Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Universidade Técnica de Lisboa
Lisboa, 2010
Mestre Cheila Sofia Tomás M...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
1. Sinopse
2. Conceitos
3. Metodologia
4. Resultados
5. Principais conclusões
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
1.1. A escolha do tema
Cidadania da
informação e
para a
informação
Tecnologias...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.1. Génese do cidadão jornalista
Conceito surge devido:
•Crise de credibilida...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.2. Cidadão jornalista: Quem é?
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.3. Cidadania da informação e para a informação porquê?
•Cidadão jornalista ≠...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.4. Motivação e motivação social
Intrínseca
Extrínseca
•Homem aprende as form...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.5. Tese da motivação adoptada
DavidMcClelland(1975)
Motivo é intrínseco e há...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
2.5. Tese da motivação adoptada
Eisenberg e Mussen, 1989; Hoffman, 1990 e outr...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
3.1. Objectivos da investigação
Quais as motivações da
participação do cidadão...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
3.2. Modelo de Análise
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
93 contactos de e-mail de indivíduos que participam no
Jornal i e no Jornal Pó...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.1. Caracterização dos órgãos de comunicação social analisados
Jornali
Jornal...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.2. Caracterização dos indivíduos que participam
Gráfico nº 3. Profissão dos ...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.3. Momentos e contextos susceptíveis de participação
Início da Participação
...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.4. Locais onde o cidadão participa
Participação
Televisão
Apenas 7 casos 5 i...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.4. Jornais e canais de TV com maior participação
JornaisRegionais:21%
Jornal...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.5. Formas de participação
Gráfico nº 6. Formas de Participação nos Media
Grá...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
4.6. Razões pelas quais os cidadãos participam
•Razão mais forte de participaç...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
Caracterizar o
indivíduo que participa
Verificardeque
formaosindivíduos
partic...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
Compreender quais os
momentos e contextos em
que participa
Saberquaisos
locais...
Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL
2010
A razão mais forte de participação do cidadão nos media, é a
vontade de ajudar...
Mestre Cheila Sofia Tomás Marques
2010
AS MOTIVAÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DO
CIDADÃO NOS MEDIA
Um Estudo de Casos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Cheila marques motivações da participcação do cidadão nos media

721

Published on

A study about peoples motivation to participate on portuguese media

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
721
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cheila marques motivações da participcação do cidadão nos media

  1. 1. Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Universidade Técnica de Lisboa Lisboa, 2010 Mestre Cheila Sofia Tomás Marques AS MOTIVAÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DO CIDADÃO NOS MEDIA
  2. 2. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 1. Sinopse 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Principais conclusões
  3. 3. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 1.1. A escolha do tema Cidadania da informação e para a informação Tecnologias como facilitadoras da participação Participação do cidadão nos media Conceitos existentes latos Existência de poucas matérias de investigação
  4. 4. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.1. Génese do cidadão jornalista Conceito surge devido: •Crise de credibilidade no jornalismo norte-americano (perda de leitores) •Domínio dos media por parte dos poderes económicos e políticos
  5. 5. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.2. Cidadão jornalista: Quem é?
  6. 6. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.3. Cidadania da informação e para a informação porquê? •Cidadão jornalista ≠ jornalista (Não seguem regras de jornalismo- Técnicas/Legais) •Nova forma de exercício da cidadania •Enriquece o jornalismo •Permite aprofundamento da democracia
  7. 7. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.4. Motivação e motivação social Intrínseca Extrínseca •Homem aprende as formas de viver da sua cultura ao procurar satisfazer as suas necessidades básicas •Homem reflecte a sua cultura, os seus motivos, desejos, objectivos e intenções e tudo isto é o reflexo das necessidades da sociedade Motivação MotivaçãoSocial
  8. 8. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.5. Tese da motivação adoptada DavidMcClelland(1975) Motivo é intrínseco e há 3 necessidades básicas: Necessidade de afiliação Necessidadede Realização Necessidade de Poder
  9. 9. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 2.5. Tese da motivação adoptada Eisenberg e Mussen, 1989; Hoffman, 1990 e outros Comportamentos pró-sociais Comportamentos anti-sociais 1. Acções socialmente negativas 2. Destruição, prejuízo de outras pessoas 3. Comportamentos egoístas, competitivos, hostis e agressivos 1. Acções socialmente positivas 2. Atendem ao bem-estar e às necessidades de outras pessoas 3. Altruísmo, generosidade, cooperação e empatia/simpatia
  10. 10. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 3.1. Objectivos da investigação Quais as motivações da participação do cidadão nos media, na perspectiva dos indivíduos que participam no Jornal I e no Póvoa Semanário? Caracterizar o indivíduo que participa Verificardeque formaosindivíduos participam Compreender quais os momentos e contextos em que participa Saberquaisos locaisonde participa
  11. 11. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 3.2. Modelo de Análise
  12. 12. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 93 contactos de e-mail de indivíduos que participam no Jornal i e no Jornal Póvoa Semanário Inquérito por questionário Incidiu sobre 38 notícias- 8 do Póvoa Semanário e 30 do Jornal i- publicadas entre Setembro de 2009 e Fevereiro de 2010 Análise de conteúdo 3.3. Técnicas de recolha de dados: inquérito por questionário e análise de conteúdo
  13. 13. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.1. Caracterização dos órgãos de comunicação social analisados Jornali JornalPóvoa Semanário Nacional Diário Lisboa Regional Semanário Póvoa de Varzim
  14. 14. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.2. Caracterização dos indivíduos que participam Gráfico nº 3. Profissão dos Indivíduos que Participamno Jornal i e no Póvoa Semanário PROFISSÃO E TENDÊNCIA POLÍTICA Gráfico nº 4. Tendência política dos Indivíduos que Participam no Jornal i e no Póvoa Semanário
  15. 15. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.3. Momentos e contextos susceptíveis de participação Início da Participação Quando acharam pertinente e tiveram vontade de escrever (34%) 11 de Setembro (28%) Contexto Quando têm vontade e disponibilidade (34%) Quando assistem a um momento caricato (28%)
  16. 16. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.4. Locais onde o cidadão participa Participação Televisão Apenas 7 casos 5 indivíduos participam 1 a 2 vezes por mês Jornais Online 22 casos 44% (14 casos) participa entre 3 a 4 vezes por semana
  17. 17. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.4. Jornais e canais de TV com maior participação JornaisRegionais:21% Jornal i: 30% Jornal de Notícias: 12% Público:14% Gráfico nº5. Canais Televisivo em os Indivíduos Participam Mais
  18. 18. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.5. Formas de participação Gráfico nº 6. Formas de Participação nos Media Gráfico nº 7. Elementos Presentes nos Textos Analisados nos Últimos Seis Meses Gráfico nº 8. Elementos Presentes nas Fotografias Analisados nos Últimos 6 Meses
  19. 19. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 4.6. Razões pelas quais os cidadãos participam •Razão mais forte de participação: vontade de querer ajudar a construir uma sociedade mais democrática (22%) Gráfico nº 9. Objectivos da Participação dos Indivíduos nos Media Segundo os Nossos Respondentes
  20. 20. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 Caracterizar o indivíduo que participa Verificardeque formaosindivíduos participam •Os homens participam mais que as mulheres •Têm entre 20-40 anos •Essencialmente Licenciados •Profissões ao nível dos quadros superiores da administração pública e empresas e profissões liberais •A maioria é de Esquerda •Participam essencialmente com textos cujo conteúdo é a denúncia. •Escolhem esta forma porque gostam de escrever •Veículo preferencial de envio de conteúdos é a Internet, porque é mais fácil enviar conteúdos
  21. 21. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 Compreender quais os momentos e contextos em que participa Saberquaisos locaisonde participa •Sobretudo através dos Jornais i, Regionais, Público e Jornal de Notícias •Quando participam em TV fazem-no sobretudo na SIC •Começaram a participar quando consideraram pertinente e tiveram vontade de escrever. •Contexto: quando têm vontade e disponibilidade (34%), e quando assistem a um momento caricato (28%)
  22. 22. Cheila Sofia Tomás Marques | ISCSP-UTL 2010 A razão mais forte de participação do cidadão nos media, é a vontade de ajudar a construir uma sociedade mais democrática. Quais as motivações da participação do cidadão nos media, na perspectiva dos indivíduos que participam no Jornal I e no Póvoa Semanário?
  23. 23. Mestre Cheila Sofia Tomás Marques 2010 AS MOTIVAÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DO CIDADÃO NOS MEDIA Um Estudo de Casos
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×