Your SlideShare is downloading. ×
0
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Web 2.0 e o novo paradigma sócio-comunicacional

1,599

Published on

Comunicação apresentada no Encontro Web 2.0, na Universidade do Minho, a 10.Outubro.2008

Comunicação apresentada no Encontro Web 2.0, na Universidade do Minho, a 10.Outubro.2008

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,599
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Inês Albuquerque Amaral [email_address]
  • 2. <ul><li>Reflexão sobre o panorama sócio-comunicacional das redes sociais à luz do actual paradigma que nasce com a Web 2.0 </li></ul>
  • 3. <ul><li>A nova sociabilidade desterritorializada </li></ul><ul><li>A técnica ao serviço da comunicação </li></ul>
  • 4. <ul><li>Da comunicação unilateral e vertical para uma perspectiva de comunicação individualizada, personalizada, bilateral e horizontal. </li></ul><ul><li>A ideia de escolha </li></ul><ul><li>O receptor agora é utilizador </li></ul><ul><li>Efectivação de trocas </li></ul><ul><li>O receptor é simultaneamente emissor </li></ul>
  • 5. <ul><li>Paradigma comunicacional da INDIVIDUALIZAÇÃO </li></ul><ul><li>Na dimensão social esta alteração promove o COLECTIVO como elemento formador </li></ul>
  • 6. <ul><li>Os paradigmas sociais e comunicacionais não se sobrepõem aos anteriores nem os anulam. </li></ul><ul><li>a metáfora da “Pele da Cultura”, de Derrick De Kerckhove </li></ul>
  • 7. <ul><li>Pensamos que a mudança de paradigma apenas se opera na Web 2.0 e não na geração anterior de Internet. </li></ul>
  • 8. <ul><li>Inteligência colectiva (Lévy) </li></ul><ul><li>Intercriatividade (Berners-Lee) </li></ul><ul><li>Multidões inteligentes (Rheingold) </li></ul><ul><li>Fim dos Great Good Places (Oldenburg) </li></ul>
  • 9. <ul><li>Nova conceptualização que nasce do novo paradigma sócio-comunicacional </li></ul><ul><li>Ausência de território e formas de agregação de indivíduos = alteração dos pilares da comunidade tradicional </li></ul><ul><li>Difere de uma primeira noção de comunidade virtual: introduz a cultura participativa </li></ul>
  • 10. <ul><li>Paradigma do colectivo - princípios </li></ul><ul><li>Participação </li></ul><ul><li>Mobilidade </li></ul><ul><li>Poder </li></ul><ul><li>O’Reilly: a Web 2.0 é uma atitude, não uma tecnologia </li></ul>
  • 11. <ul><li>Arquitectura da participação : a COMUNIDADE 2.0 é uma rede de colaboração de indivíduos que se baseia nas pessoas e não nas tecnologias. (O’Reilly) </li></ul>
  • 12. <ul><li>A Web 2.0 é uma esfera “tecnosocial”. </li></ul><ul><li>A comunicação e a interacção social estão hoje direccionadas para o consumo de conteúdos, partilha de informação e expressão do EU em comunidades de partilha de interesses, sem determinismo geográfico. </li></ul><ul><li>Existe um potencial de (des)agregação (divisão cultural e social de indivíduos) no mundo offline – numa perspectiva de sociedades info-incluídas. </li></ul>
  • 13. <ul><li>Os ambientes das redes sociais constróem uma realidade própria? </li></ul><ul><li>Existem hierarquizações sociais nas redes? </li></ul><ul><li>O determinismo geográfico intervém na dimensão da rede? </li></ul><ul><li>As noções de identidade e pertença às redes são transformadas no ciberespaço e na esfera Web 2.0? </li></ul>

×