Aviões privados

2,075 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,075
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aviões privados

  1. 1. Viajar a bordo dos melhores jactos privados
  2. 2. Governos, empresas ou indivíduos abastados: Cada vez mais o grande negócio é a aquisição de jactos particulares para valores variando de 1,5 a 200 milhões de euros. Aqui, dois modelos franceses da Dassault Falcón
  3. 4. Fabricantes como a Airbus e a Boeing oferecem versões para grandes e médias transportadoras. O futuro Airbus A350, previsto para 2013, foi transformado num palácio voador. Este novo equipamento irá custar 136 milhões de euros na sua versão comercial. O seu preço versão " business ", é provavelmente muito mais, mas não foi divulgado.
  4. 6. Com os seus 6 lugares, o jacto privado da empresa Cessna é classificado como "Very Light" (muito leve). Ele pode percorrer 7.408 km à velocidade de 903 km / h. O seu preço é menos leve: pode atingir 2,4 milhões de euros
  5. 8. Os passageiros não são os únicos a desfrutar do luxo destes “equipamentos”. A actual tecnologia permite, em alguns jactos, voar com os joysticks simples. Um conjunto de LCD colorido apresenta aos pilotos versões em 3D - o Embraer Legacy 450 e 500
  6. 10. O interior do Boeing 747 na versão VIP assemelha-se ao pequeno Nautilus , o submarino "20.000 milhas sob o mar." Esta versão da Boeing tem seduzido muitos governos como os Estados Unidos (Air Force One), Irão e Arábia Saudita.
  7. 12. O futuro Boeing 787 Dreamliner , que fará o seu primeiro voo programado para finais de 2008, será igualmente uma versão de negócios. Um avião privado de 57 metros de comprimento e 17 metros de altura, que concorrem com o futuro Airbus A350
  8. 14. O Lineage 1000 do fabricante brasileiro Embraer pode transportar 19 passageiros. A Embraer, o 3 º no sector da aéronautica em 2006, depois da Boeing e da Airbus, pretende colocar a aeronave ao serviço em 2008. Pode atingir 7.780 km voando a 890 km / h
  9. 16. A originalidade desta versão " corporate " da Boeing Dreamliner: um grande bar americano, mas em especial um chão de vidro, que permite ver o carro no porão.
  10. 18. Os principais compradores dessas aeronaves são as empresas privadas "locais", como Medi Business Jet e NetJets. Para uma hora de voo num avião privado, tem de pagar 2.200 euros à entrada. Para as aeronaves topo de gama, pode custar até 10.000 euros.
  11. 20. O interior da Embraer Lineage 1000 , 36 metros de comprimento, será dividido em 5 secções. Uma delas pode incluir, opcionalmente, um quarto e um banheiro. A versão mais simples pode atingir 26 milhões de euros.
  12. 22. O modelo mais utilizado na categoria dos Boeing Business Jet é o 737. O preço de cada unidade depende do seu interior, totalmente personalizado.
  13. 24. A Airbus apresenta a sua versão oval do Prestige A-380. Chamado " Flying Palace” (Palácio Voador), o maior avião privado do mundo pode acomodar 118 pessoas, contra quase 850 para a versão comercial optimizada
  14. 26. O Phenom 100 da Embraer tem 6 lugares, custo unitário 1,8 milhões de euros. Estes pequenos jactos privados têm um crescente sucesso (procura) pelos empresários que viajam muito, devido à flexibilidade horária da sua utilização
  15. 28. O Airbus A380 Prestige (73 m de comprimento) e do Boeing 747 VIP (70 metros) são os dois maiores jactos privados do mundo. Utilizados pelos governos e comprados à Boeing ou comprados pelo rico príncipe Saudita Al-Walid à Airbus, as grandes transportadoras privadas têm apenas vinte compradores em todo o mundo.
  16. 30. O conforto e o luxo também chegam ao cockpit. Comprovam os assentos do novo Falcon 7X Dassault Aviation
  17. 32. A maioria dos aparelhos não apresentam excessos. Oferecem aos seus hóspedes um sóbrio e amigável ambiente, como se constata no Boeing Business Jet (BBJ).
  18. 34. O interior do Falcon 2000EX está optimizado para uso comercial, permitindo que todos os tripulantes possam trabalhar durante os 7.400 km que pode durar uma viagem. As aeronaves Dassault em causa são da empresa NetJet , a líder mundial em sectores de voo, que comprou em Maio 2008 trinta (30) equipamentos como este
  19. 36. A Embraer oferece uma ampla gama de negócios. De cima para baixo: - O Phenom 100 ( 6 lugares ) - 1,8 milhões euros, - O Phenom 300 ( 9 lugares ) - 4,2 milhões euros, - O Legacy 600 ( 16 lugares ) - 15 milhões euros - O Lineage 1000, ( 19 passageiros ) - 26 milhões euros
  20. 38. Os jactos privados são optimizados para oferecer mais espaço nos equipamentos, por vezes, muito pequenos
  21. 40. <ul><li>O Prestige Airbus A380 pode transportar 118 passageiros nos seus 18.000 km de alcance. Apenas algumas limitações para os seus passageiros: </li></ul><ul><li>Dependência em relação aos aeroportos internacionais, aptos e capazes de os receber </li></ul><ul><li>Impossível, portanto, a interligação com os aeroportos que podem receber aviões privados que actualmente se multiplicam cada vez mais </li></ul>
  22. 42. A grande maioria dos jactos privados são capazes de serem configurados para modo “ noite ”. Neste tipo de operação pretendida, as cadeiras são transformadas em camas. O Boeing 747 e o Airbus A 380 dispõe de quartos completos
  23. 44. A falta de espaço em determinados aviões comerciais requerem dos fabricantes aeronáuticos muita imaginação e habilidade. Os painéis laterais frequentemente escondem redes comprimidas e tomadas eléctricas, Ecrãs LCD, mini bar, etc
  24. 46. O Grupo Kuwaitiano Al Kharafi, cliente da Airbus, escolhe o exterior e interior dos seus aparelhos. Os clientes do Médio Oriente são assíduos compradores, tais como o príncipe Saudita Al Walid que adquiriu em Novembro de 2007, um exemplar do Airbus A380 Prestige
  25. 48. A Boeing oferece esta imagem do futuro 787 VIP, um ambiente mais íntimo. Uma vasta gama de elementos decorativos internos serão submetidos a milhares de clientes que pagaram 95 milhões de euros para se tornarem proprietários destes equipamentos
  26. 50. A Bombardier Global Express é um jacto privado de longa distância, com um alcance superior a mais de 11.000 km. Para um pequeno aparelho com 30 metros de comprimento, este alcance constitui um facto (uma façanha) a destacar.
  27. 52. Enquanto o interior de alguns jactos oferecem um ambiente muito sóbrio, outros distinguem-se por ser mais carregados, permitindo “decorações” como no Airbus Corporate Jet (ACJ).
  28. 54. O Boeing 787 oferece uma espaçosa sala com cortinas e tela lisa
  29. 56. O Airbus A318 Elite foi recentemente entregue à companhia aérea Comlux
  30. 58. Outra possibilidade proposta para decoração do Boeing 787 VIP
  31. 60. <ul><li>O Challenger 300 é </li></ul><ul><li>do fabricante Bombardier . </li></ul><ul><li>Líder no campo de jactos comerciais, oferece três tipos de aparelhos que vão de 10 a 30 milhões de euros: </li></ul><ul><li>O Learjet, pequenos e leves; </li></ul><ul><li>Os adversários, os intermediários, mas com uma fuselagem larga; </li></ul><ul><li>Os GLOBALS para longas distâncias </li></ul>
  32. 62. A Boeing tem incorporado no Boeing Business Jet uma cozinha completa. Na maioria das grandes e médias transportadoras, os fabricantes oferecem espaço para refrescos (mini-bares)
  33. 64. Desde 1986, o número de jactos particulares mais que duplicou, tendo ultrapassado mais de 10.000 exemplares em todo o mundo. Em 2005, o total de vendas de aparelhos representavam 15 milhões de dólares, permitindo aos fabricantes a produção de mais de 3.500 aeronaves para empresas em todo o mundo. Com 72% das frotas deste tipo em 2005, os Estados Unidos são os principais utilizadores de jactos privados. A Europa, com 10% dos equipamentos é o segundo no continente americano. Tudo isto são mais valias e vantagens no mercado, motivando mais fabricantes, aeroportos e operadores (empresas de aluguer, indivíduos e empresários).
  34. 65. Aeroportos a Desenvolver Na Europa, o aeroporto com maior frequência de jactos comerciais é Le Bourget , perto de Paris. Está localizado próximo dos decisores políticos e financeiros. Os governos entendem que a presença de aeroportos que possam receber jactos contribuem para as empresas permaneçam na região. Cidades como Avignon e Aix-les-Milles têm planos para desenvolver aeroportos privados. Paris, Lyon, Cannes e Nice já têm .
  35. 67. O Helicóptero e os Negócios A “ aviação dos negócios ” não são os únicos a ter êxito. O mundo do “ Eurocopter ”, teve um óptimo início do ano 2008. Esta filial da EADS (como Airbus) receberam encomendas de 350 equipamentos. Quanto aos aviões, o sector está a desenvolver bem, espera-se duplicar o seu volume de negócios entre 2010 e 2020 para atingir 10 mil milhões de euros.

×