Informe Técnico - Campanha de Vacinação HPV_Autorização
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Informe Técnico - Campanha de Vacinação HPV_Autorização

on

  • 728 views

Informe técnico elaborado pela Prefeitura de São Paulo sobre a vacinação contra o HPV, e autorizações para pais.

Informe técnico elaborado pela Prefeitura de São Paulo sobre a vacinação contra o HPV, e autorizações para pais.

Statistics

Views

Total Views
728
Views on SlideShare
725
Embed Views
3

Actions

Likes
1
Downloads
19
Comments
0

1 Embed 3

http://www.slideee.com 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Informe Técnico - Campanha de Vacinação HPV_Autorização Informe Técnico - Campanha de Vacinação HPV_Autorização Document Transcript

  • INFORME TÉCNICO Nº 1 CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA O PAPILOMA VÍRUS HUMANO (HPV) PRIMEIRA DOSE DE 10 DE MARÇO A 10 DE ABRIL DE 2014 1- Introdução O vírus HPV é transmitido pelo contato direto infectada a pele e as mucosas infectadas, por meio de relação sexual, que é a forma principal de contágio. Também pode ser transmitido de mãe para filho no momento do parto. O período de incubação é cerca de 2 a 8 meses mas a incubação pode demorar até 20 anos. A Organização Mundial da Saúde estima que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV, destas 32% estão infectadas pelos tipos 16, 18 ou ambos, presentes em 70% dos casos do câncer do colo do útero. No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer, em 2012, o câncer de colo do útero é o terceiro tipo mais freqüente entre a mulheres. Estima-se que são de 17 a 21 casos em 100 mil mulheres, 15 mil casos novos e cerca de 4,8 mil mortes (é a quarta causa de morte entre as mulheres). A infecção pelo HPV é causa necessária, mas não suficiente para o desenvolvimento do câncer. Outros fatores também poderão interferir: início precoce da vida sexual, multiparidade, tabagismo e fatores genéticos. Existem cerca de 150 tipos de HPV, sendo que 30 a 50 tipos poderão infectar o trato genital, dos quais 12 tipos são de alto risco que podem provocar câncer (ditos oncogênicos). Apenas 10% das mulheres infectadas irão apresentar alguma manifestação clínica (câncer de colo do útero e verrugas genitais). 2- Vacina HPV 2.1- Objetivo da vacinação  Prevenir a infecção pelos sorotipos presentes na vacina;  Contribuir para a redução dos casos de câncer de colo de útero e verrugas genitais;    Importante A vacina não tem efeito para tratamento Não substitui a realização do Papanicolau, pois não confere proteção contra todos os tipos oncogênicos; As pessoas vacinadas devem usar o preservativo nas relações sexuais, pois a vacina não confere proteção contra todos os tipos não oncogênicos.
  • 2.2- Vacinas utilizadas no Brasil A vacina HPV Quadrivalente Recombinante é a preconizada pelo Ministério da Saúde e será a disponibilizada gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A eficácia da vacina quadrivalente é de 98% para prevenção de câncer de colo de útero e 100% para verrugas genitais, com maior proteção para as pessoas que nunca tiveram contato com o vírus. É uma vacina inativada, portanto, incapaz de causar a infecção na adolescente vacinada. Cada dose de 0,5 ml contém: proteína do HPV (tipos 6, 11, 16 e 18), adjuvante sulfato hidroxifosfato de alumínio amorfo, cloreto de sódio, L-histidina, polissorbato 80, borato de sódio e água para injeção. O produto não contém conservante nem antibióticos. A vacina é de aplicação intramuscular, deve ser conservada em refrigeração entre +2ºC e +8ºC e não pode ser congelada. 3- População a ser vacinada  em 2014 as meninas com 11, 12 e 13 anos de idade, incluindo as adolescente da Fundação Casa e em situação de rua  em 2015 as meninas com 9, 10 e 11 anos de idade;  em 2016 as meninas com 9 anos de idade; 4- Meta da população a ser vacinada A meta do município de São Paulo é vacinar 80% da população alvo, sendo  Na primeira semana - 30%  Na segunda semana - 60%  Na terceira semana - 70%  Na quarta semana - 80% 5- Esquema de vacinação O esquema de vacinação adotado pelo Ministério da Saúde é o recomendado pelo Grupo Técnico Assessor de Imunizações da Organização Panamericana de Saúde, composto de 3 doses (0, 6m e 60 meses ou 5 anos após a primeira dose), o intervalo de 6 meses entre a 1ª e a 2ª dose e a realização da 3ª dose após cinco anos gera resposta imunológica mais robusta. Outros países como Canadá, Suíça, México e Colômbia já utilizam este esquema. 6- Contra indicações da vacina  reação anafilática aos componentes da vacina;  reação anafilática em dose anterior;
  •  gestantes, uma vez que não há estudos conclusivos até o momento. OBS 1- Se a adolescente engravidar após o início do esquema vacinal, as doses subsequentes deverão ser adiadas até o período pós-parto. Caso a vacina seja administrada durante a gravidez, nenhuma intervenção adicional é necessária, somente o acompanhamento pré-natal adequado, para afastar complicações. 7- Eventos Adversos Pós Vacinação (EAPV) A vacina é bem tolerada e pouco reatogênica, mas como em toda vacina podem ocorrer manifestações locais decorrentes da aplicação, febre, cefaléia e síncope (desmaio), portanto as adolescentes deverão ser vacinadas sentadas e aguardar por 15 minutos. Na ocorrência desses eventos a adolescente deverá ser encaminhada para UBS de referência da escola, para avaliação e demais procedimentos necessários. 8- Estratégia O Ministério da Saúde recomenda que a primeira dose da vacina seja aplicada nas escolas e UBS. Para operacionalizar a vacinação nas escolas é necessário:  Listagem nominal das adolescentes que serão vacinadas, por escola e faixa etária para previsão do número de doses e acompanhamento do esquema vacinal;  Elaborar informe aos pais sobre a importância da vacinação;  Termo de Recusa, caso os responsáveis pela adolescente não autorizem a vacinação na escola;  Acompanhamento da vacinação. Fonte Apresentações em Power Point referente a Campanha Nacional de Vacinação Contra o HPV, disponibilizadas pela Drª Carla Domingues do Programa Nacional de Imunizações/Ministério da Saúde e Drª Helena Keico Sato, Diretora da Divisão de Imunização/CVE/SES Documento Elaborado Subgerência de Imunização/PMI/CCD/COVISA São Paulo 27/01/2014 View slide
  • SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DOS PAIS OU RESPONSÁVEIS PARA VACINAÇÃO CONTRA O HPV ( PAPILOMA VÍRUS HUMANO). UNIDADE ESCOLAR: _______________________________________________________ NOME DA ALUNA:.___________________________________________.ANO/TURMA:_______ CARTÃO DO SUS __________________________________DATA DE NASC. ________: Srs. Pais ou Responsáveis, Informamos que iniciará no dia 10 de março de 2014, a 1ª Campanha de Vacinação contra o Papiloma Vírus Humano ( HPV) , que protege a mulher contra o câncer de colo de útero. Os estudos mostram que, quando a vacinação é feita na faixa etária de 9 a 13 anos, a produção de anticorpos para proteger a mulher do HPV tem maior intensidade. A Campanha promovida pelo Ministério da Saúde, acolhida pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Educação pretende nesse ano, vacinar todas as meninas na faixa etária de 11 a 13 anos . Para aplicação da vacina é necessária a assinatura da presente AUTORIZAÇÃO e a apresentação do cartão de vacinação ou documento de identificação. Segue abaixo o documento de AUTORIZAÇÃO. Eu, _____________________________________RG nº_______________, AUTORIZO a aplicação de vacina em minha filha, contra o Papiloma Vírus Humano (HPV). _________________________________ Assinatura do responsável Data: ____/_____/2014 View slide
  • SOLICITAÇÃO DE RECUSA DOS PAIS OU RESPONSÁVEIS PARA VACINAÇÃO CONTRA O HPV ( PAPILOMA VÍRUS HUMANO). UNIDADE ESCOLAR: _______________________________________________________ NOME DA ALUNA:.___________________________________________.ANO/TURMA:_______ CARTÃO DO SUS: _______________________________ DATA DE NASC. ________: Srs. Pais ou Responsáveis, Informamos que iniciará no dia 10 de março de 2014, a 1ª Campanha de Vacinação contra o Papiloma Vírus Humano ( HPV) , que protege a mulher contra o câncer de colo de útero. Os estudos mostram que, quando a vacinação é feita na faixa etária de 9 a 13 anos, a produção de anticorpos para proteger a mulher do HPV tem maior intensidade. A Campanha promovida pelo Ministério da Saúde, acolhida pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Educação pretende nesse ano, vacinar todas as meninas na faixa etária de 11 a 13 anos . Segue abaixo o documento de RECUSA. Eu,________________________________________RG nº___________, NÃO AUTORIZO a aplicação da vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), mesmo sabendo das possíveis implicações letais da doença sobre a minha filha. ________________________________ Assinatura do responsável Data: _____/_____/2014