A pauta

976 views
871 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
976
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A pauta

  1. 1. A pauta
  2. 2. Histórico  A revista Time, pioneira em seu gênero e uma das primeiras a organizar-se como indústria de informação. realiza semanalmente, desde o início do século XX, sua reunião de pauta, em que estão presentes os editores de áreas e o editor-chefe. As matérias são, então, programadas, não apenas quanto aos fatos a serem apurados, mas, principalmente, quanto à linha de orientação do texto.
  3. 3. No Brasil  A pauta generalizou-se nos jornais diários brasileiros na reforma editorial iniciada na área gráfica pelo jornal Última Hora e, na questão do tratamento do texto, pelo Diário Carioca, do Rio de Janeiro - todos na década de 1950.
  4. 4. O que é pauta?  É o planejamento de uma edição ou parte da edição (nas redações estruturadas por editorias - de cidade, política, economia etc.), com a listagem dos fatos a serem cobertos no noticiário e dos assuntos a serem abordados em reportagens, além de eventuais indicações logísticas e técnicas: ângulo de interesse, dimensão pretendida da matéria, recursos disponíveis para o trabalho, sugestões de fontes, etc.
  5. 5.  Pautas caem quando não é possível realizá-las: ou estavam erradas, ou o que previam não aconteceu por algum motivo, ou não se consegue apurá-las com os recursos disponíveis.  Boas pautas são aquelas que dão origem a matérias que devem sair com destaque. Pautas ruins ou podres são matérias eventualmente trabalhosas, mas que, presume-se, vão resultar em textos secundários, de menor interesse.
  6. 6. Pauta para quê?  O primeiro objetivo de uma pauta é planejar a edição. O princípio é que, mesmo que não aconteça nada não previsto em determinado dia – por exemplo, no domingo de uma editoria política ou na segunda-feira de uma editoria de esportes -, o jornal sairá no dia seguinte. Os boletins de rádio serão produzidos, as gravações de televisão serão editadas e as equipes das revistas estarão nas ruas.
  7. 7.  O planejamento tem todas as vantagens, do ponto de vista da administração. Garante interpretação dos eventos menos imediata, emocional ou intempestivamente.  Diminui a pulverização de esforços em atividades improdutivas. Permite a gestão adequada dos meios e custos a serem utilizados ou investidos numa reportagem.
  8. 8. As pautas de notícias (notícia é a cobertura de fatos) incluem:  a) eventos programados: julgamento de acusados, votações em assembleias, inaugurações de obras etc.) ou sazonais (início do ano letivo, vendas de fim de ano, mobilização de boias- frias para a colheita etc.);  b) eventos continuados (greves, festejos, pontos de estrangulamento no trânsito etc.);
  9. 9.  c) desdobramentos (suítes, continuações) de fatos geradores de interesse (acompanhamento de investigações policiais, recuperação de vítimas de atentados ou acidentes, repercussão de medidas econômicas etc.); e  d) fatos constatados por observação direta e que estão lá, esperando ser noticiados (mudanças nos costumes, ciclos de moda, deterioração ou recuperação de zonas urbanas etc.).
  10. 10. Pautas de notícias costumam conter:  a) o evento;  b) hora e local;  c) exigências para cobertura (credenciais, traje etc.) e contatos para confirmação ou detalhamento da tarefa;  d) indicação de recursos e equipamentos (se com fotografia ou sem; condições para captação de imagens etc.);
  11. 11.  e) o que se espera em termos de aproveitamento editorial (tamanho, duração, previsão de destaque ou urgência) e, no caso das redes de rádio e televisão, a possibilidade de emissão local, regional ou nacional: a localização dos eventos e até a identificação de algumas pessoas é feita diferentemente se a matéria é dirigida ao público de uma cidade ou se destina a um estado inteiro ou a todo o país.
  12. 12.  Uma questão importante para o(a) repórter que está apurando uma pauta é o retorno à chefia de reportagem ou ao editor sobre desdobramentos da apuração. Se o desdobramento for inesperado, o retorno é mais que nunca necessário.  Pauta não deve ser camisa-de-força, mas sim uma bússola para a edição e a apuração.
  13. 13. Conteúdo fundamentado no livro: " A reportagem", de Nilson Lage.
  14. 14. Detalhes do que deve conter o cabeçalho da pauta  Pauteiro: Indique o nome de quem produziu a pauta.  Repórter: Indique o nome daquele que irá fazer a notícia.  Data: data da produção da pauta.  Retranca: Duas palavras que identifiquem o assunto de sua matéria.  Fonte: De onde foram tiradas as informações para redação da nota.  Tempo: duração para rádio ou TV;  Toques: tamanho para impressos ou web;  Validade: Até quando as informações contidas nesta nota são válidas jornalisticamente.
  15. 15.  A pauta deve ter poucas linhas, contendo toda a informação necessária para a realização da matéria. Mas não deve ‘engessar’ o trabalho do jornalista;  Deve conter: o resumo dos acontecimentos, nomes das fontes e cargos, endereço, telefone, e-mail. Enfim, o que for necessário para que a fonte seja localizada;  A pauta serve para selecionar o assunto e mostrá-lo de forma mais atraente e de maneira eficiente;
  16. 16. De onde vem a pauta?  Telefonemas;  E-mails;  Cartas do público;  Ronda – o pauteiro liga para polícia, bombeiros, hospitais em busca de novidades;
  17. 17. Pauteiro: Repórter: Retranca: Data: Tempo/Toques: Validade: Tema: Sinopse: Encaminhamento: Fontes: Sugestão de perguntas:
  18. 18. Atividade  Produzir pautas

×