Apresentação Rota Marcia Prado
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação Rota Marcia Prado

on

  • 4,993 views

Apresentação Rota Márcia Prado

Apresentação Rota Márcia Prado

Statistics

Views

Total Views
4,993
Views on SlideShare
4,249
Embed Views
744

Actions

Likes
0
Downloads
11
Comments
0

3 Embeds 744

http://www.chicomacena.com.br 726
http://www.slideshare.net 12
http://chicomacena.com.br 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação Rota Marcia Prado Apresentação Rota Marcia Prado Presentation Transcript

  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Desde que foi criada, a APA Bororé-Colônia, através da lei municipal de  nº 14.162 de 24 de maio de 2006, a região tem se mostrado, juntamente com sua vizinha, a APA Capivari-Monos, como um promissor pólo de eco-turismo. A região tem potencial para a criação de atividades e roteiros que atraiam visitantes e turistas, tanto interno, de dentro no nosso município, quantos externos, provenientes de outros estados, e até países, que vêm conhecer e participar de roteiros existentes na região como a pesca, caminhada, passeios por trilhas a cavalo e a pé, de barco, de bicicleta, de jipe, arvorismo, tirolesa, e outras atividades de contato com a natureza. A criação desta rota de ciclo-turismo vem solucionar uma demanda que já existe na região. Praticantes de ciclismo e ciclo-turismo, há muito tempo já descobriram o rico potencial oferecido pela região a esta modalidade, suas paisagens, a receptividade e simpatia dos moradores, fazendo deste, o trecho inicial de suas ciclo-viagens com destino as trilhas e caminhos da Ilha do Bororé, a região de Riacho Grande em São Bernardo do Campo, e ainda, alguns iniciam suas viagens de ciclo-turismo nesta região com destino até o litoral. Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • A oficialização desta rota implicará a criação de infra-estrutura de sinalização e o mapeamento de roteiros secundários, os quais poderão ser integrados ao posto de atendimento ao turista, com inclusão no calendário oficial de roteiros turísticos do município. Tendo seu início a partir da estação de trem ou das vias principais, promove a acessibilidade e a segurança dos ciclistas, por meio de instalação de ciclovia, ciclo-faixa, ou tráfego compartilhado. Além disso, promoverá a educação ambiental ao permitir estabelecimento de convênios com associações de turismo receptivo na região e outras ações de integração, trazendo apenas benefícios a sociedade. Mais visitantes ao pólo de turismo receptivo ecológico já existente na região, atrairá novos recursos e desenvolvimento social, criando novos serviços, promovendo a preservação da fauna e flora local e a consciência ecológica. Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • O Projeto de Lei 256/2009 prevê a criação desta rota formada em um percurso total de 41 km divididos em dois trechos, são eles: Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
    • O primeiro trecho tem início na Estação Grajaú na CPTM, seguindo pela Avenida Dona Belmira Marin, atravessando a primeira balsa, seguindo pela Estrada Velha do Bororé, Estrada de Itaquaquecetuba, atravessando a segunda balsa, e seguindo pela Estrada de Itaquaquecetuba até atingir o limite com o Município de São Bernardo do Campo.
    • Tem 14 Km de extensão e 50 metros de desnível acumulado.
    Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • b) O segundo trecho tem início na estação Grajaú da CPTM, seguindo pela Av D. Belmira Marin em direção a Av Senador Teotônio Vilela, seguindo pela Av Senador Teotônio Vilela  passando pelo futuro Parque Linear Riberão Caulim , seguindo pela Avenida Sadamu Inoue, entrando na APA Bororé-Colônia, virando a esquerda na Rua Amaro Alves do Rosário, passando pelo futuro Parque Natural do Itaim , seguindo pela Estrada do Itaim, Rua Tadao Inoue, virando a esquerda na Avenida Kayo Okamoto,, seguindo e virando a direita na Avenida Paulo Guilguer Reimberg, passando pelo futuro Parque Natural do Bororé , seguindo e finalizando na Estrada de Itaquaquecetuba, fechando o circuito  com o primeiro trecho. Tem 27 km de extensão e 70 metros de desnível acumulado Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • A proposta de criação da rota ciclo-turística “Márcia Prado” na região APA - Aréa de Proteção Ambiental Bororé - Colônia, no Município de São Paulo é vista por essa divisão como louvável e importante para fomentar o desenvolvimento do turismo sustentável e do Cicloturismo na região da APA Bororé-Colônia. FELIPE SPINA AVINO Presidente da APA Bororé-Colônia Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Se em Machado, que tanto citávamos no passado e o continuamos repetindo no presente (“caminante, no hay camino, se hace camino al andar”), buscamos a justificativa de termos feito da bicicleta o símbolo maior da liberdade e mobilidade urbana,  é que nos agrada  confundir a bicicleta com a cidade e reafirmá-la como o instrumento ideal de resgate do espaço urbano. As “tribos urbanas” de ciclistas se confundem no anonimato das multidões que circulam pelas ruas da cidade; distintos os interesses e as expectativas, idêntica a busca por rotas ciclísticas seguras, confortáveis, naturais e amigáveis. A cidade precisa deste espaço. Reginaldo Assis de Paiva Presidente da Comissão de Bicicletas da ANTP Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Nascida em São Paulo, na data do dia 17 de Novembro de 1968, ciclista urbana experiente, Márcia Regina de Andrade Prado, que dá o nome de “Márcia Prado” a rota ciclo-turistica proposta, havia trocado seu carro por uma bicicleta como uma forma de ajudar o meio ambiente, melhorar sua qualidade de vida e de todos.  Deslocava-se por toda a cidade de bicicleta para o trabalho, lazer, compras, e dia a dia. O seu exemplo mostrou que a cidade tem opções de mobilidade. Ciclo-ativista, participante do movimento Bicicletada, defendeu mais espaços para a mobilidade por bicicleta e um sistema ciclo-viário prático, seguro e funcional. Participava de manifestações que defendiam os direitos de ciclistas e pedestres, e sempre incentivava quem pretendia conquistar e garantir seus direitos. Uma verdadeira ciclo-ativista, que reivindicava para todos, o dever do Estado de cuidar dos mais fracos no trânsito. Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado Márcia Prado
  • Márcia Regina Andrade Prado Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Márcia Regina de Andrade Prado faleceu em 14 de janeiro de 2009, atropelada na Avenida Paulista por um ônibus. Sua morte foi de grande simbolismo, repercutida em toda a imprensa. Recebendo homenagens de ciclistas de  muitas cidades do Brasil, até do exterior, por conta do seu ativismo por uma cidade melhor. Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Ghost Bike – Memorial Márcia Prado na Paulista Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado
  • Apresentação da Rota Ciclo-turística Márcia Prado www.chicomacena.com.br