Chorinho t1006

2,617 views
2,449 views

Published on

Apresentação da turma 1006

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,617
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
109
Actions
Shares
0
Downloads
118
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Chorinho t1006

  1. 1. CHORINHO Turma 1006
  2. 2. Choro <ul><li>O Choro , popularmente chamado de chorinho , é um gênero musical, uma música popular e instrumental brasileira, com mais de 130 anos de existência. Os conjuntos que o executam são chamados de rodas de choro ou regionais e os músicos, compositores ou instrumentistas, são chamados de chorões . Apesar do nome, o gênero é em geral de ritmo agitado, alegre e ricamente sincopado, caracterizado por sutis modulações e pelo virtuosismo e improviso dos participantes, que precisam ter muito estudo e técnica, ou pleno domínio de seu instrumento. O choro é considerado a primeira música popular urbana típica do Brasil e difícil de ser executado. </li></ul>
  3. 3. Instrumentos musicais típicos do choro brasileiro.
  4. 4. História do Choro – Século XIX <ul><li>A história do Choro provavelmente começa em1808, ano em que a Família Real portuguesa chegou ao Brasil. Em 1815 a cidade do Rio de Janeiro foi promulgada capital do Reino Unido do Brasil, Portugal e Algarves. Em seguida passou por uma reforma urbana e cultural, quando foram criados cargos públicos. Com a corte portuguesa vieram instrumentos de origem européia como o piano, clarinete, violão, saxofone, bandolim e cavaquinho e também músicas de dança de salão européias, como a valsa, quadrilha, mazurca, modinha, minueto, xote e principalmente a polca, que viraram moda nos bailes daquela época. Esta última foi apresentada ao público em Julho de 1845. Continua... </li></ul>
  5. 5. ...
  6. 6. ...
  7. 7. ... <ul><li>A reforma urbana, os instrumentos e as músicas estrangeiras, juntamente com a abolição do tráfico de escravos no Brasil em 1850, podem ser considerados uma &quot;receita&quot; para o surgimento do Choro, já que possibilitou a emergência de novas classes sociais: operários, funcionários públicos (isto é, carteiros, telegrafistas, trabalhadores da Estrada de Ferro Central do Brasil), instrumentistas de bandas militares e pequenos comerciantes, geralmente de origem negra, nos subúrbios do Rio de Janeiro. Essas pessoas, sem muito compromisso, passaram a formar conjuntos para tocar de &quot;ouvido&quot; essas músicas, que juntamente com alguns ritmos africanos já enraizados na cultura brasileira, como o batuque e o lundu, passaram a ser tocadas de maneira abrasileirada pelos músicos que foram então batizados de chorões. </li></ul>
  8. 8. Chorões
  9. 9. ... <ul><li>Chiquinha Gonzaga (1847-1935) </li></ul>
  10. 10. ... <ul><li>Pixinguinha (1897-1973) é considerado um dos maiores compositores de choro de todos os tempos </li></ul>
  11. 11. ... <ul><li>Ernesto Nazareth (1863-1934). </li></ul>
  12. 12. ... <ul><li>Joaquim Callado (1848-1880), um dos criadores do gênero. </li></ul>
  13. 13. ... <ul><li>Viriato Figueira (1851-1883), da turma do Callado. </li></ul>
  14. 14. O conjunto regional e os instrumentos do Choro <ul><li>O nome provavelmente surgiu na década de 1920 por dedicarem-se à música regional. Os conjuntos regionais são compostos por instrumentos musicais de sopro, cordas e percussão. Geralmente um ou mais instrumentos de solo, como flauta, bandolim, cavaquinho ou ainda clarinete e saxofone, executam a melodia, enquanto o cavaquinho faz o papel de centralizador de ritmo e um ou mais violões e violão de 7 cordas improvisam modulações como acompanhamentos, harmonizando e formando a base do conjunto com a chamada &quot;baixaria&quot; de sons graves. Além desses, há os instrumentos de percussão como o pandeiro. O piano e o trombone eventualmente fazem parte dos regionais. Os chorões são versáteis e revezam-se no solo com facilidade. </li></ul>
  15. 15. Choro ou Chorinho? <ul><li>O nome do gênero é Choro, mas popularmente é chamado de Chorinho. Muitos chorões, ou mesmo apreciadores do gênero, não gostam desta última denominação, alegando que não se chama samba de &quot;sambinha&quot; ou jazz de &quot;jazzinho&quot;. Outros consideram o chorinho como um aspecto do choro ou o ambiente proporcionado pelo gênero . </li></ul>
  16. 16. ...
  17. 17. ...
  18. 18. ...
  19. 19. Dia do Choro <ul><li>No dia 23 de abril se comemora o Dia Nacional do Choro , trata-se de uma homenagem ao nascimento de Pixinguinha. A data foi criada oficialmente em 4 de setembro de 2000, quando foi sancionada lei originada por iniciativa do bandolinista Hamilton de Holanda e seus alunos da Escola de Choro Raphael Rabello. </li></ul><ul><li>No Estado de São Paulo, existe o Dia Estadual do Choro, comemorado no dia 28 de julho. Foi neste dia, no ano de 1915, que nasceu um dos principais expoentes paulistas do choro, o &quot;Garoto&quot;, nome artístico de Aníbal Augusto Sardinha. </li></ul>
  20. 20. Opiniões <ul><li>Radamés Gnattali reconhecia o choro como a mais sofisticada forma de música instrumental popular. </li></ul><ul><li>&quot;A verdadeira encarnação da alma brasileira&quot;, disse Heitor Villa-Lobos. </li></ul><ul><li>&quot;O choro está para o brasileiro como o tango está para o argentino.&quot;; &quot;O chorinho é música clássica tocada com pé no chão, calo na mão, alma no céu.&quot; Aquiles Rique Reis, vocalista do conjunto MPB-4. </li></ul>
  21. 21. Já podem aplaudir !!

×