Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica e diabetes

2,206 views

Published on

www.clodoaldopacheco.com.br

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,206
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
445
Actions
Shares
0
Downloads
112
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica e diabetes

  1. 1. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTALMICA, TERAPIA FLOR DE ÍRIS E DIABETES MELLITUS Aluno: Geraldo Cardozo Bandeira Orientador: Prof. Dr. Clodoaldo Pacheco TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  2. 2. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMEIOTICA OFTÁLMICA PROFISSIONAL TERAPIA FLOR DE ÍRIS INTEGRADA® TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  3. 3. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA E DIABETES MELLITUS Introdução A importância deste trabalho está em demonstrar a relação entre a Microsemiótica Oftálmica, Terapia Flor de Íris e diabetes mellitus, objetivando detectar sinais na íris capaz de comprovar ou não a existência da doença nas pessoas. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  4. 4. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA, TERAPIA FLOR DE ÍRIS E DIABETES MELLITUS• Justificativa: Após desenvolver-se vários trabalhos e investigar a predominância das enfermidades na região norte do Espírito Santo, detectou-se diversos problemas de saúde relacionadas ao diabete mellitus.• Problema: A Microsemiótica Oftálmica e a Terapia Flor de Íris ajudará na redução dos problemas causados pelo diabete mellitus? TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  5. 5. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Objetivo Geral O objetivo geral desse trabalho é avaliar as condições de saúde dando ênfase aos portadores de diabetes mellitus, utilizando a Microsemiótica oftálmica e a terapia flor de íris como ferramenta capaz de identificar sinais e tratamentos que correspondam ou atenda a perspectiva. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  6. 6. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Objetivos específicos• Avaliar a importância x desempenho da Microsemiótica oftálmica e terapia flor de íris na prevalência da diabete mellitus.• Identificar na íris os sinais que indicam a presença ou tendências a contrair diabete.• Descrever o perfil do cliente.• Verificar a evolução da cada caso clínico de acordo com o tratamento proposto.• Avaliar os resultados. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  7. 7. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Material e métodos• Realizou-se uma pesquisa bibliográfica com o tema em tela objetivando colher dados para o conhecimento, compreensão e desenvolvimento desse trabalho.• Realizou-se o estudo de caso com 10 (dez) clientes, portadoras de diabetes.• Introduziu-se ao tratamento o uso de essências florais, fitoterápicos, bem como, aconselhamento na reeducação alimentar. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  8. 8. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Microsemiótica Oftálmica Conceito: A íris é uma extensão do cérebro, dotada de tecidos específicos, de terminais nervosos e músculos capilares. Por via tálamo óptico e sistema nervoso a iris estabelece a comunicação a todos órgãos e tecidos do corpo. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  9. 9. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Pela observação da mesma, revela a condição do organismo nas mudanças que ocorrem no estroma e trabéculos (fibras) da íris, detectando assim, as perturbações orgânicas, metabólicas, nutricionais nervosas, hormonais e certas patologias. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  10. 10. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . A abordagem principal da Microsemiótica oftalmica é exatamente o procedimento imediato de pesquisar o estado de Saúde de cada parte do corpo, indicando as áreas de investigação mais detalhadas. Isto faz com que a Microsemiótica oftalmica seja um recurso extraordinário para os profissionais de saúde que adotam a abordagem holística (GURUDEV, 2009, pg. 12) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  11. 11. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Irisdiagnose É a ciência que revela a desordem patológica e funcionais do corpo humano, por meio de linhas e pontas anormais e descoramento da Íris do olho. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  12. 12. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Diabetes Mellitus Conceito: A palavra diabetes significa sifão ou passar através de. Esse é o nome que os antigos gregos designavam indivíduos que se distinguiam por eliminar grandes quantidades de urina, como se a água ingerida passasse por seus corpos, sem se deter. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  13. 13. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Diabetes Mellitus ou diabetes açucarados ou diabetes sacarinos compreende um grupo heterogêneo de causas e manifestações clínicas, tendo como denominação comum o aumento de glicose, um tipo de açúcar no sangue decorrente, na maioria das vezes, de produção diminuída ou alterada de insulina pelo pâncreas e/ou alteração da ação da insulina (fígado, músculos e tecidos adiposo) ocasionando modificações no metabolismo de proteínas, gorduras, sais minerais e, principalmente, glicose. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  14. 14. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Pâncreas O pâncreas é um órgão localizado na cavidade abdominal, atrás do estômago, constituído, além do tecido de sustentação, de:1. Ilhotas circulares que produzem hormônios (insulina e glucagon) que atuam no metabolismo de hidratos de carbono (açucares), proteínas e gorduras.2. Formação glandulares (ácinos e dutos) relacionadas á produção de enzimas destinadas à digestão de hidratos de carbono, proteínas e gorduras. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  15. 15. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . O pâncreas é uma glândula mista, com função secretora endócrina e exócrina. Sua porção endócrina é formada por um conjunto de células (ilhotas de Langerhans) especializadas na secreção dos hormônios insulina e glucagon. Neste aglomerado de células, existe uma distinção, tendo o pâncreas uma região de células betas, responsáveis pela produção de insulina e outra região de células alfas, produtoras de glucagon, lançados na corrente sanguínea. Esses dois hormônios possuem efeitos antagônicos, ou seja, atividade fisiológica inversa. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  16. 16. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . InsulinaTem sua atuação voltada para a absorção deglicose pelas células do fígado, músculosesqueléticos e tecido adiposo, diminuindo suaconcentração em razão da retirada de glicose dosangue. O glucagon, com atividade estimulanteoposta, faz aumentar o teor de glicose nacorrente sanguínea a partir da quebra doglicogênio (substância de reserva energética).(COSTA, ARUAL AUGUSTO, 2009 pg. 3) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  17. 17. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . O pâncreas e as Ilhotas de Langerhans: células alfa e beta, produtoras de hormônios. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  18. 18. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Tipos de diabetes mais freqüentesTipo 1: Chamado anteriormente diabetes infanto- juvenil, instável ou insulino-dependente. Ocorre em crianças e jovens (5 a 10% dos portadores de diabetes).Tipo 2: Chamado anteriormente diabetes do adulto ou da maturidade, estável ou não-insulino- dependente. Ocorre principalmente nos adultos e particularmente nos obesos. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  19. 19. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . TIPO 1 TIPO 2Idade de aparecimento Crianças e Jovens Mais de 40 anosAumento de peso (obesidade) Raro ComumNíveis de insulina Baixos Normais ou elevadosViroses com desencadeantes Freqüentes RarasAnticorpos anticélulas beta-pancreáticas Freqüentemente presentes IncomunsHereditariedade Incomum FreqüenteTendência à cetoacidose Freqüente RaraNecessidade de insulina Frequente Ao redor de 30%Resistência periférica à ação da insulina Incomum FrequenteAumento do glucagon Absoluto RelativoPrevalência (População afetada) 0,1 – 0,3% 7,4%Incidência/100.000 habitantes (novos casos por ano) 1 a 35 100 a 150 TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  20. 20. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Sintomas TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  21. 21. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Estudo de Caso• Cliente A• Data de Nascimento : 10/10/1964 Sexo: Feminino• Chegou no consultório queixando-se de dores generalizada, em estado depressiva e com insônia.• A íris dominante é a esquerda, apresenta a OPI II, terreno Hipotrófico (predominancia de infecções, viroses e alergias frequentes, constituição chinesa metal, pessoa rigida e que não aceita conselhos).• Constituição: Pluriglandular (Nas mulheres destireoidismo e alterações do ciclo menstrual )• Presença de várias lacunas, e iris direita aparece exatamente as 07:00 horas correspondendo a região do pâncreas, após exames confirmou com portadora de de diabetes melittus tipo 2. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  22. 22. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . ESTUDO DE CASO TRATAMENTO Oxigen Plus - para preparar o terreno irídeo , limpeza celular; 10 gotas 4 x ao dia com 1 copo de água fora dos horários das refeições. Floral stock Oxigen Plus – Contém os florais Rescue Remedy e Star Of Bethlemenn, H₂O₂, vanádio, lapachol, uncaria tomentosa, flor de íris germanica L. O tratamento com oxigênio é chamado de oxigeno terapia. Recupera e ativa o sistema imunológico e desintoxica. Ativa e limpa a corrente sanguínea. Proteção e Equilibrio - Para promover a proteção física e emocional. Dosagem = 8 gotas sub-lingual no ½ da manha, da tarde e ao deitar. Floral stock Proteção e Equilíbrio - Essência utilizada para pessoas que refletem baixas defesas emocionais e espirituais, são frágeis. Impressionam-se e absorvem a energia e os problemas das outras pessoas que estão ao seu redor com muita facilidade. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  23. 23. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . ESTUDO DE CASO TRATAMENTO Oligo Floral OPI II para Promover a reposição e o equilíbrio de sais minerais no organismo. Dosagem = 10 gotas pela manha e antes da janta com um pouco de água. Oligo Floral stock OPI II – Essência floral com Thálassa Krill, Eufásia superba, íris germanica L., Galantus nivalis e Quercus robur. Possui traços de Mn-Cu e outros. Essa essência é para as pessoas que se empenham cegamente para serem bem sucedidas, metódicas, radicais. Cansaço a noite, falta de resistência e sono bom, fragilidade das vias respiratórias superiores e fácil infecções. Flor de Íris Máster para regular o sistema glandular. Dosagem = 8 gotas com pouca água 3 x ao dia. Essência floral stock Máster – regulariza o funcionamento das glândulas (tireóide, paratireóide, hipotálamo, hipófise, pâncreas e gônadas), controla tanto o hipotiroidismo quanto hipertireoidismo, favorecendo assim todo o sistema glandular. Diaben - fitoterápico composto por apulia Ferrea, jabolão, pata de vaca e cavalinha. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  24. 24. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente A TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  25. 25. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente A Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  26. 26. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente A TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  27. 27. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente A Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  28. 28. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Cliente A• Após seguir as recomendações, essa senhora passou a dormir melhor, relatou-me que as dores diminuíram significativamente, e o mais importante, a glicose normalizou-se, haja vista que no primeiro exame a taxa apontou em 322 mg/dl. Após 20 dias ao tratamento fez-se novo exame e já havia baixado para 175 mg/dl. Hoje a taxa esta dentro das normalidade com 103 mg/dl, constatado no dia 05/08/2011. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  29. 29. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Estudo de Caso• Cliente B• Data de Nascimento : 15/04/1858 Sexo: Feminino• Queixas: Dores nas costas, insônia, fadiga, dores de cabeça e diabete descontrolado (exame glicêmico 236 mg/dl)• A íris dominante é a esquerda, apresenta a diatese II, Fragilidade das vias respiratórias; infecções; inflamações; reações linfáticas e digestivas; hipomenorréia; alergia por auto intoxicação; artrose, cefaléia; diabete; obesidade; celulite; fadiga dos ligamentos; artrite; obstipação.• Constituição: Hematógena• Presença de várias críptas na iris direita aparece exatamente as 07:00 horas correspondendo a região do pâncreas,.• Tratamento: Oxigen Plus - para limpeza celular; Proteção e Equilibrio para Promover a proteção física e emocional; a OPI II para Promover a reposição e o equilíbrio de sais minerais no organismo; Floral Flor de Íris Máster para regular o sistema glandular , Diaben fitoterápico composto por apulia ferrea, jabolão, pata de vaca e cavalinha para tratamento do diabete. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  30. 30. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente B TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  31. 31. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente B Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  32. 32. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente B TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  33. 33. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente B Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  34. 34. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Cliente B• Após seguir as recomendações, a cliente normalizou o nível de glicose no sangue de 236 mg/dl para 114 mg/dl. (isso aconteceu no intervalo de quatro dias).• As dores desapareceram, principalmente na região cefálica.• Encontra-se disposta, melhorou seu humor e aumentou seu auto estima. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  35. 35. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Conclusão Dentre os dez estudos de casos, foi apresentado oitocasos com diabetes mellitus tipo 2, e dois com diabetesmellitus tipo 1. Nesse total, sete confirmaram através de sinais apresença do diabete mellitus. Em um dos casos a pessoa atéentão, não sabia que era portadora da doença. Diante dos fatos apurados, conclui-se queMicrosemiótica oftálmica e a terapia flor de íris atenderam aexpectativa e confirmou-se sendo este, um recursofantástico para o terapeuta ou qualquer profissional desaúde que possa utilizá-la como ferramenta para examinar,identificar e tratar o individuo. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  36. 36. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA Aluno: Geraldo Cardozo Bandeira Orientador: Prof. Dr. Clodoaldo Pacheco "Tuas forças naturais, as que estão dentro de ti, serão as que curarão suas doenças. " (Hipócrates) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®

×