Your SlideShare is downloading. ×
O uso de redes sociais: riscos e benefícios
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

O uso de redes sociais: riscos e benefícios

11,627

Published on

Oficina do 6° Congresso Estadual de Jornalistas de Santa Catarina.

Oficina do 6° Congresso Estadual de Jornalistas de Santa Catarina.

Published in: News & Politics
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
11,627
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
81
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O uso de redes sociais: riscos e benefícios 6° Congresso Estadual de Jornalistas de SC 29 de setembro de 2012 Por Alexandre Gonçalves
  • 2. ALEXANDRE GONÇALVES• Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, em 1994.• Desde 2004, trabalha com internet como gestor e produtor de conteúdo para sites, blogs e mídias sociais.• Sócio na agenteinforma – gestão e produção de conteúdo, atualmente, ocupa o cargo de Gestor de Produtos Internet do Grupo RIC em Santa Catarina.• Integrante da atual diretoria do Sindicato dos Jornalistas de SC.
  • 3. INTRODUÇÃOERA UMA VEZ...
  • 4. INTRODUÇÃO...um lobo, três porquinhos e milhares deusuários de redes sociais... Comercial do jornal The Guardian para divulgar seu modelo de jornalismo aberto http://youtu.be/YuuQJZSQgu4
  • 5. INTRODUÇÃO• O comercial do The Guardian deixa claro o impacto das redes sociais no jornalismo.• A prática do bom jornalismo não muda, mas com as redes ganha mais e novos ingredientes.• Por fim, o recado: as redes sociais não podem ser ignoradas pelos jornalistas – na redação, nas assessorias...
  • 6. INTRODUÇÃO• Sem esquecer que blog também é uma rede social, Twitter e Facebook seguem como as mais relevantes.• Twitter: notícias, texto, urgência, agilidade, monitoramento, SAC, interação, distribuição, seguidores.• Facebook: promoção, imagens, compartilhamento, curtir, lançamentos, relacionamento, amigos.
  • 7. INTRODUÇÃO Twitter Facebook
  • 8. INTRODUÇÃO• Importante: ter uma conta no Twitter ou no Facebook não é um diferencial.• Diferencial é o modo como o jornalista utiliza as redes sociais para gerar conteúdo e entregar um material jornalístico mais encorpado para o leitor• Gerar conteúdo é diferente de navegar pelo Twitter e Facebook para encontrar pautas e publicar como notícia pura e simples em sites e blogs.
  • 9. INTRODUÇÃO• Outras redes sociais: Google+: ainda não emplacou. Orkut: já era. YouTube: é rede social, mas vista como site de vídeos. Flickr: é rede social, mas vista apenas como site de fotos. LinkedIn: muito específica, pode ajudar a localizar fontes. Instragram: em crescimento, para ações especiais. Pinterest: segmentada, destaque pela organização.
  • 10. REDES SOCIAISHÁ RISCOS?
  • 11. HÁ RISCOS?• Lembrar sempre que rede social é conversa pública.• Em determinadas situações, o silêncio é o melhor post para evitar “trolagem” desnecessária.• Ainda que eventualmente o silêncio seja a melhor estratégia, não deixe seguidores falando sozinho e não apareça apenas “na boa”.
  • 12. HÁ RISCOS?• Não precisa ter um perfil profissional e outro pessoal, mas deve-se cuidar com o tipo de conteúdo a ser publicado.• Para os jornalistas-assessores, o cuidado é não usar seu perfil para divulgar o assessorado.• Os maiores erros nas redes sociais são causados pela falta de vivência do usuário. Por isso, antes de começar a postar, navegue para conhecer a dinâmica da rede.
  • 13. REDES SOCIAISE OS BENEFÍCIOS?
  • 14. E OS BENEFÍCIOS?• Além dos benefícios citados em relação à geração de conteúdo, as redes sociais servem como canais de distribuição de conteúdo que o próprio jornalista pode “operar”.• A facilidade na distribuição do conteúdo valoriza o trabalho do jornalista pela número de RTs no Twitter ou de comentários, “curtir” e compartilhamentos no Facebook.• As redes sociais aproximam e facilitam o contato dos jornalistas com fontes, leitores e colegas. E pode ajudar a identificar novas abordagens.
  • 15. REDES SOCIAISNA PRÁTICA
  • 16. NA PRÁTICATwitter Facebooko Listas o Fanpageo #Tags o Eventos como chato Módulos o FotosFlickr YouTubeo Álbum coletivo o Lista de reproduçãoo Slideshow o Upload pró-Google
  • 17. NA PRÁTICA• O Storify é a ferramenta que resume o quanto o jornalismo pode se beneficiar das redes sociais. Foi criada para isso.• A partir de conteúdo publicado essencialmente nas redes sociais, o Storify ajuda a criar facilmente narrativas colaborativas sobre um fato relevante, que tenha sido ou esteja sendo destaque no Twitter, Facebook, YouTube, Flickr...
  • 18. Depois de acessar o Storify e criar sua conta, clique em “Create Story”.
  • 19. NA PRÁTICA• Depois de criada, a narrativa pode ser “colada” em um post de blog ou no corpo de uma notícia, assim como um vídeo do YouTube, incrementando a oferta de conteúdo para o leitor.• Storify: www.storify.com• Exemplos:http://bit.ly/storify_01http://bit.ly/storify_02
  • 20. NA PRÁTICA• Exercício: criar uma narrativa utilizando o Storify sobre a neve e a queda de temperatura na Primavera em Santa Catarina.• O Storify deve ter: Título Descrição 5 módulos de conteúdo (Twitter, Facerbook, YouTube e Google News), com seus respectivos textos de introdução.
  • 21. REDES SOCIAISPARA ENCERRAR...
  • 22. SUGESTÕES DE LEITURA• Um passarinho me contou (Rosana Hermann @rosana)• A revolução das mídias sociais (André Telles @andretelles)• Para entender mídias sociais – Volume 1 http://bit.ly/paraentendervolume1• Para entender mídias sociais – Volume 2 http://bit.ly/paraentendervolume2
  • 23. CONVITE• Participe do Núcleo de Webjornalismo do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina.• Promover ações online e presenciais para discutir temas específicos sobre jornalismo na internet.• Acesse o grupo no Facebook:http://bit.ly/webjorSC
  • 24. ENTRE EM CONTATO• alexandre@agenteinforma.com.br• @agenteinforma• www..facebook.com/alexandregoncalves
  • 25. #OBRIGADO

×