Discipulado um-a-um crescimento com qualidade

36,361 views

Published on

Discipulado um a um praticado junto as atividades de células, pequenos grupos, home grupos são as ferramentas mais eficientes para o crescimento espiritual saudável e vitorioso individual e das famílias.

Published in: Spiritual
8 Comments
68 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
36,361
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
47
Actions
Shares
0
Downloads
4,085
Comments
8
Likes
68
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Discipulado um-a-um crescimento com qualidade

  1. 1. A IMPORTÂNCIA DO DISCIPULADO UM a UM PARA A IGREJA HOJE
  2. 2. As células de crescimento e multiplicação, atreladas ao discipulado um a um, são a ferramenta mais eficiente que a igreja dispõe para cumprir a sua vocação. Através delas os membros se fortalecem espiritualmente e se preparam para proclamar o Evangelho e o Princípio Divino a todo o mundo. Abe Huber Pastor Presidente da Igreja da Paz Fortaleza Criador da Visão do Modelo de Discipulado Apostólico. (MDA)
  3. 3. Em forma geral, aqueles que seguem um mestre e os seus ensinamentos. ( Hebraico: um Rabi = mestre) A essência do discipulado se acha no cumprimento, pelo discípulo, do dever de ser testemunha do seu Senhor durante toda a sua vida. Do ponto de vista bíblico: Há muitos exemplos bíblicos do DISCIPULADO No Antigo Testamento: O conceito de discipulado não é tão forte como no Novo Testamento. Contudo, o conceito de servo era mais comum e está incluído no discipulado, como veremos mais a frente. Por exemplo: 1 - Josué - era servo de — Moisés (Êx. 24:12 e Num. 11:28); 2 - Eliseu - era servo de — Elias (Reis 19:19); 3 - Geazi - era servo de — Elizeu (2 Reis 4:12); 4 – Baruque - era servo de — Jeremias (Jer. 32:12-13). 5 - O profeta Isaías tinha os seus discípulos. (Isaías 8:16) No Novo Testamento: 1 - Os discípulos de João - o batista. João 1:35-37 e João 3:25 2 - Os discípulos dos Fariseus. Mateus 22:15-22 Ex. Paulo foi discípulo de Gamaliel. Atos 17:3 3 - Os Discípulos de Jesus. Mateus 4:18-22 ; 9:9 e 10:1-4 -Como os doze apóstolos e os Setenta. 4 - Outros discípulos de Jesus: José de Arimatéia. Mateus 27:57-60 Ananias de Damasco Atos 9:10 E os Cristãos de Antioquia. Atos 11:26. O QUE É DISCIPULADO? Pesquisa e adaptação: Prof. Ramón Zazatt
  4. 4. O QUE É DISCIPULADO?  Um mandamento inegociável de Jesus em Mt 28: 19-20.  Um segredo revolucionário para cuidar de pessoas.  Uma poderosa ferramenta que o Espírito Santo usa para a formação de líderes.  É a medula que sustenta todo o corpo da igreja. Pastor Abe Huber
  5. 5. O QUE É DISCIPULADO?  Vínculos íntimos, sólidos e entranháveis entre duas pessoas.  Discípulo: ter um desejo de se formar em Deus.  Discipulador: direcionado por sua liderança, discipulado por outrem, para levá-lo a uma posição mais elevada em Deus. Pr Elvis Oliveira, discípulo de Pr Abe Huber, Pr da Igreja da Paz de Sorocaba.
  6. 6. Histórico  Dois mil anos atrás Jesus deu a chave do reino do céu para Pedro.  No final dos anos 70, Rev Moon ensinou: “A Base do Reino de Deus na Terra é a Igreja do Lar”.  Neste tempo, na cidade de Seul, Pr David Paul Cho, estava ensinando: “Os Grupos Familiares e o Crescimento da Igreja.”  No final dos anos 80, Rev Moon ensinou que devemos fazer a missão de Messias Tribais.  No final dos anos 90, Pr Abe Huber aperfeiçoou o MDA.  Em 2010, implantação dos Home Groups e leitura do Princípio Divino um a um.  Hoje a chave do reino do céu, para cumprir a Visão 2020 é a Igreja do lar aonde cada membro está praticando o discipulado um a um.
  7. 7. O Modelo de Discipulado Apostólico  Adaptação do Modelo de David Yonggi Cho, durante 10 anos.  Em 1992, presença do Espírito Santo.  Em 1994, 17 células + 10 anos = 1000 células.  Aperfeiçoamento do MDA em 1999, na visão: “Crescei, multiplicai e enchei a Terra de discípulos.”  Microcélula de D. A. = todos desde o novo membro até os mais velhos, estão sendo cuidados um a um.
  8. 8. O Discipulado um a um é o Coração da Célula – Home Group. A Célula – HG – é o Coração da Igreja Local. A Igreja Local é o Coração da Sociedade e das Nações. A Nação – Brasil – é o Coração do Mundo de Paz.
  9. 9. Eficácia do discipulado um a um  0% dos líderes foram produzidos pelo púlpito em reuniões públicas de ensino ou pregação.  0% dos líderes foram produzidos em classes estruturadas (escola dominical)  10% dos líderes foram gerados no discipulado em grupos pequenos.  90% dos líderes foram gerados através do discipulado um a um. Dr. Carl Horton, Doutor em “Crescimento de Igreja”
  10. 10. Como escolher meu discipulador?  Normalmente, o discipulador deve participar da mesma Célula do discípulo.O líder vai discipular o auxiliar principal e mais dois auxiliares da Célula. Estes três auxiliares por sua vez vão discipular os outros integrantes da Célula. O líder é discipulado pelo supervisor de setor, o supervisor de setor pelo supervisor de área, e assim por diante.  O Rev Moon ensinou a importância de ter 3 filhos espirituais como base para uma família vitoriosa (13-05-1983). Também na célula – HG – devemos incentivar 3 discípulos.
  11. 11. Sua Família é sua Célula Principal  M.D.A. (um a um) Sua (seu) esposa (o) e seus filhos devem ser seus discípulos principais.  “Culto Doméstico”, temos a tradição do Hoon Dok Hae – Leitura e Estudo.  Quatro votos da Bênção do Matrimônio Sagrado.  Oito Juramentos das Famílias.  Sua Família – Tribo - deve ser seu primeiro alvo evangélistico.
  12. 12. DISCIPULANDO COM EFICÁCIA  Mais importante do que o material usado para discipular, é a transferência de realidade espiritual.  Você primeiramente tem que está cheio da Vida de Deus.  Buscando a Deus sobre como ministrar da melhor forma na sua vida.  Seja um bom exemplo para o seu discípulo.  Seja sempre muito sensível à voz do Espírito Santo ao aconselhar o seu discípulo.  É necessário corrigir de uma forma muito amorosa.
  13. 13. ASSUNTOS PERTINENTES AO DISCIPULADO  Relacionamento com Deus.  Relacionamento com a Família.  Relacionamento com outras pessoas, sexo oposto.  Relacionamento com dinheiro.  Tem alguma tentação?  Como gasta o tempo?  Como são o pensamentos?  Ressentimento?  Tem discípulos? Igreja local?  Trabalho / emprego?
  14. 14. OS TRÊS NÍVEIS DO DISCIPULADO  Nível n.º 1 Pessoas em que o discipulador vai investir mais tempo: potencial para liderar Células.  Nível n.º 2 São discipulos do grupo – discipulando indiretamente.  Nível n.º 3 Pessoas novas ou resistentes – até que sejam transferidas para outro discipulador.
  15. 15. PASTOREAMENTO E DISCIPULADO  O discipulador visita, ajuda e discípula o convidado nos primeiros passos do seu acompanhamento inicial. O discipulador é responsável pela integração do novo participante na vida da Célula e da Igreja Local. O discipulador vai também orar e estudar o Princípio Divino um a um com o discípulo.  Depois que o discípulo estiver totalmente integrado na igreja e terminado de estudar o Princípio Divino, ele continua recebendo pastoreamento, discipulado, cobertura, proteção, estímulo e treinamento para que ele evangelize e também faça discípulos.
  16. 16. Levantar Pais e Mães Espirituais  As células são excelentes incubadoras em que as famílias espirituais crescem e se desenvolvem. Com um pai ou mãe espiritual ao seu lado, um filho ou uma filha espiritual vai crescer e se tornar espiritualmente forte, aprendendo de maneira rápida e natural, pelo exemplo.  Pais e mães espirituais ajudam os seus filhos a reconhecer, desenvolver e cumprir o potencial que lhes foi dado por Deus;  Os Verdadeiros Pais espirituais enxergam o (potencial) que seus filhos se tornarão antes deles o serem de fato.
  17. 17. Discipular é para todos  Tudo mundo sendo bem discipulado e todo discípulo se tornando um líder ou discipulador compromissado, equipado e preparado para toda boa obra.  É desta forma que Deus está nos habilitando para discipular outros.
  18. 18. Os membros da multidão  Não tem compromisso com a Igreja local.  Buscam seus próprios caminhos.  Desejam manter a distância.  Relacionamentos superficiais e impessoais.  Não tem visão clara de nada.  Vivem em altos e baixos em sua vida de fé.
  19. 19. O que leva alguém a ser multidão  Decepções com as estruturas da Igreja.  Relações infrutíferas, feridas profundas.  Medo da rejeição, de serem exploradas ou manipuladas.  Seus problemas são só seus e ninguém os ajudaria.  São membros centralizados em si mesmos.  Ficam estagnadas no relacionamento periférico.
  20. 20. Os seguidores ocasionais  Têm opiniões próprias muito fortes.  A maioria são líderes mal formados.  Multiplicidade de pensamentos, direções e denominações.  Diversidade de “obras de Deus”.  Com os olhos fixos na Igreja que falhou.  Ligações por conveniência com a liderança.  Estagnação e tédio espiritual.
  21. 21. Características do discipulado  Total intimidade.  Máxima resposta à Palavra.  Submissão.  Crescimento constante.  Abertura para se deixar tratar.  Motivação conhecida.  Dependência de Deus.  Vida de vitória.  Ministro desenvolvido e reconhecido.  Clareza nos princípios de Deus.
  22. 22. O que é o negar a si mesmo?  A vontade de Deus deve prevalecer, não minha própria. (Lc 22, 42)  A renúncia ao amor das pessoas do mundo decaído.  Abrir mão de seus bens. (Oferta)  O caminho de Jesus e dos Verdadeiros Pais.
  23. 23. O que é o negar a si mesmo?  1. O discipulador deve confrontar o discípulo para que este aprende a submissão.  2. Ter um coração ensinável, aberto para aprender.  3. Abrir mão da própria vida para Jesus e os Verdadeiros Pais.  4. Rejeitar a glória humana, todo o reconhecimento e admiração para Deus.  5 . A Complete obediência a vontade de Deus.  6. Espírito de servo, renunciando a toda expectativa de retribuição. (voluntário)
  24. 24. • Jesus e os Verdadeiros Pais são o padrão a imitar. • Como discipulador, devo alcançar antes, para depois levar outros até lá. • É um caminho estreito, mas o alvo é grande. • Jesus e o Espírito Santo abriram o caminho espiritual e os Verdadeiros Pais o caminho substancial para toda a humanidade.
  25. 25. A Relação do Discípulo com o Discipulador  Abdicar o individualismo e as decisões unilaterais e prestação de contas.  Submissão ao discipulador, ouvir a voz dele.  Andar na luz, expor todas as áreas da minha vida.  Entrar no padrão do discipulador, me empurrando ao crescimento.  Caminhar junto com o discipulador, à hora que quiser e qualquer lugar.  Andar em aliança e fidelidade.  Servir em todas as coisas, com alegria.
  26. 26. Qualificação do Discipulador  1. Conduta irrepreensível e aprovada.  2. Qualificações naturais, na família, lar bem estruturado, na Igreja, no trabalho e na sociedade.  3. Qualificações espirituais, libertado do pecado.  4. Ser um canal, ter a unção e a autoridade de Deus.  5. Habilidade para sentir a direção do Espírito Santo e conhecer as necessidades do discípulo.
  27. 27. Princípios Espirituais que Herdamos no Verdadeiro Discipulado • 1- Herança do Manto “tal pai, tal filho”, a unção herdada pelo discípulo. • 2 – Mesmo Espírito, a mesma alma, a mesma visão e a mesma maneira de resolver as coisas. • 3 – Reprodução de Modelo, formemos seguramente discípulos segundo o modelo que temos recebido de Deus.
  28. 28. Aprendendo a Olhar Pela Ótica Espiritual  1. Vendo a Mim Mesmo Segundo a Ótica do Espírito Ver a nós mesmo como Deus vê.  2. Vendo Meus Irmãos Segundo a Ótica do Espírito Como se eles fossem santos. Todos têm, em Cristo, aptidão para liderar.  3. Vendo os Incrédulos Segundo a Ótica do Espírito já estamos vendo todos salvos.
  29. 29. Fazendo Discípulos  Quebrando o bloqueio mental: “evangelizar (testemunhar) é difícil”, “quando falamos, ninguém entende”, “não temos unção”, “precisamos mais capacidade...” Tudo voz do diabo!  Fazer novos discípulos é dar à luz trabalho de parto. Necessidade da oração para que Deus dê a Palavra.
  30. 30. Fazendo Discípulos  Atração Sobrenatural Com a proteção de Deus, os discípulos da Igreja cristã primitiva seguiram o exemplo do Mestre Jesus e revolucionaram o mundo, praticando o ultimo mandamento que Jesus deixou: “Fazer discípulos” na esperança da volta – Maranata – Vem logo, Senhor Jesus!  No século XXI, a Segundo volta de Jesus foi cumprida através de Nosso Pai, Rev. S.M. Moon que deixou também um mandamento na ultima oração (13/08/12): “Fazer a missão dos Messias Tribais em todas as nações e todo será realizado”.
  31. 31. Discipular é para todos  Tudo mundo sendo bem discipulado e todo discípulo se tornando um líder ou discipulador compromissado, equipado e preparado para toda boa obra.  É desta forma que Deus está nos habilitando para discipular outros.
  32. 32. A Qualidade que Produz Quantidade  Optar por um trabalho de longo prazo, mais seguro, com base na qualidade.  O resultado real de crescimento de nossa igreja é o Nº de discípulos comprometidos em representar os Verdadeiros Pais.
  33. 33. Conclusão  Jesus entregou a chave do Reino e a autoridade para a Igreja cristã até a volta do Senhor do Segundo Advento.  Os Verdadeiros Pais entregaram a chave do Reino – Cheon Il Guk – e a autoridade para as famílias que foram abençoadas na cerimônia do Matrimonio Sagrado e ungidas como Messias Tribais. (C.S.G. pag. 2153)

×