Your SlideShare is downloading. ×
0
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Big data 30
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Big data 30

246

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
246
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Processo Anomalia Crise Processo Forças Disruptivas (passado e presente) Ações de restauração Taxa de sofrimento Taxa de sofrimento Primeiros/ Sinais/ Sintomas
  • 2. Processo Anomalia Crise Processo Forças Disruptivas Ações de restauração Taxa de sofrimento Taxa de sofrimento
  • 3. Etapas Filosofia Metodologia Etapas para ações humanas Teoria Operacional
  • 4. Teorias Forças Papel da teoria Identifica Classifica Relaciona Entrada Prescrições Tendências Conceitos Metodologia Saída
  • 5. • FORÇA PRINCIPAL DISRUPTIVA = AUMENTO RADICALA DA COMPLEXIDADE DEMOGRÁFICA • SINTOMA = CRISES PRODUTIVAS E CULTURAIS DE TODOS OS TIPOS • FORÇAS RESTAURADORAS INCONSCIENTES = REVOLUÇÃO COGNITIVA – NOVAS TECNOLOGIAS E NOVOS MODELOS DE GOVERNANÇA DA ESPÉCIE PARA LIDAR COM A CRISE • NOVO AMBIENTE DA ESPÉCIE = GOVERNANÇA DIGITAL, QUE IRÁ ADAPTAR O MODELO DE COMUNICAÇÃO DOS INSETOS (FORMIGAS) PARA CRIAR UMA NOVA TECNO-ECOLOGIA, ONDE AS ORGANIZAÇÕES VÃO OPERAR.
  • 6. (Valores em milhões)
  • 7. Fator complexidade: 3 bilhões 21 bilhões
  • 8. Complexidade A: Complexidade B:1800 - 2014
  • 9. Complexidade A: Complexidade B:
  • 10. COMPLEXIDADE DA LOGÍSTICA Menos de 1 bilhão Mais de 1 bilhão 7 bilhões
  • 11. CRESCIMENTO POPULACIONAL DO BRASIL
  • 12. Crescimento de 23 vezes em cerca de 140 anos no Rio de Janeiro Meu avô Meu pai Meu filho mais velho Eu Gêmeos
  • 13. COMPLEXIDADE DA LOGÍSTICA x MUNDO ANIMAL
  • 14. “O ser humano é a única espécie viva que cresce sem limitação de número de membros, pois consegue reinventar a sua tecno-ecologia!”
  • 15. Triângulo das espécies Modelo de Comunicação Modelo de Governança Complexidade demográfica
  • 16. Complexidade demográfica Modelo de Inovação Modelo de Produção Modelo Cognitivo Modelo de Governança Pentágono da Espécie Humana
  • 17. Complexidade demográfica Modelo de Inovação Modelo de Produção Novo Modelo Cognitivo Modelo de Governança Pentágono da Espécie Humana 2 2 2 = latência por ajustes = pressão primária 1 2
  • 18. Quando houver baixa autonomia da população de lidar com problemas complexos haverá forte tendência à centralização do poder. Baixa autonomia Concentração de Poder =
  • 19. COMPLEXIDADE DA LOGÍSTICA x AMBIENTE COGNITIVO
  • 20. COMPLEXIDADE DA LOGÍSTICA x AMBIENTE COGNITIVO GOVERNANÇA ORAL GOVERNANÇA ANALÓGICA (ORAL + ESCRITA + ELETRÔNICA) GOVERNANÇA DIGITAL (ORAL + ESCRITA + ELETRÔNICA + DIGITAL)
  • 21. Produtos e serviços Consumidores Chefes e gerentes Força de trabalho Governança Analógica sem colaboração de massa Mérito Vertical
  • 22. Governança Digital com colaboração de massa Produtos e serviços Consumidores Gestor de Plataforma Força de trabalho Mérito Horizontal
  • 23. Governança Analógica (sem colaboração de massa) Mérito vertical; Os critérios do mérito são definidos de dentro para dentro; O cliente avalia a organização e não cada um de seus colaboradores; Avaliação é oral ou escrita; O cliente não tem liberdade de escolha de quem vai atendê-lo dentro da organização. Governança Digital (com colaboração de massa) Mérito horizontal; Os critérios do mérito são definidos de fora para dentro; O cliente avalia cada um de seus colaboradores e não a organização; Avaliação é oral ou escrita, mas fortemente via colaboração de massa, através dos rastros digitais; O cliente passa a ter liberdade de escolha de quem vai atendê-lo dentro da organização, que vira uma plataforma.
  • 24. BIG DATA • Metodologia que percebe o sintoma do aumento da complexidade demográfica, mas não percebe a força principal: a chegada da nova Governança Digital, que muda a forma de gerenciar problemas. • Sem essa análise, os projetos podem gastar muito e não gerar valor. Há o risco de um concorrente novo “matar” o antigo modelo.
  • 25. Metodologia que implante a nova Governança Digital nas organizações, que as permita a lidar com um novo Ambiente humano mais compatível com 7 bilhões de habitantes e uma população mais empoderada. Reúne os métodos do Big Data, mas dentro de projetos estratégicos em que a implantação da nova Governança Digital é o principal objetivo.
  • 26. @cnepomuceno carlos.nepomuceno cnepomu@gmail.com Nepo.com.br

×