Your SlideShare is downloading. ×
0
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
As tecnologias e a prática docente
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

As tecnologias e a prática docente

6,301

Published on

Conferencia invitada en congreso ANPED (Associaçao Nacional de Pos-Graduaçao en Educaçao), Brasil, Recife, octubre 2012

Conferencia invitada en congreso ANPED (Associaçao Nacional de Pos-Graduaçao en Educaçao), Brasil, Recife, octubre 2012

Published in: Education
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
6,301
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
51
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. AS TECNOLOGIAS E A PRÁTICADOCENTE: DESAFIOS PARA A DIDÁTICA E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES Carlos Marcelo Universidad de Sevilla CONGRESO ANPED, 2012, RECIFE
  2. Tempos estão mudandoDe uma sociedade industrial para uma sociedade da informação e do conhecimento
  3. AS MUDANÇAS EM NOSSAS SOCIEDADES Sob a forma de: • comunicar-se • conheça • trabalho • Aprender • desfrute de • informe-nos • consumir • ….
  4. Tecnología Profesores
  5. Estas alterações estão a terinfluência sobre:Na cultura profissional do professor: privacidade, transparência, acessibilidade
  6. Vamos estabelecer algumas diferenças • Aprenda a usar as tecnologias • Aprender com tecnologias • Ensinar com tecnologias
  7. Aprenda a usar as tecnologias• O domínio por estudantes ou faculdade de tecnologia de ferramentas:• Processadores de texto• Bancos de dados• Gráficos• Simulações• Sites• Blogs• Redes sociais• Etc.
  8. Ferramentas de comunicação • Síncrono: Skype, Google Talk, Adobe Connect, Elluminate, • Assíncrono: Blogs, Wikis
  9. Ferramentas de colaboração • Crie e compartilhe • Documentos: Doc do Google, • Apresentações: Google docs, • Social bookmarking: Diigo • Compartilhamento de arquivos: Dropbox
  10. Repositórios para compartilhar conteúdo digital • Texto: Isuu • Apresentações: Slideshare • Vídeos: Youtube, Vimeo • Podcasts • Imagens: Flick • Objetos de aprendizagem: Merlot • Mapas Concetuais: Cmap
  11. Acesso a informações e pessoas • Redes sociais: • Facebook • LinkedIn • Ning, Elgg • Microblogging: Twitter • Depuradores de conteúdo: Scoop.it • RSS • Indicadores sociais
  12. Ferramentas para a expressão e imagem pessoal • Blogs (Blogger, WordPress) • Twitter • Portfolio eletrônica (Mahara)
  13. As ferramentas podem ser usadas em dispositivos fixos ou móveis
  14. Aprender com tecnologias
  15. DIFERENTES ABORDAGENS PARA A APRENDIZAGEM APRENDIZAGEM NÃO-FORMAL
  16. Alguns dos resultados: • Em um estudo de Marsick Watkins (1990) encontraram que apenas 20 dos quais trabalhadores aprendem vem de formação formal e estruturada. • 90 % da aprendizagem no local de trabalho ocorre através de meios informais (Sorohan, 1993). • "As pessoas aprendem a maioria do que eles precisam para o seu trabalho de maneira informal" (Jay Cross)
  17. R. Flores em suas pesquisas descobriu que professores:1. Eles aprendem continuamente2. Eles aprendem quando reflito sobre a minha própria prática3. Eles aprendem quando analisaram as reações de seus alunos4. Eles aprendem quando eles ensaiam nova estratégia5. Eles aprendem quando eles compartilham experiências com os colegas6. Eles aprendem quando frequentar cursos, conferências...7. Eles aprendem quando lêem livros...
  18. PLE (Personal LearningEnvironment): Ambientes de aprendizagem pessoal
  19. http://formadores.ning.com
  20. Aprendendo a ensinar com tecnologia
  21. O que eles nos trazem as tecnologias? • Tecnologias por si só não têm capacidade de mudar. • Mas quem está representando um elemento desestabilizador e promissor • Quando...
  22. Deixe não o caminhão FRENTEO BOI Primeira coisa é primeira:
  23. INOVAÇÃOAVALIAÇÃO Prática docente QUALIDADE DE APRENDIZAGEM ALUNOS FORMACIÓN
  24. Fatores que motivam os professores a utilização das TIC Torná-lo mais atraente ensino Melhora a apresentação de materiais Utilidade Mais reconhecimento percebida Motivação dos alunos •As exigências de currículo Variáveis •Possibilidade de obtenção de recursos Intenção e a •Política educacional Atitude para externas decisão de •Opiniões dos colegas com o uso usar •Pressões dos estudantes Utilização das TIC, fora do centro Percepção da Próprio computador facilidade de Confiança no uso das TIC uso Fácil de controlar a sala de aula Uso Facilmente com hardware macio Disponibilidade de recursos
  25. DIFERENTES CENÁRIOS PARA ENSINAR COM TECNOLOGIA ESPAÇO O mesmo Diferentes Ensino Ensino AprendizagemAssíncrono Aprendizagem assíncrona: LMS assíncrona: tutorial ou Internet de física, simulador, de laboratórioTEMPO Ensinosíncrono Ensino Aprendizagem Aprendizagem Síncrono: no espaço Síncrono: em sala de aula virtual: videoconferência, Física chat, mundos virtuais
  26. Um continuum na utilização das TIC para a educação Uso básico do Uso do LMS Ênfase E Intensiva E TIC como complementoApresentações Acesso a recursos on- Fóruns de CursoPowerPoint line, uso do LMS para discussão, completo anúncios, notas, docu avaliação on- desenvolvido mentos line, materiais e moderado eletrônicos, comunica de formulário on- ção com os alunos aprendizagem line interativa linha
  27. Os processos de ensino com tecnologia: análise de componentes CONTEÚDO INTERAÇÕESPROFESSORES Actividades de ALUNOS aprendizagem RECURSOS AVALIAÇÃO
  28. Professores ensinando com tecnologia• Novas habilidades e necessidades de formação: ensino, tecnologia, tutoriais• Conhecimento didático do conteúdo no ensino com tecnologia• Crenças, atitudes, expectativas e percepção de auto-eficácia• Standarsd para a formação de professores
  29. CONHECIMENTO PROFISSIONAL DO PROFESSOR Conhecimento de conteúdo pedagógico TIC Tecno-pedagogico de conhecimento de conteúdo
  30. Ensine nativos digitais com tecnologias.
  31. O que as escolas oferecem-lhes:Acesso a informações em umalenta e controlada, de fonteslimitadasPrefiro a geração digital:Receber informações rapidamente ede diferentes fontes
  32. O que as escolas oferecem-lhes:Fornece o texto antes da imagem,som, cor e vídeoPrefiro a geração digital:Antes de texto são preferenciais deimagens, sons, cor, vídeo
  33. O que as escolas oferecem-lhes: Acesso à informação linear, lógica, seqüencialPrefiro a geração digital: Hipervinculada não orientada e acesso a informações multimídia
  34. O que as escolas oferecem-lhes: Alunos trabalham individualmente até que eles interagem no grupoPrefiro a geração digital: Simultaneamente participar em redes com muitos outros
  35. O que as escolas oferecem-lhes: Aprender alguma coisa "se necessário"Prefiro a geração digital: Aprender "apenas no momento em que é necessário"
  36. O que as escolas oferecem-lhes:Ensino através dememorização para apreparação de exames etestesPrefiro a geração digital: Aprendizagem relevante, ativa, excitante, com diversão e utilidade imediata
  37. O conteúdo de ensino com tecnologia • Usabilidade • Estruturas organizacionais • Formatos de apresentação • Integração com outros componentes do projeto
  38. A interação dos alunos entre si e com os professoresEspaços de comunicação síncrona e assíncrona: fóruns, chats, blogs, mundos virtuais
  39. A possibilidade de comunicação através de computadores• Formas de interação bidirecional através do PC• Facilidade para a criação de redes de interação e colaboração• Comunicação síncrona e assíncrona
  40. UM MODELO DE ANÁLISE Suporte a Dimensão Dimensão sócio- Cognitivo discurso Pessoal EXPERIÊNCIA EDUCACIONAL Criando o clima Selecione conteúdo Dimensão didáticaTomado de Garrison, Anderson and Archer
  41. O professor como designer
  42. Algunos principios de partida Alguns princípios de começar... • A qualidade da educação depende, entre outras coisas, da qualidade das unidades de aprendizagem que professores projetar e desenvolvem. • A qualidade das unidades de aprendizagem depende, em grande medida, a qualidade da concepção da aprendizagem que são professores. • Por trás de qualquer prática de ensino é explicitamente ou implicitamente uma aprendizagem design. • A maioria dos professores, projetos de aprendizagem é implícita.
  43. Um design de aprendizagem..."Um design de aprendizagemespecifica:"em que condiçõesprofessores e alunosrealizam atividades. Essasatividades permitem que osalunos a alcançar os objetivosde aprendizagem desejado.
  44. Tecnologias fazem sentido na medida em que fornecem oportunidades para aprender Pessoas que aprendem Actividades de aprendizagem Competencias AMBIENTE e Ferramentas disponíveis, conteúdo instalações, serviços
  45. Assimilativas Gerenciamento Evaluativas de informações Actividades de aprendizagemExperienciales Aplicación Productivas Comunicativas
  46. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM AssimilativaAtividades assimilativa são aqueles que estãoprocurando estudantes promover o seu entendimentosobre determinados conceitos ou idéias paraapresentar o Professor de oral, escrita, ou visual.
  47. Assimilativa atividades com tecnologias• Eles podem ser presencial ou não comparecimento• As ferramentas de suporte podem ser• Apresentações (PPoint, Prezi...)• Vídeos,• vídeo-conferência• Áudio• Textos• Lousa digital
  48. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM Gerenciamento de informações As atividades de gerenciamento de informações envolve o desenvolvimento de pesquisa de informação, comparar tarefas que sintetizam essa coleta e análise de dados quantitativos ou qualitativos e análise de um caso, texto, áudio ou vídeo.
  49. Atividades de gerenciamento de informações• Eles podem ser presencial ou não comparecimento• Motores de busca• Repositórios:• Vídeo• Áudio• Apresentações• Textos• Blogs• Microblogging• Indicadores sociais
  50. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM ComunicativaAs atividades de comunicação são aqueles que sãoestudantes, convidados a apresentarinformações, discutir, debater, compartilhar, informar.
  51. Atividades comunicativas– Eles geralmente não são presenciais.– As ferramentas de suporte são:– Síncrono vídeo bate-papo (chat)– Assíncrono: fóruns, blogs, wikis
  52. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM AplicativoAtividades de execução são aqueles que estudantesprocura resolver problemas ou exercícios aplicandofórmulas, princípios ou o conteúdo já estudado emclasse. Eles geralmente exigem que os alunos a práticaconceitos ou ações observadas anteriormente,
  53. Actividades de execução• Eles podem ser presencial ou não comparecimento• TUTORIAIS• Exercícios on-line de resposta fechada
  54. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM ProdutivoAtravés de é solicitada aos alunos que você projetar,desenvolver, criar um dispositivo, o documento ou o novorecurso: escrever uma redação, escrever um relatório,projetando uma folha do projeto ou prática e compor ou criarum produto como uma página da web, uma apresentação ourepresentação.
  55. Actividades productivas• Eles tendem a ser não- presencial• Ferramentas de trabalho colaborativo necessário: Google doc, Blog• Ferramentas de busca de informações: motores de busca, social bookmarking• Ferramentas de comunicação: bate-papo, fórum,
  56. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM ExperiencialAtividades experienciais são aqueles que tentam colocaros alunos em um ambiente próximo a futura prática dosalunos, reais ou simuladas.É a que sua característica de imersãodesenvolvido, essencialmente em um laboratório ouoficina, em uma escola, etc.
  57. Actividades experienciales• Eles podem ser presencial ou não comparecimento• As ferramentas de suporte podem ser• Simuladores• Mundos virtuais
  58. ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM EvaluativaAs atividades avaliativas são aqueles cujo objectivoprincipal e exclusivo é a avaliação dos alunos: resposta auma avaliação inicial, teste de auto-teste do questionáriode conhecimentos ou o exame e participar de umaentrevista ou reunião de estudante - avaliação doprofessor entre pares
  59. Actividades evaluativas• Eles podem ser presencial ou não comparecimento• As ferramentas de suporte podem ser• Exercícios on-line• Trabalhos colaborativos• Blogs• Portafolio
  60. Auto-aprendizagem Estudo InquéritoÊnfase no Modelos de ensino Ênfase naconteúdo experiência e prática Ensino Tutoria Conselhos Aprendizagem guiada (com base em Wenger y Ferguson, 2006)
  61. A concepção de actividades de aprendizagem Autoaprendizaje Estudio •Actividades asimilativas: leer, ver, escuchar Énfasis en laÉnfasis en el Contenido Experiencia y en la •Actividades de gestión de Práctica información: Obtener, Ordenar, Clasificar, Selec cionar, Analizar, Manipular Aprendizaje Guiado
  62. A concepção de actividades de aprendizagem Autoaprendizaje • ActividadesÉnfasis en el asimilativas: ver, Énfasis en la Contenido Experiencia y en escuchar, comprender, la Práctica demostración Ensino Aprendizaje Guiado
  63. Autoaprendizaje Indagación •Actividades productivas: Crear, Producir, Escribir, Dibujar, Componer, Criticar, Sintetizar,Énfasis en el Énfasis en la Contenido •Actividades experienciales: Experiencia y en Aplicar, Experimentar, Explorar, la Práctica Investigar, Actuar •Actividades comunicativas: Discusión, Presentación, Debate Aprendizaje Guiado
  64. Autoaprendizaje Chats Actividades comunicativas: Énfasis en laÉnfasis en el Experiencia y en Videoconferencias Contenido • tutoría, •diálogo, la Práctica Mundos virtuales •asesoramiento, •seguimiento Foros •prácticas Tutoría Aprendizaje Guiado
  65. Autoaprendizaje Estudio IndagaciónÉnfasis en ESCENARIOS PARA EL DISEÑO Énfasis en la el DE SECUENCIAS DE Experiencia yContenido APRENDIZAJE AUTÓNOMO en la Práctica Enseñanza Tutoría Asesoramiento Aprendizaje Guiado (basado en Wenger y Ferguson, 2006)
  66. Ele pode ajudar a transformar os processos deaprendizagemEle quebra as barreiras e acesso ao conhecimentoEle permite usar os mesmos instrumentos como"nativos digitais"Ele permite que a aprendizagem ao longo da vidaDá acesso aos recursos de aprendizagemFacilita a aprendizagem pessoal caminhosEle suporta o diálogo interculturalPromove a colaboraçãoPromove o trabalho em redeFacilita a comunicação entre professores, alunos,família...Fez-se mais transparente o trabalho de ensino
  67. As TIC são um recurso,uma ferramenta nasmãos do povo paraaprender e se comunicar.
  68. Muito obrigado @carmargarmarcelo@us.es http://farm1.static.flickr.com/106/294267127_0c92491728_o.jpgBy Sidereal

×