Teoria das Organizações

71,123
-1

Published on

Published in: Technology
1 Comment
43 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
71,123
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
1
Likes
43
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Teoria das Organizações

  1. 1. Comunicação nas Organizações Teoria das Organizações
  2. 2. Teoria das Organizações <ul><li>Organizações: </li></ul><ul><ul><li>Grupo de pessoas </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupamento humano </li></ul></ul><ul><ul><li>Unidade social </li></ul></ul><ul><ul><li>Conjunto de relações sociais estáveis </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Relações com objetivos e propósitos específicos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>São estabelecidas para conseguir certas finalidades. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Têm um fim/objetivo em comum. </li></ul></ul></ul>
  3. 3. Teoria das Organizações <ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><ul><li>Um formigueiro </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma célula </li></ul></ul><ul><ul><li>Um time de futebol </li></ul></ul><ul><ul><li>Um clube de carteado </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma banda </li></ul></ul>
  4. 4. Teoria das Organizações <ul><li>Grupos: </li></ul><ul><ul><li>Ponto comum na formação de redes sociais (organizações). </li></ul></ul><ul><ul><li>Pluralidade de indivíduos, mas convergência de idéias, identidade de fins (finalidade comum) e interação (ação recíproca de uns indivíduos sobre os outros), desempenhando diferentes papéis sociais. </li></ul></ul>
  5. 5. Teoria das Organizações <ul><li>As pessoas pertencem a vários grupos e a várias organizações simultaneamente, desempenhando diversos papéis e ocupando ao mesmo tempo muitas posições na esfera social. </li></ul>
  6. 6. Teoria das Organizações <ul><li>Visão estática da organização: </li></ul><ul><ul><li>Ordem de indivíduos formando uma rede de relações com posições distribuídas dentro deste quadro. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode ser vista apresentada através de organogramas. </li></ul></ul><ul><ul><li>A organização compõe-se de camadas hierárquicas ou níveis funcionais estabelecidos pelo organograma. </li></ul></ul><ul><ul><li>Os níveis diferenciam o grau de autoridade delegada, comando e salários. </li></ul></ul>
  7. 7. Teoria das Organizações <ul><li>Organograma: </li></ul><ul><ul><li>É o gráfico que representa a organização formal, a estrutura que foi delineada pelo estatuto, regimento ou regulamento da organização e configura seus diversos órgãos e as respectivas interdependências, linhas de autoridade e subordinação ( REBOUÇAS , 2000 ). </li></ul></ul>
  8. 8. Teoria das Organizações
  9. 9. Teoria das Organizações <ul><li>Visão dinâmica da organização: </li></ul><ul><ul><li>Demonstra o processo pelo qual a estrutura é criada, mantida e utilizada, integrando e estabelecendo as relações entre eles e suas respectivas atribuições. </li></ul></ul><ul><ul><li>Complexo sistema de comunicações e inter-relações existentes num grupamento humano, deixando clara a importância da representação dos papéis que cada membro desempenha neste contexto. </li></ul></ul>
  10. 10. Teoria das Organizações <ul><li>Fluxograma: </li></ul><ul><ul><li>É o gráfico que representa a seqüência ou rotina de um trabalho de forma analítica, caracterizando as operações e situando os agentes executores. </li></ul></ul><ul><ul><li>É um instrumento auxiliar da administração, ao representar o processamento das funções, nortear os rumos das atividades, limitando arbitrariedades e minimizando incertezas com relação ao encaminhamento dos trabalhos. </li></ul></ul>
  11. 11. Teoria das Organizações <ul><li>Papéis: </li></ul><ul><ul><li>Tarefa prescrita e definida para o indivíduo, mas de domínio dos demais integrantes da organização, particularmente dos que precisam se relacionar com aquele profissional. </li></ul></ul>
  12. 12. Teoria das Organizações <ul><li>Cada papel é formado por: </li></ul><ul><ul><li>Responsabilidades : funções que o agente deve realizar para o sistema, definidas por meio de atividades e protocolos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Permissões: para a utilização de recursos </li></ul></ul><ul><ul><li>Atividades : ações que o agente pode realizar </li></ul></ul><ul><ul><li>Protocolos : como o agente deve interagir com os demais. </li></ul></ul>
  13. 13. Teoria das Organizações <ul><li>Onde se encontram delineados os papéis de uma empresa? </li></ul>
  14. 14. Teoria das Organizações <ul><li>Na descrição de cargos, com o devido detalhamento sobre tarefas, atribuições e funções inerentes a cada um deles. </li></ul>
  15. 15. Teoria das Organizações <ul><li>Cargo: </li></ul><ul><ul><li>É a posição hierárquica do conjunto de tarefas ou atribuições dentro da organização formal, geralmente definida no organograma (CHIAVENATO, 2001 ). </li></ul></ul>
  16. 16. Teoria das Organizações <ul><li>Organograma e fluxograma compõem, juntos, uma base estrutural que dá suporte a outros componentes de atuação na organização: a tomada de decisões. </li></ul>
  17. 17. Teoria das Organizações <ul><li>Decisões: </li></ul><ul><ul><li>Processo de análise e escolha, entre várias alternativas disponíveis, do curso de ação que a pessoa deverá seguir. </li></ul></ul><ul><li>“ No processo decisório, sua própria mente pode ser seu pior inimigo” </li></ul><ul><li>John Hammond, Ralph Keeney e Howard Raiffa </li></ul>
  18. 18. Teoria das Organizações <ul><li>A tomada de decisão envolve necessariamente seis elementos (CHIAVENATO, 2001 ): </li></ul><ul><ul><li>O tomador de decisão: que é a pessoa que faz uma escolha ou opção entre várias alternativas de ação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Os objetivos: que são as metas pretendidas através das ações. </li></ul></ul><ul><ul><li>As preferências: que compõem os critérios que o tomador de decisão usa para fazer sua escolha. </li></ul></ul><ul><ul><li>A estratégia: que significa o curso de ação escolhido para melhor atingir os objetivos e que depende dos recursos disponíveis. </li></ul></ul><ul><ul><li>A situação: representando todos os aspectos do ambiente naquele momento. </li></ul></ul><ul><ul><li>O resultado: que é a conseqüência ou resultante de uma dada estratégia. </li></ul></ul>
  19. 19. Teoria das Organizações <ul><li>Tomar decisões: </li></ul><ul><ul><li>é um processo racional, mas também emocional; </li></ul></ul><ul><ul><li>é um processo social e relativo; </li></ul></ul><ul><ul><li>é um processo de aprendizagem; </li></ul></ul><ul><ul><li>não é um processo prescritivo (receita de bolo), mas contingencial. </li></ul></ul>
  20. 20. Teoria das Organizações <ul><li>Tipos de Pessoas que tomam decisões: </li></ul><ul><ul><li>As que têm preferência pelo risco; </li></ul></ul><ul><ul><li>As que são neutras ao risco; </li></ul></ul><ul><ul><li>As que têm aversão ou evitam o risco. </li></ul></ul><ul><li>Essa variação do comportamento resulta na tomada de decisão conservadora, moderada ou dinâmica, associada à perseguição de ganhos baixos, médios ou elevados. </li></ul>
  21. 21. Teoria das Organizações <ul><li>Fatores que podem contribuir para a tomada de decisão: </li></ul><ul><ul><li>Responsabilidade e transparência; </li></ul></ul><ul><ul><li>Conhecimento especializado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Coordenação entre as partes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Habilidade política; </li></ul></ul><ul><ul><li>Administração do tempo. </li></ul></ul>
  22. 22. Teoria das Organizações <ul><li>Modelo das decisões inteligentes </li></ul><ul><ul><li>Trabalhar com o problema certo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Definir os objetivos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Criar alternativas com imaginação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compreender as conseqüências; </li></ul></ul><ul><ul><li>Confrontar itens de negociação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Esclarecer as incertezas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Analisar a tolerância a riscos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Examinar as decisões interligadas. </li></ul></ul>
  23. 23. Teoria das Organizações <ul><li>Cultura da empresa </li></ul><ul><ul><li>Padrões de comportamento, hábitos sociais, significados, crenças. Normas e valores selecionados historicamente, transmitidos coletivamente, e que constituem o modo de vida e as realizações características de um grupo humano. </li></ul></ul><ul><ul><li>Atua como um fator de diferenciação social. </li></ul></ul><ul><ul><li>Traduz ou reflete as escolhas e preferências que foram desenvolvidas pela liderança (atual e passada) da empresa e que são compartilhadas pelos seus demais membros. </li></ul></ul><ul><ul><li>Molda-se, com o passar do tempo, a partir dos problemas, questionamentos e demandas que a empresa tem enfrentado e que resultaram em respostas e soluções, que foram testadas, avaliadas, selecionadas, assimiladas e memorizadas, coletivamente, pelos integrantes. </li></ul></ul><ul><ul><li>É difundida e propaga-se pela utilização dos sistemas de comunicação (formais e informais), através dos heróis, mitos, estórias, rituais, sagas, mecanismos simbólicos. </li></ul></ul>
  24. 24. Teoria das Organizações <ul><li>Para que serve a cultura da empresa: </li></ul><ul><ul><li>Definir a idéia que a empresa tem de si mesma. </li></ul></ul><ul><ul><li>Estruturar e orientar os comportamentos desejados no trabalho. </li></ul></ul><ul><ul><li>Induzir caminhos e práticas a serem seguidas pelos seus integrantes. </li></ul></ul><ul><ul><li>Criar padrões de interação entre os membros da empresa. </li></ul></ul>
  25. 25. Teoria das Organizações <ul><li>Liderança: </li></ul><ul><ul><li>Ação de representação e controle de qualquer congregação social, efetuada por um elemento aceito pelo grupo como o mais indicado para levá-lo a atingir determinado objetivo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ato de influência em matéria de relevância organizacional </li></ul></ul>
  26. 26. Teoria das Organizações <ul><li>Tomada de decisão X cultura da empresa X liderança X comunicação fragmentada </li></ul><ul><li>= </li></ul>
  27. 27. Teoria das Organizações <ul><li>Conflito </li></ul>
  28. 28. Teoria das Organizações <ul><li>Conflito: </li></ul><ul><ul><li>Aparecem sempre que os interesses colidem. </li></ul></ul><ul><ul><li>Atrito ou luta declarada (abandona-se os valores éticos). </li></ul></ul><ul><ul><li>Gera mudanças nas empresas. </li></ul></ul>
  29. 29. Teorias das Organizações <ul><li>Sempre que se fala em acordo, aprovação, coordenação, consistência, harmonia, deve-se lembrar que estas palavras pressupõem a existência ou a iminência de seus opostos, como desacordo, desaprovação, desentendimento, incongruência, discordância, oposição – o que significa conflito. </li></ul>
  30. 30. Teorias das Organizações <ul><li>Tipos de empresas </li></ul><ul><ul><li>Primeiro Setor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Empresa pública – é a pessoa jurídica de capital público, instituída por ente estatal, com a finalidade prevista em lei. A finalidade é sempre de natureza econômica, eis que, em se tratando de empresa ela deve visar o lucro, ainda que este seja utilizado em prol da comunidade. </li></ul></ul></ul>
  31. 31. Teorias das Organizações <ul><li>Tipos de empresas </li></ul><ul><ul><li>Primeiro Setor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>No Brasil as empresas públicas se dividem em duas categorias: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>empresa pública unipessoal, com patrimônio próprio e capital exclusivo da União. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Empresa pública de vários sócios governamentais minoritários, que unem seus capitais à União, tendo esta a maioria do capital votante. </li></ul></ul></ul></ul>
  32. 32. Teorias das Organizações <ul><li>Tipos de empresas: </li></ul><ul><ul><li>Segundo Setor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Empresa privada – é aquela que não é do poder do Estado, ou seja, seu dono/criador possui todos os direitos sobre ela. No entanto, a pessoa jurídica criadora da empresa deve impostos ao estado. </li></ul></ul></ul>
  33. 33. Teorias das Organizações <ul><li>Tipos de empresas: </li></ul><ul><ul><li>Terceiro Setor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Terminologia sociológica que dá significado a todas as iniciativas privadas de utilidade pública com origem na sociedade civil. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A palavra é uma tradução de Third Sector, um vocábulo muito utilizado nos Estados Unidos para definir as diversas organizações sem vínculos diretos com o primeiro setor (Público, o Estado) e o Segundo Setor (Privado, o Mercado). </li></ul></ul></ul>
  34. 34. Teorias das Organizações <ul><li>Tipos de empresas: </li></ul><ul><ul><li>Terceiro Setor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dentro das organizações que fazem parte do terceiro Setor estão as ONGs (Organizações Não Governamentais), entidades filantrópicas e outras formas de associações civis sem fins lucrativos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Surgem de movimentos sociais ou centros de educação. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Surgem para suprir falhas do Estado e do setor privado no atendimento das necessidades da população. </li></ul></ul></ul>

×