Avaliação da aprendizagem 8ano jv

3,543 views
3,358 views

Published on

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
3,543
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
64
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Avaliação da aprendizagem 8ano jv

  1. 1. QUESTÃO 1Ah! Este corpo...Seu corpo está mudando tão depressa que pode parecer que tudo — cabelo, formas e pele — está errado. Você pode se sentirdesajeitado e acanhado, ou preocupado por não ser tão atraente. Todo mundo tem seus atrativos, seja um sorriso, sardas, olhosbrilhantes ou covinhas no rosto. E nós todos sabemos que não é só a aparência que torna uma pessoa atraente; senso de humor esimpatia, por exemplo, são também muito importantes. (FENWICK, E.; WALKER, R. O sexo em sua vida. SP: Ática, 1996.) Qual é o tema central do texto? A) A ditadura da beleza imposta pela mídia. B) A importância de cuidar do próprio corpo. C) A insatisfação dos adolescentes com o próprio corpo. D) A mudança no corpo humano nas diferentes fases na vida. QUESTÃO 2O que é alimentação viva?É uma dieta surgida nos anos 90 na qual só é permitido o consumo de alimentos crus, grãos germinados e frutos frescos e secos.Farinha branca e açúcar estão banidos do cardápio, assim como carnes, ovos e leite. Os pratos nunca são preparados no fogão, quesó é usado para esquentar sopas e ensopados de vegetais. De acordo com os adeptos dessa corrente alimentar, a alimentação viva émuito mais saudável do que a convencional, pois é mais fácil de ser digerida, além de ser livre de toxinas presentes em rangos deorigem animal. Também conhecida como crudivorismo, essa dieta prioriza o consumo de alimentos orgânicos. Um dos rangos maisbadalados é o suco verde, que já foi “estrela” de vários programas sobre saúde na TV. Os críticos do movimento, porém, dizem queum regime baseado apenas em vegetais crus seria pobre em proteínas, calorias e certos nutrientes, como ferro. Seja como for, essemovimento tem crescido no Brasil, sobretudo após a divulgação de seus benefícios na grande mídia por meio do trabalho do médicoAlberto Peribanez Gonzalez, autor do livro Lugar de Médico É na Cozinha e coordenador do site Oficina da Semente, além deprogramas como o Terrapia, desenvolvido pela médica Maria Luiza Nogueira na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp), no Rio deJaneiro. Bom apetite! (www.mundoestranho.abril.com. Adaptado. De acordo com o texto, a alimentação viva é uma A) dieta na qual os alimentos são consumidos crus. B) forma de ingerir alimentos vivos de origem animal. C) ideia norte-americana sobre alimentação saudável e natural. D) opção aos vegetarianos de ingestão de vitaminas e proteínas. QUESTÃO 3Bilhete Qual a postura do eu-lírico nos dois primeiros versos?Se tu me amas, ama-me baixinho. Não o grites de cima dostelhados. Deixa em paz os passarinhos A) Aconselhar a amada a amá-lo de maneira branda.Deixa em paz a mim! Se me queres, enfim, B) Desdenhar do amor que amada diz sentir por ele.tem de ser bem devagarinho, Amada, C) Estar com raiva da mulher, pois ela o envergonha.que a vida é breve, e o amor mais breve ainda... D) Salientar que o amor está condicionado ao tempo.(QUINTANA, M. Poesia completa. RJ: Globo, 2005.) QUESTÃO 4 Pues diz que o divã no consultório do analista de Bagé é forrado com um pelego. Ele recebe os pacientes de bombacha e pé no chão. — Buenas. Vá entrando e se abanque, índio velho. — O senhor quer que eu deite logo no divã? — Bom, se o amigo quiser dançar uma marca, antes, esteja a gosto. Mas eu prefiro ver ovivente estendido e charlando que nem china da fronteira, pra não perder tempo nem dinheiro. — Certo, certo. Eu... — Aceita um mate? — Um quê? Ah, não. Obrigado. — Pos desembucha. (VERÌSSIMO, E. O analista de Bagé. Porto Alegre: L& PM. SP: 1982. Adaptado.) Observe a linguagem utilizada no texto. O fator que determinou a variação linguística do texto tem caráter A) geográfico. B) histórico. C) social. D) técnico. QUESTÃO 5 Essa charge apresenta uma crítica sobre A) a devastação da natureza. B) a preservação dos pinguins. C) o aquecimento global. D) o calor do sertão brasileiro. (http://clickdigitalsj.com.br. Acesso: 04/08/10.) QUESTÃO 6 Uma boneca virtual A informação negritada no É possível até pôr silicone texto denota As meninas de hoje ainda brincam de trocar a roupa da boneca – mas agora isso é feito online. A) fato. O novo sucesso entre as garotas é a boneca virtual. O objetivo do jogo é tornar a personagem B) ironia. mais bonita e popular. Para isso é possível comprar adereços, tomar pílulas para emagrecer C) opinião. e até implantar silicone nos seios. (www.revistadasemana.com.br. 04/07/2010. Adaptado.) D) relato.
  2. 2. QUESTÃO 7Pichação é crime e dá cadeia O objetivo desse texto éMovimento respeito por BH A) alertar a todos que pichar é um crime que deve ser denunciado.Cuide de sua cidade. Denuncie, ligue 181 B) ameaçar o leitor para que evite as pichações e cuide de sua cidade.Prefeitura Municipal de Belo Horizonte C) fazer uma denúncia contra os pichadores da cidade de Belo Horizonte.(Prefeitura de Belo Horizonte. Folder.) D) mostrar a preocupação do prefeito com a pichação das obras construídas. QUESTÃO 8Os gênios das feirasA notícia encheu de orgulho pais, professores, diretores e escolas. Nunca o Brasil foi tão premiado na Feira Internacional deCiência e Engenharia, considerada a Copa do Mundo das feiras de ciências, que reúne trabalhos de alunos do mundo inteiro. Nasemana passada, nos Estados Unidos, foram 1.611 garotos, de 59 países. Os 26 estudantes brasileiros levaram 20 prêmios,incluindo dois inéditos primeiros lugares. Tirando os anfitriões, o Brasil só não levou mais medalhas que a China (com 22) – mas osasiáticos não ganharam nenhuma medalha de ouro. (http://revistaepoca.globo.com. Acesso: 06/08/2010. Adaptado.) A respeito da premiação na Feira Internacional de Ciência e Engenharia, o texto aponta que os estudantes A) americanos conquistaram o terceiro lugar. B) brasileiros levaram maior número de medalhas. C) brasileiros tiveram dois primeiros lugares inéditos. D) chineses ganharam mais medalhas de ouro. QUESTÃO 9Este texto foi publicado em um blog de pessoas famosas.Fala moçada esperta, fã do vocalista de maior sucesso do país!Hoje tô aqui pra contar a vocês uma meganovidade! Nesta quarta, dia 30/9, às 17h, eu vou estar no Domingas às Quartas! É issoaí, galera! Vou estar no programa da Dodô pra falar da minha carreira solo, dar uma palhinha da minha música nova “Quando o Solchegar” e responder às suas perguntas.Quero ver todo mundo lá me dando essa força, belezex? (http://tvglobo.malhacao.globo.com. Acesso: 27/09/10. Adaptado.) Nesse texto, percebemos uma linguagem que é típica dos A) advogados. B) jovens. C) religiosos. D) sertanejos. QUESTÃO 10Este é um trecho de uma poesia. O eu-lírico, ao dizer que a mulher de seu interesse é uma lavadeira e chamá-la de fada, utiliza, respectivamente, o contrasteÉ ela! é ela! — murmurei tremendo, A) beleza x feiúra.e o eco ao longe murmurou — é ela! B) delicadeza x brutalidade.Eu a vi... minha fada aérea e pura — C) realidade x fantasia.a minha lavadeira na janela. D) sensualidade x castidade.(www.releituras.com. Acesso: 21/07/10.) QUESTÃO 11O mar de tubarões e a economia criativa A busca ansiosa por um emprego público, por meio de concursos, retrata um aspecto importante do mercado de trabalho.Cada vez mais pessoas procuram oportunidades que lhes tragam segurança, estabilidade, permitindo-lhes uma perspectiva delongo prazo. É uma atitude praticamente natural, porém um pouco preocupante. Os bons negócios tradicionais estão ocupados, águas de tubarões. Empreender, agora, significa inovar, criar. É a hora dessa“juventude mostrar seu valor” e criar os bons negócios do futuro. É a hora da tal da economia criativa, espaço onde se misturamconhecimento, informação, serviço, entretenimento e se oferecem opções para uma gente que tem cada dia mais tempo disponívele está disposta a pagar cada vez mais por uma “ experiência”. Não há, ainda, tubarões nessas águas. Reconhecer quem fez algo nessa área pode significar o estímulo que falta para outros tomarem a iniciativa e se lançarem aomar de oportunidades dessa “nova economia”. Ganhar ou perder não conta, tanto faz, necessário é viver. Navegar é preciso.(http://envolverde.com.br/economia/artigo-economia/o-mar-de-tubaroes-e-a-economia-criativa-2. Acesso: 23/04/2011. Adaptado.) Para comprovar a ideia de que “empreender, agora, significa inovar, criar”, a jornalista A) apoia as pessoas que conseguem empregos públicos através de concursos públicos. B) apresenta argumentos sobre como a juventude faz para ter bons empreendimentos. C) descreve que os tubarões aproveitam o mar de oportunidades da nova economia. D) ressalta as oportunidades disponíveis para aqueles dispostos a arriscar, empreender. QUESTÃO 12Em uma propaganda sobre provedor de internet, encontramos este texto: No texto da propaganda, qual é o sentido da expressão negritada?“Internet plus. Mais vídeos e shows, mais músicas, mais games. Menoscomputador dando sopa”. A) Consertar B) Estragar(Revista Veja, 17 abr. 2002, n. 15, última capa. Adaptado.) C) Faltar D) Sobrar QUESTÃO 13Natal na barca Para adequar a frase destacada àNão quero nem devo lembrar aqui por que me encontrava naquela barca. Só que em norma-padrão, a autora fez aredor tudo era silêncio e treva. E que me sentia bem naquela solidão. Na embarcação concordância do verbo iluminava comdesconfortável, tosca, apenas quatro passageiros. Uma lanterna nos iluminava com sua A) "luz vacilante".luz vacilante: um velho, uma mulher com uma criança e eu. (TELLES, L. F. Natal na B) "nos".barca. In: LISPECTOR, C. et al. Para gostar de ler. SP: Ática, 1997. p. 67. Adaptado.) C) "sua". D) "uma lanterna".
  3. 3. QUESTÃO 14Texto I Texto II O anúncio publicitário normalmente é constituído de linguagem verbal e de linguagem não-verbal. Tem como finalidade persuadir o leitor a consumir um produto ou aderir a uma ideia. Os interlocutores aos quais esse gênero se destina são, geralmente, leitores de jornais e revistas, espectadores de TV, ouvintes de rádio e usuários da internet. Um anúncio publicitário pode ser veiculado em revistas, programas de TV, rádio e sites da internet. (http://goo.gl/0QRIu. Acesso: 23/07/2011. Adaptado.) (Revista Saiba Mais! Turma da Mônica. jul. 2010, n. 35. p. 35. Adaptado.) A leitura do texto II permite a conclusão de que o texto I é um anúncio publicitário, pois A) apresenta um personagem de história em quadrinhos. B) é veiculado numa revista destinada ao público infantil. C) estimula seu público leitor a comprar um produto. D) tem por objetivo persuadir o leitor a aderir a uma ideia. QUESTÃO 15Texto I Texto IIQuem observasse Aurélia naquele momento não deixaria de Quem observou Aurélia naquele momento não deixou de notar anotar a nova fisionomia que tomara o seu belo semblante e que nova fisionomia que tomara o seu belo semblante e que influíainfluía em toda a sua pessoa. em toda a sua pessoa.(ALENCAR, J. Senhora. Porto Alegre: L&PM, 2002. p. 28.) (ALENCAR, J. Senhora. Porto Alegre: L&PM, 2002. p. 28. Adap.) Com a alteração dos dois verbos em negrito, o texto II passa a ter ideia de A)conclusão de um evento no passado. B)continuidade de uma ação no presente. C)incerteza de um acontecimento no futuro. D)possibilidade de um ato no passado anterior. QUESTÃO 16Especialistas dão dicas para espantar a preguiça e ter mais disposiçãoNo frio, após as refeições e à noite são ocasiões em que a preguiça atinge o nível máximo. No inverno, as pessoas ficam maisquietas e recolhidas, em uma tentativa do organismo de não perder tanto calor e conseguir manter a temperatura. Por conta disso,academias, parques e outros locais ficam mais vazios. Mas é justamente nesta época que se perde menos água e se gasta maisenergia para se manter vivo. Ou seja, é o momento ideal para se mexer. (http://migreAcesso: 19/09/2011. Adaptado.) O argumento que sustenta a afirmação em negrito é: A)“Mas é justamente nesta época que se perde menos água e se gasta mais energia.” B)“No frio, após as refeições e à noite são ocasiões em que a preguiça atinge o nível máximo.” C)“No inverno, as pessoas ficam mais quietas e recolhidas.” D)“Por conta disso, academias, parques e outros locais ficam mais vazios.” QUESTÃO 17Como é a visão do cachorro? Uma dúvida comum é se o cão enxerga em cores ou em preto e branco e a verdade é que eles têm a capacidade deenxergar cores, mas não da mesma maneira que nós. Para os cães, as cores verde, amarelo, laranja e vermelho não têm diferençanenhuma. É uma espécie de daltonismo para essas cores. Mas o cão consegue diferenciar as cores violeta, azul e verde. Muitos estudiosos creem que o cão enxerga um tom de amarelo quando olha para as cores vermelho, verde e amarela, eseria exatamente por isso que ele não conseguiria diferenciá-las. Em resumo, os cães enxergam cores, mas com menos matizes e menos precisão que nós, que conseguimos diferenciarcerca de 10 milhões de cores e combinações diferentes. (www.vocesabia./como-e-a-visao-de-um-cachorro. 2011. Adaptado.) No texto, a palavra negritada significa A) estudo científico. B) precisão do olho. C) variações de cores. D) visões de cães. QUESTÃO 18 Estes dois textos apresentam o mesmo tema.Texto I Texto IIO desmatamento é um processo que ocorre no mundo todo,resultado do crescimento das atividades produtivas eeconômicas e, principalmente, pelo aumento da densidadedemográfica em escala mundial, pois isso coloca em risco asregiões compostas por florestas.(www.brasilescola.com/geografia/o-desmatamento.htm.Acesso: 23/09/2011. Adaptado.) (http://migre.me/5LOaF. Acesso: 23/09/2011. Adaptado.) Em comparação ao texto I, o texto II apresenta uma abordagem A) crítica. B) didática. C) imparcial. D) informativa.
  4. 4. QUESTÃO 19 O título serve para abrir o apetite do leitor, cutucar sua curiosidade, sem estragar suas surpresas. Isso vale principalmente depois que, nos tempos modernos, tornou-se prática editorial incluir índice com os nomes dos capítulos e suas páginas. Seria, afinal, uma decepção para o leitor de um romance policial folhear o índice e descobrir que o último capítulo se intitula “Sir Henry confessa o crime” ou coisa parecida. (Revista Língua Portuguesa, mai. 2011, ano 5, n. 67, p. 62.) Qual seria o título mais adequado para um livro do gênero romance policial, como o mencionado no texto? A)As aventuras de Sir Henry e seus amigos B)Mistério na mansão de Sir Henry C)O dia a dia na fazenda com Sir Henry D)Sir Henry e a batalha dos sete cavaleiros QUESTÃO 20 Os dois textos tratam do mesmo tema, mas com perspectivas distintas, o que se reflete nas estratégias textuais empregadas em cada um. Texto I Texto II A Terra é o terceiro planeta do Sistema Solar por ordem de Muito além, nos confins inexplorados da região mais brega da distância ao Sol, encontrando-se a cerca de 150 milhões de Borda Ocidental desta Galáxia, há um pequeno sol amarelo e quilômetros dessa estrela, em torno da qual se movimenta. esquecido. Girando em torno desse sol, a uma distância de cerca Devido a essa distância, à sua massa, às circunstâncias de sua de 148 milhões de quilômetros, há um planetinha verde-azulado origem, existem na Terra condições especiais de temperatura, absolutamente insignificante, cujas formas de vida, descendentes água no estado líquido e quantidades adequadas de Nitrogênio de primatas, são tão extraordinariamente primitivas que ainda e Oxigênio na atmosfera, tornando possível o desenvolvimento acham que relógios digitais são uma grande ideia. Este planeta de vida orgânica em sua superfície e, em particular, o da tem o seguinte problema: a maioria de seus habitantes está quase espécie humana. sempre infeliz, mesmo os que têm relógios digitais. (FARIA, R. (Org.). Fundamentos de Astronomia. Campinas: (ADAMS, D. Até mais, e obrigado pelos peixes! RJ: Sextante, Papirus, 2007. p. 51. Adaptado.) 2005. p. 7. Adaptado.) Qual a principal característica do texto II que o diferencia do texto I? A)Discurso objetivo e descritivo B)Informações detalhadas e precisas C)Posicionamento crítico D)Vocabulário especializado QUESTÃO 21 O tema dessa charge é a A) democracia globalizada. B) diversidade cultural. C) educação popular. D) sustentabilidade ambiental. QUESTÃO 22 Este texto foi retirado de uma revista de curiosidades. Na década de 1940, coube ao publicitário Louis Cheskin provar algo até então surpreendente: que o consumidor é movido porimpulsos, ou seja, pela cognição rápida. Hoje a afirmação nos parece bem óbvia, mas isso graças ao trabalho de Cheskin. Contratado para promover uma marca de margarina, um produto até então rejeitado pelos americanos, ele mandou tingir oproduto de amarelo, imitando manteiga (até então, margarina era vendida em sua pálida cor natural). Depois, convidou um grupo dedonas de casa para prová-la, sem dizer do que se tratava. Elas adoraram o “novo” produto num piscar de olhos. E num golpe demarketing fatal, Cheskin recomendou que seu cliente adotasse o nome Imperial e embalasse o produto em papel alumínio, uminvólucro ainda hoje associado a produtos de alta qualidade. A margarina Imperial passou a vender como pão quente.(Revista Superinteressante, out. 2005, n. 218. p. 64.) A palavra “novo” foi colocada entre aspas para A)destacar a importância da alteração feita pelos produtores. B)criticar as estratégias ao oferecer um produto no mercado. C)informar que as consumidoras gostaram da margarina. D)mostrar que a dona de casa procura por novidades QUESTÃO 23SeresQuem diria que bicho e planta também têm família? Pois têm! As tartarugas são répteis da família dos quelônios: os homens, mulherese crianças, da família homo sapiens, do gênero primata, que engloba também os macacos. Que parentesco, hein?(ZIRALDO. Noções de coisas. SP: FTD, 1995. p. 31. Adaptado.) No texto, a palavra família foi empregada com o sentido de A) conjunto de humanos com relação de proximidade. B) conjunto de seres que habitam a mesma região. C) grupo de animais que aceita a própria espécie. D) grupo de seres com características em comum.
  5. 5. QUESTÃO 24Cosendo os pontos do dia Põe-se a mesa a cada refeição. A cada refeição tira-se a mesa. Lava-se o corpo, lavam-se os cabelos. A roupa também se lava.A escova esfrega a parte renitente. Desço da cama e ando. Descalça, o meu pé fica sujo. Lavo o pé, calço o sapato, e ando. Vou até ali evolto. Vou até aesquina e volto. Vou até a cidade e volto. Vou e volto. O prato na mesa, o talher do lado, o talher do outro, o copo na frente. Tomates e cebolas. Depois a sobremesa. Por último o café.(COLASANTI, M. A casa das palavras. SP: Ática, 2002. p. 75. Adaptado.) O conectivo negritado, repetido no segundo parágrafo, marca no trecho a A) avaliação dos fatos. B) indicação dos lugares. C) irritação da personagem. D) passagem do tempo. QUESTÃO 25Bullying é um termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por umindivíduo (bully – «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo deindivíduos) incapaz(es) de se defender. O bullyingpode ocorrer em situações envolvendo a escola ou faculdade/universidade, o localde trabalho, os vizinhos e até mesmo países. Qualquer que seja a situação, a estrutura de poder é tipicamente evidente entre oagressor (bully) e a vítima. (http://pt.wikipedia.org. Acesso: 15/07/2010. Adaptado.) O recurso usado para apresentar as informações sobre Bullying foi A) comparação. B) contraste. C) definição. D) descrição. QUESTÃO 26Leia o texto.ANAGRAMA // F. Anagramme // 1. Anagram // Chama-se anagrama uma palavra formada pela modificação da ordem das letras deoutra palavra. Por exemplo: amor e Roma, aroma e amora, caminho e minhoca. O anagrama pode produzir efeito cômico. Étambém usado pelos literatos para fazer pseudônimos: foi assim que o escritor português Manuel Maria du Bocage se fez chamarElmano. (Enciclopédia Delta Júnior. RJ: Delta, 1988. p. 91.) Em relação às estratégias de organização da exposição, conclui-se que o texto é estruturado com base na relação A) causa e consequência. B) comparação e exemplificação. C) definição e exemplificação. D) paráfrase e enumeração. QUESTÃO 27O velho e bom astrolábio era um aparelho que os portugueses aperfeiçoaram, O trecho permanece coerente caso o verbodesde o início do ciclo das grandes navegações no século XVI, para se orientarem negritado seja substituído porno mar. Ele era superior às chamadas tábuas da Índia, instrumento de orientação de A) é. B) foi.origem árabe, mais primitivo. (Revista Superinteressante, abr. 1999, n.139. p. 31.) C) será. D) seria. QUESTÃO 28Esta é uma tirinha do Garfield. A forma verbal, no segundo quadrinho, refere-se a uma ação que A) é habitual, contínua, mas que foi interrompida por outra. B) está ocorrendo no momento em que se fala/pensa. C) ocorreria desde que uma condição fosse atendida. D) ocorrerá num tempo futuro em(http://tirinhasdogarfield.blogspot.com. Acesso: 20/07/2010.) relação ao presente. QUESTÃO 29Este é um trecho do romance Memórias de um sargento de milícias... são as ruas cheias de gente, por onde desfilam meirinhos, parteiras, devotas, granadeiros, vadios, brancos, pardos e pretos: gentedo povo, de todas as raças e profissões. Povo sem nome, simplesmente designado por mestre de reza, parteira, barbeiro, tomalargura, etc. (ALMEIDA, M. A. Memórias de um sargento de milícias. SP: Saraiva, 2009.) No trecho, o narrador apresenta A) as personagens. B) o cenário . C) o tempo. D) os costumes do povo. QUESTÃO 30 Súbito, a porta se abre e entram os dois médicos, o pediatra e o obstetra, e um deles tem um pacote na mão. Estãosurpreendentemente sérios, absurdamente sérios, pesados, para um momento tão feliz – parecem militares. Há umas dez pessoasno quarto, e a mãe está acordada. É uma entrada abrupta, até violenta – passos rápidos, decididos, cada um se dirige a um lado dacama, com o espaldar alto: a mãe vê o filho ser depositado diante dela ao modo de uma oferenda, mas ninguém sorri. Eles chegamcomo sacerdotes. Em outros tempos, o punhal de um deles desceria num golpe medido para abrir as entranhas do ser e dali arrancaro futuro. Cinco segundos de silêncio. Todos se imobilizam – uma tensão elétrica, súbita, brutal, paralisante, perpassa as almas,enquanto um dos médicos desenrola a criança sobre a cama. São as formas de um ritual que, instantâneo, cria-se e cria seus gestose suas regras, imediatamente respeitadas. Todos esperam. (TEZZA, C. O filho eterno. RJ: Record, 2007. Adaptado.) O texto narra o momento que precede a revelação de que o filho recém-nascido do protagonista do romance sofre síndrome de down. Atentando para a sequência narrativa, percebe-se a A) criação de uma expectativa assinalada pela gravidade de um cerimonial religioso. B) fixação de um ambiente festivo, caracterizado pela euforia das pessoas presentes no quarto. C) mobilização dos profissionais para que o parto transcorra sem nenhum incidente. D) preparação de um cenário típico da rotina hospitalar, em que tudo ocorre de forma natural.

×