Fisica exercicios resolvidos 009

18,044 views
17,775 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
18,044
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
166
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fisica exercicios resolvidos 009

  1. 1. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)O ELITE CURITIBA é líder disparado de EFOMM 2012: 4 aprovados de 5 do Paranáaprovações em escolas militares no Paraná. ANDRESSA DA SILVA VIANNA ARTHUR MEDEIROS TIMM DE LIMAConfira alguns resultados: BRUNA SALOMÃO CABRAL LUCAS SANTANA EGEA ESPCEX – 63 aprovados! 2011: 3 aprovados 2011: 11 aprovados (incluindo o 2º e 3º do Paraná) 2010: 13 aprovados Escola Naval 2009: 10 aprovados (incluindo 5 entre os 10 2011: 3 aprovados (únicos do Paraná) primeiros do Paraná) 2008: 11 aprovados (incluindo o 1º e o 2º do Paraná) 2007: 9 aprovados 2006: 9 aprovados AFA – 118 aprovados! EPCAr – nova turma! 2012: 19 aprovados de 25 do Paraná (incluindo 3 2012: 4 aprovados de 5 do Paraná alunos entre os 15 primeiros do Brasil) BRUNO HENRIQUE DE AGUIAR FÁBIO SCHUBERT GELBCKE DIEGO JONATAN BERTOLO MARIO CASTELLO BRANCO GOMES FELIPE DE FREITAS RAFAEL NERONE GADENS LUCAS TEIXEIRA MARTINS GABRIEL HENRIQUE VIANA FELICIO BRUNA SALOMÃO CABRAL Colégio Naval – nova turma! CARLOS ALEXANDRE NOVAK MADUREIRA 2012: 6 aprovados na 1ª fase (100% da turma) MATHEUS NAMI BERTOLDI DANIEL FIGEUIRA SAUTCHUK GIANCARLO DO PRADO FRASSON DIEGO JONATAN BERTOLO RUAN HENRIQUE COLOMBO EDSON BAREIRO FILHO RENAN LUIZ OTAVIO KICHEL DA SILVA LUCAS BUTSCHKAU VIDAL PEDRO BAZIA NETO MATHEUS MACHADO VIANNA ALESSANDRA CAROLINE LOVISETTO TRENTIN PÉRICLES JOSÉ CARNEIRO JUNIOR CESAR PEREIRA DE FREITAS LUCIANA RODRIGUES SILVA RAFAEL FERNANDES DOMINGUES Turma de Extensivo com resultados crescentes na Federal do Paraná: JOSÉ ÂNGELO STIVAL NETO JOÃO EDUARDO PEDROSA UFPR FERNANDO BARREIROS BOLZON 2011: 21 aprovados (turma de 30 alunos) FÁBIO NADAL GRIGOLO 2010: 16 aprovados (Tânia Hadas em Medicina) 2011: 28 aprovados 2009: 17 aprovados 2010: 22 aprovados 2008: 9 aprovados 2009: 14 aprovados de 20 do Paraná (incluindo o 2º 2007: 70% de aprovação na 1ª fase lugar geral do Brasil) 2006: 2008: 14 aprovados 1° Lugar em Eng. Mecânica 2007: 10 aprovados de 14 do Paraná 2° Lugar em Eng. Eletrônica 2006: 11 aprovados de 18 do Paraná 2005: 1ºLugar em Direito (matutino) ITA – 17 aprovados! 1ºLugar em Relações Públicas Em 2011, dos 5 aprovados no ITA do Sul do Brasil, 4 são do Elite Curitiba. UFTPR 2011: BRUNA HALILA MORRONE 2011: BERNARDO MOSCARDINI FABIANI 2010: 16 aprovados. 2011: DANIEL CAUEH DUNAISKI FIGUEIRA LEAL 2009: 36 aprovados 2011: ROBERTO BRUSNICKI 2008: 30 aprovados 2010: TARCÍSIO AUGUSTO BONFIM GRIPP 1º, 2º e 4º lugares – Eng. Ind. Mecânica 2010: ALLISON FAUAT SCHRAIER 1º e 2º lugares – Eng. Eletrônica / Eletrotécnica 2009: LEONARDO FRISSO MATTEDI 1º lugar – Eng. de Computação 2008: JULIANO A. DE BONFIM GRIPP 2007: 17 aprovados 2008: LUCAS BRIANEZ FONTOURA 2008: MAURICIO FLAVIO D. DE MORAES 2006: 22 aprovados 2007: CAMILA SARDETO DEOLINDO 1° Lugar em Eng. Mecânica 2007: VITOR ALEXANDRE C. MARTINS 2° Lugar em Eng. Eletrônica 2006: GABRIEL KENDJY KOIKE 2006: RICARDO ITIRO SABOTA TOMINAGA 2006: YVES CONSELVAN Só no ELITE você encontra: 2005: EDUARDO HENRIQUE LEITNER - Turmas reduzidas de alto desempenho e direcionadas por 2005: FELLIPE LEONARDO CARVALHO concursos IME – 54 aprovados! - Carga elevada de simulados e exercícios 2011: 9 aprovados de 12 do Sul do Brasil - Exatas no mais alto nível, com professores do ITA e IME 2010: 5 aprovados de 5 do Paraná - Revisão dos últimos 10 anos dos concursos 2009: 6 aprovados de 8 do Sul do Brasil 2008: 12 aprovados 2007: 11 aprovados de 16 do Paraná 2006: 4 aprovados (únicos do Paraná) 2005: 7 aprovados (3 únicos convocados do Paraná) EEAR 3013-5400 2012: 17 aprovações 2011: 6 aprovações (incluindo o 1º lugar geral do Brasil – Larissa Polli da Costa) 2009: 3 aprovações 2008: 4 aprovações (incluindo os 2ºs lugares dos Novo endereço: Rua Inácio Lustosa, 281 grupos 1 e 2) 2006: 2 convocados ao lado do Shopping Mueller Acesse: www.elitecuritiba.com.br CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -1- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  2. 2. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I) FÍSICA Considerando a aceleração gravidade igual a 1001. Um corpo de massa 4 kg está em queda m/s2, podemos afirmar que a densidade dolivre no campo gravitacional da Terra e não há líquido é de:nenhuma força dissipativa atuando. Em a) 1,1.105 kg/m3determinado ponto, ele possui uma energia b) 6,0.104 kg/m3potencial, em relação ao solo, de 9 J, e sua c) 3,0.104 kg/m3energia cinética vale 9 J. A velocidade do corpo, d) 4,4.103 kg/m3ao atingir o solo, é de: e) 2,4.103 kg/m3a) 5 m/sb) 4 m/s Solução: Ec) 3 m/s p 2 = p1 + ρ ⋅ g ⋅ x ⇒ 2,2 ⋅ 10 5 = 1,0 ⋅ 10 5 + ρ ⋅ 10 ⋅ 5 ⇒d) 2 m/s 1,2 ⋅ 10 5 = 50 ⋅ ρ ⇒e) 1 m/s ρ = 2,4 ⋅ 10 3 kg m 3Solução: CQuando o corpo atingir o solo seus 18 J de 04. Um fio de cobre possui uma resistência R.Energia Mecânica já terão sido convertidos Um outro fio de cobre, com o triplo docompletamente para Energia Cinética: comprimento e a metade da área da seção transversal do fio anterior, terá uma resistência mv 2 igual a:18 = → v = 3 m/s 2 a) 2R/3 b) 3R/2 c) 2R d) 3R e) 6R Solução: E02. Um canhão, inicialmente em repouso, de ρ ⋅ l1 ρ ⋅ l 2 ρ ⋅ 3l 1 ρ ⋅ l1 R1 = R2 = = =6 = 6 R1massa 600 kg, dispara um projétil de massa 3 A1 A2 A1 2 A1kg com velocidade horizontal de 800 m/s.Desprezando todos os atritos, podemos afirmarque a velocidade de recuo do canhão é de: 05. Uma barra horizontal rígida e de pesoa) 2 m/s b) 4 m/s c) 6 m/s desprezível está apoiada em uma base no pontod) 8 m/s e) 12 m/s O. Ao longo da barra estão distribuídos três cubos homogêneos com pesos P1, P2 e P3 eSolução: B centros de massa G1, G2 e G3 respectivamente.Conservação da quantidade de movimento: O desenho abaixo representa a posição dosQ0 , SIS = Q f , SIS ⇒ cubos sobre a barra com o sistema em0 = −600 ⋅ vC + 3 ⋅ 800 ⇒ vC = 4 m/s equilíbrio estático.03. A pressão p no interior de um líquidohomogêneo, incompressível e em equilíbrio,varia com a profundidade x de acordo com ográfico abaixo. O cubo com centro de massa em G2 possui peso igual a 4P1 e o cubo com centro de massa em G3 possui peso igual a 2P1. A projeção ortogonal dos pontos G1, G2, G3 e O sobre a reta r paralela à barra são, respectivamente, os pontos C1, C2 e C3 e O´. A distância entre os pontos C1 e O´ é de 40 cm e a distância entre os pontos C2 e O´ é de 6 cm. Nesta situação, a distância entre os pontos O´ e C3 representados no desenho, é de: a) 6,5 cm b) 7,5 cm c) 8,0 cm d) 12,0 cm e) 15,5 cm CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -2- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  3. 3. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)Solução: C 08. Sob a ação exclusiva de um campoDo equilíbrio dos Torques calculados em relação magnético uniforme de intensidade 0,4 T, umao ponto O (com distâncias em centímetros em próton descreve um movimento circularambos os lados da equação), chamando de x a uniforme de raio 10 mm em um planodistância que responde a questão, temos: perpendicular à direção deste campo. A razão entre a sua massa e a sua carga é de 10-8 kg/C.40 P1 = 6 P2 + x P3 A velocidade com que o próton descreve este40 = 6 4 + 2 x movimento é de:x = 8 cm a) 4 105 m/s b) 2 105 m/s c) 8 104 m/s06. Dois blocos metálicos de materiais d) 6 104 m/sdiferentes e inicialmente à mesma temperatura e) 5 103 m/ssão aquecidos, absorvem a mesma quantidadede calor e atingem uma mesma temperatura Solução: Afinal sem ocorrer mudança de fase. Baseado O movimento realizado pelo próton é circular enessas informações, podemos afirmar que eles uniforme porque a força magnética atuapossuem o o(a) mesmo(a): exatamente como resultante centrípeta.a) densidade Sendo q a carga do próton, v sua velocidade, Bb) calor específico o valor do campo magnético, m a massa doc) volume próton e R o raio da trajetória circular descritad) capacidade térmica pelo próton, temos:e) massa mv 2 qvB = RSolução: D qBRAs informações fornecidas no enunciado →v= m(mesma quantidade de calor absorvida emesma variação de temperatura) permitem  1  v =  −8  ⋅ 0, 4 ⋅10 ⋅10−3afirmar que os dois blocos possuem a mesma  10 capacidade témica (C), que é o produto da v = 4 ⋅105 m/smassa pelo calor específico de cada um. Ouseja: Q1 ∆T1 = Q2 ∆T2 = C = m1 ⋅ c1 = m2 ⋅ c2 09. Para um gás ideal ou perfeito temos que: a) as suas moléculas não exercem força uma07. Um corpo de massa igual a 4 kg é sobre as outras, exceto quando colidem.submetido à ação simultânea e exclusiva de b) as suas moléculas têm dimensõesduas forças constantes de intensidade iguais a consideráveis em comparação com os espaços4 N e 6 N, respectivamente. O maior valor vazios entre elas.possível para a aceleração desse corpo é de: c) mantido o seu volume constante, a suaa) 10,0 m/s2 pressão e a sua temperatura absoluta sãob) 6,5 m/s2 inversamente proporcionais.c) 4,0 m/s2 d) a sua pressão e o seu volume, quandod) 3,0 m/s2 mantida a temperatura constante, sãoe) 2,5 m/s2 diretamente proporcionais. e) sob pressão constante, o seu volume e a suaSolução: E temperatura absoluta são inversamenteObtemos a maior aceleração possível para um proporcionais.corpo quando é máxima a força resultante quesobre ele atua, o que certamente ocorrerá Solução: Aquando as duas forças atuantes concordarem As forças intermoleculares são desprezadas noem direção e sentido. modelo de gás ideal, levando-se em contaNeste caso a força resultante terá intensidade apenas as forças relacionadas às colisõesde 10 N, o que emprega 2,5 m/s2 de aceleração perfeitamente elásticas das moléculas de gása um corpo de 4 kg. com as paredes do recipiente que as contém. O CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -3- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  4. 4. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)tamanho das moléculas é desprezível quando ∆U = −1,8 ⋅ 10 3 − (−0,8 ⋅ 10 3 ) = −1,0 ⋅ 10 3 Jcomparado com o tamanho do recipiente e astransformações gasosas obedecem à lei p1 ⋅ V1 T1 = p 2 ⋅ V2 T2 , portanto, existe 12. Um circuito elétrico é constituído por umproporcionalidade direta entre pressão e resistor de 4 ohms e outro resistor de 2 ohms.temperatura (com volume constante) e entre Esse circuito é submetido a uma diferença devolume e temperatura (com pressão constante) potencial de 12 V e a corrente que passa pelose proporcionalidade inversa entre pressão e resistores é a mesma. A intensidade destavolume (com temperatura constante). corrente é de: a) 8 A b) 6 A10. Uma força constante F de intensidade 25 N c) 3 Aatua sobre um bloco e faz com que ele sofra um d) 2 Adeslocamento horizontal. A direção da força e) 1 Aforma um ângulo de 60° com a direção dodeslocamento. Desprezando todos os atritos, a Solução: Dforça faz o bloco percorrer uma distância de 20 Se a corrente que passa pelos resistores é am em 5 s. A potência desenvolvida pela força é mesma, eles estão associados em série, ede: portanto temos: U = REQ i 12 = ( 4 + 2 ) i i=2A 13. O gráfico abaixo representa a velocidade (v) de uma partícula que se desloca sobre uma reta em função do tempo (t). O deslocamento da partícula, no intervalo de 0 s a 8 s, foi de:a) 87 Wb) 50 Wc) 37 Wd) 13 We) 10 WSolução: BO trabalho realizado pela força foi de (25 N) (20m) cos 60° = 250 J250 J em 5 s corresponde a uma potência de 50W.11. Um gás ideal sofre uma transformaçãoisobárica sob a pressão de 4.103 N/m2 e o seuvolume diminui 0,2 m3. Durante o processo, o a) – 32 mgás perde 1,8.103 J de calor. A variação da b) – 16 menergia interna do gás foi de: c) 0 ma) 1,8.103 J b) 1,0.103 J c) -8,0.102 J d) 16 md) -1,0.103 J e) -1,8.103 J e) 32 mSolução: D Solução: CTrabalho realizado sobre o gás: A área abaixo do gráfico em regiões deτ = p ⋅ ∆V = 4 ⋅ 10 ⋅ (−0,2) = −0,8 ⋅ 10 3 J 3 velocidade positiva (primeiro quadrante) representa deslocamentos positivos, enquantoCalor perdido pelo gás: que a área acima do gráfico em regiões deQ = −1,8 ⋅ 10 3 J velocidade negativa (quarto quadrante)1ª Lei da Termodinâmica: Q = τ + ∆U ⇒ ∆U = Q − τ ⇒ CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -4- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  5. 5. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)representa deslocamentos negativos, 15. Consideramos que o planeta Marte possuiretrógrados. um décimo da massa da Terra e um raio igual àComo no gráfico apresentado estas regiões são metade do raio do nosso planeta. Se o móduloequivalentes, o deslocamento final é nulo. da força gravitacional sobre um astronauta naOutra maneira de resolver seria pensar na superfície da Terra é igual a 700 N, navelocidade média: como a velocidade é uma superfície de Marte seria igual a:reta no tempo, trata-se de MRUV, no qual a a) 700 N b) 280 N c) 140 Nvelocidade média coincide com a média d) 70 N e) 17,5 Naritmética das velocidades inicial e final. Comoa velocidade inicial é 4 m/s e a velocidade final Solução: Bé de – 4 m/s, a velocidade média é nula, sendo G ⋅ M M G ⋅ M T 10 G ⋅ MT gM = = = 0,4 ⋅ = 0,4 ⋅ g Tnulo também o deslocamento médio. RM 2 ( RT 2) 2 RT 2 P PM = T ⋅ g M = 700 ⋅ 0,4 = 280 N gT14. Um lançador de granadas deve serposicionado a uma distância D da linha verticalque passa por um ponto A. Este ponto estálocalizado em uma montanha a 300 m de altura 16. Um objeto preso por uma mola deem relação à extremidade de saída da granada, constante elástica igual a 20 N/m executa umconforme o desenho abaixo. movimento harmônico simples em torno da posição de equilíbrio. A energia mecânica do sistema é de 0,4 J e as forças dissipativas são desprezíveis. A amplitude de oscilação do objeto é de: a) 0,1 m b) 0,2 m c) 1,2 m d) 0,6 m e) 0,3 m Solução: B k ⋅ A2 20 ⋅ A 2 E MEC = E POT , MAX = ⇒ 0,4 = ⇒ A = 0,2m 2 2A velocidade da granada, ao sair do lançador, éde 100 m/s e forma um ângulo " α ” com a 17. Um objeto é colocado sobre o eixo principalhorizontal; a aceleração da gravidade é igual a de uma lente esférica delgada convergente a 7010 m/s2 e todos os atritos são desprezíveis. cm de distância do centro óptico. A lente possuiPara que a granada atinja o ponto A, somente uma distância focal igual a 80 cm. Baseado nasapós a sua passagem pelo ponto de maior informações anteriores, podemos afirmar que aaltura possível de ser atingido por ela, a imagem formada por esta lente é:distância D deve ser de: a) real, invertida e menor que o objeto.Dados: cos α = 0,6 sen α = 0,8 b) virtual, direita e menor que o objeto. c) real, direita e maior que o objeto.a) 240 m b) 360 m c) 480 m d) 600 m d) virtual, direita e maior que o objeto.e) 960 m e) real, invertida e maior que o objeto.Solução: D Solução: Dh = h0 + v0 y ⋅ t − g ⋅ t 2 2 ⇒ 300 = 100 ⋅ 0,8 ⋅ t − 5 ⋅ t 2 ⇒ Aplicando a equação dos pontos conjugados:t 2 − 16 ⋅ t + 60 = 0 ⇒ t = 6s e t"= 10s 1 1 1 1 1 1 = + ⇒ = + ⇒ p = −560cmComo deseja-se que a granada atinja o alvo f p p 80 70 p após passar pelo ponto mais alto de sua Aplicando a equação do aumento lineartrajetória, tem-se que: transversal, temos:t = 10 s . i p (−560) A= =− =− =8Logo: D = v x ⋅ t = 100 ⋅ 0,6 ⋅ 10 = 600m o p 70 Como p < 0 , A > 0 e A > 1 então a imagem formada é virtual, direita e maior que o objeto. CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -5- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  6. 6. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)18. Um avião bombardeiro deve interceptar um 20. Um automóvel percorre a metade de umacomboio que transporta armamentos inimigos distância D com uma velocidade média de 24quando este atingir um ponto A, onde as m/s e a outra metade com uma velocidadetrajetórias do avião e do comboio se cruzarão. média de 8 m/s. Nesta situação, a velocidadeO comboio partirá de um ponto B, às 8h, com média do automóvel, ao percorrer toda auma velocidade constante igual a 40 km/h, e distância D, é de:percorrerá uma distância de 60 km para atingir a) 12 m/so ponto A. O avião partirá de um ponto C, com b) 14 m/svelocidade constante igual a 400 km/h, e c) 16 m/spercorrerá uma distância de 300 km até atingir d) 18 m/so ponto A. Consideramos o avião e o comboio e) 32 m/scomo partículas descrevendo trajetóriasretilíneas. Os pontos A, B e C estão Solução: Arepresentados no desenho abaixo. Chamando de t1 e t2 os intervalos de tempo que o automóvel levou para percorrer a primeira e a segunda metade do caminho, respectivamente, temos: D v=Para conseguir interceptar o comboio no ponto t1 + t2A, o avião deverá iniciar o seu voo a partir do D →v=ponto C às:  D/2  D/2a) 8h e 15 min  +   24   8 b) 8h e 30 min 1c) 8h e 45 min →v=d) 9h e 50 min 1 1 +e) 9h e 15 min 48 16 → v = 12 m/sSolução: CO comboio levará 60/40 = 1,5 horas parapercorrer 60 km a 40 km/h. QUÍMICAO avião levará 300/400 = 0,75 horas parapercorrer 300 km a 400 km/h. 21. Um antiácido estomacal contémSendo assim, o avião é 0,75 horas (ou 45 bicarbonato de sódio (NaHCO3) que neutraliza ominutos) mais rápido que o comboio, tendo que excesso de ácido clorídrico (HCl), no sucosair às 8 h e 45 min para interceptá-lo. gástrico, aliviando os sintomas da azia, segundo a equação: HCl(aq) + NaHCO3(aq) → NaCl(aq) + H20(l) + CO2(g)19. Um elevador possui massa de 1500 kg. Sobre essas substancias, são feitas asConsiderando a aceleração da gravidade igual a seguintes afirmações:10 m/s2, a tração no cabo do elevador, quando I – As fórmulas estruturais do bicarbonato deele sobe vazio, com uma aceleração de 3 m/s2, sódio e do ácido clorídrico são respectivamente:é de:a) 4500 Nb) 6000 Nc) 15500 Nd) 17000 N II – Na reação entre o bicarbonato de sódio e oe) 19500 N ácido clorídrico, ocorre uma reação de oxirredução.Solução: E III – O antiácido contém 4,200 g de(Tração – Peso) = Massa x Aceleração bicarbonato de sódio para neutralização total deT – 15.000 = 1.500 x 3 1,825 g do ácido clorídrico presente no sucoT = 19.500 N gástrico. CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -6- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  7. 7. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)Dados: Cada uma das amostras I e II foi tratadaElemento H C O Na Cl separadamente com ácido sulfúrico (H2SO4)Massa produzindo, respectivamente, sulfato de sódioatômica 1 12 16 23 35,5 (Na2SO4) mais água (H20) e sulfato de cálcio(u) (CaSO4) mais água (H20). Considere oNúmero rendimento das reações em questao igual a 1 6 8 11 17 100%.atômico Das afirmações feitas, são corretas Sendo a soma das massas dos sais produzidosa) apenas I e II b) apenas II e III (Na2SO4 + CaSO4) igual a 25,37 g, então ac) apenas I e III d) apenas III massa da amostra I de hidróxido de sódioe) apenas II (NaOH) e a massa de amostra II de óxido de cálcio (CaO) são, respectivamente:Solução: D Dados:[I] é falsa, pois a ligação H-Cl é simples, e no Elemento Na Ca O H Sbicarbonato, o carbono liga-se a dois oxigênios Massapor ligações simples e a outro oxigênio por atômica 23 40 16 1 32ligação dativa. (u)[II] é falsa pois não há troca de elétrons entreas espécies, e por isso a reação não é uma oxi- a) 6,8 g e 4,4 g b) 10,0 g e 1,2 gredução. c) 4,5 g e 6,7 g d) 2,8 g e 8,4 g[III] é verdadeira e) 5,5 g e 5, 7 gM(NaHCO3) = 23 + 1 + 12 + 3*16 = 84 g/molM(HCl) = 1 + 35,5 = 36,5 g/mol Solução: DOu seja, para neutralizar 1,825g de HCl 2 NaOH + H 2 SO4 → Na 2 SO4 + 2 H 2 O(0,05mol) precisamos de 0,05mol de mb1 gbicarbonato de sódio, isto é, nb1 nb1/2 mol(0,05mol)*(84g/mol) = 4,2g 40 142 g/mol CaO + H 2 SO4 → CaSO4 + H 2 O22. Foram misturados 100 mL de solução mb2 gaquosa de 0,5 mol/L de sulfato de potássio nb2 nb2 mol(K2SO4) com 100 mL de solução aquosa 0,4 56 136 g/molmol/L de sulfato de alumínio (Al2(SO4)3), 40*nb1 + 56*nb2 = 11,2admitindo-se solubilidade total das espécies. (142)*nb1/2 + (136)*nb2 = 25,37A concentração em mol/L dos íons sulfato Resolvendo o sistema temos que(SO42-) presentes na solução final é: nb1 = 0,07mola) 0,28 mol/L b) 0,36 mol/L nb2 = 0,15molc) 0,40 mol/L d) 0,63 mol/L e as massas sãoe) 0,85 mol/L mb1 = 2,8g mb2 = 8,4gSolução: E0,4*3 = 1,2 x - 0,5 100 mL x 24. Assinale a alternativa que descreve 0,5*1 1,2 - x 100 mL corretamente as fórmulas químicas nas equações químicas das reações a seguir: 200 mL I – mono-hidrogenossulfito de potássio + ácidox – 0,5 = 1,2-x clorídrico → ácido sulfuroso + cloreto dex = 0,85 mol/L potássio II – fosfato de cálcio + dióxido de silício + carvão → metassilicato de cálcio + monóxido de23. Um laboratorista pesou separadamente carbono + fósforo brancouma amostra I, de hidróxido de sódio (NaOH), a) I – KHSO3+HCl → H2SO4+CaCle uma amostra II, de óxido de cálcio (CaO), e, II – 2Ca2(PO4)3+6 ClO2+10 C → 6CaClO2+10 CO2+F4como não dispunha de etiquetas, anotou b) I – KHSO4+HCl → H2SO2+KClOsomente a soma das massas das amostras (I + II – 2Ca(PO4)2+6SiO + 10C → 6CaSiO2 + 10CO + P4II) igual a 11,2 g. c) I – KHSO2+HCl → H2SO3+KHCl CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -7- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  8. 8. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)II – 2CaPO3+6SiO2+10C → 6CaSiO4+10CO+PH4 Ou seja temos 20g*0,70 = 14,0g de ferro. Istod) I – KHSO3+HCl → H2SO3+KCl equivale a 14,0/56 = 0,025 mol de Fe.II – 2Ca3(PO4)2+6SiO2+10C → 6CaSiO3+10CO+P4 O número de átomos de ferro é então, noe) I – NaHCO3+HCl → H2CO3+NaCl mínimo de 0,25*6,0.1023=1,5.1023 átomos deII – 2Ca3(PO4)2+6SiO+10C → 6CaSiO2+10CO+P4 ferro.Solução: D 26. Considere o esquema a seguir, que representa uma pilha, no qual foi colocado um25. A composição química do cimento Portland, voltímetro e uma ponte salina contendo umautilizado na construção civil, varia ligeiramente solução saturada de cloreto de potássio. Noconforme o que está indicado na tabela abaixo: Béquer 1, correspondente ao eletrodo deSubstancia Percentagem (%) alumínio, está imersa uma placa de alumínioÓxido de cálcio 61 a 67 em suma solução aquosa de sulfato de alumínioDióxido de silício 20 a 23 (1 mol/L) e no Béquer 2, correspondente aoÓxido de alumínio 4,5 a 7,0 eletrodo de ferro, está imersa uma placa deÓxido de ferro III 2,0 a 3,5 ferro em uma solução aquosa de sulfato deÓxido de magnésio 0,8 a 6,0 ferro (1 mol/L). Os dois metais, de dimensões,Trióxido de enxofre 1,0 a 2,3 estão unidos por um fio metálico.Óxidos de sódio e 0,5 a 1,3 Dados:potássio Potenciais padrão de redução (E°red) a 1 atm aDados: 25°C.Massas atômicas em unidade de massa atômica Al3+ + 3 é → Al E° = -1,66 V 2+(u): Fe + 2 é → Fe E° = -9,44 VO (oxigênio) = 16Fe (Ferro) = 56Considere:Número de Avogadro = 6,0.1023Assinale a alternativa correta:a) O óxido de cálcio (CaO), o óxido de potássio(K20) e o óxido de sódio (Na2O) sãoclassificados como óxidos ácidos.b) O óxido de ferro III tem fórmula químicaigual a Fe3O2.c) São classificados como óxidos neutros oóxido de magnésio e o óxido de alumínio.d) O trióxido de enxofre também é chamado deanidrido sulfuroso.e) Em 1 kg de cimento para rejuntar azulejos Considerando esta pilha e os dados abaixo,de uma cozinha, o valor mínimo do número de indique a afirmativa correta.átomos de ferro, utilizando a tabela, é 1,5.1023 a) A placa de ferro perde massa, isto é, sofre “corrosão”.Solução: ALTERNATIVA E b) A diferença de potencial registrada pelo[A] falsa, são óxidos básicos voltímetro é de 1,22 V (volts).[B] falsa, óxido de ferro III tem fórmula c) O eletrodo de alumínio é o cátodo.química Fe 2 O3 . d) O potencial padrão de oxidação do alumínio[C] falsa, pois óxido de alumínio é anfótero e o é menor que o potencial padrão de oxidação dode magnésio é básico. ferro.[D] falsa, pois o trióxido de enxofre é o anidrido e) À medida que a reação ocorre, os cátions K+sulfúrico. da ponte salina se dirigem para o béquer que[E] verdadeira contém a solução de Al2(SO4)3.Em 1kg temos no mínimo 2,0% em massa deFe2 O3 , isto é, 20g. Solução: SEM ALTERNATIVA CORRETATemos que 2*56/(56*2+16*3) = 70% da Considerando a montagem proposta, emassa do óxido é massa de átomos de ferro. considerando que os íons Al+3 não causam CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -8- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  9. 9. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)hidrólise, temos que corrigir o potencial da Abaixo está representada a sua fórmulasemicélula de alumínio, pois a concentração dos estrutural.íons Al+3 é 2M, o que está fora da condiçãopadrão.Logo 0,059  1 ε = ε0 − log  [ Al +3 ]   n   0,059  1 ε = −1,66 − log  = −1,65V 3 2Comparando então os potenciais temos que oferro tem maior potencial de redução, ou seja,o ferro sofre redução enquanto o alumínio sofreoxidação.[A] falsa pois o eletrodo de ferro vai ganharmassa.[B] falsa pois a diferença de potencial medida Sobre essa estrutura, são feitas as seguintesno voltímetro será de -0,44 +1,65 = 1,21V afirmações:[C] falsa. O eletrodo de alumínio é o ânodo. I – As funções orgânicas existentes na molécula[D] falsa. O potencial padrão de oxidação do dessa substância são características, apenas,alumínio é maior que o do ferro. de éter, amina, amida, ácido carboxílico e[E] falsa. A solução de sulfato de ferro vai atrair aldeído.os cátions de potássio da ponte salina. II – A fórmula molecular do aspartame é C13H15N2O5. III – A função amina presente na molécula do27. Em um eletrólise ígnea do cloreto de sódio, aspartame é classificada como primária, porqueuma corrente elétrica, de intensidade igual a 5 só tem um hidrogênio substituído.A, atravessa uma cuba eletrolítica, com o IV – A molécula de aspartame possui 7auxílio de dois eletrodos inertes, durante 1930 carbonos com hibridização sp3 e 4 carbonossegundos. com hibridização sp2.O volume do gás cloro, em litros, medidos nas V – O aspartame possui 6 ligações π (pi) na suaCNTP, e a massa de sódio, em gramas, obtidos estrutura.nessa eletrólise, são, respectivamente: Das afirmações feitas estão corretas:Dados: a) apenas I e III b) apenas II e IIIMassa molar (g/mol) do Cloro: 35,5 c) apenas III e V d) apenas II e IVMassa molar (g/mol) do Sódio: 23 e) apenas I e IVVolume molar nas CNTP = 22,7 L/mol1 Faraday (F) = 96500 Coulomb (C) Solução: Ca) 2,4155 L e 3,5 g [I] falsa, pois não há função éter na molécula.b) 1,1355 L e 2,3 g [II] falsa, é C14H18N2O5.c) 2,3455 L e 4,5 g [III] correta.d) 3,5614 L e 3,5 g [IV] falsa, possui 5 carbonos em sp3 e 9e) 4,5558 L e 4,8 g carbonos em sp2. [V] correta.Solução: BA corrente de 5A circulando por 1930s fornece uma cargade 5*1930 = 9650C, ou seja 9650/96500 = 0,1mol deelétrons circularam. 29. Abaixo são fornecidos os resultados dasDesta forma a massa de sódio formada foi de 0,1*23 = 2,3g, reações entre metais e sais.enquanto a o número de mols de cloro gasoso formado foi FeSO4(aq) + Ag(s) → não ocorre a reaçãode 0,1/2 = 0,05 mol. Desta forma, nas CNTP temos 2 AgNO3(aq) + Fe(s) → Fe(NO3)2(aq) + 2 Ag(g)22,71*0,05 = 1,136 L de gás cloro. 3 Fe(SO4) (aq) + 2 Al(s) → Al2(SO4)3(aq) + 3 Fe(s) Al2(SO4)3(aq) + Fe(s) → não ocorre a reação28. O aspartame é um adoçante artificial usadopara adoçar bebidas e alimentos. CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA -9- (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  10. 10. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)De acordo com as reações acima equacionadas, [II] falsa. Vide ítem anterior.a ordem decrescente de reatividade dos metais [III] correta. Vide ítem I.envolvidos em questão é: [IV] correta. Vide ítem I.a) Al, Fe e Ag b) Ag, Fe e Al [V] falsa. A ordem em relação a B é zero.c) Fe, Al e Ag d) Ag, Al e Fee) Al, Ag e Fé 31. Dada a equação balanceada de detonaçãoSolução: A do explosivo nitroglicerina de fórmulaVê se nas equações que o alumínio nunca é C3H5(NO3)3(l):reduzido, enquanto o ferro pode ser reduzidopelo alumínio (agente redutor para o ferro) e a 4 C3H5(NO3)3(l) → 6 N2(g) + 12 CO(g) + 10 H20(g)prata se reduz pelo ferro. + 7 O2(g) Considerando os gases acima como ideais, à temperatura de 300 Kelvin (K) e à pressão de 130. Os dados da tabela abaixo, obtidos atm, o volume gasoso total que será produzidoexperimentalmente em idênticas condições, na detonação completa de 454 g dereferem-se à reação: C3H5(NO3)3(l) é:3A+2B→C+2D Dados:Experiência Concentração Concentração Velocidade Elemento H C O N de A em de B em v em (hidrogênio) (carbono) (oxigênio) (nitrogênio) mol/L mol/L mol/L/min Massa 1 12 16 14 atômica1 2,5 5,0 5,0 (u)2 5,0 5,0 20,0 Constante universal dos gases: R = 8,2.10-23 5,0 10,0 20,0 atm.L/mol/KBaseando-se na tabela, são feitas as seguintes a) 639,6 L b) 248,0 L c) 430,5 Lafirmações: d) 825,3 L e) 350,0 LI – A reação é elementar.II – A expressão da velocidade da reação é v = Solução: CK[A]3[B]2. A massa molar da nitroglicerina é 227g, ouIII – A expressão da velocidade da reação é v = seja, em 454g temos 454/227 = 2 mol deK[A]2[B]0. nitroglicerina. Desta forma temosIV – Dobrando-se a concentração de B, o valor 2C 3 H 5 ( NO3 ) 3 (l ) → 3 N 2 ( g ) + 6CO ( g ) + 5 H 2 O ( g ) + 3,5O2 (da velocidade da reação não se altera.V – A ordem da reação em relação a B é 1 e são produzidos então 3+6+5+3,5 = 17,5 mol(primeira ordem). de gases.Das afirmações feitas, utilizando os dados Considerando o volume molar sendo 22,4L/molacima, estão corretas apenas: nas CNTP (273K), temos então que o volumea) I e II b) I, II e III c) II e III total dos gases seria (17,5 mol)*(22,4 L/mol)d) III e IV e) III, IV e V = 392L. Como os gases estão a 300K , e não a 273K,Solução: D então o volume é (392L)*(300K/273K) =[I] falsa. 430,5LSe a reação é elementar então deve seguir aequação cinéticav = k[ A]3 .[ B ] 2 . 32. A seguir são apresentadas as configurações eletrônicas, segundo o diagrama de LinusVemos que se mantivermos [B] e duplicarmos Pauling, nos seus estados fundamentais, dos[A], a velocidade deve ficar 8 vezes maior. átomos representados, respectivamente, pelosComparando as linhas 1 e 2 da tabela vê-se algarismos I, II, III e IV.que a velocidade quadruplica. I – 1s2 2s2 2p6Se mantivermos [A] e duplicarmos [B], a II – 1s2 2s2 2p6 3s1velocidade deve ficar 4 vezes maior. III – 1s2 2s2 2p6 3s2Comparando as linhas 2 e 3 da tabela vê-se IV – 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5que a velocidade se mantém. Com base nessas informações, a alternativaDesta forma, a cinética observada foi correta é:v = k[ A]2 .[ B ]0 . CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA - 10 - (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  11. 11. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I)a) O ganho de um elétron pelo átomo IV ocorre maior que aquela apresentada pela águacom absorção de energia. destilada (pura), pois existe a formação deb) Dentre os átomos apresentados, o átomo I soluções eletrolíticas, em ambas as soluções.apresenta a menor energia de ionização. e) O ácido carbônico é um diácido, muitoc) O átomo III tem maior raio atômico que o estável, sendo considerado como ácido forte,átomo II. não conduz corrente elétrica.d) O cátion monovalente oriundo do átomo II éisoeletrônico em relação ao átomo III. Solução: SEM ALTERNATIVA CORRETAe) A ligação química entre o átomo II e o átomo a) falso. O sal não é condutor elétrico emIV é iônica. estado sólido. b) falso. A solução aquosa de sacarose não éSolução: E uma substância, e sim, uma mistura.[A] falsa, pois ocorre liberação de energia. c) falso, pois na dissociação não são formados[B] falsa, o átomo II apresenta a menor energia íons, estes já existem e simplesmente sofremde ionização. um processo de separação, chamado de[C] falsa, pois a adição de mais um elétron na dissociação iônica.mesma camada não aumenta o raio, e a adição d) falso, pois a solução de sacarose não édo próton extra no núcleo reduz o raio. Desta eletrolítica.forma há redução do raio. e) falso. O ácido carbônico é instável e fraco.[D] falsa, pois terá 2 elétrons a menos que oátomo III.[E] correta, pois é uma ligação de metal 34. Considere, no quadro abaixo, as seguintesalcalino com halogênio. entalpias de combustão nas condições-padrão (25 °C e 1 atm), expressas em kJ/mol. Fórmula molecular e ∆H° (combustão)33. A tabela abaixo apresenta alguns dos fase de agregaçãoprodutos químicos existentes em uma Cgrafita(s) -393,3residência. H2(g) -285,8Produto Um dos Fórmula do C4H10(g) -2878,6 componentes componente A alternativa que corresponde ao valor da do produto entalpia da reação abaixo, nas condições-Sal de cozinha Cloreto de NaCl padrão, é: sódio 4 Cgrafita(s) + 5 H2(g) → C4H10(g)Açúcar Sacarose C12H22O11 a) +68,6 kJ/mol b) -123,6 kJ/molRefrigerante Ácido H2CO3 c) +248,8 kJ/mol d) + 174,4 kJ/mol carbônico e) -352,5 kJ/molLimpa-forno Hidróxido de NaOH sódio Solução: BAssinale a alternativa correta: 4*(-393,3) + 5*(-285,8) - (-2878,6) =a) O cloreto de sódio é um composto iônico que -1573,2 - 1429 + 2878,6 = - 123,6 kJ/molapresenta alta solubilidade em água e, noestado sólido, apresenta boa condutividadeelétrica. 35. Considere o gráfico de decaimento, abaixo,b) A solução aquosa de sacarose é uma (Massa X Tempo) de 12 g de um isótoposubstancia molecular que conduz muito bem a radioativo. Partindo-se de uma amostra de 80,0corrente elétrica devido à formação de ligações g desde isótopo, em quanto tempo a massade hidrogênio entre as moléculas de sacarose e dessa amostra se reduzirá a 20,0 g?a água.c) O hidróxido de sódio e o cloreto de sódio sãocompostos iônicos que, quando dissolvidos emágua, sofrem dissociação, em que os íonsformados são responsáveis pelo transporte decargas.d) Soluções aquosas de sacarose e de cloretode sódio apresentam condutividade elétrica CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA - 11 - (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  12. 12. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I) Tabela 1 Temperatura de ebulição Substancia (°C) x 20 m -35 r -67 z -85 Tabela2 Massa atômica Elemento (u)a) 28 anos b) 56 anos c) 84 anos H 1d) 112 anos e) 124,5 anos F 19 Cl 35,5Solução: SEM ALTERNATIVA CORRETA Br 80De acordo com o enunciado deve ser calculada I 127a massa da amostra, e não a massa do isótopo Com base nas Tabelas acima, são feitas asradioativo na amostra. A massa da amostra em seguintes afirmações:si pouco será modificada pois há perda em I - As substâncias correspondentes a x, m, r e ztorno de 20% de massa (por exemplo U-238 são, respectivamente, HF, HI, HBr e HCl.decaindo para Pb-206 há perda de menos de II - As moléculas de HCl, HBr e HI são unidas14% da massa). por forças do tipo pontes ou ligações deSe fosse para calcular o que se pretendia, hidrogênio.teríamos perda de metade da massa de 80g em III - Das substâncias em questão, o HI1 meia-vida, e da metade de 40g em outra apresenta a maior temperatura de ebulição,meia-vida, chegando aos 20g finais. O tempo tendo em vista possuir a maior massa molar.total seria de 2 meias-vidas, ou seja, 56 anos. Das afirmações feitas, está (ão) correta (s) apenas: a) I b) II c) III36. Uma solução aquosa, à temperatura de 25 d) I e III e) II e III°C, apresenta um potencial hidrogeniônico (pH)igual a 6 (seis). A concentração em mol/L de Solução: Aíons OH1-, e seu potencial hidroxiliônico (pOH) [I] correta, é visto na temperatura de ebuliçãonesta solução são, respectivamente: o efeito das pontes de hidrogênio do HF.Dados: kW = 10-14 (mol/L)2 [II] falsa, só HF nesta questão terá pontes dea) 10-6, 8 b) 10-8,8 c) 10-7, 7 hidrogênio.d) 10-5, 9 e) 10-10, 4 [III] falsa, a maior temperatura de ebulição é do HF.Solução: BSe o pH é 6, o pOH = 14-pH = 14-6 = 8, e[OH-] = 10-8 mol/L. 38. O quadro a seguir relaciona ordem, equação química e onde as mesmas ocorrem: Ordem Equação Química Ocorrem37. São dadas as Tabelas abaixo. A Tabela I 3 Ca(OH)2(aq) + Al2(SO4)3(s) Tratamenapresenta a correspondência entre as I → to desubstâncias representadas pelas letras x, m, r e 2 Al(OH)3(s) + 3 Ca(SO4)(aq) águaz e suas respectivas temperaturas de ebulição. Flash 2 Mg(s) + 1 O2(g) → 2A Tabela II mostra os elementos químicos (H, II fotográfic MgO(s)F, Cl, Br e I) e suas respectivas massas oatômicas. Ataque do ácido Zn(s) + 2 HCl(aq) → ZnCl2(aq) III clorídrico + H2(g) a lâminas de zinco IV NH4HCO3(s) → CO2(g) + Fermento CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA - 12 - (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br
  13. 13. RESOLUÇÃO COMENTADA 2011-2012 24/SET/2011 CONCURSO EsPCEx FÍSICA E QUÍMICA (MODELO I) NH3(g) + H2O(l) químico a) apenas I e III.As equações químicas I, II, III e IV b) apenas I, II e IV.correspondem, nessa ordem, aos seguintes c) apenas I e IV.tipos de reação: d) apenas II, III e V.a) I- síntese; II- análise; III- deslocamento e e) todas.IV- dupla trocab) I- dupla troca; II- síntese; III- deslocamento Solução: Ce IV- análise [I] correta, pois o hidrocarboneto é apolar, oc) I- análise; II- síntese; III- deslocamento e éter é praticamente apolar, o álcool secundárioIV- dupla troca tem baixa polaridade, e o ácido já é polar.d) I- síntese; II- análise; III- dupla troca e IV- [II] falso, há possibilidade de formação de maisdeslocamento de uma ponte de hidrogênio na molécula doe) I- deslocamento; II- análise; III- síntese e ácido, enquanto na do álcool somente uma.IV- dupla troca [III] falso. É solúvel em água, pois é polar (mesmo sendo pouco polar).Solução: B [IV] correto, as forças envolvidas são forças deQuestão conceitual. Van Der Waals. [V] falso, é um éter e não um éster.39. Em uma tabela, são dados 4(quatro)compostos orgânicos, representados pelos 40. Dada a seguinte equação iônica dealgarismos 1, 2, 3 e 4, e seus respectivos oxidorredução:pontos de ebulição, à pressão de 1 atm. Esses CrI3 + Cl2 + OH1- → IO41- + CrO42- + Cl1- + H2Ocompostos são propan-1-ol, ácido etanóico, Considerando o balanceamento de equaçõesbutano e metoxietano, não necessariamente químicas por oxidorredução, a soma total dosnessa ordem. coeficientes mínimos e inteiros obtidos das Composto Ponto de ebulição (°C) espécies envolvidas e o(s) elemento(s) que 1 -0,5 sofrem oxidação, são, respectivamente, 2 7,9 a) 215 e cloro b) 187, crômio e iodo 3 97,0 c) 73, cloro e iodo 4 118,0 d) 92, cloro e oxigênioSobre os compostos e a tabela acima são feitas e) 53 e crômioas seguintes afirmações:I - Os compostos 1, 2, 3 e 4 são Solução: Brespectivamente butano, metoxietano, propan-1-ol e ácido etanóico. CrI 3 + Cl 2 + OH − → IO 4 + CrO 4 2 + Cl − + H 2 O − −II - As moléculas do propan-1-ol, por ---------------------------apresentarem o grupo carboxila em sua Cr +3 → Cr +6 + 3e −estrutura, possuem interações moleculares Cl 2 + 2e − → 2Cl −mais fortes do que as moléculas do ácido I − → I +7 + 8e −etanóico. ---------------------------III - O composto orgânico propan-1-ol é umálcool insolúvel em água, pois suas moléculas CrI 3 → Cr +6 + 3I +7 + 27e −fazem ligações predominantemente do tipo 3Cl 2 + 6e − → 6Cl −dipolo induzido-dipolo induzido. ---------------------------IV - O composto butano tem o menor ponto de 2CrI 3 → 2Cr +6 + 6 I +7 + 54e −ebulição, pois suas moléculas se unem porforças do tipo dipolo induzido-dipolo induzido, 27Cl 2 + 54e − → 54Cl −que são pouco intensas. ---------------------------V - O composto metoxietano é um éster que 2CrI 3 + 27Cl 2 + OH − → 6 IO4 + 2CrO4−2 + 54Cl − + H 2 O −apresenta em sua estrutura um átomo de ---------------------------oxigênio. 2CrI 3 + 27Cl 2 + 64OH − → 6 IO4 + 2CrO4 2 + 54Cl − + 32 H 2 O − −Das afirmações feitas está(ão) corretas: A soma dos coeficientes é 187. CURSO PRÉ VESTIBULAR ELITE CURITIBA - 13 - (41) 3013 5400 www.elitecuritiba.com.br

×