Principais tendências de mercado para “cloud computing – computação em nuvens”

  • 1,300 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,300
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
34
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Principais Tendências de Mercado para “Cloud Computing – Computação em Nuvens” Outubro/2013 Relatório preparado pela Cysneiros Consultores Associados para a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco. Pesquisador Responsável Tecnologias da Informação e Comunicação: José Carlos Cavalcanti
  • 2. 2 Sumário 1 Introdução........................................................................................................................ 5 2 Análise das Tendências de Mercado em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC)6 2.1 Panorama do Setor de Computação em Nuvem – Cloud Computing .............................. 8 2.1.1 2.1.2 Definindo maturidade da cloud computing ...................................................................................... 9 Perspectivas dos usuários de cloud computing .............................................................................. 11 2.2 Análise do Mercado de Cloud Computing ........................................................................ 15 2.3 Macrotendências de Mercado para a Computação em Nuvem ....................................... 17 2.4 Recomendações às Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) ..... 24 3 Conclusão....................................................................................................................... 26 4 Referências..................................................................................................................... 27 5 Glossário e Acrônimos................................................................................................... 28
  • 3. 3 Índice de Tabelas Tabela 1. Modelo de Maturidade do Mercado de Cloud ...................................................................................... 10 Tabela 2. Projeções de serviços de public cloud, 2010 – 2016, atualização do quarto trimestre de 2012 (em bilhões de dólares)................................................................................................................................................ 20 Tabela 3. Continuação da Tabela 2...................................................................................................................... 21
  • 4. 4 Índice de Figuras Figura 1. Participação geográfica por região ..................................................................................................... 12 Figura 2. Serviços de cloud usados e satisfação com a cloud .............................................................................. 13 Figura 3. Valores médios de fatores de negócios, financeiros, e ambientais influenciando decisões de cloud ... 14 Figura 4. Estágios de maturidade de mercado dos serviços de cloud .................................................................. 16 Figura 5. Tempo para maturidade de mercado atingir níveis de crescimento e maturidade ............................... 16 Figura 6. Serviços de public cloud e taxas de crescimento anual, 2010 - 2016 ................................................... 18 Figura 7. Mercado de serviços de public cloud por segmento, 2010 - 2016 ........................................................ 19 Figura 8.Serviços de public cloud (taxas de crescimento médio anual composto de 5 anos), por segmento ...... 19 Figura 9. Gasto total (excluindo propaganda de cloud) e taxas de crescimento médio anual composto, por região.................................................................................................................................................................... 22 Figura 10. Segmentos de serviços de public cloud (taxas de crescimento médio anual composto), 2011 - 2016 23 Figura 11. Repensando TICs como um Portfólio de Investimento ....................................................................... 25
  • 5. 5 1 Introdução Este relatório foi produzido no âmbito no projeto CICTEC - Centro de Inteligência Competitiva para Parques Tecnológicos, e apresenta um panorama do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs) em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, suas principais características, as tendências competitivas e de mercado, e os desafios e oportunidades decorrentes destes cenários para as empresas pernambucanas do setor. Neste relatório abordamos em maior detalhe as tendências relativas Computação em Nuvem (Cloud Computing). Acreditamos que cloud computing proporcione oportunidades significativas para empresas para inovar no uso e fornecimento de produtos e serviços de TI. O atual cenário da cloud computing é de imaturidade, com o surgimento de novos serviços em diversos setores, inclusive nas indústrias criativas, possibilitando a entrada de novos atores neste setor. Apresentamos, então, os desafios e oportunidades decorrentes deste cenário de um novo paradigma digital para as empresas pernambucanas do setor.
  • 6. 6 2 Análise das Tendências de Mercado em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) Esta seção, que tem como objetivo apontar as principais tendências de mercado para Cloud Computing (o uso de recursos computacionais de hardware e software que são prestados como um serviço sobre uma rede, tipicamente a Internet) toma como uma de suas principais referências um estudo que foi desenvolvido no segundo trimestre de 2012 (e publicado no mesmo ano) pela Cloud Security Alliance (CSA) da ISACA (uma associação global, independente e sem fins lucrativos, que congrega profissionais de governança de tecnologias de informação e comunicação- TICs: www.isaca.org). Este estudo, intitulado “Cloud Computing Market Maturity: Study Results” (Maturidade do Mercado de Computação em Nuvem: Resultados de Estudo), analisa o nível de maturidade e inovação do mercado de cloud computing, e encoraja discussões que facilitam um melhor entendimento do mercado e dos fatores que encorajam ou restringem a maturidade do mercado. Os dados apresentados foram extraídos de respostas de 252 participantes representando uma comunidade global de usuários da cloud, provedores de serviços, integradores e consultores. Como observado no estudo, as expectativas estão elevadas com relação à cloud computing. A crença prevalente é que cloud computing pode prover oportunidades significativas para empresas para inovar em formas que possam romper com os modos prevalentes de prover e usar TI. No entanto, de acordo com o estudo, a cloud computing ainda não atingiu um nível de maturidade que possa dar suporte a este cenário. Ao contrário, os participantes do estudo acreditam que as ofertas de serviços de plataformas e infraestrutura ainda estão em sua infância de maturidade, enquanto as ofertas de serviços de software estão acabando de sair de sua infância e estão entrando nos estágios iniciais de crescimento de mercado. Os participantes estimam que levará uns três anos para os serviços de infraestrutura e plataformas de cloud estarem firmemente colocados no estágio de crescimento, e pelo menos dois anos para os serviços de software atingirem aquele estágio.
  • 7. 7 O presente documento também se vale de recentes previsões do Gartner Group (empresa de pesquisa e aconselhamento em TICs) sobre o mercado global de cloud computing.
  • 8. 8 2.1 Panorama do Setor de Computação em Nuvem – Cloud Computing Cloud computing (computação em nuvem) emergiu na consciência de líderes de tecnologia e de negócios com a expectativa que mudaria muitos aspectos de como a tecnologia iria ser adquirida, gerida e usada. Havia argumentos de que cloud computing, como uma tecnologia disruptiva, mudaria como as empresas alavancariam sistemas de informação e informação, como grupos de tecnologia adquiririam tecnologia, e como departamentos de TI e unidades de negócios iriam se unir para endereçar as necessidades do mercado e avançar em estratégias. As previsões eram de que os chief information officer (CIOS´)(encarregados das áreas de TI) evoluiriam para se tornarem integradores de tecnologias, vindas do seio da organização de TI, mas crescentemente alavancando plataformas, infraestruturas e serviços através de uma rede de fornecimento de provedores de cloud. Até o momento, segundo o estudo da ISACA estas expectativas descrevem o que é ainda um potencial, ainda não materializado estado de futuro, devido ao nível de maturidade no mercado. Inovações tecnológicas, mesmo as disruptivas, devem passar por vários estágios de ciclo de vida à medida que são introduzidas, adotadas, maturadas e, eventualmente, declinem, para serem repostas por novas inovações, mais interessantes e potencialmente mais benéficas. Ao progredirem através de um ciclo de vida de infância, crescimento, maturidade e declínio, as tecnologias evoluem e oferecem o potencial para inovações maiores para as empresas que tenham a habilidade de adaptar e alavancar novas capacidades e modos de interagir com informação e tecnologia. A cada estágio, a clareza de definição, aceitação do mercado, potencial para inovação, e nível de integração técnica e operacional dentro e entre empresas e fornecedores evoluem. É no processo de maturação que o potencial da cloud computing se realiza, avançando a habilidade das empresas em confiar e extrair valor das soluções de cloud. Cloud computing, como uma tecnologia disruptiva, tem o poder de mudar as empresas. Mudanças positivas vêm à medida que provedores de serviços entregam e dão suporte à ofertas verdadeiramente distintas, e à medida que as empresas integram estas ofertas em programas e produtos com sucesso (ISACA, 2012).
  • 9. 9 A mudança prometida pela cloud computing não chegam facilmente. Provedores necessitam permissão e demanda do mercado para serem aptos a oferecerem serviços que estendam a habilidade dos usuários de cloud. Os usuários necessitam estar aptos a confiarem que serviços irão satisfazer suas necessidades e prover um sólido alicerce em que eles possam construir sistemas que ampliem operações internas e ofertem a alavancagem requerida para melhor servir seus interessados. Ambos provedores e usuários necessitam uma visão holística do presente estado da arte da cloud computing. Enquanto há muitas discussões em relação à cloud e suas promessas e limitações, estas discussões são frequentemente focadas em aspectos específicos sem endereçarem uma visão mais ampla de que a cloud é e o que ela pode fazer. Isto, no entanto, virá com a maturidade do mercado. Uma perspectiva de maturidade de mercado dá suporte às necessidades dos usuários e provedores a colocarem questões envolventes e relacionadas em contexto, e possibilitam-nas focalizar nos aspectos da cloud que encorajem a contínua evolução das ofertas de serviços e usos de produtos. 2.1.1 Definindo maturidade da cloud computing Segundo o ISACA (2012), a maturidade de mercado pode ser enfocada de diferentes perspectivas. A maturidade pode ser um aspecto do crescimento do mercado e seu desenvolvimento; neste enfoque, a maturidade do mercado é uma medida da extensão pela qual a cloud tem penetrado o mercado potencial e as receitas que são geradas neste mercado. A maturidade pode ser vista em termos de evolução de produto, a transição de um novo conceito de produto, através da diferenciação no mercado, para a produtividade, e finalmente a transparência, à medida que as capacidades do produto estejam completamente desenvolvidas sejam amplamente aceitas. A maturidade do mercado pode também ser descrita em termos tomados emprestados da Psicologia, usando a hierarquia das necessidades do indivíduo para descrever aspectos de produto tais como sobrevivência, qualidade, conveniência e customização. Finalmente, a maturidade da cloud computing pode ser explorada em termos dos processos do provedor e usuários porque é no seio destes processos que a habilidade de confiar naqueles serviços se irá prover se o esperado valor é atingido.
  • 10. 10 Para examinar os aspectos mais importantes da cloud computing (relações entre fornecedores e usuários, e questões presentes e requisitos), o CSA da ISACA usou um enfoque híbrido que endereça níveis de maturidade de produto da infância até o crescimento, maturidade e eventual declínio de mercado. Em cada estágio há elementos particulares que podem ser usados para distinguir os diferentes níveis de maturidade. Os elementos distintivos são: • Tamanho do mercado e diversidade dos produtos; • Clareza da definição e fatores distintivos entre clouds e outros arranjos outsourced (terceirizados); • Aceitação dos papéis e responsabilidades entre usuários e provedores e entre organizações usuárias; • Nível de integração entre usuários e provedores nas organizações usuárias; • Extensão da inovação no mercado; • Claridade em entender os benefícios da cloud computing e o potencial para um ROI (return on investment- retorno do investimento) aumentado. A Tabela 1 à frente apresenta uma visão geral dos níveis de maturidade usados pela ISACA e os elementos distintivos relacionados a cada um. Tabela 1. Modelo de Maturidade do Mercado de Cloud Estágio Infância Crescimento Maturidade Declínio Fonte: ISACA (2012). Elementos distintivos do mercado de cloud O mercado é pequeno com um potencial para crescimento e inovação que não foi materializada. A definição de cloud e papéis e responsabilidades não é clara. O ROI é incerto. Usuários e provedores podem ser considerados adotadores prematuros; O mercado demonstra adoção significativa, crescimento rápido, e inovação notável em termos de ofertas de produtos e uso. Definições de cloud computing e como ela pode ser alavancada são claros. Papéis e responsabilidades pela cloud na empresa evoluíram para endereçar os aspectos únicos da cloud. Cloud computing está sendo integrada nas atividades centrais dos negócios. O ROI é claro e os exemplos de usos de sucesso são bem conhecidos. Inovação leva à oferta de novos produtos, não possíveis nos estágios iniciais; O crescimento do mercado atingiu seu pique. O nível de inovação está diminuindo. Novos entrantes têm um tempo difícil em distinguirem-se dos provedores estabelecidos de serviços. Papéis organizacionais e responsabilidades são estáveis, como são as relações entre usuários e provedores. Cloud computing é “business as usual”; O mercado de cloud está saturado com ofertantes. Cloud computing é uma commodity. Líderes de mercado são claramente definidos. Há pouco espaço para novos entrantes ou novas ofertas de produtos. Usuários e provedores estão procurando pela próxima grande oportunidade.
  • 11. 11 2.1.2 Perspectivas dos usuários de cloud computing Um total de 252 respostas de pesquisas foram recebidas dos participantes do estudo da ISACA (2012), representando usuários de cloud, provedores, consultores e integradores. Os participantes estavam empregados em 15 diferentes segmentos da indústria, em posições executivos de nível C (chief executives) até staff. Quarenta e oito países foram representados, com a maioria dos respondentes morando na América do Norte ou Europa, como mostra a Figura 01 à frente. Aqueles que contribuíram para o estudo são um grupo diverso. Um participante típico pode ser descrito como: • Norte Americano (120) ou Europeu (58); • Um gestor (86) ou executivo ao nível de vice-presidente (70); • Empregado em um papel de asseguramento que inclui especialização em segurança de TI, auditoria de sistemas de informação, gestão de risco de sistemas de informação (129), ou gestão de sistemas de informação ou profissional de TI (80); • Trabalhando em uma grande empresa com mais de 5000 empregados (89) ou envolvido em uma pequena empresa com menos de 100 empregados (8). Muitos daqueles que participaram no estudo oferecem serviços de consultoria ou profissionais (81). Outros segmentos da indústria representados incluem empresas de tecnologia (59), serviços bancários e financeiros (33), governo (18) e telecomunicações (15). Dos 252 participantes que contribuíram para o estudo, 213 (84,5%) identificaram-se como usuários de cloud. Deve ser notado, no entanto, que entre o grupo todo, 173 se identificaram como um provedor de serviço de cloud, integrador ou consultor bem como um usuário de cloud, levando a uma observação prematura do estudo: a linha divisória entre usuário e provedor pode não ser facilmente desenhada. Provedores parecem também alavancarem infraestruturas de cloud, plataformas e serviços para gerenciarem seus negócios e darem suporte aos seus clientes.
  • 12. 12 Figura 1. Participação geográfica por região Fonte: ISACA (2012). A maioria dos usuários tem se envolvido com cloud computing por pelo menos um ano. Somente 15% dos usuários de cloud que tomaram parte no estudo têm menos de um ano de experiência com cloud. Quase 42% deles têm dois ou mais anos de experiência com cloud. Os participantes foram perguntados a identificarem os serviços de cloud que eles estão usando, seus níveis de satisfação com os presentes serviços e os serviços que eles esperam usar no futuro. A Figura 02 à frente apresenta um sumário da presente experiência de uso com os serviços de cloud computing, de acordo com as camadas de serviços (infraestrutura, plataforma, e aplicações). Em adição à divulgação dos tipos de serviços com que eles têm experiência e seus níveis de satisfação, os usuários de cloud computing foram solicitados a identificar (numa lista) os fatores que são mais importantes para sua empresas ao otmarem decisões de cloud computing. Os fatores listados incluíram aspectos que contribuem para a habilitação dos serviços (ex., elasticidade das ofertas, confiabilidade e disponibilidade, qualidade dos serviços, e a habilidade de se mover mais rápido em mercados) e fatores financeiros (ex.,
  • 13. 13 redução de custo, a habilidade de pagar pelo uso, oportunidades de maior ROi, e a habilidade de tornar despesas de capital- CapEx em despesas operacionais – OpEX. Os participantes também foram solicitados a responder sobre a importância de reduzir suas pegadas ambientais, como um fator que influencia suas decisões de cloud. Possibilitadores de negócios, mais que considerações financeiras, dominaram a maioria dos fatores na tomada de decisões, enquanto o fator menos importante é a habilidade de reduzir a pegada ambiental. A Figura 03 à frente apresenta a lista dos fatores de decisão e a média de resposta dos usuários de cloud. As respostas foram gravadas num leque que variou de 0 a 5, onde 0 indicava que o fator tinha nenhuma influência. A resposta de 1 indicava um mínimo nível de influência, enquanto 5 indicava o mais alto nível de influência na decisão de cloud. No geral, os fatores de capacitação dos negócios foram os de maior influência nas decisões de compra de cloud, com um valor combinado médio de 4.08, comparado com o valor de 3.50 de desempenho financeiro e 2.67 para considerações ambientais. Figura 2. Serviços de cloud usados e satisfação com a cloud Fonte: ISACA (2012).
  • 14. 14 Figura 3. Valores médios de fatores de negócios, financeiros, e ambientais influenciando decisões de cloud Fonte: ISACA (2012).
  • 15. 15 2.2 Análise do Mercado de Cloud Computing De forma geral, aqueles que fizeram parte do estudo consideraram cloud computing uma oferta de serviço relativamente imatura. Quando perguntados a identificar o presente nível de maturidade do mercado de cloud, eles identificaram somente SaaS – Software as a Service – no estágio inicial de nível de crescimento. Tanto IaaS – Infrastructure as a Service quanto PaaS – Plataform as a Service foram posicionados na camada média a alta do nível de infância de mercado (ver Figura 04 à frente). A colocação da cloud como um todo solidamente no nível de infância de maturidade e SaaS no estágio inicial de crescimento tem implicações significativas para os usuários e provedores. Em termos dos elementos de maturidade – inovação, saturação de mercado, valor para os negócios, clareza de definição, clareza de papéis, prestação de contas e responsabilidade entre usuários e provedores, e a habilidade de extrair valor – cloud computing tem um caminho a andar antes que entregue seus prometidos resultados. Justamente pela cloud estar na sua infância. Um entendimento claro do que é, fora das definições gerais, ainda não existe. Apesar das expectativas que a cloud irá redefinir as relações entre unidades de tecnologia e de negócios e, consequentemente, que o papel do CIO vai mudar, estes resultados permanecem na categoria de previsões futuras – e não uma realidade. A evolução está ainda para ocorrer com respeito aos papéis e responsabilidades de cloud, prestações de conta e responsabilidades, relações entre grupos de tecnologia e de negócios, e como informação e tecnologia de informação darão suporte à estratégia de cloud. Finalmente, os participantes do estudo foram convocados a identificar o ponto no futuro quando a cloud vai atingir os níveis de crescimento, maturidade e declínio. Os respondentes poderiam indicar que serviço estava em que nível de maturidade particular ou estimar o número de anos (de um a cinco ou mais) seria necessário para o serviço atingir o nível específico de maturidade. Os resultados são apresentados na Figura 05 à frente.
  • 16. 16 Figura 4. Estágios de maturidade de mercado dos serviços de cloud Fonte: ISACA (2012). Figura 5. Tempo para maturidade de mercado atingir níveis de crescimento e maturidade Fonte: ISACA (2012).
  • 17. 17 2.3 Macrotendências de Mercado para a Computação em Nuvem Como tratado nos itens anteriores, o mercado de cloud computing ainda é um mercado em sua infância, em termos gerais. Neste espírito, é de se esperar que o tratamento de sua evolução comercial também seja considerado como também em sua infância. Mesmo assim, é possível observar algumas análises referentes à evolução deste novo mercado da indústria de TICs. Como evidenciado no Relatório de Tendências de Inovações Tecnológicas para Cloud Computing (Sub- Produto 1.4), o Gartner Group estima que os gastos totais com cloud services vão aumentar de US$ 100 bilhões em 2012 para US$ 210 bilhões em 2016. Naquele relatório também foram apresentados dados do IDC quanto às receitas com cloud pública para o Brasil. Este documento busca trazer evidências de estimativas mais recentes do Gartner Group. Neste sentido, à medida que public cloud computing (um dos tipos de cloud) ganha maior adoção entre as empresas, há um crescente nível de gastos ocorrendo em serviços relacionados com infraestrutura, incluindo IaaS. As empresas estão priorizando como obterem plataformas de cloud integradas a sistemas legados para fazerem uso de anos de dados que elas acumularam. De sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) legados a sistemas de CRM (Customer Relationship Management), integrando sistemas legados de informações gravadas, até plataformas baseadas em cloud irão acelerar até 2016. É o que informa o documento do Gartner intitulado “Forecast Overview: Public Cloud Services, Worldwide, 2011-2016, 4Q12 Update Published: 8 February 2013”. Nas figuras à frente estão alguns dos dados deste relatório. Como pode ser visto na Figura 06, os gastos globais em serviços de cloud pública estão estimados em crescerem 18,6% em 2012, de US$ 76,9 bilhões para US$ 110,3 bilhões até 2016, atingindo um crescimento médio anual composto de 17,7%. As análises do Gartner apontam que IaaS irá atingir um crescimento médio anual composto de 41,3%, a área de crescimento mais rápido em public cloud computing. A Figura 07 apresenta discernimentos sobre o tamanho relativo de mercado para cada um dos segmentos de mercado de serviços de public cloud computing.
  • 18. 18 Figura 6. Serviços de public cloud e taxas de crescimento anual, 2010 - 2016 O estudo aponta também que PaaS irá atingir um crescimento médio anual composto de 27,7% até 2016, com a gestão de cloud e os serviços de segurança atingindo 26,7% no mesmo período de previsão. O crescimento médio anual composto de SaaS até 2016 está projetado para ser 19,5%. A Figura 07 ilustra as diferenças entre crescimento médio anual composto do período de 2011 a 2016. O Gartner está projetando que o mercado de SaaS irá crescer a uma taxa de crescimento médio anual composto de 19,5% até 2016, tendo aumentado a projeção levemente (0,4%) desde a publicação do último relatório. O gasto global com SaaS está projetado para crescer de US$ 13,5 bilhões em 2011 para US$ 32,8 bilhões em 2016. CRM irá continuar a ser o maior mercado global em termos de SaaS, projetado para crescer além de US$ 5 bilhões em 2012 para US$ 9 bilhões em 2016, atingindo um crescimento médio anual composto de 16,3% até 2016. A Figura 09 apresenta como segmentos mais altos do mercado de SaaS os office suíte (49,1%), seguidos pela criação de conteúdo digital (34,0%), além de outras taxas de todos os serviços de public cloud. Segundo o Gartner, 59% (cinquenta e nove por cento) de todos os novos gastos em serviços de cloud computing originarão de empresas norte-americanas, uma tendência projetada para acelerar em 2016. A Europa ocidental está projetada para ser 24% de todos os gastos. A Figura 9 compara o gasto total por região geográfica e correspondentes taxas de crescimento.
  • 19. 19 Figura 7. Mercado de serviços de public cloud por segmento, 2010 - 2016 Figura 8.Serviços de public cloud (taxas de crescimento médio anual composto de 5 anos), por segmento As tabelas a seguir fornecem discernimentos (segundo itens relacionados a processos e serviços) em cada categoria de gasto de public cloud computing através do período de projeção, e por taxas de crescimento médio anual composto (CAGR- current average growth rate).
  • 20. 20 Tabela 2. Projeções de serviços de public cloud, 2010 – 2016, atualização do quarto trimestre de 2012 (em bilhões de dólares)
  • 21. 21 Tabela 3. Continuação da Tabela 2.
  • 22. 22 Figura 9. Gasto total (excluindo propaganda de cloud) e taxas de crescimento médio anual composto, por região
  • 23. 23 Figura 10. Segmentos de serviços de public cloud (taxas de crescimento médio anual composto), 2011 - 2016
  • 24. 24 2.4 Recomendações às Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) Como foi possível assinalar ao longo deste documento, as expectativas estão elevadas com relação à cloud computing. Conforme estudo publicado pelo ISACA em 2012, a crença prevalente é que cloud computing pode prover oportunidades significativas para empresas para inovar em formas que possam romper com os modos prevalentes de prover e usar TI. No entanto, como apontado neste documento, a cloud computing ainda não atingiu um nível de maturidade que possa dar suporte a este cenário. Ao contrário, os participantes do estudo acreditam que as ofertas de serviços de plataformas e infraestrutura ainda estão em sua infância de maturidade, enquanto as ofertas de serviços de software estão acabando de sair de sua infância e estão entrando nos estágios iniciais de crescimento de mercado. De forma mais detalhada, foi apontado o que é a maturidade de mercado da cloud computing, quais as perspectivas dos seus usuários, o nível atual de maturidade de mercado da cloud, e as previsões para sua evolução comercial. Neste sentido, pode-se concluir que mesmo nas economias mais avançadas a cloud computing está nos seus estágios iniciais tanto em termos de maturidade quanto de gastos. Isto representa uma grande janela de oportunidades para empresas em países emergentes como o Brasil, e para estados como o de Pernambuco em particular, já que o mundo inteiro ainda está começando a “digerir” os benefícios desta nova tendência tecnológica e de negócios. A questão agora é a de como “abraçar” estas novas oportunidades. Estabelecendo um elo entre os resultados aqui apresentados e as empresas do Porto Digital, pode-se apontar que as empresas deste parque devem urgentemente iniciar tanto a definição de estratégias de cloud computing em suas estruturas quanto a contratação de talentos nesta área para darem suporte às suas estratégias de negócios. Um primeiro passo nesta direção é a contratação de serviços de cloud computing por empresas que já fornecem estes serviços (fundamentalmente as internacionais que detêm grande escala de produção, tais como Amazon e Microsoft, a título de exemplo). Nesta fase, as empresas devem definir estrategicamente que classe de ativos de TICs ela pretende transferir para a cloud, admitindose que a empresa reconheça que existem classes de ativos de TICs, tais como aponta a Figura
  • 25. 25 11 à frente; uma vez dominando as principais ferramentas de cloud computing, as empresas podem passar a desenvolver suas próprias ferramentas (tal como vem fazendo a pernambucana USTORE), e, finalmente, começarem a extrair valor a partir das conquistas de melhorias proporcionadas pela cloud. Figura 11. Repensando TICs como um Portfólio de Investimento Fonte: Newsletter da empresa Creativante de 28/03/2013: http://bit.ly/ZaHEz0
  • 26. 26 3 Conclusão Neste relatório, abordamos as tendências e oportunidade competitivas relacionadas à tecnologia e mercado com apelo ao setor de Cloud Computing. Neste documento foi analisado o nível de maturidade e inovação do mercado de cloud computing que gera discussões que facilitam um melhor entendimento do mercado e dos fatores que encorajam ou restringem a maturidade do mercado. Como observado no estudo, são enormes as expectativas com relação à cloud computing, pois prevalece a crença de que cloud computing pode prover oportunidades significativas para empresas para inovar em formas que possam romper com os modos prevalentes de prover e usar TI. No entanto, vimos que a cloud computing ainda não atingiu um nível de maturidade que possa dar suporte a este cenário. Ao contrário, acredita-se que a ofertas de serviços de plataformas e infraestrutura deste serviço ainda estão na sua infância de maturidade, assim acredit-se que ainda se levará uns três anos para os serviços de infraestrutura e plataformas de cloud estarem firmemente colocados no estágio de crescimento. Por fim, num contexto local, observamos que para as empresas locais de TICs desfrutarem das oportunidades propiciadas pela Cloud Computing, devem iniciar desde já o investimento em talentos especializados e a definição de estratégias de cloud computing em suas estruturas. Em uma fase inicial, a transferência de certos serviços e atividades para a “nuvem” já constitui um ganho de eficiência, e propiciam a expansão posterior para um modelo pleno de atuação.
  • 27. 27 4 Referências ISACA (2012). “Cloud Computing Market Maturity: Study Results”. www.isaca.org. Gartner (2013). “Forecast Overview: Public Cloud Services, Worldwide, 2011-2016, 4Q12 Update Published: 8 February 2013”.
  • 28. 28 5 Glossário e Acrônimos Cloud computing- computação em nuvem IaaS- infrastructure as a Service (infraestrutura como um serviço) PaaS – platform as a service (plataforma como um serviço) SaaS – software as a service (software como um serviço) TI- tecnologias de informação TICs- tecnologias de informação e comunicação