Estudo de caso<br />Blog da Marcha<br />   Charles A. Müller<br />       Julho/2009<br />
2<br />Um evento para mais de20.000pessoas<br />      Apenas 8 diaspara divulgação<br />(e outros 9 dias para cobertura)<b...
Sumário<br />Introdução / Objetivos<br />Análise de Resultados<br />Outros Números<br />Estratégia de Conteúdo<br />Estrat...
Introdução<br />A Marcha para Jesus em Joinville, Edição 2009, foi um evento não-denominacional, com objetivo de unir todo...
1) O blog da Marcha<br />Um meio oficial e informal de comunicação, para integração da Organização (Conselho de Pastores d...
Objetivos<br />Ampliar o conteúdo do site principal, tornando-o mais informativo e persuasivo.<br />Contribuir com a audiê...
2) Análise de Resultados<br />Acessos (páginas e visitas), picos de audiência, citações e links recebidos e conclusão sobr...
Período total<br />8<br />O período total inclui o tempo em que não havia blog.<br />O contador da home era o único monito...
Período com blog<br />9<br />Para as estatísticas deste relatório (salvo indicação diferente), monitoramos o site (e o blo...
Período com blog<br />10<br />Fonte: Google Analytics,28/06 a 12/07/09.* Prováveis visitantes únicos(desconsiderando retor...
Picos de acesso<br />11<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />(1) Disparo de e-mail (mailing “evangélicos J...
Até a véspera<br />12<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 03/07/09.<br />Mostrando que o blog foi relevante também nos d...
Links rastreados<br />13<br />São links que outros sites fizeram para o site+blog do evento.<br />Em 26/07 foi iniciado o ...
Citações monitoradas<br />14<br />São menções que outrossites fazem do evento.<br />Em 26/07 foi iniciado o trabalho com o...
Evolução de Conteúdo<br />15<br />Em 26/07 foi iniciado o trabalho com o blog.<br />Fonte: pesquisa Google (por site:) e c...
16<br />Observamos ainda (em pesquisa na Web), quenenhuma outra Marcha para Jesus (noutras cidades do mundo) possui blog o...
Conclusão - Resultados<br />No período que esteve no ar, o Blog da Marcha:<br />Ampliou o conteúdo do site principal<br />...
Meios de Comunicação<br />O evento contou, basicamente com<br />Rádio<br />Forte ação da rádio cristã 107,5 FM, a maior di...
Contribuição da Internet<br />Enquanto a rádio e outros meios citavam informações básicas (principalmente spots de 30”), c...
Contribuição da Internet<br />O público da Marcha foi estimado pela P.M. em 20.000 pessoas. <br />Pelo Google Analytics es...
3) Outros números<br />Páginas mais vistas, origem das visitas, comparação com outros sites, taxas de saída e rejeição e d...
Páginas mais vistas<br />22<br />Fonte: Google Analytics,28/06 a 12/07/09.<br />
Origem das Visitas<br />23<br />
Origem das Visitas<br />24<br />Principais fontes de tráfego.<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />* Diret...
Comparativo<br />25<br />
Comparativo<br />26<br />
Comparativo<br />27<br />
Principais páginas de saída<br />28<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />Taxa de saída relaciona os acesso...
Taxa de rejeição<br />29<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />Taxa de rejeição aponta páginas em que o vis...
Comparativo<br />30<br />
Comparativo<br />Nosso site (com blog) conseguiu, neste período, mais que o dobro das visitas e acessos às páginas, o dobr...
Dados técnicos das visitas<br />Navegadores:<br />Internet Explorer: 75,83%<br />Firefox / Mozilla:  18,89%<br />Chrome/ K...
Dados técnicos das visitas<br />Sistemas Operacionais:<br />Windows: 99,29%<br />Linux:          0,57%<br />Outros:       ...
Mais...<br />Além de mostrar os (bons) resultados do blog, vejamos também o que está por trás deste projeto, ou seja, as e...
4) Estratégia de Conteúdo<br />Escolha da linguagem, do layout, do sistema e outros recursos para um melhor conteúdo.<br />
Linguagem<br />Usar uma linguagem intermediária entre o texto jornalístico e a informalidade de um blog.<br />Usar termos ...
37<br />Fotos: Stock Xchange.<br />
Fluxo objetivo de informações<br />Marcha para Jesus em Joinville, 2009<br />Dia 04/07<br />O que é? Como participar?<br /...
Fluxo objetivo de informações<br />Quem acessava apenas a home já recebia a informação básica (nome do evento, cidade, ano...
Sistema (WordPress software)<br />Considerado o melhor software para blogs (e pode ser usado para outros tipos de site tam...
Layout<br />Queríamos um layout (tema visual) impactante, arrojado e que combinasse com o tom escuro da home page (site pr...
42<br />
Irresistible<br />Optamos pelo tema “irresistible” (gratuito) da empresa de design WooThemes, traduzindo-o para o portuguê...
44<br />Conseguimos assim um design escuro, impactante earrojado para o blog.<br />
Cores<br />45<br />Inicialmente, o blog tinha um layout cinza. <br />Ocasionalmente, trocávamos o esquema de cores, dando<...
Avisos<br />46<br />Além dos posts (artigos), páginase comentários, em algumas ocasiões, deixamos textos curtosno topo da ...
5) Estratégia de SEO (buscas)<br />Aplicação de técnicas para melhor posicionamento nos resultados dos mecanismos de busca...
SEO?<br />SEO (Search EngineOptimization = Otimização para Motores de Busca) é o conjunto de práticas para melhor posicion...
A importância dos buscadores<br />49<br />Os sistemas de busca<br />são a ferramenta para o público localizar informações ...
Limitação<br />SEO se concentra basicamente em obter links de outros sites e proporcionar boa rastreabilidade para os robô...
Ferramentas<br />Usar um sistema que proporcione rápida e boa indexação (rastreabilidade) pelos robôs.<br />Nosso sistema ...
Ferramentas<br />Usar um arquivo Robots.txt para impedir o rastreamento de conteúdo que não seja do site.<br />Antes disto...
Conteúdo<br />Intensa publicação e atualização de conteúdo na semana que antecedeu o evento, pois o conteúdo recente é pri...
Endereços (URLs) amigáveis<br />Desde o início, usamos endereços que associam a página ao conteúdo, facilitando o rastream...
Mudanças em função da busca<br />Algumas buscas feitas no Google indicavam o ano “2009” como termo pesquisado (junto com “...
Palavras mais buscadas<br />Marcha para Jesus Joinville<br />Marcha para Jesus em Joinville<br />Marcha pra Jesus em Joinv...
Evolução do posicionamento do site<br />Ao se buscar “marcha para jesus em joinville” no Google.<br />Antes do blog (25/06...
Posicionamento do blog<br />Ao se buscar “marcha para jesus” “joinville” no Google blogs<br />Antes do blog (25/06): não a...
Page rank da home do site<br />O pagerank é uma “nota” do Google para uma página e que influencia no posicionamento.<br />...
Observação<br />O desempenho nos resultados de busca tende a cair drasticamente após o evento, visto que não há conteúdo n...
Links<br />Conforme relatado anteriormente, os mecanismos de busca representaram 47% dos acessos ao site+blog e os links d...
Conclusões sobre SEO<br />Fomos beneficiados pelo próprio site principal, que também obteve links e tem um domínio (endere...
6) Estratégia de Redes Sociais<br />Utilização de ferramentas sociais, como blogs, Orkut, Twitter, Flickr e Youtube.<br />...
As redes<br />Boa parte da audiência da Internet faz parte de redes sociais virtuais, que se integram através de blogs e f...
Limitação<br />A limitação, novamente, foi o pouco tempo para fazer uso efetivo destas redes. Contudo, o pouco uso possíve...
White seeding<br />A técnica de seeding (semeadura) consiste em, respeitosamente, espalhar informações e links pelas redes...
Chamadas aos internautas<br />Publicamos um artigo no blog oficial, chamando “internautas, orkuteiros, blogueiros, twittei...
Orkut<br />Com uma antecedência de apenas 5 dias do evento entramos em algumas comunidades e deixamos informações e links ...
Outros blogs<br />Numa ação de apenas 4 dias antes do evento, não houve tempo para uma caça aos blogs no público-alvo, ape...
Twitter<br />Infelizmente, não houve tempo para criação de um perfil específico da Marcha e para o uso de ferramentas (has...
71<br />Telefone Celular<br />Torpedo (SMS)<br /> SMS2Blog<br />XML<br />WordPress<br />Nas horas que antecederam, durante...
Fotos / Flickr<br />Pelo blog publicamos uma chamada para fotógrafos voluntários (daí formamos uma equipe).<br />Após a Ma...
Fotos / Flickr<br />O álbum principal foi publicado no Flickr (difícil selecionar 110 de quase 1.500 fotos). No Flickr out...
Vídeos / Youtube<br />Vídeos incorporados dão mais “vida” a um site, através da imagem em movimento e do som, quebrando a ...
Vídeos / Youtube<br />O “vídeo de chamada” da Marcha estava com 868 visualizações em 26/06. Em 12/07 já eram 4.005 visuali...
Vídeos / Youtube<br />Além do vídeo de chamada foram publicados (incorporados) outros 9 vídeos.<br />Antes da Marcha, os v...
FriendConnect<br />Para registrar a adesão ao evento criamos uma mini-rede social para os visitantes do blog, através do G...
Sociable<br />Para estimular a divulgação do blog, adicionamos, abaixo de cada texto, uma barra de botões (Sociable bar), ...
Comentários no blog oficial<br />O blog oficial, além de servir de ponto central das conversações online, permitiu a parti...
Conclusões – redes sociais<br />Foi curto o tempo disponível para uma efetiva ação nestas redes (o que pode ser feito nos ...
7) Sugestões<br />81<br />
Mais destaque para as páginas internas<br />A taxa de saída da home page do site foi de 40% e da home do blog foi de 22%. ...
Do blog para site<br />O site principal cumpriu sua função em dar as primeiras informações sobre a Marcha.<br />Depois, o ...
Do blog para site<br />Para fazer esta transformação, sugerida para a próxima edição, basta mudar o nome do blog para site...
Mais tempo<br />Na mesma semana o blog foi desenvolvido, configurado, testado, redigido e divulgado – o pouco tempo também...
Mais tempo<br />Com este tempo maior será possível<br />Conseguir mais links externos e maior rastreamento do Google, logo...
8) Equipe / Palavras finais<br />87<br />
Soma de esforços<br />Não seria possível este projeto ter se concretizado em tão pouco tempo, sem a soma de esforços de mu...
Equipe<br />Planejamento / Projeto: Charles A. Müller.<br />Redação / Edição: Charles A. Müller<br />Álbum de fotos (via F...
Charles A. Müller<br />Publicitário, profissional de comunicação e marketing, especialista em meios digitais.<br />www.sit...
SiteCharles.com<br />Convido-os a visitar também o SiteCharles.com, site-blog sobre marketing, gestão, e-business, sustent...
Gratidão<br />Agradeço a Deus pela maravilhosa oportunidade de trabalhar neste grandioso evento.<br />   “Porque dEle e po...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Marcha para Jesus em Joinville 2009 - Estudo de Caso - Blog

1,151

Published on

Primeira Marcha para Jesus com blog oficial. Um case de Marketing Digital. Por Charles A. Müller, do SiteCharles.com

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Há um pequeno erro de digitação no slide 80: o nr. de citações em redes sociais subiu de 79 para 181 e não 81 - o aumento foi de 129%.

    O blog estudado nesta apresentação, Blog da Marcha, está neste endereço:
    http://www.marchaparajesusemjoinville.com.br/blog/

    :D Charles A. Müller
    http://www.sitecharles.com/
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
1,151
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Marcha para Jesus em Joinville 2009 - Estudo de Caso - Blog"

  1. 1. Estudo de caso<br />Blog da Marcha<br /> Charles A. Müller<br /> Julho/2009<br />
  2. 2. 2<br />Um evento para mais de20.000pessoas<br /> Apenas 8 diaspara divulgação<br />(e outros 9 dias para cobertura)<br />No blog, mais de11.500 acessos (páginas)<br /> (74% dos acessos do site)<br /> Em quase 5.000 visitas<br />
  3. 3. Sumário<br />Introdução / Objetivos<br />Análise de Resultados<br />Outros Números<br />Estratégia de Conteúdo<br />Estratégia de SEO (buscas)<br />Estratégia de Redes Sociais<br />Sugestões<br />Equipe / Palavras Finais<br />3<br />
  4. 4. Introdução<br />A Marcha para Jesus em Joinville, Edição 2009, foi um evento não-denominacional, com objetivo de unir todos os cristãos para celebrar e adorar a Jesus.<br />Havia um site principal (um hotsite) com informações iniciais sobre o evento.<br />4<br />
  5. 5. 1) O blog da Marcha<br />Um meio oficial e informal de comunicação, para integração da Organização (Conselho de Pastores de Joinville) com os cristãos participantes.<br />http://www.marchaparajesusemjoinville.com.br/blog<br />5<br />
  6. 6. Objetivos<br />Ampliar o conteúdo do site principal, tornando-o mais informativo e persuasivo.<br />Contribuir com a audiência do site, aumentando os acessos (em páginas) e visitas.<br />Contribuir com a repercussão do evento, aumentando os links e citações na Internet.<br />6<br />
  7. 7. 2) Análise de Resultados<br />Acessos (páginas e visitas), picos de audiência, citações e links recebidos e conclusão sobre os resultados do blog.<br />
  8. 8. Período total<br />8<br />O período total inclui o tempo em que não havia blog.<br />O contador da home era o único monitoramento até 25/06 .<br />O total de acessos, até então foi estimado como 2 páginas por contagem da home.<br />Depois, usamos para acessos (páginas vistas), o Google Analytics, mais preciso.<br />Contribuição do blog<br />
  9. 9. Período com blog<br />9<br />Para as estatísticas deste relatório (salvo indicação diferente), monitoramos o site (e o blog incluso) neste período. <br />Fonte: Google Analytics.<br />Os números são totais do domínio (site com blog) e os<br />números específicos são de /blog.<br />
  10. 10. Período com blog<br />10<br />Fonte: Google Analytics,28/06 a 12/07/09.* Prováveis visitantes únicos(desconsiderando retornos).<br />
  11. 11. Picos de acesso<br />11<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />(1) Disparo de e-mail (mailing “evangélicos Joinville”)(2) Busca por fotos<br />
  12. 12. Até a véspera<br />12<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 03/07/09.<br />Mostrando que o blog foi relevante também nos dias anteriores ao evento, como forma de divulgação.<br />
  13. 13. Links rastreados<br />13<br />São links que outros sites fizeram para o site+blog do evento.<br />Em 26/07 foi iniciado o trabalho com o blog.<br />Fonte: pesquisa Google (por links:) no domínio (endereço) raiz e /blog.<br />
  14. 14. Citações monitoradas<br />14<br />São menções que outrossites fazem do evento.<br />Em 26/07 foi iniciado o trabalho com o blog.<br />* Domínio é o endereço do site (raiz, ou no caso específico do blog, inclui /blog)<br />** Para o Orkut o monitoramento foi feito em 25/06 e 07/07 (pois tende a reduzir dias após).<br />
  15. 15. Evolução de Conteúdo<br />15<br />Em 26/07 foi iniciado o trabalho com o blog.<br />Fonte: pesquisa Google (por site:) e contagem de páginas.<br />
  16. 16. 16<br />Observamos ainda (em pesquisa na Web), quenenhuma outra Marcha para Jesus (noutras cidades do mundo) possui blog oficial.<br />E de todos os sites de Marchas para Jesus quevisitamos, o nosso é que apresenta melhor design.<br />
  17. 17. Conclusão - Resultados<br />No período que esteve no ar, o Blog da Marcha:<br />Ampliou o conteúdo do site principal<br />De 4 para 30 páginas (87% do conteúdo do site)<br />Aumentou a audiência do site<br />Contribuiu com o aumento de 358% nos acessos (páginas), juntamente com o desempenho do site principal.<br />Representou 74% dos acessos (páginas) ao site.<br />Contribuiu para a permanência (média) de 4 min. das 4.912 visitas.<br />Contribuiu com a repercussão do evento, aumentando os links e citações na Internet.<br />Contribuiu para o aumento de 722% das citações e 285% dos links.<br />Representou 63% das citações ao domínio (endereço) e 90% dos links.<br />17<br />
  18. 18. Meios de Comunicação<br />O evento contou, basicamente com<br />Rádio<br />Forte ação da rádio cristã 107,5 FM, a maior divulgadora da Marcha.<br />Internet<br />Site + Blog (oficiais).<br />Citações e links espontâneos.<br />E-mail (130 mil do CPJ e 1,5 mil da lista “eville”).<br />Cartazes e outdoor.<br />Comunicação dirigida às comunidades (igrejas).<br />18<br />
  19. 19. Contribuição da Internet<br />Enquanto a rádio e outros meios citavam informações básicas (principalmente spots de 30”), como data, hora e local, a Internet (especialmente o blog) repassava mais informação (nas várias páginas, com tempo médio de permanência de 4’:12”)<br />O que é a Marcha e como participar<br />Motivos para participar<br />Cobertura (entrevistas, fotos e vídeos)<br />Integração com o público<br />19<br />
  20. 20. Contribuição da Internet<br />O público da Marcha foi estimado pela P.M. em 20.000 pessoas. <br />Pelo Google Analytics estimamos as visitas em 4.912 e uma probabilidade de visitas únicas em 3.069.<br />Assim, podemos estimar que os internautas que nos visitaram representam entre 15% e 25% dos participantes da Marcha e são multiplicadores de informações para os que não usam Internet.<br />20<br />
  21. 21. 3) Outros números<br />Páginas mais vistas, origem das visitas, comparação com outros sites, taxas de saída e rejeição e dados técnicos dos visitantes.<br />
  22. 22. Páginas mais vistas<br />22<br />Fonte: Google Analytics,28/06 a 12/07/09.<br />
  23. 23. Origem das Visitas<br />23<br />
  24. 24. Origem das Visitas<br />24<br />Principais fontes de tráfego.<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />* Direto/NI pode incluir também acessos via links em e-mails.<br />** Contagem só nas 50 fontes principais (eram 147).<br />
  25. 25. Comparativo<br />25<br />
  26. 26. Comparativo<br />26<br />
  27. 27. Comparativo<br />27<br />
  28. 28. Principais páginas de saída<br />28<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />Taxa de saída relaciona os acessos à página com as saídas do site por esta página.<br />
  29. 29. Taxa de rejeição<br />29<br />Fonte: Google Analytics, 28/06 a 12/07/09.<br />Taxa de rejeição aponta páginas em que o visitante as acessou<br />e saiu do site sem acessar outras. Pode ser tanto uma rejeição real (entrou nesta página e não achou nada mais interessante) ou uma visita em que uma página foi suficiente.<br />
  30. 30. Comparativo<br />30<br />
  31. 31. Comparativo<br />Nosso site (com blog) conseguiu, neste período, mais que o dobro das visitas e acessos às páginas, o dobro do tempo de permanência (e o triplo no pico) e uma taxa de rejeição menor que outros sites de mesmo porte.<br />31<br />
  32. 32. Dados técnicos das visitas<br />Navegadores:<br />Internet Explorer: 75,83%<br />Firefox / Mozilla: 18,89%<br />Chrome/ Konqueor: 4,54%<br />Outros: 0,84%<br />Versões do IE:<br />V. 7: 51,62%; V. 6: 32,37%; V.8: 15,97%<br />32<br />
  33. 33. Dados técnicos das visitas<br />Sistemas Operacionais:<br />Windows: 99,29%<br />Linux: 0,57%<br />Outros: 0,14%<br />Versões do Windows:<br />XP: 87,21%; Vista: 10,23%; Outros: 2,56%<br />33<br />
  34. 34. Mais...<br />Além de mostrar os (bons) resultados do blog, vejamos também o que está por trás deste projeto, ou seja, as estratégias de conteúdo, otimização para buscas (SEO) e redes sociais.<br />E também sugestões de melhoria para as próximas edições, além de informações sobre a equipe de trabalho.<br />34<br />
  35. 35. 4) Estratégia de Conteúdo<br />Escolha da linguagem, do layout, do sistema e outros recursos para um melhor conteúdo.<br />
  36. 36. Linguagem<br />Usar uma linguagem intermediária entre o texto jornalístico e a informalidade de um blog.<br />Usar termos conhecidos pelo público cristão (termos “igrejeiros”, mas sem exagerar), como “bênção”, “louvor” e “celebração”.<br />Enriquecer o texto com citações bíblicas.<br />O uso desta linguagem foi totalmente natural, pois todos os envolvidos com a comunicação do evento são parte do público-alvo.<br />36<br />
  37. 37. 37<br />Fotos: Stock Xchange.<br />
  38. 38. Fluxo objetivo de informações<br />Marcha para Jesus em Joinville, 2009<br />Dia 04/07<br />O que é? Como participar?<br />Motivos para participar<br />Cobertura (fotos, vídeos e entrevistas)<br />38<br />
  39. 39. Fluxo objetivo de informações<br />Quem acessava apenas a home já recebia a informação básica (nome do evento, cidade, ano).<br />A data aparecia na home e no cabeçalho de todas as páginas.<br />Demais informações apareciam nas páginas internas, com links no topo e lateral.<br />Exceto pela página de fotos (que concentrou sozinha 19% dos acessos), todo o restante da navegação passou pelo fluxo esperado.<br />39<br />
  40. 40. Sistema (WordPress software)<br />Considerado o melhor software para blogs (e pode ser usado para outros tipos de site também).<br />Grátis (basta instalar e configurar)<br />Geração automática de páginas sem programação e facilmente rastreáveis por buscadores.<br />Facilidade de administração, com vários recursos, como anti-spam.<br />40<br />
  41. 41. Layout<br />Queríamos um layout (tema visual) impactante, arrojado e que combinasse com o tom escuro da home page (site principal).<br />41<br />
  42. 42. 42<br />
  43. 43. Irresistible<br />Optamos pelo tema “irresistible” (gratuito) da empresa de design WooThemes, traduzindo-o para o português e adaptando-o ao nosso blog.<br />43<br />
  44. 44. 44<br />Conseguimos assim um design escuro, impactante earrojado para o blog.<br />
  45. 45. Cores<br />45<br />Inicialmente, o blog tinha um layout cinza. <br />Ocasionalmente, trocávamos o esquema de cores, dando<br />ao visitante que retornava uma idéia de “dinamismo”.<br />
  46. 46. Avisos<br />46<br />Além dos posts (artigos), páginase comentários, em algumas ocasiões, deixamos textos curtosno topo da lateral, com avisosurgentes<br />
  47. 47. 5) Estratégia de SEO (buscas)<br />Aplicação de técnicas para melhor posicionamento nos resultados dos mecanismos de buscas (como o Google), captando a maior audiência possível<br />47<br />
  48. 48. SEO?<br />SEO (Search EngineOptimization = Otimização para Motores de Busca) é o conjunto de práticas para melhor posicionamento nestes motores (como Google, Yahoo e MSN/Bing) e logo, trazer audiência dos mesmos.<br />48<br />
  49. 49. A importância dos buscadores<br />49<br />Os sistemas de busca<br />são a ferramenta para o público localizar informações nos milhares de sites.<br />Tanto que, 47% dos acessos que recebemos vieram das buscas.<br />
  50. 50. Limitação<br />SEO se concentra basicamente em obter links de outros sites e proporcionar boa rastreabilidade para os robôs de busca.<br />Para estas duas coisas é necessário tempo, algo que não tínhamos neste blog de 8 dias antes do evento.<br />Mesmo assim, algumas técnicas foram empregadas, gerando bom resultado.<br />50<br />
  51. 51. Ferramentas<br />Usar um sistema que proporcione rápida e boa indexação (rastreabilidade) pelos robôs.<br />Nosso sistema de gestão de conteúdo, o WordPress, é reconhecido como bom nesta função.<br />Adicionamos dois “plugins” ao sistema:<br />“All-in-One SEO Pack”<br />“XML SitemapGenerator”<br />Usar as ferramentas para webmasters dos próprios mecanismos de buscas<br />Google<br />Yahoo!<br />Bing (antigo MSN / Windows Live Search)<br />51<br />
  52. 52. Ferramentas<br />Usar um arquivo Robots.txt para impedir o rastreamento de conteúdo que não seja do site.<br />Antes disto, o Google estava rastreando arquivos .rar e javascripts (do desenvolvimento do site).<br />52<br />
  53. 53. Conteúdo<br />Intensa publicação e atualização de conteúdo na semana que antecedeu o evento, pois o conteúdo recente é privilegiado.<br />Correto balanceamento entre títulos, textos e palavras-chave.<br />Nome do evento (Marcha para Jesus em Joinville 2009) em todos os títulos.<br />53<br />
  54. 54. Endereços (URLs) amigáveis<br />Desde o início, usamos endereços que associam a página ao conteúdo, facilitando o rastreamento.<br />Exemplo<br />http://www.marchaparajesusemjoinville.com.br/blog/cobertura/fotos<br />54<br />
  55. 55. Mudanças em função da busca<br />Algumas buscas feitas no Google indicavam o ano “2009” como termo pesquisado (junto com “marcha”, “jesus” e “joinville”). Assim, “2009” passou a integrar o título do blog.<br />Algumas buscas citavam o nome do músico David Quinlan (em busca da agenda), então mudamos o texto “louvor na marcha” para “louvor na marcha com David Quinlan, Filhos do Homem e Maurício Paes”.<br />55<br />
  56. 56. Palavras mais buscadas<br />Marcha para Jesus Joinville<br />Marcha para Jesus em Joinville<br />Marcha pra Jesus em Joinville<br />Marcha para Jesus 2009 em Joinville<br />Marcha para Jesus 2009 Joinville<br />Marcha para Jesus 2009<br />Marcha Jesus Joinville<br />56<br />
  57. 57. Evolução do posicionamento do site<br />Ao se buscar “marcha para jesus em joinville” no Google.<br />Antes do blog (25/06): 4º lugar<br />Depois (04/07, dia do evento): 1º lugar<br />Ao se buscar “marcha para jesus” “joinville” no Google.<br />Antes do blog (25/06): 5º lugar<br />Depois (04/07, dia do evento): 2º lugar (o 1º lugar ficou com o próprio blog).<br />57<br />
  58. 58. Posicionamento do blog<br />Ao se buscar “marcha para jesus” “joinville” no Google blogs<br />Antes do blog (25/06): não aparecia (não havia blog).<br />Depois (04/07, dia do evento): 1º lugar (em destaque como “blog relacionado”). E 1º lugar também na busca por sites.<br />58<br />
  59. 59. Page rank da home do site<br />O pagerank é uma “nota” do Google para uma página e que influencia no posicionamento.<br />Antes (25/06)<br />Page rank = 0<br />Depois (04/07)<br /><ul><li>Page rank = 2</li></ul>59<br />
  60. 60. Observação<br />O desempenho nos resultados de busca tende a cair drasticamente após o evento, visto que não há conteúdo novo a apresentar, o que está dentro dos objetivos (atrair atenção na época do evento).<br />60<br />
  61. 61. Links<br />Conforme relatado anteriormente, os mecanismos de busca representaram 47% dos acessos ao site+blog e os links de outros sites representaram 26%; totalizando 73%.<br />O blog colaborou com o aumento dos links recebidos (de 27 para 104), dos quais 90% são para o blog.<br />61<br />
  62. 62. Conclusões sobre SEO<br />Fomos beneficiados pelo próprio site principal, que também obteve links e tem um domínio (endereço) com o mesmo nome do evento (marchaparajesusemjoinville.com.br).<br />O blog aumentou o desempenho em buscas do site principal.<br />A intensa atualização do conteúdo e citações externas nos dias que antecederam ao evento valorizaram o site, em adição às técnicas aqui citadas.<br />62<br />
  63. 63. 6) Estratégia de Redes Sociais<br />Utilização de ferramentas sociais, como blogs, Orkut, Twitter, Flickr e Youtube.<br />63<br />
  64. 64. As redes<br />Boa parte da audiência da Internet faz parte de redes sociais virtuais, que se integram através de blogs e ferramentas como Orkut, Flickr, Youtube e Twitter.<br />Além de espalhar informações sobre o evento, as redes também servem para armazenar conteúdo (como vídeos), economizando espaço e transferência e ainda nos proporcionando links e visitantes.<br />64<br />
  65. 65. Limitação<br />A limitação, novamente, foi o pouco tempo para fazer uso efetivo destas redes. Contudo, o pouco uso possível (em poucos dias, durante a publicação do blog oficial) já nos deu bom retorno.<br />65<br />
  66. 66. White seeding<br />A técnica de seeding (semeadura) consiste em, respeitosamente, espalhar informações e links pelas redes. É “white” (branca) pois não se trata de uma conduta invasiva (“spam”) e sim a participação normal nas comunidades virtuais.<br />66<br />
  67. 67. Chamadas aos internautas<br />Publicamos um artigo no blog oficial, chamando “internautas, orkuteiros, blogueiros, twitteiros e webmasters ‘de Cristo’” para nos ajudar na divulgação. <br />Deixamos ferramentas como endereços de feeds, sugestões de textos e links, banners e códigos de programação.<br />67<br />
  68. 68. Orkut<br />Com uma antecedência de apenas 5 dias do evento entramos em algumas comunidades e deixamos informações e links para o blog.<br />O Orkut contribuiu com 6% dos acessos que o blog obteve, sendo a 4ª maior fonte de tráfego.<br />68<br />
  69. 69. Outros blogs<br />Numa ação de apenas 4 dias antes do evento, não houve tempo para uma caça aos blogs no público-alvo, apenas entramos em alguns blogs que já faziam menção à Marcha e comentamos, com mais informações e com o endereço do blog.<br />69<br />
  70. 70. Twitter<br />Infelizmente, não houve tempo para criação de um perfil específico da Marcha e para o uso de ferramentas (hastag, Twitterfeed, migre.me, TwitterPic etc.) – o que poderá ser feito nas próximas edições.<br />Apenas deixamos um botão “enviar ao Twitter” abaixo de cada texto e adicionamos uma caixa de “instantâneas” na lateral do blog.<br />70<br />
  71. 71. 71<br />Telefone Celular<br />Torpedo (SMS)<br /> SMS2Blog<br />XML<br />WordPress<br />Nas horas que antecederam, durantee logo após o evento, a lateral recebia textos curtos diretamente de um fonecelular (conectado ao Twitter).<br />
  72. 72. Fotos / Flickr<br />Pelo blog publicamos uma chamada para fotógrafos voluntários (daí formamos uma equipe).<br />Após a Marcha, criamos uma página para divulgar as fotos, não apenas com o álbum principal (desta equipe), mas também divulgando as fotos dos próprios internautas (via blogs, Flickr, Fotolog, Orkut etc.).<br />72<br />
  73. 73. Fotos / Flickr<br />O álbum principal foi publicado no Flickr (difícil selecionar 110 de quase 1.500 fotos). No Flickr outros usuários também publicaram suas fotos (com a tag criada para este fim, “marchajj”).<br />Resultado: centenas de fotos linkadas e a página mais acessada do blog (19% dos acessos).<br />73<br />
  74. 74. Vídeos / Youtube<br />Vídeos incorporados dão mais “vida” a um site, através da imagem em movimento e do som, quebrando a frieza do texto corrido.<br />74<br />
  75. 75. Vídeos / Youtube<br />O “vídeo de chamada” da Marcha estava com 868 visualizações em 26/06. Em 12/07 já eram 4.005 visualizações.<br />Este vídeo foi incorporado à home do site e também à barra lateral de todas as páginas do blog.<br />75<br />
  76. 76. Vídeos / Youtube<br />Além do vídeo de chamada foram publicados (incorporados) outros 9 vídeos.<br />Antes da Marcha, os vídeos mostravam um pouco das músicas das bandas (Filhos do Homem, David Quinlan e Maurício Paes).<br />Depois da Marcha, os vídeos serviram como registro ao vivo do evento.<br />Os vídeos próprios citavam o site. E aproveitamos os comentários dos vídeos no Youtube para divulgar os links para o site e blog.<br />76<br />
  77. 77. FriendConnect<br />Para registrar a adesão ao evento criamos uma mini-rede social para os visitantes do blog, através do Google FriendConnect (GFC). Para aderir era preciso usar uma conta em meio compatível (como Google, Yahoo, OpenID, Orkut, Facebook, LinkedIn etc.).<br />Infelizmente, o tempo foi pequeno e a interface do GFC não é ainda muito amigável e a adesão foi baixa. Deixamos então o quadro de amigos para o final da barra lateral.<br />77<br />
  78. 78. Sociable<br />Para estimular a divulgação do blog, adicionamos, abaixo de cada texto, uma barra de botões (Sociable bar), para salvar e compartilhar links nos principais serviços online de favoritos e redes sociais, além de RSS e e-mail.<br />78<br />
  79. 79. Comentários no blog oficial<br />O blog oficial, além de servir de ponto central das conversações online, permitiu a participação ativa dos internautas, através dos comentários.<br />Foram 148 comentários (já descontados spams), o que equivale a 4,8% das visitas únicas. <br />Havia uma moderação nos mesmos, pois de início havia receio de comentários fora do tema ou desrespeitosos, o que não ocorreu.<br />Os comentários eram basicamente “que bom, eu irei”; “que legal, eu fui” ou dúvidas, cujas respostas eram transformadas em conteúdo atualizado para o blog.<br />79<br />
  80. 80. Conclusões – redes sociais<br />Foi curto o tempo disponível para uma efetiva ação nestas redes (o que pode ser feito nos próximos anos), mesmo assim conseguimos aproveitar bem as ferramentas destas redes e conseguimos um aumento das citações sobre a marcha nestas redes de 79 para 81 (129%).<br />80<br />
  81. 81. 7) Sugestões<br />81<br />
  82. 82. Mais destaque para as páginas internas<br />A taxa de saída da home page do site foi de 40% e da home do blog foi de 22%. <br />Relação entre as visitas que a página recebeu e as saídas do site por esta página.<br />A taxa de rejeição média foi de 36%, sendo a da home do site 40% e da home do blog 28%.<br />Relação das visitas que entraram por esta página e saíram sem acessar outras.<br />Se a home page do site der mais destaque para as páginas internas (em especial do blog, onde está 87% do conteúdo) será possível manter o visitante por mais tempo conectado.<br />82<br />
  83. 83. Do blog para site<br />O site principal cumpriu sua função em dar as primeiras informações sobre a Marcha.<br />Depois, o blog incorporou este conteúdo e o ampliou em 7,5 vezes, representando 87% do conteúdo publicado e 74% dos acessos às páginas.<br />Sendo assim, o blog pode assumir a função de site.<br />83<br />
  84. 84. Do blog para site<br />Para fazer esta transformação, sugerida para a próxima edição, basta mudar o nome do blog para site e redirecionar o endereço principal para o blog (isto é feito de forma transparente para o internauta).<br />A home do blog pode também ter um design diferente, intermediário entre “cara de blog” e “portal”.<br />84<br />
  85. 85. Mais tempo<br />Na mesma semana o blog foi desenvolvido, configurado, testado, redigido e divulgado – o pouco tempo também foi fator determinante em tudo neste relançamento da Marcha.<br />Para as próximas edições, com mais tempo, teremos resultados ainda melhores:<br />Um mês antes, para a maior parte do conteúdo e início da divulgação.<br />Nos dez dias que antecedem, apenas atualizar o conteúdo e reforçar a divulgação.<br />85<br />
  86. 86. Mais tempo<br />Com este tempo maior será possível<br />Conseguir mais links externos e maior rastreamento do Google, logo, maior audiência.<br />Ter toda a funcionalidade do blog ativa quando o conteúdo for publicado.<br />Formar uma equipe de “espalhadores virtuais” para aumentar as citações em outros sites e blogs e também nas redes sociais, como Orkut, Flickr e, principalmente, Twitter.<br />86<br />
  87. 87. 8) Equipe / Palavras finais<br />87<br />
  88. 88. Soma de esforços<br />Não seria possível este projeto ter se concretizado em tão pouco tempo, sem a soma de esforços de muitas mãos:<br />A Organização do evento, através do Conselho de Pastores de Joinville, nos abastecendo com informações.<br />A StudioPreview, não só pelo link, mas também pelo espaço físico (em servidor Linux de boa performance) para armazenar as páginas.<br />Os próprios internautas, que voluntariamente participaram do blog, inclusive divulgando e fotografando o evento.<br />88<br />
  89. 89. Equipe<br />Planejamento / Projeto: Charles A. Müller.<br />Redação / Edição: Charles A. Müller<br />Álbum de fotos (via Flickr): JoniPabst<br />Cobertura fotográfica: JoniPabst, Bruno Ranieri, ElizandroOrsi, Jana Warmeling e NelyanaGirardi, além dos internautas.<br />Hospedagem (hosting): Jonathan de Siqueira / StudioPreview<br />Informações: Pastores Gilson Oliveira de Siqueira, Marcos Coelho Ramos e Vanilsa M. Santos.<br />Créditos: Sistema: WordPress.org. Layout: IrresistiblebyWooThemes (adaptado).<br />89<br />
  90. 90. Charles A. Müller<br />Publicitário, profissional de comunicação e marketing, especialista em meios digitais.<br />www.sitecharles.com/charles<br />90<br />
  91. 91. SiteCharles.com<br />Convido-os a visitar também o SiteCharles.com, site-blog sobre marketing, gestão, e-business, sustentabilidade e responsabilidade social; contendo artigos e palestras do autor.<br />91<br />boas idéias movem moinhos<br />
  92. 92. Gratidão<br />Agradeço a Deus pela maravilhosa oportunidade de trabalhar neste grandioso evento.<br /> “Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas” Paulo, aos Romanos 11:36a.<br />92<br />

×