Your SlideShare is downloading. ×
Plano de ensino portugues fundamental
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Plano de ensino portugues fundamental

16,457
views

Published on


4 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
16,457
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
401
Comments
4
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 1º BIMESTRE. 6º ANO PROFESSORA:1º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 6º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de contextualizaçãoTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOTÓPICO 1. Contexto de . Considerar os contextos de produção, 1.1 Procedimentos • Situação comunicativa: produtor e destinatário,produção, circulação e circulação e recepção de textos, na compreensão de leitura tempo e espaço da produção.recepção de textos e na produção textual, produtiva e D1 -D2 - D3 -D4 • Contexto histórico. autonomamente. -D5 - D6 - D7 - D8 • Suporte de circulação do texto; localização doOP1 Contexto de produção, . Reconhecer o gênero de um texto a partir de - D9 - D10 - texto dentro do suporte.circulação e recepção de seu contexto de produção, circulação e recepção. 1.2 Implicações do • Silhueta do texto.textos 3/a 6º ano suporte, do gênero • Tema. . Usar índices, sumários, cadernos e suplementos e/ou do enunciador • Pacto de recepção do texto (ficcional x não-RA-1 Roteiro de pequeno de jornais, livros e revistas para identificar, na na compreensão ficcional): critérios de verificabilidade, credibilidadeprojeto: coleta seletiva do edição, textos de diferentes gêneros. 2/a 6º ano do texto e legitimação do conteúdo temático do texto.lixo . Reconhecer o objetivo comunicativo (finalidade D11 - D12 - D13 - • Domínio discursivo. ou função sociocomunicativa) de um texto ou D14 - • Objetivo da interação textual e função gênero textual. 2/a 6º ano 1.3 Relação entre sociocomunicativa do gênero. . Identificar o destinatário previsto para um texto textos: • Situações sociais de uso do texto / gênero. a partir do suporte e da variedade lingüística (+ intertextualidade • Variedades lingüísticas (dialetais e de registro): culta / - culta) ou estilística (+ formal / - formal) D15 - D16 - D17 - relações com a situação comunicativa, o contexto desse texto. 1/a 6º ano . Relacionar gênero D18 - D19 - D20 – de época, o suporte e as situações sociais de uso textual, suporte, variedade lingüística e estilística do gênero. e objetivo comunicativo da interação. 2/a 6º ano . Relacionar os gêneros de texto às práticas sociais que os requerem.1/a 6º ano . Participar de situações comunicativas, - empregando a variedade e o estilo de linguagem adequados à situação comunicativa, ao interlocutor e ao gênero; - respeitando, nos gêneros orais, a alternância dos turnos de fala que se fizer necessária;
  • 2. - assumindo uma atitude respeitosa para com a variedade lingüística do interlocutor; - reconhecendo a variedade lingüística do interlocutor como parte integrante de sua identidade. 5/a 6º ano . Retextualizar um texto, buscando soluções compatíveis com o domínio discursivo, o gênero, o suporte e o destinatário previsto. 3/a 6º ano . Selecionar informações para a produção de um texto, considerando especificações (de gênero, suporte, destinatário, objetivo da interação...) previamente estabelecidas. 2/a 6º anoTÓPICO 2 Integrar . Interpretar referências bibliográficas de textos 1.1 Procedimentos - Referenciação bibliográfica, segundo normas dareferenciação bibliográfica à apresentados. de leitura ABNT, decompreensão de textos, 2/a 6º ano D1 -D2 - D3 -D4 • jornais e textos de jornais;• revistas e textos deprodutiva e autonomamente . Localizar, em jornais, revistas, livros e sites, -D5 - D6 - D7 - D8 revistas;• livros e partes de livro;• sites da internet. dados de identificação de textos para elaboração - D9 - D10 -OP2 Referenciação de referências bibliográficas.1/a 6º ano 1/a 8º 1.2 Implicações dobibliográfica, segundo ano 1/a 9º ano suporte, do gêneronormas da ABNT . Referenciar textos e suportes em trabalhos e/ou do enunciador escolares, segundo normas da ABNT. na compreensãoRA-2 Roteiro de estudo 1/a 6º ano do textodirigido, pesquisa na internet D11 - D12 - D13 -e na biblioteca da escola D14 - 1.3 Relação entre textos: intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 –Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de tematizaçãoTÓPICO 3 Organização . Construir coerência temática na compreensão e 1.1 Procedimentos Relação título—texto (subtítulos—partes do texto).temática na produção de textos, produtiva e de leitura Hierarquia tópica autonomamente. D1 -D2 - D3 -D4 ContinuidadeOP-3 Organização temática . Relacionar título e subtítulos a um texto ou -D5 - D6 - D7 - D8 Progressãodo texto partes de um texto. 1/a 6º ano - D9 - D10 - Não-contradição . Justificar o título de um texto ou de partes de um 1.2 Implicações do Consistência argumentativa (pertinência,
  • 3. RA3 Organização temática texto. 1/a 6º ano suporte, do gênero suficiência e relevância de argumentos) . Reconhecer a organização temática de um e/ou do enunciador Integração entre signos verbais e não-verbais texto, identificando na compreensão (valor informativo, qualidade técnica, efeitos 2/a 6º ano do texto expressivos). . Reconhecer informações explícitas em um texto. D11 - D12 - D13 - 3/a 6º ano D14 - . Inferir informações (dados, fatos, argumentos, 1.3 Relação entre conclusões...) implícitas em um texto.5/a 6º, textos: . Correlacionar aspectos temáticos de um texto. intertextualidade 2/a 6º ano D15 - D16 - D17 - . Sintetizar informações de um texto em função D18 - D19 - D20 – de determinada solicitação. 1/a 6º ano . Avaliar a consistência (pertinência, suficiência e relevância) de informações de um texto. 1/a 6º ano . Corrigir problemas relacionados à consistência (pertinência, suficiência e relevância) das informações de um texto. 2/a 6º ano . Comparar textos que falem de um mesmo tema quanto ao tratamento desse tema. 1/a 6º, . Produzir textos com organização temática adequada aos contextos de produção, circulação e recepção. 4/a 6º ano
  • 4. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 2º BIMESTRE. 6º ANO PROFESSORA:2º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 6º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de tematizaçãoTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOTÓPICO 4. Seleção lexical e . Inferir o significado de palavras e expressões 1.1 Procedimentos • Significação de palavras e expressões.•efeitos de sentido usadas em um texto.2/a 6º ano de leitura Inferenciação (pressupostos e subentendidos): . Reconhecer recursos lexicais e semânticos D1 -D2 - D3 -D4 • marcadores lexicais de pressuposição.OP-4 Seleção lexical e usados em um texto e seus efeitos de sentido.2/a -D5 - D6 - D7 - D8efeitos de sentido 6º ano - D9 - D10 - . Usar, em um texto, recursos lexicais e 1.2 Implicações doRA-4 O trabalho com a semânticos adequados aos efeitos de sentido suporte, do gêneroinferenciação na sala de aula pretendidos.1/a 6º e/ou do enunciador . Identificar, em um texto, inadequações lexicais, na compreensão imprecisões e contradições semânticas. 1/a 6º do texto ano D11 - D12 - D13 - . Corrigir, em um texto, inadequações lexicais, D14 - imprecisões e contradições semânticas.2/a 6º 1.3 Relação entre ano textos: . Produzir novos efeitos de sentido em um texto intertextualidade por meio de recursos lexicais e semânticos. 1/a D15 - D16 - D17 - 6º ano D18 - D19 - D20 –TÓPICO 5 . Signos não . Integrar informação verbal e não verbal na DESCRITORES:verbais (sons, ícones, compreensão e na produção de textos, produtiva 1.1 Procedimentosimagens, grafismos, gráficos, e autonomamente. de leiturainfográficos, tabelas...) . Relacionar sons, imagens, gráficos e tabelas a D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9 - informações verbais explícitas ou implícitas em D10 - um texto. 1/a 6º ano 1.2 Implicações do suporte, do gênero e/ou do enunciador
  • 5. na compreensão do texto D11 - D12 - D13 - D14 - 1.3 Relação entre textos: intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 –Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: Gêneros Subtema: Operação de enunciaçãoTÓPICO 6. Vozes do . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de Procedimentos de Vozes locutoras e seus respectivos alocutáriosdiscurso representação de seus interlocutores (vozes leitura Recursos lingüísticos de representação do locutor locutoras e alocutários). 2/a 6º ano D1 -D2 - D3 -D4 do texto e/ou do alocutário—destinatário previstoOP-5 Vozes do texto . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de -D5 - D6 - D7 - D8 (dêixis pessoal [construções em 1ª e 2ª pessoas], não representação de seus interlocutores (vozes - D9 - D10 - temporal e espacial; modalizações afetivas eOP-7 Posicionamentos locutoras e alocutários). 1/a 7º ano 1.2 Implicações do avaliativas; seleção lexical; etc.) e seus efeitos deenunciativos do texto . Interpretar efeitos de sentido decorrentes de suporte, do gênero sentido (subjetividade, aproximação, familiaridade,) variedades lingüísticas e estilísticas usadas em e/ou do enunciador Recursos lingüísticos de não-representação doRA-21 Diferenças entre um texto. 2/a 6º ano na compreensão locutor do texto e/ou do destinatário previstotextos de diferentes gêneros . Reconhecer estratégias de modalização e do texto (ausência de dêixis pessoal, temporal e espacial;e domínios discursivos argumentatividade usadas em um texto e seus D11 - D12 - D13 - construções impessoais; construções com agente efeitos de sentido. 2/a 6º ano D14 - indeterminado; formas de passiva sem agente; . Usar estratégias de modalização e 1.3 Relação entre seleção lexical; etc.) e seus efeitos de sentido argumentatividade na produção de textos em textos: (objetividade, distanciamento, formalismo, etc.) função dos efeitos de sentido pretendidos. 2/a 6º intertextualidade Vozes sociais (não-locutoras) mencionadas no ano D15 - D16 - D17 - texto . Identificar tipos de discurso ou de seqüências D18 - D19 - D20 – Variação lingüística no discurso das vozes discursivas usadas pelos locutores em um texto e Ações discursivas realizadas no texto pelo locutor seus efeitos de sentido. 2/a 6º ano (narrar história, relatar fato ou acontecimento, . Reconhecer e usar focos enunciativos (pontos apresentar o discurso de outrem, descrever seres de vista) adequados aos efeitos de sentido ou objetos, expor idéias, opinar, convencer, pretendidos. 1/a 6º ano persuadir, aconselhar, ensinar a fazer, fazer agir, . Reconhecer posicionamentos enunciativos regulamentar, prescrever, etc.).Situação presentes em um texto e suas vozes comunicativa: produtor e destinatário, tempo e representativas.1/a 6º, espaço da produção . Representar, produtiva e autonomamente, Marcas do posicionamento enunciativo do locutor posicionamentos enunciativos em textos.1/a 6º (seleção lexical: modalização, operadores argumentativos, intertextualidade). Vozes representativas dos posicionamentos enunciativos presentes no texto.
  • 6. Relações de oposição e confronto (polifonia), aliança e/ou complementação (sinfonia). Efeitos de sentido do domínio de um posicionamento enunciativo (texto autoritário), da desconstrução ou confronto de posicionamentos enunciativos (texto polêmico), do diálogo entre posicionamentos enunciativos (texto lúdico).TÓPICO 7. Intertextualidade . Reconhecer, em um texto, estratégias e/ou 1.1 Procedimentos • Efeitos de sentido de relações intertextuais ee metalinguagem marcas explícitas de intertextualidade com outros de leitura metalingüísticas textos, discursos, produtos culturais ou D1 -D2 - D3 -D4 -D5 • Tipos de intertextualidade: citação, epígrafe,OP-8 Intertextualidade e linguagens e seus efeitos de sentido. 3/a 6º ano - D6 - D7 - D8 - D9 - alusão, referência, paráfrase, paródia, pastiche D10 -metalinguagem 1.2 Implicações do suporte, do gêneroRA-7 O trabalho com a e/ou do enunciadorintertextualidade na sala de na compreensão doaula texto D11 - D12 - D13 - D14 - 1.3 Relação entre textos: intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 –Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de textualizaçãoTÓPICO 8. Textualização do . Reconhecer e usar as fases ou etapas da DESCRITORES: - Elementos estruturais:• narrador e foco narrativo:discurso narrativo (ficcional) narração em um texto ou seqüência narrativa.1/a 1.1 Procedimentos narrador onisciente (EF), narrador testemunha (EF), 6º ano de leitura narrador protagonista (EF);• personagens;• tempo;•OP-9 Organização textual do . Reconhecer e usar estratégias de ordenação D1 -D2 - D3 -D4 espaço;• ação (intriga e enredo).discurso narrativo temporal do discurso em um texto ou seqüência -D5 - D6 - D7 - D8 - Fases ou etapas:• exposição ou ancoragem narrativa.1/a 6º - D9 - D10 - (ambientação da história, apresentação deOP-10 Organização . Reconhecer e usar, mecanismos de coesão 1.2 Implicações do personagens e do estado inicial da ação);•lingüística do enunciado verbal em um texto ou seqüência narrativa. 1/a/7º suporte, do gênero complicação ou detonador (surgimento de conflitonarrativo ano e/ou do enunciador ou obstáculo a ser superado); • clímax (ponto . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e na compreensão máximo de tensão do conflito); • desenlace ouRA-18 O discurso descritivo gráficas de conexão textual em um texto ou do texto desfecho (resolução do conflito ou repouso dana construção de sentido de seqüência narrativa.1/a 6º D11 - D12 - D13 - ação; pode conter a avaliação do narrador acercatextos narrativos . Reconhecer e usar mecanismos de D14 - dos fatos narrados — coda — e ainda a moral daRA-16 Análise e reescrita de textualização de discursos citados ou relatados 1.3 Relação entre história).
  • 7. texto narrativo dentro de um texto ou seqüência narrativa. 1/a 6º textos: - Estratégias de organização:• ordenação temporal ano intertextualidade linear;• ordenação temporal com retrospecção . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D15 - D16 - D17 - (flash-back);• ordenação temporal com prospecção. nominal em um texto ou seqüência D18 - D19 - D20 – - Coesão verbal:• valores dos pretéritos perfeito, narrativa.1/a6º/7º ano imperfeito, mais-que-perfeito e do futuro do pretérito . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e do indicativo. gráficos de estruturação de enunciados - Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas narrativos. 1/a 6º ano 1/a 7º ano da articulação do discurso narrativo com outros . Reconhecer e corrigir problemas de discursos e seqüências do texto; textualização do discurso em um texto ou • marcadores textuais de progressão temática: seqüência narrativa.1/a 6º ano articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas . Retextualizar, produtiva e autonomamente, entre as fases ou etapas do discurso e entre os narrativas orais em narrativas escritas, ou vice- enunciados de uma fase. versa.2/a 6º ano - Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto;• indireto;• indireto livre;• fluxos de consciência. - Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática. • Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado narrativo.TÓPICO 9. Textualização do . Reconhecer e usar, produtiva e DESCRITORES: - Locutor e foco de enunciação:• relatordiscurso de relato autonomamente, estratégias de textualização do 1.1 Procedimentos protagonista;• relator testemunha;• outros. discurso de relato, na compreensão e na de leitura - Fases ou etapas do relato noticioso:• sumário:OP-11 Organização textual produção de textos. D1 -D2 - D3 -D4 título, subtítulo e lide, isto é, relato sumariado dodo discurso de relato . Reconhecer e usar as fases ou etapas do -D5 - D6 - D7 - D8 acontecimento (quem, o quê, quando, onde, como, discurso de relato em um texto ou seqüência de - D9 - D10 - por quê);• suíte (ou continuação do acontecimento relato.1/a 6º 1.2 Implicações do noticiado no lide): relato com detalhes sobre asOP-12 Organização . Distinguir fato de opinião em um texto ou suporte, do gênero pessoas envolvidas, repercussões,lingüística do enunciado de seqüência de relato.1/a 6º ano e/ou do enunciador desdobramentos, comentários; pode ter intertítulos.relato . Reconhecer e usar, produtiva e na compreensão - Estratégias de organização:• ordenação temporal autonomamente, estratégias de ordenação do texto linear;• ordenação temporal com retrospecçãoRA-24 Roteiro de atividade temporal do discurso em um texto ou seqüência D11 - D12 - D13 - (flash-back);• ordenação temporal com prospecção.para o discurso de relato de relato. 1/a 6º ano D14 - - Coesão verbal:• valores dos pretéritos perfeito, . Reconhecer e usar mecanismos de coesão 1.3 Relação entre imperfeito, mais-que-perfeito, do futuro do presente verbal em um texto ou seqüência de relato. 1/a 6º textos: e do futuro do pretérito. . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e intertextualidade - Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas gráficas de conexão textual em um texto ou D15 - D16 - D17 - da articulação do discurso com outros discursos e seqüência de relato. D18 - D19 - D20 – seqüências do texto; • marcadores textuais da
  • 8. . Reconhecer e usar mecanismos de progressão/ segmentação temática: articulaçõestextualização de discursos citados ou relatados hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fasesdentro de um texto ou seqüência de relato. ou etapas do discurso.. Reconhecer e usar mecanismos de coesão - Textualização dos discursos citados ou relatados:•nominal em um texto ou seqüência de relato. direto;• indireto;• ilha textual;• resumo com citações.. Reconhecer e usar recursos lingüísticos e - Coesão nominal:• estratégias de introduçãográficos de estruturação de enunciados de relato. temática;• estratégias de manutenção e retomada1/a 6º. Reconhecer e corrigir problemas de temática.textualização do discurso em um texto ou Organização lingüística do enunciado de relato.seqüência de relato. Recursos semânticos e morfossintáticos mais. Retextualizar, produtiva e autonomamente, característicos e/ou freqüentes no enunciado derelatos orais em relatos escritos, ou vice-versa. relato).Recriar relatos lidos ou ouvidos em textos domesmo gênero ou de gênero diferente. 1/a 6º
  • 9. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 3º BIMESTRE. 6º ANO PROFESSORA:3º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 6º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de textualizaçãoTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOTÓPICO 10. . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, DESCRITORES: - Locutor e focalização temática (focoTextualização do discurso estratégias de textualização do discurso descritivo, 1.1 Procedimentos de descritivo):descritivo na compreensão e na produção de textos. leitura • localização espacial do objeto da . Reconhecer e usar as fases ou etapas da D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - descrição;• ângulo de visão do locutor;•OP-13 Organização descrição em um texto ou seqüência descritiva.1/a D7 - D8 - D9 - D10 - impressões sensoriais e afetivas do locutortextual do discurso 6º. Reconhecer e usar estratégias de organização 1.2 Implicações do acerca do objeto.descritivo da descrição em um texto ou seqüência suporte, do gênero e/ou - Fases ou etapas:• ancoragem (introdução descritiva.1/a 6º do enunciador na do tema por uma forma nominal ou tema-OP-14 Organização . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal compreensão do texto título no início, no fim ou no curso dalingüística do enunciado em um texto ou seqüência descritiva.1/a 6º ano. D11 - D12 - D13 - D14 - descrição);• aspectualização (enumeraçãodescritivo Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de 1.3 Relação entre textos: de diversos aspectos do tópico discursivo, conexão textual em um texto ou seqüência intertextualidade com atribuição de propriedades a cada um descritiva. 1/a 6º, 7º, 8º D15 - D16 - D17 - D18 - deles);• relacionamento (assimilação dos . Reconhecer e usar mecanismos de textualização D19 - D20 – elementos descritos a outros por meio de de discursos citados ou relatados dentro de um texto 1.4 Coerência e coesão comparação ou metáfora). ou seqüência descritiva. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a no processamento do - Estratégias de organização:• subdivisão;• 8º ano texto enumeração;• exemplificação • analogia;• . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D21 -D22 - D23 - D24 - comparação e confronto;• causa-e- nominal em um texto ou seqüência descritiva. 1/a 6º. D25 - D26 - D27 – conseqüência; • ordenação temporal. Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráficos - Coesão verbal:• valores do presente e do de estruturação de enunciados descritivos. 1/a 6º pretérito imperfeito, do pretérito perfeito e . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do futuro do indicativo; do discurso em um texto ou seqüência descritiva. - Conexão textual: • marcas lingüísticas e 1/a 6º gráficas da articulação do discurso . Retextualizar, produtiva e autonomamente, descritivo com outros discursos e descrições orais em descrições escritas, ou vice- seqüências do texto; • marcadores textuais
  • 10. versa. 2/a 6º da progressão/segmentação temática: . Recriar descrições lidas ou ouvidas em textos do articulações hierárquicas, temporais e/ou mesmo gênero ou de gênero diferente. 1/a 6º lógicas entre as fases ou etapas do . Usar, na produção de textos ou seqüências discurso. descritivas orais ou escritas, recursos de - Coesão nominal:• estratégias de textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao introdução temática;• estratégias de suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. retomada temática. 1/a 6º Organização lingüística do enunciado descritivo • Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado descritivo.TÓPICO 12. . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal DESCRITORES: ¯ Locutor e focalização temática.Textualização do discurso em um texto ou seqüência argumentativa. 1.1 Procedimentos de ¯ Fases ou etapas:• proposta ou tema:argumentativo 2/a 6º ano leitura questão polêmica, explícita ou implícita no . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - texto, diante da qual o locutor toma umaOP-18 Organização de conexão textual em um texto ou seqüência D7 - D8 - D9 - D10 - posição;• proposição ou tese:lingüística do enunciado argumentativa. 2/a 6º ano 1.2 Implicações do posicionamento favorável ou desfavorávelargumentativo . Reconhecer e usar mecanismos de textualização suporte, do gênero e/ou do locutor em relação à proposta e de discursos citados ou relatados dentro de um texto do enunciador na orientador de toda a sua argumentação;OP-20 Organização ou seqüência argumentativa. 2/a 6º ano compreensão do texto • provas (convencimento ou persuasão):lingüística do enunciado . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D11 - D12 - D13 - D14 - argumentos (de comparação, causa,argumentativo nominal em um texto ou seqüência argumentativa. 1.3 Relação entre textos: exemplificação, etc.) que sustentam a 2/a 6º ano intertextualidade proposição ou tese do locutor, assegurandoOP-6 Modalização e . Recriar textos argumentativos lidos ou ouvidos em D15 - D16 - D17 - D18 - a veracidade ou validade dela e permitindo-argumentatividade textos do mesmo gênero ou de gênero diferente. 1/a D19 - D20 – lhe chegar à conclusão;• conclusão: 6º, OP-17 Organização textual do discurso 1.4 Coerência e coesão retomada da tese, já devidamente RA-20 Organização argumentativo no processamento do defendida, ou uma possível decorrênciatextual do discurso texto dela.argumentativo D21 -D22 - D23 - D24 - ¯ Estratégias de organização:• comparaçãoRA-23 Registro D25 - D26 - D27 – ou confronto;• argumentação pragmática;•lingüístico, modalização e argumentação de autoridade;• concessão-argumentatividade restritiva;• exemplificação;• analogia. ¯ Coesão verbal:• valor aspectual do presente do indicativo e do futuro do presente do indicativo; • correlação com tempos do subjuntivo. ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso argumentativo com outros discursos e
  • 11. seqüências do texto;• marcadores textuais da progressão/segmentação temática: articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do discurso argumentativo. ¯ Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto;• indireto;• paráfrase;• ilha textual;• resumo com citações. ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática Enunciação - Uso de modalizadores (entoação e sinais de pontuação, adjetivos, substantivos, expressões de grau, verbos e perífrases verbais, tempos e modos verbais, operadores argumentativos de escalonamento, advérbios, etc.) como recursos de expressão ou pista do posicionamento enunciativo do locutor do texto e de persuasão do destinatário previsto, ou seja, uso de recursos lexicais, morfossintáticos, prosódicos ou gráficos para indicar • a modalidade sob a qual uma proposição deve ser interpretada (certeza, probabilidade, possibilidade, incerteza ou dúvida, necessidade, obrigatoriedade, eventualidade, etc.) e o conseqüente grau de comprometimento do locutor com aquilo que diz;• o domínio dentro do qual o enunciado deve ser entendido ou o modo como ele é formulado pelo locutor; • uma atitude subjetiva do locutor (seu estado emocional ou psicológico, um sentimento pessoal, uma valoração positiva ou negativa, um ponto de vista ideológico) diante de algum conteúdo temático do texto (um agente, um fato, uma qualidade, etc.).TÓPICO 13. . Reconhecer e usar as fases ou etapas da injunção DESCRITORES: ¯ Locutor e focalização temática.Textualização do discurso em um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º 1.1 Procedimentos de ¯ Fases ou etapas:• exposição do
  • 12. injuntivo . Reconhecer e usar estratégias de organização do leitura macrobjetivo acional: indicação de umOP-19 Organização discurso em um texto ou seqüência injuntiva.1/a 6º D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - objetivo geral a ser atingido sob atextual do discurso . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal D7 - D8 - D9 - D10 - orientação de um plano de execução, ouinjuntivo (instrucional, de em um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º 1.2 Implicações do seja, de um conjunto de comandos;aconselhamento, . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas suporte, do gênero e/ou • apresentação dos comandos: disposiçãoprescritivo ou normativo de conexão textual em um texto ou seqüência do enunciador na de um conjunto de ações (seqüencialmente injuntiva. 1/a 6º ano compreensão do texto ordenadas ou não) a ser executado paraRA-5 O trabalho com as . Reconhecer e usar mecanismos de textualização D11 - D12 - D13 - D14 - que se possa atingir o macrobjetivo;marcas do discurso de de discursos citados ou relatados dentro de um texto 1.3 Relação entre textos: • justificativa: esclarecimento por parte dooutrem no texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º ano intertextualidade produtor do texto dos motivos pelos quais o . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D15 - D16 - D17 - D18 - destinatário deve seguir os comandos nominal em um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º D19 - D20 – estabelecidos; . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráficos 1.4 Coerência e coesão ¯ Estratégias de organização:• plano de de estruturação de enunciados injuntivos. 1/a 6º. no processamento do execução cronologicamente ordenada; . Reconhecer e corrigir problemas de textualização texto • plano de execução não cronologicamente do discurso em um texto ou seqüência injuntiva.1/a D21 -D22 - D23 - D24 - ordenada. 6º D25 - D26 - D27 – ¯ Coesão verbal:• valores do presente do . Retextualizar, produtiva e autonomamente, indicativo, do modo imperativo e seus discursos injuntivos orais em discursos injuntivos substitutos (infinitivo e gerúndio); escritos, ou vice-versa. 2/a 6º ano ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e . Recriar textos injuntivos lidos ou ouvidos em textos gráficas da articulação do discurso injuntivo do mesmo gênero ou de gênero diferente.1/a 6º com outros discursos e seqüências do . Usar, na produção de textos ou seqüências texto; injuntivas orais ou escritas, recursos de • marcadores textuais da textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao progressão/segmentação temática: suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. articulações hierárquicas, temporais e/ou 1/a 6º ano lógicas entre as fases ou etapas do discurso injuntivo. ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática.TÓPICO 14. . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, DESCRITORES: • Aspectos sonoros• Aspectos visuais•Textualização do discurso estratégias de textualização do discurso poético, na 1.1 Procedimentos de Aspectos sintáticos• Aspectos semânticospoético compreensão e na produção de textos. leitura . Relacionar sensações e impressões despertadas D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 -OP-21 Reconstrução do pela leitura de poemas à exploração da dimensão D7 - D8 - D9 - D10 -texto literário poético material das palavras. 2/a 6º ano 1.2 Implicações do . Escandir versos, reconhecendo as possibilidades suporte, do gênero e/ouRA-15 Reconstrução do rítmicas de um poema apresentado. 1/a 6º do enunciador natexto literário poético . Interpretar efeitos de sentido decorrentes do uso compreensão do texto
  • 13. de recursos musicais (ritmo, rima, aliteração, D11 - D12 - D13 - D14 - assonância, eco, onomatopéia, etc.) em poemas. 1.3 Relação entre textos: 2/a 6º ano intertextualidade . Relacionar efeitos de sentido de um poema ao uso D15 - D16 - D17 - D18 - de estratégias musicais de distribuição, repetição, D19 - D20 – acréscimo, corte ou substituição de fonemas/sons 1.4 Coerência e coesão (ritmo, onomatopéia, aliteração, assonância, eco, no processamento do metáfora sonora, rima, paronomásia) 2/a 6º ano texto . Relacionar efeitos de sentido de um poema à sua D21 -D22 - D23 - D24 - configuração visual (tamanho e distribuição de D25 - D26 - D27 – versos na página, exploração de espaços em branco, uso de sinais gráficos e digitais). 1/a 6º . Recriar poemas e canções, buscando novas disposições visuais de seus versos e palavras, de modo a realçar uma idéia, um ritmo, uma palavra... 1/a 6º ano 1/a 7º ano . Reconhecer imagens poéticas em um texto ou seqüência textual literária. 1/a 6ºEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuais Subtema: Livros literáriosTÓPICO 18. Perigrafia de . Ler livros literários, considerando, produtiva e DESCRITORES:livros literários autonomamente, as informações de seus textos 1.1 Procedimentos de ¯ Capa (sobrecapa, primeira, segunda e perigráficos. leitura quarta capas, orelhas, lombada).OP-32 Perigrafia do livro . Reconhecer as funções comunicativas da capa de D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - ¯ Falsa folha de rosto, folha de rosto e fichaliterário um livro literário: identificar a obra e o destinatário D7 - D8 - D9 - D10 - catalográfica. previsto, estabelecer pactos de leitura, motivar a 1.2 Implicações do ¯ Dedicatória e agradecimentos.¯ RA-14 Trabalho em leitura da obra.1/a 6º ano suporte, do gênero e/ou Epígrafe.¯ Sumário.¯ Apresentação,grupo: lendo a perigrafia . Usar, produtiva e autonomamente, dados da folha do enunciador na prefácio e posfácio.¯ Ilustrações.do livro literário de rosto ou da ficha catalográfica de livros para compreensão do textoRA-17 Composição e referenciar obras consultadas, fazer empréstimos D11 - D12 - D13 - D14 -leitura de texto dramático em bibliotecas, adquirir livros, catalogar livros 1.3 Relação entre textos: pessoais ou de uso coletivo. 1/a 6º ano 1/a 7º ano intertextualidade . Reconhecer a dedicatória e os agradecimentos D15 - D16 - D17 - D18 - presentes em livros literários como práticas D19 - D20 – discursivas. 1/a 6º ano 1.4 Coerência e coesão . Usar o sumário, produtiva e autonomamente, para no processamento do localizar partes dentro de um livro literário: poemas, texto contos, capítulos... 1/a 6º ano D21 -D22 - D23 - D24 - . Ler e usar, produtiva e autonomamente, orelhas, D25 - D26 - D27 – apresentações, prefácios e posfácios na
  • 14. compreensão do texto básico de um livro literário.1/a 6º ano. Reconhecer a ilustração de livros literários comoum texto em diálogo com o texto verbal. 1/a 6º.Elaborar, produtiva e autonomamente, textosperigráficos para livros literários. 2/a 6º ano
  • 15. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 4º BIMESTRE. 6º ANO PROFESSORA: .4º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 6º ANOEixo Temático II Linguagem e LínguaTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOTÓPICO 19. A linguagem verbal: . Compreender a língua como fenômeno histórico, DESCRITORES: • O contínuo oral-escritomodalidades, variedades, registros cultural, social, variável, heterogêneo e sensível aos 1.4 Coerência e • Condições de produção, usos, contextos de uso. coesão no funções sociais e estratégias deOP-22 A linguagem verbal e suas . Reconhecer semelhanças e diferenças entre a fala e processamento do textualização da fala e da escritamodalidades (fala e escrita) a escrita quanto a condições de produção, usos, texto • Convenções da língua escrita: grafia funções sociais e estratégias de textualização. 4/a 6º D21 -D22 - D23 - de palavras, acentuação gráfica,RA-25 A variação lingüística no ano Reconhecer funções da fala e da escrita em D24 - D25 - D26 - notações gráficas, uso convencionalportuguês diferentes suportes e gêneros. 1/a 6º ano D27 – dos sinais de pontuação, parágrafo . Usar as convenções da língua escrita produtiva e 1.5 Relações entre gráfico autonomamente, entendendo as diferenças entre o recursos sistema fonológico e o sistema ortográfico. 5/a 6º ano expressivos e 3 efeitos de sentido . Identificar fatores relacionados às variedades D28 - D29 - D30 - lingüísticas e estilísticas de textos apresentados. 1/a 6º D31 - D32 – ano Avaliar o uso de variedades lingüísticas e 1.6 Variação estilísticas em um texto, considerando a situação lingüística comunicativa e o gênero textual. 1/a 6º ano 1/a 7º ano D33 - D34 - D35 - . Adequar a variedade lingüística e/ou estilística de um D36 – texto à situação comunicativa e ao gênero do texto. 1/a 6º ano . Mostrar uma atitude crítica e não preconceituosa em relação ao uso de variedades lingüísticas e estilísticas. 1/a 6º ano . Reconhecer a manifestação de preconceitos lingüísticos como estratégia de discriminação e dominação. 1/a 6º anoTÓPICO 20. Neologia de palavras . Reconhecer a neologia semântica, a lexical e o DESCRITORES: ¯ Neologia semântica (criação de empréstimo como processos de criação lingüística. 1.4 Coerência e novos sentidos para palavras,OP-28 Neologia de palavras . Identificar a origem de neologismos em circulação no coesão no expressões e frases) e seus efeitos de português brasileiro. processamento do sentido
  • 16. 1/a 6º ano texto ¯ Neologia lexical (processos mais . Identificar o processo de formação de neologismos D21 -D22 - D23 - produtivos no português brasileiro em circulação no português brasileiro. 2/a 6º ano . D24 - D25 - D26 - atual) e seus efeitos de sentido Interpretar neologismos em diferentes situações de D27 – ¯ Neologia por empréstimo interlocução. 1/a 6º ano 1.5 Relações entre (estrangeirismos) e seus efeitos de recursos sentido expressivos e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - D31 - D32 – 1.6 Variação lingüística D33 - D34 - D35 - D36 –TÓPICO 21. Uso de pronomes . Reconhecer e usar o pronome pessoal, produtiva e DESCRITORES: • Caracterização sociolingüística dapessoais no português padrão (PP) autonomamente. 1.4 Coerência e sociedade brasileira atuale não padrão (PNP) . Reconhecer diferenças de uso do pronome pessoal coesão no • O contínuo rural-urbano: entre o português padrão (PP) e o português não processamento do - SobreposiçõesOP-23 Variação lingüística no padrão (PNP). 2/a 6º ano texto - Variedades descontínuas eportuguês brasileiro D21 -D22 - D23 - variedades graduais D24 - D25 - D26 - • O contínuo oralidade-letramento:RA-22 Diferenças entre norma D27 – - Eventos de oralidade e eventos depadrão e não-padrão 1.5 Relações entre letramento recursos - Sobreposições expressivos e • O contínuo de monitoração efeitos de sentido estilística: D28 - D29 - D30 - - Variedades de estilo ou registro D31 - D32 – menos ou mais monitoradas 1.6 Variação • Prestígio e preconceito lingüístico lingüística D33 - D34 - D35 - D36 –TÓPICO 23. Flexão nominal no . Reconhecer e usar mecanismos de flexão nominal, DESCRITORES: Diferenças entre o português brasileiroportuguês padrão (PP) e não produtiva e autonomamente. 1.4 Coerência e e a norma-padrão no que se refere àpadrão (PNP) . Reconhecer diferenças de flexão nominal entre o coesão no flexão nominal e verbal. português padrão (PP) e o português não padrão processamento do Usar a norma-padrão de flexão verbalOP-26 O português brasileiro atual (PNP). 2/a 6º ano texto e nominal em eventos de línguae a norma-padrão: flexão verbal e . Avaliar adequação da flexão nominal padrão ou não D21 -D22 - D23 - escrita.nominal padrão em um texto ou seqüência textual, D24 - D25 - D26 -
  • 17. considerando a situação comunicativa e o gênero do D27 – texto. 1/a 6º ano 1.5 Relações entre . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando recursos a necessidade de uso da norma padrão de flexão expressivos e nominal. 1/a 6º ano efeitos de sentido . Usar a norma padrão de flexão nominal em situações D28 - D29 - D30 - comunicativas e gêneros textuais que a exijam. D31 - D32 – 2/a 6º ano 1.6 Variação lingüística D33 - D34 - D35 - D36 –Eixo Temático III A Literatura e outras Manifestações CulturaisTema: Mitos e símbolos literários na cultura contemporâneaTÓPICO 27. De feiticeiras e fadas . Reconhecer representações do feminino DESCRITORES: associadas às figuras da feiticeira e da fada. 1.4 Coerência e coesão no . Reconhecer características e valores da processamento do texto feiticeira em personagens femininas de D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - D26 - diferentes gêneros literários e de outras D27 – produções culturais. 2/a 6º ano 1.5 Relações entre recursos . Avaliar criticamente a recriação das figuras expressivos e efeitos de sentido da feiticeira e da fada em textos literários e D28 - D29 - D30 - D31 - D32 – em outras manifestações culturais 1.6 Variação lingüística contemporâneas. 2/a 6º ano D33 - D34 - D35 - D36 – . Reconhecer a função da feiticeira e da fada na criação, no desenvolvimento e no desfecho de conflitos de uma narrativa. 1/a 6º ano . Recontar ou criar contos ou textos dramáticos, atualizando a figura da feiticeira e/ou fada. 2/a 6º ano
  • 18. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 1º BIMESTRE. 7º ANO PROFESSORA: REGINA AUGUSTA DE ARAÚJO OLIVEIRA.1º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de contextualizaçãoTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTÙDOTÓPICO 1. Contexto de produção, . Considerar os contextos de produção, 1.1 Procedimentos de leitura D1 -D2 - Situação comunicativa:circulação e recepção de textos circulação e recepção de textos, na D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9 - D10 - produtor e destinatário,OP1 Contexto de produção, compreensão e na produção textual, 1.2 Implicações do suporte, do gênero tempo e espaço dacirculação e recepção de textos produtiva e autonomamente. e/ou do enunciador na compreensão do produção.RA-1 Roteiro de pequeno projeto: . Reconhecer o gênero de um texto a partir de texto • Contexto histórico.coleta seletiva do lixo seu contexto de produção, circulação e D11 - D12 - D13 - D14 - • Suporte de circulação recepção. 1.3 Relação entre textos: do texto; localização do 2/a 7º ano intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 texto dentro do suporte. . Usar índices, sumários, cadernos e - D19 - D20 – • Silhueta do texto. suplementos de jornais, livros e revistas para 1.4 Coerência e coesão no • Tema. identificar, na edição, textos de diferentes processamento do texto D21 -D22 - D23 • Pacto de recepção do gêneros. 1/a 7º ano - D24 - D25 - D26 - D27 – texto (ficcional x não- . Reconhecer semelhanças e diferenças de 1.5 Relações entre recursos expressivos ficcional): critérios de tratamento dado a um mesmo tópico e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - verificabilidade, discursivo em textos de diferentes gêneros. D31 - D32 – credibilidade e 1/a 7º ano legitimação do conteúdo . Ler textos de diferentes gêneros, temático do texto. considerando o pacto de recepção desses • Domínio discursivo. textos.1/a 6º ano 1/a 7º ano • Objetivo da interação . Reconhecer o objetivo comunicativo textual e função (finalidade ou função sociocomunicativa) de sociocomunicativa do um texto ou gênero textual. 1/a 7º ano gênero. . Identificar o destinatário previsto para um • Situações sociais de texto a partir do suporte e da variedade uso do texto / gênero. lingüística (+ culta / - culta) ou estilística (+ • Variedades lingüísticas formal / - formal) desse texto. 1/a 7º ano (dialetais e de registro): . Analisar mudanças na imagem dos relações com a situação interlocutores de um texto ou interação verbal comunicativa, o contexto em função da substituição de certos índices de época, o suporte e as
  • 19. contextuais e situacionais (marcas dialetais, situações sociais de uso níveis de registro, jargão, gíria) por outros. 1/a do gênero. 7º ano . Relacionar tópicos discursivos, valores e sentidos veiculados por um texto a seu contexto de produção, de circulação e de recepção (objetivo da interação textual, suportes de circulação, o lugar social do produtor, contexto histórico, destinatário previsto...). 1/a 7º ano . Relacionar gênero textual, suporte, variedade lingüística e estilística e objetivo comunicativo da interação. 1/a 7º ano . Relacionar os gêneros de texto às práticas sociais que os requerem. 1/a 7ºano . Participar de situações comunicativas,- empregando a variedade e o estilo de linguagem adequados à situação comunicativa, ao interlocutor e ao gênero;- respeitando, nos gêneros orais, a alternância dos turnos de fala que se fizer necessária;- assumindo uma atitude respeitosa para com a variedade lingüística do interlocutor;- reconhecendo a variedade lingüística do interlocutor como parte integrante de sua identidade. 4/a 7º ano . Retextualizar um texto, buscando soluções compatíveis com o domínio discursivo, o gênero, o suporte e o destinatário previsto. 2/a 7º ano . Selecionar informações para a produção de um texto, considerando especificações (de gênero, suporte, destinatário, objetivo da interação...) previamente estabelecidas.TÓPICO 2 Integrar referenciação . Interpretar referências bibliográficas de 1.1 Procedimentos de leitura D1 -D2 - - Referenciaçãobibliográfica à compreensão de textos apresentados. 1/a 7ºano D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9 - D10 - bibliográfica, segundotextos, produtiva e autonomamente. 1.2 Implicações do suporte, do gênero normas da ABNT, deOP2 Referenciação bibliográfica, e/ou do enunciador na compreensão do • jornais e textos desegundo normas da ABNT texto jornais;RA-2 Roteiro de estudo dirigido, D11 - D12 - D13 - D14 - • revistas e textos depesquisa na internet e na biblioteca 1.3 Relação entre textos: revistas;da escola intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 • livros e partes de livro;
  • 20. - D19 - D20 – • sites da internet. 1.4 Coerência e coesão no processamento do texto D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - D26 - D27 – 1.5 Relações entre recursos expressivos e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - D31 - D32 –Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de tematizaçãoTÓPICO 3 Organização temática . Construir coerência temática na 1.1 Procedimentos de leitura D1 Relação título—textoOP-3 Organização temática do texto compreensão e na produção de textos, -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9 (subtítulos—partes do texto).RA3 Organização temática produtiva e autonomamente. - D10 - Hierarquia tópica . Relacionar título e subtítulos a um texto ou 1.2 Implicações do suporte, do Continuidade partes de um texto. 1/a 7º gênero e/ou do enunciador na Progressão . Justificar o título de um texto ou de partes de compreensão do texto Não-contradição um texto. 1/a 7º D11 - D12 - D13 - D14 - Consistência argumentativa . Reconhecer a organização temática de um 1.3 Relação entre textos: (pertinência, suficiência e texto, identificando 2/a 7º. Reconhecer intertextualidade D15 - D16 - D17 - relevância de argumentos) informações explícitas em um texto. 2/a 7º D18 - D19 - D20 – Integração entre signos ano 1.4 Coerência e coesão no verbais e não-verbais (valor . Inferir informações (dados, fatos, processamento do texto D21 -D22 - informativo, qualidade argumentos, conclusões...) implícitas em um D23 - D24 - D25 - D26 - D27 – técnica, efeitos expressivos). texto. 3/a 7º ano. 1.5 Relações entre recursos Correlacionar aspectos temáticos de um expressivos e efeitos de sentido texto. 1/a 7º ano D28 - D29 - D30 - D31 - D32 – . Sintetizar informações de um texto em função de determinada solicitação. 1/a 7º . Avaliar a consistência (pertinência, suficiência e relevância) de informações de um texto. 1/a 7º . Corrigir problemas relacionados à consistência (pertinência, suficiência e relevância) das informações de um texto. 2/a 7º ano . Comparar textos que falem de um mesmo tema quanto ao tratamento desse tema. 1/a , 7º . Produzir textos com organização temática adequada aos contextos de produção, circulação e recepção. 4/a 6º ano 2/a 7º ano
  • 21. TÓPICO 4. Seleção lexical e efeitos . Inferir o significado de palavras e 1.1 Procedimentos de leitura D1 • Significação de palavras ede sentido expressões usadas em um texto. 2/a 7º ano -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9 expressões.OP-4 Seleção lexical e efeitos de . Reconhecer recursos lexicais e semânticos - D10 - • Inferenciaçãosentido usados em um texto e seus efeitos de 1.2 Implicações do suporte, do (pressupostos e sentido.1/a 7º ano gênero e/ou do enunciador na subentendidos):RA-4 O trabalho com a inferenciação . Usar, em um texto, recursos lexicais e compreensão do texto • marcadores lexicais dena sala de aula semânticos adequados aos efeitos de sentido D11 - D12 - D13 - D14 - pressuposição. pretendidos.1/a 7º ano 1.3 Relação entre textos: . Identificar, em um texto, inadequações intertextualidade D15 - D16 - D17 - lexicais, imprecisões e contradições D18 - D19 - D20 – semânticas.1ªa/ 7ºano 1.4 Coerência e coesão no . Corrigir, em um texto, inadequações lexicais, processamento do texto D21 -D22 - imprecisões e contradições semânticas.1/a 7º D23 - D24 - D25 - D26 - D27 – . Produzir novos efeitos de sentido em um 1.5 Relações entre recursos texto por meio de recursos lexicais e expressivos e efeitos de sentido semânticos.1/a 7º D28 - D29 - D30 - D31 - D32 –TÓPICO 5 . Signos não . Integrar informação verbal e não verbal na 1.1 Procedimentos de leitura D1verbais (sons, ícones, imagens, compreensão e na produção de textos, -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - D9grafismos, gráficos, infográficos, produtiva e autonomamente. - D10 -tabelas...) . Relacionar sons, imagens, gráficos e tabelas 1.2 Implicações do suporte, do a informações verbais explícitas ou implícitas gênero e/ou do enunciador na em um texto. 1/a 7º ano compreensão do texto D11 - D12 - D13 - D14 - 1.3 Relação entre textos: intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 – 1.4 Coerência e coesão no processamento do texto D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - D26 - D27 – 1.5 Relações entre recursos expressivos e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - D31 - D32 –
  • 22. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 2º BIMESTRE. 7º ANO PROFESSORA: REGINA AUGUSTA DE ARAÚJO OLIVEIRA.2º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de enunciaçãoTÓPICO 6. Vozes do discurso . Reconhecer e usar, em um texto, 1.1 Procedimentos de leitura Vozes locutoras e seus respectivos estratégias de representação de D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - alocutáriosOP-5 Vozes do texto seus interlocutores (vozes locutoras D9 - D10 - Recursos lingüísticos de e alocutários). 1/a 7º ano . 1.2 Implicações do suporte, do representação do locutor do texto e/ouOP-7 Posicionamentos enunciativos Reconhecer e usar, em um texto, gênero e/ou do enunciador na do alocutário—destinatário previstodo texto estratégias de não representação de compreensão do texto (dêixis pessoal [construções em 1ª e seus interlocutores (vozes locutoras D11 - D12 - D13 - D14 - 2ª pessoas], temporal e espacial;RA-21 Diferenças entre textos de e alocutários). 1/a 7º ano . 1.3 Relação entre textos: modalizações afetivas e avaliativas;diferentes gêneros e domínios Interpretar efeitos de sentido intertextualidade seleção lexical; etc.) e seus efeitos dediscursivos decorrentes da representação ou da D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 – sentido (subjetividade, aproximação, não representação, em um texto, de 1.4 Coerência e coesão no familiaridade, etc.) suas vozes (locutoras ou sociais) e processamento do texto Recursos lingüísticos de não- alocutários. 1/a 7º ano . Interpretar D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - D26 - representação do locutor do texto e/ou efeitos de sentido decorrentes de D27 – do destinatário previsto (ausência de variedades lingüísticas e estilísticas dêixis pessoal, temporal e espacial; usadas em um texto. 1/a 7º ano . construções impessoais; construções Reconhecer estratégias de com agente indeterminado; formas de modalização e argumentatividade passiva sem agente; seleção lexical; usadas em um texto e seus efeitos etc.) e seus efeitos de sentido de sentido. 2/a 7º ano . (objetividade, distanciamento, . Usar estratégias de modalização e formalismo, etc.) argumentatividade na produção de Vozes sociais (não-locutoras) textos em função dos efeitos de mencionadas no texto sentido pretendidos 1/a 7º ano Variação lingüística no discurso das . Identificar tipos de discurso ou de vozes seqüências discursivas usadas pelos Ações discursivas básicas realizadas locutores em um texto e seus efeitos no texto pelo locutor (narrar história, de sentido 1/a 7º ano . Reconhecer relatar fato ou acontecimento,
  • 23. e usar focos enunciativos (pontos de apresentar o discurso de outrem, vista) adequados aos efeitos de descrever seres ou objetos, expor sentido pretendidos. 1/a 7º ano . idéias, opinar, convencer, persuadir, Reconhecer posicionamentos aconselhar, ensinar a fazer, fazer agir, enunciativos presentes em um texto regulamentar, prescrever, e suas vozes representativas.1/a 7º etc.).Situação comunicativa: produtor e ano Representar, produtiva e destinatário, tempo e espaço da autonomamente, posicionamentos produção enunciativos em textos. 1/a 7º Marcas do posicionamento enunciativo . Posicionar-se criticamente frente a do locutor (seleção lexical: posicionamentos enunciativos modalização, operadores presentes em um texto.1/a 7º. argumentativos, intertextualidade). Reconhecer estratégias de Vozes representativas dos enunciação de uso freqüente em posicionamentos enunciativos determinado gênero a partir da presentes no texto. leitura de vários textos desse gênero. Relações de oposição e confronto 1/a 7º ano (polifonia), aliança e/ou complementação (sinfonia). Efeitos de sentido do domínio de um posicionamento enunciativo (texto autoritário), da desconstrução ou confronto de posicionamentos enunciativos (texto polêmico), do diálogo entre posicionamentos enunciativos (texto lúdico).TÓPICO 7. Intertextualidade e 7.1. Reconhecer, em um texto, 1.1 Procedimentos de leitura • Efeitos de sentido de relaçõesmetalinguagem estratégias e/ou marcas explícitas de D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - D6 - D7 - D8 - intertextuais e metalingüísticasOP-8 Intertextualidade e intertextualidade com outros textos, D9 - D10 - • Tipos de intertextualidade: citação,metalinguagem discursos, produtos culturais ou 1.2 Implicações do suporte, do epígrafe, alusão, referência, paráfrase,RA-7 O trabalho com a linguagens e seus efeitos de sentido. gênero e/ou do enunciador na paródia, pasticheintertextualidade na sala de aula 1/a 7º ano compreensão do texto D11 - D12 - D13 - D14 - 1.3 Relação entre textos:Eixo Temático I Compreensão e Produção de Textos Tema 1: GênerosSubtema: Operação de textualizaçãoTÓPICO 8. Textualização do . Reconhecer e usar, produtiva e 1.1 Procedimentos de - Elementos estruturais:• narrador e focodiscurso narrativo (ficcional) autonomamente, estratégias de leitura narrativo: narrador onisciente (EF), narrador textualização do discurso narrativo, na D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - testemunha (EF), narrador protagonista (EF),OP-9 Organização textual do compreensão e na produção de textos. D6 - D7 - D8 - D9 - D10 outros (EM);• personagens;• tempo;•discurso narrativo . Reconhecer e usar as fases ou etapas da - espaço;• ação (intriga e enredo).
  • 24. narração em um texto ou seqüência 1.2 Implicações do - Fases ou etapas:• exposição ou ancoragemOP-10 Organização lingüística do narrativa. 1/a 7º ano suporte, do gênero (ambientação da história, apresentação deenunciado narrativo . Reconhecer e usar estratégias de e/ou do enunciador na personagens e do estado inicial da ação);• ordenação temporal do discurso em um compreensão do texto complicação ou detonador (surgimento deRA-18 O discurso descritivo na texto ou seqüência narrativa. 1/a 7º D11 - D12 - D13 - D14 conflito ou obstáculo a ser superado);construção de sentido de textos . Reconhecer e usar, mecanismos de - • clímax (ponto máximo de tensão donarrativos coesão verbal em um texto ou seqüência 1.3 Relação entre conflito); • desenlace ou desfecho (resoluçãoRA-16 Análise e reescrita de texto narrativa. 1/a 7º ano textos: intertextualidade do conflito ou repouso da ação; pode conternarrativo . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e D15 - D16 - D17 - D18 a avaliação do narrador acerca dos fatos gráficas de conexão textual em um texto ou - D19 - D20 – narrados — coda — e ainda a moral da seqüência narrativa. 1/a 7º 1.4 Coerência e coesão história). . Reconhecer e usar mecanismos de no processamento do - Estratégias de organização:• ordenação textualização de discursos citados ou texto temporal linear;• ordenação temporal com relatados dentro de um texto ou seqüência D21 -D22 - D23 - D24 - retrospecção (flash-back); narrativa. 1/a 7º ano D25 - D26 - D27 – • ordenação temporal com prospecção. . Reconhecer e usar mecanismos de coesão - Coesão verbal:• valores dos pretéritos nominal em um texto ou seqüência perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito e do narrativa. 1/a 7º ano futuro do pretérito do indicativo. . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e - Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficos de estruturação de enunciados gráficas da articulação do discurso narrativo narrativos. 1/a 7º ano com outros discursos e seqüências do . Reconhecer e corrigir problemas de texto; • marcadores textuais de progressão textualização do discurso em um texto ou temática: articulações hierárquicas, seqüência narrativa. 1/a 7º ano temporais e/ou lógicas entre as fases ou . Retextualizar, produtiva e autonomamente, etapas do discurso e entre os enunciados de narrativas orais em narrativas escritas, ou uma fase. vice-versa. 2/a 7º ano - Textualização dos discursos citados ou . Recriar textos narrativos lidos ou ouvidos relatados:• direto;• indireto;• indireto livre;• em textos do mesmo gênero ou de gênero fluxos de consciência. diferente. 1/a 7º ano - Coesão nominal:• estratégias de introdução 8.11. Usar, na produção de textos ou temática;• estratégias de manutenção e seqüências narrativas orais ou escritas, retomada temática. recursos de textualização adequados ao • Recursos semânticos e morfossintáticos discurso, ao gênero, ao suporte, ao mais característicos e/ou freqüentes no destinatário e ao objetivo da interação. 1/a enunciado narrativo. 7º anoTÓPICO 9. Textualização do . Reconhecer e usar as fases ou etapas do 1.1 Procedimentos de - Locutor e foco de enunciação:• relatordiscurso de relato discurso de relato em um texto ou leitura protagonista;• relator testemunha;• outros. seqüência de relato.1/a 7º ano D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - - Fases ou etapas do relato noticioso:•OP-11 Organização textual do . Distinguir fato de opinião em um texto ou D6 - D7 - D8 - D9 - D10 sumário: título, subtítulo e lide, isto é, relatodiscurso de relato seqüência de relato. 1/a 7º ano - sumariado do acontecimento (quem, o quê,
  • 25. . Reconhecer e usar, produtiva e 1.2 Implicações do quando, onde, como, por quê);• suíte (ouOP-12 Organização lingüística do autonomamente, estratégias de ordenação suporte, do gênero continuação do acontecimento noticiado noenunciado de relato temporal do discurso em um texto ou e/ou do enunciador na lide): relato com detalhes sobre as pessoas seqüência de relato. 1/a 7º ano compreensão do texto envolvidas, repercussões, desdobramentos,RA-24 Roteiro de atividade para o . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D11 - D12 - D13 - D14 comentários; pode ter intertítulos.discurso de relato verbal em um texto ou seqüência de relato. - - Estratégias de organização:• ordenação 1/a 7º ano 1.3 Relação entre temporal linear;• ordenação temporal com . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e textos: intertextualidade retrospecção (flash-back); gráficas de conexão textual em um texto ou D15 - D16 - D17 - D18 • ordenação temporal com prospecção. seqüência de relato. 1/a 7º ano . - D19 - D20 – - Coesão verbal:• valores dos pretéritos Reconhecer e usar mecanismos de 1.4 Coerência e coesão perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito, do textualização de discursos citados ou no processamento do futuro do presente e do futuro do pretérito. relatados dentro de um texto ou seqüência texto - Conexão textual:• marcas lingüísticas e de relato. 1/a 7º ano D21 -D22 - D23 - D24 - gráficas da articulação do discurso com . Reconhecer e usar mecanismos de coesão D25 - D26 - D27 – outros discursos e seqüências do texto; • nominal em um texto ou seqüência de marcadores textuais da progressão/ relato. 1/a 7ºano segmentação temática: articulações . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as gráficos de estruturação de enunciados de fases ou etapas do discurso. relato. 1/a 7ºano - Textualização dos discursos citados ou . Reconhecer e corrigir problemas de relatados:• direto;• indireto;• ilha textual;• textualização do discurso em um texto ou resumo com citações. seqüência de relato. 7ºano - Coesão nominal:• estratégias de introdução . Retextualizar, produtiva e autonomamente, temática;• estratégias de manutenção e relatos orais em relatos escritos, ou vice- retomada temática. versa.1/a 7º Organização lingüística do enunciado de . Recriar relatos lidos ou ouvidos em textos relato. Recursos semânticos e do mesmo gênero ou de gênero diferente. morfossintáticos mais característicos e/ou 1/a 7ºano freqüentes no enunciado de relato). . Usar, na produção de textos ou seqüências de relato orais ou escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a 7º anoTÓPICO 10. Textualização do . Reconhecer e usar, produtiva e 1.1 Procedimentos de - Locutor e focalização temática (focodiscurso descritivo autonomamente, estratégias de leitura descritivo):• localização espacial do objeto da textualização do discurso descritivo, na D1 -D2 - D3 -D4 -D5 - descrição;• ângulo de visão do locutor;•OP-13 Organização textual do compreensão e na produção de textos. D6 - D7 - D8 - D9 - D10 impressões sensoriais e afetivas do locutordiscurso descritivo . Reconhecer e usar as fases ou etapas da - acerca do objeto. descrição em um texto ou seqüência 1.2 Implicações do - Fases ou etapas:• ancoragem (introdução OP-14 Organização lingüística do descritiva.1/a 6º, 1/a 7º,1/a 8º, suporte, do gênero do tema por uma forma nominal ou tema-
  • 26. enunciado descritivo . Reconhecer e usar estratégias de e/ou do enunciador na título no início, no fim ou no curso da organização da descrição em um texto ou compreensão do texto descrição);• aspectualização (enumeração de seqüência descritiva. 1/a 7º D11 - D12 - D13 - D14 diversos aspectos do tópico discursivo, com . Reconhecer e usar mecanismos de coesão - atribuição de propriedades a cada um verbal em um texto ou seqüência descritiva. 1.3 Relação entre deles);• relacionamento (assimilação dos 1/a 7º, textos: intertextualidade elementos descritos a outros por meio de . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e D15 - D16 - D17 - D18 comparação ou metáfora). gráficas de conexão textual em um texto ou - D19 - D20 – - Estratégias de organização:• subdivisão;• seqüência descritiva. 1/a 7º ano . 1.4 Coerência e coesão enumeração;• exemplificação • analogia;• Reconhecer e usar mecanismos de no processamento do comparação e confronto; textualização de discursos citados ou texto • causa-e-conseqüência;• ordenação relatados dentro de um texto ou seqüência D21 -D22 - D23 - D24 - temporal. descritiva. 1/a 7º ano D25 - D26 - D27 – - Coesão verbal:• valores do presente e do . Reconhecer e usar mecanismos de coesão pretérito imperfeito, do pretérito perfeito e do nominal em um texto ou seqüência futuro do indicativo; descritiva. 1/a 7º ano . Reconhecer e usar - Conexão textual:• marcas lingüísticas e recursos lingüísticos e gráficos de gráficas da articulação do discurso descritivo estruturação de enunciados descritivos. 1/a com outros discursos e seqüências do 7ºano texto; • marcadores textuais da . Reconhecer e corrigir problemas de progressão/segmentação temática: textualização do discurso em um texto ou articulações hierárquicas, temporais e/ou seqüência descritiva. 1/a,7º, ano lógicas entre as fases ou etapas do discurso. . Retextualizar, produtiva e autonomamente, - Coesão nominal:• estratégias de introdução descrições orais em descrições escritas, ou temática;• estratégias de retomada temática. vice-versa 1/a 7º Organização lingüística do enunciado . Recriar descrições lidas ou ouvidas em descritivo textos do mesmo gênero ou de gênero • Recursos semânticos e morfossintáticos diferente. 1/a 7º ano mais característicos e/ou freqüentes no . Usar, na produção de textos ou seqüências enunciado descritivo. descritivas orais ou escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a 7º ano
  • 27. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 3º BIMESTRE. 7º ANO PROFESSORA: REGINA AUGUSTA DE ARAÚJO OLIVEIRA.3º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de textualizaçãoTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTEÚDOTÓPICO 12. Textualização do . Reconhecer e usar mecanismos de ¯ Locutor e focalização temática.discurso argumentativo coesão verbal em um texto ou seqüência ¯ Fases ou etapas:• proposta ou tema: questão polêmica,OP-17 Organização textual do argumentativa.2/a 6º , 2/a 7º 1/a 8º 9º explícita ou implícita no texto, diante da qual o locutor tomadiscurso argumentativo . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e uma posição;• proposição ou tese: posicionamento OP-18 Organização gráficas de conexão textual em um texto ou favorável ou desfavorável do locutor em relação à propostalingüística do enunciado seqüência argumentativa. 2/a 6º ano 1/a e orientador de toda a sua argumentação;• provasargumentativo 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano (convencimento ou persuasão): argumentos (deOP-20 Organização lingüística do . Reconhecer e usar mecanismos de comparação, causa, exemplificação, etc.) que sustentam aenunciado argumentativo textualização de discursos citados ou proposição ou tese do locutor, assegurando a veracidade relatados dentro de um texto ou seqüência ou validade dela e permitindo-lhe chegar à conclusão;•OP-6 Modalização e argumentativa. 2/a 7º ano Reconhecer e conclusão: retomada da tese, já devidamente defendida, ouargumentatividade usar mecanismos de coesão nominal em uma possível decorrência dela. RA-20 Organização textual do um texto ou seqüência argumentativa. 2/a ¯ Estratégias de organização:• comparação ou confronto;•discurso argumentativo 7º argumentação pragmática;• argumentação de autoridade;•RA-23 Registro lingüístico, . Recriar textos argumentativos lidos ou concessão-restritiva;• exemplificação;• analogia.modalização e argumentatividade ouvidos em textos do mesmo gênero ou de ¯ Coesão verbal:• valor aspectual do presente do indicativo gênero diferente. 2/a 7º ano e do futuro do presente do indicativo; . Usar, na produção de textos ou • correlação com tempos do subjuntivo. seqüências argumentativas orais ou ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas da escritas, recursos de textualização articulação do discurso argumentativo com outros discursos adequados ao discurso, ao gênero, ao e seqüências do texto;• marcadores textuais da suporte, ao destinatário e ao objetivo da progressão/segmentação temática: articulações interação.1/a 8º ano 1/a 9º ano hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do discurso argumentativo. ¯ Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto;• indireto;• paráfrase;• ilha textual;• resumo com citações. ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática
  • 28. Organização lingüística do enunciado argumentativo ¯ Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado argumentativo. Enunciação - Uso de modalizadores (entoação e sinais de pontuação, adjetivos, substantivos, expressões de grau, verbos e perífrases verbais, tempos e modos verbais, operadores argumentativos de escalonamento, advérbios, etc.) como recursos de expressão ou pista do posicionamento enunciativo do locutor do texto e de persuasão do destinatário previsto, ou seja, uso de recursos lexicais, morfossintáticos, prosódicos ou gráficos para indicar.• a modalidade sob a qual uma proposição deve ser interpretada (certeza, probabilidade, possibilidade, incerteza ou dúvida, necessidade, obrigatoriedade, eventualidade, etc.) e o conseqüente grau de comprometimento do locutor com aquilo que diz;• o domínio dentro do qual o enunciado deve ser entendido ou o modo como ele é formulado pelo locutor;• uma atitude subjetiva do locutor (seu estado emocional ou psicológico, um sentimento pessoal, uma valoração positiva ou negativa, um ponto de vista ideológico) diante de algum conteúdo temático do texto (um agente, um fato, uma qualidade, etc.).TÓPICO 13. Textualização do . Reconhecer e usar as fases ou etapas ¯ Locutor e focalização temática.discurso injuntivo da injunção em um texto ou seqüência ¯ Fases ou etapas:• exposição do macrobjetivoOP-19 Organização textual do injuntiva. 1/a 7º acional: indicação de um objetivo geral a serdiscurso injuntivo (instrucional, . Reconhecer e usar estratégias de atingido sob a orientação de um plano dede aconselhamento, prescritivo organização do discurso em um texto ou execução, ou seja, de um conjunto deou normativo seqüência injuntiva.1/a 7º ano comandos;• apresentação dos comandos: . Reconhecer e usar mecanismos de disposição de um conjunto de açõesRA-5 O trabalho com as marcas coesão verbal em um texto ou seqüência (seqüencialmente ordenadas ou não) a serdo discurso de outrem no texto injuntiva1/a 7ºano executado para que se possa atingir o . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e macrobjetivo;• justificativa: esclarecimento por gráficas de conexão textual em um texto parte do produtor do texto dos motivos pelos ou seqüência injuntiva. 1/a 7º ano quais o destinatário deve seguir os comandos . Reconhecer e usar mecanismos de estabelecidos; textualização de discursos citados ou ¯ Estratégias de organização:• plano de relatados dentro de um texto ou seqüência execução cronologicamente ordenada;• plano injuntiva. 1/a 7º ano de execução não cronologicamente ordenada. . Reconhecer e usar mecanismos de ¯ Coesão verbal:• valores do presente do coesão nominal em um texto ou indicativo, do modo imperativo e seus
  • 29. seqüência injuntiva. 11/a 7º ano substitutos (infinitivo e gerúndio); . Reconhecer e usar recursos lingüísticos ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e e gráficos de estruturação de enunciados gráficas da articulação do discurso injuntivo com injuntivos. 1/a 7º Reconhecer e corrigir outros discursos e seqüências do texto; • problemas de textualização do discurso marcadores textuais da em um texto ou seqüência injuntiva.1/a progressão/segmentação temática: articulações 7ºano hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as . Retextualizar, produtiva e fases ou etapas do discurso injuntivo. autonomamente, discursos injuntivos orais ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução em discursos injuntivos escritos, ou vice- temática;• estratégias de manutenção e versa. 2/a 7º ano retomada temática. . Recriar textos injuntivos lidos ou ouvidos em textos do mesmo gênero ou de gênero diferente.1/a 6º. Usar, na produção de textos ou seqüências injuntivas orais ou escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a 7º anoTÓPICO 14. Textualização do . Relacionar sensações e impressões • Aspectos sonorosdiscurso poético despertadas pela leitura de poemas à • Aspectos visuais exploração da dimensão material das • Aspectos sintáticosOP-21 Reconstrução do texto palavras. 1/a 7º ano • Aspectos semânticosliterário poético . Escandir versos, reconhecendo asRA-15 Reconstrução do texto possibilidades rítmicas de um poemaliterário poético apresentado. 1/a 7º, . Interpretar efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos musicais (ritmo, rima, aliteração, assonância, eco, onomatopéia, etc.) em poemas. 1/a 7º ano . Relacionar efeitos de sentido de um poema ao uso de estratégias musicais de distribuição, repetição, acréscimo, corte ou substituição de fonemas/sons (ritmo, onomatopéia, aliteração, assonância, eco, metáfora sonora, rima, paronomásia) 1/a 7º . Relacionar efeitos de sentido de um poema à sua configuração visual (tamanho e distribuição de versos na página, exploração de espaços em
  • 30. branco, uso de sinais gráficos e digitais). 1/a 7º ano . Recriar poemas e canções, buscando novas disposições visuais de seus versos e palavras, de modo a realçar uma idéia, um ritmo, uma palavra... 1/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer imagens poéticas em um texto ou seqüência textual literária 1/a 7º ano . Reconhecer efeitos de sentido de imagens poéticas, em um texto ou seqüência literária. 1/a 7º . Reconhecer o uso de estratégias do discurso poético e seus efeitos de sentido, em discursos, textos e gêneros não literários (canções, contos, romances, anúncios publicitários,slogans, provérbios, notícias, filmes, telenovelas, etc.). 1/a 7º ano . Usar, na produção de textos literários ou não, estratégias do discurso poético (ritmo, métrica, sonoridade das palavras, recursos gráficos e digitais, imagens poéticas) de modo a obter os efeitos de sentido desejados. 1/a 7º anoEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: JornalTÓPICO 15. Organização do . Reconhecer as funções sociocomunicativassuporte jornal: relações com (informação, conhecimento, formação de opinião, 1.4 Coerência e ¯ Composição (cadernos, suplementos, seções,o público-alvo entretenimento) do suporte jornal e de seus cadernos, coesão no colunas) suplementos, seções e colunas. 3/a 7º ano 1/a 8º ano processamento ¯ FormatoOP-29 Organização do 1/a 9º ano do texto D21 ¯ Projeto gráfico (numeração direta dassuporte jornal: relações com . Relacionar matérias e anúncios publicitários a cadernos -D22 - D23 - páginas, variedade de fontes ou caractereso público-alvo ou seções de jornais, justificando o relacionamento feito. D24 - D25 - D26 tipográficos, cores, imagens) 2/a 8º ano 1/a 9º ano - D27 – ¯ Caracterização e funções sociocomunicativas . Explicar efeitos de sentido decorrentes da publicação 1.5 Relações do suporte e suas partesRA-11 Roteiro de trabalho de uma matéria ou de um anúncio publicitário em entre recursos ¯ Pactos e finalidades de leituraem grupo diferentes cadernos ou seções de um jornal. 1/a 8º ano expressivos e ¯ Variedade de temas, gêneros e domínios 1/a 9º ano efeitos de discursivos . Inferir o público-alvo do jornal ou de partes do jornal a sentido ¯ Variação lingüística
  • 31. partir do projeto gráfico, dos temas abordados, dos D28 - D29 - D30 gêneros e domínios discursivos, dos pactos de leitura, - D31 - D32 – das variedades lingüísticas. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 1.6 Variação 9º ano lingüística . Reconhecer, em matérias de jornais, marcas D33 - D34 - D35 lingüísticas de dialetos sociais (jargões, clichês, gírias...) - D36 – e seus efeitos de sentido. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar as variedades lingüísticas de matérias de um jornal à diversidade de destinatários, gêneros e temas abordados. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Identificar a origem e a formação de neologismos usados em matérias jornalísticas 1/a 9º ano . Reconhecer efeitos de sentido do uso de neologismos em matérias de jornal. 1/a 9º ano . Elaborar referências bibliográficas de jornais e matérias de jornais, segundo normas da ABNT. 1/a 8º ano 1/a 9ºTÓPICO 16. Primeira página . Ler e produzir textos característicos da primeira páginaOP-30 Primeira página do de jornal, produtiva e autonomamente. 1.4 Coerência e - Elementos estruturais: título, cabeçalho,jornal . Inferir efeitos de sentido decorrentes da presença ou coesão no manchetes, chamadas, lides, ilustrações e RA-12 Roteiro de análise ausência de determinada notícia na primeira página de processamento legendas, indicadores (de tempo, econômicos,de primeira página (PP) de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano do texto D21 etc.)jornal . Avaliar fotos publicadas na primeira página de um -D22 - D23 - - Funções sociocomunicativas jornal, do ponto de vista informativo, técnico e D24 - D25 - D26 - Composição e função de manchetes, títulos e expressivo. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano - D27 – subtítulos de matérias . Inferir a importância atribuída por um jornal às notícias 1.5 Relações - Caracterização e função de lides e chamadas da primeira página a partir de aspectos como extensão entre recursos dos títulos, tamanho dos caracteres, posição na página, expressivos e presença ou ausência de imagens. 1/a 7º , 1/a 8º,1/a 9º efeitos de ano sentido . Distinguir textos informativos de textos opinativos a D28 - D29 - D30 partir da análise de seus títulos (preferência pela ordem - D31 - D32 – canônica e verbos nos presente do indicativo x 1.6 Variação preferência por frases nominais). 1/a 7º ano 1/a 8º ano lingüística 1/a 9º ano D33 - D34 - D35 . Explicar efeitos de sentido de diferenças observadas - D36 – entre os títulos da primeira página e os títulos das matérias correspondentes nas páginas internas. 1/a 7º ano . Explicar a função de lides que aparecem na primeira página de jornais. 1/a 7º ano . Produzir lides para
  • 32. notícias do dia ou para títulos publicados na primeira página de um jornal. 1/a 7º, . Distinguir entre lides e chamadas publicadas na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano . Produzir chamadas para títulos apresentados na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano . Produzir títulos para lides e chamadas da primeira página de um jornal. 1/a 7º ano . Localizar uma matéria no jornal a partir de indicações da chamada ou do lide da primeira página. 1/a 7º, . Identificar os temas gerais de uma edição de jornal a partir da leitura da primeira página. 1/a 7º, 16.13. Produzir textos característicos da primeira página de jornal. 2/a 7º anoEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: Livros literáriosTÓPICO 18. Perigrafia de livros . Ler livros literários, considerando, ¯ Capa (sobrecapa, primeira,literários produtiva e autonomamente, as informações 1.4 Coerência e coesão no segunda e quarta capas, orelhas, de seus textos perigráficos. processamento do texto lombada). . Reconhecer as funções comunicativas da D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - ¯ Falsa folha de rosto, folha de rostoOP-32 Perigrafia do livro literário capa de um livro literário: identificar a obra e D26 - D27 – e ficha catalográfica. o destinatário previsto, estabelecer pactos 1.5 Relações entre recursos ¯ Dedicatória e agradecimentos.RA-14 Trabalho em grupo: lendo a de leitura, motivar a leitura da obra. 1/a 6º expressivos e efeitos de ¯ Epígrafe.perigrafia do livro literário ano 1/a 7º ano 1/a 9º ano sentido D28 - D29 - D30 ¯ Sumário.RA-17 Composição e leitura de texto . Usar, produtiva e autonomamente, dados - D31 - D32 – ¯ Apresentação, prefácio e posfácio.dramático da folha de rosto ou da ficha catalográfica 1.6 Variação lingüística ¯ Ilustrações. de livros para referenciar obras consultadas, D33 - D34 - D35 - D36 – fazer empréstimos em bibliotecas, adquirir livros, catalogar livros pessoais ou de uso coletivo. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer a dedicatória e os agradecimentos presentes em livros literários como práticas discursivas. 1/a 7º ano . Usar o sumário, produtiva e autonomamente, para localizar partes dentro de um livro literário: poemas, contos, capítulos 1/a 7º ano . Ler e usar, produtiva e autonomamente,
  • 33. orelhas, apresentações, prefácios eposfácios na compreensão do texto básicode um livro literário. 1/a 7º ano .Reconhecer a ilustração de livros literárioscomo um texto em diálogo com o textoverbal. 1/a 6º, 1/a 7º , 1/a 9º ano. Elaborar, produtiva e autonomamente,textos perigráficos para livros literários.
  • 34. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 4º BIMESTRE. 7º ANO PROFESSORA: REGINA AUGUSTA DE ARAÚJO OLIVEIRA.4º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANOEixoTemático II Linguagem e LínguaTÓPICO 19. A linguagem verbal: . Compreender a língua como fenômeno DESCRITORES: • O contínuo oral-escritomodalidades, variedades, registros histórico, cultural, social, variável, 1.4 Coerência e coesão no • Condições de produção, usos, heterogêneo e sensível aos contextos de uso. processamento do texto funções sociais e estratégias deOP-22 A linguagem verbal e suas . Reconhecer semelhanças e diferenças entre D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - textualização da fala e da escritamodalidades (fala e escrita) a fala e a escrita quanto a condições de D26 - D27 – • Convenções da língua escrita: grafia produção, usos, funções sociais e estratégias 1.5 Relações entre recursos de palavras, acentuação gráfica, de textualização. 4/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a expressivos e efeitos de notações gráficas, uso convencionalRA-25 A variação lingüística no 8º ano 1/a 9º ano sentido D28 - D29 - D30 - dos sinais de pontuação, parágrafoportuguês . Reconhecer funções da fala e da escrita em D31 - D32 – gráfico diferentes suportes e gêneros. 1/a 6º , 2/a 7º, 1.6 Variação lingüística 1/a 8º ano 1/a 9º ano D33 - D34 - D35 - D36 – . Usar as convenções da língua escrita produtiva e autonomamente, entendendo as diferenças entre o sistema fonológico e o sistema ortográfico. 5/a 6º ano 3/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Identificar fatores relacionados às variedades lingüísticas e estilísticas de textos apresentados. 1/a 6º,1/a 7º,8º,9º . Avaliar o uso de variedades lingüísticas e estilísticas em um texto, considerando a situação comunicativa e o gênero textual. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Adequar a variedade lingüística e/ou estilística de um texto à situação comunicativa e ao gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Mostrar uma atitude crítica e não preconceituosa em relação ao uso de variedades lingüísticas e estilísticas. 1/a 6º
  • 35. ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer a manifestação de preconceitos lingüísticos como estratégia de discriminação e dominação. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º anoTÓPICO 20. Neologia de palavras . Reconhecer a neologia semântica, a lexical e DESCRITORES: ¯ Neologia semântica (criação de o empréstimo como processos de criação 1.4 Coerência e coesão no novos sentidos para palavras, lingüística. processamento do texto expressões e frases) e seus efeitos deOP-28 Neologia de palavras . Identificar a origem de neologismos em D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - sentido circulação no português brasileiro.1/a 6º ano D26 - D27 – ¯ Neologia lexical (processos mais 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.5 Relações entre recursos produtivos no português brasileiro . Identificar o processo de formação de expressivos e efeitos de atual) e seus efeitos de sentido neologismos em circulação no português sentido D28 - D29 - D30 - ¯ Neologia por empréstimo brasileiro. 2/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º ano D31 - D32 – (estrangeirismos) e seus efeitos de . Interpretar neologismos em diferentes 1.6 Variação lingüística sentido situações de interlocução. 1/a 6º ano 1/a 7º D33 - D34 - D35 - D36 – ano 1/a 8º anoTÓPICO 21. Uso de pronomes 21.0. Reconhecer e usar o pronome pessoal, DESCRITORES: • Caracterização sociolingüística dapessoais no português padrão (PP) produtiva e autonomamente. 1.4 Coerência e coesão no sociedade brasileira atuale não padrão (PNP) 21.1. Reconhecer diferenças de uso do processamento do texto • O contínuo rural-urbano: pronome pessoal entre o português padrão D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - - Sobreposições (PP) e o português não padrão (PNP). 2/a 6º D26 - D27 – - Variedades descontínuas eOP-23 Variação lingüística no ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.5 Relações entre recursos variedades graduaisportuguês brasileiro expressivos e efeitos de • O contínuo oralidade-letramento: sentido D28 - D29 - D30 - - Eventos de oralidade e eventos deRA-22 Diferenças entre norma D31 - D32 – letramentopadrão e não-padrão 1.6 Variação lingüística - Sobreposições D33 - D34 - D35 - D36 – • O contínuo de monitoração estilística: - Variedades de estilo ou registro menos ou mais monitoradas • Prestígio e preconceito lingüísticoTÓPICO 23. Flexão nominal no . Reconhecer e usar mecanismos de flexão DESCRITORES:português padrão (PP) e não nominal, produtiva e autonomamente. 1.4 Coerência e coesão no Diferenças entre o português brasileiropadrão (PNP) . Reconhecer diferenças de flexão nominal processamento do texto e a norma-padrão no que se refere à entre o português padrão (PP) e o português D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - flexão nominal e verbal. não padrão (PNP). 2/a 6º ano 1/a 7º ano D26 - D27 – Usar a norma-padrão de flexão verbalOP-26 O português brasileiro atual 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.5 Relações entre recursos e nominal em eventos de língua
  • 36. e a norma-padrão: flexão verbal e . Avaliar adequação da flexão nominal padrão expressivos e efeitos de escrita.nominal ou não padrão em um texto ou seqüência sentido D28 - D29 - D30 - textual, considerando a situação comunicativa D31 - D32 – e o gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1.6 Variação lingüística 1/a 8º ano 1/a 9º ano D33 - D34 - D35 - D36 – . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a necessidade de uso da norma padrão de flexão nominal. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Usar a norma padrão de flexão nominal em situações comunicativas e gêneros textuais que a exijam.2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º anoTÓPICO 24. A frase na norma . Reconhecer e usar, produtiva e DESCRITORES: ¯ Seleção lexical de verbos, depadrão autonomamente, a frase padrão em contextos 1.4 Coerência e coesão no argumentos (sujeito e objetos), de que a exijam. processamento do texto predicativos e adjuntos.OP 27 A frase na norma-padrão . Manipular marcas do relacionamento entre D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - ¯ Ordem canônica de sintagmas e as palavras de uma frase, de forma a produzir D26 - D27 – orações na frase; reordenação eRA-9 O trabalho com a frase na diferentes efeitos de sentido. 1/a 6º ano 1/a 1.5 Relações entre recursos efeitos de sentido.norma-padrão 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano expressivos e efeitos de ¯ Articulação sintática (coordenação . Relacionar mudanças de sentido, focalização sentido D28 - D29 - D30 - e/ou subordinação), semântica e intencionalidade a mudanças formais D31 - D32 – (relações lógicas) e discursiva operadas em uma frase: alterações de sinais 1.6 Variação lingüística (instruções de progressão temática). de pontuação, ordem de colocação, D33 - D34 - D35 - D36 – ¯ Pontuação: segmentação e concordância, transformação de sintagmas, articulação de sintagmas e orações. substituição ou eliminação de articuladores e operadores argumentativos. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer sintagmas substantivos, adjetivos e adverbiais em uma frase. 1/a 6º ano 1/a 7º , 1/a 8º,1/a 9º ano . Identificar o núcleo ou os núcleos de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais apresentados em frases ou seqüências textuais. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer, os processos sintáticos de organização e hierarquização dos sintagmas (coordenação e/ou subordinação), em frases apresentadas. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º
  • 37. ano 1/a 9º anoEixo Temático III A Literatura e outras Manifestações CulturaisTema: Mitos e símbolos literários na cultura contemporâneaTÓPICO 28. O herói . Reconhecer a figura do herói como matriz de 1.4 Coerência e coesão no construção de culturas e subjetividades. processamento do texto . Reconhecer características e valores dos D21 -D22 - D23 - D24 - D25 heróis épicos e trágicos em personagens de - D26 - D27 – diferentes gêneros literários e de outras 1.5 Relações entre recursos produções culturais. 2/a 7º ano expressivos e efeitos de . Reconhecer características e valores do herói sentido D28 - D29 - D30 da Cavalaria medieval em personagens de - D31 - D32 – diferentes gêneros literários e de outras 1.6 Variação lingüística produções culturais. 2/a 7º ano D33 - D34 - D35 - D36 – . Reconhecer as etapas do percurso do herói e seus signifi cados em textos literários e em outras manifestações culturais. 2/a 7º ano . Reconhecer características e valores do anti- herói em personagens de diferentes gêneros literários e de outras produções culturais. 2/a 7º ano . Reconhecer características e valores do vilão em personagens de diferentes gêneros literários e de outras produções culturais. 1/a 7º ano . Avaliar criticamente a recriação dos mitos do herói, do anti-herói e do vilão, em textos literários e em outras manifestações culturais contemporâneas. 2/a 7º ano . Reconhecer a função de heróis, anti-heróis e vilões na criação, no desenvolvimento e no desfecho de conflitos de uma narrativa. 2/a 7º ano . Relacionar o ponto de vista de enunciação do discurso com a configuração de personagens como heróis, anti-heróis e vilões. 1/a 7º ano . Retomar o mito do herói na produção coletiva de um texto poético, narrativo, dramático (para encenação teatral) e/ou de um roteiro (para filme de curta metragem). 1/a 7º ano
  • 38. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 1º BIMESTRE. 8º ANO PROFESSORA:1º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 8º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de contextualizaçãoTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 1. Contexto de . Considerar os contextos de produção, circulação e • Situação comunicativa: produtor eprodução, circulação e recepção de textos, na compreensão e na produção 1.3 Relação entre textos: destinatário, tempo e espaço darecepção de textos textual, produtiva e autonomamente. intertextualidade D15 - produção. . Reconhecer o gênero de um texto a partir de seu D16 - D17 - D18 - D19 - • Contexto histórico.OP1 Contexto de produção, contexto de produção, circulação e recepção. D20 – • Suporte de circulação do texto;circulação e recepção de 3/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.4 Coerência e coesão localização do texto dentro dotextos . Usar índices, sumários, cadernos e suplementos de no processamento do suporte.RA-1 Roteiro de pequeno jornais, livros e revistas para identificar, na edição, textos texto D21 -D22 - D23 - • Silhueta do texto.projeto: coleta seletiva do de diferentes gêneros. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º D24 - D25 - D26 - D27 – • Tema.lixo ano 1/a 9º ano 1.5 Relações entre • Pacto de recepção do texto . Situar um texto no momento histórico de sua produção recursos expressivos e (ficcional x não-ficcional): critérios de a partir de escolhas lingüísticas (lexicais ou efeitos de sentido D28 - verificabilidade, credibilidade e morfossintáticas) e/ou de referências (sociais, culturais, D29 - D30 - D31 - D32 – legitimação do conteúdo temático do políticas ou econômicas) ao contexto histórico. 1.6 Variação lingüística texto. 1/a 8º ano 1/a 9º ano D33 - D34 - D35 - D36 - • Domínio discursivo. . Reconhecer semelhanças e diferenças de tratamento • Objetivo da interação textual e dado a um mesmo tópico discursivo em textos de um função sociocomunicativa do gênero. mesmo gênero, veiculados por suportes diferentes. 1/a • Situações sociais de uso do texto / 8º ano 1/a 9º ano gênero. . Reconhecer semelhanças e diferenças de tratamento • Variedades lingüísticas (dialetais e dado a um mesmo tópico discursivo em textos de de registro): relações com a situação diferentes gêneros. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano comunicativa, o contexto de época, o . Ler textos de diferentes gêneros, considerando o pacto suporte e as situações sociais de uso de recepção desses textos.1/a 7º, 8º, 1/a 9º do gênero. . Reconhecer o objetivo comunicativo (finalidade ou função sociocomunicativa) de um texto ou gênero textual. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Identificar o destinatário previsto para um texto a partir
  • 39. do suporte e da variedade lingüística (+ culta / - culta) ou estilística (+ formal / - formal) desse texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Analisar mudanças na imagem dos interlocutores de um texto ou interação verbal em função da substituição de certos índices contextuais e situacionais (marcas dialetais, níveis de registro, jargão, gíria) por outros. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar tópicos discursivos, valores e senidos veiculados por um texto a seu contexto de produção, de circulação e de recepção (objetivo da interação textual, suportes de circulação, o lugar social do produtor, contexto histórico, destinatário previsto...). 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar gênero textual, suporte, variedade lingüística e estilística e objetivo comunicativo da interação. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar os gêneros de texto às práticas sociais que os requerem.1/a 6º ,1/a 7º,1/a 8º ano 1/a 9º an . Reconhecer, em um texto, marcas da identificação política, religiosa, ideológica ou de interesses econômicos do produtor. 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Participar de situações comunicativas,- empregando a variedade e o estilo de linguagem adequados à situação comunicativa, ao interlocutor e ao gênero;- respeitando, nos gêneros orais, a alternância dos turnos de fala que se fizer necessária;- assumindo uma atitude respeitosa para com a variedade lingüística do interlocutor;- reconhecendo a variedade lingüística do interlocutor como parte integrante de sua identidade.5/a 6º ano 4/a 7º ano 4/a 8º ano 4/a 9º ano . Retextualizar um texto, buscando soluções compatíveis com o domínio discursivo, o gênero, o suporte e o destinatário previsto. 3/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Selecionar informações para a produção de um texto, considerando especificações (de gênero, suporte, destinatário, objetivo da interação...) previamente estabelecidas. 1/a 8º ano 1/a 9º anoEixo Temático I Compreensão e Produção de Textos
  • 40. Tema 1: GênerosSubtema: Operação de tematizaçãoTÓPICO 2 Integrar . Interpretar referências bibliográficas de textos - Referenciação bibliográfica,referenciação bibliográfica à apresentados.2/a 6º, 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.3 Relação entre textos: segundo normas da ABNT, decompreensão de textos, intertextualidade D15 - • jornais e textos de jornais;produtiva e autonomamente. D16 - D17 - D18 - D19 - • revistas e textos de revistas; D20 – • livros e partes de livro;OP2 Referenciação 1.4 Coerência e coesão • sites da internet.bibliográfica, segundo no processamento donormas da ABNT texto D21 -D22 - D23 -RA-2 Roteiro de estudo D24 - D25 - D26 - D27 –dirigido, pesquisa na internet 1.5 Relações entree na biblioteca da escola recursos expressivos e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - D31 - D32 – 1.6 Variação lingüística D33 - D34 - D35 - D36TÓPICO 3 Organização . Construir coerência temática na compreensão e na Relação título—texto (subtítulos—temática produção de textos, produtiva e autonomamente. 1.3 Relação entre textos: partes do texto). . Relacionar título e subtítulos a um texto ou partes de intertextualidade D15 - Hierarquia tópicaOP-3 Organização temática um texto. 1/a 6º ano 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano D16 - D17 - D18 - D19 - Continuidadedo texto . Justificar o título de um texto ou de partes de um texto. D20 – Progressão 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.4 Coerência e coesão Não-contradiçãoRA3 Organização temática . Reconhecer a organização temática de um texto, no processamento do Consistência argumentativa identificando2/a 6º, 2/a 7º ano 2/a 8º ano 2/a 9º ano texto D21 -D22 - D23 - (pertinência, suficiência e relevância . Reconhecer informações explícitas em um texto. 3/a 6º D24 - D25 - D26 - D27 – de argumentos) ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.5 Relações entre Integração entre signos verbais e . Inferir informações (dados, fatos, argumentos, recursos expressivos e não-verbais (valor informativo, conclusões...) implícitas em um texto.5/a 6º,3/a 7º, 1/a 8º efeitos de sentido D28 - qualidade técnica, efeitos ano 1/a 9º ano D29 - D30 - D31 - D32 – expressivos). . Correlacionar aspectos temáticos de um texto. 2/a 6º 1.6 Variação lingüística ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D33 - D34 - D35 - D36 - . Sintetizar informações de um texto em função de determinada solicitação. 1/a 6º, 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano . Avaliar a consistência (pertinência, suficiência e relevância) de informações de um texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Corrigir problemas relacionados à consistência (pertinência, suficiência e relevância) das informações de um texto. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano
  • 41. . Comparar textos que falem de um mesmo tema quanto ao tratamento desse tema. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir textos com organização temática adequada aos contextos de produção, circulação e recepção. 4/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º anoTÓPICO 4. Seleção lexical e . Inferir o significado de palavras e expressões usadas • Significação de palavras eefeitos de sentido em um texto.2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1.3 Relação entre textos: expressões.OP-4 Seleção lexical e . Reconhecer recursos lexicais e semânticos usados em intertextualidade D15 - • Inferenciação (pressupostos eefeitos de sentido um texto e seus efeitos de sentido.2/a 6º ano 1/a 7º D16 - D17 - D18 - D19 - subentendidos): ano 1/a 8º ano D20 – • marcadores lexicais deRA-4 O trabalho com a . Usar, em um texto, recursos lexicais e semânticos 1.4 Coerência e coesão pressuposição.inferenciação na sala de aula adequados aos efeitos de sentido pretendidos. no processamento do 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano texto D21 -D22 - D23 - . Identificar, em um texto, inadequações lexicais, D24 - D25 - D26 - D27 – imprecisões e contradições semânticas. 1/a 6º ano 1/a 1.5 Relações entre 7º ano 1/a 8º ano recursos expressivos e . Corrigir, em um texto, inadequações lexicais, efeitos de sentido D28 - imprecisões e contradições semânticas.2/a 6º, 1/a 7º,1/a D29 - D30 - D31 - D32 – 8º 1.6 Variação lingüística . Produzir novos efeitos de sentido em um texto por meio D33 - D34 - D35 - D36 de recursos lexicais e semânticos. 1/a 8ºTÓPICO 5 . Signos não . Integrar informação verbal e não verbal naverbais (sons, ícones, compreensão e na produção de textos, produtiva e 1.3 Relação entre textos:imagens, grafismos, gráficos, autonomamente. . Relacionar sons, imagens, gráficos e intertextualidade D15 -infográficos, tabelas...) tabelas a informações verbais explícitas ou implícitas em D16 - D17 - D18 - D19 - um texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D20 – 1.4 Coerência e coesão no processamento do texto D21 -D22 - D23 - D24 - D25 - D26 - D27 – 1.5 Relações entre recursos expressivos e efeitos de sentido D28 - D29 - D30 - D31 - D32 – 1.6 Variação lingüística D33 - D34 - D35 - D36
  • 42. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 2º BIMESTRE. 8º ANO PROFESSORA:2º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 8º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de enunciaçãoTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 6. Vozes do . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de 1.1 Procedimentos Vozes locutoras e seus respectivos alocutáriosdiscurso representação de seus interlocutores (vozes locutoras e de leitura Recursos lingüísticos de representação do alocutários). 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º D1 -D2 - D3 -D4 locutor do texto e/ou do alocutário—OP-5 Vozes do texto ano -D5 - D6 - D7 - D8 destinatário previsto (dêixis pessoalOP-7 Posicionamentos . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de não - D9 - D10 - [construções em 1ª e 2ª pessoas], temporal eenunciativos do texto representação de seus interlocutores (vozes locutoras e 1.2 Implicações do espacial; modalizações afetivas e avaliativas;RA-21 Diferenças entre alocutários). 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano suporte, do gênero seleção lexical; etc.) e seus efeitos de sentidotextos de diferentes gêneros . Interpretar efeitos de sentido decorrentes da e/ou do enunciador (subjetividade, aproximação, familiaridade,e domínios discursivos representação ou da não representação, em um texto, na compreensão etc.) de suas vozes (locutoras ou sociais) e alocutários. 1/a 7º do texto Recursos lingüísticos de não-representação do ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D11 - D12 - D13 - locutor do texto e/ou do destinatário previsto . Interpretar efeitos de sentido decorrentes de variedades D14 - (ausência de dêixis pessoal, temporal e lingüísticas e estilísticas usadas em um texto.2/a 6º, 1/a 1.3 Relação entre espacial; construções impessoais; construções 7º,8º,9º textos: com agente indeterminado; formas de passiva . Reconhecer estratégias de modalização e intertextualidade sem agente; seleção lexical; etc.) e seus argumentatividade usadas em um texto e seus efeitos de D15 - D16 - D17 - efeitos de sentido (objetividade, sentido. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 – distanciamento, formalismo, etc.) . Explicar estratégias de modalização e 1.6 Variação Vozes sociais (não-locutoras) mencionadas no argumentatividade usadas em um texto e seus efeitos de lingüística texto sentido. 2 1/a 8º,1/a 9º ano D33 - D34 - D35 - Variação lingüística no discurso das vozes . Usar estratégias de modalização e argumentatividade D36 – Ações discursivas básicas realizadas no texto na produção de textos em função dos efeitos de sentido pelo locutor (narrar história, relatar fato ou pretendidos. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º acontecimento, apresentar o discurso de ano outrem, descrever seres ou objetos, expor . Identificar tipos de discurso ou de seqüências idéias, opinar, convencer, persuadir, discursivas usadas pelos locutores em um texto e seus aconselhar, ensinar a fazer, fazer agir, efeitos de sentido. regulamentar, prescrever, etc.).Situação 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano comunicativa: produtor e destinatário, tempo e
  • 43. . Reconhecer e usar focos enunciativos (pontos de vista) espaço da produção adequados aos efeitos de sentido pretendidos. 1/a 6º, 7º, 8º, 9º ano Marcas do posicionamento enunciativo do . Reconhecer posicionamentos enunciativos presentes locutor (seleção lexical: modalização, em um texto e suas vozes representativas.1/a 6º, 1/a 7, operadores argumentativos, intertextualidade). 8º, 1/a 9º ano Vozes representativas dos posicionamentos . Identificar relações de diversidade (contradição, enunciativos presentes no texto. oposição) ou de semelhança (aliança e/ou Relações de oposição e confronto (polifonia), complementação) entre posicionamentos enunciativos aliança e/ou complementação (sinfonia). presentes em um texto. 1/a 8º ano 1/a 9º ano Efeitos de sentido do domínio de um . Representar, produtiva e autonomamente, posicionamento enunciativo (texto autoritário), posicionamentos enunciativos em textos.1/a 6º, 1/a 7º, da desconstrução ou confronto de 1/a 8º ano 1/a 9º ano posicionamentos enunciativos (texto . Posicionar-se criticamente frente a posicionamentos polêmico), do diálogo entre posicionamentos enunciativos presentes em um texto. 2/a 6º,1/a 7º , 2/a enunciativos (texto lúdico). 8º, 1/a 9º ano . Reconhecer estratégias de enunciação de uso freqüente em determinado gênero a partir da leitura de vários textos desse gênero. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º anoTÓPICO 7. Intertextualidade . Reconhecer, em um texto, estratégias e/ou marcas 1.1 Procedimentos • Efeitos de sentido de relações intertextuais ee metalinguagem explícitas de intertextualidade com outros textos, de leitura metalingüísticasOP-8 Intertextualidade e discursos, produtos culturais ou linguagens e seus D1 -D2 - D3 -D4 • Tipos de intertextualidade: citação, epígrafe,metalinguagem efeitos de sentido. 3/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano -D5 - D6 - D7 - D8 alusão, referência, paráfrase, paródia, pasticheRA-7 O trabalho com a 1/a 9º ano - D9 - D10 -intertextualidade na sala de . Usar estratégias de intertextualidade adequadas aos 1.2 Implicações doaula efeitos de sentido pretendidos. 1/a 8º ano, 1/a 9º ano suporte, do gênero . Reconhecer marcas de metalinguagem em um texto e e/ou do enunciador seus efeitos de sentido. 1/a 8º ano, 1/a 9º ano na compreensão . Usar adequadamente a estratégia da metalinguagem do texto em um texto, em função dos efeitos de sentido D11 - D12 - D13 - pretendidos. 1/a 8º 9º D14 - 1.3 Relação entre textos: intertextualidade D15 - D16 - D17 - D18 - D19 - D20 – 1.6 Variação lingüística D33 - D34 - D35 - D36 –
  • 44. TÓPICO 9. Textualização do . Reconhecer e usar as fases ou etapas do discurso de 1.1 Procedimentos - Locutor e foco de enunciação:• relatordiscurso de relato relato em um texto ou seqüência de relato.1/a 6º,1/a 7º, de leitura protagonista;• relator testemunha;• outros. 1/a 8º, 1/a 9º D1 -D2 - D3 -D4 - Fases ou etapas do relato noticioso:•OP-11 Organização textual . Distinguir fato de opinião em um texto ou seqüência de -D5 - D6 - D7 - D8 sumário: título, subtítulo e lide, isto é, relatodo discurso de relato relato. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano - D9 - D10 - sumariado do acontecimento (quem, o quê, . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, 1.2 Implicações do quando, onde, como, por quê);• suíte (ouRA-24 Roteiro de atividade estratégias de ordenação temporal do discurso em um suporte, do gênero continuação do acontecimento noticiado nopara o discurso de relato texto ou seqüência de relato. 1/a 6º ano 1/a 7º ano e/ou do enunciador lide): relato com detalhes sobre as pessoas 1/a 8º ano 1/a 9º ano na compreensão envolvidas, repercussões, desdobramentos, . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em do texto comentários; pode ter intertítulos um texto ou seqüência de relato. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º, D11 - D12 - D13 - .- Estratégias de organização:• ordenação 1/a 9º ano D14 - temporal linear;• ordenação temporal com . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de 1.3 Relação entre retrospecção (flash-back); conexão textual em um texto ou seqüência de relato. 1/a textos: • ordenação temporal com prospecção. 6º,7º, 8º,9º intertextualidade - Coesão verbal:• valores dos pretéritos . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de D15 - D16 - D17 - perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito, do discursos citados ou relatados dentro de um texto ou D18 - D19 - D20 – futuro do presente e do futuro do pretérito. seqüência de relato. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.6 Variação - Conexão textual:• marcas lingüísticas e 1/a 9º ano lingüística gráficas da articulação do discurso com outros . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em D33 - D34 - D35 - discursos e seqüências do texto; • marcadores um texto ou seqüência de relato. 1/a 6º , 1/a 7º , 1/a 8º , D36 – textuais da progressão/ segmentação 1/a 9º ano temática: articulações hierárquicas, temporais . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráfi cos de e/ou lógicas entre as fases ou etapas do estruturação de enunciados de relato. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a discurso. 8º, 1/a 9º - Textualização dos discursos citados ou . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do relatados:• direto;• indireto;• ilha textual;• discurso em um texto ou seqüência de relato. 1/a 6º, 7º, resumo com citações. 8º,1/a 9º ano - Coesão nominal:• estratégias de introdução . Retextualizar, produtiva e autonomamente, relatos orais temática;• estratégias de manutenção e em relatos escritos, ou vice-versa. 2/a 6º, 1/a 7º,1/a 8º , retomada temática. 1/a 9º ano OP-12 Organização lingüística do enunciado . Recriar relatos lidos ou ouvidos em textos do mesmo de relato O que estudar gênero ou de gênero diferente. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a Organização lingüística do enunciado de 9º relato. Recursos semânticos e morfossintáticos . Usar, na produção de textos ou seqüências de relato mais característicos e/ou freqüentes no orais ou escritas, recursos de textualização adequados enunciado de relato). ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º , 1/a 9º anoTÓPICO 10. Textualização . Reconhecer e usar as fases ou etapas da descrição em 1.1 Procedimentos - Locutor e focalização temática (focodo discurso descritivo um texto ou seqüência descritiva.1/a 6º, 1/a 7º,1/a 8º de leitura descritivo):• localização espacial do objeto daOP-13 Organização textual . Reconhecer e usar estratégias de organização da D1 -D2 - D3 -D4 descrição;
  • 45. do discurso descritivo descrição em um texto ou seqüência descritiva.1/a 6º,1/a -D5 - D6 - D7 - D8 • ângulo de visão do locutor;• impressõesOP-14 Organização 7º, 1/a 8º ano - D9 - D10 - sensoriais e afetivas do locutor acerca dolingüística do enunciado . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em 1.2 Implicações do objeto.descritivo um texto ou seqüência descritiva.1/a 6º,1/a 7º, 1/a 8º ano suporte, do gênero - Fases ou etapas:• ancoragem (introdução do . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de e/ou do enunciador tema por uma forma nominal ou tema-título no conexão textual em um texto ou seqüência descritiva. na compreensão início, no fim ou no curso da descrição);• 1/a 6º, 7º, 1/a 8º do texto aspectualização (enumeração de diversos . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de D11 - D12 - D13 - aspectos do tópico discursivo, com atribuição discursos citados ou relatados dentro de um texto ou D14 - de propriedades a cada um deles);• seqüência descritiva. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.3 Relação entre relacionamento (assimilação dos elementos . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em textos: descritos a outros por meio de comparação ou um texto ou seqüência descritiva. 1/a 6º, 1/a 7º,1/a 8º intertextualidade metáfora). . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráficos de D15 - D16 - D17 - - Estratégias de organização:• subdivisão;• estruturação de enunciados descritivos. 1/a 6º, 7º,1/a 8ºo D18 - D19 - D20 – enumeração;• exemplificação • analogia;• . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do 1.6 Variação comparação e confronto; discurso em um texto ou seqüência descritiva. 1/a 6º, lingüística • causa-e-conseqüência;• ordenação temporal. 1/a 7º,1/a 8º D33 - D34 - D35 - - Coesão verbal:• valores do presente e do . Retextualizar, produtiva e autonomamente, descrições D36 – pretérito imperfeito, do pretérito perfeito e do orais em descrições escritas, ou vice-versa. 2/a 6º,1/a 7º, futuro do indicativo; 1/a 8º ano - Conexão textual:• marcas lingüísticas e . Recriar descrições lidas ou ouvidas em textos do gráficas da articulação do discurso descritivo mesmo gênero ou de gênero diferente. 1/a 6º, 1/a 7º, com outros discursos e seqüências do texto; • 1/a 8º marcadores textuais da . Usar, na produção de textos ou seqüências descritivas progressão/segmentação temática: orais ou escritas, recursos de textualização adequados articulações hierárquicas, temporais e/ou ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao lógicas entre as fases ou etapas do discurso. objetivo da interação. 1/a 6º , 1/a 7º ano 1/a 8º ano - Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de retomada temática. Organização lingüística do enunciado descritivo • Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado descritivo.TÓPICO 12. Textualização . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em 1.1 Procedimentos ¯ Locutor e focalização temática.do discurso argumentativo um texto ou seqüência argumentativa.2/a 6º , 2/a 7º 1/a de leitura ¯ Fases ou etapas:• proposta ou tema: 8º 9º D1 -D2 - D3 -D4 questão polêmica, explícita ou implícita noOP-17 Organização textual . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de -D5 - D6 - D7 - D8 texto,• proposição ou tese: posicionamentodo discurso argumentativo conexão textual em um texto ou seqüência - D9 - D10 - favorável ou desfavorável do locutor em argumentativa. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 1.2 Implicações do relação à proposta e orientador de toda a sua 9º ano suporte, do gênero argumentação;• provas (convencimento ouOP-18 Organização . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de e/ou do enunciador persuasão): argumentos (de comparação,
  • 46. lingüística do enunciado discursos citados ou relatados dentro de um texto ou na compreensão causa, exemplificação, etc.) que sustentam aargumentativo seqüência argumentativa. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º do texto proposição ou tese do locutor, assegurando aOP-20 Organização ano 1/a 9º ano D11 - D12 - D13 - veracidade ou validade dela e permitindo-lhelingüística do enunciado . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em D14 - chegar à conclusão;• conclusão: retomada daargumentativo um texto ou seqüência argumentativa. 2/a 6º, 7º, 1/a 8º, 1.3 Relação entre tese, já devidamente defendida, ou umaOP-6 Modalização e 9º textos: possível decorrência dela.argumentatividade . Recriar textos argumentativos lidos ou ouvidos em intertextualidade ¯ Estratégias de organização:• comparação ou RA-20 Organização textos do mesmo gênero ou de gênero diferente.1/a 6º, D15 - D16 - D17 - confronto;• argumentação pragmática;•textual do discurso 2/a 7º,1/a 8º, 9º D18 - D19 - D20 – argumentação de autoridade;• concessão-argumentativo . Usar, na produção de textos ou seqüências 1.6 Variação restritiva;• exemplificação;• analogia.RA-23 Registro lingüístico, argumentativas orais ou escritas, recursos de lingüística ¯ Coesão verbal:• valor aspectual do presentemodalização e textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao D33 - D34 - D35 - do indicativo e do futuro do presente doargumentatividade suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação.1/a 8º D36 – indicativo; ano 1/a 9º ano • correlação com tempos do subjuntivo. ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso argumentativo com outros discursos e seqüências do texto;• marcadores textuais da progressão/segmentação temática: articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do discurso argumentativo. ¯ Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto;• indireto;• paráfrase;• ilha textual;• resumo com citações. ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática Organização lingüística do enunciado argumentativo ¯ Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado argumentativo. Enunciação - Uso de modalizadores (entoação e sinais de pontuação, adjetivos, substantivos, expressões de grau, verbos e perífrases verbais, tempos e modos verbais, operadores argumentativos de escalonamento, advérbios, etc.);• o domínio dentro do qual o
  • 47. enunciado deve ser entendido ou o modo como ele é formulado pelo locutor;• uma atitude subjetiva do locutor (seu estado emocional ou psicológico, um sentimento pessoal, uma valoração positiva ou negativa, um ponto de vista ideológico) diante de algum conteúdo temático do texto (um agente, um fato, uma qualidade, etc.).TÓPICO 13. Textualização . Reconhecer e usar as fases ou etapas da injunção em 1.1 Procedimentos ¯ Locutor e focalização temática.do discurso injuntivo um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º,1/a 7º, 1/a 8º ano de leitura ¯ Fases ou etapas:• exposição do macrobjetivoOP-19 Organização textual . Reconhecer e usar estratégias de organização do D1 -D2 - D3 -D4 acional:do discurso injuntivo discurso em um texto ou seqüência injuntiva.1/a 6º,7º, 8º -D5 - D6 - D7 - D8 ¯ Estratégias de organização:• plano de(instrucional, de ano - D9 - D10 - execução cronologicamente ordenada;• planoaconselhamento, prescritivo . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em 1.2 Implicações do de execução não cronologicamente ordenada.ou normativo um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º ano suporte, do gênero ¯ Coesão verbal:• valores do presente doRA-5 O trabalho com as . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de e/ou do enunciador indicativo, do modo imperativo e seusmarcas do discurso de conexão textual em um texto ou seqüência injuntiva. 1/a na compreensão substitutos (infinitivo e gerúndio);outrem no texto 6º,7º, 8º ano do texto ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de D11 - D12 - D13 - gráficas da articulação do discurso injuntivo discursos citados ou relatados dentro de um texto ou D14 - com outros discursos e seqüências do texto; • seqüência injuntiva. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.3 Relação entre marcadores textuais da . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em textos: progressão/segmentação temática: um texto ou seqüência injuntiva. 1/a 6º, 1/a 7º, 8º ano intertextualidade articulações hierárquicas, temporais e/ou . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráficos de D15 - D16 - D17 - lógicas entre as fases ou etapas do discurso estruturação de enunciados injuntivos. 1/a 6º, 1/a 7º 8º D18 - D19 - D20 – injuntivo. . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do 1.6 Variação ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução discurso em um texto ou seqüência injuntiva.1/a 6º, 7º, lingüística temática;• estratégias de manutenção e 8º D33 - D34 - D35 - retomada temática. . Retextualizar, produtiva e autonomamente, discursos D36 – injuntivos orais em discursos injuntivos escritos, ou vice- versa. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano . Recriar textos injuntivos lidos ou ouvidos em textos do mesmo gênero ou de gênero diferente.1/a 8º ano . Usar, na produção de textos ou seqüências injuntivas orais ou escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º anoTÓPICO 14. Textualização . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, 1.1 Procedimentos • Aspectos sonorosdo discurso poético estratégias de textualização do discurso poético, na de leitura • Aspectos visuais compreensão e na produção de textos. D1 -D2 - D3 -D4 • Aspectos sintáticosOP-21 Reconstrução do . Relacionar sensações e impressões despertadas pela -D5 - D6 - D7 - D8 • Aspectos semânticos
  • 48. texto literário poético leitura de poemas à exploração da dimensão material - D9 - D10 -RA-15 Reconstrução do das palavras. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1.2 Implicações dotexto literário poético . Escandir versos, reconhecendo as possibilidades suporte, do gênero rítmicas de um poema apresentado. 1/a 6º ,1/a 7º, 1/a e/ou do enunciador 8º ano na compreensão . Interpretar efeitos de sentido decorrentes do uso de do texto recursos musicais (ritmo, rima, aliteração, assonância, D11 - D12 - D13 - eco, onomatopéia, etc.) em poemas. 2/a 6º ano 1/a 7º D14 - ano 1/a 8º ano 1.3 Relação entre . Relacionar efeitos de sentido de um poema ao uso de textos: estratégias musicais de distribuição, repetição, intertextualidade acréscimo, corte ou substituição de fonemas/sons (ritmo, D15 - D16 - D17 - onomatopéia, aliteração, assonância, eco, metáfora D18 - D19 - D20 – sonora, rima, paronomásia) 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 1.6 Variação 8º ano 1/a 9º ano lingüística . Relacionar efeitos de sentido de um poema à sua D33 - D34 - D35 - configuração visual (tamanho e distribuição de versos na D36 – página, exploração de espaços em branco, uso de sinais gráficos e digitais). 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano . Recriar poemas e canções, buscando novas disposições visuais de seus versos e palavras, de modo a realçar uma idéia, um ritmo, uma palavra... 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer imagens poéticas em um texto ou seqüência textual literária. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer efeitos de sentido de imagens poéticas, em um texto ou seqüência literária. 1/a 6º,7º, 8º, 9º ano . Reconhecer o uso de estratégias do discurso poético e seus efeitos de sentido, em discursos, textos e gêneros não literários (canções, contos, romances, anúncios publicitários,slogans, provérbios, notícias, filmes, telenovelas, etc.). 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Usar, na produção de textos literários ou não, estratégias do discurso poético (ritmo, métrica, sonoridade das palavras, recursos gráficos e digitais, imagens poéticas) de modo a obter os efeitos de sentido desejados. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º, 9º ano
  • 49. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 3º BIMESTRE. 8º ANO PROFESSORA:3º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 8º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: JornalTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 15. Organização . Reconhecer as funções sociocomunicativas 1.3 Relação entre ¯ Composição (cadernos, suplementos, seções,do suporte jornal: relações (informação, conhecimento, formação de opinião, textos: colunas) ¯ Formatocom o público-alvo entretenimento) do suporte jornal e de seus cadernos, intertextualidade ¯ Projeto gráfico (numeração direta das páginas, suplementos, seções e colunas. 3/a 7º ano 1/a 8º ano D15 - D16 - D17 - variedade de fontes ou caracteres tipográficos,OP-29 Organização do 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 cores, imagens)suporte jornal: relações . Relacionar matérias e anúncios publicitários a 1.4 Coerência e ¯ Caracterização e funções sociocomunicativascom o público-alvo cadernos ou seções de jornais,justificando o coesão no do suporte e suas partes ¯ relacionamento feito. 2/a 8º ano 1/a 9º ano processamento do Pactos e finalidades de leitura ¯ . Explicar efeitos de sentido decorrentes da publicação texto D21 -D22 Variedade de temas, gêneros e domíniosRA-11 Roteiro de trabalho de uma matéria ou de um anúncio publicitário em - D23 - D24 - D25 - discursivos ¯em grupo diferentes cadernos ou seções de um jornal. 1/a 8º ano D26 - D27 Variação lingüística 1/a 9º ano 1.6 Variação . Inferir o público-alvo do jornal ou de partes do jornal a lingüística D33 partir do projeto gráfico, dos temas abordados, dos - D34 - D35 - D36 - gêneros e domínios discursivos, dos pactos de leitura, das variedades lingüísticas. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer, em matérias de jornais, marcas lingüísticas de dialetos sociais (jargões, clichês, gírias...) e seus efeitos de sentido. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar as variedades lingüísticas de matérias de um jornal à diversidade de destinatários, gêneros e temas abordados. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Elaborar referências bibliográficas de jornais e matérias de jornais, segundo normas da ABNT. 1/a 8º ano 1/a 9º anoTÓPICO 16. Primeira . Inferir efeitos de sentido decorrentes da presença ou 1.3 Relação entre - Elementos estruturais: título, cabeçalho,página ausência de determinada notícia na primeira página de textos: manchetes, chamadas, lides, ilustrações e
  • 50. um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano intertextualidade legendas, indicadores (de tempo, econômicos, . Avaliar fotos publicadas na primeira página de um D15 - D16 - D17 - etc.)OP-30 Primeira página do jornal, do ponto de vista informativo, técnico e D18 - D19 - D20 - Funções sociocomunicativasjornal expressivo.1/a 7º,8º, 9º 1.4 Coerência e - Composição e função de manchetes, títulos eRA-12 Roteiro de análise . Inferir a importância atribuída por um jornal às notícias coesão no subtítulos de matériasde primeira página (PP) de da primeira página a partir de aspectos como extensão processamento do - Caracterização e função de lides e chamadasjornal dos títulos, tamanho dos caracteres, posição na texto D21 -D22 página, presença ou ausência de imagens. 1/a 7º , 1/a - D23 - D24 - D25 - 8º ano 1/a 9º ano D26 - D27 . Distinguir textos informativos de textos opinativos a 1.6 Variação partir da análise de seus títulos (preferência pela ordem lingüística D33 canônica e verbos nos presente do indicativo x - D34 - D35 - D36 - preferência por frases nominais). 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Explicar efeitos de sentido de diferenças observadas entre os títulos da primeira página e os títulos das matérias correspondentes nas páginas internas. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Explicar a função de lides que aparecem na primeira página de jornais. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir lides para notícias do dia ou para títulos publicados na primeira página de um jornal. 1/a 7º , 1/a 8º, 1/a 9º ano . Distinguir entre lides e chamadas publicadas na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir chamadas para títulos apresentados na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir títulos para lides e chamadas da primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Localizar uma matéria no jornal a partir de indicações da chamada ou do lide da primeira página. 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º . Identificar os temas gerais de uma edição de jornal a partir da leitura da primeira página. 1/a 7º, 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir textos característicos da primeira página de jornal. 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º anoEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuais
  • 51. Subtema: Livros literáriosTÓPICO 18. Perigrafia de . Reconhecer as funções comunicativas da capa de um 1.3 Relação entre ¯ Capa (sobrecapa, primeira, segunda e quartalivros literários livro literário: identificar a obra e o destinatário previsto, textos: capas, orelhas, lombada).OP-32 Perigrafia do livro estabelecer pactos de leitura, motivar a leitura da obra. intertextualidade ¯ Falsa folha de rosto, folha de rosto e fichaliterário 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 9º ano D15 - D16 - D17 - catalográfica.RA-14 Trabalho em grupo: . Usar, produtiva e autonomamente, dados da folha de D18 - D19 - D20 ¯ Dedicatória e agradecimentos.lendo a perigrafia do livro rosto ou da ficha catalográfica de livros para referenciar 1.4 Coerência e ¯ Epígrafe.literário obras consultadas, fazer empréstimos em bibliotecas, coesão no ¯ Sumário.RA-17 Composição e adquirir livros, catalogar livros pessoais ou de uso processamento do ¯ Apresentação, prefácio e posfácio.leitura de texto dramático coletivo. 1/a 6º,7º, 8º9º texto D21 -D22 ¯ Ilustrações. . Reconhecer a dedicatória e os agradecimentos - D23 - D24 - D25 - presentes em livros literários como práticas discursivas. D26 - D27 1/a 6º,7º, 8º, 9º 1.6 Variação . Inter-relacionar a epígrafe e o texto básico de um livro lingüística D33 literário. 1/a 8º ano 1/a 9º ano - D34 - D35 - D36 - . Usar o sumário, produtiva e autonomamente, para localizar partes dentro de um livro literário: poemas, contos, capítulos... 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Ler e usar, produtiva e autonomamente, orelhas, apresentações, prefácios e posfácios na compreensão do texto básico de um livro literário. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer a ilustração de livros literários como um texto em diálogo com o texto verbal. 1/a 6º,1/a 7º ano 1/a 9º ano . Avaliar a adequação das ilustrações ao leitor, ao pacto de leitura previsto, ao texto verbal e ao projeto gráfico de um livro literário. 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Elaborar, produtiva e autonomamente, textos perigráficos para livros literários. 2/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º ano 1/a 9º anoEixo Temático II Linguagem e LínguaTÓPICO 19. A linguagem . Reconhecer semelhanças e diferenças entre a fala e 1.3 Relação entre • O contínuo oral-escritoverbal: modalidades, a escrita quanto a condições de produção, usos, textos: • Condições de produção, usos, funções sociais evariedades, registros. funções sociais e estratégias de textualização. 4/a 6º intertextualidade estratégias de textualização da fala e da escrita ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D15 - D16 - D17 - • Convenções da língua escrita: grafia deOP-22 A linguagem verbal . Reconhecer funções da fala e da escrita em D18 - D19 - D20 palavras, acentuação gráfica, notações gráficas,e suas modalidades (fala e diferentes suportes e gêneros. 1/a 6º ano 2/a 7º, 1/a 1.4 Coerência e uso convencional dos sinais de pontuação,escrita) 8º, 1/a 9º ano coesão no parágrafo gráfico
  • 52. . Usar as convenções da língua escrita produtiva e processamento do autonomamente, entendendo as diferenças entre o texto D21 -D22 RA-25 A variação sistema fonológico e o sistema ortográfico. 5/a 6º ano - D23 - D24 - D25 -lingüística no português 3/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D26 - D27 . Identificar fatores relacionados às variedades 1.6 Variação lingüísticas e estilísticas de textos apresentados. 1/a 6º, lingüística D33 7º, 8º, 9º ano - D34 - D35 - D36 - . Avaliar o uso de variedades lingüísticas e estilísticas em um texto, considerando a situação comunicativa e o gênero textual. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Adequar a variedade lingüística e/ou estilística de um texto à situação comunicativa e ao gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Mostrar uma atitude crítica e não preconceituosa em relação ao uso de variedades lingüísticas e estilísticas. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer a manifestação de preconceitos lingüísticos como estratégia de discriminação e dominação. 1/a 6º,7º, 8º,9ºTÓPICO 20. Neologia de . Identificar a origem de neologismos em circulação no D15 - D16 - D17 - ¯ Neologia semântica (criação de novos sentidospalavras português brasileiro.1/a 6º, 1/a 7º ano 1/a 8º ano D18 - D19 - D20 para palavras, expressões e frases) e seus . Identificar o processo de formação de neologismos D21 -D22 - D23 - efeitos de sentidoOP-28 Neologia de em circulação no português brasileiro. 2/a 6º,1/a 7º, 1/a D24 - D25 - D26 - ¯ Neologia lexical (processos mais produtivos nopalavras 8º ano D27 português brasileiro atual) e seus efeitos de . Interpretar neologismos em diferentes situações de D33 - D34 - D35 - sentido interlocução. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano D36 - ¯ Neologia por empréstimo (estrangeirismos) e seus efeitos de sentidoTÓPICO 21. Uso de . Reconhecer diferenças de uso do pronome pessoal 1.3 Relação entre • Caracterização sociolingüística da sociedadepronomes pessoais no entre o português padrão (PP) e o português não textos: brasileira atualportuguês padrão (PP) e padrão (PNP). 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano intertextualidade • O contínuo rural-urbano: -não padrão (PNP) . Avaliar a adequação do uso padrão ou não padrão do D15 - D16 - D17 - Sobreposições pronome pessoal em um texto ou seqüência textual, D18 - D19 - D20 – - Variedades descontínuas e variedadesOP-23 Variação lingüística considerando a situação comunicativa e o gênero do 1.4 Coerência e graduaisno português brasileiro texto. 1/a 8º ano 1/a 9º ano coesão no • O contínuo oralidade-letramento: - . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a processamento do Eventos de oralidade e eventos de letramento necessidade de uso da norma padrão de emprego do texto D21 -D22 - SobreposiçõesRA-22 Diferenças entre pronome pessoal. 1/a 8º ano 1/a 9º ano - D23 - D24 - D25 - • O contínuo de monitoração estilística: -norma padrão e não- . Usar a norma padrão do pronome pessoal em D26 - D27 Variedades de estilo ou registro menos ou maispadrão situações comunicativas e gêneros textuais que a 1.6 Variação monitoradas
  • 53. exijam. 1/a 8º, 9º lingüística D33 • Prestígio e preconceito lingüístico - D34 - D35 - D36 -PLANO DE ENSINOE.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’LINGUA PORTUGUESA. 20114º BIMESTRE. 8º ANOPROFESSORA: REGINA AUGUSTA DE ARAÚJO OLIVEIRA.4º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 8º ANOEixo Temático II Linguagem e LínguaTÓPICOS HABILIDADES DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 22. Flexão . Reconhecer e usar mecanismos de flexão verbal, produtiva e 1.6 Variação Diferenças fonológicas entre o portuguêsverbal no português autonomamente. lingüísticaD33 - brasileiro e a norma-padrão.padrão (PP) e não . Reconhecer diferenças de flexão verbal entre o português D34 - D35 - D36 –padrão (PNP) padrão (PP) e o português não padrão (PNP) 1/a 8º 9ºOP-25 O português . Avaliar adequação da flexão verbal padrão ou não padrão embrasileiro atual e a um texto ou seqüência textual, considerando a situaçãonorma-padrão: comunicativa e o gênero do texto. 1/a 8º ano 1/a 9º anofonologia . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a necessidade de uso da norma padrão de flexão verbal. 1/a 8º anoRA-10 Trabalhando a 1/a 9º anoflexão verbal e . Usar a norma padrão de flexão verbal em situaçõesnominal comunicativas e gêneros textuais que a exijam. 1/a 8º,1/a 9ºTÓPICO 23. Flexão . Reconhecer e usar mecanismos de flexão nominal, produtiva e 1.6 Variação Diferenças entre o português brasileiro e anominal no português autonomamente. lingüísticaD33 - norma-padrão no que se refere à flexãopadrão (PP) e não . Reconhecer diferenças de flexão nominal entre o português D34 - D35 - D36 – nominal e verbal.padrão (PNP) padrão (PP) e o português não padrão (PNP). 2/a 6º ano 1/a 7º Usar a norma-padrão de flexão verbal eOP-26 O português ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano nominal em eventos de língua escrita.brasileiro atual e a . Avaliar adequação da flexão nominal padrão ou não padrão emnorma-padrão: flexão um texto ou seqüência textual, considerando a situaçãoverbal e nominal comunicativa e o gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a necessidade de uso da norma padrão de flexão nominal. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Usar a norma padrão de flexão nominal em situações
  • 54. comunicativas e gêneros textuais que a exijam.1/a 8º ano 1/a 9º anoTÓPICO 24. A frase 1.6 Variaçãona norma padrão . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, a frase padrão lingüísticaD33 - ¯ Seleção lexical de verbos, deOP 27 A frase na em contextos que a exijam. D34 - D35 - D36 – argumentos (sujeito e objetos), denorma-padrão . Reconhecer, em um texto ou seqüência textual, os diferentes predicativos e adjuntos. tipos de frases: não oracional, oracional simples (período ¯ Ordem canônica de sintagmas eRA-9 O trabalho com simples), oracional complexa (período composto). 2/a 8º ano 1/a orações na frase; reordenação e efeitosa frase na norma- 9º ano de sentido.padrão . Reconhecer marcas do relacionamento entre as palavras de ¯ Articulação sintática (coordenação e/ou uma frase. 1/a 8º ano 1/a 9º ano subordinação), semântica (relações . Manipular marcas do relacionamento entre as palavras de uma lógicas) e discursiva (instruções de frase, de forma a produzir diferentes efeitos de sentido. 1/a 6º progressão temática). ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano ¯ Pontuação: segmentação e articulação . Relacionar mudanças de sentido, focalização e intencionalidade de sintagmas e orações. a mudanças formais operadas em uma frase: alterações de sinais de pontuação, ordem de colocação, concordância, transformação de sintagmas, substituição ou eliminação de articuladores e operadores argumentativos. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer sintagmas substantivos, adjetivos e adverbiais em uma frase. 1/a 6º ano 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano . Identificar o núcleo ou os núcleos de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais apresentados em frases ou seqüências textuais. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer, os processos sintáticos de organização e hierarquização dos sintagmas (coordenação e/ou subordinação), em frases apresentadas. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico e/ou argumentativo de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico e/ou argumentativo de sintagmas adverbiais que funcionam como modalizadores do discurso. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico de constituintes de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Reconhecer a necessidade de se preposicionar ou não, em uma frase, um determinado sintagma.1/a 8º ,1/a 9º ano . Reconhecer diferenças sintáticas de estruturação de frases entre o português padrão e o português não padrão. 1/a 9º ano
  • 55. . Avaliar a adequação de uma estrutura frasal padrão ou não padrão a um texto ou seqüência textual, considerando a situação comunicativa e o gênero do texto. 1/a 9º ano . Produzir frases com estrutura adequada à situação comunicativa e ao gênero textual. 1/a 9º anoTÓPICO 25. A frase . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, o período 1.6 Variação ¯ Seleção lexical de verbos, dena norma padrão: simples padrão em contextos que o exijam. lingüísticaD33 - argumentos (sujeito e objetos), deperíodo simples . Reconhecer sintagmas que funcionem como constituintes D34 - D35 - D36 – predicativos e adjuntos.OP 27 A frase na imediatos de um período simples. 1/a 8º ano1/a 9º ano ¯ Ordem canônica de sintagmas enorma-padrão . Reconhecer, em um período simples ou oração, sintagmas que orações na frase; reordenação e efeitos funcionem como constituintes de outros sintagmas. 1/a 8º ano1/a de sentido. 9º ano ¯ Articulação sintática (coordenação e/ou . Distinguir os argumentos semânticos de verbos (sujeito, objeto subordinação), semântica (relações direto, objeto indireto, agente da passiva, adjunto adverbial) em lógicas) e discursiva (instruções de frases apresentadas. 1/a 8º ano1/a 9º ano progressão temática). . Explicar as relações entre o significado de um verbo e a ¯ Pontuação: segmentação e articulação ausência, presença e forma de apresentação de seus de sintagmas e orações. argumentos semânticos. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Relacionar vozes verbais, formas de apresentação dos argumentos semânticos de um verbo e efeitos de sentido. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Distinguir os usos padrão e não padrão de vozes verbais e seus efeitos de sentido, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Distinguir os usos padrão e não padrão de verbos denominados impessoais, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Distinguir efeitos de sentido de adjuntos e predicativos, em frase ou seqüência textual apresentada.1/a 8º, 9º ano . Distinguir efeitos de sentido de complementos e adjuntos em uma frase ou seqüência textual apresentada.1/a 8º, 9º . Reconhecer valores semânticos e argumentativos do aposto, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Reconhecer o efeito de sentido de sintagmas adverbiais modalizadores, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Avaliar a adequação de uso de um período simples em um texto ou seqüência textual, considerando a progressão textual, a situação comunicativa e o gênero do texto. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Avaliar a correção de um período simples usado em um texto ou
  • 56. seqüência textual, considerando a norma padrão. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Corrigir problemas de estruturação de períodos simples, considerando a norma padrão. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Produzir períodos simples estruturalmente adequados à situação comunicativa, à seqüência e ao gênero textual. 1/a 8º ano1/a 9º anoEixo Temático III A Literatura e outras Manifestações CulturaisTema: Mitos e símbolos literários na cultura contemporâneaTÓPICO 29. A magia do . Reconhecer o espelho como matriz de construção de 1.6 Variaçãoespelho culturas e subjetividades. lingüísticaD33 - . Reconhecer características e valores associados ao D34 - D35 - D36 – espelho em elementos e personagens de diferentes textos literários e de outras produções culturais. 2/a 8º ano . Reconhecer a simbologia dos signos espelho, Eco e Narciso no mito Eco e Narciso e em outros textos e manifestações culturais. 1/a 8º ano . Inferir o conceito de narcisismo a partir do mito de Eco e Narciso e de sua retomada por outros textos e manifestações culturais. 1/a 8º ano . Avaliar criticamente a retomada do símbolo do espelho e do mito de Eco e Narciso em outros textos e manifestações culturais. 2/a 8º ano . Relacionar narcisismo, culto da imagem e celebração da aparência física. 1/a 8º ano . Relacionar narcisismo e psicopatologias de presença marcante na sociedade contemporânea, tais como bulimia, anorexia e toxicomanias diversas. 1/a 8º ano . Reconhecer, em diferentes gêneros, características de narrativas míticas: cosmogonia (narração da criação do mundo ou de partes dele — um ser, um fenômeno natural, uma civilização...), antagonismos imotivados ou sem razões lógicas, situações e transformações mágicas com interferência de personagens ou forças auxiliares sobrenaturais. 2/a 8º ano . Retomar o símbolo do espelho e/ou do mito de Eco e Narciso na produção coletiva de um texto poético, narrativo, dramático (para encenação teatral) ou de um roteiro (para filme de curta metragem). 1/a 8º ano
  • 57. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 1º BIMESTRE. 9º ANO PROFESSORA:1º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: Gêneros Subtema: Operação de contextualizaçãoTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 1. Contexto de produção, . Reconhecer o gênero de um texto a partir de seu 1.1 • Situação comunicativa: produtor ecirculação e recepção de textos contexto de produção, circulação e recepção.3/a 6º, Procedimentos destinatário, tempo e espaço da 2/a 7º, 1/a 8º,1/a 9º de leitura produção. . Usar índices, sumários, cadernos e suplementos de D1 -D2 - D3 -D4 • Contexto histórico.OP1 Contexto de produção, jornais, livros e revistas para identificar, na edição, -D5 - D6 - D7 - • Suporte de circulação do texto;circulação e recepção de textos textos de diferentes gêneros. 2/a 6º ano 1/a 7º ano D8 - D9 - D10 - localização do texto dentro do suporte. 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.2 Implicações • Silhueta do texto.RA-1 Roteiro de pequeno projeto: . Situar um texto no momento histórico de sua do suporte, do • Tema.coleta seletiva do lixo produção a partir de escolhas lingüísticas (lexicais ou gênero e/ou do • Pacto de recepção do texto (ficcional x morfossintáticas) e/ou de referências (sociais, enunciador na não-ficcional): critérios de verificabilidade, culturais, políticas ou econômicas) ao contexto compreensão do credibilidade e legitimação do conteúdo histórico.1/a 8º ano 1/a 9º ano textoD11- D12 - temático do texto. . Reconhecer semelhanças e diferenças de D13 - D14 - • Domínio discursivo. tratamento dado a um mesmo tópico discursivo em 1.4 Coerência e • Objetivo da interação textual e função textos de um mesmo gênero, veiculados por coesão no sociocomunicativa do gênero. suportes diferentes. 1/a 8º ano 1/a 9º ano processamento • Situações sociais de uso do texto / . Reconhecer semelhanças e diferenças de do texto D21 gênero. • Variedades lingüísticas tratamento dado a um mesmo tópico discursivo em -D22 - D23 - D24 (dialetais e de registro): relações com a textos de diferentes gêneros. 1/a 7º ano 1/a 8º ano - D25 - D26 - situação comunicativa, o contexto de 1/a 9º ano D27 – época, o suporte e as situações sociais . Ler textos de diferentes gêneros, considerando o 1.5 Relações de uso do gênero. pacto de recepção desses textos.1/a 6º, 7º, 8º, 1/a 9º entre recursos . Reconhecer o objetivo comunicativo (finalidade ou expressivos e função sociocomunicativa) de um texto ou gênero efeitos de textual. 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º sentido D28 - ano D29 - D30 - D31 . Identificar o destinatário previsto para um texto a - D32 – partir do suporte e da variedade lingüística (+ culta / - 1.6 Variação
  • 58. culta) ou estilística (+ formal / - formal) desse texto. lingüística1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D33 - D34 - D35. Analisar mudanças na imagem dos interlocutores - D36 –de um texto ou interação verbal em função dasubstituição de certos índices contextuais esituacionais (marcas dialetais, níveis de registro,jargão, gíria) por outros. 1/a 7º, 1/a 8º ano 1/a 9ºano. Relacionar tópicos discursivos, valores e senidosveiculados por um texto a seu contexto de produção,de circulação e de recepção (objetivo da interaçãotextual, suportes de circulação, o lugar social doprodutor, contexto histórico, destinatário previsto...).1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano. Relacionar gênero textual, suporte, variedadelingüística e estilística e objetivo comunicativo dainteração. 2/a 6º,1/a 7º,8º,9º. Relacionar os gêneros de texto às práticas sociaisque os requerem.1/a 6º ,1/a 7º,1/a 8º ano 1/a 9ºano. Reconhecer, em um texto, marcas da identificaçãopolítica, religiosa, ideológica ou de interesseseconômicos do produtor. 1/a 8º ano 1/a 9º ano. Participar de situações comunicativas,-empregando a variedade e o estilo de linguagemadequados à situação comunicativa, ao interlocutor eao gênero;- respeitando, nos gêneros orais, aalternância dos turnos de fala que se fizernecessária;- assumindo uma atitude respeitosa paracom a variedade lingüística do interlocutor;-reconhecendo a variedade lingüística do interlocutorcomo parte integrante de sua identidade.5/a 6º ano4/a 7º ano 4/a 8º ano 4/a 9º ano. Retextualizar um texto, buscando soluçõescompatíveis com o domínio discursivo, o gênero, osuporte e o destinatário previsto. 3/a 6º ano 2/a 7ºano 1/a 8º ano 1/a 9º ano. Selecionar informações para a produção de umtexto, considerando especificações (de gênero,suporte, destinatário, objetivo da interação...)previamente estabelecidas. 2/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º ano
  • 59. 1/a 9º anoEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de tematizaçãoTÓPICO 2 Integrar referenciação . Interpretar referências bibliográficas de textos - Referenciação bibliográfica,bibliográfica à compreensão de apresentados.2/a 6º, 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º segundo normas da ABNT, detextos, produtiva e autonomamente. ano • jornais e textos de jornais; • revistas e textos de revistas; •OP2 Referenciação bibliográfica, livros e partes de livro;segundo normas da ABNT • sites da internetRA-2 Roteiro de estudo dirigido,pesquisa na internet e na bibliotecada escolaTÓPICO 3 Organização temática . Construir coerência temática na compreensão e na 1.1 Relação título—texto (subtítulos—partes produção de textos, produtiva e autonomamente. Procedimentos do texto).OP-3 Organização temática do texto . Relacionar título e subtítulos a um texto ou partes de leitura Hierarquia tópica de um texto. 1/a 6º ano 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano D1 -D2 - D3 -D4 ContinuidadeRA3 Organização temática . Justificar o título de um texto ou de partes de um -D5 - D6 - D7 - Progressão texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D8 - D9 - D10 - Não-contradição . Reconhecer a organização temática de um texto, 1.2 Implicações Consistência argumentativa (pertinência, identificando2/a 6º, 2/a 7º ano 2/a 8º ano 2/a 9º do suporte, do suficiência e relevância de argumentos) ano gênero e/ou do Integração entre signos verbais e não- . Reconhecer informações explícitas em um texto. enunciador na verbais (valor informativo, qualidade 3/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano compreensão do técnica, efeitos expressivos). . Inferir informações (dados, fatos, argumentos, textoD11- D12 - conclusões...) implícitas em um texto.5/a 6º,3/a 7º, D13 - D14 - 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.4 Coerência e . Correlacionar aspectos temáticos de um texto. 2/a coesão no 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano processamento . Sintetizar informações de um texto em função de do texto D21 determinada solicitação. 1/a 6º, 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano -D22 - D23 - D24 . Avaliar a consistência (pertinência, suficiência e - D25 - D26 - relevância) de informações de um texto. 1/a 6º, 1/a D27 – 7º ,1/a 8º, 1/a 9º ano 1.5 Relações . Corrigir problemas relacionados à consistência entre recursos (pertinência, suficiência e relevância) das expressivos e informações de um texto. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a efeitos de 8º ano 1/a 9º ano sentido D28 - . Comparar textos que falem de um mesmo tema D29 - D30 - D31
  • 60. quanto ao tratamento desse tema. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a - D32 – 8º ano 1/a 9º ano 1.6 Variação . Produzir textos com organização temática lingüística adequada aos contextos de produção, circulação e D33 - D34 - D35 recepção.4/a6º, 2/7º,1 8º 9º - D36 –TÓPICO 5 . Signos não . Integrar informação verbal e não verbal naverbais (sons, ícones, imagens, compreensão e na produção de textos, produtiva egrafismos, gráficos, infográficos, autonomamente.tabelas...) . Relacionar sons, imagens, gráficos e tabelas a informações verbais explícitas ou implícitas em um texto. 1/a 6º, 7º ,8º,9ºEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de enunciaçãoTÓPICO 6. Vozes do discurso . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de 1.1 Vozes locutoras e seus respectivos representação de seus interlocutores (vozes Procedimentos alocutários locutoras e alocutários). 2/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a de leitura Recursos lingüísticos de representaçãoOP-5 Vozes do texto 8º ano 1/a 9º ano D1 -D2 - D3 -D4 do locutor do texto e/ou do alocutário— . Reconhecer e usar, em um texto, estratégias de -D5 - D6 - D7 - destinatário previsto (dêixis pessoal OP-7 Posicionamentos não representação de seus interlocutores (vozes D8 - D9 - D10 - [construções em 1ª e 2ª pessoas],enunciativos do texto locutoras e alocutários). 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 1.2 Implicações temporal e espacial; modalizações 9º ano do suporte, do afetivas e avaliativas; seleção lexical; RA-21 Diferenças entre textos . Interpretar efeitos de sentido decorrentes da gênero e/ou do etc.) e seus efeitos de sentidode diferentes gêneros e domínios representação ou da não representação, em um enunciador na (subjetividade, aproximação,discursivos texto, de suas vozes (locutoras ou sociais) e compreensão do familiaridade, etc.) alocutários. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano textoD11- D12 - Recursos lingüísticos de não- . Interpretar efeitos de sentido decorrentes de D13 - D14 - representação do locutor do texto e/ou do variedades lingüísticas e estilísticas usadas em um 1.4 Coerência e destinatário previsto (ausência de dêixis texto.2/a 6º, 1/a 7º,8º,9º coesão no pessoal, temporal e espacial; . Reconhecer estratégias de modalização e processamento construções impessoais; construções argumentatividade usadas em um texto e seus do texto D21 com agente indeterminado; formas de efeitos de sentido. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º -D22 - D23 - D24 passiva sem agente; seleção lexical; etc.) ano 1/a 9º ano - D25 - D26 - e seus efeitos de sentido (objetividade, . Explicar estratégias de modalização e D27 – distanciamento, formalismo, etc.) argumentatividade usadas em um texto e seus 1.5 Relações Vozes sociais (não-locutoras) efeitos de sentido. 2 1/a 8º,1/a 9º ano entre recursos mencionadas no texto . Usar estratégias de modalização e expressivos e .Variação lingüística no discurso das argumentatividade na produção de textos em função efeitos de vozes
  • 61. dos efeitos de sentido pretendidos. 2/a 6º ano 1/a sentido D28 - Ações discursivas básicas realizadas no7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D29 - D30 - D31 texto pelo locutor (narrar história, relatar. Reconhecer e usar focos enunciativos (pontos de - D32 – fato ou acontecimento, apresentar ovista) adequados aos efeitos de sentido pretendidos. 1.6 Variação discurso de outrem, descrever seres ou1/a 6º, 7º, 8º, 9º ano lingüística objetos, expor idéias, opinar, convencer,. Reconhecer posicionamentos enunciativos D33 - D34 - D35 persuadir, aconselhar, ensinar a fazer,presentes em um texto e suas vozes - D36 – fazer agir, regulamentar, prescrever,representativas.1/a 6º, 1/a 7, 8º, 1/a 9º ano etc.).Situação comunicativa: produtor e. Identificar relações de diversidade (contradição, destinatário, tempo e espaço daoposição) ou de semelhança (aliança e/ou produçãocomplementação) entre posicionamentosenunciativos presentes em um texto. 1/a 8º ano 1/a Marcas do posicionamento enunciativo9º ano do locutor (seleção lexical: modalização, . Representar, produtiva e autonomamente, operadores argumentativos,posicionamentos enunciativos em textos.1/a 6º, 1/a intertextualidade).7º, 1/a 8º ano 1/a 9º ano Vozes representativas dos. Posicionar-se criticamente frente a posicionamentos enunciativos presentesposicionamentos enunciativos presentes em um no texto.texto. 2/a 6º,1/a 7º , 2/a 8º, 1/a 9º ano Relações de oposição e confronto. Reconhecer estratégias de enunciação de uso (polifonia), aliança e/ou complementaçãofreqüente em determinado gênero a partir da leitura (sinfonia).de vários textos desse gênero. 2/a 6º ano 1/a 7º Efeitos de sentido do domínio de umano 1/a 8º ano 1/a 9º ano posicionamento enunciativo (texto autoritário), da desconstrução ou confronto de posicionamentos enunciativos (texto polêmico), do diálogo entre posicionamentos enunciativos (texto lúdico).
  • 62. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 2º BIMESTRE. 9º ANO PROFESSORA:2º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de enunciaçãoTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 7. . Reconhecer, em um texto, estratégias e/ou marcas explícitas de D15 - D16 - D17 • Efeitos de sentido de relaçõesIntertextualidade e intertextualidade com outros textos, discursos, produtos culturais - D18 - D19 - intertextuais e metalingüísticasmetalinguagem ou linguagens e seus efeitos de sentido. 3/a 6º ano 1/a 7º ano D20 – • Tipos de intertextualidade: citação, 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.5 Relações epígrafe, alusão, referência, paráfrase,OP-8 Intertextualidad . Usar estratégias de intertextualidade adequadas aos efeitos de entre recursos paródia, pastichee e metalinguagem sentido pretendidos. 1/a 8º ano, 1/a 9º ano expressivos e . Reconhecer marcas de metalinguagem em um texto e seus efeitos deRA-7 O trabalho com efeitos de sentido. 1/a 8º ano, 1/a 9º ano sentidoa intertextualidade na . Usar adequadamente a estratégia da metalinguagem em um D28 - D29 - D30sala de aula texto, em função dos efeitos de sentido pretendidos. 1/a 8º 9º - D31 - D32 –TÓPICO 9. . Reconhecer e usar as fases ou etapas do discurso de relato em 1.3 Relação - Locutor e foco de enunciação:• relatorTextualização do um texto ou seqüência de relato.1/a 6º,1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º entre textos: protagonista;• relator testemunha;• outros.discurso de relato . Distinguir fato de opinião em um texto ou seqüência de relato. 1/a intertextualidade - Fases ou etapas do relato noticioso:• 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D15 - D16 - D17 sumário: título, subtítulo e lide, isto é,OP-11 Organização . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, estratégias de - D18 - D19 - relato sumariado do acontecimento (quem,textual do discurso de ordenação temporal do discurso em um texto ou seqüência de D20 – o quê, quando, onde, como, por quê);•relato relato. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano 1.5 Relações suíte (ou continuação do acontecimento . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em um texto entre recursos noticiado no lide): relato com detalhesOP-12 Organização ou seqüência de relato. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano expressivos e sobre as pessoas envolvidas,lingüística do . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de conexão efeitos de repercussões, desdobramentos,enunciado de relato textual em um texto ou seqüência de relato. 1/a 6º,7º, 8º,9º sentido comentários; pode ter intertítulos . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de discursos D28 - D29 - D30 .- Estratégias de organização:• ordenação citados ou relatados dentro de um texto ou seqüência de relato. 1/a - D31 - D32 – temporal linear;• ordenação temporal comRA-24 Roteiro de 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano retrospecção (flash-back);atividade para o . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em um texto • ordenação temporal com prospecção.discurso de relato ou seqüência de relato. 1/a 7º , 1/a 8º , 1/a 9º ano - Coesão verbal:• valores dos pretéritos . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráfi cos de perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito, do
  • 63. estruturação de enunciados de relato. 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º futuro do presente e do futuro do pretérito. . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do discurso em - Conexão textual:• marcas lingüísticas e um texto ou seqüência de relato. 1/a 9º ano gráficas da articulação do discurso com . Retextualizar, produtiva e autonomamente, relatos orais em outros discursos e seqüências do texto; • relatos escritos, ou vice-versa. 1/a 7º,1/a 8º , 1/a 9º ano marcadores textuais da progressão/ . Recriar relatos lidos ou ouvidos em textos do mesmo gênero ou segmentação temática: articulações de gênero diferente. 1/a 6º, 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre . Usar, na produção de textos ou seqüências de relato orais ou as fases ou etapas do discurso. escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao - Textualização dos discursos citados ou gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a relatados:• direto;• indireto;• ilha textual;• 6º, 1/a 7º, 1/a 8º , 1/a 9º ano resumo com citações. - Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática. - Organização lingüística do enunciado de relato. Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado de relato).TÓPICO 11. . Reconhecer e usar as fases ou etapas da exposição em um texto 1.3 Relação ONTEÚDOTextualização do ou seqüência expositiva.1/a 9º ano entre textos: ¯ Locutor (expositor) e focalização.discurso expositivo . Reconhecer e usar estratégias de organização da exposição em intertextualidade ¯ Fases ou etapas:• constatação: um texto ou seqüência expositiva.1/a 9º ano D15 - D16 - D17 introdução de um fenômeno ou fatoOP-15 Organização . Reconhecer e usar mecanismos de coesão verbal em um texto - D18 - D19 - tomado como incontestável;textual do discurso ou seqüência expositiva. 1/a 9º ano D20 – • problematização: colocação de questõesexpositivo . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e gráficas de conexão 1.5 Relações da ordem do porquê ou do como;• textual em um texto ou seqüência expositiva. 1/a 9º entre recursos resolução ou explicação: resposta àsOP-16 Organização . Reconhecer e usar mecanismos de textualização de discursos expressivos e questões colocadas;• conclusão-avaliação:lingüística do citados ou relatados dentro de um texto ou seqüência expositiva. efeitos de retomada da constatação inicialenunciado expositivo 1/a 9º ano sentido reformulada, enriquecida. . Reconhecer e usar mecanismos de coesão nominal em um texto D28 - D29 - D30 ¯ Estratégias de organização:• definiçãoRA-19 O trabalho ou seqüência expositiva. 1/a 9º ano - D31 - D32 – analítica;• explicação;• exemplificação;•com o discurso . Reconhecer e usar recursos lingüísticos e gráficos de analogia;• comparação e confronto;•expositivo estruturação de enunciados expositivos.1/a 9º ano causa-e-conseqüência;• ordenação . Reconhecer e corrigir problemas de textualização do discurso em temporal. um texto ou seqüência expositiva. 1/a 9º ano ¯ Coesão verbal:• valor aspectual do . Retextualizar,produtiva e autonomamente,discursos expositivos presente do indicativo e do futuro do orais em discursos expositivos escritos, ou vice-versa.1/a 9º presente do indicativo;• correlação com . Recriar exposições lidas ou ouvidas em textos do mesmo gênero tempos do subjuntivo. ou de gênero diferente. 2/a 6º, 2/a 7º, 1/a 8º ano ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e . Usar, na produção de textos ou seqüências expositivas orais ou gráficas da articulação do discurso escritas, recursos de textualização adequados ao discurso, ao expositivo com outros discursos e
  • 64. gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo da interação. 1/a seqüências do texto; • marcadores textuais 9º ano da progressão / segmentação temática: articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do discurso expositivo. ¯ Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto; • paráfrase;• ilha textual;• resumo com citações. ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temática.• Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado descritivo. ¯ Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou freqüentes no enunciado expositivo.Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 1: GênerosSubtema: Operação de textualizaçãoTÓPICO 12. . Reconhecer e usar mecanismos de coesão 1.3 Relação entre ¯ Locutor e focalização temática.Textualização do verbal em um texto ou seqüência textos: ¯ Fases ou etapas:• proposta ou tema: questão polêmica,discurso argumentativa.2/a 6º , 2/a 7º 1/a 8º 9º intertextualidade explícita ou implícita no texto, diante da qual o locutor tomaargumentativo . Reconhecer e usar marcas lingüísticas e D15 - D16 - D17 - uma posição;• proposição ou tese: posicionamento gráficas de conexão textual em um texto ou D18 - D19 - D20 – favorável ou desfavorável do locutor em relação à propostaOP-17 Organização seqüência argumentativa. 2/a 6º ano 1/a 7º 1.5 Relações entre e orientador de toda a sua argumentação;• provastextual do discurso ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano recursos (convencimento ou persuasão): argumentos (deargumentativo . Reconhecer e usar mecanismos de expressivos e comparação, causa, exemplificação, etc.) que sustentam a textualização de discursos citados ou relatados efeitos de sentido proposição ou tese do locutor, assegurando a veracidadeOP-18 Organização dentro de um texto ou seqüência argumentativa. D28 - D29 - D30 - ou validade dela e permitindo-lhe chegar à conclusão;•lingüística do 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D31 - D32 – conclusão: retomada da tese, já devidamente defendida, ouenunciado . Reconhecer e usar mecanismos de coesão uma possível decorrência dela.argumentativo nominal em um texto ou seqüência ¯ Estratégias de organização:• comparação ou confronto;• argumentativa. 2/a 6º, 7º, 1/a 8º, 9º argumentação pragmática;• argumentação de autoridade;• . Recriar textos argumentativos lidos ou ouvidos concessão-restritiva;• exemplificação;• analogia. OP-20 em textos do mesmo gênero ou de gênero ¯ Coesão verbal:• valor aspectual do presente do indicativoOrganização diferente.1/a 6º, 2/a 7º,1/a 8º, 9º e do futuro do presente do indicativo;lingüística do . Usar, na produção de textos ou seqüências • correlação com tempos do subjuntivo.enunciado argumentativas orais ou escritas, recursos de ¯ Conexão textual:• marcas lingüísticas e gráficas da
  • 65. argumentativo textualização adequados ao discurso, ao articulação do discurso argumentativo com outros discursos gênero, ao suporte, ao destinatário e ao objetivo e seqüências do texto;• marcadores textuais daOP-6 Modalização e da interação.1/a 8º ano 1/a 9º ano progressão/segmentação temática: articulaçõesargumentatividade hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do discurso argumentativo. RA-20 Organização ¯ Textualização dos discursos citados ou relatados:• direto;•textual do discurso indireto;• paráfrase;• ilha textual;• resumo com citações.argumentativo ¯ Coesão nominal:• estratégias de introdução temática;• estratégias de manutenção e retomada temáticaRA-23 Registro - Organização lingüística do enunciado argumentativolingüístico, ¯ Recursos semânticos e morfossintáticos maismodalização e característicos e/ou freqüentes no enunciado argumentativoargumentatividade Enunciação - Uso de modalizadores (entoação e sinais de pontuação, adjetivos, substantivos, expressões de grau, verbos e perífrases verbais, tempos e modos verbais, operadores argumentativos de escalonamento, advérbios, etc.) como recursos de expressão ou pista do posicionamento enunciativo do locutor do texto e de persuasão do destinatário previsto, ou seja, uso de recursos lexicais, morfossintáticos, prosódicos ou gráficos para indicar.• a modalidade sob a qual uma proposição deve ser interpretada (certeza, probabilidade, possibilidade, incerteza ou dúvida, necessidade, obrigatoriedade, eventualidade, etc.) e o conseqüente grau de comprometimento do locutor com aquilo que diz;• o domínio dentro do qual o enunciado deve ser entendido ou o modo como ele é formulado pelo locutor;• uma atitude subjetiva do locutor (seu estado emocional ou psicológico, um sentimento pessoal, uma valoração positiva ou negativa, um ponto de vista ideológico) diante de algum conteúdo temático do texto (um agente, um fato, uma qualidade, etc.).Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: JornalTÓPICO 15. . Reconhecer as funções sociocomunicativas 1.3 Relação entre ¯ Composição (cadernos, suplementos, seções,Organização do (informação, conhecimento, formação de opinião, textos: colunas)suporte jornal: entretenimento) do suporte jornal e de seus intertextualidade ¯ Formatorelações com o cadernos, suplementos, seções e colunas. 3/a 7º D15 - D16 - D17 - ¯ Projeto gráfico (numeração direta das páginas,público-alvo ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 – variedade de fontes ou caracteres tipográficos,
  • 66. . Relacionar matérias e anúncios publicitários a 1.5 Relações entre cores, imagens)OP-29 Organização cadernos ou seções de jornais, justificando o recursos expressivos ¯ Caracterização e funções sociocomunicativas dodo suporte jornal: relacionamento feito. 2/a 8º,9º e efeitos de sentido suporte e suas partesrelações com o . Explicar efeitos de sentido decorrentes da D28 - D29 - D30 - ¯ Pactos e finalidades de leiturapúblico-alvo publicação de uma matéria ou de um anúncio D31 - D32 – ¯ Variedade de temas, gêneros e domínios publicitário em diferentes cadernos ou seções de um discursivosRA-11 Roteiro de jornal. 1/a 8º ano 1/a 9º ano ¯ Variação lingüísticatrabalho em grupo . Inferir o público-alvo do jornal ou de partes do jornal a partir do projeto gráfico, dos temas abordados, dos gêneros e domínios discursivos, dos pactos de leitura, das variedades lingüísticas. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer, em matérias de jornais, marcas lingüísticas de dialetos sociais (jargões, clichês, gírias...) e seus efeitos de sentido. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Relacionar as variedades lingüísticas de matérias de um jornal à diversidade de destinatários, gêneros e temas abordados. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Identificar a origem e a formação de neologismos usados em matérias jornalísticas 1/a 9º ano . Reconhecer efeitos de sentido do uso de neologismos em matérias de jornal. 1/a 9º ano . Elaborar referências bibliográficas de jornais e matérias de jornais, segundo normas da ABNT. 1/a 8º ano 1/a 9º.
  • 67. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 3º BIMESTRE. 9º ANO PROFESSORA:3º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANOEixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: JornalTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 16. . Ler e produzir textos caracteristicos da primeira página de jornal, 1.3 Relação entre - Elementos estruturais: título, cabeçalho,Primeira página produtiva e autonomamente. textos: manchetes, chamadas, lides, ilustrações e . Inferir efeitos de sentido decorrentes da presença ou ausência de intertextualidade legendas, indicadores (de tempo,OP-30 Primeira determinada notícia na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a D15 - D16 - D17 - econômicos, etc.)página do jornal 8º ano 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 - Funções sociocomunicativas . Avaliar fotos publicadas na primeira página de um jornal, do ponto de – - Composição e função de manchetes,RA-12 Roteiro de vista informativo, técnico e expressivo. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º 1.4 Coerência e títulos e subtítulos de matériasanálise de ano coesão no - Caracterização e função de lides eprimeira página . Inferir a importância atribuída por um jornal às notícias da primeira processamento chamadas(PP) de jornal página a partir de aspectos como extensão dos títulos, tamanho dos do texto D21 caracteres, posição na página, presença ou ausência de imagens. 1/a -D22 - D23 - D24 7º , 1/a 8º,1/a 9º ano - D25 - D26 - D27 . Distinguir textos informativos de textos opinativos a partir da análise – de seus títulos (preferência pela ordem canônica e verbos nos presente 1.5 Relações do indicativo x preferência por frases nominais). 1/a 7º ano 1/a 8º ano entre recursos 1/a 9º ano expressivos e . Explicar efeitos de sentido de diferenças observadas entre os títulos efeitos de sentido da primeira página e os títulos das matérias correspondentes nas D28 - D29 - D30 - páginas internas. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D31 - D32 – . Explicar a função de lides que aparecem na primeira página de 1.6 Variação jornais. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano lingüística D33 . Produzir lides para notícias do dia ou para títulos publicados na - D34 - D35 - D36 primeira página de um jornal. 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º – . Distinguir entre lides e chamadas publicadas na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir chamadas para títulos apresentados na primeira página de um jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Produzir títulos para lides e chamadas da primeira página de um
  • 68. jornal. 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Localizar uma matéria no jornal a partir de indicações da chamada ou do lide da primeira página. 1/a 7º, 1/a 8º, 9º . Identificar os temas gerais de uma edição de jornal a partir da leitura da primeira página. 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano 16.13. Produzir textos característicos da primeira página de jornal. 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano TÓPICO 17. . Ler jornal, considerando o tratamento ideológico-lingüístico da 1.3 Relação entre - Credibilidade do suporte jornal: linhaCredibilidade do informação. textos: editorial, público-alvo e tratamentosuporte jornal: . Relacionar, em um jornal, o tratamento ideológico-lingüístico da intertextualidade ideológico-lingüístico da informaçãolinha editorial, informação, a linha editorial e o público-alvo. 1/a 9º ano D15 - D16 - D17 -público-alvo e . Reconhecer recursos textuais e gráficos que tornam menos ou mais D18 - D19 - D20tratamento sensacionalista uma manchete, um título ou uma matéria de jornal –ideológico- apresentada. 1/a 9º ano 1.4 Coerência elingüístico da . Inferir o posicionamento ideológico, a linha editorial e o público-alvo coesão noinformação de um jornal a partir da análise de seu projeto gráfico. 1/a 9º ano processamento . Inferir o posicionamento ideológico de um jornal a partir do tema e do do texto D21OP-31 Credibilid tratamento do tema nas manchetes, nos títulos ou subtítulos e nas -D22 - D23 - D24ade do suporte matérias. 1/a 9º ano - D25 - D26 - D27jornal: linha . Avaliar criticamente o grau de objetividade e credibilidade de um –editorial, público- jornal a partir da verificação do uso de estratégias apropriadas à 1.5 Relaçõesalvo e tratamento produção desses efeitos de sentido. 1/a 9º ano entre recursosideológico- . Posicionar-se criticamente frente a um jornal, considerando o expressivos elingüístico tratamento ideológico-lingüístico da informação.1/a 9º efeitos de sentido D28 - D29 - D30 -RA-13 Montagem D31 - D32 –de um mural com 1.6 Variaçãocomparações lingüística D33entre diferentes - D34 - D35 - D36jornais –Eixo Temático I Compreensão e Produção de TextosTema 2: Suportes textuaisSubtema: Livros literáriosTÓPICO 18. . Ler livros literários, considerando, produtiva e autonomamente, as 1.3 Relação entre ¯ Capa (sobrecapa, primeira, segunda ePerigrafia de informações de seus textos perigráficos. textos: quarta capas, orelhas, lombada).livros literários . Reconhecer as funções comunicativas da capa de um livro literário: intertextualidade ¯ Falsa folha de rosto, folha de rosto e identificar a obra e o destinatário previsto, estabelecer pactos de D15 - D16 - D17 - ficha catalográfica.OP-32 Perigrafia leitura, motivar a leitura da obra. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 ¯ Dedicatória e agradecimentos.do livro literário . Usar, produtiva e autonomamente, dados da folha de rosto ou da ficha – ¯ Epígrafe.
  • 69. catalográfica de livros para referenciar obras consultadas, fazer 1.4 Coerência e ¯ Sumário. empréstimos em bibliotecas, adquirir livros, catalogar livros pessoais ou coesão no ¯ Apresentação, prefácio e posfácio.RA-14 Trabalho de uso coletivo. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano processamento ¯ Ilustrações.em grupo: lendo . Reconhecer a dedicatória e os agradecimentos presentes em livros do texto D21a perigrafia do literários como práticas discursivas. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano -D22 - D23 - D24livro literário 1/a 9º ano - D25 - D26 - D27 . Usar o sumário, produtiva e autonomamente, para localizar partes –RA-17 Composiç dentro de um livro literário: poemas, contos, capítulos... 1/a 6º ano 1/a 1.5 Relaçõesão e leitura de 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano entre recursostexto dramático . Ler e usar, produtiva e autonomamente, orelhas, apresentações, expressivos e prefácios e posfácios na compreensão do texto básico de um livro efeitos de sentido literário. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano D28 - D29 - D30 - . Reconhecer a ilustração de livros literários como um texto em diálogo D31 - D32 – com o texto verbal. 1/a 6º, 1/a 7º , 1/a 9º ano 1.6 Variação . Elaborar, produtiva e autonomamente, textos perigráficos para livros lingüística D33 literários. 2/a 6º , 1/a 7º,1/a 8º ano 1/a 9º ano - D34 - D35 - D36 –Eixo Temático II Linguagem e LínguaTÓPICO 19. A . Reconhecer semelhanças e diferenças entre a fala e a escrita quanto 1.3 Relação entre • O contínuo oral-escritolinguagem a condições de produção, usos, funções sociais e estratégias de textos: • Condições de produção, usos, funçõesverbal: textualização. 4/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano intertextualidade sociais e estratégias de textualização damodalidades, . Reconhecer funções da fala e da escrita em diferentes suportes e D15 - D16 - D17 - fala e da escritavariedades, gêneros. 1/a 6º ano 2/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano D18 - D19 - D20 • Convenções da língua escrita: grafia deregistros. . Usar as convenções da língua escrita produtiva e autonomamente, – palavras, acentuação gráfica, notações entendendo as diferenças entre o sistema fonológico e o sistema 1.4 Coerência e gráficas, uso convencional dos sinais deOP-22 A ortográfico. 5/a 6º ano 3/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano coesão no pontuação, parágrafo gráficolinguagem verbal . Identificar fatores relacionados às variedades lingüísticas e estilísticas processamentoe suas de textos apresentados. 1/a 6º, 7º, 8º, 9º ano do texto D21modalidades . Avaliar o uso de variedades lingüísticas e estilísticas em um texto, -D22 - D23 - D24(fala e escrita) considerando a situação comunicativa e o gênero textual. 1/a 6º ano - D25 - D26 - D27 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano –RA-25 A variação . Adequar a variedade lingüística e/ou estilística de um texto à situação 1.5 Relaçõeslingüística no comunicativa e ao gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano entre recursosportuguês 1/a 9º ano expressivos e . Mostrar uma atitude crítica e não preconceituosa em relação ao uso efeitos de sentido de variedades lingüísticas e estilísticas. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º D28 - D29 - D30 - ano 1/a 9º ano D31 - D32 – . Reconhecer a manifestação de preconceitos lingüísticos como 1.6 Variação estratégia de discriminação e dominação. 1/a 6º,7º, 8º,9º lingüística D33
  • 70. - D34 - D35 - D36 –TÓPICO 21. Uso . Reconhecer diferenças de uso do pronome pessoal entre o português D15 - D16 - D17 - • Caracterização sociolingüística dade pronomes padrão (PP) e o português não padrão (PNP). 2/a 6º ano 1/a 7º ano D18 - D19 - D20 sociedade brasileira atualpessoais no 1/a 8º ano – • O contínuo rural-urbano:português padrão . Avaliar a adequação do uso padrão ou não padrão do pronome D21 -D22 - D23 - - Sobreposições(PP) e não pessoal em um texto ou seqüência textual, considerando a situação D24 - D25 - D26 - - Variedades descontínuas e variedadespadrão (PNP) comunicativa e o gênero do texto. 1/a 8º ano 1/a 9º ano D27 – D28 - D29 graduaisOP-23 Variação . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a necessidade - D30 - D31 - D32 • O contínuo oralidade-letramento:lingüística no de uso da norma padrão de emprego do pronome pessoal. 1/a 8º ano – - Eventos de oralidade e eventos deportuguês 1/a 9º ano 1.6 Variação letramentobrasileiro . Usar a norma padrão do pronome pessoal em situações lingüística D33 - SobreposiçõesRA-22 Diferença comunicativas e gêneros textuais que a exijam. 1/a 8º, 9º - D34 - D35 - D36 • O contínuo de monitoração estilística:s entre norma – - Variedades de estilo ou registro menospadrão e não- ou mais monitoradaspadrão • Prestígio e preconceito lingüístico
  • 71. PLANO DE ENSINO E.E.’’DR. JOAQUIM VILELA’’ LINGUA PORTUGUESA. 2012 4º BIMESTRE. 9º ANO PROFESSORA:4º BIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANOEixoTemático II Linguagem e LínguaTÓPICO HABILIDADE DESCRITORES CONTEÚDOSTÓPICO 22. Flexão . Reconhecer e usar mecanismos de flexão verbal, produtiva e 1.6 Variação - Diferenças fonológicas entre o portuguêsverbal no português autonomamente. lingüística brasileiro e a norma-padrão.padrão (PP) e não . Reconhecer diferenças de flexão verbal entre o português padrão D33 - D34 - D35 -padrão (PNP) (PP) e o português não padrão (PNP) 1/a 8º 9º D36 – . Avaliar adequação da flexão verbal padrão ou não padrão em umOP-25 O português texto ou seqüência textual, considerando a situação comunicativabrasileiro atual e a e o gênero do texto. 1/a 8º ano 1/a 9º anonorma-padrão: . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando afonologia necessidade de uso da norma padrão de flexão verbal.1/a 8º,9º . Usar a norma padrão de flexão verbal em situaçõesRA-10 Trabalhando a comunicativas e gêneros textuais que a exijam.1/a 8º,1/a 9ºflexão verbal e nominalTÓPICO 23. Flexão . Reconhecer e usar mecanismos de flexão nominal, produtiva e 1.6 Variação - Diferenças entre o português brasileiro e anominal no português autonomamente. lingüística norma-padrão no que se refere à flexãopadrão (PP) e não . Reconhecer diferenças de flexão nominal entre o português D33 - D34 - D35 - nominal e verbal.padrão (PNP) padrão (PP) e o português não padrão (PNP). 2/a 6º ano 1/a 7º D36 – - Usar a norma-padrão de flexão verbal e ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano nominal em eventos de língua escrita.OP-26 O português . Avaliar adequação da flexão nominal padrão ou não padrão embrasileiro atual e a um texto ou seqüência textual, considerando a situaçãonorma-padrão: flexão comunicativa e o gênero do texto. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8ºverbal e nominal ano 1/a 9º ano . Corrigir um texto ou seqüência textual, considerando a necessidade de uso da norma padrão de flexão nominal. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Usar a norma padrão de flexão nominal em situações comunicativas e gêneros textuais que a exijam.2/a 6º,1/a7º,8º,9ºTÓPICO 24. A frase na . Reconhecer e usar, produtiva e autonomamente, a frase padrão 1.6 Variação ¯ Seleção lexical de verbos, de argumentosnorma padrão em contextos que a exijam. lingüística (sujeito e objetos), de predicativos e . Reconhecer, em um texto ou seqüência textual, os diferentes D33 - D34 - D35 - adjuntos.
  • 72. OP 27 A frase na tipos de frases: não oracional, oracional simples (período simples), D36 – ¯ Ordem canônica de sintagmas e oraçõesnorma-padrão oracional complexa (período composto). 2/a 8º ano 1/a 9º ano na frase; reordenação e efeitos de sentido. . Reconhecer marcas do relacionamento entre as palavras de uma ¯ Articulação sintática (coordenação e/ouRA-9 O trabalho com a frase. 1/a 8º ano 1/a 9º ano subordinação), semântica (relações lógicas)frase na norma-padrão . Manipular marcas do relacionamento entre as palavras de uma e discursiva (instruções de progressão frase, de forma a produzir diferentes efeitos de sentido. 1/a 6º ano temática). 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano ¯ Pontuação: segmentação e articulação de . Relacionar mudanças de sentido, focalização e intencionalidade a sintagmas e orações. mudanças formais operadas em uma frase: alterações de sinais de pontuação, ordem de colocação, concordância, transformação de sintagmas, substituição ou eliminação de articuladores e operadores argumentativos. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano . Reconhecer sintagmas substantivos, adjetivos e adverbiais em uma frase. 1/a 6º ano 1/a 7º, 1/a 8º, 1/a 9º ano . Identificar o núcleo ou os núcleos de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais apresentados em frases ou seqüências textuais. 1/a 6º ano 1/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Reconhecer, os processos sintáticos de organização e hierarquização dos sintagmas (coordenação e/ou subordinação), em frases apresentadas. 2/a 6º ano 2/a 7º ano 1/a 8º ano 1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico e/ou argumentativo de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico e/ou argumentativo de sintagmas adverbiais que funcionam como modalizadores do discurso. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Interpretar, em frases apresentadas, o valor semântico de constituintes de sintagmas nominais, adjetivos e adverbiais. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Reconhecer a necessidade de se preposicionar ou não, em uma frase, um determinado sintagma.1/a 8º ,1/a 9º ano . Reconhecer diferenças sintáticas de estruturação de frases entre o português padrão e o português não padrão. 1/a 9º . Avaliar a adequação de uma estrutura frasal padrão ou não padrão a um texto ou seqüência textual, considerando a situação comunicativa e o gênero do texto. 1/a 9º ano . Produzir frases com estrutura adequada à situação comunicativa e ao gênero textual. 1/a 9º anoTÓPICO 25. A frase na . Reconhecer sintagmas que funcionem como constituintes 1.6 Variação ¯ Seleção lexical de verbos, de argumentosnorma padrão: período imediatos de um período simples. 1/a 8º ano1/a 9º ano lingüística (sujeito e objetos), de predicativos e
  • 73. simples . Reconhecer,em um período simples ou oração,sintagmas que D33 - D34 - D35 - adjuntos. funcionem como constituintes de outros sintagmas.1a 8º,9º D36 – ¯ Ordem canônica de sintagmas e orações . Distinguir os argumentos semânticos de verbos (sujeito, objeto na frase; reordenação e efeitos de sentido.OP 27 A frase na direto, objeto indireto, agente da passiva, adjunto adverbial) em ¯ Articulação sintática (coordenação e/ounorma-padrão frases apresentadas. 1/a 8º ano1/a 9º ano subordinação), semântica (relações lógicas) . Explicar as relações entre o significado de um verbo e a e discursiva (instruções de progressão ausência, presença e forma de apresentação de seus argumentos temática). semânticos. 1/a 8º ano1/a 9º ano ¯ Pontuação: segmentação e articulação de . Relacionar vozes verbais, formas de apresentação dos sintagmas e orações. argumentos semânticos de um verbo e efeitos de sentido.1/a 8º,9º . Distinguir os usos padrão e não padrão de vozes verbais e seus efeitos de sentido, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Distinguir os usos padrão e não padrão de verbos denominados impessoais, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Distinguir efeitos de sentido de adjuntos e predicativos, em frase ou seqüência textual apresentada.1/a 8º, 9º ano . Distinguir efeitos de sentido de complementos e adjuntos em uma frase ou seqüência textual apresentada.1/a 8º, 9º . Reconhecer valores semânticos e argumentativos do aposto, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º,9º . Reconhecer o efeito de sentido de sintagmas adverbiais modalizadores, em uma frase ou seqüência textual apresentada. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Avaliar a adequação de uso de um período simples em um texto ou seqüência textual, considerando a progressão textual, a situação comunicativa e o gênero do texto. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Avaliar a correção de um período simples usado em um texto ou seqüência textual,considerando a norma padrão.1/a8º,9º . Corrigir problemas de estruturação de períodos simples, considerando a norma padrão. 1/a 8º ano1/a 9º ano . Produzir períodos simples estruturalmente adequados à situação comunicativa, à seqüência e ao gênero textual.1/a 8º, 9ºTÓPICO 26. A frase na . Reconhecer e usar a oração não subordinada como unidade 1.6 Variação ¯ Seleção lexical de verbos, de argumentosnorma padrão: o fundamental da frase oracional padrão simples ou complexa. 1/a 9º lingüística (sujeito e objetos), de predicativos eperíodo composto ano D33 - D34 - D35 - adjuntos. . Reconhecer o papel sintático, semântico e discursivo de D36 – ¯ Ordem canônica de sintagmas e orações articuladores de orações em um período composto. 2/a 9º ano na frase; reordenação e efeitos de sentido.OP 27 A frase na . Reconhecer relações de adição, oposição adversativa, ¯ Articulação sintática (coordenação e/ounorma-padrão alternância, explicação e conclusão entre orações coordenadas de subordinação), semântica (relações lógicas)
  • 74. um período composto. 2/a 9º ano e discursiva (instruções de progressão. Identificar efeitos de sentido do uso de orações coordenadas temática).aditivas, adversativas, alternativas, explicativas e conclusivas em ¯ Pontuação: segmentação e articulação deum período composto. 2/a 9º ano sintagmas e orações.. Reconhecer relações de causa, conseqüência, concessão,condição, finalidade, tempo, comparação, proporção,conformidade, modo e lugar entre orações subordinadas eprincipais de um período composto.2/a 9º ano. Identificar efeitos de sentido do uso de orações causais,consecutivas, concessivas, condicionais, finais, temporais,comparativas, proporcionais, conformativas, modais e locativas emum período composto. 1/a 9º ano. Reconhecer relações de restrição e explicação entre oraçõesadjetivas e principais de um período composto. 1/a 9º ano. Identificar efeitos de sentido do uso de orações adjetivasrestritivas e explicativas em um período composto. 1/a 9º ano. Reconhecer, em um período composto, a função modalizadora,focalizadora ou enunciativa de uma oração principal em relação auma subordinada substantiva. 1/a 9º ano. Identificar efeitos de sentido do uso de orações principaisacompanhadas de substantivas em um período composto. 1/a9º. Estabelecer, entre orações de um período composto, relaçõessintáticas, semânticas e discursivas adequadas ao efeito desentido pretendido. 1/a 9º ano. Manter ou alterar o sentido e/ou o efeito argumentativo de umperíodo composto, incluindo, substituindo, omitindo ou deslocandoarticuladores, orações e sinais de pontuação. 2/a 9º ano. Reestruturar informações simples ou complexas em períodoscompostos, estabelecendo relações sintáticas, semânticas ediscursivas adequadas aos efeitos de sentido pretendidos. 2/a 9ºano. Pontuar, produtiva e autonomamente, orações de um períodocomposto. 2/a 9º ano. Corrigir impropriedades de estruturação sintática, semântica ediscursiva em um período composto. 1/a 9º ano. Reconhecer diferenças sintáticas de estruturação de frases entreo português padrão e o português não padrão. 1/a 9º. Avaliar a adequação de uma estrutura frasal padrão ou nãopadrão a um texto ou seqüência textual, considerando a situaçãocomunicativa e o gênero do texto. 1/a 9º ano. Produzir períodos compostos estruturalmente adequados à
  • 75. situação comunicativa, à seqüência e ao gênero textual. 1/a 9ºEixo Temático III A Literatura e outras Manifestações CulturaisTema: Mitos e símbolos literários na cultura contemporâneaTÓPICO 30. Mitos e . Reconhecer mitos e ritos de iniciação como matrizes de 1.6 Variaçãoritos de iniciação ou construção de culturas e subjetividades. lingüísticapassagem . Reconhecer os mitos de Eros e Psiquê e dos titãs contra os D33 - D34 - D35 - deuses como representações de ritos de iniciação ou passagem. D36 – 1/a 9º ano . Reconhecer características e valores de mitos/ritos de iniciação em diferentes gêneros literários e em outras produções culturais. 1/a 9º ano . Avaliar criticamente a recriação de um mito ou rito de iniciação em textos literários e em outras manifestações culturais contemporâneas. 1/a 9º ano . Relacionar violência, gravidez precoce, alcoolismo e drogas entre jovens ao silenciamento ou banalização de mitos/ritos de iniciação na cultura contemporânea. 1/a 9º ano . Retomar um mito ou rito de iniciação na produção coletiva de um texto poético, narrativo, dramático (para encenação teatral) ou de um roteiro (para filme ficcional ou documentário de curta metragem).1/a 9º

×