Your SlideShare is downloading. ×
Tuberculose
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Tuberculose

9,783
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
9,783
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
205
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Vigilância epidemiológica da TUBERCULOSE Sistema de informação
  • 2. A TB é uma das grandes causas de mortes de doenças preveníveis e curáveis Fonte: OMS, 2005
  • 3. Os 22 países de maior carga de TB são responsáveis por 80% dos casos do mundo
  • 4. Casos novos de tuberculose Estado de São Paulo,1998 a 2008 Taxa de incidência 40 por 100 mil habitantes . * Por 100 000 hab
  • 5. Casos novos de Tuberculose no sistema prisional Estado de S. Paulo, 1998 a 2008 Taxa de incidência 750 por 100 mil detentos
  • 6. Número de sintomáticos Busca ativa de casos no respiratórios examinados sistema prisional Estado de São Paulo 2003-2008 Positividade
  • 7. Estratégia DOTS 1. Compromisso político 2. Diagnóstico rápido e com qualidade 3. Medicamentos gratuitos – continuidade 4. Tratamento supervisionado (DOT) 5. Sistema de informação confiável Componentes adicionais a) Atenção especial aos pacientes HIV-positivos e aos casos resistentes c) Fortalecer o sistema de saúde d) Envolver pacientes e comunidades
  • 8. Sistema de informação monitorar e avaliar as ações do programa PRONTUÁRIO
  • 9. Sistema de informação monitorar e avaliar as ações do programa Sintomáticos Busca ativa respiratórios examinados Lab-TB Notificação dos casos Tratamento TB web
  • 10. O que é Busca ativa? Interrogar sobre tosse Identificar TOSSE Sintomático Mais de 2 ou 3 semanas Respiratório Investigar TB por exame do escarro
  • 11. Por que procurar quem tem tosse? Fonte de DOENTE infecção TB pulmonar 1. sem tratamento 2. primeiros 15 dias do tratamento 3. tratamento inadequado
  • 12. Por que procurar quem tem tosse? A forma pulmonar é a mais frequente (80 a 85 %) 2/3 dos casos de TB pulmonar têm BK positivo Fontes de transmissão
  • 13. A tosse é o sintoma mais frequente suor noturno 55% Cansaço 68% Perda de peso 74% tosse com ou febre baixa, sem escarro 78% geralmente à hemoptise tarde 60% 37%
  • 14. Por que pedir o exame de escarro? Diagnóstico da TB pulmonar Exame de escarro Confirmação bacteriológica Baciloscopia de escarro 2 amostras, em dias diferentes Cultura de escarro para todos os detentos suspeitos de TB Teste de sensibilidade para todos
  • 15. Baciloscopia de escarro Exame direto do material Tempo para realização – 1 hora
  • 16. Cultura Demora 1 a 2 meses pelo método tradicional Redução do tempo pelo método automatizado
  • 17. Teste de sensibilidade Realizado em 5 laboratórios no Estado SP Instituto Adolfo Lutz Central (SP) ICF IAL Ribeirão Preto IAL Sorocaba IAL Santo André A cultura é enviada a esses laboratórios para o teste
  • 18. Raio X Não confirma a tuberculose, é somente um complemento
  • 19. Busca ativa de casos no sistema prisional Sintomáticos Respiratórios = tosse há mais de 2 semanas
  • 20. Por que 2 semanas ? População com grande risco de TB Finalidade do “ponto de corte”: Estabelecer a separação entre as infecções respiratórias agudas e de duração mais prolongada
  • 21. Quando realizar a busca ativa Na inclusão Busca periódica (pelo menos 2 vezes ao ano) Sempre que tiver um caso (contatos)
  • 22. Como colher Uma boa amostra de escarro é que provém baciloscopia de da arvore brônquica escarro Volume: 5 a 10 ml. Identificação (nome do paciente e data da coleta no corpo do pote e nunca na tampa) Recipiente para coleta de escarro
  • 23. Quais dos seguintes pacientes são SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS? X R.P. -dor de cabeça e nas articulações, não colheu baciloscopia. 1. X P.S. -tosse, dor no peito, chiado no peito e febre há 3 dias. 2. 3. C.M. - tosse, emagrecimento e febre há 1 mês, não foi pedida baciloscopia porque aguarda consulta médica. 4. F.T. - tosse há 3 semanas e não colheu baciloscopia. 5. S.S.- tosse sem escarro há 4 semanas, colheu baciloscopia com resultado positivo. X J.S.- tosse e febre há 8 dias, não colheu baciloscopia. 6. 7. F.C. – tosse há muitos anos, porque é fumante.
  • 24. Quais dos seguintes pacientes são SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS? (continuação) 8. B.S., tosse há 2 meses, colheu baciloscopia com resultado negativo. 9. J.P.R., tosse há 15 dias, colheu baciloscopia no dia 1/03 e não colheu segunda amostra. O resultado da primeira foi negativo. X M.C., tosse há uma semana e não colheu baciloscopia. 10. 11. J. T., tosse há 1 semana, suores noturnos, RX suspeito de TB, colheu baciloscopia a pedido médico. 12. W.S., cansaço há 15 dias, nega tosse, colheu baciloscopia, resultado positivo.
  • 25. Livro de Registro dos sintomáticos respiratórios
  • 26. Livro de Registro dos sintomáticos respiratórios Exames de Escarro Penitenciária de Serra Azul Identificação para Diagnóstico 1ª amostra 2ª amostra Observa No Data de Resultado Coleta Resultado Ordem Nome Identificação de Data Idade Sexo Endereço BAAR Data Data BAAR D.A. S.R. e Coleta 1 Fulano de Tal 30 m Raio 3 cela 5 2/5 mat 134780 da Silva23 m Raio 3 cela 7 2 Sicrano 2/5 m 3 Beltrano Souza 29 m Raio 3 cela 13 3/5 m 4 J.P.R 44 m Raio 3 cela 13 4/5 ma
  • 27. Pedido de Penitenciária de Serra Azul Sicrano da Silva 2548963 exame de baciloscopia 25/04/79 30 x Observar dados x de x 02/05/09 preenchimento necessários e a quem é permitido assinar o pedido de baciloscopia
  • 28. Penitenciária de Serra Azul Pedido de Sicrano da Silva 2548963 exame de cultura 25/04/79 30 x x x x x x
  • 29. Livro de Registro dos sintomáticos respiratórios 1 Fulano de Tal 30 m Raio 3 cela 5 2/5 3/5 neg 3/5 6/5 neg 2 Sicrano da Silva23 m Raio 3 cela 7 2/5 3/5 ++ 4/5 6/5 ++ 3 Beltrano Souza 29 m Raio 3 cela 13 3/5 3/5 + 4/5 9/5 ++ 4 J.P.R 44 m Raio 3 cela 13 4/5
  • 30. MAPA DE REGISTRO DE INTERROGATÓRIO DE SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS Penitenciária de Serra Azul Raio 3 02 05 2009 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Fulano de Tal Sicrano da Silva
  • 31. Informações sobre busca ativa e diagnóstico Sistema LAB-TB Quem informa – laboratórios Informações mensais via internet: - Número de exames realizados - Número de pessoas examinadas (sintomáticos respiratórios) por município e por presídio
  • 32. LAB-TB Busca Ativa Estado de São Paulo – 2008 Meta: examinar 403.202 sintomáticos (1% da população) Número de sintomáticos examinados: 215.838 Detentos: 15.602 (973 BK positivos)
  • 33. Notificação Quem deve ser notificado como Caso caso de TB ? Confirmado - BK - Cultura Diagnóstico Clínico (médico) - Tratamento - Declaração de óbito
  • 34. Ficha de Notificação
  • 35. Ficha de Notificação 23 46 6 61 5 6 7 88 8 1 – 5 1 231124 Sicrano da Silva 1 SP 25/04/79 2 5 Mãe do Sicrano 1 detento - marceneiro 6 SP Detento 999900 R. 15 de maio,6 1 Centro Santos 25678990 DATA DE NOTIFICAÇÃO Penitenciária Serra Azul 2 02/07/09 Serra Azul
  • 36. Ficha de Notificação (continuação) HISTÓRIA DE TRATAMENTO TRATAMENTO ANTERIOR 3 DATA DE INÍCIO DO 1. CASO NOVO (sem tratamento anterior ) 4. NÃO SABE INFORMAR TRATAMENTO ATUAL 2. RECIDIVA, ALTA POR CURA HÁ _______ ANOS 9. S/ INFORMAÇÃO 2 3. RETRATAMENTO - ABANDONO HÁ _______ ANOS 03 05 09 ____/____/______ FORMAS CLÍNICAS FORMA CLÍNICA 1 1 FORMA CLÍNICA 2 4 FORMA CLÍNICA 3 1. PULMONAR 5. GANGL.PERIFÉRICA 8. GENITAL 11. PELE. 17. MÚLTIPLOS 3. MENÍNGEA 6. ÓSSEA 9. INTEST 13. LARÍNGEA ÓRGÃOS 4. PLEURAL. 7. VIAS URIN. 10. OFTÁLMICA 15. MILIAR TIPO DE DESCOBERTA 1. DEMANDA AMBULATORIAL 5 5. BUSCA ATIVA EM INSTITUIÇÃO DATA APROX. PRIMEIROS 2. URGÊNCIA / EMERGÊNCIA 6. BUSCA TIVA NA COMUNIDADE SINTOMAS 3. ELUCIDAÇÃO DIAGN.EM INTERNAÇÃO 7. DESCOB. APÓS ÓBITO 12 04 09 ____/____/______ 4. INVESTIGAÇÃO DE CONTATOS 8. CONTINUIDADE DE TRATAMENTO
  • 37. Ficha de Notificação (continuação) EXAMES COMPLEMENTARES 1 BACILOSCOPIA DE ESCARRO 8 BACILOSCOPIA OUTRO MATERIAL 3 HIV 3 CULTURA ESCARRO 8 CULTURA OUTRO MATERIAL CÓDIGOS BACILOSCOPIA / CULTURA / HIV 1. POSITIVO 8.N/REALIZADO 2. NEGATIVO 9.S/INFORMAÇÃO 3 RX TÓRAX 8 OUTRA LOCALIZAÇÃO RX CÓDIGOS RX 1. NORMAL 4. OUTRAS AFECÇÕES 2. SUSPEITA DE TB 8 .N/REALIZ 3. SUSPEITA DE TB C/CAVIDADE 9. S/INFORM 3 EM ANDAMENTO 8 HISTOPATOLÓGICO NECRÓPSIA OUTROS ______________ CÓDIGOS HISTOPATOLÓGICO E NECRÓPSIA 1. BAAR POSITIVO 8 .N/REALIZ 2. SUGESTIVO TB 9 S/INFORM .
  • 38. AGRAVOS ASSOCIADOS AIDS X DIABETES ALCOOLISMO X DROGADIÇÃO DOENÇA MENTAL OUTRA NENHUMA SEM INFORMAÇÃO CONTATOS DOMICILIARES 12EXISTENTES 10 EXAMINADOS ADOECERAM TRATAMENTO TIPO DE TRATAMENTO ESQUEMA DROGAS 1 X RIFAMPICINA (R ) X ETAMBUTOL (E) OUTRAS ESPECIFICAR: 1. SUPERVISIONADO X ISONIAZIDA (H) ESTREPTOMICINA (S) 2. AUTO-ADMINISTRADO 9. SEM INFORMAÇÃO X PIRAZINAMIDA (Z) ETIONAMIDA (Et )
  • 39. LIVRO DE REGISTRO DE PACIENTES E ACOMPANHAMENTO DE TRATAMENTO DOS CASOS DE TUBERCULOSE
  • 40. Penitenciária de Serra Azul 2321 34567 Fulano de Tal 32 m
  • 41. ia de Serra Azul Serra Azul Tal 32 m + pos ++ S neg p+c n
  • 42. SP 04 ++ + neg neg n/re neg P+ c n 1 03/05/09 S cura 07/11/
  • 43. SP 04 2009 ++ + neg neg n/re neg 23 21 sensível a todos os cura 07/11/09 medicamento
  • 44. Penitenciária de Serra Azul 2321 34567 Fulano de Tal 32 m + ++ 8925 34568 Sicrano da Silva 27 m + neg
  • 45. 2321 34567 Fulano de Tal 32 m + ++ 8925 34568 Sicrano da Silva 27 m + neg JUNHO 2009 8925 34568 Beltrano Souza 29 m ++ +
  • 46. Ficha de Tratamento supervisionado (DOT) Preencher a ficha de tratamento supervisionado, considerando as seguintes informações:
  • 47. Preencher a ficha de tratamento supervisionado, considerando as seguintes informações: S.Silva iniciou tratamento em 02/05. Fez o tratamento supervisionado na enfermaria. Na saída para o dia das mães, levou os medicamentos mas tomou somente 2 dias. Nos outros 4 dias, não tomou. Voltou no dia 18/05 e retomou tratamento em DOT até o final.
  • 48. Pergunta: O que fazer com os 4 dias em que o paciente não tomou os medicamentos?
  • 49. Ficha de Controle do Tratamento supervisionado Sicrano da Silva 30 pulmonar posit 2244 238459 2 /5 /09 2/11/09 05 s s s s s s s s s s AANNNN s s s s s s s s s s s s s s 06 s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s s 07 s 07 ssssssssss sssssssssss sssssssss 08 ssssssssss sssssssssss sssssssss s 09 ssssssssss sssssssssss sssssssss 10 ssssssssss sssssssssss ssssssssss 11 ssssss
  • 50. EMITIDO EM: 20/12/2007 TUBERCULOSE – BOLETIM DE ACOMPANHAMENTO Unidade de atendimento: UBS DA ALEGRIA Município de atendimento: PARAÍSO SINAN NOME PRONT. INÍCIO EXAMES ESQUEMA ULT. BAC. NÚMERO DE SITUAÇÃO CONTATOS ATUAL CONTROLE DIAS SUPERV. ATUAL DOMICILIARES 235689 FULANO DE TAL 345/2007 23/04/2007 Baciloscopia: Negativo RHZ Resultado: ______ Até 23/06 _____ ___________ Total: 3 Cultura esc.: Não Realizado De 24/06 a 24/10 _____ Examin: Anti-HIV: Em andamento Data: __/__/______ Após 24/10 _____ __/__/______ Adoec: Teste Sensibilidade: _________ 235689 BELTRANO DOS SANTOS 265/2007 12/03/2007 Baciloscopia: Positivo RHZE Resultado: ______ Até 12/05 _____ ___________ Total: 5 Cultura esc.: Em Andamento De 13/05 a 13/09_____ Examin: 2 Anti-HIV: Negativo Data: __/__/______ Após 13/09 _____ __/__/______ Adoec: 1 Teste Sensibilidade: _________ 235689 SICRANO DA SILVA 434/2007 10/11/2007 Baciloscopia: Positivo RHZ Resultado: ______ Até 10/12 _____ ___________ Total: 0 Cultura esc.: Em Andamento De 11/12 a 11/02_____ Examin: Anti-HIV: Positivo Data: __/__/______ Após 11/02 _____ __/__/______ Adoec: Teste Sensibilidade: _________ OBS: ______________________________________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Situação atual: 1- Cura 2- Abandono 4- Mudança Diagn. 5- Óbito por TB 6- Óbito Não TB 7-Em tratamento 8- Hospitalizado 9- Falência 10-Outra
  • 51. Sistema de vigilância Fluxo da informação BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO CASO DE TB ( mensal ) FICHA DE Vigilância municipal NOTIFICAÇÃO ou do GVE LIVRO VERDE
  • 52. Sistema de vigilância Fluxo da informação BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO CASO DE TB FICHA DE Vigilância municipal NOTIFICAÇÃO ou do GVE LIVRO VERDE
  • 53. Sistema de vigilância Uso da informação Quantos casos você tratou? Qual a porcentagem de cura? de abandonos? Óbitos? Transferências?