Marketing comportamento

557 views
481 views

Published on

-Marketing e Psicologia do Consumidor.Mostra Como seu Público Alvo Pensa!

-Para Vender mais um dos pontos que você tem que entender é como o seu Público Alvo Pensa e a partir disto montar seu Plano de Marketing.
-Neste texto será explorado a raíz de todo o pensamento humano, de onde surgem as emoções e as reações físicas.

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
557
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marketing comportamento

  1. 1. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** Psicologia do Consumidor - Marketing e Comportamento -Quem já tem expectativas ruins (pré conceitos) sobre os outros, marca, produto ou serviço, não acreditaneles ou não vê suas qualidades, ao ter contato com eles numa situação costuma colher o pior; já quem tem expectativas positivas, tende a obter o melhor deles. Como Captamos Informações do Mundo - Cognição1. É a aquisição de um conhecimento através dos cinco sentidos e dos registros de memórias existentes.2. É um mecanismo de conversão, que realiza a captação da informação e processamento metal desta, para gerar a percepção do que é o mundo para nós, visando o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas. i.e.: a) Captação da informação: i) Do que: Meio social (pessoas), ambiental e cultura; ii) Como: Através dos cinco sentidos e os registros de memórias existentes. b) Processamento mental: i) Usa: Paradigmas ou esquemas que são lógicas de processamento para uma certa situação ou informação; ii) O que processa: Os cinco sentidos e os registros de memórias existentes. c) Percepção: É a nossa verdade e realidade de mundo só para nós e é o resultante do processo mental.3. Os indivíduos são diferentes, pois captam e processam a informação de maneira diferente.4. Cada indivíduo pode captar de maneira diferente o meio em que vive, pois depende do local que o está observando (ponto de vista) e/ou porque tem defeito físico nos sentidos ou nos registros de memória.5. Cada indivíduo pode processar a informação de diferente maneira, porque pode ter paradigmas (esquemas) de processamento diferente dos outros (lógicas diferentes de processar determinada situação/informação) e porque tem registros de memórias anteriores de fatos/experiências que são únicos para cada indivíduo. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** 1
  2. 2. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** Como ocorre o Processo Cognitivo (Pensamento) "Os homens são movidos e perturbados não pelas coisas, mas pelas opiniões que eles têm delas." (Epicteto - filósofo greco-latino nascido em 55 d.C )Os indivíduos atribuem significado a acontecimentos, pessoas, sentimentos e demais aspectos de sua vida, combase nisso constroem diferentes hipóteses (percepção/crença) sobre o futuro, a situação atual, sobre sua própriaidentidade, marca de uma empresa, produto ou serviço, e baseados nisso, comportam-se de determinadamaneira.Crenças são "certezas" que o indivíduo constrói para si através da experiência e algumas podem condicionar asua vida e o seu comportamento de compra, perturbando-o, como por exemplo : "Tenho que ser perfeito"; "Souum incapaz"; "O mundo é perigoso"; “Essa Marca X é ruim”; “O produto X faz mal”.1) Construção das crenças sobre si, produtos, marca, serviços, etc (processo de aprendizado): O processo de cognição implica em nós sermos como cientistas, pois buscamos provar a confirmação ou a refutação da crença. a) Problemas da construção das crenças: i) “Lei” da vulnerabilidade cognitiva: Todo o indivíduo tende a fazer construções cognitivas (teorias) falhas. ii) Paradigmas: “Como esquemas pessoais, as teorias científicas freqüentemente são orientadas por paradigmas que dirigem a má interpretação de informações e que se conservam mesmo diante de dados contraditórios.” (Hanson, 1958; Kuhn 1970). Ex: Nicolau Copérnico provou que o Sol é o centro do sistema solar; O átomo até fins do século XIX era considerado a menor porção em que se poderia dividir a matéria.2) Esquemas pessoais negativo: Pessoas que sofreram situações negativas no passado, tendem a interpretar as situações atuais e futuras como negativas, porque criam atenção e memória seletivas, que tendem ao negativismo e que ignoram o positivismo. Sendo assim, essa crença negativa o leva a uma espiral negativa descendente e é isso que faz o trauma se instalar nele e resistir a mudanças. O mesmo processo ocorre, por exemplo, com relação a um produto, marca ou serviço, pois uma vez que teve uma experiência ruim ele concluí que se comprar novamente o produto irá ter a mesma experiência novamente, o que pode não ser verdade. a) i.e: i) “Lei” da Atenção: Só podemos nos concentrar perfeitamente em uma coisa por vez ao mesmo tempo e com isso ignoramos as demais coisas em volta da que focamos. Ex: Impossível realizar 2 cálculos mentais ao mesmo tempo, por exemplo não dá pra falar e fazer cálculo mental. Nossa atenção é direcionada pelo nosso estado de espírito/mental que estamos no momento. Os indivíduos com trauma, tendem a permanecer no estado de espírito/mental negativo em relação a si, por isso em qualquer situação da vida focam sua atenção nas coisas negativas e ignoram as positivas. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** 2
  3. 3. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** O mesmo processo ocorre com a marca, produto ou serviço, uma vez que teve uma experiência ruim com um deles e acontecer de oferecerem novamente a mesma coisa, ele olhará primeiro os aspectos negativos do que foi oferecido e não conseguirá por conta disso ver o lado positivo do que oferecem e isso fará com que não compre. Ex: Em uma situação onde o indivíduo negativo vê um copo com água até a metade dirá que ele está meio vazio e o positivo dirá que ele está meio cheio. Obs: Não confundir a Lei da Atenção com atividades já aprendidas e que são mecânicas, como dirigir e andar de bicicleta, pois elas não necessitam muito da atenção e processamento do cérebro e assim ele pode se concentrar melhor em outras atividades não aprendida ou que exijam seu esforço. Ex: Um indivíduo pode dirigir e falar ou calcular ao mesmo tempo, porque uma das atividades foi mecanicamente já aprendida. Prova: Um indivíduo que esta aprendendo a andar de bicicleta não consegue dirigir bem e fazer um cálculo matemático ao mesmo tempo ii) “Lei” da Memória seletiva: Ao buscar algum fato/experiência na memória sempre somos seletivos, pois buscamos as mais recentes ou que lembramos mais e estas por sempre serem as mais usadas sempre são as mais recentes e por isso a buscamos mais. Quanto mais se lembra das recentes mais fortes elas ficam e não nos esquecemos delas e conseqüentemente enfraquecemos a memória que não usamos até a esquecermos totalmente. Portanto, por isso o negativismo se tornar predominante nessas pessoas e por isso elas sofrem de distorções cognitivas e a conseqüência é a baixa tolerância à frustração, sentimentos de obrigação ou dever e outras distorções cognitivas de exigência e irracionais. Ex: Sempre devo provar que sou capaz a mim e/ou aos outros Sempre: Repetição de uma ação. Característico de um trauma; Devo: Obrigatoriedade; Provar que sou Capaz: Núcleo do trauma, pois se acha incapaz; Mim e/ou aos outros: Necessidade de exibição. Ex de marca pessoal: Um político muito que governou de maneira muito ruim, pode não ser eleito na eleição seguinte, mas se ficar fora da mídia por muitos anos ao voltar poderá ganhar as eleições, porque o lado ruim dele foi esquecido por não ficar exposto na mente das pessoas a todo o momento e porque durante o período anterior as eleições, que ele foi eleito, foi trabalhado somente o posicionamento do lado positivo dele na mente das pessoas. Nós somos aquilo que conseguimos nos lembrar que somos. Os produtos, Serviços ou Marcas são aquilo que conseguimos nos lembrar deles. Esquema da cadeia de eventos Situação => Pensamento automático => Emoção => Sensação fisiológica => Reação físicaEx-1:Situação que Maria passou: Hoje Julia me olhou de um modo estranho enquanto falava com ela.Essa situação pode gerar na Maria: O Pensamento: Ela não me considera. A Emoção: Raiva A Sensação fisiológica: Coração dispara A Reação física: Grita e sai da situação.Mas a situação real foi que Julia estava cuidando para que o leite não derramasse. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** 3
  4. 4. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ ***A percepção (crença) errônea pode ser formada em relação ao self (a mim), ao contexto ambiental(experiência), ao futuro (objetivos) e a Marca, Produto ou Serviço.Ex-2:Situação de Compra João passou: Enviou um mail a empresa onde fez uma compra perguntando o motivo dademora e esta não responde.Essa situação pode gerar no João: O Pensamento: A empresa faz pouco caso de clientes; Vou reclamar no Procon. A Emoção: Raiva A Sensação fisiológica: Dor de cabeça A Reação física: Sai pra ir reclamar no Procon.Mas a situação real foi a empresa já havia mandado o mail a ele e João só checou sua caixa de entrada e nãoolhou a caixa de spam. Fonte do pensamento automático NegativoCrença central: O trauma de uma situação é quem gera o um pensamento negativo;Regra (esquemas/paradigmas): É criada pela crença central e é um pensamento negativo;Pensamento automático: A regra (acima) produz muitos tipos de pensamentos automáticos negativosespecífico para cada situação, que uma pessoa passa na vida. O pensamentos automáticos negativos aparece emtodas as situações que tem semelhança com a crença central e para cada evento semelhante, ele tem palavras eimagens negativas específicas para o mesmo,ou seja, a fonte dos muitos pensamentos automáticos negativo é acrença em um único pensamento central. Profecia auto-realizadoraÉ uma interpretação de uma situação (percepção), que ao acreditar nela se tornar minha crença e tende aprovocar a sua própria concretização. Quando as pessoas esperam ou acreditam que algo acontecerá, agemcomo se a profecia ou previsão já fosse real e assim a previsão acaba por se realizar efetivamente. Ou seja, aoser assumida como verdadeira - embora seja falsa - uma previsão pode influenciar o comportamento daspessoas, seja por medo ou por confusão lógica, de modo que a reação delas acaba por tornar a profecia real. Ex: Se alguém vê o outro como "difícil", não-colaborador ou mesmo como "inimigo", tende a agir como se o outro realmente fosse assim, levando-o a fechar-se para a colaboração e a tornar-se parecido com a imagem criadaExemplo de paradigmas sociais (lógica de processamento) que levam a percepções erradas da situação (falhasde hipótese) e que geram frases negativas (distorcidas da real situação). *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** 4
  5. 5. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ ***Quem já tem expectativas ruins (pré conceitos) sobre os outros, marca, produto ou serviço, não acreditaneles ou não vê suas qualidades, ao ter contato com eles numa situação costuma colher o pior; já quem tem expectativas positivas, tende a obter o melhor deles. *** Saiba Mais em http://www.eg1.com.br/artigos/ *** 5

×