SumárioIntrodução............................................................................................................
Elaboração:                                      .Consórcio.Cobrape-Etep.                    .        Consórcio.Revita.   ...
IntroduçãoA.        Sabesp.está.realizando.amplo.trabalho.para.informar.e.conscientizar.a.popula-          ção.sobre.a.esc...
1A importância do Programa deUso Racional da Água - PURAÉ.      consenso.mundial.que.a.água.é.um.bem.finito.e.limitado..To...
A.importância.do.Programa.de.Uso.Racional.da.Água.-.PURA                                       Como. incentivo. a. essas. ...
2Sobre a educação ambientalP      reocupar-se.com.questões.ambientais.e.sua.abordagem.dentro.da.escola.vai.além.do.en-    ...
3                                                                  Temas transversaisA.       transversalidade.diz.respeit...
Manual.do.Multiplicador                           A transversalidade nos parâmetros curriculares nacionais                ...
Temas.transversaisnuma.tribo.indígena..No.segundo.ciclo.é.possível.tratar.sobre.a.questão.da.água.nas.diferenças.entre.cam...
Manual.do.Multiplicador                           que. se. preocuparam. com. o. mundo.. Uma. obra. es-                    ...
4                                         Principais temas ambientais  Você.conhece.os.                                   ...
Manual.do.Multiplicador                                                      Tratados e Convenções                        ...
Principais.temas.ambientaisSemana Mundial da Água    Em.2009,.durante.o.mês.de.agosto,.será.realizado.a.World.Water.Week.(...
Manual.do.Multiplicador                           4.1    A evolução do homem                               A.relação.entre...
Principais.temas.ambientais    A. natureza. não. pode. ser. considerada. como. algo. externo,. ao. qual. a. sociedade. hum...
Sugestão de atividades         1º ciclo      Atividade 1                           Em.1856,.no.vale.do.rio.Neander,.na.Ale...
2 º ciclo             Atividade 3   Estimule.uma.pesquisa.sobre.o.tema.e.peça.para.que.as.crianças.façam.uma.correlação.so...
Manual.do.Multiplicador                           4.2     O aquecimento global                           O que ameaça o pl...
Principais.temas.ambientaisA. concentração. dos. gases. de. efeito. estufa. na. atmosfera. aumentou. de. modo. significati...
Sugestões de atividades          Para.sensibilizar.as.crianças.sobre.o.aquecimento global,.podem.ser.desenvolvidas.di-    ...
Atividade 2 - Cruzadinha nº 1                                21.
Atividade 3 - Cruzadinha nº 2      3 LETRAS 4 LETRAS 5 LETRAS 6 LETRAS 7LETRAS   8 LETRAS   11 LETRAS        14 LETRAS    ...
Atividade 4 - Corte e cole    Sugira.aos.alunos.que.procurem.em.revistas.e.jornais,.imagens.e.pa-lavras. que. abordem. tem...
Hortas na escola          Quando.as.próprias.crianças.cultivam.ou.preparam.os.próprios.alimentos.que.comem,.      eles. qu...
2. Prepare a terraMisture.três.partes.de.terra.com.duas.de.esterco.de.gado.bem.curtido,.que.não.tem.cheiro.como.o.de.galin...
Comparação de grandezas         As.situações.didáticas.que.envolvem.o.trabalho.com.grandezas.e.medidas.contribuem.para.   ...
Atividade 9 - Vamos ligar as imagens              Ligue o numeral à quantidade certa        Ligar o conjunto da natureza a...
Manual.do.Multiplicador                           SAIBA MAIS                                   DESASTRES CLIMÁTICOS EM 200...
2º cicloAtividade 10 - Roda de jornais e revistas    Sentar. em. roda. é. uma. boa. estratégia. para. socializar. informaç...
Atividade 12 - Criando jogos e                       brincadeiras          Os.alunos.podem.criar.jogos.e.brincadeiras.atra...
Atividade 14 - Diluição de esgotosObjetivo:    Calcular. o. volume. de. água. necessário. para. absorver. o. esgoto. de. u...
Atividade 15 - Atividades de          percepção ambiental  VISÃO      Oriente.os.alunos.para.que.observem,.listem,.desenhe...
PALADARObjetivo: utilizar.o.paladar.para.distinguir.os.diferentes.sabores.Exercício 1     Promova.uma.discussão.que.permit...
Atividade 16              Objetivo: Entender.como.ocorre.o.espalhamento.da.poluição.em.um.lago.      Material:      1. Uma...
Atividade 17 - Chuva ácidaObjetivo: Entender.como.ocorre.a.chuva.ácida.na.natureza.Material:1. Um.pacote.de.enxofre.(+.ou....
Manual.do.Multiplicador                                 4.3 Impactos ambientais                                     Impact...
Principais.temas.ambientais    Grandes.projetos.agropecuários           Desmatamento.de.áreas.nativas.e.grandes.queimadas....
Manual.do.Multiplicador                                   As.culturas.ameaçadas.pela.mudança.climática.se.espalham.por.tod...
Principais.temas.ambientais           Como o desmatamento da Amazônia afeta o clima                   e a vida da populaçã...
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Manual do multiplicador de gerenciamento de água
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Manual do multiplicador de gerenciamento de água

3,455

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,455
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Manual do multiplicador de gerenciamento de água"

  1. 1. SumárioIntrodução.............................................................................................................. 3A.importância.do.Programa.de.Uso.Racional.da.Água.-.PURA................................. 4Sobre.a.educação.ambiental................................................................................... 6Temas.transversais.................................................................................................. 7 . 3.1.-.Os.conteúdos.disciplinares.no.contexto.da.água...................................... 8Principais.temas.ambientais.................................................................................. 11 . 4.1.A.evolução.do.homem............................................................................ 14 4.2.O.aquecimento.global............................................................................. 18 4.3.Impactos.ambientais. .............................................................................. 36 . 4.4.Megacidades.–.O.futuro.global............................................................... 38 . 4.5.Biodiversidade......................................................................................... 48 4.6.Água.–.O.berço.da.vida........................................................................... 54Distribuição.da.água.doce.superficial.no.mundo................................................... 58Sistemas.produtores. ............................................................................................ 61 .Multiplicando.ideias.e.atitudes.............................................................................. 69Apêndice.–.Outras.atividades.............................................................................. 106Legislações......................................................................................................... 115 .Abreviaturas....................................................................................................... 118Referências.bibliográficas.................................................................................... 119
  2. 2. Elaboração: .Consórcio.Cobrape-Etep. . Consórcio.Revita. . . Coordenação Geral: Haroldo.Ribeiro.de.Oliveira Jorge.Nelson.P..Gonçalves Lineu.Rodrigues.Alonso Rosângela.Mendes.F..Patrício. Equipe técnica: Sonia.Maria.Nogueira Adalgisa.Silva Mario.Schmitt Mauricio.J..de.Salles Ramon.Velloso.de.Oliveira Márcia.Maria.Marques Rui.Gregório.de.Salvo.Jr. Equipe de apoio: Filipe.Celeti Karina.Paola.Morales.Cardenas Revisão ortográfica: Fernando.Antonio.Patrick.de.Moraes Adaptação de imagens: Beatriz.Pollachi Criação e diagramação: Regina.Gotlieb.Beer.Salles Agradecimentos: Agradecimento.aos.profissionais.da.Sabesp.pela.colaboração. e.ao.Diretor.Metropolitano.Paulo.Massato.Yoshimoto.
  3. 3. IntroduçãoA. Sabesp.está.realizando.amplo.trabalho.para.informar.e.conscientizar.a.popula- ção.sobre.a.escassez.da.água.e.informar.a.sociedade.sobre.a.gestão.dos.recursos.hídricos.e.sobre.o.ciclo.do.saneamento. A. compreensão. desses. conceitos. é. de. fundamental. importância. para. as. ações. de.proteção.e.preservação.dos.recursos.hídricos,.mundialmente.considerados.como.um.bem.escasso.e.finito. Este.manual.oferece.ao.educador.informações.atualizadas.sobre.os.temas.meio.ambiente.e.preservação.e.conservação.dos.recursos.hídricos,.com.o.objetivo.de.fornecer.informações.e.instrumentalizar.os.educa-dores.para.que,.no.contexto.da.vivência.escolar.e.na.realida-de.manifestada.regionalmente,.possam.desenvolver.atividades.que.contribuam.na.formação.dos.alunos.para.serem.cidadãos.que. pensem. e. atuem. por. si. e. consigam. a. capacidade. de.examinar.criticamente.as.ideias.que.lhes.são.apresenta-das.e.a.realidade.social.que.compartilham. As. atividades. sugeridas. por. ciclo. es-colar.pretendem.auxiliar.o.educador.na. …é.necessário.que.a.escola.aplicação.dos.conceitos.em.sala.de.aula.. se.proponha.a.trabalhar.com.São.exercícios.simples.que.permeiam.as. atitudes,.com.formação.de.diversas.matérias.do.currículo.escolar..Os. valores,.com.o.ensino.e.a.alunos.poderão.pensar,.pesquisar,.colo- aprendizagem.de.habilidades.rir,.brincar.e.criar.objetos.com.materiais.recicláveis,.sempre.refletindo.sobre.a.ne- e.procedimentoscessidade.de.preservar.o.meio.ambiente.e,.principalmente,.a.água.
  4. 4. 1A importância do Programa deUso Racional da Água - PURAÉ. consenso.mundial.que.a.água.é.um.bem.finito.e.limitado..Todos.os.dias.nós.vemos.e.ou- vimos.informações.sobre.este.tema..Sabemos.que.apenas.0,01%.da.água.doce.vinda.dos.rios.de.nosso.planeta.está.disponível.para.o.consumo.humano..E.o.que.temos.feito.para.preservar.este.importante.recurso? Atenta.a.esta.questão,.a.Companhia.de.Saneamento.Básico.do.Estado.de.São. Paulo.(Sabesp).desenvolveu,.entre.outras.ações,.o.Programa.de.Uso.Racional.da. Água.(PURA),.que.tem.como.objetivo.atuar.na.demanda,.incentivando.o.uso. racional.através.de.ações.tecnológicas,.medidas.de.conscientização.e.de. sensibilização,.promovendo.a.mudança.cultural.da.população.quanto. ao. desperdício. da. água,. visando. enfrentar. a. sua. escassez,. tendo. como.seu.foco.principal.as.bacias.hidrográficas.em.condições.críti- cas.de.disponibilidade.hídrica.. Os.objetivos.do.Programa.de.Uso.Racional.da.Água.(PURA),.que.estende. suas.ações.ao.consumo.doméstico.e.não-doméstico,.se.fazem.cada.vez.mais. prementes.e.destacados,.não.apenas.nos.limites.da.Região.Metropolitana.de.São. Paulo.(RMSP),.como.também.em.qualquer.centro.urbano.do.mundo.Os principais benefícios do programa são:• Prorrogar.a.vida.útil.dos.mananciais.existentes,.promovendo.a.conservação.dos.recursos.hídricos;• Promover.uma.maior.disponibilidade.de.água.para.população;• Reduzir.investimentos.na.captação.de.água,.cada.vez.mais.distante.dos.centros.urbanos;• Diminuir.o.volume.de.esgotos.a.serem.coletados.e.tratados;• Diminuir.o.consumo.de.energia.elétrica.e.outros.insumos.
  5. 5. A.importância.do.Programa.de.Uso.Racional.da.Água.-.PURA Como. incentivo. a. essas. práticas,. o. Governo. do. Esta- do. de. São. Paulo,. através. do. Decreto. Estadual. nº. 45.805,. de. maio/2001,.instituiu.o.Programa.Estadual.de.Uso.Racional.da. Água.Potável.no.âmbito.dos.órgãos.da.administração.pública. direta,.das.autarquias,.das.fundações.instituídas.ou.mantidas. pelo.Poder.Público.e.das.empresas.em.cujo.capital.o.Estado.te- nha.participação.majoritária,.bem.como.das.demais.entidades. por. ele. direta. ou. indiretamente. controladas,. orientado. para. obter. a. redução. de. 20%. do. consumo.. O. Decreto. no. 48.138,.publicado.em.outubro/2003,.instituiu.medidas.de.redução.de.consumo.e.racionalização.do.uso.de. água. no. mesmo. âmbito,. considerando. a. necessidade. de. sensibilizar,. orientar. e. reeducar. os.agentes.públicos.e.privados,.para.que.utilizem.água.de.modo.racional.e.eficiente,.designando.a.função.do.controlador. O.município.de.São.Paulo,.com.base.na.lei.estadual,.em.28.de.junho.de.2005.institui.através.da.Lei.Municipal.14.018/05.o.Programa.de.Conservação.e.Uso.Racional.e.Reúso.em.edificações.(regulamentado.pelos.Decretos.47.279,.de.maio/2006.e.o.Decreto.47.731.de.setembro/2006)..A. .lei.municipal.também.prevê.a.redução.de.20%.do.consumo. A. Sabesp. está. implantando. o. PURA. nas. escolas. da. rede. pública. de. ensino. do. Governo. do.Estado.de.São.Paulo.e.da.Prefeitura.Municipal.de.São.Paulo,.contemplando.além.de.intervenções.físicas.(como.a.substituição.de.equipamentos.hidrossanitários.existentes.por.equipamentos.eco-nomizadores),.ações.de.sensibilização.e.formação.de.profissionais.da.educação..Estes.educadores.desempenharão.o.papel.de.agentes.multiplicadores.e.controladores.para.a.manutenção.das.ins-talações.hidrossanitárias.das.unidades.escolares..Terão.um.papel.fundamental.para.que.as.ações.físicas.e.educacionais.atinjam.o.objetivo.de.contribuir.com.a.preservação.dos.recursos.hídricos,.diminuindo.o.consumo,.sem.prejudicar.a.qualidade.do.atendimento.e.eliminar.o.desperdício.e.as.perdas.de.água.por.vazamentos. “Economizando.água,. você.poupa.a.natureza.e. o.seu.próprio.bolso.”
  6. 6. 2Sobre a educação ambientalP reocupar-se.com.questões.ambientais.e.sua.abordagem.dentro.da.escola.vai.além.do.en- sino.de.ciências..“Se.a.escola.pretende.estar.em.consonância.com.as.demandas.atuais.da.sociedade,.é.necessário.que.trate.de.questões.que.interferem.na.vida.dos.alunos.e.com.as.quais.se.vêem.confrontados.no.seu.dia-a-dia”.(BRASIL,.1997a,.p..44-5)..O.meio.ambiente.é.um.tema.que.interfere.na.vida.do.aluno.e.está.presente.em.seu.cotidiano. Uma.sociedade.preocupada.com.seus.filhos.e.com.o.mundo.que.herdarão.sabe.da.impor-tância.em.ensinar.sobre.os.recursos.naturais.e.de.sua.escassez..É.necessário.mostrar.como.os.atos.de.cada.indivíduo.podem.repercutir.na.forma.como.o.homem.interage.com.a.natureza..Neste.sentido,.trabalhar.com.o.tema.meio.ambiente.“contribui.para.a.formação.de.cidadãos.conscientes,.aptos.a.decidir.e.a.atuar.na.rea-lidade.socioambiental.de.modo.comprometido.com.a.vida,.com.o. bem-estar. de. cada. um. e. da. sociedade,. local. e. global.. Para.isso,.é.necessário.que,.mais.do.que.informações.e.conceitos,.a.escola.se.proponha.a.trabalhar.com.atitudes,.com.formação.de.valores,.com.o.ensino.e.a.aprendizagem.de.habilidades.e.procedimentos.(BRASIL,.1998a,.p..67).” A.transformação.valorosa.da.natureza.requer.que.se.compreenda.a.escassez..Se.os.recursos.são.finitos,. há. que. se. pensar. em. como. prolongar. o.uso.da.natureza.em.benefício.do.homem..Faz-se.necessário.o.uso.consciente.dos.recursos.naturais..Há.a.destruição.da.fauna.e.flora.locais.com.o.crescimento.das.atividades.agrícolas.e.pecuárias;.há.a.poluição.do.leito.de.rios,.seja.pela.ati-vidade.industrial.com.produtos.químicos.ou.pela.ocupação.urbana.com.a.falta.de.saneamento;.há. alteração. no. clima. devido. à. concentração. de. poluentes. na. atmosfera;. há. desperdício. dos.recursos.hídricos.também.devido.ao.desperdício.elétrico;.há.a.utilização.de.agrotóxicos.e.o.uso.de.alteração.genética.nas.práticas.agrícolas..Significa.que.a.educação.ambiental.compreende.um.universo.temático.grande..Muito.além.de.preocupações.globais,.o.ambiente.escolar.é.ótimo.para.proporcionar.o.entendimento.dos.problemas.locais.
  7. 7. 3 Temas transversaisA. transversalidade.diz.respeito.principalmente.à.dimensão.da.didática,.e.a.interdisciplinari- dade.refere-se.a.uma.abordagem.epistemológica.dos.objetos.de.conhecimento..Ambas.se.fundamentam.na.crítica.de.uma.concepção.de.conhecimento.que.toma.a.realidade.como.um.conjunto.de.dados.estáveis.sujeitos.a.um.ato.de.conhecer.isento.e.distanciado..Ambas.apontam.a.complexidade.do.real.e.a.necessidade.de.se.considerar.a.teia.de.relações.entre.os.seus.diferentes.e.contraditórios.aspectos. A.interdisciplinaridade.questiona.a.segmentação.entre.os.diferentes.campos.de.conhecimento.produzidos.por.uma.abordagem.que.não.leva.em.conta.a.inter-relação.e.a.influência.entre.eles..Refere-se,.portanto,.a.uma.relação.entre.disciplinas. A. transversalidade. diz. respeito. à. possibilidade. de. se. estabelecer,. na. prática. educativa,. uma.relação.entre.aprender.sobre.a.realidade.e.as.questões.da.vida.real.(aprender.na.realidade.e.da.realidade). Na. prática. pedagógica,. interdisciplinaridade. e. transversalidade. alimentam-se. mutuamente,.pois.o.tratamento.das.questões.trazidas.pelos.Temas.Transversais.expõe.as.inter-relações.entre.os.objetos.de.conhecimento,.de.forma.que.não.é.possível.fazer.um.trabalho.pautado.na.transversa-lidade.tomando-se.uma.perspectiva.disciplinar.rígida..A.transversalidade.promove.uma.compre-ensão.abrangente.dos.diferentes.objetos.de.conhecimento,.bem.como.a.percepção.da.implicação.do.sujeito.de.conhecimento.na.sua.produção,.superando.a.dicotomia.entre.ambos..Por.essa.mes-ma.via,.a.transversalidade.abre.espaço.para.a.inclusão.de.saberes.extra-escolares,.possibilitando.a.referência.a.sistemas.de.significado.construídos.na.realidade.dos.alunos. Os.temas.transversais,.portanto,.dão.sentido.social.a.procedimentos.e.conceitos.próprios.das.áreas.convencionais,.superando.assim.o.aprender.apenas.pela.necessidade.escolar.
  8. 8. Manual.do.Multiplicador A transversalidade nos parâmetros curriculares nacionais A.problemática.trazida.pelos.temas.transversais.está.contemplada.nas.diferentes.áreas.curri- culares..Está.presente.em.seus.fundamentos,.nos.objetivos.gerais,.nos.objetivos.de.ciclo,.nos.con- teúdos.e.nos.critérios.de.avaliação.das.áreas..É.preciso.atentar.para.o.fato.de.que.a.possibilidade. de.inserção.dos.temas.transversais.nas.diferentes.áreas.(Língua.Portuguesa,.Matemática,.Ciências. Naturais,.História,.Geografia,.Arte.e.Educação.Física).não.é.uniforme,.uma.vez.que.é.preciso.res- peitar.as.singularidades.tanto.dos.diferentes.temas.quanto.das.áreas. Existem.afinidades.maiores.entre.determinadas.áreas.e.determinados.temas,.como.é.o.caso.de. Ciências.Naturais.e.Saúde.ou.entre.História,.Geografia.e.Pluralidade.Cultural,.em.que.a.transver- salidade.é.fácil.e.claramente.identificável. Antes. de. ser. a. última. palavra. em. projeto. interdisciplinar,. esta. proposta. tem. como. objetivo. mostrar.que.há.a.possibilidade.de.colocar.em.prática.este.projeto.no.ensino.fundamental..A.partir.. dos.conteúdos.e.potencialidades.inerentes.a.cada.ciclo.escolar,.é.possível.propor.o.ensino.da.te- mática.do.meio-ambiente.para.crianças. Este.caderno.contém.a.proposta.de.trabalho.referente.ao.tema.Água:.seu.ciclo,.sua.composi- ção,.seu.uso,.sua.importância,.bem.como.trataremos.de.temas.referentes.às.questões.ambientais.. Dentre.estes.temas.é.possível.abordar.a.água.e.as.questões.ambientais.em.todas.as.disciplinas.das. séries.iniciais,.conferindo.diversos.olhares.sobre.o.mesmo.objeto..A.importância.de.um.projeto. interdisciplinar.é.ampliar.o.olhar.do.aluno.frente.aos.questionamentos.que.se.apresentam..Conhe- cer.o.mundo.é.reconhecer-se.no.mundo.como.um..participante.do.convívio.social. . 3.1 - Os conteúdos disciplinares no contexto da água Primeiros ciclos (1ª a 4ª série) Matemática: além.da.interpretação.de.problemas,.existe. o.uso.funcional.que.se.dará.no.cotidiano..Com.isto,.as. operações. básicas. da. matemática. podem. ser. utilizadas. na.quantificação.de.água,.bem.como.em.exercícios.que. contenham.a.água.e.seu.uso.em.sua.formulação.. Língua Portuguesa: se.o.ensino.da.Língua.Portuguesa. tem.como.proposta.nos.PCN.o.uso.da.língua.em.diferen- tes.contextos,.pode-se.utilizar,.por.exemplo,.a.interpre- tação.dos.códigos.linguísticos.presentes.numa.conta.de. água.e.em.embalagens.de.brinquedos,.na.produção.de. redações.de.versos,.canções.de.roda. História e Geografia: no. primeiro. ciclo. é. importante. que.o.aluno.entenda.seu.contexto.socioeconômico..Pode. ser. tratado. como. o. homem. que. usa. a. água. de. acordo. com. seu. contexto. histórico-geográfico,. por. exemplo,.
  9. 9. Temas.transversaisnuma.tribo.indígena..No.segundo.ciclo.é.possível.tratar.sobre.a.questão.da.água.nas.diferenças.entre.campo.e.cidade,.mostrando.as.relações.existentes.entre.o.homem.e.o.meio.ambiente..No.campo.há.o.problema.da.mecanização.das.atividades.rurais.e.na.cidade.há.a.superpopulação.e.os.problemas.de.poluição.das.águas.Ciências: segundo.os.PCN,.é.necessário.no.primeiro.ciclo.que.se.compreenda.que.a.natureza.é.dinâmica..A.água.se.apresenta.de.diversas.formas.e.varia.de.um.ambiente.para.o.outro..A.água.é.o.elemento.principal.para.que.exista.vida.e.se.estudem.os.seres.vivos..No.segundo.ciclo.os.alunos. .já.possuem.conhecimento.para.que.possam.coletar.dados.e.trabalhar.com.a.formulação.de.pro-blemas.e.observação.de.regularidades..A.coleta.de.chuva.ou.medição.da.água.da.escola.durante.determinado.tempo.permite.que.os.alunos.possam.compreender.o.método.científico.aplicado.a.um.estudo.das.águas.(ciclo.da.água).Educação Física: compreender.o.próprio.corpo.é.também.compreender.que.somos.formados.por.água.e.que.é.importante.para.a.saúde.física..A.transpiração.e.a.hidratação.são.necessárias.para.que.se.possa.correr,.pular.e.brincar.Projeto para todas as matérias: o. ensino. do. uso. da. água. na. higiene. pessoal. e. as. transfor-mações.de.hábitos,.como.deixar.a.torneira.desligada.enquanto.se.escova.os.dentes,.podem.ser.trabalhados.em.grandes.campanhas.da.unidade.escolar..A.elaboração.de.uma.exposição.ou.feira.das.águas.ao.término.do.projeto.é.uma.ótima.maneira.do.aluno.sentir-se.participante.de.algo.que.engloba.toda.a.sua.escola..O.empenho.em.decorar.e.produzir.a.escola.para.uma.feira.(seja.interna.ou.aberta.para.a.comunidade),.além.de.ensinar.sobre.a.temática.ambiental,.proporciona.um.aprendizado.de.convívio.importante.para.a.educação.Últimos ciclos (ª a ª série)Matemática: uso.de.operações.mais.complexas.na.resolução.de.problemas.envolvendo.a.água..Uso.da.estatística.e.de.gráficos.e.tabelas.para.possibilitar.a.quantificação.do.gasto.domiciliar.com.água,.bem.como.o.cálculo.de.porcentagem.e.criação.de.tabelas.estatísticas.dos.hábitos.da.sala.Língua Portuguesa: utilização.de.textos.grandes,.evitando.o.excesso.de.fragmentos..A.domina-ção.da.língua.constrói-se.ao.aprender.os.diferentes.tipos.de.linguagem..Os.alunos.podem.escre-ver.sobre.o.problema.da.água,.elaborar.debates.e.textos.argumentativos,.produzir.painéis.com.slogans.curtos..Com.isto.percebem.que.podem.falar.sobre.o.mesmo.assunto.com.a.utilização.de.diferentes.linguagens.e.que.é.necessário.compreender.para.quem.se.fala.para.saber.usar.a.melhor.forma.de.se.fazer.entendido.Arte:.além.das.artes.visuais,.a.utilização.do.teatro,.da.música.e.da.dança.possibilita.aos.alunos.a.reinterpretação.do.meio.no.qual.vivem..Em.todas.as.expressões.artístico-culturais.houve.artistas.
  10. 10. Manual.do.Multiplicador que. se. preocuparam. com. o. mundo.. Uma. obra. es- tática.ou.musical.e.o.próprio.corpo.podem.ser.utili- zados.como.maneira.de.imitar.a.realidade.e.até.de. denunciá-la..Através.da.arte.pode-se.falar.dos.bene- fícios.e.dos.problemas.da.água.de.uma.maneira.mais. livre.e.informal. Ciências: ampliar.a.compreensão.da.natureza,.abor- dando.os.problemas.globais.e.da.complexidade.dos. fenômenos.naturais.decorrentes.da.intervenção.hu- mana..Foco.na.saúde.e.das.doenças.típicas.de.uma. nova.forma.de.organização.social..Mostrar.como.os. pequenos.hábitos.podem.trazer.consequências.drás- ticas.ao.planeta,.ou.salvá-lo. História: devido.à.ampliação.da.compreensão.his-10. tórica,.é.possível.trabalhar.outras.épocas..Os.alunos. podem.compreender.a.utilização.da.água.em.outras. culturas.e.as.relações.sociais.existentes.com.o.uso.da.água..O.tema.da.água.pode.ser.referência. para.a.comparação.de.uso.e.das.disputas.e.modos.de.vida.de.outros.povos. Geografia: a.água.ajuda.a.compreender.a.terra,.suas.bacias.hidrográficas,.o.clima,.os.ventos,.as. vegetações,.os.relevos..Além.das.transformações.que.já.ocorreram,.os.alunos.podem.compreen- der.que.o.mundo.é.dinâmico.e.que.o.modo.como.usamos.a.água.transforma.–.e.está.transfor- mando.–.as.características.físicas.de.nosso.planeta,.levando.à.escassez.e.aumentando.a.distância. entre.países.ricos.e.pobres. Educação Física: é.possível.aprofundar.os.conhecimentos.so- bre.o.corpo.humano..A.água.está.presente.nas.relações.bioquí- micas.do.corpo.e.é.importante.para.que.exista.o.movimento.e. transformações.dos.alimentos.em.tecidos..Em.outras.atividades. expressivas. e. rítmicas. podem. se. utilizar. da. temática. da. água. para.que.os.alunos.aprendam.a.se.expressar.com.o.corpo. Projeto.para.todas.as.matérias:.assim.como.nos.primeiros. ciclos. (1ª. a. 4ª. séries),. a. elaboração. de. uma. feira. ou. exposi- ção.das.águas.ao.término.do.projeto.é.uma.ótima.maneira.do. aluno. sentir-se. participante. de. algo. que. engloba. toda. a. sua. escola..O.empenho.em.decorar.e.produzir.a.escola.para.uma. feira.(seja.interna.ou.aberta.para.a.comunidade),.além.de.en- sinar.sobre.a.temática.ambiental,.proporciona.um.aprendizado. de.convívio.importante.para.a.educação..Os.alunos.da.5ª.a.8ª. séries.já.possuem.maior.autonomia.para.a.elaboração.da.feira.. Ouvir. os. alunos. é. uma. ótima. maneira. de. receber. propostas,. de.mobilizar.outros.alunos.e.a.comunidade.tendo.em.vista.a. importância.da.água.
  11. 11. 4 Principais temas ambientais Você.conhece.os. E.as.consequências. principais.problemas. deste.processo.ao. ambientais.globais? meio.ambiente? Já.parou.para.analisar. o.processo.evolutivo. do.ser.humano?.A presente.crise.ecológica.nos.conduz. a. uma.revisão.de. paradigmas,. à. reflexão. sobre.a. participação.do.coletivo.na.construção.de.um.modelo.de.políticas.ambientais.focadas.na.sustentabilidade.do.planeta.e.na.preservação.de.todas.as.espécies. Neste.módulo.serão.apresentados.alguns.temas.que.atualmente.permeiam.todos.os.noticiários.e.meios.de.comunicação,.além.de.ocupar.valioso.espaço.no.meio.acadêmico.e.científico..Temas.importantes.para.aqueles.que.pretendem.construir.uma.sociedade.mais.sustentável,.mediante.a.informação.e.o.conhecimento.crítico.acerca.dos.significados.de.nossas.atitudes.perante.o.meio.natural.dos.humanos.modernos.e.pré-modernos.
  12. 12. Manual.do.Multiplicador Tratados e Convenções Protocolo de Kyoto Você.já.sabe,.mas.só.pra.reforçar! O. Protocolo. de. Kyoto. completou. dez. anos. em. 2007. e. recebeu. de. presente. o. desprezo. de. alguns.países.ricos,.que.desejam.fugir.de.compromissos.mais.rígidos.de.corte.de.emissões.de.ga- ses-estufa.dentro.do.acordo.que.eles.mesmos.ajudaram.a.construir..Durante.a.13ª.Conferência.do. Clima.(COP-13),.que.acontece.na.Indonésia,.as.delegações.do.Canadá,.da.Austrália.e.do.próprio. Japão.-.onde.o.protocolo.foi.criado.-.bloquearam.tentativas.de.aprofundamento.para.2013. .O.Protocolo.de.Kyoto,.criado.em.1997,.estabelece.que.os.países.ricos.precisam.cortar.5,2%,. em.média,.das.emissões.de.gases-estufa,.em.relação.a.1990,.entre.2008.e.2012..O.único.país.que. não.segue.essas.metas.são.os.Estados.Unidos..Os.demais.trabalham.há.alguns.anos.em.estratégias.12. de.redução.de.suas.emissões..Ainda.assim,.projeções.da.ONU.indicam.que.nem.todos.conseguirão. cumprir.o.prometido É.o.caso.do.Japão..Com.um.sistema.energético.já.eficiente,.seria.complexo.e.caro.cortar.suas. emissões.entre.25%.e.40%,.até.2020,.como.deseja.a.União.Européia..A.inclusão.dessas.taxas.no. rascunho.discutido.em.dezembro.de.2007.na.COP-13.foi.barrada.pela.delegação.japonesa. As.metas.de.redução.de.gases.não.são.homogêneas.a.todos.os.países,.colocando.níveis.di- ferenciados.de.redução.para.os.38.países.que.mais.emitem.gases;.o.protocolo.prevê.ainda.a.di- minuição.da.emissão.de.gases.dos.países.que.compõem.a.União.Européia.em.8%,.já.os.Estados. Unidos.em.7%.e.o.Japão.em.6%. Países.em.franco.desenvolvimento.como.Brasil,.México,.Argentina,.Índia.e.principalmente.a. China.não.receberam.metas.de.redução,.pelo.menos.momentaneamente. O.Protocolo.de.Kyoto.não.apenas.discute.e.implanta.medidas.de.redução.de.gases,.mas.tam- bém.incentiva.e.estabelece.medidas.com.intuito.de.substituir.produtos.oriundos.do.petróleo.por. outros.que.provocam.menos.impacto..Diante.das.metas.estabelecidas,.o.maior.emissor.de.gases. do.mundo,.Estados.Unidos,.se.desligou.em.2001.do.protocolo,.alegando.que.a.redução.iria.com- prometer.o.desenvolvimento.econômico.do.país. Fonte: http://www.brasilescola.com/geografia/protocolo-kyoto.htm Agenda 21 A. Agenda. 21. foi. um. dos. principais. resultados. da. conferência. Eco-92,. ocorrida. no. Rio. de. Janeiro,.Brasil,.em.1992..É.um.documento.que.estabeleceu.a.importância.de.cada.país.a.se.com- prometer.e.a.refletir,.global.e.localmente,.sobre.a.forma.como.governos,.empresas,.organizações. não-governamentais.e.todos.os.setores.da.sociedade.poderiam.cooperar.no.estudo.de.soluções. para.os.problemas.socioambientais..
  13. 13. Principais.temas.ambientaisSemana Mundial da Água Em.2009,.durante.o.mês.de.agosto,.será.realizado.a.World.Water.Week.(Semana.Mundial.da.Água),.evento.realizado.desde.1991.em.Estocolmo,.Suécia..O.evento.ganhou.uma.boa.reputação.internacional,.pois.ao.explorar.e.relacionar.as.melhores.práticas,.a.compreensão.científica,.a.visão.política.e.de.tomada.de.decisão,.o.programa.visa.transcender.a.retórica.e.fornecer.respostas.reais.para.o.mundo.e.os.problemas.relacionados.com.a.água..O.triênio.2009-2011.terá.como.tema.“Água.–.Resposta.às.Mudanças.Globais”..Neste.ano.de.2009.se.discutirá.o.“Acesso.à.Água.como.um.Bem.Comum”.Fonte: http://www.worldwaterweek.org/aboutCarta da Terra 13. A.Carta.da.Terra.é.uma.declaração.de.princípios.éticos.fundamentais.para.a.construção.de.uma.sociedade.global.justa,.sustentável.e.pacífica,.no.século.21..Inicialmente.foi.uma.proposta.da.ONU,.mas.terminou.como.uma.carta.da.iniciativa.global.da.sociedade.civil..Entre.seus.princípios.há.a.integridade.ecológica.(das.interações.entre.os.seres.vivos,.entre.os.seres.vivos.e.o.ambiente.que.habitam).e.o.respeito.e.cuidado.para.com.a.vida. Diversas.organizações.aderiram.à.carta,.legitimando-a..Tem.sido.considerada.tão.importante.quanto.a.Declaração.Universal.dos.Direitos.Humanos..Seus.princípios.éticos.a.tornam.uma.decla-ração.dos.deveres.do.homem.para.com.o.planeta.Terra. Seu.texto.não.é.muito.extenso.e.sua.linguagem.não.é.complicada,.o.que.a.torna.um.ótimo.documento.para.ser.tratado.com.os.estudantes..“Num.momento.onde.educação.para.o.desen-volvimento.sustentável.tornou-se.essencial,.a.Carta.da.Terra.oferece.um.instrumento.educacional.muito.valioso”.Fonte: http://www.cartadaterrabrasil.org/prtTratado de Educação Ambiental para SociedadesSustentáveis e Responsabilidade Global O.Tratado.de.Educação.Ambiental.para.Sociedades.Sustentáveis.e.Responsabilidade.Global.é.um.documento.elaborado.por.pessoas.de.vários.países.do.mundo,.publicado.durante.a.Rio-92,.que.se.tornou.referência.para.a.Educação.Ambiental. Tornou-se.a.Carta.de.Princípios.da.Rede.Brasileira.de.Educação.Ambiental,.e.das.demais.redes.de.EA.a.ela.entrelaçadas,.e.subsidia.também.o.Programa.Nacional.de.Educação.Ambiental,.do.Órgão.Gestor.da.Política.Nacional.de.Educação.Ambiental.(Ministério.do.meio.Ambiente.e.Minis-tério.de.Educação.e.Cultura).http://forumearebea.org/tratado-de-educacao-ambiental-para-sociedades-sustentaveis-e-responsabilidade-global/
  14. 14. Manual.do.Multiplicador 4.1 A evolução do homem A.relação.entre.sociedade.e.meio.ambiente.vem.se.afirmando.como.uma.das.principais.preo- cupações,.tanto.no.campo.das.políticas.públicas.quanto.no.da.produção.de.conhecimento..Para. isso.é.necessário.desmistificar.os.preconceitos.sobre.a.relação.das.sociedades.com.seus.ambientes. naturais.—.preconceitos,.tais.como.os.mitos.da.existência.de.um.vínculo.harmonioso.entre.socie- dade.e.natureza.nos.tempos.pré-industriais,.o.da.tecnologia.moderna.como.causa.última.da.crise. ecológica,.ou.o.do.papel.sacrossanto.da.ciência.como.guia.em.direção.à.sustentabilidade..Em.se- gundo.lugar,.concerne.à.questão.de.como.abordar.os.problemas.ambientais.de.modo.a.caminhar. rumo.a.sociedades.mais.sustentáveis. As.sociedades.primitivas.estabeleciam.uma.re- lação.aparentemente.harmoniosa,.mas.predatória. com.a.natureza..A.imagem.de.sociedades.pré-in- dustriais.ou.pré-capitalistas.vivendo.em.harmonia. “Sabemos.que.a.origem.da. com.a.natureza.tem.o.apelo.de,.presumidamente,. vida.aconteceu.talvez.em.14. oferecer.exemplos.reais.de.convivência.equilibra- torno.de.quatro.bilhões. da.com.esta. de.anos.atrás,.nos.lagos.e. O.papel.dos.caçadores.paleolíticos.na.extin- oceanos.da.Terra.” ção. de. animais. em. continentes. de. colonização. Carl.Sagan tardia.forneceu.uma.prova.dos.efeitos.diretos.e. indiretos.que.sociedades.com.tecnologias.“sim- ples”.são.capazes.de.provocar.em.longo.prazo.sobre.o.meio. ambiente.—.ainda.que.outras.variáveis,.como.mudanças.climáticas,.possam. também.intervir. A.fragmentação.do.habitat,.resultante.da.derrubada.das.matas,.da.caça.indiscriminada,.da. destruição.da.megafauna.e.da.introdução.de.espécies.predadoras.exóticas.são.causas.que.não. diferem,.qualitativamente,.daquelas.que,.hoje,.são.identificadas.como.responsáveis.pela.extinção. de.espécies..Não.são.necessárias.máquinas.de.desmatamento.maciço.para.provocar.grandes.da- nos.ambientais.. Também.em.um.nível.orgânico.registram-se.significativas.consequên- cias..Em.suas.atividades.de.coleta.e.de.caça,.os.hominídeos.adquiriram. parasitas.próprios.aos.primatas.e.outros.microrganismos,.que.transfor- maram.os.ecossistemas..Há.aproximadamente.10.mil.anos,.a.domesti- cação. de. plantas. e. animais. implicou. alterações. radicais,. com. o. seden- tarismo,. as. novas. dietas,. as. concentrações. populacionais. e. de. lixo,. de. animais.domésticos.e.de.plantas,.que.afetaram.radicalmente.a.evolução. dos.microrganismos..É.possível.que.muitas.infecções.contemporâneas.(tu- berculose,.antraz.etc.).tenham.sua.origem.na.domesticação.de.animais,.no. contato.direto.com.eles.e.no.consumo.de.produtos.deles.derivados. As.epidemias.de.varíola.entre.os.anos.251.e.266.d.C.,.a.peste.bubônica. nos.séculos.XIII.e.XIV,.e.as.catástrofes.provocadas.pelas.epidemias.na.Améri- ca.espanhola.do.século.XVI.são.exemplos.eloquentes.de.uma.relação.pouco. harmônica.com.a.natureza.externa.e.interna.ao.ser.humano,.ainda.que.estes. resultados.tenham.sido.indiretos.e.não.intencionais.
  15. 15. Principais.temas.ambientais A. natureza. não. pode. ser. considerada. como. algo. externo,. ao. qual. a. sociedade. humana. se.adapta,.mas.sim.em.um.entorno.de.co-evolução,.no.qual.cada.atividade.humana.implica.a.emer-gência.de.dinâmicas.próprias.e.independentes.na.natureza.externa..Toda.sociedade.possui.de-terminados.conhecimentos.e.práticas.que.conduzem.à.reprodução.da.natureza.externa,.ou.ao.cuidado.com.ela,.sem.por.isso.excluir.outros.que.acarretam.efeitos.depredatórios.ou.degradantes.sobre.os.ecossistemas..O.industrialismo.como.causa.última.da.crise.ambiental.precisa.da.alterna-tiva.que.as.“sociedades.primitivas”.aparentemente.oferecem:.satisfação.de.necessidades.básicas.acopladas.a.sistemas.tecnológicos.elementares.e.ao.uso.de.fontes.energéticas.renováveis.. Informes.das.Nações.Unidas.reconhecem,.hoje,.que.sociedades.agrícolas.menos.incorporadas.ao.mercado.exibem.maior.equilíbrio.ambiental,.e.que.sua.integração.ao.mercado.seria.causa.de.um.incremento.da.degradação.do.ambiente.como.um.comportamento.cultural.universal..A.crise.ambiental.é,.também,.um.resultado.do.grau.de.desenvolvimento.técnico..A.crise.ambiental.que.a.humanidade.enfrenta.hoje,.e.que.tende.a.se.intensificar.no.futuro.caso.os.seres.humanos.não.mudem.sua.relação.e.interação.com.o.meio,.não.é.consequência.do.desenvolvimento.tecnológico.e.sim.do.distanciamento.do.homem.da.Terra,.de.sua.origem..Os.indivíduos.e.o.meio.ambiente.adaptam-se. mutuamente:. eles. co-evoluem. numa. dança. contínua.. Se. a. evolução. humana. não.respeita.o.processo.evolutivo.dos.ecossistemas,.consequentemente.provoca-se.um.desequilíbrio,. 1.cujos.resultados.podem.não.favorecer.a.continuidade.da.espécie.humana.e.dos.demais.seres.que.habitam.o.planeta.Terra.. A.verdade.é.que.os.problemas.ambientais.não.podem.ser.ignorados..As.mudanças.climáti-cas.unificam.os.diversos.problemas.ambientais,.realizando.perfeitamente.a.associação.da.inter-relação.entre.os.fenômenos.e.os.ciclos.de.vida,.tão.importante.na.ecologia..Ademais,.ninguém.poderá.ficar.alheio.às.mudanças.climáticas..Elas.surgem.como.uma.preocupação.de.todos.que.unifica.ideologicamente.a.sociedade,.pois.representa.um.desafio.para.a.continuidade.da.própria.espécie.humana. O. que. podemos. fazer. para. que. as. próximas. gerações. tenham. condições. dignas. de. vida?.Como.estimular.nossas.crianças.a.pensar.na.ecologia.profunda.e.na.interligação.dos.sistemas,.a.“Teia.da.Vida”? A.Teia.da.Vida,.(The.web.of.life),.de.Fritjof.Capra,.propõe.a.visão.de.uma. interligação.ecológica.de.todos.os.eventos.que.ocorrem.na.Terra.e.da.qual. fazemos.parte,.de.forma.fundamental..O.autor.defende.o.conceito.de. Ecologia.Profunda.-.conceito.filosófico.que.vê.a.humanidade.como.mais. um.fio.na.teia.da.vida,.no.qual.cada.elemento.da.natureza,.inclusive.a. humanidade,.deve.ser.preservado.e.respeitado.para.garantir.o.equilíbrio. do.sistema.da.biosfera.
  16. 16. Sugestão de atividades 1º ciclo Atividade 1 Em.1856,.no.vale.do.rio.Neander,.na.Alemanha,.foi.descoberto. o.fóssil.de.um.indivíduo.que.viveu.nessa.região.há.70.mil.anos..Os. Neandertais.eram.mais.robustos.do.que.o.ser.humano.atual:.tinham. um.crânio.de.conformação.mais.maciça,.face.saliente.e.fronte.baixa;. o. volume. de. seu. cérebro. era. comparável. ao. nosso.. Usavam. ferra- mentas.para.manipular.as.peles.dos.animais,.que.utilizavam.como. roupas.para.se.protegerem.do.frio. Estimule.os.alunos.para.pesquisarem.sobre.o.tema.e.trabalharem.com.recortes.de. imagens.para.montagem.de.uma.exposição.na.sala.de.aula. Atividade 2 – Vamos colorir16.
  17. 17. 2 º ciclo Atividade 3 Estimule.uma.pesquisa.sobre.o.tema.e.peça.para.que.as.crianças.façam.uma.correlação.sobre.o.modo.de.vida.do.homem.atual.e.nossos.antecedentes. O. homo. habilis. viveu. há. cerca. de. 2,5. milhões. de. anos. e. foi.contemporâneo.do.australopithecus,.mas.com.capacidade. craniana.ampliada..Esta.espécie.incluiu.carne.em.sua.alimenta- ção,.o.que.provocou.mudanças.em.sua.arcada.dentária. Fonte: http://www.algosobre.com.br/historia/pre-historia-a-origem Como.se.organizavam.as.famílias? . ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________ ._______________________________________________MATERIAL DE APOIO Neste.documentário.conheceremos.a.vida.do.homem.pré-histórico. entre.12.e.40.mil.anos.atrás..Nessa.época,.o.homem.moderno.já.havia. se.estabelecido.em.todos.os.continentes,.com.exceção.da.África..Es- ses.mesmos.humanos.dividiam.o.continente.com.feras.pré-históricas. como:. tigres. dente-de-sabre,. mamutes. e. ursos. gigantes.. Utilizando. os. mais. modernos. recursos. tecnológicos. e. científicos,. mostraremos. como.eram.esses.animais.e.como.era.a.terra.onde.eles.viviam..Veja. nossos.ancestrais.vivendo.e.lutando.por.sua.sobrevivência. Fonte: http://castordownloads.net/?p=6253 17.
  18. 18. Manual.do.Multiplicador 4.2 O aquecimento global O que ameaça o planeta Terra? O.aquecimento.global.tem.sido.descrito.como.a.maior.ameaça.à.humanidade..De.acordo.com. a. revista. Science,. o. que. preocupa. os. pesquisadores. “é. a. possibilidade. de. termos. iniciado. uma. lenta,.mas.irrefreável,.avalanche.de.mudanças”..Os.céticos.questionam.essa.declaração..De.fato,. muitos.concordam.que.a.Terra.está.ficando.cada.vez.mais.quente,.mas.estão.incertos.quanto.às. causas.e.as.consequências..Dizem.que.as.atividades.humanas.talvez.sejam.um.fator,.mas.não.ne- cessariamente.o.principal..Por.que.essas.diferenças.de.opinião? Um.dos.motivos.é.que.os.complexos.processos.físicos.por.trás.dos.sistemas.climáticos.não.são. entendidos.plenamente..Outro.motivo.é.que.grupos.interessados.na.proteção.do.meio.ambiente. costumam.interpretar.à.sua.maneira.dados.científicos,.tanto.focando.na.preservação.quanto.nos. interesses.que.regem.o.sistema.capitalista.e.economias.locais.de.diversos.países.1. A temperatura está mesmo aumentando? De.acordo.com.um.recente.relatório.do.Painel.Intergovernamental.sobre.Mudanças.Climáticas. (IPCC),.patrocinado.pela.Organização.das.Nações.Unidas.–.ONU,.o.aquecimento.global.é.“inequí- voco”,.ou.seja,.um.fato;.e.é.“bem.provável“.que.a.humanidade.tenha.boa.parte.da.culpa..Alguns. não.concordam.com.isso,.em.especial.quanto.ao.fator.humano,.mas.admitem.que.a.temperatura. nas.cidades.possa.estar.aumentando.por.causa.do.crescimento.delas..Além.disso,.o.concreto.e.o. aço.absorvem.o.calor.do.sol.com.facilidade.e,.em.geral,.demoram.a.esfriar.à.noite..Mas.a.tem- peratura.medida.nas.cidades,.segundo.os.céticos,.não.reflete.o.que.acontece.nas.regiões.rurais.e. pode.distorcer.as.estatísticas.globais. Em.2007,.o.aquecimento.global.se.tornou.evidente.na.Passagem.do.Noroeste.(entre.Alasca.e. Rússia),.que.pela.primeira.vez.na.história.ficou.completamente.desobstruída..“O.que.vimos.este. ano.comprova.que.os.períodos.de.degelo.estão.ficando.mais.longos”,.disse.um.cientista-sênior.do. Centro.Nacional.de.Dados.sobre.os.Gelos.e.as.Neves,.dos.Estados.Unidos. O efeito estufa: essencial para a vida Um.dos.motivos.para.essas.mudanças.é.a.intensifica- ção.do.efeito.estufa,.fenômeno.natural.essencial.para.a. vida.na.Terra..Quando.a.energia.solar.chega.ao.planeta. Terra,.cerca.de.70%.é.absorvida,.aquecendo.o.ar,.o.solo. e.o.mar..Se.não.fosse.por.esse.mecanismo,.a.temperatura. média.da.superfície.terrestre.seria.de.uns.-18º.C..Por.fim,. o.calor.absorvido.volta.para.o.espaço.na.forma.de.radia- ção.infravermelha,.evitando.assim.que.a.Terra.superaque- ça..Mas.a.atmosfera.retém.mais.calor.quando.poluentes. mudam.sua.composição..Isso.pode.fazer.com.que.a.tem- peratura.da.Terra.aumente.. Gases. como. dióxido. de. carbono,. óxido. nitroso,. me- tano. e. vapor. de. água. contribuem. para. o. efeito. estufa..
  19. 19. Principais.temas.ambientaisA. concentração. dos. gases. de. efeito. estufa. na. atmosfera. aumentou. de. modo. significativo. nos.últimos.250.anos,.desde.o.início.da.Revolução.Industrial.e.o.aumento.no.uso.de.combustíveis.fósseis,.como.o.carvão.e.o.petróleo..Outra.possível.causa.da.intensificação.do.efeito.estufa.é.o.aumento.da.quantidade.de.animais.de.criação,.pois.seus.processos.digestivos.produzem.metano.e.óxido.nitroso..Alguns.pesquisadores.mencionam.outras.causas.do.aquecimento.que,.segundo.eles,.ocorreram.antes.que.o.homem.pudesse.influenciar.o.clima.Variação normal ou mudança ocasionada? A.temperatura.da.Terra.já.teve.variações.significativas.no.passado.com.os.chamados.períodos.glaciais,.quando.a.Terra.era.supostamente.bem.mais.fria.que.agora;.e,.para.apoiar.a.teoria.do.aquecimento.natural,.é.possível.encontrar.evidências.de.que.em.certas.épocas.em.regiões.frias,.como.a.Groenlândia,.crescia.vegetação.típica.de.regiões.mais.quentes..No.entanto,.os.cientistas.admitem.que.quanto.mais.distante.no.tempo,.mais.difícil.é.afirmar.como.era.o.clima. 1. O.que.causou.as.significativas.variações.de.temperatura.antes.da.influencia.humana?. Entre.as.possíveis.causas.estão.as.erupções.solares,.que.estão.relacionadas.com.as.variações.de.emissão.de.energia.solar..Além.disso,.a.órbita.da.Terra.se.movimenta.em.ciclos.que.duram.muitos.milhares.de.anos.e.afetam.a.distância.entre.o.nosso.planeta.e.o.Sol..Existe.também.a.influência.da.poeira.vulcânica.e.das.mudanças.nas.correntes.oceânicas.A ciência a favor do homem Se.a.temperatura.da.Terra.está.aumentando,.que.efeito.isso.terá.sobre.nós.e.o.meio.ambiente?.É.difícil.fazer.previsões.exatas..Mas.hoje.em.dia.os.cientistas.podem.usar.computadores.potentes.e.programas.de.simulação.digital.do.sistema.climático,.onde.são.introduzidos.dados.científicos.como.as.leis.da.física,.dados.climáticos.e.os.fenômenos.naturais.que.influenciam.o.clima. Essas.simulações.permitem.que.os.cientistas.façam.experiências.climáticas,.eles.alteram.os.da-dos,.a.quantidade.de.energia.emitida.pelo.sol.para.ver.como.isso.afeta.o.gelo.polar,.a.temperatura.do.ar.e.do.mar,.o.índice.de.evaporação,.a.pressão.atmosférica,.a.formação.de.nuvens,.o.vento.e.a.chuva..Conseguem.simular.erupções.vulcânicas.e.analisar.o.efeito.que.a.poeira.vulcânica.tem.sobre.o.clima..E.podem.examinar.os.efeitos.do.desmatamento,.da.forma.como.o.solo.é.usado,.do.cresci-mento.populacional,.das.mudanças.nas.emissões.dos.gases.de.efeito.estufa.e.assim.por.diante.. Os.cientistas.esperam.que.essas.simulações.aos.poucos.se.tornem.mais.exatas.e.confiáveis..O.IPCC.examinou.seis.cenários.simulados.por.computador.que.variam.desde.a.produção.irrestrita.de.gases.de.efeito.estufa.até.as.restrições.atuais,.e.por.fim,.simulou.situações.com.restrições.mais.rígidas.. Cada. uma. dessas. simulações. produz. reações. climáticas. e. ambientais. diferentes.. À. luz.dessas.previsões,.os.analistas.recomendam.várias.medidas,.incluindo.limites.obrigatórios.nas.emis-sões. de. combustíveis. fósseis. (petróleo. e. carvão,. principalmente),. multas. para. infratores,. maior.utilização.de.tecnologias.que.não.danifiquem.o.meio.ambiente.e.educação.ambiental.em.todos.os.setores.da.sociedade.
  20. 20. Sugestões de atividades Para.sensibilizar.as.crianças.sobre.o.aquecimento global,.podem.ser.desenvolvidas.di- versas.atividades.como:.leitura.de.textos.com.análise.em.grupo,.produções.de.textos.escritos,. oficinas.com.reaproveitamento.de.resíduos.sólidos,.exibição.de.filmes.como.“Wall-E”,.“Era.do. Gelo.2”,.dinâmicas.variadas,.pintura.de.desenhos,.palestras,.pesquisas.e.brincadeiras. Para.que.o.educador.possa.avaliar.se.as.atividades.aplicadas,.tanto.em.sala.de.aula.como. em.atividades.extraclasse,.atingiram.seus.objetivos,.é.importante.que.a.cada.atividade.seja. aplicada.uma.avaliação..Podem.ser.realizados.momentos.de.discussões.e.comentários,.bus- cando.estimular.todos.os.alunos.a.relatarem.suas.experiências.e.impressões. 1º ciclo As.cruzadinhas.e.os.caça-palavras.são.atividades.que.colocam.em.foco.não.só.a.quan- tidade.de.letras.necessárias.para.escrever.uma.palavra,.como.também.quais.letras.utilizar. em.função.do.“cruzamento”.das.palavras..Essas.atividades.também.ajudam.a.estimular. a.percepção.das.letras,.por.isso,.são.ótimas.atividades.para.os.alunos.com.hipótese.de. escrita.silábica.e.silábico-alfabética,.por.instigá-los.a.refletir.sobre.quais.e.quantas.letras. utilizar.na.escrita.das.palavras. Atividade 1 - Caça-Palavras ambientais PALAVRAS: •.PRESERVAR.•.AGUA.•.FELIZ.•.FAUNA.•.FLORA.•.LIMPO. . •.ARVORE.•.CUIDAR.•.SAUDAVEL.•.CHUVA.•.NATUREZA. . •.INTELIGENTE.•.VIDA.•.CEU.•.NUVEM. . CAÇA-PALAVRAS PARA OS ALUNOS R T Y S F G H J K T R E U B T H I F A S D F T Y U I D N S U A E K T F H T P R E S E R V A R Z G D J F PALAVR E S H F P Y O B D X T G F U C F D PRESER L L E V R T F S H L U U A A S R X AGUA I X G F U T F Ç O M R F U N Q W E FELIZ Z I Y A X C L V M N E B T Q W B L FAUN E N W U R F O D V G Z X R U B Ç W FLOR I T E N U Y R C D Q A V A X C E U LIMPO D E S A L H E S P R I G O L W P G ARVOR V L A J I R S F L O R A S Q I Y B CUIDA V I U W T X T L E R A D G B W T A SAUDAV I G T B E G A U F U O H E R B J U CHUV D E I U B H P C D S A U D A V E L NATURE R N V I D A U U Y E R R T Y A L I INTELIGE W T J D L J R I T D N U V E M Y T VIDA T E G S I A K D R M K J E L G T R CEU J L T I M L H A E F C H U V A C S NUVE K R C O P I S R J D N I O H D S J Ç A R V O R E L K C M V Z B E W P L U G U Y T A F V B Z B X V Y L O20.
  21. 21. Atividade 2 - Cruzadinha nº 1 21.
  22. 22. Atividade 3 - Cruzadinha nº 2 3 LETRAS 4 LETRAS 5 LETRAS 6 LETRAS 7LETRAS 8 LETRAS 11 LETRAS 14 LETRAS SOL BOIA PEIXE OCEANO PLANETA PESCADOR SUSTENTAVEL DESENVOLVIMENTO LAR VIDA LIMPO COMIDA VALORES CASA BARCO BALEIA AMOR UNIÃO FUTURO REVER TERRA Cruz .222.
  23. 23. Atividade 4 - Corte e cole Sugira.aos.alunos.que.procurem.em.revistas.e.jornais,.imagens.e.pa-lavras. que. abordem. temas. ambientais.. Peça. que. façam. uma. colagem.sobre.situações.de.degradação.ambiental.e.na.sequência.colem.figuras.e.palavras.que.apontem.a.solução.para.o.problema.. Atividade 5 - Organize as frases Objetivo:. obter. conhecimento. quanto. à. conservação. do. ambiente,. de. uma. maneira.divertida,.onde.se.utiliza.o.raciocínio.lógico.da.criança.para.ordena- ção.das.frases.. Material:.frases.desordenadas. Procedimento: colocar.em.ordem.as.palavras.de.modo.a.formar.uma.frase. Ex.:.A.respeitar.cuidar.e.natureza.Devemos.todos;.é.uma.maneira.de.o.acú- mulo.de.lixo.A.reciclagem.naturais.conservar.e.de.evitar.os.recursos. Ordem correta: Devemos.todos.cuidar.e.respeitar.a.natureza. A.reciclagem.é.uma.maneira.de.conservar.os.recursos.naturais.e.de.evitar.o. acúmulo.de.lixo. 23.
  24. 24. Hortas na escola Quando.as.próprias.crianças.cultivam.ou.preparam.os.próprios.alimentos.que.comem,. eles. quase. sempre. se. tornam. mais. atrativos.. Os. hábitos. alimentares. permanentes. que. as. crianças.adquirem.a.partir.de.programas.de.educação.alimentar.na.escola.podem.interferir. em.toda.sua.prática.alimentar..Criar.uma.horta.na.escola.é.um.laboratório.vivo.para.diferen- tes.atividades.didáticas,.uma.forma.de.educar.e.ao.mesmo.tempo.integrar.a.criança.com.o. meio.ambiente,.além.de.integrar.a.comunidade.nas.atividades.escolares. O.“Manual.para.Escolas”.que.trata.sobre.o.tema.pode.ser.obtido.no.site:. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/horta.pdf Atividade 6 - Hortas em garrafa PET Quanto.tempo.leva.para.uma.semente.se.transformar.em.uma.plantinha? Essa.atividade.ajuda.os.professores.a.ensinar.as.crianças.a.entenderem.o.processo.natural. de.crescimento.das.mudas.até.se.tornarem.uma.árvore,.por.exemplo,.conscientizando.os. alunos.quanto.ao.desmatamento.. Material necessário • 3.garrafas.PET.vazias; • 1,2.quilos.de.terra; • 800.gramas.de.adubo; • 1.quilo.de.areia; • Sementes.de.salsinha.e.cebolinha; • Água; • Estilete; • Tesoura; • Pá.e.rastelo; • 3.suportes.para.floreira; • 12.parafusos.com.bucha. Caso.as.hortas.ficarem.no.chão,.não.são.necessários.os.suportes.e.os.parafusos. Como fazer 1. Corte as garrafas Com.o.estilete,.faça.uma.abertura.de.13.por.20.centímetros.nas.três.garrafas..Duas.delas,. que.servirão.de.jardineiras,.devem.ser.furadas.na.parte.de.baixo.para.que.a.água.escorra. (inserir.foto)..A.terceira.garrafa.terá.a.função.de.armazenar.a.água.excedente.da.rega,.caso. elas.forem.ficar.na.parede..Se.a.escolha.for.colocá-las.no.chão,.utilize.a.terceira.garrafa.como. horta.também.24.
  25. 25. 2. Prepare a terraMisture.três.partes.de.terra.com.duas.de.esterco.de.gado.bem.curtido,.que.não.tem.cheiro.como.o.de.galinha..Coloque.a.terra.em.duas.garrafas,.plante.as.sementes.e.regue.3. Evite a água paradaColoque. areia. na. terceira. garrafa,. que. funcionará. como. prato.. Assim,. você. impede. que.surjam.na.água.focos.de.mosquito.da.dengue.4. Pendure a hortaEscolha.uma.parede.em.que.bata.bastante.sol.e.fixe.os.suportes,.deixando.20.centímetros.de.espaço.entre.um.e.outro..Pendure.as.jardineiras.a.uma.altura.que.permita.às.crianças.ver.as.plantas.Outra opção Se.você.preferir,.pode.montar.sua.hortinha.utilizando.outros.modelos.de.suporte..No.mercado.existem.vários.tipos..Outra.opção.é.pendurar.as.garrafas.com.cordas.finas,.que.são.mais.baratas..Para.deixar.os.vasos.ainda.mais.bonitos,.pinte-os.com.tinta.acrílica. Também.pode.plantar.pimentões,.a.partir.das.sementes.que.descascamos,.plantar.to-mates,.manjericão.etc..As.crianças.poderão.levar.para.casa.e.ensinar.seus.pais.a.cultivar.seus.próprios.temperos.Oficina de brinquedosAtividade 7 - Bilboquê e jogo de argolas O que você precisa: . • Garrafas.plásticas.com.tampa; • Tesoura; • Papel.alumínio; • Barbante.Etapas• 1°:.cortar.a.garrafa.pet.a.cerca.de.10.cm.do.gargalo;• 2°:.cortar.10.tiras.do.restante.da.garrafa.pet,.cada.uma. com.aproximadamente.1.cm.de.largura..Juntar.as.pontas. das.tiras.com.a.fita.adesiva.transparente;.• 3°:. enfeitar. o. gargalo. da. garrafa. e. as. tiras. com. a. fita. adesiva.colorida. Para.brincar.é.só.lançar.as.tiras.tentando.acertá-las.sobre.o.gargalo.da.garrafa. Fonte: http://www.recicloteca.org.br/Default.asp?Editoria=7SubEditoria=35 2.
  26. 26. Comparação de grandezas As.situações.didáticas.que.envolvem.o.trabalho.com.grandezas.e.medidas.contribuem.para. que.os.alunos.possam.determinar.uma.comparação.com.um.padrão.preestabelecido. A.comparação.de.grandezas.de.mesma.natureza.é.que.dá.origem.à.ideia.de.medida-padrão. e.permite.o.estabelecimento.de.relações.entre.as.unidades.usuais,.verificando.de.modo.simples.o. que.é.maior.ou.menor. Atividade 8 - Vamos comparar. Pinte o maior de todos26.
  27. 27. Atividade 9 - Vamos ligar as imagens Ligue o numeral à quantidade certa Ligar o conjunto da natureza ao conjunto a que pertencem 27.
  28. 28. Manual.do.Multiplicador SAIBA MAIS DESASTRES CLIMÁTICOS EM 2007 Em.2007.ocorreu.o.maior.número.de.desas- tres.climáticos.de.toda.a.história..O.Escritório. das.Nações.Unidas.para.a.Coordenação.de. Assuntos. Humanitários. (OCHA). emitiu. 14. pedidos. de. emergência,. 4. a. mais. do. que. o. recorde.anterior,.estabelecido.em.2005..Alis- tamos.abaixo.apenas.alguns.dos.desastres.que. ocorreram. em. 2007.. É. claro. que. acontecimentos. isolados.não.indicam.necessariamente.uma.tendên- cia.de.longo.alcance:2. • Grã-Bretanha:.mais.de.350.mil.pessoas.foram.afetadas.pelas.piores.enchentes.em.mais. de.60.anos; • Inglaterra.e.País.de.Gales:.os.meses.de.maio.a.julho.foram.os.mais.chuvosos.desde.1766,. quando.registros.começaram.a.ser.mantidos; • África.Ocidental:.enchentes.afetaram.800.mil.pessoas.em.14.países; • Lesoto:.temperaturas.altas.e.a.seca.destruíram.plantações,.mais.de.553.mil.pessoas.pre- cisaram.receber.ajuda.alimentícia; • Sudão:.chuvas.fortes.deixaram.150.mil.desabrigados..Pelos.menos.500.mil.pessoas.rece- beram.ajuda; • Madagascar:.ciclones.e.chuvas.fortes.assolaram.a.ilha,.desabrigando.33.mil.habitantes.e. destruindo.as.plantações.de.260.mil.pessoas; • Coréia.do.Norte:.calcula-se.que.960.mil.pessoas.foram.severamente.afetadas.por.enchen- tes,.deslizamentos.de.terra.e.de.lama.em.vários.lugares; • Bangladesh:. enchentes. afetaram. 8,5. milhões. de. habitantes. e. mataram. mais. de. 3. mil. pessoas.e.1.250.000.animais.de.criação..Quase.1,5.milhões.de.casas.foram.danificadas. ou.destruídas; • Índia:.enchentes.afetaram.30.milhões.de.pessoas; • Paquistão:.chuvas.causadas.por.ciclones.deixaram.377.mil.habitantes.desabrigados.e.ma- taram.centenas..Bolívia:.Mais.de.350.mil.pessoas.foram.afetadas.por.enchentes.e.25.mil. ficaram.desabrigadas; • México:.enchentes.regionais.deixaram.pelo.menos.500.mil.pessoas.desabrigadas.e.afeta- ram.mais.de.1.milhão.de.habitantes; • República.Dominicana:.chuvas.fortes.prolongadas.causaram.enchentes.e.deslizamentos. de.terra,.desabrigando.65.mil.pessoas; • Estados. Unidos:. secas. no. sul. da. Califórnia. causaram. incêndios. que. obrigaram. 500. mil. pessoas.a.fugir.de.suas.casas.
  29. 29. 2º cicloAtividade 10 - Roda de jornais e revistas Sentar. em. roda. é. uma. boa. estratégia. para. socializar. informações,. já. que. favorece. um.ambiente.de.troca.entre.os.alunos..Por.isso.é.importante.realizar.a.atividade.sentada.em.círcu-lo..Você.pode.selecionar.noticias.interessantes.sobre.os.temas:.meio.ambiente,.recuperação,.preservação.e.conservação,.aquecimento.global,.desmatamento.da.floresta.amazônica,.entre.outros..Disponibilizar.o.material.para.que.os.alunos.escolham.as.notícias,.lêem.comentem..In-centive.os.alunos.a.comentar.a.notícia.e.a.estabelecer.relações.com.outros.fatos.da.vida.Dica:.depois.da.roda,.coloque.a(s).notícia(s).lida(s).no.mural.da.classe.e,.ao.final.da.semana,.arquive-a(s).em.uma.espécie.de.álbum,.construindo.assim.uma.hemeroteca.(biblioteca.de.peri-ódicos.–.jornais.e.revistas),.que.pode.servir.para.consulta.ou.estudo.posteriormente. Este.trabalho.cumpre.duas.funções.básicas:• Desenvolver.o.hábito.de.leitura.de.publicações.periódicas;• Apresentar.o.jornal.e.a.revista.como.veículos.de.informações.por- tadores.de.vários.gêneros.textuais.(notícia,.reportagem,.classi- ficados.etc.). Atividade 11 - Leitura e composição de poemas - Dobrado Os.alunos.podem.escolher.temas.relacionados.ao.meio.ambiente.que.con- siderem.mais.interessantes.e.compor.poemas. Uma.sugestão.de.trabalho.em.grupo.seria.a.Poema.Dobrado: Como fazer: 1. Divida.a.sala.em.grupos; 2. Em. uma. folha. de. caderno,. um. aluno. escreve. a. primeira. estrofe.. Após. o. termino,.o.aluno.deve.dobrar.o.pedaço.de.papel.para.que.o.próximo.não. tenha.condições.de.ler; a). O.aluno.seguinte.escreve.na.sequência,.na.mesma.folha,.e.dobra; b). No.final,.após.o.último.escrever,.é.feita.a.leitura.do.poema.em.voz.alta.para. o.restante.da.sala.. 2.
  30. 30. Atividade 12 - Criando jogos e brincadeiras Os.alunos.podem.criar.jogos.e.brincadeiras.através.da.pesquisa.e.leitura..O.objetivo.é. motivar.a.leitura.e.a.produção.de.diversos.textos.instrucionais.e.conhecer.muitos.jogos.dife- rentes.para.ensiná-los.a.outras.pessoas.. Atividade 13 - Roda de curiosidades Incentivar.os.alunos.a.desenvolverem.pesquisas.sobre.temas.curiosos,.como: • As.plantas.carnívoras.são.aquelas.que.atraem,.capturam,.matam.e.digerem.alguns. animais,. principalmente. invertebrados.. As. flores. de. muitas. plantas. que. conse- guem.atrair.e.até.mesmo.capturar.e.matar.insetos,.somente.serão.conside- radas.carnívoras.se.tiverem.todas.as.características.comuns.a.elas..Na. verdade,.as.plantas.carnívoras.conseguem.digerir.esses.pequenos. invertebrados.e.absorver.seus.nutrientes; • A.areia.movediça.é,.geralmente,.bastante.rasa..Ela.ocorre.em.lu- gares.que.a.condição.ideal.aconteça,.pois.não.passa.de.areia.co- mum.super.saturada.de.água..Com.isso,.a.fricção.entre.as.partículas. diminui. e. forma-se. uma. mistura. de. areia. e. água. que. não. consegue. suportar.qualquer.peso..Se.você.pisar.na.areia.movediça,.ela.não.vai.te.sugar..Mas.se. você.fizer.movimentos.bruscos,.isso.vai.fazer.com.que.você.afunde.nela; • As.bromélias.são.plantas.nativas.do.continente.americano.e.estão.presentes.em.diver- sos.tipos.de.ambiente.na.natureza..Algumas.destas.plantas.formam.um.tanque,.de. acordo.com.a.conformação.de.suas.folhas,.podendo.acumular.água,.restos.de.folhas,. sementes.e.outras.formas.de.matéria.orgânica,.proporcionando.um.ambiente.com. boas.condições.para.formação.de.um.ecossistema..Dentro.de.seu.tanque.ela.pode. abrigar.animais.como.insetos,.sapos,.rãs,.além.de.algas.e.seres.decomposito- res.como.bactérias.e.fungos; • A.Via.Láctea,.galáxia.onde.fica.o.planeta.Terra,.tem.250.bilhões.de.estrelas.. Só.6.mil.podem.ser.vistas.a.olho.nu! Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/ver/curiosidades_sobre_lugares.html Este. momento. da. aula. tem. o. objetivo. de. favorecer. o. acesso. dos. alunos. à. leitura.de.gêneros.de.divulgação.científica..Esta.atividade.permite.que.eles.usem. a. leitura. para. aprender,. isto. é,. para. desfrutar. do. conhecimento. científico. que. está.nos.livros.e.participar.de.uma.cultura.na.qual.a.escrita.dá.acesso.a.diversos. conhecimentos..Antes.da.leitura,.os.alunos.devem.falar.a.respeito.de.seus.conhe- cimentos.sobre.o.assunto.e,.depois,.comentar.o.que.aprenderam.30.
  31. 31. Atividade 14 - Diluição de esgotosObjetivo: Calcular. o. volume. de. água. necessário. para. absorver. o. esgoto. de. uma. cidade. sem.prejudicar.a.qualidade.da.água.do.rio.em.que.é.lançado.Procedimentos:• Após.o.uso.da.água.em.nossa.casa,.cada.pessoa.da.região.metropolitana.de.São.Paulo. lança.aproximadamente.172.litros.de.esgoto.na.rede.todos.os.dias.,.e.cada.litro.desse. esgoto.têm.300.mg.de.DBO.(Demanda.Bioquímica.de.Oxigênio),.que.é.a.poluição.or- gânica;• Calcule.a.quantidade.de.água.necessária.que.deve.existir.em.um.rio.para.poder. receber,.absorver.e.diluir.o.esgoto.de.uma.cidade.com.45.000.habitantes. sem.qualquer.tratamento;• Para.que.a.água.do.rio.continue.a.ter.oxigênio.e.vida,.não.deve. existir.mais.do.que.10.mg.de.DBO.em.cada.litro.de.sua.água.. Essa.é.a.condição.para.que.a.água.do.rio.possa.continuar.a.ser. considerada.de.“qualidade”;• Apresente.e.discuta.o.conceito.de.qualidade.e.se.necessário.convide. alguém.que.trabalhe.com.esse.assunto.para.ajudá-lo.na.classe;• Após.realizar.o.cálculo.sugerido.acima.procure.avaliar.alguma.situação.próxima.do. seu.local.para.ver.se.essa.situação.pode.ser.aplicada. 31.
  32. 32. Atividade 15 - Atividades de percepção ambiental VISÃO Oriente.os.alunos.para.que.observem,.listem,.desenhem,.descrevem,.comentem,.representem. os.componentes.do.ambiente.da.sala.de.aula,.do.panorama.visto.da.janela.(da.casa,.da.escola,.do. jardim.etc.). Exercício 1 Identificar.o.que.é.da.natureza.e.o.que.foi.feito.e.transformado.pelo.homem. Objetivo: Despertar.para.uma.percepção.crítica.das.interferências.do.homem.sobre.eles. Exercício 2 Conduza-os.à.percepção.das.cores.da.natureza.(azul.do.céu,.branco.e. cinza.das.nuvens,.tons.de.verde.da.planta,.os.diferentes.tons.das.flores,. as.divisas.tonalidades.das.estações.do.ano.etc.).e.recorra.ao.lápis.de.cor. para.atentar.para.os.seus.tons.como.modelo.das.cores.com.que.o.homem. extrai.da.natureza.e.utiliza. Exercício 3 Induzi-los.a.comparar.um.ambiente.bonito.(um.jardim.bem.cuidado,.por.ex.).com.um.ambiente. degradado.e.sofrido.pela.ação.do.homem.(sem.flores,.sem.gramado,.com.bancos.destruídos). Exercício 4 Fazer.a.mesma.comparação.acima,.com.as.construções.(casas,.prédios,.escolas.etc.).conservadas.e. as.depredadas.por.atos.de.vandalismo,.a.fim.de.desenvolver.o.conceito.de.conserva- ção/preservação,.pois.ele.é.responsável.por.tudo.que.o.cerca. OLFATO Objetivo: Utilizar.o.sentido.do.olfato.para.identificar.os.odores.agradáveis,.conhe- cidos,.estranhos,.fortes,.suaves,.naturais.e.artificiais. Exercício 1 Peça.aos.alunos.para.observarem.e.registrarem.os.diferentes.tipos.de.odores.encontrados.em. casa,.no.caminho.da.casa.à.escola,.no.bairro,.nos.jardins.etc.,.e.comente-os. Exercício 2 Conduza-os.a.um.comentário.sobre.os.odores.da.atmosfera.de.uma.cidade,.do.campo,.do.mar,. de.uma.floresta,.de.um.riacho.32.
  33. 33. PALADARObjetivo: utilizar.o.paladar.para.distinguir.os.diferentes.sabores.Exercício 1 Promova.uma.discussão.que.permita.aos.alunos.distinguir.os.diferentes.sabo-res.dos.alimentos.ingeridos.no.cotidiano,.fazendo.uma.comparação.entre.os.“na-turais”.(frutas,.legumes.e.cereais).e.os.“artificiais”.(enlatados,.refrigerantes,.balas,.gomas.de.mascar.e.outros)..Propor-lhes.uma.dissertação.crítica.sobre.os.sabores.artificiais,.os.corantes,.os.estabilizantes,.os.conservantes.e.os.aditivos.em.geral.AUDIÇÃOObjetivos: Diferenciar.os.vários.tipos.de.sons.captados.no.seu.entorno.Exercício 1 Dirigir.a.atenção.dos.alunos.para.os.diferentes.sons.que.estão.sendo.ouvidos.no.momento.e.para.os.sons.do.dia-a-dia.Sugestão: Dramatização.(representação.de.ruídos.comuns,.sons.de.animais,.instrumentos.musicais.etc.) Fixar-se.sobre.os.sons.desagradáveis.ao.ouvido.(sons.de.motores,.de.explosão,.de.turbinas,.de.bate-estacas,.de.pancadas,.de.alarido.humano.etc.)TATOObjetivo: Fazer.uso.do.tato.para.sentir.as.diferentes.características.dos.ob-jetos.e.seres.(limpo,.sujo,.áspero,.liso,.duro,.mole,.quente,.frio),.atentando.para.os.ambientes.limpos.e.sujos.e.para.as.necessidades.de.higiene.do.meio.em.prol.do.bem-estar.coletivo..Utilizar.conjuntamente.os.recursos.da.visão.Exercício 1 Chame.a.atenção.de.sua.classe.para.perceber.a.limpeza.da.sala.de.aula,.encarregando. cada. grupo. de. alunos. das. atividades. habituais. de. limpeza,.passando.a.ideia.de.que.a.todos.cabe.a.responsabilidade.de.cuidar.de.seu.espaço..O.mesmo.aplica-se.à.sua.casa,.ao.seu.local.de.lazer,.à.rua,.parques.e.jar-dins.etc.Fonte: Matsushima, K. et al. Educação Ambiental: Guia do professor de primeiro e segundograus. São Paulo: SEMA, 1987, 292 p., Atividade 14 - Poluição de um lago. 33.
  34. 34. Atividade 16 Objetivo: Entender.como.ocorre.o.espalhamento.da.poluição.em.um.lago. Material: 1. Uma.assadeira.ou.tabuleiro.(30.cm.X.20.cm.x.3,5cm); 2. Vinte.clipes.de.plástico.ou.metal; 3. Um.pires.branco; 4. Um.vidro.com.tampa; 5. Uma.seringa.descartável.de.25.ml; 6. Três.conta-gotas.limpos; 7. Um.vidro.contendo.25.ml.de.uma.solução.de.permanganato.de.potássio.em.um.litro.de.água.. Esse.será.o.poluente. Procedimentos: • Coloque.água.na.assadeira.até.a.metade.da.altura..Ela.vai.representar.um.lago; • Pegue.alguns.clipes.e.divida.a.assadeira.em.duas.regiões; • Com.a.seringa.descartável,.ponha.no.vidro.8.ml.de.água.e.2.ml.do.poluente;. • Tampe.o.vidro.e.agite-o..A.cor.dessa.mistura.vai.representar.o.padrão.de. qualidade.do.lago.em.relação.ao.poluente.X; • Coloque.uma.gota.do.padrão.de.qualidade.em.um.pires; • Pegue.20.ml.do.poluente.X.com.seringa.descartável.e.jogue-o.na.região.1.do.lago..Não.agite. a.água; • Agora.retire.com.o.conta-gotas.uma.gota.desta.região.e.uma.gota.da.região.2,.bem.distante. do.lugar.em.que.foi.posto.o.poluente,.use.dois.conta-gotas.diferentes,.para.um.líquido.não. contaminar.o.outro; • Pingue.essas.duas.gotas.no.pires.em.que.está.a.gota.do.padrão.de.qualidade.. Compare.a.cor.das.três.gotas; • Observe.em.que.região.a.concentração.do.poluente.fica.mais.alta..Veja.também. se.há.alguma.região.poluída..Anote.suas.conclusões; • O.poluente.X.se.espalha.naturalmente.pelo.lago..Em.situação.real,.esse.espalha- mento.é.facilitado.pela.constante.agitação.das.águas; • Agite.a.água.do.lago.e.retire.com.o.conta-gotas.novas.amostras.das.duas.regiões; • Coloque-as.no.pires.e.compare-as.com.o.padrão.de.qualidade; • Veja.se.a.concentração.do.poluente.é.muito.diferente.nas.duas.regiões..Compare.a.segunda. amostragem; • Observe.se,.em.relação.à.primeira.amostragem,.a.concentração.do.poluente.na.região.1.au- mentou.ou.diminuiu; • Faça.a.mesma.coisa.com.a.região.2; • Veja.também.se.nessa.segunda.amostragem.há.regiões.poluídas.34.
  35. 35. Atividade 17 - Chuva ácidaObjetivo: Entender.como.ocorre.a.chuva.ácida.na.natureza.Material:1. Um.pacote.de.enxofre.(+.ou.–.20.gramas);2. Uma.caixa.de.fósforos;3. Um.vidro.grande.com.tampa;4. Um.0,5.m.de.barbante;5. Cascas.de.batatas.Procedimentos:• Amarre.as.cascas.da.batata.com.o.barbante;• Jogue.cerca.de.meia.colher.de.chá.de.enxofre.no.vidro.e.toque.fogo. com.fósforo;• Sem.perda.de.tempo,.deposite.a.casca.de.batata.no.interior.do.vidro,. deixando-o.um.pouco.distante.do.fundo..Tampe.rapidamente.o.vidro..A. ponta.do.barbante.deve.ficar.para.o.lado.de.fora;• Uma.fumaça.enche.o.vidro..É.o.anidrido.sulforoso.produzido.pela.combustão.do.enxofre;• Deixe.tudo.repousar.por.algum.tempo;• Destampe.o.vidro.com.cuidado.e.ao.ar.livre,.evitando.respirar.diretamente.o.gás,.que.é. altamente.tóxico;• Tire.a.casca.de.batata.e.observe-a:.ela.perdeu.as.cores. Nota:.O.anidro.sulfuroso.tem. o.poder.de.descolorir,.porque. adere. às. substâncias. corantes. da.batata,.destruindo-as..Este. ácido.tem.o.poder.de.destruir. a.clorofila,.por.isso.nas.zonas. industriais. os. vegetais. são. mais. frágeis,. porque.existe.uma.grande.quantidade.de. anidro.sulfuroso. 3.
  36. 36. Manual.do.Multiplicador 4.3 Impactos ambientais Impacto.ambiental.deve.ser.entendido.como.um.desequilíbrio.provocado.por.um.choque,.re- sultante.da.ação.do.homem.sobre.o.meio.ambiente..No.entanto,.pode.ser.resultado.de.acidentes. naturais:.a.explosão.de.vulcão.pode.provocar.poluição.atmosférica..Mas.devemos.dar.cada.vez. mais.atenção.aos.impactos.causados.pela.ação.do.homem..Quando.dizemos.que.o.homem.causa. desequilíbrios,.obviamente.estamos.falando.do.sistema.produtivo.construído.pela.humanidade.ao. longo.de.sua.história. . Um.impacto.ocorrido.em.escala.local.também.pode.ter.consequências.em.escala.global..Por. exemplo,.a.devastação.de.florestas.tropicais.por.queimadas.para.a.introdução.de.pastagens.pode. provocar.desequilíbrios.nesse.ecossistemas.naturais..Mas.a.emissão.de.gás.carbônico.como.re- sultado.da.combustão.das.árvores.vai.colaborar.para.o.aumento.da.concentração.desse.gás.na. atmosfera,.agravando.o.“efeito.estufa”..Assim,.os.impactos.localizados,.ao.se.somarem,.acabam. tendo.um.efeito.também.em.escala.global.36. .Principais.impactos.decorrentes.de.atividades.econômicas ATIVIDADE IMPACTOS Cimento.e.cerâmica Emissão.de.pó.de.cimento,.NOx,.CO2,.cromo,.chumbo,.CO. Na.cerâmica,.emissões.de.silício,.SO2,.NOX.e.compostos.fluorados. Emissões.de.água.de.processo.contaminada.por.óleos.e.metais.pesados. Extração.de.matérias-primas. Contaminação.do.solo.com.metais.e.problemas.derivados.do.depósito. de.resíduos. Mineração.e.produção.de.carvão Emissões.de.pó.da.extração,.armazenamento.e.transporte.do.carvão.. Emissões.de.CO.e.SO2.da.combustão.dos.depósitos.de.resíduos.. Emissões.de.CH4.de.formações.subterrâneas.. Risco.de.explosões.e.fogo. Contaminação.das.águas.superficiais.e.subterrâneas.por.águas.de.minas. muito.salinizadas.ou.muito.ácidas.. Destruição.e.erosão.da.superfície.terrestre..Afundamento.dos.solos.situ- ados.sobre.as.minas.. Degradação.da.terra.pela.acumulação.de.grandes.depósitos.de.resíduos. Refinarias.e.produtos.petrolíferos Emissões.de.SO2,.NOX,.sulfeto.de.hidrogênio,.HC,.benzeno,.CO,.CO2,.par- tículas.sólidas,.mercaptanos,.compostos.orgânicos.tóxicos,.odores,.risco.de. explosão.e.fogo. Papel.e.poupa.de.papel Emissões.de.SO2,.NOX,.CO,.CO2,.CH4,.sulfeto.de.hidrogênio,.mercapta- nos,.compostos.clorados,.dioxinas,.uso.de.grande.quantidade.de.água.nos. processos,.emissões.de.sólidos.em.suspensão,.matéria.orgânica,.substân- cias.orgânicas.cloradas. Construção.de.rodovias Grandes.migrações.e.grandes.êxodos. Destruição.da.cultura.indígena. Propagação.de.doenças.endêmicas. Explosão.demográfica.e.todas.as.consequências.do.processo. Garimpo.de.ouro Assoreamento.e.erosão.nos.cursos.d’água. Poluição.das.águas,.aumento.da.turbidez.e.metais.pesados. Formação.de.núcleos.populacionais.com.grandes.problemas.sociais.. Degradação.das.paisagens. Degradação.da.vida.aquática.com.consequências.diretas.sobre.a.pesca.e. a.população.
  37. 37. Principais.temas.ambientais Grandes.projetos.agropecuários Desmatamento.de.áreas.nativas.e.grandes.queimadas. Drenagens.–.erosão,.alteração.da.vazão.dos.cursos.d’água,.assoreamen- to..Monocultura.extensiva.–.desequilíbrio.ecológico. Uso.de.grandes.quantidades.de.agrotóxicos.–.poluição.das.águas.. Uso.de.mecanização.intensiva.–.compactação.do.solo. Pesca.predatória Diminuição.dos.estoques.pesqueiros.. Desequilíbrio.ecológico..Risco.de.extinção.de.algumas.espécies Atividades. consumidoras. de. ma- Desmatamentos. deiras. como. matéria-prima. (serra- Destruição.da.flora.e.da.fauna. rias.e.mobiliário) Grandes.projetos.industriais.–.usi- Contaminação.de.cursos.d’água. nas.de.álcool Monoculturas.extensas.de.cana-de-acúcar.–.desequilíbrios. Matadouro,.frigorífico,.laticínios. Poluição.dos.cursos.d’água. Invasão.de.reservas.indígenas Impacto.cultural.e.social.sobre.a.população.indígena. Desmatamento. Expansão.urbana.desordenada Destruição.de.nascentes.de.cursos.d’água. Destruição.da.paisagem..Poluição.por.falta.de.saneamento.básico. 37. Destruição.da.rede.de.drenagem. Pecuária.extensiva.no.Pantanal Competição.com.a.fauna.nativa..Desequilíbrios. Usinas.hidrelétricas Impacto.cultural..Impacto.socioeconômico. Inundação.de.áreas.florestais,.agrícolas,.vilas.etc. Impacto.sobre.a.flora,.fauna.e.ecossistemas.adjacentes. Polos. industriais. e/ou. grandes. in- Poluição.do.ar,.água.e.solo..Ameaça.a.ecossistemas. dústrias Conflito.industrial.x.turismo.x.pesca.x.lazer.Fonte: WHO. Health and environment in sustainable development: five years after the Earth Summit. Geneva:Who/EHG/07.08, 1997. O Desenvolvimento Sustentável: relatório do Brasil, para a conferência das Nações UnidasSobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - Rio 92.Atividade 18 - Sugestão de atividades Sugira.aos.alunos.que.pesquisem.mais.sobre.o.tema.e.façam.uma.exposição.na.escola. Devastação ambiental coloca tribos indígenas em perigo The.New.York.Times Segundo.alguns.cientistas,.o.desmatamento.e.a.mudança.climática.global.estão.tornan- do.a.região.amazônica.mais.seca.e.mais.quente,.dizimando.os.cardumes.de.peixes.desde. a.década.de.90.e.colocando.em.risco.a.existência.dos.Kamayurás..Como.outras.pequenas. culturas.indígenas.ao.redor.do.mundo.com.pouco.dinheiro.ou.capacidade.para.se.deslocar,. eles.estão.lutando.para.se.adaptar.às.mudanças. O.Painel.Intergovernamental.para.a.Mudança.Climática.diz.que.até.30%.dos.animais.e. plantas.enfrentam.um.maior.risco.de.extinção.caso.as.temperaturas.globais.subam.2ºC.nas. próximas.décadas..Antropólogos.também.temem.uma.onda.de.extinção.cultural.de.dezenas. de.pequenos.grupos.indígenas.–.a.perda.de.suas.tradições,.artes.e.línguas.
  38. 38. Manual.do.Multiplicador As.culturas.ameaçadas.pela.mudança.climática.se.espalham.por.todo.o.mundo..Elas. incluem. as. dos. moradores. da. floresta. tropical. como. os. Kamayurás,. que. enfrentam. a. redução.da.oferta.de.comida;.comunidades.remotas.do.Ártico,.onde.as.únicas.estradas. eram.os.rios.congelados.que.agora.estão.fluindo.quase.o.ano.todo;.e.os.moradores.de. ilhas.de.baixa.altitude,.cujas.terras.estão.ameaçadas.pela.elevação.do.nível.dos.mares. Muitos.povos.indígenas.dependem.intimamente.dos.ciclos.da.natureza.e.tiveram.que. se.adaptar.às.variações.climáticas.–.uma.estação.de.seca,.por.exemplo,.ou.um.furacão. que.mata.os.animais..Mas.em.todo.o.mundo.a.mudança.é.grande,.rápida.e.implacável,. seguindo.em.uma.única.direção:.um.clima.mais.quente. Cerca.de.13.mil.quilômetros.quadrados.da.floresta.amazônica.são.desmatados.anu- almente.nos.últimos.anos,.segundo.o.governo.brasileiro.3. 4.4 Megacidades – O futuro global Em.1950,.30%.da.população.mundial.vivia.nas.cidades..Em.2000,.esse.número.era.já.de.47%.. Em.2007,.3,3.milhões.de.pessoas,.mais.de.metade.da.população.mundial,.viviam.em.cidades..Este. total.pode.mesmo.alcançar.os.60%.por.volta.de.2030..Tamanho.crescimento.urbano,.principal- mente.nos.países.em.desenvolvimento,.gera.uma.imensidão.de.oportunidades.e.desafios. Por.definição,.“megacidades”.são.áreas.urbanas.com.mais.de.cinco.milhões.de.habitantes..Os. cientistas.estimam.que,.por.volta.de.2015,.o.mundo.terá.cerca.de.60.megacidades,.com.mais.de. 600.milhões.de.pessoas..Atualmente,.é.nestas.áreas.que.ocorre.a.maior.parte.dos.processos.de. urbanização.global. As. megacidades. são. mais. do. que. apenas. grandes. cidades.. A. sua. dimensão. proporciona. a. criação.de.novas.dinâmicas,.nova.complexidade.e.nova.simultaneidade.de.fenômenos.e.processos. . físicos,.sociais.e.econômicos. São,.igualmente,.palco.de.interações.intensas.e.complexas.entre.diferentes.processos.demo- gráficos,.sociais,.políticos,.econômicos.e.ecológicos. As.megacidades.são.igualmente.um.foco.de.risco.global..São.sistemas.que.se.caracterizam. por.um.aumento,.permanente,.da.sua.vulnerabilidade.em.virtude.de.abrigarem.casos.de.pobreza. extrema,.desigualdades.sociais.e.degradação.ambiental,.fatores.os.quais.estão.inter-relacionados. por.intermédio.de.um.sistema.complexo.de.fornecimento.de.bens.e.serviços. A.densidade.populacional.aumenta.a.vulnerabilidade.relativamente.a.fenômenos.físicos,.com. potenciais.destrutivos,.naturais.ou.induzidos.pelo.homem..Assim.sendo,.as.megacidades,.expos- tas.ao.ambiente.global.e.às.mudanças.socioeconômicas.e.políticas.agravam.os.problemas.as.quais. estão.sujeitas.
  39. 39. Principais.temas.ambientais Como o desmatamento da Amazônia afeta o clima e a vida da população paulista É.cada.vez.mais.frequente.as.pesadas.tempestades.que.caem.no.sul.e.sudeste.do.país..Estes.fatores.causam.consequências.desastrosas.para.boa.parte.da.população..Por.outro.lado,.os.períodos.de.seca.são.cada.vez.mais.extensos,.o.que.leva.ao.racio-namento.e.a.complexos.problemas.econômicos.e.sociais.. O.entendimento.sobre.ciclo.hidrológico.no.Brasil.e.os.trajetos.percorridos.pelo.imenso.volume.de.água.representado.pela.umidade.atmosférica.é.muito.importante.para.compreender.e.analisar.as.consequências.sobre.as.diversas.regiões.do.país. Estudos.recentes.realizados.pelo.projeto.“Rios.Voadores”,.uma.nova.fase.do.pro- 3.jeto.Brasil.das.Águas,.que.faz.parte.do.Programa.Petrobras.Ambiental.que.também.conta.com.a.parceria.da.Agência.Nacional.das.Águas.(ANA),.buscam.informações.que.sirvam.para.mostrar.até.que.ponto.o.desmatamento.da.região.amazônica.po-derá.afetar.o.clima.no.restante.do.Brasil.e.de.que.forma.tal.degradação.alterará.o.ciclo.hidrológico,.principalmente.nas.regiões.sul.e.sudeste. Existe.uma.forte.recirculação.de.água.entre.a.superfície.e.a.atmosfera.que.é.cau-sada.pela.transpiração.das.plantas.que.compõem.a.floresta,.fato.que.contribui.para.os.altos.níveis.de.precipitação.que.chegam.a.cerca.de.2.400.mm/ano.ou.mais.na.floresta.amazônica..Portanto,.é.certo.que.a.destruição.da.mata.provoca.alterações.ainda.difíceis.de.quantificar..Uma.árvore.de.grande.porte.coloca.cerca.de.300.litros.de.água.por.dia.na.atmosfera..Sua.retirada.não.atinge.somente.a.Amazônia,.mas.to-das.as.outras.regiões.para.onde.a.água.é.transportada.pelos.ventos..No.Brasil.cerca.de.600.mil.quilômetros.de.terras.foram.desmatadas.nos.últimos.30.anos.. O. verdadeiro. rio. que. viaja. sobre. nossas. cabeças. pode.ser.maior.que.a.vazão.de.todos.os.rios.do.cen- tro-oeste,.sudeste.e.sul.e.da.mesma.proporção.que.a. do.rio.Amazonas,.o.maior.do.mundo,.com.200.000. m³.de.água.por.segundo.. Visite: www.riosvoadores.com.br

×