áCidos nucléicos o código da vida und 3

5,411 views
5,199 views

Published on

1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
  • Mel na chupeta pra prova de amanhã..kkkkkk
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
5,411
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
160
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

áCidos nucléicos o código da vida und 3

  1. 1. ÁCIDOS NUCLEICOS UNIDADE 3 – PÁG 38
  2. 2. ORGANISMO CÉLULA NÚCLEO CROMOSSOMOS (DNA+PROTEÍNAS) - Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas pelas células do organismo ao longo da sua vida. -Capacidade de se auto- duplicar para originar outras células. DNA NOS SERES HUMANOS
  3. 3. • AS INFORMAÇÕES PARA A FABRICAÇÃO DE PROTEÍNAS ESTÃO ARMAZENADAS NO DNA – CROMOSSOMOS ( CÓDIGO GENÉTICO)
  4. 4. Genes Genes - regiões dos cromossomos (pedaços interligados do DNA), que contém instruções para a produção de proteínas.
  5. 5. Genes Características dos seres vivos Estrutura das proteínas Sequência de bases nitrogenadas
  6. 6. DNA RNA Adenina Guanina Citosina Timina Uracila Púricas Pirimídicas
  7. 7. BASES PÚRICAS E PIRIMÍDICAS Bases pirimídicas: São simples. CITOSINA e a TIMINA Bases púricas: São duplas. ADENINA e a GUANINA BASES PIRIMÍDICAS E PÚRICAS DO DNA
  8. 8. BASES PIRIMÍDICAS E PÚRICAS DO RNA Bases pirimídicas: São simples. CITOSINA e a URACILA Bases púricas: São duplas. ADENINA e a GUANINA
  9. 9. NUCLEOTÍDEOS BASE NITROGENADA: São compostas por C, H, O e N formando anéis de carbono. Bases Púricas: Possuem dois anéis de carbono e constituídas de purina. Bases Pirimídicas: possuem apenas um anel de carbono e constituídas de pirimidína.
  10. 10. DNA • Ácido Desoxirribonucléico. • Molécula de fita dupla formando uma dupla hélice • Pentose = Desoxirribose • As fitas estão unidas pelas ligações de Hidrogênio • A = T • C = G_
  11. 11. DNA – ácido desoxirribonucléico DNA – DesoxirriboNucleic Acid (do inglês) ESTRUTURA MOLECULAR DO DNA • James Watson e Francis Crick em 1953 • Prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina em 1962 • Modelo da dupla hélice (cadeias de nucleotídeos enrolados formando uma escada espiral) • Ligados por Pontes de Hidrogênio
  12. 12. RNA • Ácido Ribonucléico • Molécula de fita simples • Pentose=Ribose • É dividido em: RNA mensageiro (RNAm) RNA transportador (RNAt) RNA ribossômico (RNAr)
  13. 13. Está envolvido em decifrar a informação do DNA e carregar suas instruções. Assim como o DNA, o RNA também é composto por nucleotídeos, porém difere em certos aspectos: • O açúcar é uma ribose; • A base pirimídica timina é substituída pela uracila; • A fita do RNA é simples! RNA
  14. 14. DEFINIÇÕES É unidade estrutural básica dos ácidos nucléicos (DNA e RNA), constituídos por bases púricas (A, G) ou pirimídicas (C, T), ribose ou desoxirribose e ainda grupamento fosfato. NUCLEOTÍDEOS:
  15. 15. PAREAMENTO DAS BASES A=T G C AGNALDO TIMÓTEO GAL COSTA
  16. 16. 1- A molécula de DNA é constituída por: a) uma cadeia de polipeptídeos unidos por pontes de hidrogênio. b) duas cadeias de polipeptídeos formando uma dupla hélice. c) uma cadeia de nucleotídeos que tem a capacidade de se replicar. d) duas cadeias de nucleotídeos unidas por pontes de hidrogênio. e) duas cadeias de bases nitrogenadas unidas por polipeptídeos. 2- Num organismo um pesquisador verificou que uma molécula de DNA continha 22% de GUANINA. Com base nesta informação determine qual o percentual de cada uma das outras bases. EXERCÍCIOS
  17. 17. 3- O esquema seguinte representa duas cadeias de ácidos nucléicos. Podemos concluir que: a) I e II correspondem a duas moléculas de RNA. b) I e II correspondem a duas cadeias de uma molécula de RNA. c) I e II correspondem a duas cadeias de uma molécula de DNA. d) I corresponde a uma cadeia de DNA e II a uma cadeia de RNA. e) I corresponde a uma cadeia de RNA e II a uma cadeia de DNA. 4- Se uma fita de DNA tiver constituição 5’ATAAGCGTTAG 3’, como será a molécula complementar de DNA?
  18. 18. Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS
  19. 19. Duplicação do DNA • É a única molécula capaz de sofrer auto- duplicação. • Ocorre durante a fase S da intérfase. • É do tipo semiconservativa, pois cada molécula nova apresenta uma das fitas vinda da mãe e outra fita recém sintetizada.
  20. 20. DNA Duplicação DNA DNA
  21. 21. Replicação do DNA -CRESCIMENTO - REPOSIÇÃO CELULAR -CÉLULAS REPRODUTIVAS
  22. 22. RNAm-TRANSCRIÇÃO Leva a informação da sequência protéica a ser formada do núcleo para o citoplasma, onde ocorre a tradução. Ele contém uma seqüência de trincas correspondente a uma das fitas do DNA. Cada trinca (três nucleotídeos) no RNAm é denominada códon e corresponde a um aminoácido na proteína que irá se formar.
  23. 23. 1 códon 3 nucleotídeos no RNAm 7 códons 21 nucleotídeos
  24. 24. RNAt-TRADUÇÃO Levam os aminoácidos para o RNAm durante o processo de síntese protéica. Apresentam, em uma determinada região, uma trinca de nucleotídeos que se destaca, denominada anticódon. É através do anticódon que o RNAt reconhece o local do RNAm onde deve ser colocado o aminoácido por ele transportado. Cada RNAt carrega um aminoácido específico, de acordo com o anticódon que possui.
  25. 25. Anti-códon Sítio de ligação ao aminoácido U A C
  26. 26. www.bioaula.com.br
  27. 27. RNAr São componentes dos ribossomos, organela onde ocorre a síntese protéica. Os ribossomos são formados por RNAr e proteínas
  28. 28. Transcrição • Processo pelo qual uma molécula de RNA é produzida usando como molde o DNA.
  29. 29. DNA Transcrição DNA RNA
  30. 30. Tradução • Quando o RNAm chega ao citoplasma ele se associa ao ribossomo. Após essa associação os RNAt levam os aminoácidos, que serão ligados, formando assim a proteína.
  31. 31. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA • Quando o RNAm chega ao citoplasma, ele se associa ao ribossomo. • Nessa organela existem 2 espaços onde entram os RNAt com aminoácidos específicos. • somente os RNAt que têm seqüência do anti-códon complementar à seqüência do códon .
  32. 32. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA • Uma enzima presente na subunidade maior do ribossomo realiza a ligação peptídica entre os aminoácidos.
  33. 33. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA • O RNAt “vazio” volta para o citoplasma para se ligar a outro aminoácido.
  34. 34. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA G AA • O ribossomo agora se desloca a distância de 1 códon. • o espaço vazio é preenchido por um outro RNAt com seqüência do anti-códon complementar à seqüência do códon.
  35. 35. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA G AA • Uma enzima presente na subunidade maior do ribossomo realiza a ligação peptídica entre os aminoácidos.
  36. 36. A U G U U U C U U G A C C C C U G A U A C AAA G AA • O RNAt “vazio” volta para o citoplasma para se ligar a outro aminoácido. • O assim o ribossomo vai se deslocando ao longo do RNAm e os aminoácidos são ligados.
  37. 37. A U G U U U C U U G A C C C C U G A G G G Códon de terminação • Quando o ribossomo passa por um códon de terminação nenhum RNAt entra no ribossomo, porque na célula não existem RNAt com seqüências complementares aos códons de terminação.
  38. 38. A U G U U U C U U G A C C C C U G A G G G • Então o ribossomo se solta do RNAm, a proteína recém formada é liberada e o RNAm é degradado.

×