A emergencia dos weblogs enquanto novos actores sociais

1,426 views
1,353 views

Published on

III Encontro Sobre Weblogs, Universidade do Porto, Outubro de 2006

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,426
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
62
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A emergencia dos weblogs enquanto novos actores sociais

  1. 1. “ A emergência dos weblogs enquanto novos actores sociais ” Encontro sobre Weblogs - 3º Encontro Nacional e 1º Encontro Luso-Galaico Universidade do Porto 13.Outubro.2006 Inês Albuquerque Amaral [email_address]
  2. 2. Ponto de partida: Os self media, em particular os weblogs, assumem-se como novos actores sociais. A relevância que a sociedade atribui aos weblogs está directamente relacionada com a representação que têm nos media. <ul><li>Como é que o processo de globalização potencia o fenómeno dos weblogs? </li></ul><ul><li>Que ligação existe entre a esfera dos blogs e a dos media? </li></ul><ul><li>Até que ponto são os weblogs novos actores sociais? De que forma é que a blogosfera consegue influenciar a opinião pública? </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Mudança de paradigma comunicacional : da massificação à individualização. </li></ul><ul><li>da galáxia de Gutenberg para a galáxia de Marconi; é a era de Emerec e a materialização da “aldeia global” </li></ul><ul><li>Nasce o “netcitizen”, o cidadão do mundo digital, à deriva na teia da Internet, com acesso ilimitado à informação e à auto-edição. </li></ul>
  4. 4. O movimento da Cibercultura: nova esfera pública <ul><li>A Internet, enquanto nova esfera da opinião pública, permite a democratização da difusão de comunicação. </li></ul><ul><li>CIBERESPAÇO = liberdade de acesso à difusão </li></ul><ul><li>Os cidadãos foram promovidos de receptores passivos a emissores . A noção de utilizador assume-se no novo universo de sociabilização e de comunicação como ideia central. </li></ul>
  5. 5. O Ciberespaço enquanto esfera social <ul><li>O ciberespaço, ainda que virtual, existe e produz efeitos. </li></ul><ul><li>É o espaço potenciado pelas Comunicações Mediadas por Computador e assume-se como um modelo de comunicação individual. </li></ul><ul><li>Espaço de fluxos , assume-se como a dimensão social da rede permitindo a difusão de comunicação/informação à escala global – é a materialização da globalização. </li></ul><ul><li>O ciberespaço é uma tecnologia social que imprime uma nova dimensão espacio-temporal e traduz-se num fenómeno de potenciação da globalização. </li></ul>
  6. 6. A virtualização do espaço público – a emergência dos self media (auto-edição) <ul><li>O ciberespaço, pelas suas características, potencia a emergência dos self media – espaços alternativos de comunicação não profissionalizada na rede – a auto-edição </li></ul><ul><li>É a era da “ sociedade on demand ” (Rosental Alves, 2004) e do “cidadão-jornalista” (Gillmor, 2005) – o jornalismo já não é um exclusivo dos jornalistas . </li></ul><ul><li>Os espaços alternativos de comunicação na rede criaram novos actores sociais, nas escalas global e local. </li></ul>
  7. 7. Os weblogs como expoente máximo dos self media <ul><li>O fenómeno dos weblogs assume-se como o expoente máximo dos self media , permitindo a publicação de conteúdos por não especialistas. Esta nova forma de comunicar é totalmente acessível a qualquer pessoa. </li></ul><ul><li>Rebecca Blood (2000) - factores que motivam à criação de blogs: </li></ul><ul><li>simplicidade da interface , o livre acesso a qualquer utilizador , a não restrição ao nível de hardware ou software de leitura e a possibilidade de escrita sem qualquer tipo de censura . </li></ul><ul><li>A blogosfera é o espaço social criado pelos weblogs. A liberdade de expressão caracteriza esta nova ágora, onde tudo pode ser dito e publicado. </li></ul>
  8. 8. Estudo de caso: a blogosfera portuguesa nos media – a representação dos weblogs na imprensa portuguesa <ul><li>“ Que representação sócio-política fazem os media dos weblogs?” </li></ul><ul><li>universo de análise </li></ul><ul><li>peças jornalísticas publicadas na imprensa portuguesa, de Julho a Outubro de 2003, sobre blogs (enquanto temática geral) </li></ul><ul><li>23 artigos de jornais generalistas de tiragem nacional e de referência (diários e semanários): Diário de Notícias, Expresso (suplementos), Jornal de Notícias e Público (jornal e suplementos) - amostra recolhida de 35 artigos contabilizados nestes meios de comunicação social no período referido. </li></ul><ul><li>A escolha do período de análise prende-se com a “explosão” de leitores de blogs e mesmo de bloggers que se verificou nestas datas em Portugal. </li></ul>
  9. 9. Metodologia do estudo <ul><li>O objecto de análise deste estudo é a representação dos weblogs na imprensa portuguesa – o conteúdo da cobertura jornalística. Neste sentido, a ênfase centra-se na linguagem e na forma de apresentação do discurso. </li></ul><ul><li>Grelha de análise (a categorização: </li></ul><ul><li>tipos de títulos (citação, síntese, interrogativo, sugestivo); </li></ul><ul><li>género jornalístico (notícia, artigo, breve, entrevista, reportagem, análise, editorial, texto de opinião); </li></ul><ul><li>assinatura da peça (jornalista, não assinado, figura pública); </li></ul><ul><li>localização nas secções do jornal/tema do artigo ; </li></ul><ul><li>ângulo de abordagem (actualidade, política, espaço de reflexão e intervenção, blogs vs. jornalismo, diários pessoais, questões técnicas); </li></ul><ul><li>enquadramento do texto com matérias da mesma edição (conexão com outros textos); </li></ul><ul><li>referências a weblogs de figuras públicas e/ou jornalistas ; </li></ul><ul><li>referências a weblogs de anónimos ; </li></ul><ul><li>declarações/citações de autores de blogs ; </li></ul><ul><li>indicação dos endereços electrónicos dos weblogs referenciados . </li></ul>
  10. 10. Resultados I 5 0 3 5 0 0 3 7 T.Opinião Editorial Análise Reportagem Entrevista Breve Artigo Notícia Género jornalístico
  11. 11. Resultados II 2 7 1 1 5 1 6 Outros Internet/Computadores Destaque Sociedade Opinião Nacional Media Secção/Tema
  12. 12. Resultados III 16 7 Não Sim Enquadramento/Conexão dos textos 10 13 Não Sim Referências a weblogs de figuras públicas e/ou jornalistas
  13. 13. Resultados IV 12 11 Não Sim Declarações/Citações de autores de blogs 15 8 Não Sim Indicação dos endereços electrónicos dos weblogs referenciados
  14. 14. Conclusões <ul><li>No registo nacional, a representação significativa que a blogosfera tem nos media (enquanto fenómeno único e não apenas destacando as figuras públicas que nele intervêm) coloca os autores de weblogs como actores com poder social. </li></ul><ul><li>A imprensa portuguesa apresenta os blogs como novos actores sociais , colocando a temática numa posição central e até de destaque (em alguns casos) na localização nas secções. </li></ul><ul><li>A influência da blogosfera na opinião pública decorre desta representação (positiva) nos jornais. </li></ul><ul><li>A imprensa apresenta os blogs como um novo poder em termos comunicativos, um fenómeno que potencia novos actores sociais, com um papel de relevo na sociedade . </li></ul>

×