Web 2.0 e ambientes virtuais de aprendizagem
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Web 2.0 e ambientes virtuais de aprendizagem

on

  • 419 views

 

Statistics

Views

Total Views
419
Views on SlideShare
419
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
12
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Web 2.0 e ambientes virtuais de aprendizagem Web 2.0 e ambientes virtuais de aprendizagem Presentation Transcript

  • Web 2.0 e Ambientes Virtuais de AprendizagemDisponível em: http://www.pontydysgu.org/wp-content/uploads/2009/11/tacclebooktagcloud.jpg Cristina Cecília R.V.de Oliveira
  • Web 2.0 / Disponível em:http://www.andybudd.com/presentations/dcontruct05O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geraçãoda World Wide Web - tendência que reforça o conceito de trocade informações e colaboração dos internautas com sites eserviços virtuais. A idéia é que o ambiente on-line se tornemais dinâmico e que os usuários colaborem para aorganização de conteúdo.
  • Web 2.0 e Educação As ferramentas da Web 2.0 podem apoiar a educação. Partindo do princípio de Vygotsky de que a aprendizagem envolve um processo de colaboração entre elementos de uma comunidade, o conhecimento é construído de forma coletiva, marcado pela história e pela cultura de cada pessoa ou grupo social. Neste sentido, a aprendizagem é vista como o resultado de um processo de interações sociais contínuas.
  • Ferramentas da Web 2.0Na Web 2.0 os programas são disponibilizadosgratuitamente e rodam no navegador do usuário a partir deservidores das empresas que os desenvolveram: 1 – Edição 3 – Grupos de colaborativa de 2 – Comunicação: discussão:conteúdo: Blogs e Skype, Messenger, Yahoogroups Wikis Gmail 5 – Compartilhamento de arquivos: Textos,4 – Redes sociais: planilhas e apresentações (Google docs, Orkut, MySpace, Slideshare, Zoho); Fotos (Flickr); vídeos Facebook: (Youtube) e aruivos diversos, incluindo áudio e vídeo (4shared):
  • 7 –6 – Compartilhamento e Categorização de 8 – Mapas Mentais: edição on-line de assuntos com Pearltrees: imagens: Adobe seus endereços Photoshop Express, de páginas: Instagram:Dentre esses aplicativos, alguns se destacam por seugrande potencial de uso educacional: os Blogs e os Wikis. Disponível em: http://techbabble.edublogs.org/2011/08/29/wiki-or-blog/ /
  • AVA - Ambiente Virtual de AprendizagemAVAs: Sistemas/softwares usados para a criação egerenciamento de cursos na modalidade EaD oferecidospela internet.Os AVAs possuem ferramentas para comunicação:correio eletrônico e mensagens instantâneasE para colaboração: fóruns e salas de bate-papo.AVAs permitem o compartilhamento de recursos, links quedão acesso a diversas mídias de comunicação: áudio, texto,audiovisual, multimídia e hipermídia.
  • AVAs e as Teorias da AprendizagemA tecnologia incrementa e amplia o potencial de comunicação ecompartilhamento de comunicação da EaD, porém este potencial deveser alinhado as concepções e estratégias pedagógicas.Rabelo, 2008: o ambiente pode definir ou limitar a abordagem pedagógica,mas é você, como professor quem vai estabelecer isso.Dotta, 2009: a eficácia do uso das tecnologias presentes nos AVAs irádepender muito mais das concepções e estratégias pedagógicas do quedas características e potencialidades técnicas dos softwares.Pesce, 2004 apud Dotta, 2009 e Janssen et al. (2007): O modo comoestas ferramentas são concebidas pode influenciar o sucesso daaprendizagem.Wertsch, 1991: a ação mediada não pode ser desvinculada do meio que atorna possível. O foco do design didático não deve estar nem naferramenta, nem na concepção de aprendizagem isoladamente, mas suana integração.
  • Rezende 2003: as interações online são mediadas tanto pela linguagem quantopela disponibilidade de tecnologias específicas. A ferramenta pode restringir oufacilitar essas interações e por isso, é fundamental que ela ofereça estruturas bemconcebidas para apoiar a comunicação. As ferramentas da WEB 2.0 e dos AVAs têm um perfil de utilização voltado para a abordagem sócio interacionista e dialógica (Vygotsky, 2008; Bakhtin, 2003; Wertsch, 1993; Hjørland, 2002), com foco na construção cooperativa de conteúdos.
  • Design Instrucional e Ambientes Virtuais de AprendizagemO ambiente virtual de aprendizagem deve ser construído visando aintegração, a utilização de diferentes metodologias e tecnologias. Sendoassim, professores e designers devem preocupar-se com:. A interdisciplinaridade. Indexação, recuperação e visualização da informação. Aspectos estéticos e artísticos Disponível em: http://www.x-orion.com.br/blog/designinstrucional/design-instrucional-a-nova-era-da-educacao/
  • Design didático e a visualização da InformaçãoOs AVAs permitem o uso de grandequantidade de imagens. uma grandequantidade de dados pode ser condensadaem uma simples visualização.As imagens devem se integrar com a“proposta sócio-interacionista e dialógica daaprendizagem mediada pelas TIC”, semestar amarrado somente as ferramentas.(COSTA; MARINS, p. 08)..
  • Os recursos da WEB 2.0 e dos Ambiente Virtuais deAprendizagem, se bem aplicados, permitem a integração,comunicação, colaboração e aprendizagem.As atividades devem criativas e diversificadas,promovendo a integração do aluno com seus pares,conduzindo-os à interação e colaboração.O computador, as mídias e as ferramentas não sãoresponsáveis pelo processo de aprendizagem, sãosomente meios para o alcançar o verdadeiro objetivo: A construção do conhecimento.
  • Referências:COSTA, Rosa Maria E.M. da. MARINS, Vânia. Ambientes Virtuais de Aprendizagem.COSTA, Rosa Maria E.M. da. MARINS, Vânia. Ferramentas da Web 2.0 e asComunidades de PráticasFILATRO, Andrea. Design instrucional contextualizado: educação e tecnologia. – 2ª. ed.– São Paulo : Editora SENAC, 2007.www.webquestbrasil.orgwww.google.com.br