PRESERVEA ÁGUA E A VIDAInformações Básicas sobre Preservação dos Recursos Hídricos
Créditos             GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ               Governador: Cid Ferreira Gomes                    SECRETARIA...
Apresentação        Sem a consciência da sociedade sobre a importância da conservação dos recursos hídricos, fica impossív...
SUMÁRIO A Água na Terra Tipos de Água Ameaças aos Recursos Hídricos Classificação das Águas A Qualidade das Águas Preserva...
A Água na terra         Dois terços da superfície do nosso planeta é coberta por água que, apesar de ser um recurso renová...
Essa água se mantém emconstante movimento, eesse movimento, queconstitui o que se chamade ciclo hidrológico, éque sustenta...
Tipos de água     Dependendo das condições de uso em que seencontra, a água pode ser classificada em seis tipos:      Água...
Águas servidas – são as águas oriundas das casasou indústrias que, contendo sujeira e detritos, passam pelosistema de esgo...
Ameaças aos Recursos Hídricos       Dentre os recursos naturais, a água hoje é o mais ameaçado do planeta. Ameaçado pela e...
Desperdício da torneira mal fechada                   Gotejando           Abertura de 1 mm    Abertura de 2 mm            ...
A má utilização - As irrigações por canais ou poraspersão convencional são algumas das maneiras que maisdesperdiçam água ....
Os desmatamentos      A destruição da mata ciliar dos rios, riachos, lagoas eaçudes, provoca sérios problemas como o assor...
A poluição       Pode ocorrer devido a causas naturais, como asenxurradas, que trazem para os corpos dágua materiaissólido...
Também são poluentes os agrotóxicos usados naslavouras, o lixo, que é jogado nas águas ou nas margens dosrios e açudes, e ...
Classificação das águas       A composição das águas varia conforme o tipo desolo e clima das regiões onde se originam e a...
A qualidade das águas      A qualidade da água édefinida através de suascaracterísticas físicas,químicas e bacteriológicas...
Preservação dos Recursos Hídricos e a Gestão Participativa        A preservação dos recursos hídricos deve ser trabalhada ...
Para colocar em prática o processo de gestão participativa,existem os comitês de bacia hidrográfica (CBHs). Os CBHssão órg...
Disposições legais relacionadas aosRecursos Hídricos e sua preservação            Para as águas, a lei básica ainda é o Có...
Disposições legais relacionadas aosRecursos Hídricos e sua preservação                     20
O que você pode fazer parapreservar os Recursos Hídricos   Reflita sobre o que você leu nesta cartilha;   ?   ?Troque idei...
www.ibama.gov.br     www.semace.ce.gov.br       www.srh.ce.gov.br      www.cogerh.com.br     www.dnocs.gov.br22
23
Preserve a água
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Preserve a água

9,366

Published on

Sem a consciência da sociedade sobre a importância da conservação dos recursos hídricos, fica impossível garantir a água de boa qualidade para nossa geração e para as gerações futuras. Mas não basta ter consciência do problema, é necessário a participação de todos na luta pela preservação deste bem da natureza, tão necessário à sobrevivência de nosso planeta.

Published in: Education
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
9,366
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
530
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Preserve a água

  1. 1. PRESERVEA ÁGUA E A VIDAInformações Básicas sobre Preservação dos Recursos Hídricos
  2. 2. Créditos GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Governador: Cid Ferreira Gomes SECRETARIA DOS RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DO CEARÁ Secretário: Cesar Augusto Pinheiro COMPANHIA DE GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DO CEARÁ Presidente: Francisco José Coelho Teixeira PESQUISA E ELABORAÇÃO Regina Lúcia de Araújo Soares Rosana Garjulli REVISÃO E ATUALIZAÇÃO DE CONTEÚDO Mateus Perdigão de Oliveira Ubirajara Patrício Álvares da Silva REVISÃO TEXTUAL Maria Vanja Boaventura Apolinário DIREÇÃO DE ARTE E DIAGRAMAÇÃO Francisco Fernando de Sousa Paula Ceará, Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará, PRESERVE A ÁGUA E A VIDA: Informações Básicas sobre Preservação dos Recursos Hídricos. Fortaleza: COGERH, 2010 4ª edição 24p., il 1. Água - Cartilha 2. Preservação - Título
  3. 3. Apresentação Sem a consciência da sociedade sobre a importância da conservação dos recursos hídricos, fica impossível garantir a água de boa qualidade para nossa geração e para as gerações futuras. Mas não basta ter consciência do problema, é necessária a participação de todos na luta pela preservação deste bem da natureza, tão necessário à sobrevivência de nosso planeta. Aqui no Ceará, onde temos tanta necessidade de conservar os mananciais de recursos hídricos, justamente por vivermos numa região semiárida, onde as chuvas são escassas e irregulares, a ação de preservação se torna ainda mais imprescindível e deve contar, portanto, com a participação de toda sociedade. É nesta perspectiva do envolvimento e da participação que consideramos que as comissões gestoras de sistemas hídricos, assim como as comissões de usuários dos vales perenizados e os comitês de bacias devem ter, entre suas ações prioritárias, o desenvolvimento de estratégias e programas educativos que busquem garantir a preservação dos recursos hídricos. Esta cartilha busca contribuir para este processo e servir como instrumento de apoio ao desenvolvimento de um trabalho educativo mais amplo, realizado de forma integrada pelos diversos setores (usuários, sociedade civil e poder público) nas diversas bacias hidrográficas de nosso estado.
  4. 4. SUMÁRIO A Água na Terra Tipos de Água Ameaças aos Recursos Hídricos Classificação das Águas A Qualidade das Águas Preservação dos Recursos Hídricos Disposições Legais Relacionadas aos Recursos Hídricos e Sua Preservação O que você pode fazer para preservar os Recursos Hídricos S.O.S. Recursos Hídricos
  5. 5. A Água na terra Dois terços da superfície do nosso planeta é coberta por água que, apesar de ser um recurso renovável, não é infinito. A vida animal e vegetal na terra depende essencialmente desse elemento. Mas, para os seres humanos, não é qualquer tipo de água que pode ser utilizada, pois a água salgada dos oceanos e mares não se presta para alguns usos como: beber, banhar, irrigar, etc. A água vital para as atividades humanas no planeta é a água doce, que existe em menor quantidade. 97% 2% 1% De toda a totalidade da água que existe no planeta, 97% são salgadas e se encontram nos oceanos e nos mares; os 3% restantes é água doce. No entanto, só se pode dispor de menos de 1% para os diversos usos (abastecimento, pesca, indústria, irrigação, etc.). Os outros 2% correspondem às águas que se encontram em estado sólido nas geleiras e calotas polares, além da porção que fica na atmosfera sob forma de vapor dágua. (FONTE: ONU, 2003) 05
  6. 6. Essa água se mantém emconstante movimento, eesse movimento, queconstitui o que se chamade ciclo hidrológico, éque sustenta a vida doplaneta. A humanidade sempre dependeu dos recursoshídricos para a realização de todas as suas atividades. Foijustamente à margem de rios e lagos que as primeirasculturas e civilizações se estabeleceram. A fartura de águafavoreceu o desenvolvimento da agricultura e a criação deanimais, tanto terrestres (rebanhos) como aquáticos(peixes), além de servir para o deslocamento das pessoasquando eram utilizados como canais de navegação. Com o crescimento das cidades e o aumento dasatividades econômicas a água passou a ser usada paraacionar os processos produtivos em indústrias e fábricas. 06
  7. 7. Tipos de água Dependendo das condições de uso em que seencontra, a água pode ser classificada em seis tipos: Água bruta é a água encontrada nos mananciais,que é captada e tratada para depois ser distribuída àpopulação. (Fonte: CAGECE) Água potável é a água que se pode beber. É fundamental para a vida humana. Água tratada é a submetida a tratamento, emgeral com cloro, para ser utilizada no consumo humano,sem risco de estar contaminada por bactérias patogênicas(Fonte: CAGECE). ABASTECIMENTO HUMANO ABASTECIMENTO HUMANO 07
  8. 8. Águas servidas – são as águas oriundas das casasou indústrias que, contendo sujeira e detritos, passam pelosistema de esgoto (Fonte: CAGECE). Água poluída – é a que recebeu substâncias que adeixou turva, ou que alteraram sua cor, odor ou sabor,tornado-a desagradável. É a água que sofreu alteração emsuas características físicas e químicas e se tornou imprópriapara o consumo. Água contaminada – é a que contém substânciastóxicas ou micróbios capazes de produzir doenças. Estassubstâncias podem ser invisíveis aos olhos ou imperceptíveisao paladar. Este tipo de água faz mal à saúde. Para saber seuma água está contaminada, é preciso fazer examelaboratorial. 08
  9. 9. Ameaças aos Recursos Hídricos Dentre os recursos naturais, a água hoje é o mais ameaçado do planeta. Ameaçado pela escassez e ameaçado também na sua qualidade. As intensas e crescentes agressões ao meio ambiente vem comprometendo cada vez mais a qualidade e a quantidade dos recursos hídricos disponíveis. A escassez – A própria expansão e o desenvolvimento das cidades provocam o esgotamento dos mananciais dos quais se abastecem, vendo-as obrigadas a buscarem outros mananciais cada vez mais distantes, o que se torna bastante caro. A escassez de água é resultado do consumo cada vez maior, do mau uso, do desmatamento, da poluição e do desperdício. 09
  10. 10. Desperdício da torneira mal fechada Gotejando Abertura de 1 mm Abertura de 2 mm 46 Litros 2.060 Litros 4.915 Litros Abertura de 9 mm Abertura de 12 mm Abertura de 6 mm 25.400 Litros 33.984 Litros 16.400 Litros Litros desperdiçados em 1 dia Fonte: Sabesp O desperdício - O desconhecimento e a falta deorientação das pessoas são os principais responsáveis pelodesperdício de água, o qual acontece, na maioria das vezes,dentro das próprias residências. São atos concretos dedesperdício de água: deixar a torneira aberta enquanto se escovaos dentes ou se faz a barba; enquanto se ensaboa a louça, aolavá-la; deixar o chuveiro ligado enquanto se usa o sabonete ou oxampu durante o banho; lavar o carro ou calçadas commangueira; aguar o jardim quando o sol já está alto. 10
  11. 11. A má utilização - As irrigações por canais ou poraspersão convencional são algumas das maneiras que maisdesperdiçam água . No primeiro método, a água é intensamenteevaporada e no segundo é indiscriminadamente espalhada, nãodeixando também de oferecer uma parcela para a evaporação. Énecessário que não só se divulgue mas que, de fato, se utilizemmétodos de irrigação mais eficientes para que seja realmenteaproveitada cada gota desse precioso líquido. Também édesperdício deixar uma torneira pingando ou um cano vazandoágua em casa. Os problemas de vazamento no sistema públicotambém são responsáveis por boa parcela do desperdício deágua.Vale lembrar que o excesso de água no solo pode tornar inviável o desenvolvimento da atividade agrícola, pois saliniza a terra. 11
  12. 12. Os desmatamentos A destruição da mata ciliar dos rios, riachos, lagoas eaçudes, provoca sérios problemas como o assoreamento doscorpos dágua, o carreamento de material de todo tamanhoe espécie, inclusive os agrotóxicos, geralmente utilizados naslavouras. Sem a proteção das raízes das árvores, as margensdos corpos dágua se desbarrancam, proporcionando otransbordamento e as consequentes e desastrosasenchentes. Nas nascentes, o desmatamento provoca oprogressivo desaparecimento do manancial. 12
  13. 13. A poluição Pode ocorrer devido a causas naturais, como asenxurradas, que trazem para os corpos dágua materiaissólidos e sais dissolvidos, e as chuvas que, "lavando aatmosfera", depositam as poeiras e gases na água. Contudo, quem mais tem contribuído para poluir aságuas é a própria sociedade, que utiliza os recursos hídricoscomo receptor de esgotos das cidades e dos efluentes dasfábricas carregados de produtos poluentes econtaminantes. 13
  14. 14. Também são poluentes os agrotóxicos usados naslavouras, o lixo, que é jogado nas águas ou nas margens dosrios e açudes, e as esterqueiras – vacarias, currais e pocilgas –construídas nas proximidades dos corpos dágua. Mesmo ocorrendo de forma eventual, não se podeesquecer dos acidentes com cargas perigosas, que podemfacilmente se misturar aos recursos hídricos subterrâneos. A Eutrofização – É um processo que resulta noaumento da concentração de nutrientes nos ambientesaquáticos, principalmente do fósforo e do nitrogênio, osquais são essenciais para o crescimento do fitoplâncton e demacrófitos. A eutrofização antrópica, ou seja, causada peloser humano, é decorrente do lançamento de efluentesindustriais e domésticos, bem como cargas difusasprovenientes da água de drenagem de áreas cultivadas,contendo adubos químicos, nos rios, açudes e lagoas. Asconsequências da eutrofização são a maior concentração dematéria orgânica, a perda da biodiversidade, a floração decianobactérias, a proliferação de macrófitas aquáticas e adeteriorização dos corpos hídricos. 14
  15. 15. Classificação das águas A composição das águas varia conforme o tipo desolo e clima das regiões onde se originam e atravessam.Então, com base na quantidade de sais dissolvidos naságuas, elas podem ser classificadas em salinas, salobras oudoces. Cada classe se presta a usos determinados. Porexemplo, as águas salinas podem ser utilizadas em algumasatividades industriais, mas não servem para o abastecimentodas cidades. Da mesma forma, as águas doces,recomendadas para o uso doméstico, não devem serdesperdiçadas em atividades menos exigentes como arefrigeração de equipamentos industriais. De acordo com a resolução nº 357 do CONAMA, as águas são consideradas doces quando apresentam salinidade menor ou igual a 0,50‰. A variação de 0,50‰ a 30‰ na concentração dos sais dissolvidos, leva essas águas a serem consideradas como salobras. Já as águas que apresentam salinidade igual ou superior a 30‰ são consideradas salinas. A classificação das águas é feita mediante análise laboratorial. * ‰ partes por mil 15
  16. 16. A qualidade das águas A qualidade da água édefinida através de suascaracterísticas físicas,químicas e bacteriológicas, asquais são determinadas pormeio de exame físico eanálises químicas ebacteriológicas, realizadas emlaboratório. O exame físico determina as características físicas daágua: cor, turbidez, sabor, odor e temperatura. As características químicas da água sãodeterminadas pela presença de substâncias químicasoriundas dos terrenos por onde ela passou, ou recebeu decontribuição de seus afluentes. Essa determinação é feitasomente por métodos analíticos e os resultados sãofornecidos pela concentração da substância em mg/l(miligrama por litro). As substâncias são: cálcio, ferro,magnésio, etc. As análises bacteriológicas determinam se a águaapresenta condições de ser bebida. Um dos principaispontos a ser analisado é a quantidade de coliformes,principalmente os fecais que, nas águas potáveis, não deveexistir. No entanto, se for submetida a um tratamento, aágua, em seu estado bruto, pode conter o máximo de 4000coliformes fecais por 100 mililitros. 16
  17. 17. Preservação dos Recursos Hídricos e a Gestão Participativa A preservação dos recursos hídricos deve ser trabalhada tendo em vista um aspecto fundamental: o desenvolvimento sustentável. O uso dos recursos naturais não pode ser maior do que a capacidade que ele tem de se renovar. Por isso é fundamental gerenciá-los de forma racional e eficiente, garantindo, assim, sua integridade e qualidade, além da melhoria de vida de todos. No Estado do Ceará, por lei, o modelo de gerenciamento dos recursos hídricos deve ser integrado, descentralizado e participativo, tendo a bacia hidrográfica como a unidade básica a ser adotada para o gerenciamento dos recursos hídricos. Para que esse modelo de gestão se realize, faz-se necessária a utilização de várias ações, tais como planejamento, operação, monitoramento, manutenção e apoio à organização dos usuários. 17
  18. 18. Para colocar em prática o processo de gestão participativa,existem os comitês de bacia hidrográfica (CBHs). Os CBHssão órgãos colegiados, integrantes do Sistema Estadual deGestão de Recursos Hídricos, que contam com aparticipação dos usuários de água, da sociedade civilorganizada, de representantes dos governos municipais,estaduais e federais. Eles são uma parte fundamental nessemodelo de gestão, pois suas atribuições, dentre outras, são:?Fiscalizar a arrecadação e aplicação dos recursos oriundos dacobrança pelo uso da água;?Propor ao Conselho de Recursos Hídricos do Ceará critérios enormas gerais para a outorga de uso da água e de execução de obras eserviços de oferta hídrica;? Estimular a proteção e a preservação dos recursos hídricos;? Aprovar o plano de gerenciamento de recurso hídrico da bacia;? Constituir grupos de trabalhos, comissões específicas ecâmaras técnicas;? Definir os parâmetros de alocação de água para os açudes dasbacias;? Discutir e aprovar, anualmente, em conjunto com a Cogerh, oplano de operação dos sistemas hídricos do CBH. Comitês de Bacia já formados 18
  19. 19. Disposições legais relacionadas aosRecursos Hídricos e sua preservação Para as águas, a lei básica ainda é o Código de Águas, o Decreto Federal nº 24.643/34, que nos anos de 1930 já se reportava à preservação das águas, penalizando quem as contaminasse, com os custos de sua recuperação; também já era exigido o tratamento dos esgotos e a proteção das matas ciliares. Em 1989, foi promulgada a Lei Federal nº 7.754/89, referente à proteção das florestas nas nascentes dos rios. Em 1997, foi aprovada a Lei Federal nº 9.433/97, conhecida como Lei das Águas, que institui a Política Nacional dos Recursos Hídricos. Dentre os pontos mais importantes estão a definição dos instrumentos para a gestão dos recursos hídricos e a criação das Agências e Comitês de Bacias Hidrográficas. A Lei Federal nº 9.984/00 foi a responsável pela criação da ANA (Agência Nacional de Águas), entidade federal responsável pela implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e pela coordenação do Sistema Ainda a nível federal, outros instrumentos legais visando a preservação da qualidade das águas surgiram, a exemplo das Resoluções 357/05 e 397/08 do CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente, que estabelecem os padrões para a classificação e enquadramento das águas por seus usos preponderantes, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes; a Portaria nº 518/04, do Ministério da Saúde, que estabelece os padrões de potabilidade da água para consumo humano, baseados nas exigências da OMS (Organização Mundial de Saúde). 19
  20. 20. Disposições legais relacionadas aosRecursos Hídricos e sua preservação 20
  21. 21. O que você pode fazer parapreservar os Recursos Hídricos Reflita sobre o que você leu nesta cartilha; ? ?Troque ideias com outros usuários do mesmo açude, fontes de água, lago ou rio que você usa, sobre a situação de preservação destes mananciais; Converse ? com quem está poluindo ou agredindo a natureza. Se não for ouvido, denuncie a irregularidade aos órgãos responsáveis pela fiscalização ambiental; Participe ? de mutirões e campanhas educativas envolvendo sua comunidade, bem como de reuniões do CBH e comissões gestoras de açudes da sua região; ? junto aos órgãos governamentais e não Procure, governamentais que atuem na área, programas de apoio à preservação ambiental. Tabela de consumo de água em processo de produçãoFonte: Cartilha FECOMERCIO 21
  22. 22. www.ibama.gov.br www.semace.ce.gov.br www.srh.ce.gov.br www.cogerh.com.br www.dnocs.gov.br22
  23. 23. 23

×