Como montar um Impacto Missionario (2009)

9,756 views
9,518 views

Published on

Aprenda como montar um Impacto Missionário.

Published in: Spiritual, Technology
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
9,756
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
231
Actions
Shares
0
Downloads
341
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Como montar um Impacto Missionario (2009)

  1. 1. Como montar umImpacto Missionário<br />Boas dicas de planejamento para impactos missionários<br />http://cirino.pibja.org<br />Cirino F Refosco<br />cirinor@gmail.com<br />
  2. 2. Como montar um Impacto Missionário<br />“Ore como se tudo dependesse de Deus; trabalhe como se tudo dependesse de você.”<br />(Dwigth Lyman Moody)<br />
  3. 3. Oração<br />“Fale comigo e Eu responderei, pergunte-me e eu contarei a você segredos fabulosos sobre os meus planos.” (Jer 33:3)<br />
  4. 4. Oração<br />Pré-impacto<br />Caminhadas de oração na região alvo<br />Promova vigílias de oração entre os voluntários<br />Incentive os voluntários e as igrejas a adotarem o projeto em oração<br />Proponha à igreja da região alvo (caso tenha) pelo menos 30 dias de oração antes do impacto<br />Marque momentos de consagração (oração e jejum) entre os líderes do projeto<br />
  5. 5. Oração<br />Pró-impacto<br />A sala de oração precisa funcionar durante todo o dia e estar à disposição durante a noite.<br />Todas as equipes precisam orar na saída e na chegada à base<br />Marque momentos de oração bem cedo (6h00) nas praças da cidade com todos os voluntários<br />Faça caminhadas de oração<br />Pós-impacto<br />Marque uma vigília de agradecimento<br />Já comece a orar pelo próximo impacto<br />
  6. 6. planejamento<br />“Eu o ensinarei e mostrarei a você o caminho por onde deve andar. Eu mesmo lhe darei conselhos e o vigiarei – diz o Senhor.” (Sal 32:8)<br />
  7. 7. Planejamento<br />Seja organizado! <br />Seja estrategista. Planeje cada coisa que irá acontecer<br />Seja flexível. Nem sempre tudo irá acontecer como planejado.<br />“O único homem que está isento de erros, é aquele que não arrisca acertar.”<br />(Albert Einstein)<br />
  8. 8. Planejamento<br />O planejamento de todas as fases do projeto é feito nesta etapa. Dividimos em 3 fases para facilitar:<br />Pré-impacto: trata-se do planejamento das atividades executadas antes do projeto<br />Durante: trata-se do planejamento das atividades executadas durante os dias de impacto<br />Pós-impacto: planejamento das atividades a serem realizadas depois do impacto<br />
  9. 9. PLANEJAMENTO<br />“Eu o ensinarei e mostrarei a você o caminho por onde deve andar. Eu mesmo lhe darei conselhos e o vigiarei – diz o Senhor.” (Sal 32:8)<br />
  10. 10. Escolha das atividades<br />
  11. 11. Definição das equipes<br />Baseando-se nas atividades escolhidas, defina as áreas que o impacto irá abranger. Por exemplo:<br />Atendimento social<br />Assistência às crianças<br />Evangelismo e recenseamento<br />Incentivo cultural<br />Entretenimento à população<br />Defina as equipes do projeto de acordo com as áreas<br />
  12. 12. Definição do organograma<br />O organograma é um dos principais artefatos a serem implementados. Nele estão destacados apenas os líderes de cada equipe<br />Escolha bem sua equipe de apoio<br />Pessoas voluntárias com visão de Reino que ofereçam prioridade e tempo<br />Lembre-se: pessoas certas, no lugar certo, fazendo a coisa certa<br />Seja flexível quanto a escolha da função. A pessoa escolhida será mais produtiva numa área que ela mais se identifica<br />A idéia é descentralizar o máximo e acompanhar as tarefas de cada um. Dê autonomia aos líderes<br />
  13. 13. Definição do organograma<br />Escolha 1 ou no máximo 2 líderes por equipe, para o segundo caso, deixe 1 para responder pelo trabalho<br />Agregue ministérios parceiros ao projeto: bandas, teatros, equipes de profissionais<br />
  14. 14. Definição do organograma<br />...<br />
  15. 15. Definição do organograma<br />...<br />...<br />...<br />
  16. 16. Recrutamento<br />Na inscriçãopeçaparaosvoluntáriosselecionarem as suashabilidades<br />Monte as equipes de Teatro e Infantil com antecedência (antes do prazo de término das inscrições)<br />Monte as outrasequipes logo após o prazo de inscrições (com exceçãodaequipe de EvangelismoUrbano.<br />Equipe qualificada para áreas específicas e com quantidade de voluntários suficiente<br />O restante dos voluntáriosficarãonaequipe de EvangelismoUrbano<br />Com equipemaiorpode-se alcançar o alvomaisrapidamente e melhorar a qualidade das visitas<br />
  17. 17. Reuniões<br />
  18. 18. Cronograma de atividades<br />Qual o períodoparabusca de parceiros?<br />Quandoproduzir material de propaganda do projeto?<br />Qual o prazomáximopara a entregadesse material?<br />Quando o hotsitedeveráficar pronto?<br />Quandocomeçar e encerrar o período de propaganda?<br />Qual o período de inscrições? …formas de pagamento?<br />Qual o material de evangelismo a ser utilizado, ondecomprar e quando?<br />Quandoserá a reunião com a bancadapolíticadacidade?<br />Quemirámarcaressareunião?<br />
  19. 19. Identidade visual e documentos<br />A identidade visual será o “cartão de entrada” do impacto<br />Escolha a corpadrão do projeto e crieosítensabaixo de acordo com ela<br />Crieumalogomarca<br />Faça um cartaz<br />Crie um modelo de camiseta<br />Se possívelfaça um vídeopromocional<br />Se possívelfaça um hotsite<br />
  20. 20. Identidade visual e documentos<br />Os documentossãonecessáriospordiversosmotivos:<br />Histórico<br />Fixaçãodavisão, missão e objetivos do projeto<br />Parcerias e patrocínios<br />Compartilhamento de informações<br />Avaliação e melhoria<br />
  21. 21. Identidade visual e documentos<br />Monte apresentaçõesem slides<br />Umapara a apresentaçãonaprefeitura e patrocinadores<br />Umaparadivulgaçãonasigrejas<br />Umapara o treinamento dos voluntários<br />
  22. 22. Escolhadaregiãoalvo<br />É uma das decisõesmaisimportantes, portantodeve ser feitanadependência do Senhor<br />Peçasugestões de cidadesestratégicasà Convenção Batista do seu Estado<br />Coloquecadaconvite das igrejasemoração<br />A equipe de oraçãodevefuncionardesde o períodopré-impacto<br />Espere com paciência no Senhor!<br />
  23. 23. Mapeamento<br />É essencial que se faça o mapeamento da região alvo<br />Em projetos realizados num curto período de tempo (4 dias) e com muitos participantes (cerca de 400) é praticamente impossível, humanamente falando, obter-se resultados satisfatórios.<br /> A não ser que....<br /> ...tudo seja planejado e executado com o máximo deorganização possível.<br />PRECISAMOS CONHECER NOSSO CAMPO ALVO.<br />
  24. 24. Mapeamento<br />Casotenhaacesso a um GPS, utilize-o<br />Casonãotenha:<br />Nas visitas ao campo alvo procure conseguir um mapa da cidade (Prefeitura, Cagepa, Incra, IBGE, etc). Caso não haja peça à igreja local que desenhe<br />Existem sites na web com mapas e imagens de satélite: http://maps.google.com.br . Verifique se a cidade alvo está lá.<br />Redesenhe o mapa conseguido<br />Divida o campo alvo em diversas áreas e distribua para as equipes de 10<br />
  25. 25. Mapeamento<br />
  26. 26. Mapeamento<br />
  27. 27. Mapeamento<br />
  28. 28. Divulgação<br />Pela internet<br />Orkut<br />Chats (MSN)<br />Sites<br />Newsletter<br />Nas igrejas<br />Por relacionamento (envolvendo pessoas na equipe de apoio)<br />Contato com pastores<br />Contato com líderes de juventudes<br />
  29. 29. Inscrições<br />Podem ser realizadasmanualmente num pontoestratégico<br />Convenção Batista<br />Livrarias<br />Podem ser online através do site do projeto<br />Pagamentopordepósito, transferênciaou via PagSeguro (uol)<br />Documentossolicitados:<br />Carta de recomendação<br />Termo de compromisso<br />
  30. 30. Levantamento de recursos<br />O valor dainscrição é bemacessível (nãocobre as despesas)<br />Como fazer um projetosempossuirqualquerrendafixa?<br />SOLUÇÃO: trabalhar com parcerias<br />Igrejamãe do trabalho<br />Prefeitura Municipal<br />Empresas e organizações<br />Ofertasvoluntárias<br />
  31. 31. Levantamento de recursos<br />Faça o levantamento das possíveis parcerias<br />Lançe propostas para empresas:<br />Uma empresa de alimentos pode doar lanche para as crianças da EBR<br />Uma gráfica pode doar o material evangelístico<br />
  32. 32. Financeiro<br />Elabore uma simulação de entradas e saídas: sempre deixar um dinheiro sobrando<br />Separe custos fixos de custos variáveis<br />Previna-se! Tenha pelo menos o plano B e C<br />Divida as despesas (parcerias)<br />Utilizandoessasdicasvocêsperceberãoqueaindasobrarápara o próximo.<br />
  33. 33. Modelo de Orçamento<br />Modelocontendopossíveisentradas e saídas<br />
  34. 34. Divisão das Despesas<br />Como distribuir as despesas do impactopelasentidadesparceiras<br />
  35. 35. Conversa com secretáriosdaprefeitura<br />
  36. 36. Treinamento<br />Da liderança do projeto<br />Dos voluntários radicais (simultaneamente em regiões diferentes)<br />Da igreja local (1 mês antes do projeto)<br />
  37. 37. PLANEJAMENTO<br />“Eu o ensinarei e mostrarei a você o caminho por onde deve andar. Eu mesmo lhe darei conselhos e o vigiarei – diz o Senhor.” (Sal 32:8)<br />
  38. 38. Controle dos resultados<br />Incentive as duplas a orar a cada saída agradecendo e intercedendo pelas vidas acompanhadas.<br />
  39. 39. Material do voluntário<br />
  40. 40. PLANEJAMENTO<br />“Eu o ensinarei e mostrarei a você o caminho por onde deve andar. Eu mesmo lhe darei conselhos e o vigiarei – diz o Senhor.” (Sal 32:8)<br />
  41. 41. Certificado<br />
  42. 42. Pós-projeto/Reencontro<br />São marcados, de acordo com a necessidade, algunsretornos à cidadeimpactada:<br />Para visitaàspessoasdecididas<br />Incentivo à igreja local<br />O acompanhamentodos novos decididos através da igreja local é IMPRESCINDÍVELpara amanutençãodos resultados.<br />
  43. 43. Financeiro<br />Cuidado com ospagamentospós-projeto<br />
  44. 44. Avaliação<br />Aprenda com os erros<br />A cada erro você aprenderá mais um caminho por onde não percorrer<br />Avalie seu trabalho e o da sua equipe<br />Faça avaliação e documente ao final de cada projeto<br />Sempre antes de planejar um outro projeto verifique suas anotações <br />
  45. 45. Expansão<br />Precisamos ganhar o Brasil pra Jesus!<br />Compartilhe suas idéias e projetos com outros<br />
  46. 46. ESTUDO DE CASO<br />Desafio Radical - Projeto da Juventude Batista do Litoral Paraibano<br />
  47. 47. DR2007 – ARAÇAGI/PB<br />300 inscritos<br />Recenseamentoemtodas as casasdacidade e emváriossítios<br />247 atendimentossociais<br />Médiadiária de 500 criançasnaEscola de Férias<br />1190 decisõesaolado de Jesus<br />Hoje: 5 frentesmissionáriase mais de 100 crentesenvolvidos.<br />
  48. 48. DR2008 – PITIMBÚ/PB<br />4 bases<br />50 líderes<br />411 inscritos<br />51 Igrejas Batistas da Paraíba representadas<br />Mais de 2000 atendimentos na área social<br />993 decisões<br />
  49. 49. DR2009 – LUCENA/PB E CRUZ/PB<br />2 cidades<br />65 líderes<br />550 inscritos<br />350 novatos<br />81 igrejas envolvidas<br />6 estados brasileiros<br />2.276 atendimentos na área social (medicina, odontologia, advocacia, nutricionista, psicologia, corte de cabelo, enfermagem, etc... )<br />2.169 decisões<br />
  50. 50. http://cirino.pibja.org<br />

×