Atuação do Município em Emergências Químicas

621 views
497 views

Published on

Apresentação de Marco Antonio José Lainha durante o Seminário Construindo Cidades Resilientes - Cepam, 10/10/2013
www.cepam.sp.gov.br

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
621
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Atuação do Município em Emergências Químicas

  1. 1. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO GABINETE DO GOVERNADOR – CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL CETESB – COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO SETOR DE ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS – CETESB Tema: “Atuação do Município em Emergências Químicas” Bel.Adm./MSc. Marco Antonio José Lainha Semana Nacional de Redução de Desastres SEMINÁRIO CEDEC/CEPAM: “Construindo Cidades Resilientes”
  2. 2. ?? Tema: “Gestão de emergências ambientais com produtos químicos, no município de São Paulo” Fonte: Internet
  3. 3. Impactos ambientais Remoção de pessoas Ações de prevenção e combate a incêndio Ações judíciais Nome da empresa Fonte: Internet Emergência Química – Situação envolvendo produtos químicos que pode, de alguma forma, representar um perigo à saúde e segurança da população, ao meio ambiente e aos patrimônios público e privado, requerendo, portanto, intervenções imediatas.
  4. 4. Vazamento de Produtos Químicos Fonte: Internet 2 3 0 w Fonte: CETESB
  5. 5. VULNERABILIDADE AOS ACIDENTES QUÍMICOS AR ÁGUA SOLO HUMANOS FAUNA/FLORA PROPRIEDADESERES VIVOS MEIO AMBIENTE Fonte: Internet Foto: arquivo CETESB
  6. 6. Fonte: CETESB
  7. 7. Acidentes no transporte rodoviário de produtos perigosos Consequências possíveis: Dificuldades na interdição da via, na liberação de acessos (uso de acostamento) e no isolamento da área (curiosos, saqueadores, imprensa); interrupção de serviços públicos de água, energia elétrica e de circulação de veículos, dentre outros; Risco: de atropelamento para as equipes de intervenção; exposição do meio ambiente aos contaminantes (comunidade próxima a faixa de domínio da rodovia, fauna e flora); Necessidade: recursos materiais de grande porte para içamento e destombamento (guincho/guindaste); limpeza da via e manuseio da carga e destombamento dos veículos sinistrados; de uso dos recursos públicos (materiais e humanos). Fonte: CETESB
  8. 8. Fonte: Internet
  9. 9. Postos de abastecimento de combustíveis (em operação e abandonados) Consequências possíveis: Interdição: de vias, habitações, escolas, hospitais,comércio, indústrias, serviços ; Interrupção: de serviços de energia elétrica, distribuição de gás, transporte dentre outros; Contaminação do meio ambiente (ar, água e solo), com desdobramentos ambientais de médio e longo prazo. Fonte: CETESB
  10. 10. Fonte: CETESB
  11. 11. Consequências possíveis: Dificuldade: reconhecimento das áreas internas das instalações (existência de reatores, tanques subterrâneos); ações de combate a emergências; interrupção de serviços públicos de água, energia elétrica e de circulação de pessoas, dentre outros; interdição de vias, habitações, escolas, hospitais,comércio, serviços dentre outros; identificação de produtos e/ou resíduos, dos responsáveis pela atividade ou empreendimento; Risco: exposição do meio ambiente aos contaminantes (comunidade próxima a atividade, fauna e flora), impactos ambientais significativos; Necessidade: de uso de um grande número de recursos humanos e materiais. Acidentes na Indústria Fonte: Internet Fonte: CETESB
  12. 12. Fonte: Internet Fonte: CETESB
  13. 13. Acidentes no transporte produtos por dutos Consequências possíveis: Dificuldades na interdição da via, no isolamento da área; interrupção de serviços públicos de água, energia elétrica e de circulação de veículos, dentre outros; Risco: exposição do meio ambiente aos contaminantes (comunidade próxima a faixa do duto, fauna e flora); Necessidade: de uso de um grande número de recursos humanos e materiais; . Fonte: CETESB
  14. 14. Acidentes no transporte marítimo de produtos Consequências possíveis: Dificuldades interdição da navegação na região, isolamento da área de lazer e banho; interrupção nas atividades de pesca e uso da água, dentre outros; remoção de grande volume de resíduos das áreas impactadas. Risco: exposição do meio ambiente aos contaminantes (contaminação de grandes regiões, fauna e flora); Necessidade: de uso de um grande número de recursos humanos e materiais; . Fonte: Internet Fonte: CETESB
  15. 15. Consequências possíveis: Dificuldade: acesso ao local do acidente; ações de socorro e remoção de vitimas; morosidade na capacidade de resposta; mobilização de recursos (materiais e humanos) para as operações de transbordo e/ou transferência da carga, içamento dos vagões, destombamento e limpeza da área; Riscos: exposição do meio ambiente aos contaminantes (comunidade próxima a faixa de domínio da ferrovia, fauna e flora); Necessidade: recursos materiais de grande porte; Acidentes no transporte ferroviário de produtos perigosos Fonte: Internet Fonte: CETESB
  16. 16. Fonte: CETESB
  17. 17. Descarte de produtos/resíduos químicos em via pública Consequências possíveis:  Demora nas ações de resposta (defesa civil e prefeitura, dentre outros); Dificuldades: identificação de produtos e/ou resíduos, localização dos responsáveis pelo ato ilícito; classificação, acondicionamento, remoção, transporte, armazenamento e disposição final dos resíduos; Necessidade: de uso dos recursos públicos (materiais e humanos). Fonte : CETESB 2013 Fonte: CETESB
  18. 18. Atividades de armazenamento irregulares e/ou ilegais Consequências possíveis: Desconhecimento dos riscos da atividade ilícita; Dificuldades: identificação de produtos e/ou resíduos, dos responsáveis pela atividade ou empreendimento;  Exposição: do meio ambiente (comunidade, fauna e flora) aos contaminantes; da integridade física dos agentes públicos, quando a atuação em atividades ilícitas envolvendo laboratórios de refino de drogas, adulteração de combustíveis, contrabando, dentre outros. Fonte: CETESB
  19. 19. Consequências possíveis: Dificuldades interdição da navegação na região, isolamento da área de lazer e banho; interrupção nas atividades de pesca e uso da água, dentre outros; remoção de grande volume de resíduos das áreas impactadas. Risco: exposição do meio ambiente aos contaminantes (contaminação de grandes regiões, fauna e flora); Necessidade: de uso de um grande número de recursos humanos e materiais; . Manchas órfãs Fonte: Internet Fonte: CETESB
  20. 20. Atividade Descrição Nada constatado Não foi evidenciada a presença de produto Não Identificado Foi evidenciado a presença de substância e/ou produto porem não identificado Outras: Foi evidenciado a presença de substância e/ou produto porem não consta da relação de fontes cadastradas.
  21. 21. PERGUNTAS: Quando de emergências com produtos químicos, Quem acionar? Como atender? Como proceder? Fonte: Internet Fonte: CETESB
  22. 22.  Exposição de pessoas a contaminantes;  Contaminação do ar, água e do solo, podendo atingir a fauna e a flora;  Remoção de pessoas;  pânico e síndrome na comunidade;  Saque, furto e uso indevido de embalagens, vandalismo, dentre outros;  Prejuízos econômicos envolvendo reparação de bens, indenizações, remediação ambiental, dentre outros.  Riscos: Incêndio, explosão; Fonte: Internet Fonte: CETESB
  23. 23. ““Protocolo Unificado deProtocolo Unificado de Atendimento aAtendimento a Emergências QuímicasEmergências Químicas no Estado de Sãono Estado de São Paulo”Paulo” Institucionalizar e implantar Integrar as atividades Procedimentos básicos Estimular trabalhos em parceria e de cooperação Fonte: Internet
  24. 24. Principais Competências •Prevenir ou minimizar danos, socorrer e assistir populações atingidas e recuperar áreas afetadas por desastres. Principais Atribuições •Criar Grupos de Auxílio Mútuo - GAM, com o objetivo de prestar apoio técnico e material necessários, em área específica, para atendimento de um evento determinado, mediante proposta do Coordenador Regional de Defesa Civil; •Capacitar recursos humanos para as ações; •Por determinação do Governador do Estado, requisitar temporariamente servidores e recursos materiais de órgãos ou entidades integrantes do Sistema Estadual de Defesa Civil, necessários para o emprego nas ações; •Articular, coordenar e supervisionar as ações que estão sendo desenvolvidas pelos órgãos integrantes do Sistema Estadual de Defesa Civil, mantendo atualizadas e disponíveis as informações relacionadas; •Providenciar a distribuição e o controle dos suprimentos necessários;
  25. 25. Fonte: Internet Fonte: CETESB
  26. 26. Fonte: Internet Fonte: CETESB
  27. 27. Fonte: CETESB
  28. 28. Fonte: CETESB
  29. 29. Muito obrigado, Marco Antonio José Lainha COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO - CETESB Setor de Atendimento a Emergências Telefone: (011) 3133 – 3847 mlainha@sp.gov.br Fonte: Internet

×