água.Para fazer no microondas, coloque tudo em um pirex e leve ao microondas por 5 a 7minutos, também, somente para começar a murchar os legumes. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 58
  • 59. FESTAS JUNINASSirva em pãezinhos próprios para cachorro quente acompanhados com batata frita.Dica: Substitua as salsichas por três tripinhas de salsichão assados. Adicione meiocopo de água para ficar um molho farto e, um punhado de orégano. O tempo demicroondas aumenta para 8 minutos.172. Caldinho de Feijão• 2 xícaras de feijão mulatinho • 4 dentes de alho picados• sal • ½ xícara de cebola picada• pimenta-do-reino • 1 paio pequeno• cebolinha e coentro picados • 60 g de bacon• 2 colheres (sopa) de pimentão verde • 2 folhas de louropicado • 8 xícaras de águaColoque o feijão de molho em água fria por 4 horas. Escorra. Retire a pele do paio ecoloque em uma panela de pressão. Acrescente o feijão e as folhas de louro. Cubracom a água, tampe a panela e leve ao fogo para cozinhar por cerca de 35 minutos.Deixe esfriar na panela. Retire o paio e corte em fatias finas. Reserve.Pique o bacon e coloque em uma panela com o azeite de oliva, leve ao fogo baixopara que o bacon libere sua gordura. Quando a gordura estiver bem quente adicione acebola, o alho e o pimentão picado. Refogue bem e despeje na panela com o feijão.Tempere com sal e pimenta-do-reino. Leve ao fogo novamente e ferva por 10 minutos.Deixe amornar e bata em um liquidificador. Passe por uma peneira e mantenhaaquecido. No fundo de cada canequinha de cerâmica coloque algumas fatias do paio edespeje o caldinho quente. Salpique com cebolinha e coentro a gosto.173. Caldinho de Feijão PicanteLecão1 envelope de Meu Instante caldinho de molho de pimentafeijão maggi ½ colher (sopa) de coentro picadoPrepare o Meu Instante seguindo as instruções da embalagem. Acrescente o coentro esirva com molho de pimenta a gosto.Dica: Se desejar, acrescente croutons; carne de charque cozida e finamente desfiada;bacon torrado e bem sequinho ou lingüiça calabresa. Tempo de preparo: 3 min174. Coxinhas de GalinhaO tradicional diz que são de galinhas, mas atualmente são feitas mesmo é de frango.Temos as coxinhas com frango desfiado e as que são feitas com a coxa inteira, oucozinha de asa. A massa básica é a mesma para todas.6 coxas de frango previamente cozidas 6 batatas cozidas e amassadasem água, sal e uma folha de louro (ou ½ xícara de leite12 coxinhas de asa ou 2 peitos 1 pitada de noz moscadadesfiados) salsinha bem picada õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 59
  • 60. FESTAS JUNINASsal a gosto 2 ovos1 xícara do caldo do cozimento do farinha de roscafrango farinha de trigo o quanto basteColoque numa panela as batatas amassadas, o leite, a noz moscada, a salsinha, o sal,o leite, o caldo e misture bem. Quando ferver vá despejando a farinha aos poucos,mexendo sempre, até ter uma massa consistente que despegue do fundo da panela.Deixe esfriar e enrole as coxas ou coxinhas de asa. Se usar peito desfiado, molde àmassa no formado de coxinha, recheie e feche bem. Passe no ovo batido, na farinhade rosca e frite em óleo bem quente.175. Croquete de CarneDeliciosos bolinhos de carne fritos são excelentes também para completar umarefeição de arroz, feijão e escarola refogada.½ quilo de carne moída (coxão mole ou 1 pitada de noz moscadapatinho) 2 colheres de leite2 colheres de óleo farinha de trigo para engrossar½ cebola picadinha 2 ovoscheiro verde farinha de roscasal e pimenta a gostoAqueça o óleo e refogue a cebola sem dourar. Acrescente a carne e deixe refogarbem. Agregue o resto dos temperos e o leite. Deixe ferver e engrosse com a farinha detrigo até despegar do fundo da panela. Deixe esfriar.Depois de fria a massa, enrole os croquetes, passe no ovo batido e na farinha de roscae frite em óleo bem quente.176. Croquete de Pinhão2 xícaras de pinhão cru Leite1 ovo Farinha de pãoCarne moída SalFarinha de trigo Cheiro-verde a gostoMoa os pinhões no liquidificador. Junte a carne, a farinha de trigo, o leite, o sal e ostemperos. Amasse até soltar das mãos. Passe no ovo e na farinha de pão, fritando-osem seguida.177. CuscuzCarla Cristina Camillo Mikolaiaw2 colheres de óleo 1 cenoura ralada2 colheres de azeite 1 vidro de palmito1 cebola ralada 3 ovos cozidos cortados em rodelas2 dentes de alho espremidos 8 azeitonas sem caroço e picadas3 tomates maduros (2 para o molho e 1 lata de legumes em conservaum para decorar) 1 lata de atum õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 60
  • 61. FESTAS JUNINAS2 à 3 xícaras de farinha de milho Cheiro verde à gosto1/2 xícara de farinha de mandioca Sal e pimenta à gostoBata 2 tomates no liquidificador para fazer o molho, se necessário vá empurrando ostomates com uma colher com cuidado. Reserve.Doure a cebola e o alho com o azeite e o óleo, depois acrescente um ingrediente decada vez sempre dando uma refogada. Coloque o cheiro verde, a cenoura ralada asazeitonas, a lata de legumes, o atum, o sal, a pimenta, o palmito e por últimoacrescente o molho de tomate batido no liquidificador.Deixe cozinhar de 5 a 10 minutos. Por último, em fogo brando, acrescente a farinha demandioca e a farinha de milho aos poucos, até ficar com uma consistência firme, nãodura e nem mole demais (se for necessário use menos ou mais farinha de milho).Unte com manteiga uma assadeira de buraco no meio. Coloque os ovos cortados emrodelas e 1 dos tomates também cortado em rodelas na forma antes de colocar amassa, para decorar. Preencha o fundo e as laterais da forma, em seguida vácolocando a massa e apertando-a contra a forma com o dorso da colher.Deixe esfriar por 3 horas, certifique-se de a massa não está grudada na forma com aajuda de uma faca sem ponta e desenforme.Dicas: Pode-se acrescentar à receita pimentão verde, amarelo e vermelho.O cuscuz pode ser servido em temperatura ambiente ou pode ser aquecido depois dedesinformado no microondas e servido quente.Opção: coloque duas latas de atum, não coloque o palmito e acrescente alho poro.178. Cuscuz Paulista Tradicional1 quilo de peixe em postas (cação, 2 dentes de alho socadosbagre, corvina) 1 cebola picada½ quilo de camarão sem casca 1 pimenta vermelha picada1 vidro pequeno de palmitos 6 azeitonas verdes sem caroço3 colheres de óleo ou banha Sal a gosto2 tomates sem pele e sem semente ½ quilo de farinha de milho amarelapicados 2 colheres de farinha de mandioca1 pimentão vermelho pequeno picado 4 ovos1 xícara de cheiro verde picado 1 lata de sardinhas (para decorar).Frite levemente o peixe e os camarões em uma colher de óleo e reserve. Refogue acebola e o alho no óleo restante. Acrescente o tomate, o cheiro verde, o palmito, opimentão, as azeitonas e a pimenta. Salgue a gosto , acrescente uma xícara de água edeixe ferver por 20 minutos. Coloque as farinhas de milho e mandioca dentro de umguardanapo limpo e passe o rolo de macarrão até esfarelar bem.Despeje a farinha em uma bacia e vá acrescentando o molho aos poucos, juntamentecom o peixe e o camarão e dois ovos cozidos picados. Deve ficar uma massa úmida.Coloque água fervendo no cuscuzeiro, enfeite o fundo da forma com os outros doisovos cozidos e a sardinha. Coloque a massa de farinha apertando bem õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 61
  • 62. FESTAS JUNINASCubra com uma folha de couve e leve ao fogo brando. Estará pronto quando a folha decouve amarelar. 10. Desenforme e sirvaFaz-se também o cuscuz de frango e mais recentemente surgiram outras versões,como o de berinjela. Pode ser comido quente ou frio, acompanhado apenas de umasalada verde, pois é um prato completo.Dicas:1. Se quiser fazer um cuscuz mais rápido, após ter o molho pronto, acrescente o peixee o camarão e engrosse com flocos de milho pré-cozidos. Unte um refratário ou umaforma com óleo, decore com os ovos e a sardinha e coloque a massa apertando bem.Desenforme após 10 minutos2. Substitua o peixe e o camarão por pedaços de frango ensopado3. Se quiser fazer um cuscuz vegetariano, use, em lugar do frango ou peixe, pedaçosde berinjela, abobrinha e pimentão, cenoura e cogumelos.179. EmpadasSalgadinho bastante apreciado é recheado habitualmente com frango ou palmito.Experimente também recheá-las com um refogado de camarão ou uma mistura dequeijo e ovos batidos.1 lata de creme de leite gelado e sem 2 colheres das de chá de fermento emsoro pó2 colheres de gordura vegetal ou farinha de trigo o quanto bastemargarina 1 pitada de salMisture a manteiga, o creme de leite e o fermento em uma tigela. Vá acrescentando afarinha de trigo até que a massa não grude nas mãos.Unte as forminhas próprias para empada, forre com massa, coloque o recheio e cubracom massa. Pincele com gema de ovo e asse em forno quente até dourar180. Empadas de LiquidificadorSIMONE1 xícara de leite 1 colher de café de sal1/2 xícara de óleo 1 colher de café de açúcar2 ovos inteiros 1 colher de fermento em pó6 colheres de farinha de trigo Recheio a gosto1 colher de queijo raladoBata tudo no liquidificador. Coloque uma colherada da massa nas forminhas untada eenfarinhada. Coloque uma colher do recheio, e cubra com mais uma colherada demassa. Assar em forno médio até dourar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 62
  • 63. FESTAS JUNINAS181. Empadão de FrangoMassa: desfiados1/2kg de farinha de trigo 1 cebola picada200g de margarina 2 dentes de alho amassados150g de gordura vegetal 1 tomate sem pele e sem semente em2 gemas cubos1 xícara (café) de água salsa e cebolinha picadassal 1 colher (sopa) de farinha de trigo1 gema para pincelar. dissolvida em um pouquinho de leiteRecheio: sal e pimenta a gosto2 peitos de frango já cozidos e requeijão culinário em lascas.Massa (Podre): Misturar a farinha com as gorduras e fazer uma farofa com as mãos.Acrescente as gemas e a água, misturando mais, sem trabalhar muito a massa. Elanão fica homogênea, fica quebradiça (isso faz com que fique crocante). Deixedescansar por meia hora.Recheio: Refogue em um pouco de manteiga o alho e a cebola. Depois acrescente ofrango desfiado e o tomate em cubos. Refogue mais um pouco. Acrescente a farinhadissolvida no leite (1/2 xícara de chá) e mexa até ficar tudo ligado. Junte o salsa ecebolinha, sal e pimenta. Reserve e deixe esfriar.Montagem: Abra metade da massa em uma fôrma - de preferência com fundoremovível - nos fundos e nas laterais com as mãos, abrindo o mais que puder. Recheiea massa e distribua por cima do recheio lascas do requeijão.Abra a outra metade da massa com um rolo sobre um pedaço de filme plástico edisponha por cima do recheio, fechando o empadão nas laterais.Pincele por cima a massa com uma gema e leve ao forno pré-aquecido até dourarbem.Desenforme ou sirva na própria forma imediatamente. Fica parecendo uma massafolhada, crocante.182. EsfihaAs esfihas podem ser abertas, redondas, com o recheio em cima; ou fechadas, em queo recheio é "embrulhado" na massa. A receita é a mesma. Para festas, são preferidasas fechadas. As esfihas originais, de carne são feitas com carne de carneiro. Entrenós, dada a relativa dificuldade de encontrar esse tipo de carne, usa-se a carnebovina, preferindo-se o patinho. Nos últimos anos foram sendo popularizadas tambémas esfihas de queijo e de ricota.Massa 1 colher de sal1 copo de água2 tabletes (30 gr.) de fermento biológico Recheio de carne1 ½ xícara de farinha de trigo para a 1 kg. de carne moída"esponja" 1 cebola moídafarinha de trigo o quanto baste pimenta síria (encontrada à venda em casas especializadas em produtos árabes)2 colheres de gordura vegetal õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 63
  • 64. FESTAS JUNINAS1 colher de coalhada sal a gosto pimenta siriaRecheio de ricota cheiro verde bem picadinho1 ricota amassadaA massaBata no liquidificador o copo de água, o fermento e a xícara e ½ de farinha de trigo.Cubra a mistura – "esponja" – e deixe crescer em lugar seco e quente por mais oumenos 2 horasJunte a gordura, o sal e farinha o quanto baste para ter uma massa lisa que desprendadas mãos (aproximadamente 5 xícaras). Deixe cresces novamente até dobrar de volumeO recheioMisture bem a carne moída, a cebola, a pimenta e a coalhada, salgando a gostoA montagemDivida a massa em bolinhas mais ou menos do mesmo tamanho e abra. Coloque umpouco de recheio em cada uma. Se for fazer esfiha aberta, deixe as beiradas demassa mais grossas. Se for fechar, junte as pontas, fazendo uma espécie de"trouxinha". Asse em forno quente por aproximadamente 20 minutos ou até a massacomeçar a corar.183. Espeto de Frango com Abacaxi400 gramas de peito de frango em sal à gostocubos suco de 1 laranja média1 cebola média em cubos 1/2 xícara de chá de caldo de galinha4 fatias de abacaxi em pedaços 1 colher de sopa de óleo1 pimentão verde em cubosTempere o frango com o sal, o suco de laranja e reserve. Coloque a cebola e opimentão. Pegue 8 espetos de madeira e monte os mesmos alternando osingredientes. Em uma frigideira grande, antiaderente, coloque o óleo e deixeesquentar. Frite os espetos em fogo médio, adicionando o caldo de galinha para nãoressecar.184. Farofa de ArrozCh Robson Moraes - GE Quarupe (SP)Arroz (pronto e, preferencialmente, Azeitona verde picadinhaamanhecido e frio!) Salsinha e cebolinha picadinhaBacon Picadinho Bacon Picadinho1 pimentão verde picadinho 2 ovos2 cebola picadinha Azeite2 dentes de alho cortados em Farinha de mandiocarodelinhas Sal2 tomates picadinhos PimentaComece escolhendo uma panela grande, pois precisa ter "espaço" para misturar.Coloque o bacon na panela já aquecida e uns fios de azeite (legal lembrar que o baconsolta gordura... então não é bom colocar muito azeite). Quando o bacon estiver quasefritinho, coloque a cebola e o pimentão (aí o cheiro já fica UAU!!!) e, depois de õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 64
  • 65. FESTAS JUNINASrefogadinhos, afaste os ingredientes de maneira a poder ver o fundo da panela.Coloque os ovos (um por vez e, obviamente, após ter tirado da casca... eheh) parafritar no fundo da panela (demais ingredientes na lateral... lembra?). Quando estiveremficando durinhos, dar aquela misturada. Coloque o tomate (pois solta água), o sal, apimenta e o orégano (atenção: O bacon já é salgado! É preciso ter cuidado!) e dá-lhecolher de pau.Quando a mistureba estiver boa, bonita e cheirosa, coloque o arroz (é legal soltar comum garfo) aos poucos, misturando com o conteúdo da panela. Somente entãoacrescentei farinha de mandioca, sempre misturando com a colher de pau...Desligue o fogo, continue misturando... e então (com o fogo desligado há uns doisminutos) coloque a azeitona, a salsinha e a cebolinha (isso garante a preservação dosabor e da cor).Dica: Cai bem ainda colocar vagem, cenoura ralada, pedaços de maçã cortadinha, uvapassa, lingüiça seca, milho, ervilhas... dependendo do que tiver na geladeira e noarmário.185. Farofa de BananaGE Tabapuã (SP)3 unidade(s) de banana prata quanto baste de farinha de mandioca2 colher(es) (sopa) de manteiga torrada1/2 unidade(s) de cebola ralada(s) quanto baste de salsinha picada(s)quanto baste de salDescasque as bananas e corte-as em pedaços pequenos. Leve a manteiga ao fogo,coloque a cebola e deixe-a dourar. Junte os pedacinhos de banana e mexaligeiramente com um garfo, até que fiquem corados. Tempere com salsa e sal a gostoe, vá adicionando a farinha,aos poucos. Sirva em seguida.Dicas: Para ficar mais gostosa adicione bacon picado. Pode ser utilizada farinha demandioca e também a farinha de milho - fica mais crocante.Dica Lecão: Se gostar um pouco de pimenta na ocasião em que estiver fritando acebola adicione duas pimentinhas tipo malagueta.186. Fondue de Queijo250g de queijo gruyère 1 colher de sopa de amido de milho250g de queijo emmental 1 cálice de conhaque1 dente de alho 3/4 de um copo de vinho branco seco1 pitada de nozmoscadaRale os queijos no ralador ou processador. Dissolva o amido de milho no vinho brancoe misture com o conhaque. Adicione a noz-moscada a este líquido.Passe o alho nos lados e fundo da panela. Coloque os queijos e o líquido que vocêpreparou na panela e vá misturando, sempre em fogo baixo, até fundir totalmente oqueijo. Continue mexendo até que a massa ganhe uma consistência homogênea, logoapós levantar fervura. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 65
  • 66. FESTAS JUNINASCaso fique muito líquido, dissolva mais um pouco de amido de milho em um cálice deágua e adicione à mistura.Sirva preferencialmente com pão italiano, mas na falta desse você pode usar outropão, desde tenha consistência firme para não se despedaçar quando você mergulharno queijo.187. Grelhado a La Tabapuã700 g de filé de peixe 1 xícara de leite3 batatas inglesa 1 colher de sopa de alcaparras2 cenouras 1 maço de brócolis1 abobrinha italiana 3 dentes de alho1 berinjela 1 limão2 cebolas ½ xícara de azeite300 g de vagem 1 ½ colher de margarina1 colher (sopa) de queijo parmesão Pimenta do reino a gostoralado Sal a gostoEsprema um limão, acrescente pimenta do reino e sal a gosto, coloque os filés depeixe nesta mistura e deixe marinando por 1 hora.Coloque as batatas e as cenouras para cozinhar, até que fiquem ao dente. Retire asbatatas, passe no espremedor, coloque em uma panela e acrescente o leite, umapitada de sal, 1 colher de parmesão e uma colher de margarina, deixe ferver e reserve.Coloque o brócolis e a vagem para cozinhar, preferencialmente, no vapor. Corte tiras de 1 cm de largura de cenoura, berinjela, abobrinha e cebola e leve para grelhar por 3 a 5 minutos e reserve. Coloque o filé de peixe para grelhar por aproximadamente 5 minutos. Aqueça uma frigideira e faça um molho com azeite, um pouquinho de margarina, o alho espremido e as alcaparras, regue o filé com o molhode alcaparras. Se quiser pode regar as verduras com esse molho também. Sirvaacompanhado de arroz branco.188. Hambúrguer600g de carne moída picado½ cebola média ralada 1 ovo1 dente de alho amassado Sal e pimenta do reino a gosto2 colheres (sopa) de cheiro verdeNuma tigela, coloque a carne moída, a cebola, o alho amassado, o cheiro verde, 1 ovoe acrescente o sal e a pimenta do reino. Misture bem todos os ingredientes com osdedos até formar uma massa bem ligada. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 66
  • 67. FESTAS JUNINASSepare uma lata de óleo vazia, retire os fundos e apare bem as bordas. Lave e seque.Unte com um pouco de azeite ou óleo, encha com a mistura de carne, embrulhe compapel alumínio e leve ao freezer por 3 horas.Retire do freezer, empurre um dos fundos e corte o hambúrguer na espessuradesejada (sugestão 1,5 a 2cm).Com os dedos, aperte o hambúrguer sobre uma superfície limpa e seca, paraaumentar o tamanho, de modo que fique maior que o pão de hambúrguer. Frite emóleo bem quente.189. Paçoca de PinhãoEliane Baptista2 kg de pinhão 3 colheres de azeite300 gramas de bacon Sal a gosto3 cebolas 1/2 kg farinha de mandiocaCozinha-se bem o pinhão, passando em seguida no liquidificador. Se frita o bacon noazeite e adiciona-se a cebola, o pinhão e o sal por último a farinha de mandioca.190. Panquecas de Pinhão4 colheres de pinhão cru Alho6 colheres de farinha de trigo Pimenta1 xícara de leite Cebola2 ovos Cheiro-verde300 gramas de camarão Queijo raladoTomate Massa de tomateMoa os pinhões, em seguida misture com os ovos, a farinha de trigo e o leite. A parterefogue os temperos, o camarão, o sal e os tomates. Coloque o recheio sobre amassa, enrolando-a. Cubra as panquecas com o molho de massa de tomates e oqueijo. Se desejar coloque um pouco no forno para gratinar.191. Pão de Alho1/4 xícara de chá de maionese 1 colher de (sobremesa) de orégano1/4 de xícara de requeijão 1 pitada de pimenta-do-reino1 colher rasa de (sopa) margarina 1 pitada de sal1 colher de (chá) de cebola ralada 3 dentes de alho bem amassados.Misture tudo e passe generosamente entre os anéis do pão. Enrole o pão com umafolha de alumínio e leve ao forno pré-aquecido por uns 5 minutos. Sirva bem quente,como aperitivo. Acompanha bem churrasco, carnes em geral e saladas.192. Pão CaseiroReceita tradicional de pão, pode ser preparado em maior quantidade e congelado, emembalagens individuais, hermeticamente fechadas. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 67
  • 68. FESTAS JUNINAS7 xícaras de farinha de trigo 2 colheres de gordura vegetal2 xícaras de água ou leite quente 1 colher de açúcar1 colher rasa de sal 2 tabletes de fermento biológico (30 gr.)Dissolver o fermento e o açúcar em ½ xícara de água ou leite. Deixar descansar por 5minutos.Misture bem os demais ingredientes e junte a massa de fermento. Amasse bem e sovea massa até ficar bem lisa e macia. Coloque-a numa vasilha, cubra e deixe crescer poraproximadamente 2 horas em lugar livre de correntes de ar. Abaixe a massa e sovemais um pouco. Deixe crescer por mais ½ horaDivida a massa em pães, coloque em assadeira untada e deixe crescer novamente atédobrar de volume. Leve ao forno quente por aproximadamente 40 minutos até os pãesestarem corados193. Pão de Batata com Mortadela1 kg de farinha de trigo. processador ou liquidificador.3 ovos inteiros. 200 g de requeijão cremoso ou catupiry.1 copo de leite de vaca morno. 1 xícara de (chá) de cheiro verde.½ copo de óleo. 1 xícara de (chá) azeitonas verdes4 colheres de (sopa) de açúcar. (opcional).1 colher de (sopa) de sal. 2 colheres de (sopa) de orégano.20 g de fermento instantâneo para pão. 1 colher de (há) de mostarda500 g de batata cozida não muito mole 2 colheres (sopa) de molho de tomate(e espremida. opcional). ½ colher (sopa ) de óleo.Recheio:500 g de mortadela triturada noDissolva o fermento no leite morno. Coloque no copo do liquidificador o açúcar, sal,óleo, ovos e o fermento e bata bem.Em uma bacia junte a farinha de trigo a batata e o líquido do liquidificador. Amassetudo muito bem, deixe a massa descansar até dobrar de volume, refogue a mortadelacom os outros ingredientes e deixe esfriar, faça as bolinhas recheie.Colocando-as na assadeira untada com margarina, deixe crescer novamente, passegemas em todas e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º até que dourem.194. Pão de Liquidificador3 tabletes ou 50 g de fermento biológico 1 xícara de chá de óleo2 colheres de sopa de açúcar 600 ml de água1 colher de sopa de sal 1 Kg de farinha de trigo2 ovosColoque no liquidificador o fermento, o açúcar, o sal, os ovos, óleo e água. Bata bem.Transfira a mistura para uma tigela grande e adicione a farinha de trigo aos poucos.Mexa até formar uma massa mole. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 68
  • 69. FESTAS JUNINASUnte 3 formas de bolo inglês, ou outra de sua opção Distribua a massa e deixedescansar até dobrar de volume (aproximadamente 30 minutos). Pincele com gema deovo. Asse em forno pré-aquecido por cerca de 30 minutos. O pão fica molhadinho!195. Pão de Queijo1 copo de óleo 2 copos de queijo ralado (minas curado)1 copo de leite 3 ovos1 colher de sal (sopa) Leite para dar ponto (aproximadamente5 copos de polvilho azedo dois copos)Colocar os 3 primeiros ingredientes para ferver e escaldar o polvilho, sovar bastante,colocar os ovos, o queijo e por fim o leite até dar ponto de enrolar.196. Pão de Queijo MineirinhoMagda4 copos de polvilho doce Sal a gosto2 copos de água 5 ovos1 copo de leite Queijo ralado mineiro para dar o ponto,1 copo menos 3 dedos de óleo 200 ou 300g.Coloque o leite, a água e o óleo juntamente com o sal para ferver, despejando depoissobre o polvilho, misturando bem.Junte os ovos aos poucos para que fique uma massa mais ou menos mole,(aindagrudando nas mãos). Sove bastante para desfazer todas as bolinhas brancascausadas pelo polvilho escaldado. Junte o queijo até dar o ponto de enrolar. Façabolinhas pequenas e asse em forno quente.Se preferir não assar, pode fazer as bolinhas e congelar por até 3 meses, e ir assandoaos poucos. Esses pães ficam com a casca bem molinha e macio por dentro.197. Pãozinho RelâmpagoPróprios para acompanhar chá ou café ou mesmo preparar sanduíches, estespãezinhos são fáceis de fazer. Experimente servi-los recheados com queijo fresco oupatê.2 tabletes (30 gr.) de fermento biológico 1 colher das de chá de sal¼ xícara de água morna 2 colheres de açúcar¼ xícara de gordura vegetal ou 3 ½ xícaras de farinha de trigomanteiga 1 ovoDissolva bem o fermento na metade da água morna. Em vasilha separada, misture agordura, o sal e o açúcar. Colocar o restante da água morna e bata até que fiquemcompletamente dissolvidos. Adicione a solução de fermento, o ovo e bata bem. Junte afarinha e amasse até obter uma massa bem macia. Ponha a massa em uma vasilhauntada, cubra e deixe crescer até atingir o dobro do seu tamanho. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 69
  • 70. FESTAS JUNINASColoque a massa em forminhas untadas, preenchendo só ametade. Deixe crescer novamente até dobrar de volume,pincele com manteiga derretida. Asse em forno quente por 15a 20 minutos até que os pãezinhos fiquem corados.Dica: Se não tiver forminhas, acrescente uma colher a maisde farinha e faça pequenas bolas de massa. Ao colocar naassadeira, deixe bastante espaço para que possam crescer.PASTELTalvez o mais popular dos salgadinhos. Em sua versão fritacomeçou a ser largamente consumido há várias décadas naspastelarias "de chineses", pois era da China que vinham àmaioria dos imigrantes que abriram essas casas. Ganhou logoum acompanhamento bem nosso: o caldo de cana, atradicional garapa dos engenhos e fazendas do interior doBrasil. Nas feiras livres, a presença da barraca do pastel vaicrescendo. Recentemente contamos em uma feira em bairrode classe média de S. Paulo, 6 barracas de pastel, muitasdelas ao lado da de caldo de cana.198. Pastel Frito1 ½ xícara de farinha de trigo Queijo mineiro2 colheres de sopa de óleo curado1 colher das de chá de fermento em pó Mussarela1 pitada de sal temperada½ cálice de cachaça com oéganoágua fria o quanto baste Mussarela eSugestões de recheios presuntoPicadinho de carne moída com ovos e picadosazeitona Frango comRefogado de palmito requeijãoPeneire juntos a farinha de trigo, o fermento e o sal. Misture o óleo e a cachaça eamasse bem. Vá acrescentando água fria aos poucos, amassando até obter umamassa lisa. Deixe descansar por 10 minutos e abra com o roloColoque o recheio, dobre a massa e corte com uma carretilha ou faca, amassando asbeiradas com um garfo. Frite em óleo bem quente.199. Pastel CaipiraAllan Stroligo Monteiro1 kg de trigo 6colheres de óleo1/2 colher de sal 1 dose de cachaça1 ovo 1 copo e meio de água õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 70
  • 71. FESTAS JUNINASFaça uma massa como de costume, descansar por uma hora, esticar bem a massafazer os pastéis com recheio a gosto, fritar. (30 porções)200. Pastel de Forno2 colheres de farinha de trigo 1 pitada de sal1 colher de margarina 1 gema1 colher de banha ou gordura vegetal5 colheres de leite Recheio:1 colher de fermento em pó Pode usar os mesmos recheios do pastel frito.Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal. Acrescente a margarina e a banha e mexabem, formando uma farofa grossa. Acrescente o leite e trabalhe a massa, sem sovar,até ficar lisa. Deixe descansar por meia hora. Abra com o rolo, corte rodelas com formaprópria ou copo.Recheie cada rodela e feche o pastel, umedecendo as bordas com água e amassandocom um garfo. Pincele com a gema ligeiramente batida e asse em forno quente emtabuleiro untado, até corar.201. Patê de Talos3 colheres de sopa de talo de beterraba 1 copo de maionese ou ricota3 colheres de sopa de talo de espinafre Pão francês dormidoLave bem os talos e coloque numa panela com água para ferver. Depois espere esfriarcoloque no liquidificador com uma colher de sopa de maionese ou ricota e bata bem.Tire do liquidificador e misture com o restante da maionese ou da ricota e sirva comtorradas feitas de pão francês dormido.202. Picadinho de PinhãoPinhões cozidos PimentaCarne em cubinhos SalCebola Cheiro-verdeAlhoRefogue todos os temperos e coloque a carne, junte os pinhões cortados em rodelasfinas e acrescente um pouco de água, deixando-os cozinhar.203. Pinhão AperitivoPinhão SalBaconCozinhe os pinhões em água e sal. Descasque-os mantendo-os inteiros. Em seguidaenrole cada pinhão em uma fatia de bacon cortado bem fina, prendendo-a com umpalito. Frite até dourar, servindo-os ainda quentes. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 71
  • 72. FESTAS JUNINAS204. Pinhão ao Molho BrancoPinhões cozidos 1 xícara de leite1 colher de manteiga Sal2 colheres de farinha de trigoRefogue alguns pinhões cozidos cortados em rodelas finas. A parte faz-se um molhobranco com a manteiga e o sal, engrossando com a farinha de trigo. Acrescentefinalmente o refogado de pinhões.205. Pipoca ArdidaLecão1 xícara de milho de pipoca 1 colher (chá) de gengibre, em pó2 colheres (sopa) de óleo de girassol sal, a gostoColoque o óleo numa panela grande e leve ao fogo para esquentar. Acrescente omilho de pipoca e sal a gosto. Mexa e tampe. Desligue o fogo quando o intervalo de"estouros" for de 2 segundos.Passe a pipoca para uma tigela grande, salpique com gengibre e misture bem. Sirvaimediatamente.PIZZAA pizza é uma das receitas mais antigas de que setem notícia. Segundo alguns estudiosos do assunto,ela surgiu antes da Era Cristã. Nos tempos deCésar, os nobres de Roma já comiam o pão deAbrahão (mistura de farinha, água e sal assada emforno forte), acrescido de alho e ervas. Uma iguariaque era chamada de piscea.A palavra piscea, do latim arcaico, também apareceem documento medieval (ano 1000) e denominavauma massa assada, talvez coberta de peixinhos.Nos tempos primitivos uma pedra quente teriaservido para assar a pasta que o homem aprenderaa fazer com grãos de trigo triturados e molhados,cobrindo-a com qualquer ingrediente comestível.Mais tarde a pizza era assada numa fôrma grandeno forno do padeiro e cortada em fatias, com um recheio simples de cogumelo eanchovas. Ambulantes as vendiam nas ruas, tirando-as de altos recipientes de cobreque equilibravam na cabeça. Pessoas do povo as comiam no café-da-manhã, almoçoe jantar.À medida que se tornou mais popular, erguiam-se barracas onde era vendida a massacom o formato que o cliente pedia. Vários recheios foram inventados e o tomatepassou a ser utilizado sobre a massa, antes do recheio.O tomate chegou a Europa pelas mãos de Cristóvão Colombo, que trouxe da Américaalgumas mudas do fruto. O sucesso foi tão grande que o pomodoro é hoje o principal õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 72
  • 73. FESTAS JUNINASingrediente da pizza, depois da massa; além de ser amplamente utilizado na culináriaitaliana.O hábito crescente contribuiu para a abertura da "Pizzeria", um local a céu aberto ondeas pessoas se reuniam para comer, beber e conversar. Que mais tarde deu origem aPizzaria dos tempos atuais.Mas o grande impulso a difusão da pizza foi dado por uma rainha. No verão de 1889,os soberanos: rei Humberto I e rainha Margherita de Sabóia viajaram até Nápoleshospedando-se no Palácio Capodimonte. A rainha estava curiosa por conhecer asfamosas pizzas napolitanas tão elogiadas por poetas e artistas. Não podendo ir, porrestrições da nobreza, até a mais famosa pizzeria da época "Pietro Il Pizzaiolo",convocou o proprietário Don Rafaelle Esposito para fazê-las no palácio.Pensando numa homenagem com as cores da bandeira italiana (branco, vermelho everde), Don Rafaelle inventou uma pizza que levava o molho de tomate e erarecoberta de mussarela, tomate e manjericão. A rainha gostou tanto, que ele teve aidéia de batizar aquela pizza com o nome da rainha - Margherita. A partir daí essareceita virou sucesso em toda a Nápoles e pelo mundo afora. Don Rafaelle Esposito foiregistrado como o primeiro pizzaiolo da história.206. Massa de Pizza de Liquidificador1 xícara(s) (chá) de leite 1 colher(es) (sopa) de manteiga1 unidade(s) de ovo 1 1/2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo1 colher(es) (chá) de sal 1 colher(es) (sopa) de fermento químico1 colher(es) (chá) de açúcar em póBata todos os ingredientes no liquidificador até borbulhar. Despeje a mistura numaassadeira para pizza, untada. Asse em forno previamente aquecido. Coloque acobertura de sua preferência. E leve novamente para o forno e deixe alguns minutos.Sirva a seguir.207. Massa Italiana de Pizza Fina & CrocanteCh Pallamin - GE Falcão Peregrino (SP)1 kg farinha trigo 1 colher sopa sal (rasa)4 tabletes fermento biológico (de pão) 3 ovos1 copo água morna 1/2 copo de óleo1 colher sopa açúcar Junte o fermento à água, até que se dissolva completamente. Numa tigela grande, coloque a farinha, o sal e o açúcar e misture bem. Abra um buraco no meio farinha e despeje a mistura do fermento com a água dentro, cobrindo com a farinha. Deixe descansar por uns minutos. Adicione os ovos batidos e o óleo, misture bem até que forme uma massa bem homogênea. Quando a massacomeçar a se soltar da tigela, tire-a de dentro, e passe a amassá-la em cima da mesaaté que esteja completamente lisa e homogênea. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 73
  • 74. FESTAS JUNINASUnte uma tigela grande com óleo ou azeite, coloque a massa dentro e cubra com umpano para não secar, deixando uma folga para a massa crescer. Deixe em algum lugarabafado, como dentro de um forno frio e desligado, por exemplo. Deixe descansar de 4a 6 horas.Opcional: Após a massa descansar por volta de uma hora e meia, retire-a de dentro datigela e volte a amassá-la até que se reduza ao tamanho original. Coloque em seguidana tigela, conforme mencionado acima, e deixe descansar de 4 a 6 horas.SUGESTÕES DE RECHEIO: Molho de tomate / mussarela / tomate / ovo cozido /lingüiça calabresa defumada / aliche / presunto cozido / lombinho canadense / queijogorgonzola / queijo Parmesão ralado / azeitonas / abobrinha cortada em rodelas /pimentão em conserva / berinjela em conserva / champignon / cebola /alho /atum /ervas: orégano, manjericão, coentro, alecrim, tomilho, etc.Obs: Para fazer a pizza c/ borda recheada, basta arredondar as bordas da pizza epreencher com o recheio de sua preferência. Ex: lingüiça moída com catupiri.Rende 8 discos médios de pizzas. (Receita Original da italiana Dna Angelina)208. Massa para Pizza FritaJúnia Freitas4 tablete(s) de fermento biológico fresco 1 colher(es) (chá) de açúcar3 copo(s) de água morna(s) 2 colher(es) (sopa) de cachaça1 kg de farinha de trigo 4 colher(es) (sopa) de óleo de soja2 colher(es) (sopa) de salDissolva o fermento em um copo de água morna. Depois coloque a farinha e orestante dos ingredientes. Faça uma bolinha com a massa e coloque em um copo deágua, quando a bolinha subir, estará pronta.Abra um pouco de massa, bem fininha. Coloque um fio de azeite em uma frigideiraanti-aderente. Em fogo bem baixo, coloque a massa aberta, quando formar as bolhas,vire e recheie.209. Pizza RápidaMassa: 01 xícara de chá de azeitonas pretas02 tabletes de fermento de pão Fatias de cebola01 colher de chá de sal Orégano01 colher de sobremesa de açúcar Azeite01 colher de sopa de margarina250 ml de água amornada Recheio Portuguesa:½ kg de farinha de trigo (mais ou 200 gr de presunto picadomenos) Molho de tomates 02 ovos cozidos e picadosRecheio Calabresa: Fatias de cebola260 gr de lingüiça calabresa fatiada Azeitonas pretasMolho de tomates Orégano õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 74
  • 75. FESTAS JUNINASMassa: Desmanche o fermento no açúcar, junte a água amornada e os demaisingredientes. Deixe descansar e crescer. Abra em discos, coloque na frigideira untadacom azeite, frite um pouco, vire a massa e coloque o recheio desejado sempretampada.Recheio Calabresa: Frite as rodelas de lingüiça. Passe sobre a massa uma camada demolho de tomates, uma de calabresa, espalhe fatias de cebolas e azeitonas. Na horade servir, regue azeite.Recheio Portuguesa: Espalhe uma camada de molho o presunto picado, as cebolas,os ovos cozidos e picados e algumas azeitonas.210. Pizzinhas da EmíliaRosa Marya Colin3 pães de hambúrguer1/2 xícara (chá) de molho de tomate150 g de salame1/2 xícara (chá) de mussarela raladagrossa2 colheres (chá) de oréganoForre o prato de microondas com 2folhas de papel absorvente. Corte ospães ao meio e coloque neste prato.Espalhe um pouco de molho sobre ospães, cubra cada um com 3 fatias desalame, polvilhe com mussarela eorégano. Leve ao microondas àpotência 10 até o queijo derreter.POLENTALevado para a Europa pelosconquistadores da América, o milhoacabou se incorporando a diversasculinárias do Velho Continente,principalmente no norte da Itália, onde apolenta não pode faltar em nenhumamesa. A imigração italiana para SãoPaulo trouxe de volta o fubá cozidonessa versão mais consistente donosso angu. A polenta fica excelentecom molho de tomate e queijo ralado eé o acompanhamento perfeito parapicadinho, frango ensopado oucostelinha de porco refogada comrepolho. Experimente servir tambémcom escarola, almeirão ou rúcularefogada. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 75
  • 76. FESTAS JUNINAS211. Polenta da Nona1 xícara de fubá integral (se usar fubá 6 xícaras de águamimoso, acrescente duas colheres de sal a gostoóleo de milho)Dissolva o fubá em duas xícaras de água fria, mexendo bem. Ferva as duas xícaras deágua restantes. Leve ao fogo o fubá dissolvido em água, mexendo sempre até levantarfervura. Vá acrescentando a água fervente pouco a pouco até adquirir consistência deangu. Salgue a gosto. Cozinhe por aproximadamente 30 minutos, mexendo algumasvezes durante o processo. Coloque em um refratário e deixe descansar por pelomenos 10 minutos.Dicas:1. A polenta pode ser feita também em panela de pressão. Depois de acrescentar todaa água, tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos após começar a saída dovapor.2. É também possível fazer a polenta em microondas. Misture 4 xícaras de água a 1 ¼xícara de fubá, coloque um fio de óleo de milho, sal à gosto, num refratário. Cozinhena potência máxima por 6 minutos. Retire do microondas, mexa até ficar uma massauniforme e cozinhe por mais 5 ou 6 minutos. Deixe descansar por 3 minutos e sirva212. Quibe Cru1 kg de carne moída hortelã a gosto500g de trigo para quibe sal a gosto1 cebola média picada Pimenta-do-reino a gostoDeixe a farinha para quibe de molho em uma bacia cheia de água, deixe assim poraproximadamente 2 horas. Escorra bem água, passe a farinha por uma peneira,apertando bem para que saia toda a água absorvida. Misture esse trigo com a carnemoída, a cebola e hortelã. Misture tudo muito bem.Coloque numa travessa para servir, cubra e leve a mistura coberta com papel filmepara a geladeira por aproximadamente 2 horas. Sirva a seguir.213. Quibe Frito1 quilo de patinho moído duas vezes hortelã picada½ quilo de trigo moído (também suco de 1 limãoconhecido como trigo para quibe) zatar (tempero encontrado em lojas2 cebolas moídas especializadas) ou pimenta siriasalsinha picadaColoque o trigo moído de molho em água fria por 30 minutos. Escorra e esprema bempara tirar o excesso de água.Moa 2 vezes – ou passe no processador de alimentos – a carne juntamente com acebola e o trigo. Acrescente a salsinha, a hortelã, o suco de limão. Salgue a gosto eacrescente uma colher das de café de zatar ou pimenta Síria (ou mais se gostar). Façapequenos bolinhos alongados e frite em óleo quente õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 76
  • 77. FESTAS JUNINASPara variar: Faça bolinhos ocos e recheie com um picadinho de carne com cebola.214. RisolisSão deliciosos pasteizinhos fritos à milanesa, ou seja, passados em ovo e farinha derosca. Sua massa é cozida.1 copo de leite farinha de rosca1 copo de farinha de trigo1 colher de margarina Recheios1 pitada de sal Frango desfiado ensopado2 ovos batidos Palmito refogado Queijo mineiro curadoMisture o leite com a farinha o sal e a margarina e leve ao fogo mexendo sempre.Quando formar uma bola que se despega do fundo da panela, retire do fogo e deixeesfriar.Abra a massa com o rolo, corte em rodelas, coloque o recheio e faça os pastéisapertando bem as bordas. Passe no ovo batido e na farinha de rosca e frite em óleobem quente215. Rocambole de PolentaMassa: 2 Tomates picados1 litro de Água 1 colher (cafe) de Orégano2 envelopes de Mais Sabor Massas 1 pitada de Sal1 colher (sopa) de Sal2 xicaras (cha) de Kipolenta Para polvilhar:1 copo de Requeijão 1 colher (sopa) de Salsa picada 1 colher (sopa) de Queijo ParmesãoRecheio: ralado200g de Mussarela 1 colher (sopa) de Farinha de RoscaNuma panela coloque a água, o mais sabor massas e o sal. Quando a água ferver,retire do fogo, acrescente aos poucos e sempre mexendo, a kipolenta. Volte ao fogo ecozinhe em fogo baixo, até soltar da panela e formar a massa da polenta. Acrescente orequeijão.Unte uma folha de papel alumínio de 25 cm x 40 cm com manteiga, polvilhe com umpouco de farinha de rosca e esparrame a massa numa altura de 1 cm e acerte asbordas para formar um retângulo. Com o dorso de um colher molhada, nivele a massa.Recheio: Cubra a massa com o queijo e os tomates temperados com o orégano e osal. Levante a ponta do papel alumínio e enrole como um rocambole, pressionandolevemente para firmar o rocambole. Coloque-o num recipiente refratário, unte suasuperfície com manteiga e polvilhe com uma mistura feita com a salsa, com o queijoparmesão e a farinha de rosca. Leve ao forno quente por 10 minutos. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 77
  • 78. FESTAS JUNINAS216. Sardinhas tipo ConservaMarcos Antonio da Silva1 cebola grande picada 1 colher (sopa) de extrato de tomate3 dentes grandes de alho amassados (opcional)2 copos (tipo americano) de vinagre de 1 colher (sopa-rasa) colorau (opcional)álcool (branco) ervas-finas ou orégano (opcional)1 copo (tipo americano) de óleo de soja, 2 kg de sardinhas frescas limpas semcanola ou girassol cabeça e rabo1 colher (sopa) de salNuma panela de pressão de 4,5 litros, coloque a cebola, o alho, o vinagre, o óleo, osal, o extrato de tomate e o colorau. Sempre manuseie a panela de pressão comcuidado, sem deixá-la muito cheia. Misture.Coloque as sardinhas dentro da panela, arrumando-as, chegando até a boca dapanela. Leve ao fogo a panela tampada. Depois que pegar a pressão, deixe de 45 a 50min (depende do tamanho da sardinha). Tire a pressão da panela e um pouco docaldo. Deixe esfriar por 15 min e retire as sardinhas cuidadosamente para não quebrar.Sugestões de acompanhamento: Pão, macarronada (molho no lugar da carne moída),tortas.217. Sopa Creme de Pinhão1 xícara de pinhão cru Algumas gotas de limão1 litro de água Cebola e alho a gosto1 cubinho de caldo de carnePasse os pinhões, a cebola e o alho no liquidificador, misturando um pouco de água.Coloque os ingredientes já triturados, o caldo de carne e o limão em uma panela com orestante da água, mexendo sempre. Se o caldo ficar muito grosso, acrescente maiságua.218. Sopa de Milho VerdeÀ PaulistaTambém conhecida como buré ou burerê, essa sopa de milho verde é uma iguariacaipira própria para as noites frias de inverno. Sirva com quadradinhos de pão torradoslevemente na manteiga.5 espigas de milho verde 1 colher de manteiga ou margarina2 litros de água 1 dente de alho socado1 maço de cambuquira (broto de 1 cebola pequena picadinhaabóbora) sal à gostoCorte os grãos das espigas e passe no liquidificador com ½ litro de água. Passe pelapeneira e reserve.Refogue na manteiga ou margarina o alho, a cebola e a cambuquira. Coloque orestante da água e deixe cozinhar por 5 minutos. Coloque o milho peneirado e deixeferver até engrossar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 78
  • 79. FESTAS JUNINAS219. Suflê de Pinhão2 xícaras de pinhão cozido 2 colheres de farinha de trigo1 xícara de leite 1 colher de margarina3 ovos Sal1 cebola Pimenta3 colheres de queijo ralado Cheiro-verde a gostoFrite na margarina a cebola bem picadinha e o cheiro-verde. Acrescente os pinhõescortados em rodelas, deixando refogar. A parte misture o leite, a farinha de trigo, asgemas, o sal e a pimenta. Junte aos poucos todos os ingredientes acrescentando porúltimo o queijo. Deixe esfriar e junte as três claras batidas em neve, Coloque em umaforma refratária, assando em fogo moderado.220. Tomates Secos1 kg de tomate 1/2 xícara de orégano3 colheres de chá de sal alho à gosto2 colheres de sopa de açúcar vinagre à gosto2 ½ xícaras de chá de azeiteLave e enxugue os tomates. Corte os tomates ao meio e tire as sementes. Polvilhecom sal e açúcar. Coloque as metades com o lado cortado para cima em umaassadeira rasa e leve ao forno em temperatura moderada por 1 hora.Retire do forno, escorra a água que se acumulou nos tomates e na assadeira. Vire ostomates e volte ao forno para assar por mais 1 hora. Retire do forno, escorranovamente, vire os tomates e deixe assando por mais 40 minutos.Desligue e deixe os tomates no forno até esfriarem. Retire, tempere com azeite,orégano, vinagre e alho. Armazene em potes esterilizados e espere 3 dias paraconsumir. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 79
  • 80. FESTAS JUNINAS BEBIIDAS BEB DAS Nesta coletânea tentamos resgatar todas as receitas utilizadas nas Festas Juninas tradicionais. Sabemos que o quentão e o vinho quente são muito consumidos, mas lembre-se que existem alternativas não alcoólicas. Temos obrigação de evitar o contato prematuro dosjovens com a bebida. Apesar das Normas Estaduais que proíbem a venda, distribuiçãogratuita ou comercialização de bebidas alcoólicas em qualquer festividade nas escolas(onde esta a grande maioria dos Grupos Escoteiros), sabemos que estas bebidasestão sempre presentes.Será que não devemos repensar na venda de bebida alcoólica em nossas festas? Nãosó nas Juninas, mas também no Festival de Pizza, do Macarrão, Feijoadas, etc. Umaresolução como esta, em longo prazo vai beneficiar todo os integrantes do MovimentoEscoteiro.Um adolescente pode perder até 50% da sua capacidade intelectual se mantivercontato prematuro (mesmo que esporádico) com o álcool... Ao consumir álcool ascrianças não perdem apenas reflexos... O consumo prematuro de álcool interrompeum crescimento sadio e afeta gravemente o comportamento e o rendimento escolardos adolescentes. Estima-se que a cada dia, no Brasil cerca de 5000 novas criançasentre 5 e 15 anos tem seu primeiro contato com o álcool. O mais lamentável é quegrande parte acontece em festas da própria família... O álcool danificapermanentemente a capacidade de raciocínio das crianças.Que tal começar a pensar em servir sucos de uva ou mesmo chá com gengibre nolugar do quentão. Existem ponches e outras bebidas sem álcool que também podemser utilizadas...Podemos iniciar eliminando o vinho e substituindo pelo ponche sem álcool este ano eno próximo eliminado o quentão por opções variadas que estão citadas inclusive nestetrabalho...As frutas fazem parte da alimentação humana desde suas origens. A Bíblia nos contaque no 3º dia da criação Deus disse: “Produza a terra erva verde que dê sementes eárvores frutíferas, que dêem fruto..."Nas tumbas egípcias foram encontradas frutas que acompanham a todos à terra dosmortos. Todas as obras de artes gregas, etruscas e romanas têm desenhos de frutas.Hoje se sabe que as frutas são a fonte de vitaminas indispensáveis à conservação dasaúde humana. As frutas cítricas – limão, laranja, tangerina – são muito ricas emvitamina C. As doces, como a banana, a pêra e a maçã são ricas em açúcares egrandes fonte de energia fonte de energia. As oleaginosas, como as nozes, avelãs,coco e castanhas, apresentam, como seu nome o diz, um alto teor de gorduras e sãofonte de proteína.Com as frutas podemos preparar uma infinidade de refrescos e sucos e asdenominadas "vitaminas" ou "batidas" que são combinações de frutas com suco delaranja, leite ou iogurte.Os sucos devem ser preparados no momento de serem consumidos, pois com o õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 80
  • 81. FESTAS JUNINAS tempo perdem algumas de suas propriedades. Misturados com água e açúcar, dão os refrescos. Existe à venda no mercado uma centrífuga capaz de extrair o suco de qualquer fruta ou vegetal. Para as frutas cítricas existem espremedores próprios. Podemos também extrair o suco das frutas batendo-as no liquidificador com um pouquinho de água e passando por peneira fina.Os sucos podem ser congelados. Uma boa maneira de fazê-lo é colocá-los emforminhas para gelo. Depois de congelados, retirar e guardar em sacoshermeticamente fechados. Assim, podemos descongelar somente a porção a serutilizada de cada vez.221. Batida de BananaSem Álcool1 banana nanica ½ copo de leite gelado1 colher de aveia em flocos finos açúcar a gostoBata tudo no liquidificador por 2 minutos. Despeje em copo alto e sirva. Para variar usebanana prata ou ouro222. Batida de MorangoSem Álcool ½ copo de suco de laranja1 xícara de morangos frescos bem 1 bola de sorvete de morango ou cremelavadosBata tudo no liquidificador por 2 minutos. Coloque em copo alto e sirva imediatamente.Para variar substitua o suco de laranja por leite ou iogurte natural223. Batida de Papaia com LaranjaSem Álcool1 mamão papaia bem maduro suco de meio limão½ copo de suco de laranja açúcar a gostoBata tudo no liquidificador até ficar bem misturado. Coloque uma pedra de gelo nocopo, despeje a batida e sirva.224. Cappuccino com Chocolate3 colheres (sopa) de Chocolate em Pó 1 xícara (chá) de açúcarToddy 5 colheres (sopa) de café solúvel1 xícara (chá) de leite em pó granuladoinstantâneo 1 colher (café) de bicarbonato de sódioColoque todos os ingredientes em uma tigela, misture muito bem e passe pela peneira.Se preferir, bata tudo no liquidificador. Guarde em um vidro, hermeticamente fechado eutilize sempre que desejar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 81
  • 82. FESTAS JUNINASPara cada xícara de café pequena de água fervente, adicione 4 colheres (café) deCappuccino. Caso queira, coloque uma pitada de canela em pó sobre cadaCappuccino e sirva em seguida.Rendimento: Aproximadamente 35 xícaras225. Chocolate Quente Especial1 litro de leite desnatado 2 colheres de sopa de amido de milho1 lata de leite condensado canela em pó para polvilhar4 colheres de sopa de chocolate em póBater todos os ingredientes no liquidificador (menos a canela). Levar ao fogo emtemperatura média até o líquido ferver engrossar.Servir em xícaras, polvilhar com canela. Para um sabor especial pode se colocarchantily sobre a xícara de chocolate.226. Limonada Meio Amarga4 limões cortados em 4 1 xícara de açúcar2 litros de água folhinhas de hortelãLeve os limões com a água e açúcar ao fogo e deixe ferver até amolecer bem. Coe empeneira fina. Leve para gelar. Coloque uma folhinha de hortelã em cada copo na horade servir227. Limonada SuíçaLimão com casca GeloÁgua AdoçanteLave muito bem o limão e depois corte em quatro partes. Coloque o limão, o gelo, aágua e o adoçante dentro do liquidificador e bata bem. Depois coe e estará pronto parabeber.228. Ponche do Capitão GanchoCh Horus - 72 º GE Cassiano Ricardo2 latas de guaraná light ou comum 1 cacho de uvas sem semente cortadasSuco de 3 laranjas ao meio ou 2 xícaras de morangos1 ABACAXI fatiados2 maçãs descascadas e picadas adoçante ou açúcar ou groselha a gostomiúdasMisture todos os ingredientes em uma vasilha grande. Prove. Se for necessário,coloque mais açúcar. Sirva com cubos de gelo, que devem ser colocados na hora deservir. Dicas: Use o abacaxi como copo, escave-o e aproveite para servir o ponchenele. Você pode variar as frutas, desde que use sempre dois tipos. Em vez de suco delaranja, use suco de abacaxi; no lugar do guaraná, use soda. Se quiser que seja diet, õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 82
  • 83. FESTAS JUNINASuse o refrigerante diet, adoçante, groselha diet (ou não use groselha), e frutas combaixo teor de açúcar, maçã e pêra, por exemplo.229. Quentão1 garrafa de pinga açúcar a gosto (mais ou menos ½ quilo)2 litros de água cravo, canela e erva-doce150 gramas de gengibre cortadoFaça um chá com o cravo, a canela, a erva-doce, o gengibre e o açúcar. Doure umpouco 1 xícara de açúcar, acrescentando em seguida 4 xícaras de água. Depois que oaçúcar derreter, despeje essa calda no chá.Quando for servir, retire o gengibre e coloque a pinga. Esta receita pode ser feita diasantes e guardada em garrafões bem tampados.230. QuentãoDanielli da Silva Santos Amaral1 garrafa de cachaça (600 ml) 50 gramas de gengibre em pedacinhos600 ml de água cravo da índia a gosto1/2 kg de açúcar canela de pau a gostocasca de duas laranjas 1 maçã cortada em pedacinhoscasca de um limãoColocar em uma panela grande o açúcar, as cascas de laranja o limão o gengibre, ocravo e a canela. Quando o açúcar estiver derretendo colocar a cachaça e a água,deixando cozinhar por 20 à 25 minutos em fogo médio. Filtre, e após coloque a maçãpicadinha. Manter no fogo, após o preparo.231. Quentão Sem Álcool (Vinho Quente Sem Álcool)Denize Sandra500 ml de suco de uva 3 g de canela em pau500 ml de água 3 cravos30 g de gengibre ralado 100 g de adoçante culinárioColoque em uma panela o gengibre, o cravo, a canela e o adoçante. Leve ao fogomexendo sempre, depois acrescente o suco de uva e a água e deixe ferver.232. Quentão Mineiro5 litros de boa Aguardente Casca picada de 2 limões galegos2 litros de água (casca fina)5 xícaras de açúcar (1 quilo) 1 colher de gengibre ralado4 colheres de suco de limão 3 ou 4 paus de canelaLeve todos os ingredientes a ferver em uma panela inoxidável ou esmaltada,durante 30 minutos em fogo brando. Sirva quentinho, em canequinhas. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 83
  • 84. FESTAS JUNINAS233. Quentão de Morango1½ litro de Aguardente 2 kg de morangos50 g de cravo e canela (misturados) 2 kg de açúcar150 g de gengibre 3 litros de águaNum caldeirão, coloque a água e a gengibre. Leve ao fogo. Quando começar a fervura,adicione os morangos inteiros, o açúcar, o cravo, a canela e deixe ferver poraproximadamente 20 minutos. Em seguida, adicione a Aguardente e deixe ferver pormais 5 minutos. Coe e sirva bem quente.234. Quentão do Sul (Vinho Temperado)Bruna Sibila3 litros de vinho tinto suave 4 pedaços de gengibre300 ml de água 10 cravos10 ramas de canela (canela em pau) Canela em pó para polvilharFaça um chá com os ingredientes exceto o vinho, para que soltem os seus aromas.Pode ferver por 15 minutos. Acrescente o vinho e sirva quando estiver bem quente,com canela polvilhada na própria xícara.Dicas: Quanto menor o pedaço de gengibre (exemplo em rodelas) mais forte fica.Cuidado para não ferver muito, senão o álcool evapora e o sabor muda.Para agradar ainda mais acrescente 1 colher de sopa de erva-doce e 6 colheres desopa de açúcar mascavo. Na hora de servir acrescente pedaços de maças picadas !Fica bem refrescante e visualmente bonito!235. Quentão de Vinho (Vinho Quente)Maria da Graça Coutinho Rocha2 garrafas de vinho tinto 6 cravos da índia2 xícaras de açúcar (+/-) 1/2 garrafa de água30g de gengibre chantilly1 pedaço de casca de laranja canela em pó1 pedaço de canela em pauColocar o vinho numa panela e deixar ferver. Quando estiver em ebulição, flambarpara fazer a queimada. Acrescentar o açúcar, o gengibre, a casca de laranja, a canelae o cravo.Adicionar a água lentamente (ir provando) e deixar ferver. Deve ser servido em copostérmicos para manter o calor. Para servir, coloque uma colher de chantilly no copo,acrescente o quentão e salpique canela em pó.236. Refrigerante EscoteiroLecão4 cenouras grandes 200 g de beterraba cozida1 copo de suco de limão Casca de uma laranja õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 84
  • 85. FESTAS JUNINAS2 garrafas de água mineral com gás Açúcar(1,5 litros)Bata no liquidificador as cenouras com 2 copos dágua, coe e reserve o suco.À parte bata a beterraba com água e a casca da laranja, coe, misture ao suco decenoura, limão, acrescente o restante da água e adoce. Sirva com gelo. Rende 12copos de 300 ml.237. Suco da Casca do AbacaxiÁgua Adoçante para forno e fogãoCasca de AbacaxiLave muito bem o abacaxi, depois descasque e coloque as cascas para ferver com aágua e o adoçante por trinta minutos. Espere esfriar, bata tudo no liquidificador, coe eadicione mais água filtrada se precisar. Está pronto para beber.238. Suco da Casca do Abacaxi com hortelãCasca de abacaxi: 4 xícaras (chá) Limão: 1 unidadeÁgua: 6 xícaras (chá) Açúcar: 5 colheres (sopa)Hortelã: 4 colheres (sopa)Bata no liquidificador as cascas de abacaxi com a água e a hortelã. Coe e acrescenteo suco de limão e o açúcar. Sirva gelado.239. Suco da Casca da LimaLavar bem as limas e tirar as cascas, levar ao liquidificador e bater com água gelada,açúcar à gosto. Servir na hora.240. Suco Energético com Clorofila½ xícara (chá) de aveia 2 maçãs1 cenoura média 2 folhas de couve¼ de pepino 1 punhado de salsinhaLave bem a cenoura e corte-a em pedaços.Descasque a maçã e retire o miolo. Lave muito bem as folhas de couve e a salsinha.Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata por alguns instantes. Acrescenteágua apenas se achar necessário. Sirva a seguir. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 85
  • 86. FESTAS JUNINAS241. Suco Tropical½ mamão papaia 1 manga pequena¼ de copo de suco de maracujá açúcar a gosto1 fatia de abacaxiBater tudo no liquidificador. Coar em peneira fina. Colocar uma pedra de gelo no copoe servir.242. Suco de Uva1 kg de uva preta 200g de açúcarDebulhe o cacho de uva e lave bem. Leve ao fogo com 200g de açúcar, até que asuvas fiquem murchas (a panela deve ficar tampada). Coe numa tigela(preferencialmente numa peneira de taquara). Deixe esfriar antes de servir.243. Vinho QuenteVinho tinto 2 xícaras de chá de açúcarCanela em pau 2 xícaras de chá de águaCravo Frutas picadas (maçã, abacaxi, uva eGengibre picado pêssego)Leve todos os ingredientes ao fogo menos o vinho e as frutas e deixar ferver até soltaro sabor. Retire do fogo e acrescente o vinho. Leve ao fogo novamente até levantarfervura. Retire do fogo e acrescente as frutas. Mantenha sempre quente.244. Vinho Quente1 copo (tipo americano) de açúcar ½ maçã (verde ou vermelha)Cravos e canela em rama a gosto descascada e cortada em pedacinhos1 litro de vinho tinto seco Casca de 1 laranja pêra, seca de um½ litro de água dia para o outroQueime a metade do açúcar com o cravo e a canela. Acrescente o vinho, já misturadocom a água. Junte a maçã, a casca de laranja e o resto do açúcar e deixe cozinhar umpouco. Sirva bem quente.245. Vitamina Especial1 cenoura cortada em pedaços ½ copo de suco de laranja1 tomate sem sementes açúcar a gosto½ mamão papaiaBata no liquidificador a cenoura, o tomate, o mamão e o suco de laranja. Coe empeneira fina. Adoce a gosto. Coloque uma pedra de gelo no copo, despeje a vitamina esirva. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 86
  • 87. FESTAS JUNINAS DANÇAS DE QUADRIILHA & MÚSIICAS JUNIINAS DANÇAS DE QUADR LHA & MÚS CAS JUN NAS Por volta dos séculos XII e XIV, os camponeses ingleses dançavam uma dança campestre, conhecida com “country dance”, na qual descendentes de celtas e saxões executavam velhos rituais pagãos num Reino Unido já cristianizado. Durante a Guerra dos Cem Anos, a dança se espalhou pela França, com o nome afrancesado de “contredance”. A dança perdeu o formato roceiro característico e tomou um estilo de dança nobre ou dança de corte nos principaisreinados europeus. No Brasil, a dança de quadrilha, assim como era chamada emPortugal, foi trazida praticamente com a vinda da Família Real Portuguesa, em 1808.No Brasil, durante o período regencial, a dança de quadrilha causava grande frenesientre a alta sociedade da época, principalmente com a vinda de orquestras de dançade Millet, Cavalier e Tolbecque. A dança se popularizou e aqui ganhou váriasderivações como a “Quadrilha Caipira” em Minas Gerais, o “Baile Sifilítico” na Bahia eo “Saruê” no Brasil Central.Os comandos da dança mais utilizados:BALANCÊ (balancer) - Balançar o corpo no ritmo da música, marcando o passo, semsair do lugar. É usado como um grito de incentivo e é repetido quase todas as vezesque termina um passo. Quando um comando é dado só para os cavalheiros, as damaspermanecem no BALANCÊ. E vice-versa.ANAVAN (en avant) - Avante, caminhar balançando os braços.RETURNÊ (returner) - Voltar aos seus lugares.TUR (tour) - Dar uma volta: Com a mão direita, o cavalheiro abraça a cintura da dama.Ela coloca o braço esquerdo no ombro dele e dão um giro completo para a direita.Para acontecer a Dança é preciso seguir os seguintes Passos:01. Forma-se uma fileira de damas e outra de cavalheiros. Uma, diante da outra,separadas por uma distância de 2,5m. Cada cavalheiro fica exatamente em frente àsua dama. Começa a música. BALANCÊ é o primeiro comando.02. CUMPRIMENTO ÀS DAMAS OU "CAVALHEIROS CUMPRIMENTAR DAMAS"Os cavalheiros, balançando o corpo, caminham até as damas e cada um cumprimentaa sua parceira, com mesura, quase se ajoelhando em frente a ela.03. CUMPRIMENTO AOS CAVALHEIROS OU "DAMAS CUMPRIMENTARCAVALHEIROS"As damas, balançando o corpo, caminham até aos cavalheiros e cada umacumprimenta o seu parceiro, com mesura, levantando levemente a barra da saia. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 87
  • 88. FESTAS JUNINAS04. DAMAS E CAVALHEIROS TROCAR DE LADOOs cavalheiros dirigem-se para o centro. As damas fazem o mesmo.Com os braços levantados, giram pela direita e dirigem-se ao lado oposto. Oscavalheiros vão para o lugar antes ocupado pelas damas. E vice-versa,05. PRIMEIRAS MARCAS AO CENTROAntes do início da quadrilha, os pares são marcados pelo no. 1 ou 2. Ao comando"Primeiras marcas ao centro , apenas os pares de vão ao centro, cumprimentam-se,voltam, os outros fazem o "passo no lugar . Estando no centro, ao ouvir o marcadorpedir balanceio ou giro, executar com o par da fileira oposta. Ouvindo "aos seuslugares , os pares de no. 1 voltam à posição anterior. Ao comando de "Segundasmarcas ao centro , os pares de no. 2 fazem o mesmo.06. GRANDE PASSEIOAs filas giram pela direita, se emendam em um grande círculo. Cada cavalheiro dá amão direita à sua parceira. Os casais passeiam em um grande círculo, balançando osbraços soltos para baixo, no ritmo da música.07. TROCAR DE DAMACavalheiros à frente, ao lado da dama seguinte. O comando é repetido até que cadacavalheiro tenha passado por todas as damas e retornado para a sua parceira.08. TROCAR DE CAVALHEIROO mesmo procedimento. Cada dama vai passar portadas os cavalheiros até ficar aolado do seu parceiro.09. O TÚNELOs casais, de mãos dados, vão andando em fila. Pára o casal da frente, levanta osbraços, voltados para dentro, formando um arco. O segundo casal passa por baixo elevanta os braços em arco. O terceiro casal passa pelos dois e faz o mesmo. Oprocedimento se repete até que todos tenham passado pela ponte.10. ANAVAN TURA doma e o cavalheiro dançam como no TUR. Após uma volta, a dama passa a dançarcom o cavalheiro da frente. O comando é repetido até que cada dama tenha dançadocom todos os cavalheiros e alcançado o seu parceiro.11. CAMINHO DA ROÇADamas e cavalheiros formam uma só fila. Cada dama à frente do seu parceiro.Seguem na caminhada, braços livres,balançando. Fazem o BALANCË, andandosempre para a direita.12. OLHA A COBRADamas e cavalheiros, que estavam andando para a direita, voltam-se e caminham emsentido contrário, evitando o perigo. Vários comandos são usados para este passo:"Olha a chuva , "Olha a inflação , Olha o assalto , "Olha o (cita-se o nome de umpolítico impopular na região). A fileira deve ir deslizando como uma cobra pelo chão.13. É MENTIRADamas e cavalheiros voltam a caminhar para a direita. Já passou o perigo. Era alarmefalso. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 88
  • 89. FESTAS JUNINAS14. CARACOLDamas e cavalheiros estão em uma única fileira. Ao ouvir o comando, o primeiro da filacomeça a enrolar a fileira, como um caracol.15. DESVIARÉ o palavra-chave para que o guia procure executar o caracol, ao contrário, até todosestarem em linha reta.16. A GRANDE RODAA fila é único agora, saindo do caracol. Forma-se uma roda que se movimenta, semprede mãos dados, à direita e à esquerdo como for pedido. Neste passo, temosevoluções. Ouvindo "Duas rodas, damas para o centro ; as mulheres vão ao centro,dão as mãos.Na marcação "Duas rodas, cavalheiros para dentro , acontece o inverso, As rodasobedecem ao comando,movimentando para a direita ou para esquerda. Se o pedidofor "Damas à esquerda e "Cavalheiros à direita ou vice-versa, uma roda se desloca emsentido contrário à outra, seguindo o comando.17. COROAR DAMASVolta-se à formação inicial das duas rodas, ficando as damos ao centro. Oscavalheiros, de mãos dados, erguem os braços sobre as cabeças das damas. Abaixamos braços, então, de mãos dados, enlaçando as damas pela cintura. Nesta posição, sedeslocam para o lado que o marcador pedir.18. COROAR CAVALHEIROSOs cavalheiros erguem os braços e, ao abaixar, soltam as mãos. Passam a manter osbraços balançando, junto ao corpo. São as damas agora, que erguem os braços, demãos dados, sobre a cabeça dos cavalheiros. Abaixam os braços, com as mãosdados, enlaçando os cavalheiros pela cintura. Se deslocam para o lado que omarcador pedir.19. DUAS RODASAs damas levantam os braços, abaixando em seguida. Continuam de mãos dados,sem enlaçar os cavalheiros, mantendo a roda. A roda dos cavalheiros é tambémmantida. São novamente duas rodas, movimentando, os duos, no mesmo sentido ounão, segundo o comando. Até a contra-ordem!20. REFORMAR A GRANDE RODAOs cavalheiros caminham de costas, se colocando entre os damas. Todos se dão asmãos. A roda gira para a direita ou para a esquerda, segundo o comando.21. DESPEDIDADe um ponto escolhido da roda os pares se formam novamente, Em fila, saem noGALOPE, acenando para o público. A quadrilha está terminada. Nas Festas JuninasMineiras, Paranaenses e Paulistas, após o encerramento da quadrilha, os músicoscontinuam tocando e o espaço é liberado para os casais que queiram dançar õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 89
  • 90. FESTAS JUNINASMestre da QuadrilhaLETRA: Djalma da Silveira Allegro / MÚSICA: Paulo Soveral / Contribuição da K-House Jacoca - Conde/PBVIGÁRIO: "Nhá Zefa, cê qué casá com mãe da noiva as muié...esse diabo do Zé Vicente? Caminho da roça...NHÁ ZEFA: Quero, uai! Cada um com seu par... Agora!VIGÁRIO: E vancê, Zé Vicente, qué Quem não tivé dama, pode dançarcasá com Nhá Zefa? Com o Vigário.ZÉ VICENTE: Oi, se quero! Olha a ciranda, roda,roda,VIGÁRIO: Pois então, tão bem casado, as damas por dentro, cavalheiros porcom amor e com alegria! mas vamo fora."logo prã festa, que a barriga tã vazia". E a festança continua,A mesa tá preparada; Continua o arrasta-pé,os conviva vão chegando, dança home com otro homeo quentão vai sê servido, e muié com outra muié.o leitão tã esturricando. Um já gastô a butinas,Tem pipoca, tem pamonha, otro já sentô cansado;mio verde com fartura, as moças dançam com o padre,tem cabrito e frango assado, as véia com o Delegado;tem doce de rapadura; uns ainda tão na mesatem tanta coisa gostosa comendo doce e sargado.que barriga quase fura... A fogueira vai queimandoChame o Mané Sanfoneiro, que dá gosto à gente vê.que o vaile vai começá! As estrela ainda piscandoVamos dançá a quadrilha, o sor quase prá nascê;cada um no seu lugar. tá to mundo esperando"Atenção! O noivo dança com a noiva. otro dia amanhacê...O pai da noiva puxa os home e aVocê quer dançar uma bela Quadrilha? Veja a ordem dos passos de uma forma maissimplificada:Caminho da festa. Caminho da festa.Os cavaleiros cumprimentam as damas. Olha o túnel.As damas cumprimentam os cavaleiros. Formar grande roda.Cavaleiros ao meio. Cavaleiros pra dentro damas pra fora.Balanceio. Formar grande estrela.Faz que vai mas não vai. Caminho da festa.Olha o duplo. As damas passar os cavaleiros praCavaleiros do lado direito das damas. frente.Formar a grande roda. Olha a chuva.As damas pra dentro cavaleiros pra Já parou.fora. A ponte quebrou.Formar a grande estrela. É mentira.Caminho da festa. Olha a cobra.Formar um grande círculo. Já matou.As damas com as mãos para trás. Direita com direita.Passar as damas para trás. Damas ao passeio. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 90
  • 91. FESTAS JUNINASCavaleiros ao passeio. Entra os padrinhos.Passeio geral. O padriho com a noiva.Vai começar o grande baile. Baile Geral.Começou o miudinho. Caminho da roça.Balãozinhodomínio públicoVenha cá, meu balãozinho.Diga aonde você vai. Toda mata pega fogo.Vou subindo, vou pra longe, vou pra Passarinhos vão morrer.casa dos meus pais. Se cair em nossas matas, o que pode acontecer.Ah, ah, ah, mas que bobagem. Já estou arrependido.Nunca vi balão ter pai. Quanto mal faz um balão.Fique quieto neste canto, e daí você Ficarei bem quietinho, amarrado numnão sai. cordão.Cai, Cai Balãodomínio públicoCai, cai balão Não cai não, não cai não, não cai nãoCai, cai balão aqui na minha mão Cai na rua do sabão.Capelinha de MelãoJoão de Barros e Adalberto RibeiroCapelinha de melão Acordai, acordai, acordai, João.é de São João.É de cravo, é de rosa, é de manjericão. Atirei rosas pelo caminho. A ventania veio e levou.São João está dormindo, Tu me fizeste com seus espinhos umanão me ouve não. coroa de flor.Chegou a Hora da FogueiraLamartine BaboChegou a hora da fogueira Eu cortava papel finoÉ noite de São João Pra fazer balãoO céu fica todo iluminado E o balão ia subindoFica o céu todo estrelado Para o azul da imensidãoPintadinho de balão Hoje em dia o meu destinoPensando no caboclo a noite inteira Não vive em pazTambém fica uma fogueira O balão de papel finoDentro do meu coração Já não sobe maisQuando eu era pequenino O balão da ilusãoDe pé no chão Levou pedra e foi ao chão õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 91
  • 92. FESTAS JUNINASIsto É Lá Com Santo AntônioLamartine BaboEu pedi numa oração Implorei a São JoãoAo querido São João Desse ao menos um cartãoQue me desse um matrimônio Que eu levava a Santo AntônioSão João disse que não! Matrimônio! Matrimônio!São João disse que não! Isso é lá com Santo Antônio!Isto é lá com Santo Antônio! São João não me atendendoEu pedi numa oração A São Pedro fui correndoAo querido São João Nos portões do paraísoQue me desse um matrimônio Disse o velho num sorriso:Matrimônio! Matrimônio! Minha gente, eu sou chaveiro!Isto é lá com Santo Antônio! Nunca fui casamenteiro!Implorei a São João São João não me atendendoDesse ao menos um cartão A São Pedro fui correndoQue eu levava a Santo Antônio Nos portões do paraísoSão João ficou zangado Matrimônio! Matrimônio!São João só dá cartão Isso é lá com Santo AntônioCom direito a batizadoNoites de JunhoJoão de Barro e Alberto RibeiroNoite fria, tão fria de junho Balão do meu sonho douradoOs balões para o céu vão subindo Subiste enfeitado, cheinho de luzEntre as nuvens aos poucos sumindo Depois as crianças tascaramEnvoltos num tênue véu Rasgaram teu bojo de listas azuisOs balões devem ser com certeza E tu que invejando as estrelasAs estrelas aqui desse mundo Sonhavas ao vê-las ser astro no céuAs estrelas do espaço profundo Hoje, balão apagado, acabas rasgadoSão os balões lá do céu Em trapos ao léu.Olha Pro Céu Meu AmorJosé Fernandes e Luiz GonzagaOlha pro céu meu amor O céu estava em festaVê como ele está lindo porque era noite de São JoãoOlha prá quele balão multicor Havia balões no arComo no céu vai sumindo. xote, baião no salãoFoi numa noite igual a esta E no terreiro o teu olharque tu me deste o teu coração que incendiou meu coração.Pedro, Antônio e JoãoBenedito Lacerda e Oswaldo SantiagoCom a filha de João Antônio estava chorandoAntônio ia se casar, e Pedro estava fugindo.mas Pedro fugiu com a noivana hora de ir pro altar. E no fim dessa história, ao apagar-se a fogueira,A fogueira está queimando, João consolava Antônio,o balão está subindo, que caiu na bebedeira. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 92
  • 93. FESTAS JUNINASPula a FogueiraGetúlio Marinho e João B. FilhoPula a fogueira, Iaiá Na cidade e na roçaPula a fogueira, Ioiô Em louvor a São JoãoCuidado para não se queimar Nesta noite de folguetoOlha que a fogueira Todos brincam sem medoJá queimou o meu amor A soltar seu pistolãoNesta noite de festança Morena flor do sertãoTodos caem na dança Quero saber se tu ésAlegrando o coração Dona do meu coraçãoFoguetes, cantos e trocaSonho de PapelCarlos Braga e Alberto RibeiroO balão vai subindo, vem caindo a soltei em seu louvor no sonho multicor.garoa. Oh! Meu São João.O céu é tão lindo e a noite é tão boa.São João, São João! Meu balão azul foi subindo devagarAcende a fogueira no meu coração. O vento que soprou meu sonho carregou.Sonho de papel a girar na escuridão Nem vai mais voltar. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 93
  • 94. FESTAS JUNINAS SIIMPATIIAS DE SANTO ANTÔNIIO S MPAT AS DE SANTO ANTÔN O PARA ARRUMAR UM(A) NAMORADO(A) Logo na manhã do Dia dos Namorados, véspera de Santo Antonio, compre um metro de fita azul de qualquer largura e escreva nela o nome completo da pessoa amada. À noite, conte 7 estrelas no céu, sem apontar, e faça um pedido ao Santo para que ele ajude você a conquistar o coração dessa pessoa. No dia seguinte, amarre a fita nos pés da imagem de Santo Antonio e deixe lá, até conseguir arranjar uma pessoa para namorar.PARA QUE O SEU AMOR VOLTECompre um pedaço de papel vermelho, escreva nele o nome da pessoa que você ama e querque volte. Pegue uma foto dela e a cole no papel. Num vaso transparente, coloque meio litrode água benta e sete botões de rosa vermelha. Vá até uma igreja que tenha a imagem deSanto Antônio, coloque o vaso no altar. Em sua casa, acenda sete velas brancas, juntamentecom a fita vermelha de papel com a foto, ofertando-as ao Santo e pedindo pela volta do seuamor.PARA NÃO PERDER A PESSOA AMADAQuem ama deseja prender a pessoa amada na prisão de seus braços e subjugá-la com seuamor, impedindo-a de se afastar de si para sempre. Essa possessividade, característica dapaixão, independente de sexo, idade ou qualquer outro fator, podendo se manifestarindiscriminadamente. Basta amar para querer prender. Se você se sente assim e quer seassegurar de que a pessoa amada não vai deixá-la(o) por outra, faça a seguinte simpatia:Pegue fotografias sua e da pessoa amada, de corpo inteiro, passe cola nas faces das duas ecoloque-as uma de frente para a outra, enrolando um retrós de linha vermelha, em cruz, até ofinal. Cole-as, em seguida, no verso do quadro com a imagem de Santo Antônio, colocando-ona parede do seu quarto, acima da cabeceira de sua cama.Toda manhã, quando se levantar, e à noite, quando for se deitar olhe para os olhos do Santo ementalize seu amor e você, unidos para sempre pela influência de Santo Antônio.PARA SABER SE IRÁ SE CASAREssa é uma curiosidade de toda mulher que atinge a idade de se preocupar comrelacionamentos, amor e paixão. Saber se vai se casar logo ou não é uma expectativa muitointeressante. Se você tem essa curiosidade, faça a seguinte simpatia, uma das maistradicionais para o assunto.Na véspera do dia de Santo Antônio, compre um copo branco e, à meia noite, coloque água.Quebre um ovo galado dentro do copo, com cuidado, para não arrebentar a gema. Deixe nosereno por toda noite. No outro dia, antes do sol nascer, pegue o copo e observe. Se estivercoberto por uma névoa branca você se casara antes do dia de Santo Antônio do próximo ano.PARA SER PEDIDA EM CASAMENTOPegue uma fita vermelha e use-a no sutiã, entre os seios, por sete dias. Após esse prazo,coloque-a dentro de um envelope, lacre-o e coloque-o no altar de Santo Antônio. Reze aoSanto pedindo que realize seu desejo, depois acenda uma vela de sete dias. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO - 94
  • 95. FESTAS JUNINAS Campina Grande - O Maior São João do Mundo Wikipédia, a enciclopédia livre: http://pt.wikipedia.orgEvento anual realizado pela Prefeitura de Campina Grande, Paraíba (Brasil) durante o mês de junho. Comemora-se São João através de danças e quadrilhas. Conheci Campina Grande durante um trabalho jornalístico a convite do amigo e empresário pernambucano Alexandre J. Beltrão Moura, diretor da Light Infocon Tecnologia, produtora do software LightBase e outros. Retornei várias vezes, me apaixonei pela cidade, me apaixonei pelo povo e me tornei paraibano de coração. Mas a cidade tem um destaque especial - Todos os anos, em junho, desde 1983, a cidade de Campina Grande apresenta 30 diasconsecutivos de festa: é O Maior São João do Mundo. A cidade recebe uma quantidadegigante de turistas que chegam de todas as regiões do Brasil e do mundo para viver o clima defesta e para dançar forró.Para a realização do evento, Campina Grande conta com uma ótima infra-estrutura, que faz dafesta de São João um mega evento, capaz de atrair e divertir milhares de pessoas. A festa serealiza no Parque do Povo - que seria similar à Vila do Forró em Caruaru - , que mede 42 mil e500 metros quadrados de área e que se encontra totalmente ornamentado com bandeirolas efogueiras.Durante o mês de junho, Campina Grande vira uma grande quadrilha, decorada por todos oslados, desde as zonas rurais da cidade, incluindo os bairros urbanos até chegar no Parque doPovo.Reduto de violeiros, cordelistas e artistas, a exemplo de Jackson do Pandeiro, Elba Ramalho eGenival Lacerda, a cidade paraibana adota o tradicional forró pé de serra o ano inteiro, aindamais no mês de junho.São mais de 480 atrações exibidas durante os 30 dias de São João: 160 trios de forró, 5 ilhasde forró onde se apresentarão mais de 90 atrações e 6 grandes palcos. Só no palco principalpassam mais de 70 atrações. Haja fôlego para mais de 500 horas de forró.Uma curiosidade: na época do racionamento de energia, em 2001, foi que o Parque do Povoincorporou ainda mais o clima de interior, pois a prefeitura de Campina Grande exigiu quetodas as barracas usassem candeeiros e lampiões para iluminar os seus estabelecimentos,dentre outras mudanças no evento. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 95
  • 96. FESTAS JUNINASPirâmideA Pirâmide é o espaço coberto, que durante as festas juninas ocorre campeonato dasquadrilhas das cidades próximas de Campina Grande e onde forrozeiros podem dançar semse preocupar com as freqüentes chuvas do inverno, que acontecem em junho.Expresso do ForróDentro da programação do São João se destaca o Expresso do Forró, um passeio de trem queacontece nos fins de semana do evento e que leva seus passageiros da Estação Velha, emCampina, até o distrito de Galante, um belo lugarejo repleto de turistas, onde a animação tomaconta das ruas e pavilhões. O trajeto de ida e volta é feito em uma locomotiva toda decoradacom motivos juninos, onde em cada vagão se apresenta um autêntico trio de forró. Aochegarem a Galante os passageiros são recepcionados por quadrilhas juninas e podem seacomodar em pavilhões, onde podem degustar iguarias típicas, ou dançar o forró ao som devárias atrações. A paisagem rural é um convite a um passeio, seja a pé ou de charrete, ondese pode sentir o clima acolhedor da população.Casamento ColetivoAlém das danças e das festas, o São João de Campina oferece diversas outras atrações: emuma delas, o Parque do Povo virá palco de casamento, durante o dia de Santo Antônio, osanto casamenteiro, quando são realizadas dezenas de casamentos conjuntos, no CasamentoColetivo. Muitas pessoas sem poder aquisitivo realizam o sonho do casamento em festas comtudo pago pela Prefeitura da cidade. Já no dia de São João, são reservadas as melhoresatrações e Campina Grande recebe o estrondo de dezenas de fogos de comemoração, pormais de 10 minutos.Sítio São JoãoUm ponto muito importante para visitação turística é o Sítio São João: um cenário rural de 800metros quadrados, que fica no Arraial Luiz Gonzaga e que reproduz o cotidiano de um sítio dopassado no interior nordestino. Ao todo, encontram-se uma Igreja, bodega, uma casa deMangaio, Casa de Farinha (principal atividade econômica da época) e a casa do morador, quepor possuir utensílios e rudimentos utilizados na época, faz o visitante voltar no tempo.Vila Nova da Rainha Outro lugar interessante é a reprodução da época que Campina Grande ainda era vila: a "Vila Nova da Rainha". São 15 casinhas, uma igreja e um coreto, tudo construído em uma arquitetura semelhante a original, onde os turistas podem fazer suas compras de artesanato e confeccionados, produzidos a partir de diversas matérias-primas como madeira, estopa, bucha vegetal, sisal, barro, couro ou tecido. É no pátio das casinhas que acontecem as tradicionais brincadeiras do pau-de-sebo,corrida de saco, burreata, adivinhações... além das corridas de jegue e da fogueira. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 96
  • 97. FESTAS JUNINASCidade CenográficaNeste lugar, pode-se ver réplicas de lugaresimportantes da cidade, formando uma cidadeartesanal, como a Catedral de Nossa Senhora daConceição (18 metros de altura), a primeiraigreja de Campina e atual catedral da Cidade.Réplicas do Museu Histórico e Geográfico deCampina Grande e do Cassino Eldorado (8,5 m)também podem ser encontradas. Tanto omuseu quanto o cassino eram grandes atraçõesnacionais que se apresentavam na cidade nasdécadas de 30 e 50. Até hoje o cassino se encontra na Rua Manuel Pereira de Araújo,na feira Central. Em 2005, fizeram a pavimentação desta área de 2.900 m², facilitandoas danças, tornando-as mais cômodas.Ilhas de ForróPara quem quer dançar muito forró, além dos shows que ocorrem nos 6 palcos, existem 5Ilhas de Forró distribuídas ao longo do Parque do Povo. Essas ilhas são espaços reservadospara danças onde se toca o autêntico forró pé-de-serra. Durante as 30 noites de festas,passam por essas ilhas 90 trios de forró, juntando uma quantidade imensa de pessoas querealmente estão ali para dançar forró de verdade, pois a concentração de forrozeiros é muitogrande. As ilhas são palhoças com um espaço relativamente grande, caracterizadas como aspalhoças juninas da zona rural.Fogueira Cenográfica A fim de tornar o cenário ainda mais em clima junino, todos os anos monta-se uma fogueira gigante, a Fogueira Cenográfica, dentro do Parque do Povo. São 20 metros de altura e é construída a partir de cola, poliuretano, tecido, dentre outros. Ao ver a fogueira, qualquer um diria que foi feita de madeira, de tão perfeita que foi sua construção.Dessa vez é na Pirâmide, um espaço aberto eprivilegiado pela sua extensão grandiosa, onde osforrozeiros podem dançar bem a vontade sem sepreocupar com o espaço. Por aqui passarão 35atrações.Fica aqui a sugestão para a sua próxima Festa Junina –VISITE CAMPINA GRANDE no Estado da Paraíba(tenho certeza de que você vai adorar!). õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 97
  • 98. FESTAS JUNINAS O Maior São João do Mundo em Números• Datas o Palhoças: 3 oData do primeiro evento: 1983 o Telões: 2 oConstrução do Parque do o Lojas de artesanato: Mais de Povo: 1986 50• Duração do evento: 31 dias • Horas de forró: 500• Área do Parque do Povo: 42,5 mil m² • Viagens do trem: 12• Atrações: Mais de 480 o Atrações no Palco principal: 76 • Investimento: 3,5 milhões de reais o Atrações ilha de forró: 90 o Atrações Pirâmide: 35 • Casamento coletivo: 50 casais o Atrações Quadrilhas: 360 o Atrações Grupos Folclóricos: 30 Detalhes: Página oficial do evento:• Estrutura http://www.saojoaodecampina.pb.gov.br/ o Palcos: 6 o Ilhas de forró: 5 Prefeitura de Campina Grande: o Barracas: 337 http://www.campinagrande.pb.gov.br/ o Tablado: 1 õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 98
  • 99. FESTAS JUNINASDEDIIICO::DED C ODED CO A Confraria Velhos Amigos composta por mais de 45 amigos dos bons tempos em que estudava no Colégio Estadual Alexandre Von Humboldt, em Vila Anastácio, SP, e que graças a Internet voltamos a nos encontrar periodicamente depois de 35 anos (Ana Maria Alencar; Arthur Ruy Neto; Celi Audi; Denise Casalino; Edna Gazonatto; Edson Juc; Eliete Correa Lage; Elza Hissae Nakakura; Elza Maria Czank; Enio Juc; Erika Steuer; Estela Mendes; Estela Pereirinha; Franklin Pereira Filho; Geny; Geraldo Ribeiro Junior; Jandyra Valino; José Gomiz Mateo; Luiz Buzas; Lumena; Manoel Fernandes Flores; Mara Lúcia Rocha Moreira; Marcia Barros; Márcia Bossi Da Silva; Marcia De Barros Penteado; Margarida Suzuki; Maria Eduarda Mendes; Marilucia De Barros; Marilúcia Silveira Freitas; Mariza Regina De Souza; Miriam Audi; Nivaldo Tuba; Paulo Roberto Kis; Rachel Chebabo; Ramon; Roberto Del Bianco; Rosana Circelli; Salvador Hernandez; Sandra Marcia Gialourenço Huvos; Sheizi Naka; Sidney Mana; Suiang G Oliveira; Tacito Pedroso; Walkiria e aos que ainda estão chegando...).AGRADEÇO::AGRADEÇO:AGRADEÇO As festas juninas da minha infância que até hoje me trazem muitas saudades... principalmente as do Grupo Escolar Dr Reinaldo Ribeiro da Silva (Vila Anastácio, São Paulo, SP) e do Grupo Escoteiro Botocudos - 181SP (Nacional Atlético Clube)BIIIBLIIIOGRAFIIIA:B B L OGRAF A:B BL OGRAF A Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo (http://www.qdivertido.com.br); Dicionário Aurélio; A cozinha de São João (http://www.procampus.com.br); Receitas selecionadas: festa junina (http://panelinha.ig.com.br); Bem feitinho – Especial - Festas Juninas (http://tvtem.globo.com); Cybercook (http://cybercook.uol.com.br); Shopping Tudo Gostoso (tudogostoso.com.br); Cozinha Light; Muito+receitas (http://www.muitomaisreceitas.com.br); Programa Mais Você – Rede Globo (http://receitas.maisvoce.globo.com); Cozinha Nestlé; Etti; Cuecas na Cozinha (http://www.cuecasnacozinha.com/); Sua Receita (http://www.suareceita.com.br); WikiBooks (http://pt.wikibooks.org); Celepar - Secretaria de Estado do Turismo do Paraná; Caderno de Receitas da Coleção Gostosura Sítio do Picapau Amarelo (Editora Globo); Editora Abril (http://www.abril.com.br); Coisas do Interior (http://coisasdointerior.wordpress.com); Light Infocon Tecnologia S/A (www.lightinfocon.com.br). õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 99
  • 100. FESTAS JUNINASLIIINKS IINTERESSANTES::(((APENAS PARA A VERSÃO ELLETTRÔNIICA)))L N KS N TERESSANTES A PENAS PARA A VERSÃO ELE TR ÔN ICAL NKS NTERESSANTES APENAS PARA A VERSÃO E E RÔN CA MAIS SOBRE FESTAS JUNINAS ORIGENS DAS FESTAS JUNINAS Arraial no Estúdio Dos deuses pagãos à São João Batista Artigos sobre Festa Junina Origens das festas juninas As festas juninas por Rita Amaral Brasil-Cultural - Meu São João RECEITAS JUNINAS Festa junina para as crianças - Especial do Bem Feitinho site Terra Panelinha.com Mundo Caipira Prato Feito O maior São João do mundo Sete receitas de quentão Tudo o que uma festa junina deve ter Viva São João - Festa Junina.com SIMPATIAS E CRENÇAS Wikipédia - Festa Junina Artigo - Salve, salve os Santos padroeiros Pro Campus Simpatias de Santo Antônio Simpatias de São João Para participar de nossa Lista de Discussão envie um e-mail para: comidamateiraescoteira-subscribe@yahoogrupos.com.br 154º GRUPO ESCOTEIRO TABAPUÃ 9º Distrito Escoteiro – Lapa União dos Escoteiros do Brasil Av. Prof. Alfonso Bovero, 935 - SABESP, Perdizes CEP 05019-011, São Paulo, SP, Brasil tabapua@gmail.com õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 100
  • 101. FESTAS JUNINASÍndice analítico1. Abacate Falso ....................................................3 40. Bolo de Fubá Com Goiabada .........................162. Abóbora em Pedaços........................................3 41. Bolo de Jerimum .............................................163. Ambrosia ............................................................3 42. Bolo de Laranja................................................164. Amendoim Com Chocolate ..............................4 43. Bolo de Macaxeira ...........................................165. Amendoim Crocante .........................................4 44. Bolo de Macaxeira Delicioso ..........................176. Amendoim Japonês ..........................................4 45. Bolo de Mandioca (parece Coco)....................177. Amendoim Picante ............................................4 46. Bolo de Mandioca Cremoso ...........................178. Arroz Doce .........................................................4 47. Bolo de Mandioca Com Goiabada .................189. Arroz Doce Crocante.........................................5 48. Bolo de Milho ...................................................1810. Arroz Doce com Leite Condensado...............5 49. Bolo de Milho com Coco.................................1811. Arroz Doce Simples ........................................6 50. Bolo Nega Maluca............................................1912. Arroz Doce Verdadeiro ...................................6 51. Bolo Pão de Ló ................................................1913. Baba de Camelo ..............................................7 52. Bolo de Pinhão ................................................2014. Baba de Moça ..................................................7 53. Bolo Pinhão......................................................2015. Bala de Amendoim ..........................................8 54. Bolo da Roça....................................................2016. Bala de Queijo .................................................8 55. Bolo de Rolo Pernambucano .........................2017. Banana Caramelada ........................................8 56. Bolo de Santo Antônio....................................2118. Banana Especial..............................................8 57. Bolo de São João ............................................2219. Bananada de Casca .........................................9 58. Bolo de Tapioca...............................................2220. Bastão de Chocolate com Pimenta ...............9 59. Bombocado de Coco.......................................2221. Batata Doce Frita .............................................9 60. Bombocado de Mandioca ...............................2222. Biscoitos de Araruta .......................................10 61. Bombocado Mimoso .......................................2323. Biscoitos Fluminenses ...................................10 62. Bombocado de Pinhão....................................2324. Biscoitos de Fubá ...........................................10 63. Brigadeiro.........................................................2325. Biscoitos de Polvilho Lambary ......................11 64. Brigadeiro com Leite de Coco .......................2326. Bolo de Aipim com Coco ................................11 65. Broa de Fubá....................................................2427. Bolo de Amendoim..........................................11 66. Broinha de Fubá ..............................................2428. Bolo de Banana ...............................................12 67. Broinha de Milho Verde ..................................2529. Bolo de Banana (Integral)................................12 68. Calda de Uva ....................................................2530. Bolo Brigadeiro ...............................................12 69. Canjica..............................................................2531. Bolo de Batata Doce .......................................13 70. Canjica com Amendoim..................................2532. Bolo Caneca de 3 Minutos ...............................13 71. Canjica Caipira.................................................2633. Bolo de Cenoura..............................................13 72. Casadinhos de Goiaba....................................2634. Bolo de Chocolate Molhadinho .......................14 73. Casca de Laranja Glaçada ..............................2735. Bolo de Chocolate Sem Farinha .....................14 74. Cocada..............................................................2736. Bolo de Coco ...................................................14 75. Cocada Simples...............................................2737. Bolo Curau de Milho Verde ............................15 76. Cocada de Maracujá........................................2738. Bolo de Fubá....................................................15 77. Compota de Figos Verdes ..............................2839. Bolo de Fubá....................................................15 78. Compota de Frutas..........................................29 õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 101
  • 102. FESTAS JUNINAS79. Compota de Mamão Verde .............................29 121. Mousse de Maracujá .....................................4180. Compota de Mamão Verde .............................29 122. Merenda de Banana.......................................4281. Creme de Morango ..........................................30 123. Paçoca (Farinha de Mandioca).......................4282. Curau ................................................................30 124. Paçoca (Farinha de Milho)..............................4283. Doce de Abóbora.............................................30 125. Paçoca Maizena .............................................4284. Doce de Casca de Banana ..............................31 126. Pamonha ........................................................4385. Doce de Banana com Creme..........................31 127. Pamonha de Milho Verde..............................4386. Doce de Batata Doce.......................................31 128. Pão Doce Rápido............................................4487. Doce de Batata Doce.......................................32 129. Pão de Mel......................................................4488. Doce de Batata Roxa.......................................32 130. Pão de Rapadura ...........................................4589. Doce de Chuchu ..............................................32 131. Pavê de Milho.................................................4690. Doce de Leite ...................................................33 132. Pé-de-Moleque ...............................................4691. Doce de Casca de Mamão...............................33 133. Pé-de-Moleque Achocolatado ......................4692. Doce de Casca de Maracuja............................33 134. Pé-de-Moleque com Leite Condensado ......4793. Doce de Casca de Melão .................................33 135. Pé-de-Moleque com Farinha ........................4794. Doce de Melancia ............................................34 136. Pé-de-Moleque de Mandioca e Chocolate...4795. Docinhos de Abóbora .....................................34 137. Pinhão.............................................................4796. Docinhos de Batata Doce ...............................34 138. Pipoca com Chocolate ..................................4897. Docinhos Beijinho...........................................34 139. Pipoca Colorida .............................................4898. Docinhos Bem-Casados .................................35 140. Pipoca Doce ...................................................4899. Docinhos de Cajuzinho de Amendoim..........35 141. Pipoca no Microondas ..................................49100. Docinhos Olho de Sogra ..............................35 142. Pipoca e Amendoim em Bolinhas................49101. Docinhos do Pedrinho ..................................35 143. Pudim de Goiaba com Casca ........................49102. Filhoses ..........................................................36 144. Pudim de Casca de Goiaba ...........................49103. Fondue de Chocolate....................................36 145. Pudim de Milho Verde ...................................49104. Fudge de Chocolate com Pistache..............36 146. Pudim de Pinhão ...........................................50105. Geléia de Amora ............................................37 147. Quindim ..........................................................50106. Geléia de Casca de Banana ..........................37 148. Quindim de Liquidificador ............................50107. Geléia de Goiaba ...........................................38 149. Rabanadas .....................................................51108. Geléia de Jabuticabas...................................38 150. Rapadurinhas.................................................51109. Geléia de Laranja Cravo ou Tangerina........38 151. Rapadurinhas de Chocolate .........................51110. Geléia de Casca de Mamão...........................38 152. Rapadurinha de Leite com Chocolate .........51111. Geléia de Casca de Melão .............................38 153. Sagu de Leite Condensado ..........................52112. Geléia de Casca de Semente de Marmelo ....39 154. Sagu de Groselha com Baunilha .................52113. Geléia de Morangos ......................................39 155. Sagu com Casca de Abacaxi.........................52114. Geléia de Pêssegos.......................................39 156. Sequilhos de Polvilho ...................................53115. Geléia de Uva .................................................40 157. Sorvete de Milho............................................53116. Iogurte Caseiro ..............................................40 158. Suspiro ...........................................................53117. Kifle – Enroladinho Húngaro...........................40 159. Tapioca com Coco e Castanha ....................53118. Maçã do Amor................................................40 160. Torrone ...........................................................54119. Maria-Mole......................................................41 161. Torrone de Amendoim ..................................54120. Maria-Mole de Casca de Abacaxi .................41 162. Torta Alemã....................................................54 õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 102
  • 103. FESTAS JUNINAS163. Torta de Casca de Banana ............................55 204. Pinhão ao Molho Branco ..............................72164. Torta de Limão...............................................55 205. Pipoca Ardida ................................................72165. Torta de Maçã ................................................56 206. Massa de Pizza de Liquidificador .................73166. Torta Gelada de Chocolate...........................56 207. Massa Italiana de Pizza Fina & Crocante......73167. Trança Doce...................................................57 208. Massa para Pizza Frita ...................................74SALGADOS ...............................................................58SALGADOSSALGADOS 209. Pizza Rápida...................................................74168. Assado de Queijo Mineiro ............................58 210. Pizzinhas da Emília .......................................75169. Bolo Pão de Queijo .......................................58 211. Polenta da Nona ............................................76170. Cachorro Quente ...........................................58 212. Quibe Cru .......................................................76171. Cachorro Quente Rapidinho ........................58 213. Quibe Frito .....................................................76172. Caldinho de Feijão ........................................59 214. Risolis.............................................................77173. Caldinho de Feijão Picante...........................59 215. Rocambole de Polenta ..................................77174. Coxinhas de Galinha .....................................59 216. Sardinhas tipo Conserva ................................78175. Croquete de Carne ........................................60 217. Sopa Creme de Pinhão .................................78176. Croquete de Pinhão ......................................60 218. Sopa de Milho Verde .....................................78177. Cuscuz............................................................60 219. Suflê de Pinhão..............................................79178. Cuscuz Paulista Tradicional.........................61 220. Tomates Secos ..............................................79179. Empadas ........................................................62 BEBIIDAS ...................................................................80 BEB IDAS BEB DAS180. Empadas de Liquidificador .............................62 221. Batida de Banana ..........................................81181. Empadão de Frango......................................63 222. Batida de Morango ........................................81182. Esfiha..............................................................63 223. Batida de Papaia com Laranja .....................81183. Espeto de Frango com Abacaxi...................64 224. Cappuccino com Chocolate .........................81184. Farofa de Arroz ..............................................64 225. Chocolate Quente Especial ...........................82185. Farofa de Banana ..........................................65 226. Limonada Meio Amarga .................................82186. Fondue de Queijo ..........................................65 227. Limonada Suiça .............................................82187. Grelhado a La Tabapuã.................................66 228. Ponche do Capitão Gancho..........................82188. Hambúrguer ...................................................66 229. Quentão ..........................................................83189. Paçoca de Pinhão..........................................67 230. Quentão ..........................................................83190. Panquecas de Pinhão ...................................67 231. Quentão Sem Álcool .....................................83191. Pão de Alho....................................................67 232. Quentão Mineiro ............................................83192. Pão Caseiro....................................................67 233. Quentão de Morango.....................................84193. Pão de Batata com Mortadela ......................68 234. Quentão do Sul (Vinho Temperado)..............84194. Pão de Liquidificador.......................................68 235. Quentão de Vinho..........................................84195. Pão de Queijo ................................................69 236. Refrigerante Escoteiro ..................................84196. Pão de Queijo Mineirinho .............................69 237. Suco da Casca do Abacaxi............................85197. Pãozinho Relâmpago .....................................69 238. Suco da Casca do Abacaxi com hortelã ......85198. Pastel Frito......................................................70 239. Suco da Casca da Lima .................................85199. Pastel Caipira.................................................70 240. Suco Energético com Clorofila ....................85200. Pastel de Forno ..............................................71 241. Suco Tropical.................................................85201. Patê de Talos .................................................71 241. Suco Tropical.................................................86202. Picadinho de Pinhão .....................................71 242. Suco de Uva ...................................................86203. Pinhão Aperitivo............................................71 243. Vinho Quente .................................................86 õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 103
  • 104. FESTAS JUNINAS244. Vinho Quente .................................................86 Pula a Fogueira......................................................93245. Vitamina Especial ..........................................86 Sonho de Papel......................................................93DANÇAS DE QUADRIILHA & MÚSIICAS JUNIINAS ...........87DANÇAS DE QUADR ILHA & MÚS ICAS JUN INASDANÇAS DE QUADR LHA & MÚS CAS JUN NAS SIIMPATIIAS DE SANTO ANTÔNIIO .................................94 S IMPAT IAS DE SANTO ANTÔN IO S MPAT AS DE SANTO ANTÔN OMestre da Quadrilha ..............................................90 PARA ARRUMAR UM(A) NAMORADO(A)............94Balãozinho .............................................................91 PARA QUE O SEU AMOR VOLTE ........................94Cai, Cai Balão ........................................................91 PARA NÃO PERDER A PESSOA AMADA ...........94Capelinha de Melão...............................................91 PARA SABER SE IRÁ SE CASAR ........................94Chegou a Hora da Fogueira .................................91 PARA SER PEDIDA EM CASAMENTO.................94Isto É Lá Com Santo Antônio...............................92 Campina Grande - O Maior São João do Mundo....95Noites de Junho ....................................................92 O Maior São João do Mundo em Números .............98Olha Pro Céu Meu Amor .......................................92 DEDIICO:: ...................................................................99 DED ICO: DED COPedro, Antônio e João ..........................................92 õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 104
  • 105. FESTAS JUNINAS ALDO CHIORATTO G. E. Carajás Nasceu em Campinas, no dia 05 de outubro de 1922. Pertencia ao Grupo Escoteiro Ubirajara, da Associação dos Escoteiros de Campinas; era aluno do Grupo Escolar Orozimbo Maia. Durante o conflito haviam duas entidades que atuavam na gestão do escotismo a Cruzada Escoteira e a Boy Scout Paulista. Ele pertencia a Cruzada, uma vez que ele estava vinculado a um grupo escoteiro de um Grupo Escolar. A segunda entidade atuou na Capital com Escoteiros e no Vale do Paraíba com os Pioneiros, que por sinalfizeram um maravilhoso trabalho relatado em um folheto escrito na época por João Mós.Como escoteiro da Comissão Regional de Campinas e agregado à Cruzada Escoteira Pró-Constituição, foi incorporado nas tropas paulistas, como mensageiro requisitado pelo CoronelMário Rangel.Gozava de grande estima dos Oficiais do Quartel General pela sua vivacidade e simpatia. Seutrabalho era transporte e correspondência da estação ferroviária até o Quartel, em Campinas,que por ser entroncamento ferroviário, era muito assediada pela aviação "Legalista" que, comseus "Vermelhinhos" castigava constantemente a cidade e seus postos de resistência.Em um desses ataques, logo pela manhã do dia 18 de setembro de 1932, uma série de estilhaçosatinge o escoteiro que, ferido mortalmente, não abandona seu bornal de mensageiro. Ele estavaentregando correspondência e o local foi o corredor de uma residência no centro próximo àestação da estrada de ferro Cia Mogiana e Paulista.Aldo Chioratto não resiste e vem a falecer em virtude dos ferimentos. Foram 13 estilhaços... 13são as listas da bandeira de São Paulo.Aldo Chioratto é para o escotismo o protótipo do escoteiro. É, na realidade, a personificação dosegundo mandamento da lei escoteira – “o Escoteiro é leal”; foi leal no cumprimento os seusdeveres, foi leal aos princípios e à necessidade de ser responsável, mesmo que isso lhe custasseà própria vida.Os restos mortais de Aldo repousam hoje no Mausoléu Constitucionalista, ao lado de outrostantos heróis dessa epopéia. Sua memória permanece indelével em nossos corações e, como umsímbolo iluminado em nosso caminho, brilha para Sempre... Alerta até a Eternidade. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 105
  • 106. FESTAS JUNINAS Lecão (Alexandre Fejes Neto) entra no Movimento Escoteiro como Lobinho do Grupo Escoteiro Botocudos (Vila Anastácio, 181SP). Promessado em 1966. No ano seguinte participa de Acampamento Demonstrativo, no Parque do Ibirapuera (SP), onde o destaque foi uma grande ponte pênsil feita de bambu testada com a travessia de um fusca. Em 1973 participa do seu primeiro Indaba. Afasta-se quando atuava como Chefeda Tropa Escoteira.Retorna na década de 90, quando leva seu filho para participar como Lobinho doGrupo Escoteiro Tabapuã (Perdizes, 154SP). Em menos de três meses assumecomo Diretor Presidente da Assembléia do Grupo. Torna-se responsável peloRamo Sênior (desde 2001), assume o cargo de Diretor Presidente do Grupo(2002 a 2008) e também como Diretor Técnico (desde 2005).De 2002 a 2007 produz pela Rádio USP-FM o Boletim dominical ESCOTEIROSON-LINE (divulgando atividades regionais, de grupos e sites interessantes).Na UEB-SP participa em várias coordenadorias: Comunicação (2003), Ramo Sênior (2004 a 2006), Programa de Jovens (2006) e como Coordenador de Espiritualidade (2005/2006). No Pólo Rota dos Bandeirantes, assume seqüencialmente a Coordenadoria do Ramo Sênior (2003 a 2005) e Programa de Jovens (2006). No 9º Distrito Escoteiro Lapa assume como Coordenador do Programa de Jovens (2007), Diretor Presidente (2008);...Desde 2003 desenvolve e-books visando auxiliar os escotistas - todos disponibilizadosgratuitamente, eletronicamente, em versão PDF. õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 106
  • 107. FESTAS JUNINASO Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto está disponibilizando e-books E Listas deDiscussão:Administra Grupo Escoteiro (PARA DIRIGENTES/ESCOTISTAS/ASSISTENTES)Objetivo: Troca de informações que auxiliem na administração dos Grupos Escoteiros.Para participar envie um e-mail para: administragruposescoteiros-subscribe@yahoogrupos.com.brComida Mateira Escoteira (PARA ESCOTISTAS/ASSISTENTES)Objetivo: Trazer sugestões mateiras e coletânea de receitasDisponível: e-books: Receitas para especialidade Cozinheiro / Confeiteiro, dicas gerais), Pipocasso (mais de60 receitas utilizando pipoca), Como Fazer Embutidos, Manual de Sobrevivência ALIMENTAÇÃO, FOGO(como fazer sem utilizar fósforos), PESCA, etcAdesão: No ato vc recebe o e-book Milagres da Cozinha Escoteira ACAMPAMENTO (comida mateira, pãocaçador, como criar utensílios, como preservar alimentos, etc),Para participar envie um e-mail para: comidamateiraescoteira-subscribe@yahoogrupos.com.brConfraria Escoteira (PARA JOVENS & ESCOTISTAS)Objetivo: Divulgar festas nos Grupos, atividades escoteiras e convites diversos que permitam a presença dacomunidade.Para participar envie um e-mail para: confrariaescoteira-subscribe@yahoogrupos.com.brEspiritualidade Escoteira (PARA ESCOTISTAS/ASSISTENTES)Objetivo: Divulgar exemplos de orações, dinâmicas, mensagens, reflexões, etc., que possam ser utilizadasnas atividades.Disponível: Sugestões de orações, dinâmicas, apostila Caçada Fotográfica (7 Pecados Capitais), Deuses &Mitos, etc.Adesão: No ato vc recebe o e-book Espiritualidade Escoteira com 220 Sugestões de OraçõesPara participar envie um e-mail para: espiritualidadeescoteira-subscribe@yahoogrupos.com.br õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 107
  • 108. FESTAS JUNINASJogos & Canções (PARA ESCOTISTAS/ASSISTENTES)Objetivo: Resgatar o tradicional e trazer novas idéias.Disponível: Cancioneiro, Jogos Indígenas (Quarup), variações para o Jogo do Kim, Guia de Atividades eEngenhocas tendo Água como pano de fundo, etc.Adesão: No ato vc recebe Cancioneiro Escoteiro com 326 músicas + Cancioneiro utilizado no curso técnicorealizado no Pólo Borda do Campo com Acordes para Violão e GuitarraPara participar envie um e-mail para: jogosecancoes-subscribe@yahoogrupos.com.brOficina de Programação de Reuniões (PARA ESCOTISTAS/ASSISTENTES)Objetivo: Trazer sugestões de atividades progressivas e atraentes para todos os Ramos.Adesão: No ato vc recebe arquivo Excel com a nova planilha de programação, recheada de sugestões dejogos. Basta copiar e colar.Para participar envie um e-mail para: programacaodereunioes-subscribe@yahoogrupos.com.br Shopping Villa Lobos Av. Nações Unidas, 4777 – Lojas 223 / 224 05477-000 / São Paulo – SP Tel.: 3024-3780 – E-mail: levisvillalobos@superig.com.br õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 108
  • 109. FESTAS JUNINAS (Eliete, SP): Realmente genial, me reportou para aqueles anos das festasque hoje já não se tem mais, e despertou não só uma saudade gostosa, mas meu paladar também. Obrigada mesmo... õ¿õ Lecão Centro de Difusão do Conhecimento Escoteiro ALDO CHIORATTO -- 109