• Like

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Uploaded on

 

More in: Technology , Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
436
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
11
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Aproximação à Biblioteca Escolar: que estratégias? Gualdim Pais | OUTUBRO 2010 Ana Cabral Rede Bibliotecas Escolares
  • 2. " O papel da BE alterou-se e esta assume- se como a estrutura organizacional capaz de consubstanciar uma nova concepção de Escola (...) permitindo o desenvolvimento de modelos assentes na resolução de problemas, através da pesquisa e produção documentais em diferentes suportes e linguagens, facilitando a aquisição de competências de informação" Dr.ª Teresa Calçada
  • 3. Professor bibliotecário
  • 4. Conteúdo funcional do professor bibliotecário : Capítulo 3.º Portaria 756/2009 de 14 de Julho a) Assegurar serviço de biblioteca para todos os alunos do agrupamento; b) Promover a articulação das actividades da biblioteca com os objectivos do projecto educativo, do projecto curricular de agrupamento e dos projectos curriculares de turma; d) Garantir a organização do espaço e assegurar a gestão funcional e pedagógica dos recursos materiais afectos à biblioteca; e) Definir e operacionalizar uma política de gestão dos recursos de informação, promovendo a sua integração nas práticas de professores e alunos; f) Apoiar as actividades curriculares e favorecer o desenvolvimento dos hábitos e competências de leitura, da literacia da informação e das competências digitais, trabalhando colaborativamente com todas as estruturas do Agrupamento; g) Apoiar actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular incluídas no plano de actividades ou projecto educativo do agrupamento ou da escola não agrupada; h) Estabelecer redes de trabalho cooperativo, desenvolvendo projectos de parceria com entidades locais; Portaria 756/2009 de 14 de Julho
  • 5. a) Assegurar serviço de biblioteca para todos os alunos do agrupamento; Serviço de biblioteca gerir o funcionamento das bibliotecas; convocar professores e alunos para o uso da biblioteca; assegurar o acesso à informação em suporte físico e digital; assegurar a circulação de documentos; ajudar os professores a pesquisar em catálogos bibliográficos; ajudar os professores a elaborar estratégias de pesquisa da informação; integrando-as nas suas práticas quotidianas; promover um serviço de alerta para divulgação;  implementar estratégias de difusão e marketing.
  • 6. b) Promover a articulação das actividades da biblioteca com os objectivos do projecto educativo, do projecto curricular de agrupamento e dos projectos curriculares de turma; Serviço de biblioteca
  • 7. Projecto Educativo Projecto Plano Curricular Plurianual Agrupamento Plano de acção das BE´s Regulamento Serviço de biblioteca Interno Plano anual do agrupamento Regimento das BE’s Plano Anual Projecto das BE’s do curricular de Planificações turma agrupamento
  • 8. BIBLIOTECA ESCOLAR centro de recursos BIBLIOTECA ESCOLAR centro de aprendizagem
  • 9. Novos desafios Modos de aprendizagem dinâmica versus ensino expositivo Ensino-aprendizagem num ambiente rico em recursos baseado na construção do conhecimento
  • 10. A biblioteca escolar centro de aprendizagens b) Promover a articulação das actividades da biblioteca com os objectivos do projecto educativo, do projecto curricular de agrupamento e dos projectos curriculares de turma;
  • 11. Papel da Biblioteca como centro de aprendizagem “As aprendizagens diversificadas apontam para a vantagem, largamente conhecida, da utilização de recursos variados que permitam uma pluralidade de enfoques dos conteúdos abordados. Variar os materiais, as técnicas e processos de desenvolvimento de um conteúdo são condições que se associam a igual necessidade de diversificar as modalidades de trabalho escolar e as formas de comunicação e de troca dos conhecimentos adquiridos.” Portugal. Ministério da Educação. DEB. Organização Curricular e Programas: Ensino Básico-1º ciclo, ME, 1998
  • 12. Marginal Complementar Integrada
  • 13. d) Garantir a organização do espaço e assegurar a gestão funcional e pedagógica dos recursos materiais afectos à biblioteca; GESTÃO DA BE Conheço as zonas funcionais da BE. Conheço a forma como os materiais estão organizados na BE. Conheço as normas de funcionamento da BE.
  • 14. Conhecer as zonas funcionais, uma vez que estas permitem a divisão da turma em pequenos grupos. GESTÃO DA BE Elaborar um guia de utilizador para a apropriação das regras por todos. Entender a forma como se encontram arrumados os documentos, só assim podemos orientar os alunos na pesquisa da informação e selecção de leituras. Conhecer a colecção existente. Definir um horário de utilização…
  • 15. EXEMPLO Estratégias simples…. Rede de Bibliotecas Escolares
  • 16. A sua Escola A sua BE. Bloco 2: À descoberta dos Conhecer horários, regras de funcionamento; outros E DAS INSTITUIÇÕES. Participar na elaboração de regras; Conhecer direitos e deveres na Biblioteca GESTÃO DA BE Escolar; MODOS DE VIDA E FUNÇÕES DE ALGUNS MEMBROS DA COMUNIDADE (merceeiro, médico, agricultor, sapateiro, operário, carteiro… ) O Bibliotecário INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS EXISTENTES NA COMUNIDADE • Contactar e recolher dados sobre colectividades, serviços de saúde, correios, bancos, organizações religiosas, autarquias A Biblioteca Municipal Estratégias possíveis Rede de Bibliotecas Escolares
  • 17. “Pesquisar, seleccionar e organizar informação para a transformar em conhecimento mobilizável. “ in Programa 1.º CEB
  • 18. GESTÃO DA BE IDENTIFICAR permite encontrar! Rede de Bibliotecas Escolares
  • 19. f) Apoiar as actividades curriculares e favorecer o desenvolvimento dos hábitos e competências de leitura, da literacia da informação e das competências digitais, trabalhando colaborativamente com todas as estruturas do Agrupamento; Apoio ao Currículo Planifico o recurso ao material livro/não livro para abordagem dos conteúdos. Incentivo e apoio o trabalho de pesquisa na BE. Ensino a usar os recursos documentais de forma progressiva, no contexto das aprendizagens e das diferentes actividades formativas.
  • 20. APOIO AO CURRÍCULO -Incluir os recursos da Biblioteca Escolar nos projectos curriculares de turma. -Sumariar. -Identificar na planificação a articulação com a BE e, sempre que possível, sugestões bibliográficas e outros recursos para que todos tenham conhecimento. Seleccionar os conteúdos curriculares que mais favorecem a mobilização de saberes culturais e científicos- inovação da aprendizagem. SABER QUE COMPETÊNCIAS QUERO DESENVOLVER.
  • 21. Âmbito colaborativo COLABORAÇÃO:  relação interdependente planificação com continuidade; Partilha de objectivos; Papeis/tarefas definidas entre ambos. > Programa de literacia de informação;
  • 22. Desenvolver a capacidade de retenção da informação • Interpretar enunciados de natureza diversificada nas suas realizações verbal e não verbal (recados, avisos, instruções…). • Reter informações a partir de um enunciado oral (recados, avisos, instruções). • Formular recados, avisos, instruções… • Responder a questionários. • Transpor enunciados orais para outras formas de expressão (gestual, sonora, pictórica). Portugal. Ministério da Educação. DEB. Organização Curricular e Programas: Ensino Básico-1º ciclo, ME, 1998
  • 23. Utilizar técnicas de recolha e de organização da informação • Recolher documentação (gravuras, fotografias, postais ilustrados, manuais de diferentes disciplinas, fotocópias de páginas de enciclopédias, textos). • Organizar e classificar a documentação segundo critérios diversos (grandes temas, subtemas, ordem alfabética…). • Organizar um índice da documentação. • Construir materiais de informação, consulta e estudo, listas de palavras, dicionários ilustrados, segundo critérios diversificados (temática, ordem alfabética…), • Consultar listas de palavras. • Recorrer à consulta de prontuários para ampliar conhecimentos e para procurar soluções para as dúvidas levantadas nas produções escritas. • Descobrir critérios de organização de dicionários. • Treinar a consulta de dicionários, enciclopédias…. Portugal. Ministério da Educação. DEB. Organização Curricular e Programas: Ensino Básico-1º ciclo, ME, 1998
  • 24. …para crescer…para aprender Apoio ao Currículo Percurso formativo os nosso alunos recorrendo à biblioteca escolar, no contexto de sala de aula ou na BE. Desenvolver uma progressiva autonomia na utilização autónoma da BE.
  • 25. LIVROS INFORMATIVOS
  • 26. CONTO OU REALIDADE? Objectivo: Assegurar que os alunos adquirem habilidades de busca da informação para alcançarem competências no acesso à informação em qualquer actividade de aprendizagem. Seleccionar animais que apareçam caracterizados nos contos populares e em fábulas, e procurar as características dos mesmos animais em livros informativos; ANIMAL No Conto Na Realidade Rede de Bibliotecas Escolares
  • 27. Adivinhas…. Adivinha Sou adorado por todos, porque a todos faço bem, sirvo também de relógio, aos que relógios não têm. Resposta O que descobrimos sobre…. Rede de Bibliotecas Escolares
  • 28. Procurar informação…. Termo O que pensas que Definição significa? nevoeiro condensação Rede de Bibliotecas Escolares
  • 29. A internet…o livro mais completo do mundo? http://www.sitiodosmiudos.pt/810/planetaclick.asp?modulo=0209 1- Prévia selecção das paginas a consultar; COMO COMEÇAR? 2- começar por criar fichas informativas simples.
  • 30. Procura da informação…. Nome do animal PANDA Página visitada…. O que come…. Onde habita…. Deixo uma fotografia… Rede de Bibliotecas Escolares
  • 31. Competências a seleccionar ou adaptar para observação, tendo em conta o nível de ensino e percurso escolar dos alunos 1. Conhece as regras de utilização da biblioteca. 2. Conhece e sabe utilizar os equipamentos existentes. 3. Consegue escrever e guardar textos no computador ou numa pen-drive. 4. Consegue colocar imagens nos documentos. 5. Consegue realizar um power point.. 6. Sabe comunicar por escrito utilizando o Messenger. 7. Sabe comunicar por escrito utilizando o email. 8 Sabe pesquisar na internet e localizar a informação que precisa. 9. Consegue procurar a informação num livro, e/ou numa enciclopédia e/ ou num dicionário. 10. Consegue procurar a informação num DVD ou num CDRom ou num Cdaudio.
  • 32. Âmbito colaborativo COLABORAÇÃO:  relação interdependente planificação com continuidade; Partilha de objectivos; Papeis/tarefas definidas entre ambos. > Programa de fomento das competências de leitura e da escrita;
  • 33. Tecer Leitura e literacia Utilização periódica da BE como espaço de fruição. leituras. Incentiar o empréstimo domiciliário Incentivar os nossos leitores em formação na escolha das suas leituras. Integrar actividades de leitura nas práticas pedagógicas . Integrar actividades de leitura em voz alta.
  • 34. Desfrutar; Lúdico Brincar com a linguagem; Sonhar e exteriorizar emoções; Oferece a possibilidade de Educativo descobrir, o espaço, o tempo, a estrutura. Contribui para o desenvolvimento de capacidades de comunicação; Contacto especial com o mediador; Afectivo O livro é também um instrumento de afecto.
  • 35. Obrigada pela atenção! Ana Cabral Rede Bibliotecas Escolares Ana Maria Cabral|Rede de Bibliotecas Escolares| ÓUTUBRO de 2010