• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Jornal Camara Aberta   Agosto /2011
 

Jornal Camara Aberta Agosto /2011

on

  • 833 views

Jornal Câmara Aberta Agosto /2011

Jornal Câmara Aberta Agosto /2011

Statistics

Views

Total Views
833
Views on SlideShare
833
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Jornal Camara Aberta   Agosto /2011 Jornal Camara Aberta Agosto /2011 Document Transcript

    • VOCÊ NO PARLAMENTO ESPLANADA DO CIDADÃO Prorrogado prazo para paulistanos Reforma no térreo do Palácio Anchieta vai escolherem as prioridades melhorar acesso da população à biblioteca da cidade: 30 de setembro. pág. 8 e ao auditório externo. pág. 8 AgO/2011 Câmara muniCipal de São paulo Palácio Anchieta Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista - São Paulo - SP - CEP 01319-900 3 Nº. Tel: 3396-4000 Na internet: www.camara.sp.gov.br Ouvidoria do Parlamento 0800-322-6272 DISTRIBUIÇÃO gRATUITA paulo ipal de São mara muniCJo rnal da Câ Alvará de funcionamento Câmara vota projeto que facilita a obtenção de licença de funcionamento para comércio e serviços. Pág.3
    • FáBIO JR. LAZZARI Isso é um tiro no pé. Uma cidade que quer crescer Mensagem não pode crucificar as pessoas que abrem negócios. Tem é de estimulá-las. O comércio local é responsável pela energia de uma cidade. É ele que dá empregos nos bairros, Toda força aos faz girar o dinheiro local, tonifica a vida em co- munidade e funciona como motor das relações comércios e humanas. A Câmara Municipal entrou de cabeça nessa dis- cussão para facilitar a concessão de alvarás para serviços locais novos negócios, em especial nos comércios locais. Vereadores de todos os partidos esqueceram as diferenças políticas, arregaçaram as mangas e junta- ram 63 projetos que sugeriam facilidades na conces- S são de alvarás em um só projeto, apoiado por todos. ão Paulo atravessa grave crise de O conteúdo do novo projeto pode ser conhecido oportunidades. A causa maior na página 3. Muito em breve ele será votado em ple- dessa crise está na dificuldade nário e, com o apoio unânime que tem desde o seu que as pessoas enfrentam para nascimento, certamente será aprovado. licenciar novos negócios, em es- Quando isso acontecer, bastará a sanção do pre- pecial nos pequenos comércios e serviços lo- _novo alvará vai fortalecer os feito para que um novo cenário de oportunidades cais dos bairros. negócios locais favoreça esses heróis anônimos que arriscam um Quem já tentou sabe como é complicado pequeno capital para montar seu negócio no co- conseguir um alvará para montar um mer- Num shopping-center o alvará já vem junto. Na mércio local de seu bairro. cadinho, uma lanchonete, um salão de ma- loja de bairro o dono tem de encarar uma guerra As dificuldades para conseguir um alvará vão di- nicure, uma padaria, uma lan-house ou um desigual e injusta para, sozinho, conseguir o seu minuir consideravelmente. Os negócios de comércio chaveiro. É um calvário. alvará. Muitas vezes o negócio é declarado ilegal local vão se multiplicar. E São Paulo voltará a merecer E não deveria ser. por detalhes irrelevantes. o apelido de “abençoada terra de oportunidades”. Cardápio Paulistano por CuStódioJornal da Câmara muniCipal de São paulo Expediente: VEREADORES: ABOU ANNI (PV), ADILSON AMADEU (PTB), ADOLfO QUINTAS (PSDB), AgNALDO TIMóTEO (PR), ALfREDINhO (PT), ANíBAL DE fREITAS (PSDB), ANTONIO CARLOS RODRIgUES (PR), ANTONIO gOULART (PMDB), ARSELINO TATTO (PT), ATíLIO fRANCISCO (PRB), ATTILA RUSSOMANNO (PP), AURéLIO MIgUEL (PR), AURéLIO NOMURA (PV), CARLOS APOLINáRIO (DEM), CARLOS NEDER (PT), CELSO JATENE (PTB), ChICO MACENA (PT), CLAUDINhO (PSDB), CLAUDIO fONSECA (PPS), CLáUDIO PRADO (PDT), DALTON SILVANO (PV), DAVID SOARES (PSC), DOMINgOSAgOSTO/2011 DISSEI (DEM), DONATO (PT), EDIR SALES (DEM), ELISEU gABRIEL (PSB), fLORIANO PESARO (PSDB), fRANCISCO ChAgAS (PT), gILBERTO NATALINI (PV), gILSON BARRETO (PSDB), íTALO CARDOSO (PT), JAMIL MURAD (PCdoB), JOSé AMéRICO (PT), JOSé fERREIRA ZELÃO (PT), JOSé POLICE NETO (SEM PARTIDO), JOSé ROLIM (PSDB), JULIANA CARDOSO (PT), JUSCELINO (SEM PARTIDO), MARCO AURéLIO CUNhA (DEM), MARTA COSTA (DEM), MILTON fERREIRA (PPS), MILTON LEITE (DEM), NETINhO DE PAULA (PCdoB), NOEMI NONATO (PSB), PAULO fRANgE (PTB), QUITO fORMIgA (PR), RICARDO TEIxEIRA (PV), ROBERTO TRIPOLI (PV), SANDRA TADEU (DEM), SENIVAL MOURA (PT), SOUZA SANTOS (SEM PARTIDO), TIÃO fARIAS (PSDB), TONINhO PAIVA (PR), UShITARO KAMIA (DEM), WADIh MUTRAN (PP)P.2_ PARTICIPARAM DESTA EDIÇÃO: Editora: fáBIA RENATA (Assessora de Imprensa Institucional), Textos: CARLOS MARChI (Diretor de Comunicação Externa), fáBIA RENATA , fERNANDO NOWIKOW (Assessor de Imprensa), DANILO MOREIRA E KAROLINE CARILLI (Estagiários) fOTOS: Fábio Jr. Lazzari, Fernando Manzano, Giuliano Giovanetti, Gute Garbelotto e Marcelo Ximenez PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO: Contexto Propaganda Viva PROJETO gRáfICO E DIAgRAMAÇÃO: TDZ TIRAgEM: 200 mil exemplares IMPRESSÃO: OESP Gráfica S.A.
    • Matéria de capaCâmara quer facilitaralvará de funcionamento MOZART GOMESTécnico responsável devegarantir segurançada edificação e adequaçãoà lei de zoneamento por FÁBia renata e Fernando noWiKoWComerciantes de todas as regiões da cidade po-derão regularizar os seus negócios sem precisarde outras licenças, como o “Habite-se” (certifi-cado que regulariza a construção de prédios).Isso vai acontecer depois que a Câmara Muni-cipal de São Paulo (CMSP) aprovar o projeto de _alvará de funcionamento em pauta nas discussões de plenáriolei 189/2010, de autoria de todos os vereadores,que será a grande prioridade da Casa no segun-do semestre. OBTENÇÃO DE ALVARá DE QUAIS SÃO OS TIPOS E QUEM PRECISA De acordo com o projeto, todo negócio pode- fUNCIONAMENTO DE AUTORIZAÇÃO?rá pedir uma Licença Preliminar de Funciona- COMO é hOJE ALVARá DE fUNCIONAMENTOmento, que valerá por determinado período, • Para conseguir o auto de licença de • Devem requerer Alvará de Funcionamento os esta-dando tempo para que o proprietário possa re- funcionamento e o alvará de licença de belecimentos com capacidade de lotação igual ou su-gularizar a construção e, então, obter o alvará funcionamento é obrigatória a apresentação perior a 250 pessoas, que serão instalados por tem-de funcionamento definitivo. Para conseguir do “Habite-se”, do Auto de Vistoria, do Auto de po indeterminado em parte ou na totalidade de umaessa Licença Preliminar bastará a assinatura Conclusão de Obra ou do Certificado de Conclusão, edificação permanente, para o exercício de atividadesde um técnico responsável que garanta a segu- que garante que a edificação onde se pretende geradoras de público, como: cinemas, auditórios, tea-rança da edificação, assim como a adequação instalar a atividade está regularmente aprovada tros ou salas de concerto; templos religiosos; “buffet”,da atividade à Lei de Zoneamento. junto aos órgãos competentes. salões de festas ou danças; ginásios ou estádios; re- O projeto já foi muito discutido em 2010, cintos para exposições ou leilões; museus; restauran-quando a CMSP realizou cinco audiências pú- COMO fICARá QUANDO O PROJETO fOR tes, bares, lanchonetes e choperias; casas de música,blicas que contaram com grande participação APROVADO boates, discotecas e danceterias; autódromo, hipódro- Jornal da Câmara muniCipal de São paulopopular. Os vereadores também organizaram • Será criada uma nova modalidade de alvará, mo, velódromo e hípica; clubes associativos, recreati-debates em diversas partes da cidade para chamada Licença Preliminar de Funcionamento, vos e esportivos.conversar com comerciantes e prestadores de que será alternativa ao auto de licença de ALVARá DE AUTORIZAÇÃOserviço, já que o projeto vai promover uma funcionamento e ao alvará de funcionamento, • Dependerá da prévia expedição de Alvará de Au-revolução na atividade econômica da cidade. conforme o tipo de atividade a ser licenciada. torização a realização de eventos públicos e tempo- Para a presidência da CMSP, está na hora rários com mais de 250 pessoas, que ocorram em:de São Paulo se tornar a metrópole das opor- • Nessa nova modalidade a regularidade da imóveis públicos ou privados; edificações ou suastunidades, dando a chance para as pessoas edificação não será mais exigência inicial para o áreas externas, ainda que descobertas e abertas, taisexercerem sua atividade econômica dentro da negócio começar a funcionar. Assim, o negócio como jardins, áreas de lazer e recreação, pátios delei, independentemente do imóvel onde estão poderá começar a funcionar em edificação ainda estacionamento, áreas externas em clubes de campo, AgOSTO/2011instaladas. não regularizada por determinado período, até áreas para a prática de atividades físicas, esportivas A proposta nasceu quando se percebeu que que o dono faça a regularização junto ao órgão e similares; terrenos vagos, terrenos não-edificadosa CMSP tinha 63 projetos de lei sobre alvará de competente. e edificações inacabadas; logradouros públicos, taisfuncionamento tramitando. No ano passado como ruas, praças, viadutos e parques.foi formada uma comissão composta por ve- • Para conseguir a Licença Preliminar de AUTO DE LICENÇA DE fUNCIONAMENTO P.3_readores e técnicos da Câmara para estudar o Funcionamento é preciso atender aos requisitos • Nas demais hipóteses não previstas nos casos ante-assunto e elaborar um projeto único, cujo tex- essenciais, entre eles a garantia de segurança da riores, o uso não-residencial será licenciado medianteto está sendo melhorado agora com a ajuda do edificação e o respeito à lei de uso do solo vigente. Auto de Licença de Funcionamento.Ministério Público.
    • Prestação de contas Julho_2011 1. Participação do cidadão Campanha “VoCê no parlamento” Entre os dias 12 e 14 de julho a Câmara Municipal de São Paulo e a Rede Nossa São Paulo fizeram uma ação no Conjunto Nacional (Avenida Paulista) para incentivar os cidadãos a preencher o questionário da consulta pública Você no Parlamento. Os interessados podem preenchê-lo no site www.vocenoparlamento.org.br ou retirar o formulário impresso em qualquer uma das 31 subprefeituras. Diversas instituições também aderiram à campanha: Itaú Unibanco, Central das Unimeds, Natura, Suprisul, Instituto Ethos, OAB-SP, TV Globo, Rádio Estadão Espn, Arquidiocese de São Paulo e AES Eletropaulo. prêmio luiza mahin No dia 25 de julho, a CMSP foi sede da cerimônia do I Prêmio Luiza Mahin concedido a mulheres que se destacaram na valorização da cultura negra, inclusão social e luta antidiscriminatória. O evento foi promovido pela Secretaria Municipal de Participação e Parceria. atendimento ouVidoria TIPOS DE ATENDIMENTO EM JULHO peSSoalmenTe 158 POR TELEFONE 191 POR E-MAIL 210 por CarTa 5 TOTAL: 564 atendimentosJornal da Câmara muniCipal de São paulo 2. TransparênciaAgOSTO/2011 GIuLIA nO GIO VAnE aBertura de ContratoS notaS taquigrÁFiCaS na internet TTI A CMSP enviou ofício para 92 empresas que Você pode saber tudo o que foi dito durante as sessões ordinárias prestam serviço para o legislativo paulistano e extraordinárias. No Portal da Câmara estão disponíveis as notasP.4_ propondo adesão ao Programa de Dados taquigráficas de todas as sessões realizadas no Plenário 1º de Maio. Abertos e a maioria já aceitou a abertura de Basta procurar o item Atividade Legislativa e então Registro das seus contratos. Sessões e escolher a data.
    • 3. Produção do 4. Conhecimento 2º Boletim metropolitano de ConJuntura SoCial e eConômiCa Em julho, a Consultoria Técnica de Economia Fortalecimento e Orçamento da CMSP produziu o segundo BoletimMetropolitano de Conjuntura Social e Econômica com dados do poder localpreliminares do Censo Demográfico de 2010 divulgados pelo londreS 2012Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que revelam Desde o mês passado, o portal da CMSP, a Rádio Web Câmara e a TVque 1,1% da população da Região Metropolitana de São Paulo Câmara passaram a transmitir um boletim semanal do secretário(RMSP) reside em domicílios cuja renda situa-se abaixo da linha especial de Articulação para Grandes Eventos de São Paulo, Walterde pobreza extrema (R$ 70 per capita). Isso representa 2% dos Feldman, sobre as atividades realizadas em Londres, na organização dosdomicílios pobres do país. Jogos Olímpicos de 2012. Feldman já falou sobre sustentabilidade, uso dos estádios pelos cidadãos e segurança nos jogos.Boletim Cteo (ConSultoriatéCniCa de eConomia eorçamento)Em julho, o Boletim CTEO deConjuntura Econômica e Orçamentoapresenta as diferenças entre osvalores do Orçamento aprovadopelos vereadores e os valores gastos pela Prefeitura.A análise completa está disponível no porta da CMSP(www.camara.sp.gov.br).Outro estudo que vale destaque foi o da estimativa da cargatributária do Imposto sobre Serviços (ISS) suportada pela famíliapaulistana, que aponta para a progressividade do imposto(quanto maior a renda familiar, maior aproporção do pagamento do tributo). TO BELOT E GAR S: GuTFOTO Jornal da Câmara muniCipal de São paulo 7ª Caminhada da Câmara A 7ª Caminhada da Câmara, que foi realizada no dia 31 de julho, fez uma homenagem à Revolução Constitucionalista de 1932, que teve início no dia 9 de julho AgOSTO/2011 daquele ano. A cidade de São Paulo foi a grande protagonista da luta a favor das eleições diretas e da promulgação de uma nova Constituição. Os participantes da caminhada tiveram a oportunidade de conhecer os pontos da cidade que fizeram parte deste movimento, também conhecido como a Guerra de São Paulo. _participantes da caminhada na P.5_praça da república: local ondemartins, miragaia, drausio eCamargo (mmdC) foram mortos
    • Projetos de Vereadores Propostas em estudo na pauta da Câmara Municipal CELSO ChICO CLAUDINhO CLAUDIO JATENE (PTB) MACENA (PT) (PSDB) fONSECA (PPS) Telefone: 3396-4959 Telefone: 3396-4472 E-mail: chicomacena@camara.sp.gov.br Telefone: 3396-4255 Telefone: 3396-4651 E-mail: vereador@celsojatene.com.br Site: www.chicomacena.com.br E-mail: vereadorclaudinho@uol.com.br E-mail: claudiofonseca@camara.sp.gov.br Site: www.celsojatene.com.br Twitter: @chicomacena Site: www.vereadorclaudinho.com.br Site: www.vereadorclaudiofonseca.com.br Twitter: @celsojatene Facebook: Chico Macena Twitter: @pclaudiofonseca Facebook: Celso Jatene Orkut: Chico Macena PT transparência na revisão da Água grátis para reabilitação para administração pública lei das ciclovias quem compra remédio professores Para facilitar o acesso às in- Autor da lei que criou o sis- O projeto de lei 139/2011 Atento aos assuntos da edu- formações da administração tema cicloviário na cidade, o propõe a obrigatoriedade de cação municipal, o vereador pública, o vereador Celso Jate- vereador Chico Macena apre- instalação de bebedouros em Claudio Fonseca apresentou o ne apresentou o PL 399/2009, sentou um projeto (655/2009) farmácias e drogarias, de for- PL 226/2010, que cria Centros que cria a Política Municipal para revisar esta lei, a fim de ma que esses estabelecimentos de Reabilitação para que os pro- de Transparência. Aprovada atualizá-la e incluir aspectos possam fornecer água potável fissionais de Educação possam em 1ª votação, a proposta visa específicos. O objetivo é garan- em perfeitas condições de hi- tratar doenças decorrentes de criar dados em linguagem fácil tir segurança, espaço e incenti- giene e em local de fácil acesso suas atividades. “Esses profis- e acessível, para que qualquer vo para a bicicleta ser utilizada aos consumidores. A medida sionais sofrem muito quando cidadão possa entendê-los sem como meio de transporte. Com evita a venda casada do medi- têm problemas nas áreas da a ajuda de especialistas. O PL de o sistema cicloviário, criado em camento e do copo de água. Fisioterapia, Fonoaudiologia, Jatene foi baseado em legislação 2007, a cidade obteve impor- Normalmente, o doente, na Psicologia, Oftalmologia, Otor- vigente em vários países. A de- tantes conquistas, como espaço pressa de iniciar o tratamento, rinolaringologia e Cardiovascu- mocratização destes documen- para as bicicletas nos últimos vai diretamente do consultório lar. Por isso é importante que tos aumenta a responsabilidade vagões do metrô e do trem da médico para a farmácia, não eles recebam cuidados especiais dos gestores municipais, e com CPTM, mas ainda há muito pa- raro já com dor, e se vê obriga- do Poder Público para poderem o modelo sugerido no projeto, ra conquistar como, por exem- do a adquirir também o copo desempenhar a atividade de todo paulistano poderá ser um plo, a execução de 522 quilôme- de água separado, prática que lecionar com mais qualidade de fiscalizador dos cofres públicos. tros de ciclovias planejadas. acabará com este projeto. vida”, disse Fonseca.Jornal da Câmara muniCipal de São paulo A voz das ruas na casa do povo.AgOSTO/2011P.6_
    • PRóxIMO MÊS: vereadores Domingos Dissei (DEM), Donato (PT), Edir Sales (DEM),Eliseu gabriel (PSB), floriano Pesaro (PSDB), francisco Chagas (PT) e gilson Barreto (PSDB) CLAUDIO DALTON SILVANO DAVID NÚMEROS (PV) SOARES (PSC) 331 PRADO (PDT) Telefone: 3396-4413 Telefone: 3396-4350 Telefone: 3396-4254 E-mail: davidsoares@camara.sp.gov.br E-mail: claudioprado@camara.sp.gov.br E-mail: daltonsilvano@camara.sp.gov.br foi o número de projetos de Site: www.daltonsilvano.com.br Site: www.vereadordavidsoares.com.br Site: www.vereadorclaudioprado.com.br Twitter: @twit_david Twitter: @verclaudioprado Twitter: @daltonsilvano lei apresentados até o mês de Facebook: Cláudio Prado Vereador julho a obrigação do trabalho decente Casa para quem faz casa lixo orgânico triturado 37 projetos de lei tratam de saúde O projeto de lei 206/2010, Trabalhadores da construção ci- Preocupado com o meio e o mesmo número de projetos do vereador Cláudio Prado, vil que constroem casas dos pro- ambiente, o vereador David sobre prevenção 35 institui a prática do trabalho de- gramas habitacionais poderão Soares apresentou o projeto cente em todas as contratações adquirir seus próprios imóveis de lei 118/2011, que obriga à de serviços e obras feitas pela nesses conjuntos. Este é o obje- instalação de triturador orgâ- administração pública. O tra- tivo do vereador Dalton Silvano nico em toda nova construção propostas foram apresentadas balho decente é adequadamen- com o projeto de lei 197/2011 residencial, além do comércio sobre ensino municipal 27 te remunerado, exercido em que dispõe sobre a destinação de gastronômico do município. condições de liberdade, justiça casas para esses profissionais. Po- Esses trituradores, que têm e segurança, além de ser mais derão participar os operários que baixo consumo elétrico, re- produtivo e capaz de garantir tenham atuado em pelo menos duzirão o volume de lixo pro- textos tratam da criação de leis uma vida digna do trabalhador. 80% da construção. “Buscamos duzido a partir de restos ali- sobre proteção ambiental 22 A Mesa Diretora da Câmara Mu- reconhecer a importância desses mentares em 40%. Da mesma nicipal já assinou um ato com trabalhadores para a cidade e forma, impedirá que o lixo or- o compromisso de cumprir o resgatar a cidadania de muitos gânico seja misturado ao lixo Trabalho Decente, também por profissionais que dão inestimável comum. O material triturado projetos sugerem melhorias proposta do vereador Cláudio contribuição para a construção irá direto para o sistema de para pessoas com deficiência Prado, que é 2º vice-presidente de casas próprias”, afirmou Dal- esgoto e será tratado nas redes da CMSP. ton Silvano. coletoras da cidade. MARCELO XIMEnEZ _programa Projeto de lei guia São paulo, produzido pela tVQual é o nome Câmara, explica o significadodesta rua? do nome das ruas na capital Jornal da Câmara muniCipal de São pauloPopulação critica projetosde denominação de rua, mas existia só na memória das pessoas. Mas quando 9 de Julho lembra o início da Revolução Constitu-quem vive em local sem a cidade começou a crescer, as autoridades perce- cionalista de 1932) ou homenagear alguém impor- beram que as novas ruas tinham de ter um nome tante para a cidade (a Avenida Prestes Maia lembranome enfrenta dificuldades fixo, para que as pessoas pudessem se orientar. um importante Prefeito da cidade por duas vezes). Os nomes oficiais começaram a ser dados a O vereador Zelão (PT), que deu o nome de José por danilo moreira partir de 1831, inicialmente por meio de Posturas Alves Irmão a uma rua do Itaim Paulista, na zona AgOSTO/2011 e Atos, e a partir do século 20, por meio de Leis, leste, acredita que denominar ruas é uma formaTem gente que acha bobagem dar nome a ruas, Decretos e Portarias, num sistema que existe até de homenagear pessoas que colaboraram parapraças, escolas e outros equipamentos públicos. hoje. Tanto a Prefeitura quanto a CMSP podem determinada região.Bobagem é pensar assim – dar nome aos lugares é denominar ruas e equipamentos públicos. Pessoas que moram em ruas sem nome têmuma necessidade vital para a sociedade. Quando As sugestões de nomes pretendem preservar a dificuldade em receber correspondências. Com P.7_se movimentam, vão para o trabalho ou saem a memória do local (como o Pátio do Colégio, local o pedido dos moradores, o vereador Aurélio No-lazer as pessoas se orientam pelos nomes diferen- onde os jesuítas Manuel da Nóbrega e José de An- mura (PV) apresentou projeto dando o nome detes que cada lugar recebe. chieta ergueram uma casa para catequizar os ín- Flor do Pêssego a uma rua sem nome na Vila Ja- Até o século 19, os nomes das ruas e praças dios da região), exaltar um fato histórico (o Viaduto cuí, na zona leste.
    • FOTOS: MARCELO XIMEnEZ Novidades Reforma vai melhorar acesso da população _auditório ganhará painéis móveis, banheiros e camarins Térreo do Palácio Anchieta ganhará biblioteca, Museu da Câmara e café, além de novo espaço para eventos por Karoline Carilli Uma reforma no andar térreo do prédio da Câ- mara vai facilitar muito o acesso do cidadão paulistano ao Palácio Anchieta. O auditório Freitas Nobre, instalado no vão do prédio, se- rá melhorado. O térreo abrigará o Museu e a Biblioteca da Câmara, e próximo a eles os usu- ários terão um café. “Nossa ideia é transformar o térreo da Câ- mara na Esplanada da Cidadania, oferecendo _livros, documentos e anais da Câmara ficarão no mesmo espaço à população um ambiente totalmente dedica- do à informação. Temos a principal biblioteca Rodrigo Pimentel Pinto Ravena, da secretaria ACERVO DA BIBLIOTECA de legislação municipal do país, com quase de Infraestrutura da CMSP. • Livros - 22.473 volumes 10 mil leis que contam a história da cidade e Com a transferência para o térreo, a bi- • Revistas - 72 títulos correntes uma bibliografia voltada para a área legisla- blioteca – hoje no 2º andar – passará a ter • Diário Oficial da Cidade - desde dezembro de 1956 tiva. Além disso, vamos qualificar o auditório 1.200 metros quadrados e concentrará seus • Atas (com relato das sessões) - De 1562 a 1903 Freitas Nobre, com um mecanismo aberto à serviços num único espaço, facilitando o • Registro das Sessões Legislativas – De 1562 a sociedade”, disse o presidente da Câmara, Jo- atendimento ao público. “Hoje a Biblioteca, a 2010 sé Police Neto. Supervisão de Documentação do Legislativo • Anais (Transcrição de Discursos e Notas A iluminação, a acústica e o palco do auditó- e o Arquivo Geral estão em andares diferen- Taquigráficas) - De 1904 a 2010 (com intervalos)Jornal da Câmara muniCipal de São paulo rio Freitas Nobre serão aprimorados e o espaço tes. A reforma vai possibilitar uma raciona- ganhará banheiros e camarins, além de pare- lização do espaço interno e dos nossos ser- AUDITóRIO fREITAS NOBRE des móveis. “O auditório, que hoje é aberto, viços, além de dar ao público acesso a todo Auditório Freitas Nobre será fechado com painéis móveis e terá novas o acervo”, explicou a diretora da Secretaria • Capacidade – 300 lugares instalações para receber eventos como reuniões de Documentação da Câmara, Teresa Cristi- • 24 eventos foram realizados no espaço em 2011 e exibição de peças, shows e filmes”, explicou na Brandão César. (contagem feita até o mês de julho) Campanha Você no Parlamento é prorrogada. Você já respondeu?AgOSTO/2011 A consulta pública “Você no Parlamento”, criada tionário impresso em uma das 31 subprefeituras pela Rede Nossa São Paulo, com apoio da Câmara e, entre os 18 temas, escolher as propostas que Municipal de São Paulo, foi prorrogada até 30 de você julgar adequadas para a Câmara tratar em setembro. A população terá mais tempo para es- 2012. O questionário foi elaborado por comissãoP.8_ colher as áreas e ações que devem ser priorizadas técnica formada por representantes da Rede Nossa pelos vereadores em 2012. SP, da Câmara e de outras instituições, como Uni- Para participar, basta acessar o site versidade de São Paulo (USP), Fundação Getúlio www.vocenoparlamento.org.br ou retirar o ques- Vargas (FGV), Escola de Governo e Ibope.