Apresentação dos resultados 4 t10

220 views
173 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
220
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
84
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação dos resultados 4 t10

  1. 1. Apresentação InstitucionalCOMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULOResultados Financeiros - Dezembro de 2010
  2. 2. 222Destaques: 2010O volume de gás distribuído atingiu 4,9 milhões de m³ em 2010, um aumento de 15,2% em relação à 2009;Contínuo crescimento no segmento residencial: mais de 108 mil novos domicílios conectados no ano;O número total de medidores cresceu 9,12% ao longo do ano, atingindo a marca de 767.214;No ano de 2010 foram declarados R$ 427 milhões na forma de dividendos e juros sobre capital próprio;Ano de forte valorização das ações da Comgás, as preferenciais (CGAS5) aumento de 19,08% e 22,03% devalorização das ordinárias (CGAS3).A companhia encerrou o ano com saldo acumulado negativo de R$ 230 milhões no Conta CorrenteRegulatório;Os investimentos da Comgás totalizaram R$ 405 milhões em 2010Assinatura de contratos com European Investment Bank (EIB) no valor total de € 200 milhões parainvestimentos destinados à expansão da Companhia;Adoção das normas contábeis internacionais (IFRS) a partir do segundo trimestre de 2010;
  3. 3. 333Em Mil M3* Excluindo TermogeraçãoVolume por Segmento4T10 3T10 4T09∆4T10/3T10∆4T10/4T0912M10 12M09∆12M10/12M0942.956 46.958 37.209 -8,52% 15,44% RESIDENCIAL 162.849 143.980 13,11%26.679 26.396 26.395 1,07% 1,08% COMERCIAL 101.169 95.399 6,05%907.780 946.874 898.656 -4,13% 1,02% INDUSTRIAL 3.688.066 3.313.937 11,29%138.897 117.238 123 18,47% N.A TERMOGERAÇÃO 307.620 20.706 N.A.93.870 91.217 86.815 2,91% 8,13% COGERAÇÃO 332.581 318.139 4,54%77.051 76.594 92.953 0,60% -17,11% AUTOMOTIVO 317.675 368.804 -13,86%1.287.234 1.305.277 1.142.151 -1,38% 12,70% 4.909.960 4.260.965 15,23%12,5 12,9 12,4 -3,34% 0,55% MMm³/dia* 12,6 11,6 8,54%
  4. 4. 444* UDAs (Unidade Domiciliar Autônoma)Medidores por Segmentodez/10 set/10 dez/09∆dez10/set10∆dez10/dez09756.080 735.967 692.448 RESIDENCIAL 2,73% 9,19%977.750 945.327 869.138 NÚMERO DE UDAs* 3,43% 12,50%9.760 9.568 9.265 COMERCIAL 2,01% 5,34%982 974 973 INDUSTRIAL 0,82% 0,92%2 2 2 TERMOGERAÇÃO 0,00% 0,00%23 20 23 COGERAÇÃO 15,00% 0,00%367 373 373 AUTOMOTIVO -1,61% -1,61%767.214 746.904 703.084 2,72% 9,12%
  5. 5. 5553,4%2,2%77,8%0,5%7,5%8,7%RESIDENCIALCOMERCIALINDUSTRIALTERMOGERAÇÃOCOGERAÇÃOAUTOMOTIVO3,3%2,1%75,1%6,3%6,8%6,5%2010Em Milhões de M320094.261 4.91015,23%Volumes Distribuídos por Segmento
  6. 6. 6669,9%4,1%73,8%2,0%4,5%5,7%9,1%4,1%74,3%0,2%4,6%7,7%RESIDENCIALCOMERCIALINDUSTRIALTERMOGERAÇÃOCOGERAÇÃOAUTOMOTIVOEm R$ milReceita Bruta por Segmento20102009-1,85%4.911.218 4.820.189
  7. 7. 77719,6%6,9%65,8%0,7%2,8%4,2%16,7%6,5%67,6%0,0% 3,4%5,8%RESIDENCIALCOMERCIALINDUSTRIALTERMOGERAÇÃOCOGERAÇÃOAUTOMOTIVOMargem de Contribuição por Segmento20102009Em R$ mil1.515.4681.663.231-8,88%
  8. 8. 888CONTRATOSContrato Firme: nesta modalidade contratual o suprimento de gás natural não pode ser interrompido;Contrato Firme Flexível: modalidade na qual a Petrobras fornecerá o gás natural ou ressarcirá o custo adicional referente ao consumo decombustível alternativo pelo cliente desta modalidade. O suprimento de gás natural pode ser interrompido por critério da Petrobras, mas sem orisco de indisponibilidade de insumo energético alternativo para os clientes da Comgás. Todos os impactos financeiros decorrentes desta operação(tanto dos clientes quanto da Comgás) serão suportados pela Petrobras;Fornecimento de Gás Natural: CONTRATOS
  9. 9. 999Desempenho FinanceiroEm R$ mil4T10 3T10 4T09∆4T10/3T10∆4T10/4T0912M10 12M09∆12M10/12M091.050.216 1.084.078 1.032.820 -3,12% 1,68%Receita Líquida de Vendas e/ ouServiços4.095.343 4.116.279 -0,51%-677.148 -642.142 -616.456 5,45% 9,85% Custo de Bens e/ ou Serviços Vendidos -2.575.560 -2.444.000 5,38%373.068 441.936 416.364 -15,58% -10,40% RESULTADO BRUTO 1.519.783 1.672.279 -9,12%-102.753 -85.822 -97.352 19,73% 5,55% Desp. Com Vendas, Gerais e Adm. -331.809 -308.818 7,45%270.315 356.115 319.012 -24,09% -15,26% LAJIDA 1.187.974 1.363.461 -12,87%-53.976 -52.392 -49.505 3,02% 9,03% Depreciações e Amortizações -209.702 -177.602 18,07%-33.900 -37.032 -39.112 -8,46% -13,33% Financeiras -134.590 -175.731 -23,41%-1.483 -4.969 -4.034 -70,15% -63,24% Outras op. -6.446 -30.491 -78,86%180.956 261.721 226.361 -30,86% -20,06% RESULTADO OPERACIONAL 837.236 979.637 -14,54%127.322 188.335 176.329 -32,40% -27,79% LUCRO/PREJUÍZO DO PERÍODO 579.980 690.394 -15,99%Em conformidade com a Legislação Contábil anterior-72.211 -102.147 -123.336 -29,31% -41,45% CONTA CORRENTE (gerado/repassado) -259.008 -498.940 -48,09%202.628 255.966 193.389 -20,84% 4,78% LAJIDA 934.139 838.239 11,44%80.281 121.536 95.806 -33,94% -16,20% LUCRO LÍQUIDO 412.792 367.867 12,21%
  10. 10. 101010Indicadores Financeiros4T10 3T10 4T09 12M10 12M0911,5 11,7 10,9 Valor Patrimonial por ação ($) 11,5 10,91,1 1,6 1,5 Lucro Líquido por ação ($) 4,8 5,81,0 1,0 1,1 Dívida Líquida sobre Patrimônio Líquido (x) 1,0 1,11,1 1,1 1,0 Dívida Líquida sobre LAJIDA (x) 1,1 1,00,7 0,8 0,7 Liquidez corrente (x) 0,7 0,735,5% 40,8% 40,3% Margem Bruta (%) 37,1% 40,6%12,1% 17,4% 17,1% Margem Líquida (%) 14,2% 16,8%25,7% 32,8% 30,9% Margem LAJIDA (%) 29,0% 33,1%13,2% 19,2% 18,8% Retorno sobre o ativo (%) 15,1% 18,4%37,0% 53,8% 54,1% Retorno sobre o Patrimônio Líquido (%) 42,1% 53,0%Em conformidade com a Legislação Contábil anterior31,8% 33,6% 30,3% Margem Bruta (%) 33,1% 29,5%8,4% 12,0% 10,0% Margem Líquida (%) 10,8% 9,5%21,1% 25,2% 20,2% Margem LAJIDA (%) 24,4% 21,6%
  11. 11. 111111282309234 2165410665 27172230922011 2012 2013 2014 2015 2016 edepoisEm moeda Estrangeira Em moeda Nacional6033471.0161.106dez/09 dez/10Curto Prazo Longo PrazoValores em R$ MilhõesEndividamentoTotalEstrutura de EndividamentoAgingdaDívidadeLPBNDESOutrosComposição EndividamentoValores em R$ Milhões37%24%63% 76%1.4531.6191.425 1.419 1.352 1.360 1.3081,051,071,10 1,10 1,101,091,021,080,970,954T09 1T10 2T10 3T10 4T10Endividamento Líquido Dívida Líquida sobre EBITDA Dívida Líquida sobre PL
  12. 12. 121212D = 111Saldo da conta de gás a recuperar: Efeito CaixaEvolução do Saldo do Conta CorrenteD = 102D = 73D = 61D = 204D = 17R$MilhõesD = 123D = 68
  13. 13. 131313Remuneração Total ao AcionistaANO DE 2010Dividendos declarados:R$ 28,1 milhões, relativo ao lucro do exercício findo em dezembro de 2009, pago em 31 de maio de 2010;R$ 286,9 milhões, relativo ao lucro dos exercícios anteriores, pagos da seguinte forma: R$ 76,9 milhões em 30 de junho de 2010; R$ 110,0 milhões em 31 de agostode 2010; e R$ 100,0 milhões em 30 de novembro de 2010;R$ 50 milhões, relativo à conta de reserva de retenção do lucro líquido do exercício findo em dezembro de 2009, pago em 17 de dezembro de 2010.JCP declarados:R$ 34,4 milhões, relativo ao lucro dos exercícios de 2010, pago em 30 de julho de 2010;R$ 9,5 milhões, relativo ao lucro do exercício de 2010, pago em 30 de setembro de 2010;R$ 9,5 milhões, relativo ao lucro do exercício de 2010, pago em 30 de novembro de 2010;R$ 8,9 milhões, relativo ao lucro do exercício de 2010, pago em 31 de janeiro de 2011.Em R$ MilhõesPAY OUT
  14. 14. 141414InvestimentosMais de R$ 3,5 bilhões de investimentos no períodoOBS: UDA’ s ADICIONADAS (em 12 meses): 108.612R$ milhõesPrincipais Projetos:EXTENSÃO DE REDE (em mil):Dez /09: 6.257 KmDez/10: 6.900 KmD: 643 KmTaubatéCampinasAmericanaGuarulhosSantosNovos projetos:JundiaíSanto AndréPiracicabaHortolândia2,5 2,6 2,93,3 3,6 3,94,5 4,9 5,15,76,26,91999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010100229200230276474426 397 403 409 4052000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010* A partir de 2009 valores contabilizados em IFRS
  15. 15. 151515As afirmações contidas neste documentorelacionadas a perspectivas sobre os negócios,projeções sobre resultados operacionais efinanceiros e aquelas relacionadas a perspectivasde crescimento da COMGÁS são meramenteestimativas e, como tais, são baseadasexclusivamente nas expectativas da diretoria sobreo futuro dos negócios. Essas expectativasdependem, substancialmente, das condições demercado, do desempenho da economia brasileira,do setor de negócios e dos mercados internacionaise, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio.
  16. 16. 161616RELAÇÕES COM INVESTIDORESinvestidores@comgas.com.brwww.comgas.com.br/investidoresROBERTO LAGEDiretor de Finanças eRelações com InvestidoresPAULO POLEZISuperintendente de Tesouraria eRelações com InvestidoresRENATA OLIVAGerenteRelações com InvestidoresALEXANDRE PALHARESRelações com InvestidoresRua Olimpíadas, nº 205, 10º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-000 / São Paulo - SP - Brasil

×