Your SlideShare is downloading. ×
Curso de elaboração de       projetos          1
[Digite o título do documento]Curso de elaboração de       projetos                  Elaboração    Msc. Mesalas Santos e M...
[Digite o título do documento]                    Elaboração de projetos                “Projeto é um empreendimento plane...
[Digite o título do documento]AULA 1Temas trabalhados na aula:      Apresentação do módulo;      Apresentação sobre projet...
[Digite o título do documento]e fazer o exercício de ouvir e falar, para assim em grupo elaborarmos uma únicaproposta sobr...
[Digite o título do documento]                                        Identificação                                       ...
[Digite o título do documento]AULA 2: CONSTRUÇÃO DO PROBLEMA DO PROJETO E INTRODUÇÃOObjetivos: Destacar as motivações, os ...
[Digite o título do documento]antecedentes do problema, relatando os esforços já realizados ou em curso pararesolvê-lo.   ...
[Digite o título do documento]                          Consequencia 1                                            Conseque...
[Digite o título do documento]         Quando conhecemos uma pessoa é imprescindível que nos apresentemos,como nosso proje...
[Digite o título do documento]2.2 DADOS DO PROPONENTE      Dados do Proponente, ou seja, do representante legal do projeto...
[Digite o título do documento]atendida, suas necessidades sociais, a acessibilidade a atividades culturais, osantecedentes...
[Digite o título do documento] AULA 3: ESTABELECER OS OBJETIVOS DO PROJETO      Objetivo: Construir com os participantes o...
[Digite o título do documento]      3.1 OBJETIVO GERAL E ESPECÍFICOS           A especificação do objetivo responde as que...
[Digite o título do documento]Exemplificando:    Um projeto de democratização cultural tem por objetivo, no longo prazo, a...
[Digite o título do documento]Obs: Nem todas as instituições financiadoras exigem a descrição de objetivosespecíficos e me...
[Digite o título do documento]AULA 4: CRONOGRAMA E CAPTAÇÃO DE RECURSOSObjetivos: Situar no tempo as ações ou procedimento...
[Digite o título do documento](conhecida como gráfico de Gannt), é constituído por linhas, que indicam as fases dapesquisa...
[Digite o título do documento]  EXEMPLO:   ETAPAS DO                                                                      ...
[Digite o título do documento] É CLARO QUE O CRONOGRAMA DE PESQUISA CORRESPONDE APENAS A UMA ESTIMATIVA DO   TEMPO. POR UM...
[Digite o título do documento]CAPTAÇÃO DE RECURSOSObjetivos: compreender os mecanismos para captação de recursos.      Rec...
[Digite o título do documento] Plano de Contrapartida      Deve indicar, com precisão, ações e atividades culturais a sere...
[Digite o título do documento] Plano de Comunicação      Seu patrocinador poderá exigir um plano de comunicação. Este, inv...
[Digite o título do documento]      estar integrado na missão da organização, nos seus objetivos globais e na sua      est...
[Digite o título do documento]      São reuniões presenciais e periódicas, realizadas com toda a equipe para      identifi...
[Digite o título do documento]AULA 5: ORÇAMENTOObjetivos: Indicar todos os recursos financeiros necessários à execução do ...
[Digite o título do documento]      A elaboração de um orçamento deve permitir a previsão e o controle dos gastosque o pro...
[Digite o título do documento]EXEMPLO 2:  ITENS DE CUSTO                    Equipe de pesquisa                       Consu...
[Digite o título do documento]      Orçamento bem construído e que demonstre precisão nos números é, certamente,um forte p...
[Digite o título do documento]financeiramente. Em caso de eventos que cobrem taxa de inscrição, a receita previstadeve est...
[Digite o título do documento]                                        GLOSSÁRIOAtores: todos os envolvidos/interessados no...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apostila do curso de elaboracao de projetos

4,655

Published on

Elaboração de Projetos

Published in: Design
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,655
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
463
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apostila do curso de elaboracao de projetos"

  1. 1. Curso de elaboração de projetos 1
  2. 2. [Digite o título do documento]Curso de elaboração de projetos Elaboração Msc. Mesalas Santos e Msc. Ivan Masafret Aracaju /SE 2010 2
  3. 3. [Digite o título do documento] Elaboração de projetos “Projeto é um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades inter- relacionadas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos dentro dos limites de um orçamento e de um período de tempo dados”. (PROCHONW, Schaffer, 1999 apud ONU, 1984)Introdução ao curso Nos dias de hoje, ter uma boa idéia não basta. Precisamos saber comoapresentar essa idéia as varias opções de financiamento disponíveis. Boas idéias, bem planejadas, levam a um bom desenvolvimento e ao sucessodo projeto. Por outro lado, boas idéias, não planejadas... Entendemos por elaboração de um projeto a coleta e a organização de todo umconjunto de informações, apresentado em linguagem escrita, de modo que, de possedesse documento, não restem duvidas das intenções do projeto. 3
  4. 4. [Digite o título do documento]AULA 1Temas trabalhados na aula: Apresentação do módulo; Apresentação sobre projetos (diversos segmentos); Ênfase na construção de projetos de modelos participativos e Troca de experiênciasObjetivos: Construir a noção de projetos sociais participativos para que estes sejammultiplicadores, ou seja, ao longo da sua execução gerem novas necessidades,objetivos e, conseqüentemente, novos projetos.Antes de pensarmos qualquer coisa a respeito de projetos, temos que refletir e tentarresponder pelo menos quatro questões cruciais. São elas: 1- O QUE É um projeto 2- PRA QUE SERVE um projeto 3- QUEM FAZ um projeto 4- PRA QUEM é feito o projeto A proposta é que individualmente reflitamos sobre estes quatro pontos etentemos responder da forma mais clara e objetiva o que pensamos sobre isto.Parece a principio uma tarefa fácil e óbvia, no entanto, sempre temos algo a mais paraaprender. E para aprendermos de uma forma mais abrangente e participativa nadamelhor que trocarmos saberes e impressões, para isto devemos nos dividir em grupos 4
  5. 5. [Digite o título do documento]e fazer o exercício de ouvir e falar, para assim em grupo elaborarmos uma únicaproposta sobre o que é um projeto, para que serve, que faz e para quem. PRIMEIRAS NOÇÕES SOBRE O PROJETO O projeto é uma resposta a um problema real, desta forma, a elaboração de umprojeto é antes de mais nada, uma tentativa para a solução de um problema,transformando IDÉIAS em AÇÕES, de forma organizada e possível. O que estamos chamando aqui de projeto, nada mais é que a materialização denecessidades de forma organizada, racionalizada e padronizadas por normas.Assim nosso projeto terá a forma e a importância de um documento. Entendemos que o projeto é um empreendimento planejado que consiste noconjunto de atividades inter-relacionadas e coordenadas, com o fim de alcançarobjetivos específicos dentro de limites de espaço, tempo e orçamentos. Ai estão osprincipais elementos de um projeto: problemas, idéias de solução, ações, pessoas,dinheiro. Então nosso problema, transformado em um projeto com formas de umdocumento é nada mais nada menos que o resultado obtido ao se “projetar” no papeltudo o que é necessário para o desenvolvimento de um conjunto de atividades a seremexecutadas: quais são os objetivos, quais meios serão utilizados para atingi-los, quaisrecursos serão necessários, onde serão obtidos e como serão avaliados os resultados. Um bom projeto também coloca as ideias em uma ordem linear. Colabora paraque elas fiquem mais claras (as suas ideias e as de quem irá ler ou financiar o seuprojeto...); estabelece um plano gerencial, aquele que vai acompanhar você em todasas etapas do projeto, guiando a execução. Assim você estará mais confiante pararealizar as etapas em seqüência. Todo projeto por mais diferente um do outro, tem essencialmente algumasregras e pontos em comum que devem ser seguidos. Podemos citar alguns parailustrar esta introdução: 5
  6. 6. [Digite o título do documento] Identificação Problema ObjetivoA organização do projeto em um documento nos auxilia a sistematizar o trabalho emetapas a serem cumpridas, compartilhar a imagem do que se quer alcançar, identificaras principais deficiências, a superar e apontar possíveis falhas durante a execução dasatividades previstas.Exercícios complementares: Se junte a um grupo de pessoas que tenham experiência ou interesse na mesma área quevocê. Responda as seguintes questões:  De onde veio a ideia de seu projeto?  Quais foram os motivos que o levaram a enxergar a necessidade de implantação deste projeto?  Quem seu projeto irá beneficiar?  Quais os tipos de desdobramentos ou possibilidades que poderão advir dele? Pensando nestas coisas você começa a esboçar um perfil para seu projeto, um caminho que vai se tornar mais claro a medida que vão se desenhando outros elementos internos. 6
  7. 7. [Digite o título do documento]AULA 2: CONSTRUÇÃO DO PROBLEMA DO PROJETO E INTRODUÇÃOObjetivos: Destacar as motivações, os problemas, a importância das parcerias nacriação e elaboração de um projeto, sobretudo observando os critérios de avaliaçãodescritos nos editais.Tema da aula: Construção do Problema do Projeto (árvore de problemas / chuva de ideias),público alvo e área de abrangência do projeto e Introdução (descrição do objeto). 2.1 CONSTRUÇÃO DO PROBLEMA DO PROJETO (ÁRVORE DE PROBLEMAS) a) ÁRVORE DE PROBLEMAS – Iniciando a construção das ideiasComo identificar um problema?Através: – De uma detalhada observação da realidade – De um levantamento dos antecedentes – Da aplicação de questionários ou entrevistas A elaboração de um projeto se dá introduzindo o que pretendemos resolver, outransformar. Geralmente é um dos elementos que contribui mais diretamente naaprovação do projeto pela(s) entidade(s) financiadora(s). Aqui deve ficar claro que oprojeto é uma resposta a um determinado problema percebido e identificado pelacomunidade ou pela entidade proponente. Deve-se descrever com detalhes a região onde vai ser implantado o projeto, odiagnóstico do problema que o projeto se propõe a solucionar, a descrição dos 7
  8. 8. [Digite o título do documento]antecedentes do problema, relatando os esforços já realizados ou em curso pararesolvê-lo. A construção de uma árvore de problemas é um recurso pedagógico que facilitaa visualização das causas e conseqüências de um determinado problema. Assim,realizar esse exercício durante o curso pode auxiliar os participantes a compreender alógica que rege a organização das informações disponíveis acerca dos problemasidentificados e priorizados. Um problema é uma situação negativa ou um déficit que se quer resolver. Dentreaqueles listados, deve-se escolher um, considerado importante e possível de sersolucionado no âmbito do projeto. Escolhido aquele que vai ser o problema central,parte-se para a construção da árvore de problemas: Coloca-se no centro do papel, em um quadrinho, o problema central – Este seráo tronco da árvore; Acima do problema central, coloque outros problemas, dele derivados, que sãoos efeitos ou consequências, que formam a copa da árvore; Abaixo do problema central são colocados quadrinhos com os problemas querepresentam as causas, razões ou fatores geradores do problema central. Formam asraízes da árvore. É justamente aí que o projeto deve atuar.Obs.: Escolha sempre uma situação negativa para a árvore de problemas ("leitura" não é um problema, mas a “dificuldade de leitura”); Não inclua a solução na formulação do problema central, pois um problema não é ausência de solução, mas uma situação negativa Ex: (“Falta de reforço para aprendizagem da leitura e escrita” = “dificuldade de leitura e escrita”); Não trabalhe com problemas muito genéricos (“violência”); “traduza” o que está sendo entendido como violência; O projeto agirá sempre nas causas; A árvore é lida de baixo pra cima (e construída ao inverso). 8
  9. 9. [Digite o título do documento] Consequencia 1 Consequencia 2 Consequencia 3 Consequencia 4 Causa 1 Causa 3 Causa 2 Exercícios complementares:1. Identifique os problemas que afetam o seu bairro, a sua população.2. Estabeleça uma ordem de prioridades dos problemas identificados.3. Selecione um dos problemas priorizados e desenvolva um processo de revisão de conhecimentos e discussão em grupo acerca das possíveis explicações para sua ocorrência, magnitude e distribuição territorial. Calma, antes de qualquer coisa precisamos saber o que estamos fazendo, para que e como iremos proceder. Por isso um projeto é muito mais fácil de ser elaborado se for feito não por um, e sim um grupo com os mesmos interesses, juntos para construir as ideias e enxergar possíveis problemas na elaboração. 9
  10. 10. [Digite o título do documento] Quando conhecemos uma pessoa é imprescindível que nos apresentemos,como nosso projeto não pode ser diferente: logo a apresentação é a primeira coisa que trataremos aqui.2.1PÚBLICO-ALVO: Você já pensou em quem é seu público alvo, ou seja, para quem o seu projetocultural está direcionado? Hoje em dia, com tantos segmentos de consumo na sociedade, não vale dizerque seu projeto é para “todo público em geral”. Um projeto para todo mundo pode nãoser para ninguém, pois as chances de identificação entre público-alvo e objetivo ficamreduzidas. Quando pensar no direcionamento do seu projeto, observe que seu públicopossui características como faixa etária, nível de escolaridade, usos e costumes,hábitos diurnos ou noturnos e mesmo classe social.Atenção: As características do projeto ou mesmo a trajetória do proponente podem játer ou indicar um determinado público, que já possua um envolvimento com a ação ouatividade cultural proposta ou, ao contrário, a desconheça ou não tenha acesso epossa dela se beneficiar de alguma forma.Como fazer: Alguns aspectos podem auxiliar na definição do público: onde o projetoserá desenvolvido, a linguagem a que se refere (artes visuais, dança, musica, teatro,etc), sua proposta (experimental, popular, massiva, erudita, etc), entre outros.Exercício complementar: 1) Identifique, em tópicos, o(s) público(s) ao qual o projeto se destina, presumindo, sempre que possível, uma quantidade direta e indireta do público a ser atingido. 10
  11. 11. [Digite o título do documento]2.2 DADOS DO PROPONENTE Dados do Proponente, ou seja, do representante legal do projeto. Caso seuprojeto seja premiado, é esta pessoa, empresa ou instituição, que ficará responsávelpor receber o recurso financeiro, garantir a execução do projeto e prestar contas aotérmino do mesmo, através de relatório. Apresentação da equipe técnica/ docentes e técnicos envolvidos noprojeto: mencionar os nomes completos, a formação profissional, a instituição a queestá vinculado, o cargo ou a função que exerce e as responsabilidades na elaboração eexecução do projeto. Se bolsista, informar a carga horária semanal que disponibilizarápara a execução do projeto e incluir termo de compromisso. Solicitar o visto de todosos integrantes da equipe que participaram da elaboração do projeto e que irão atuar nasua execução. Repetir quantos formulários forem necessários.2.3 TÍTULO Deve dar uma ideia clara e concisa do(s) objetivo(s) do projeto2.4 APRESENTAÇÃO (INTRODUÇÃO) A Introdução é a parte inicial do texto, e da mesma deverá constar a formulaçãoe delimitação do assunto tratado, bem como os objetivos da pesquisa. Tem porfinalidade fornecer os antecedentes que justificam o trabalho, assim como enfocar oassunto a ser abordado. Por se tratar de projetos uma abordagem crítica sobre osprincipais aspectos que justificam a execução da pesquisa deverá ser incluída nessaparte inicial do texto. Dessa forma, a Introdução e justificativa são uma seção comcerto grau de liberdade, pois além de situar o tema no cenário tem a função adicionalde despertar o interesse pelo assunto. Na apresentação é preciso descrever o objeto do projeto. Esse item deve esclarecer que o projeto responde a uma determinada demandapercebida e identificada pela pessoa, comunidade ou entidade que o empreende. A sugestão é apresentar um diagnóstico que reúna elementos capazes deenfatizar a relevância dessa demanda, tais como: dados sobre a região e a população 11
  12. 12. [Digite o título do documento]atendida, suas necessidades sociais, a acessibilidade a atividades culturais, osantecedentes e outros esforços já implementados. As perguntas abaixo também podem ajudar a elaborar essa etapa: Qual a importância dessa demanda/questão para a comunidade? Que benefícios serão alcançados pelo público-alvo do projeto? Em um projeto de democratização cultural, a demanda geralmente está na baixaincidência de práticas culturais entre a população, o que se mede pela escassez deequipamentos (teatros, cinemas, museus etc.), pela baixa acessibilidade a eles, pelaoferta restrita de opções culturais na região, ou, simplesmente, pela falta deconhecimento e informação a respeito das opções ali presentes.Atenção: O objeto é, em última instância, uma “ação ou atividade cultural” e, por isso,acontece em um lugar, em determinado período, é realizado por uma pessoa ou umgrupo de pessoas, por determinadas razões.Como fazer: A apresentação ou descrição é uma síntese do projeto. Comece com umhistórico do projeto (da ação ou atividade a ser realizada), descreva como surgiu aidéia de realizá-lo, qual a sua importância, número de pessoas envolvidas, principaisobjetivos, a qual público se destina e, finalmente, em que período e local ocorrerá.Tudo de maneira bem clara e resumida. A elaboração de um projeto se dá introduzindo o que pretendemos resolver, outransformar. Aqui deve ficar claro que o projeto é uma resposta a um determinadoproblema percebido e identificado pela comunidade ou pela entidade proponente. Devedescrever com detalhes a região onde vai ser implantado o projeto, o diagnóstico doproblema que o projeto se propõe a solucionar, a descrição dos antecedentes doproblema, relatando os esforços já realizados ou em curso para resolvê-lo.Exercício complementar: 1) A partir dos problemas listados, escolha um que considere prioritário e desenvolva uma apresentação (introdução). 12
  13. 13. [Digite o título do documento] AULA 3: ESTABELECER OS OBJETIVOS DO PROJETO Objetivo: Construir com os participantes o adequado planejamento, execução econtrole dos projetos, discutindo estratégias e estruturas que favoreçam o alcance aosobjetivos finais dos mesmos. Estabelecer o objetivo do projeto é a tarefa mais árdua e fundamental, pois é apartir dele que você vai se debruçar a desenvolver os outros tópicos, sendo o objetivodo seu projeto a linha mestra que guiará a definição dos seus conceitos, dos seusprazos, enfim de todos os dimensionamentos do projeto. Objetivo é o que se pretende com a ação, aonde se quer chegar. Você podedetalhar em objetivo geral e objetivos específicos, sendo os específicos quase quedesdobramentos (inter-relacionados) do objetivo geral; não se acanhe se seu projetonão os tiver, pois muitas vezes, eles estão associados a muitas variáveis, como aograu de maturação da ideia e a experiência pessoal do proponente pela observação deoutros projetos já implantados.Exemplificando: Na recém restaurada tapeçaria de Burle Marx, no paço Municipal de Sto. Andre ,descrevemos o objetivo geral do projeto como sendo a valorização do acervo artísticomunicipal e a democratização do acesso do público; os objetivos específicos são aprópria restauração da tapeçaria e a facilitação da visitação através da abertura dehorários e visitas monitoradas. Assim, objetivo geral é o que se pretende como objetivo final, mesmo que em longo prazo, podendo inclusive ultrapassar o período de execução do projeto; objetivos específicos são ações que você pretende realizar para chegar lá. 13
  14. 14. [Digite o título do documento] 3.1 OBJETIVO GERAL E ESPECÍFICOS A especificação do objetivo responde as questões: PARA QUE? e PARAQUEM? A formulação do objetivo de um projeto pode considerar de alguma maneira areformulação futura, positiva das atuais condições negativas do problema. Os objetivos devem ser formulados sempre como a solução de um problema e oaproveitamento de uma oportunidade. Estes objetivos são mais genéricos e não podemser assegurados somente pelo sucesso do projeto, dependem de outrascondicionantes. É importante distinguir dois tipos de objetivos: Objetivo Geral: Corresponde ao produto final que o projeto quer atingir. Deveexpressar o que se quer alcançar na região a longo prazo, ultrapassando inclusive otempo de duração do projeto. O projeto não pode ser visto como fim em si mesmo, mascomo um meio para alcançar um fim maior. Objetivos específicos: Corresponde às ações que se propõe a executardentro de um determinado período de tempo. Também podem ser chamados deresultados esperados e devem se realizar até o final do projeto. O que é: Indicação dos resultados que se pretende atingir, dos produtos finais a serem elaborados, bem como dos benefícios da ação ou atividade cultural, se possível a curto, médio e longo prazo. Como fazer: Faça um pequeno parágrafo com o objetivo geral e organize em tópicos os específicos. Os objetivos específicos geralmente iniciam com um verbo e devem ser claros e sucintos. Muita atenção: O objetivo geral corresponde ao produto final do projeto. Já os objetivos específicos se configuram como ações que contribuirão para alcance e para complementar o objetivo geral. Perguntas norteadoras:  O que pretende com o projeto?  Para que foi pensado e proposto?  Quais são os benefícios culturais, sociais e econômicos derivados do projeto? 14
  15. 15. [Digite o título do documento]Exemplificando: Um projeto de democratização cultural tem por objetivo, no longo prazo, aformação de indivíduos - crianças, jovens e/ou adultos - mais aptos para a vida e paraa construção de uma nova realidade. Seus objetivos específicos se concentram narealização das atividades propostas como meio para essa finalidade maior. Algunsexemplos são a realização de uma oficina de artes, a viabilização do acesso de umadeterminada população a um espetáculo de dança, a capacitação de professores paraatuarem como mediadores, entre muitos outros.3.2 METAS A metas, que muitas vezes são confundidas com os objetivos específicos, sãoos resultados parciais a serem atingidos e neste caso podem e devem ser bastanteconcretos expressando quantidades e qualidades dos objetivos, ou QUANTO seráfeito. A definição de metas com elementos quantitativos e qualitativos é convenientepara avaliar os avanços. Ao escrevermos uma meta, devemos nos perguntar: o que queremos? Para queo queremos? Quando o queremos? Quando a meta se refere a um determinado setor da população ou a umdeterminado tipo de organização, devemos descrevê-los adequadamente. Porexemplo, devemos informar a quantidade de pessoas que queremos atingir, o sexo, aidade e outras informações que esclareçam a quem estamos nos referindo. Cada objetivo específico deve ter uma ou mais metas. Quanto melhordimensionada estiver uma meta, mais fácil será definir os indicadores que permitirãoevidenciar seu alcance. As metas detalham os objetivos específicos do projeto. Nessesentido, devem ser concretas, expressando quantidades e qualidades que permitamavaliar, posteriormente, a efetividade do projeto. Uma meta dimensionada de maneira coerente ajuda a definir os indicadores quepermitirão, ao final do projeto, evidenciar o alcance da atuação. Em um projeto dedemocratização cultural, as metas podem definir, por exemplo, qual setor da populaçãoserá atendido, quantas pessoas serão beneficiadas, por quanto tempo cada pessoaestará envolvida nas atividades, com que grau de participação, entre outros. 15
  16. 16. [Digite o título do documento]Obs: Nem todas as instituições financiadoras exigem a descrição de objetivosespecíficos e metas separadamente. Algumas exigem uma forma ou outra. 3.3 AÇÕES E ATIVIDADES Para alcançar seus objetivos, gerais ou específicos, é necessário propor açõespara seu projeto; de que ações você precisa “lançar mão” para alcançar o objetivo tal?Cada ação é desmembrada em atividades, cuja seqüência é você quem vai definir. Aparentemente numa peça de teatro, por exemplo, a compra de tecidos paraconfecção de figurino uma das ultimas coisas a serem feitas, após toda a montagem doespetáculo e ensaios; no entanto se for decidido que o figurino é fator determinantedurante os ensaios, será necessário sua compra bem antes de todo espetáculo estarpronto. Neste caso, a atividade da compra de tecidos foi prioritária dentro da ação deprodução do espetáculo. Reflita sobre todas as ações e atividades de seu projeto, preveja as aquisiçõesnecessárias e estabeleça prazos convenientes. Plano de Atividades do proponente: relacionar (e indicar como seráexecutada) cada uma das ações/atividades necessárias para execução do projeto.Todas as ações/atividades, independentemente de envolver ou não custos, devem serrelacionadas, preferencialmente em ordem cronológica e subdivididas em grupos. Desdobramentos do projeto: indicar os efeitos multiplicadores(desdobramentos) que são esperados a partir da execução do projeto, no contexto dodesenvolvimento da capacidade de produção de conhecimentos por parte do corpodocente e discente envolvido direta e indiretamente com o projeto e/ ou avanços nosprocessos pedagógicos.Exercícios complementares: 1) Desenvolva alguns objetivos relacionados com o seu projeto. 2) Escolha um destes para ser o geral. Em seguida, desenvolva em grupo quais são os objetivos específicos? 3) Trace as metas dos objetivos desenvolvidos anteriormente. 4) Elabore um Plano de Atividades acerca dos seus objetivos e metas. 16
  17. 17. [Digite o título do documento]AULA 4: CRONOGRAMA E CAPTAÇÃO DE RECURSOSObjetivos: Situar no tempo as ações ou procedimentos necessários para a realizaçãodo projeto. O cronograma responde a pergunta: QUANDO Os projetos são temporalmente bem definidos quando possuem datas de início etérmino preestabelecidas. As atividades que serão desenvolvidas devem se inserirneste lapso de tempo. O cronograma é a disposição gráfica das épocas em que asatividades vão se dar e permite uma rápida visualização da seqüência em que devemacontecer. Todo projeto tem um ciclo de vida. O planejamento do cronograma para esteciclo de vida se dá em dois planos; deve ser pensado um cronograma de “produção” deprojeto, ou seja, em que configuração de tempo e espaço você irá dar os passos deprodução para colocar seu projeto m pé; em outro cronograma deve ser pensado comrespeito à realização do projeto em si: a partir do momento da estréia, da abertura oudo lançamento do seu projeto, em quanto tempo ele se dará, qual será o tempo deexistência dele? Exemplificando, se seu projeto tratar de uma pintura graffiti, quantotempo vai levar a pintura e quanto tempo ela vai permanecer exposta? Como a pesquisa se desenvolve em várias etapas, é necessário fazer a previsãodo tempo necessário para se passar de uma fase para outra. Como, também,determinadas fases são desenvolvidas simultaneamente, é necessário ter a indicaçãode quando isto ocorre. Para tanto, convém definir um cronograma que indique comclareza o tempo de execução previsto para as diversas fases, bem como os momentosem que estas se interpõem. Este cronograma, numa representação bastante prática 17
  18. 18. [Digite o título do documento](conhecida como gráfico de Gannt), é constituído por linhas, que indicam as fases dapesquisa, e por colunas, que indicam o tempo previsto. 18
  19. 19. [Digite o título do documento] EXEMPLO: ETAPAS DO DIAS LEVANTAMENTO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Especificação dos Objetivos Revisão Bibliográfica Seleção dos Pesquisadores Coleta de Dados Análise e Interpretação dos dados Redação do RelatórioTabela 1: Cronograma de pesquisa.
  20. 20. [Digite o título do documento] É CLARO QUE O CRONOGRAMA DE PESQUISA CORRESPONDE APENAS A UMA ESTIMATIVA DO TEMPO. POR UMA SÉRIE DE FATORES IMPREVISTOS, OS PRAZOS PODEM DEIXAR DE SER OBSERVADOS.Atenção: Algumas ações são comuns a vários projetos, como: reserva do local derealização do projeto, impressão das peças gráficas, divulgação, inscrições, ensaios,montagem, estréia, pagamento de serviços e profissionais, prestação de contas, entreoutros. Em algumas ocasiões os editais e mecanismos de financiamento indicam umperíodo de execução, o que significa que não se pode propor um cronograma que oextrapole.Como fazer: O cronograma é conseqüência da “estratégia de ação”. Desenhe uma tabelacontendo as etapas do projeto e seu período de execução (semana, quinzena ou mês). Ocronograma geralmente está dividido em pré-produção, produção e pós-produção, quesignificam, respectivamente, o momento prévio da execução do projeto, a sua execuçãode fato e o momento posterior.Perguntas norteadoras:• Em que período as ações/etapas do projeto serão realizadas?• Quanto tempo durará cada etapa? Todas essas informações serão importantes e irão auxiliá-los no gerenciamento doseu projeto, a partir de um sequenciamento das atividadesExercícios Complementares: 1) Selecione alguns projetos e procure identificar o tempo despendido em cada uma das fases. 2) Identifique fatores que podem determinar atrasos no cronograma de um projeto. 3) Relacione conseqüências desfavoráveis que podem advir da não-observância do cronograma do projeto. 20
  21. 21. [Digite o título do documento]CAPTAÇÃO DE RECURSOSObjetivos: compreender os mecanismos para captação de recursos. Recursos são todos os bens, insumos e serviços utilizados na realização dasatividades do projeto. Equipamentos, suprimentos, salários da equipe, benefíciostrabalhistas dos funcionários, viagens, consultores externos etc. Captar significa reunirtodos os tipos de recursos necessários para viabilizar o projeto: verba, produtos, serviços,trabalhos voluntários, entre outros.Fontes de captação de recursos Uma das maiores preocupações dos gestores de projetos culturais normalmente ésobre como e onde captar recursos. O primeiro passo é entender e identificar quais sãoas possíveis fontes de recursos disponíveis para projetos culturais. O ideal é combinardiversas fontes, evitando que seu projeto dependa de apenas uma delas. Segue aqui umdescritivo das principais fontes a serem buscadas: 1. Governo 2. Indivíduos 3. Fundações e agências 4. Geração de renda própria 5. Parcerias e articulações 6. Patrocínios empresariais 21
  22. 22. [Digite o título do documento] Plano de Contrapartida Deve indicar, com precisão, ações e atividades culturais a serem realizadas peloproponente e demais envolvidos no projeto a título de contrapartida social. Quando levarum projeto a uma empresa, é fundamental apresentar um plano de contrapartidas.Contrapartida é aquilo que o projeto oferece à empresa em troca do patrocínio. Ascontrapartidas vão desde a exposição da marca em materiais de comunicação até umacota de ingressos para as apresentações, ou um espaço exclusivo para venda deprodutos em um evento. O grande objetivo de um plano de contrapartidas é apresentar ao patrocinador avisibilidade e as oportunidades de comunicação e relacionamento que o projeto podeoferecer a ele. Para isso, o ideal é identificar e avaliar todas as ações e peças decomunicação em que o nome do patrocinador poderá aparecer, assim como aspossibilidades que ele terá de se beneficiar a partir do projeto patrocinado, sejaconvidando clientes e funcionários para a participação, seja promovendo parte do eventodentro da empresa e assim por diante. A marca sempre deve estar em destaque para queo patrocinador se sinta atraído pela contrapartida. Um conjunto de contrapartidas deveestar sempre associado a uma cota de patrocínio.Atenção: As ações e/ou atividades culturais indicadas devem estar articuladas com oprojeto proposto e com as diretrizes da política cultural da instância a qual o projetosolicita financiamento.Toda ação ou atividade cultural incide em um contexto econômico, social e político. Poresta razão, o proponente deverá pensar em como atuar neste contexto, tendo comoprincípio o compromisso cidadão. Como fazer: Proponha ações ou atividades que estimulem a participação dopúblico no projeto proposto ou que complementem ou potencializem 22
  23. 23. [Digite o título do documento] Plano de Comunicação Seu patrocinador poderá exigir um plano de comunicação. Este, invariavelmente,contém logotipos e marcas do patrocinador, em inserções previamente combinadas emdetalhes prevendo ajustes de tamanho e localização nas peças publicitárias. Indica em quais veículos de comunicação o projeto será divulgado. Em outraspalavras, o plano descreve que tipo de publicidade, assessoria de imprensa e/oumarketing estão previstos. É possível formular um plano de comunicação alternativo, maisbarato e eficiente, se o proponente conhecer o seu público. Nesse sentido, o bomplanejamento das comunicações é considerado essencial para alcançar o sucesso nosprojetos. Para a elaboração de um plano de comunicação de boa qualidade, é importante olevantamento de alguns itens, tais como:1 Os envolvidos no projeto;2 Quais informações são importantes para cada parte envolvida;3 Qual a melhor forma de comunicar a informação. Exemplos: relatórios, reuniões formais,reuniões informais, e-mails;4 Periodicidade da comunicação;5 Responsável pela transmissão da comunicação.É necessário que seja seguido um Roteiro de um Plano de Comunicação com asseguintes etapas:  Análise das forças externas: Deve ser feita uma breve análise das condições econômicas, legislação sócio culturais, climas político, ideológico, governamental e psicológico e todas as tendências que possam influenciar a empresa e projeto.  Identificação do público-alvo: Envolvendo não apenas a determinação de quem são as pessoas com as quais queremo nos comunicar, mas também uma avaliação de todo o conjunto de crenças e atitudes destas pessoas e da imagem que têm a organização.  Determinação dos objetivos da comunicação: Definir o que se pretende atingir com a comunicação para cada um dos públicos selecionados. Este objetivo deverá 23
  24. 24. [Digite o título do documento] estar integrado na missão da organização, nos seus objetivos globais e na sua estratégia de desenvolvimento.  Elaboração da mensagem: Qual a mensagem (e respectivo conteúdo) que se pretende fazer passar de forma a atingir os objetivos pretendidos. Conteúdo, estrutura e formato.  Seleção dos meios de comunicação: Quem deve ser o emissor da mensagem, quais deverão ser os suportes e canais de comunicação para transmitir eficazmente a mensagem e qual deverá ser o momento para a sua transmissão. Podendo a comunicação ser pessoal, por telefone, por e-mail - ou através de mídias (propaganda, relações públicas, marketing direto), eventos e outras atividades. Todo meio de comunicação tem um benefício e um custo diferente.  Avaliação dos resultados do sistema de comunicação: Medição do impacto que o plano de comunicação gerou no seu público-alvo, quanto custou, o que poderia ser melhorado e efetuar os ajustes necessários, explorando ao máximo a potencialidade desta ferramenta do marketing.Após a elaboração do Plano de Comunicação é importante a sua divulgação para os envolvidos com a finalidade de que todos fiquem cientes e comprometidos com a sua execução. O próximo passo é executar na prática o que foi planejado no Plano deComunicações. Sobre este item, seguem algumas práticas adotadas em desenvolvimentode projetos e que obtiveram bons resultados. Pontos de controle com a equipe técnica 24
  25. 25. [Digite o título do documento] São reuniões presenciais e periódicas, realizadas com toda a equipe para identificar principais pendências, sugestões e problemas do período. Reuniões para informar sobre o Andamento do Projeto São reuniões presenciais que podem envolver vários perfis diferentes de usuáriosque podem estar reunidos ao mesmo tempo ou não, dependendo do interesse de cadagrupo. É comum a participação nestas reuniões dos patrocinadores do projeto, usuáriosfinais, envolvidos de departamentos parceiros, dentre outros. O interesse nas informaçõesdestas reuniões pode envolver o conhecimento dos problemas que o projeto enfrenta emtermos de prazo, custo e escopo.LEMBREM-SE que, dependendo do alcance do projeto é necessário terceirizar serviçoscomo, por exemplo, a divulgação, por meio de uma agência especializada em assessoriade imprensa. Portanto, mesmo que você opte por realizar as etapas do projeto por conta,lembre-se de que alguém deverá criar as peças antes delas irem para a gráfica paraimpressão.Exercícios Complementares: 1) Identifique, com base no perfil do seu projeto, as possíveis entidades que servirão para captar recursos. 2) Se tiver mais de um parceiro (patrocínio), faça o plano de cotas. 3) Individualmente, elaborem um rápido Plano de Comunicação que contemple a necessidade do seu projeto. 4) Em seguida, juntem-se (máximo de 04 pessoas) por afinidade de temática e elaborem um Plano de Comunicação único. 25
  26. 26. [Digite o título do documento]AULA 5: ORÇAMENTOObjetivos: Indicar todos os recursos financeiros necessários à execução do projeto, comvalores unitários e totais.Temas desenvolvidos: Plano de Aplicação; Recursos Materiais; Recursos Humanos; Recursos Financeiros; Anexos. Para se ter uma estimativa dos gastos com a pesquisa, convém que seja elaboradoum orçamento. Para ser adequado, o orçamento deverá considerar os custos referentes acada fase da pesquisa, segundo itens de despesa. Estes itens, por sua vez, podem seragrupados em duas grandes categorias: custos de pessoal e custos de material. Os custos de pessoal são geralmente calculados segundo o trabalho doscolaboradores em dias, exceto no caso de consultores, cujos trabalhos frequentementesão remunerados de acordo com as horas despendidas. O orçamento é um resumo ou cronograma financeiro do projeto, no qual se indicacom o que e quando serão gastos os recursos e de que fontes virão os recursos.Facilmente pode-se observar que existem diferentes tipos de despesas que podem seragrupadas de forma homogênea como, por exemplo: material de consumo; custosadministrativos, equipe permanente; serviços de terceiros; diárias e hospedagem;veículos, máquinas e equipamentos; obras e instalações. No orçamento as despesasdevem ser descritas de forma agrupada, no entanto, as organizações financiadorasexigem que se faça uma descrição detalhada de todos os custos, que é chamadamemória de cálculo. O orçamento deve ser elaborado em bases realistas, ou seja, considerar, comprecisão possível, os vários gastos. Entretanto, convém acrescer ao orçamento umsuplemento para despesas imprevistas. 26
  27. 27. [Digite o título do documento] A elaboração de um orçamento deve permitir a previsão e o controle dos gastosque o projeto terá. Nessa perspectiva, responde à questão: quanto? O orçamento deveservir como um resumo financeiro do projeto no qual se indica quanto será gasto para suarealização e como. É uma ferramenta importante na gestão do projeto para oacompanhamento das despesas previstas e realizadas. Geralmente, agrupam-se oscustos em blocos de despesas: material de consumo; administração; equipe; serviços deterceiros; cachês; aluguel de espaço e equipamentos; alimentação e hospedagem;transporte; divulgação; instalações e infra-estrutura, entre outros. Isso facilita aorganização e o controle dos gastos. As tabelas seguintes exemplificam a elaboração de um orçamento com base nosdiversos itens da despesa prevista. A primeira envolve os custos de pessoal e a segundaos custos de material. Exemplo 1: FASES VALOR 1. PLANEJAMENTO Material de escritório Livros Mapas Xerocópias Telefone 2. COLETA DE DADOS Material para impressão Aquisição de cd e dvd Filmes Xerocópias Taxas para correio, telefones, fretes etc. Manutenção de veiculo para transporte 3. ANÁLISE, INTERPRETAÇÃO E APRESENTAÇÃO Material Para Impressão Tabela 2: Cálculo dos custos de material para projetos. Fonte: GIL, 1991. 27
  28. 28. [Digite o título do documento]EXEMPLO 2: ITENS DE CUSTO Equipe de pesquisa Consultores Datilógrafos Entrevistadores Proc. dados Outros 1° membro 2° 3° membro membro 1 Planejamento 1.1 Salários 1.2 Honorários 2 Coleta de dados 2.1 Salários 2.2 Honorários 2.3 Diárias e Transporte 3 Análise, interpretação e apresentação 3.1 Salários 3.2 HonoráriosTabela 3: Cálculo de custos de pessoal para projetos de pesquisa. Fonte: GIL, 1991. Deve ficar claro que esta lista de itens não pretende ser completa. Pode até mesmo ocorrer que seja inadequada para determinados projetos de pesquisa.
  29. 29. [Digite o título do documento] Orçamento bem construído e que demonstre precisão nos números é, certamente,um forte ponto de venda. Além de demonstrar domínio por parte do produtor, sugerecorreção na apropriação dos custos, evitando a sensação de orçamento inflacionado ouque conste de itens inexistentes. No orçamento são estabelecidos ainda parcerias, apoiosou cotas de participação (co-patrocínio). PLANO DE APLICAÇÃO Consiste na programação do Orçamento. A elaboração de um bom orçamento requer planejamento, pesquisa, tempo e paciência;Precisamos determinar: a) Planejamento de recursos (humanos, materiais, serviços de terceiros) b) Estimativa de custos parciais c) Elaboração do orçamento global Ou seja:É a relação de tudo que será necessário para a realização de um projeto;É necessário conhecer especificidades dos recursos, quantidades e custo unitário decada item;É a relação de custos totais. Detalhamento de Custos Estimar os custos detalhadamente no projeto, por itens de despesa, conforme aestratégia de ação previamente indicada, apresentando valores unitários e o total previsto,a quantidade e os valores financeiros correspondentes. Indicar, em moeda corrente, osrecursos financeiros oferecidos, a título de contrapartida para o desenvolvimento doprojeto. Quando se tratar de recursos humanos ou físicos (equipamentos, terrenos,instalações, etc.) especificar que recursos são estes, quantidade e deve-se estimá-los 29
  30. 30. [Digite o título do documento]financeiramente. Em caso de eventos que cobrem taxa de inscrição, a receita previstadeve estar inserida na planilha de custos. Atenção: A maioria dos editais possui uma cota limite de financiamento. Caso o projeto extrapole o valor determinado, deverá comprovar a existência de outras fontes de financiamento. Neste caso, divida os totais em valor solicitado ao edital e valor total do projeto. Como fazer: O orçamento também deve ser apresentado em forma de tabela, por itens e não em texto. Sugere-se que o orçamento pelo menos indique: item, valor unitário, quantidade e valor total. O valor total do projeto é a multiplicação de todos os itens anteriores. Remeta-se às ações indicadas no cronograma e veja quais gastos estão implícitos em cada uma delas. Geralmente os projetos prevêem recursos para: pessoal e serviços; infra-estrutura e montagem; material de consumo; material gráfico; custos administrativos; comunicação e divulgação; impostos e taxas. Perguntas norteadoras: Qual o custo de cada etapa do cronograma? Quais valores unitários e totais? Quais são as fontes previstas? Quanto será solicitado a cada fonte? Qual o valor total do projeto?Exercício Complementar: 1) Crie em equipe um orçamento que deva permitir a previsão e o controle dos gastos que o projeto terá. 30
  31. 31. [Digite o título do documento] GLOSSÁRIOAtores: todos os envolvidos/interessados no processo de desenvolvimento, podendo serentidades de classe, instituições públicas e privadas, sociedade civil organizada, pessoasresponsáveis, entre outros.Cronograma: representação da previsão da execução de um trabalho, na qual seindicam os prazos em que se deverão executar as suas diversas etapas.Meta: objetivo quantificado, visa o ideal, resultado da execução do projeto.Metodologia: conjunto de técnicas e processos utilizados para ultrapassar asubjetividade do autor.Planejamento: trabalho de preparação para qualquer empreendimento, segundo roteiro emétodos determinados. Elaboração, por etapas, com bases técnicas, de planos,programas e projetos com objetivos definidos. Processo que leva ao estabelecimento deum conjunto coordenado de ações.Plano: documento abrangente e com menor grau detalhamento, que possibilita a visãogeral. Resume o conjunto de ações e propostas a serem levadas a cabo durante oprocesso de planejamento.Programa: conjunto de projetos semelhantes ou complementares. Tem uma visão dearticulação entre várias alternativas/estratégias.Projeto: aborda um elemento específico do turismo e o estuda de forma detalhada. Équalquer propósito de ação definido e organizado, de forma racional que permitedeterminar os custos e benefícios de um investimento.Qualitativo: que exprime qualidade.Quantitativo: relativo aos números, valores e dados.Sustentável: ao ser concebido respeita os limites e atende às necessidades dasquestões política, ambiental, sócio-cultural e econômica, de forma a garantir a integridadede cada um desses aspectos e sem comprometer a possibilidade do usufruto dosrecursos no futuro. 31

×