Encontro Puc 2009 Quimica Dos Sentidos

1,131 views
994 views

Published on

Published in: Education, Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,131
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
29
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Encontro Puc 2009 Quimica Dos Sentidos

  1. 1. Dos sentidos da Química à Química com sentidos Orientação: Profª Drª Ivani Catarina Arantes Fazenda Mestranda: Maria Helena Esteves da Conceição
  2. 2. <ul><li>Sequência da Apresentação: </li></ul><ul><li>O contexto e os sujeitos da pesquisa </li></ul><ul><li>Motivos e motivações </li></ul><ul><li>O questionamento </li></ul><ul><li>A metodologia </li></ul><ul><li>Fundamentos teóricos </li></ul><ul><li>A prática </li></ul><ul><li>Possibilidades </li></ul><ul><li>A dissertação </li></ul>
  3. 3. 1. O contexto e os sujeitos da pesquisa A escola: situada na periferia da zona leste de São Paulo, conta com aproximadamente 3000 alunos e 78 professores. É uma escola de passagem. Aluna, professora, profª coordenadora pedagógica, vice-diretora Química, pedagoga, psicopedagoga, gestora educacional, professora Sujeitos  três professores de química e uma turma de 3º ano do Ensino Médio, período noturno.
  4. 4. 2. Motivos e motivações: Minha trajetória  aluna e professora Minha concepção inicial de conhecimento
  5. 5. Físico - química Química Inorgânica Atomística Química Orgânica
  6. 6. Fonte: Prof. Marcelo Polanchini H Li Na K Rb Cs Fr Be Mg Ca Sr Ba Ra O S Se Te Po
  7. 7. Ligações Químicas: Na Cl  Na + + Cl - M H convenção
  8. 8. Desconexão teoria e prática  motivo
  9. 9. Quais as relações existentes entre as aulas de química e os sentidos da química na vida dos alunos? ? Como desenvolver aulas de química em que teoria e prática não obedeçam a uma ordem hierárquica, mas que se partilhem, sendo uma co-autora da outra? Motivação!
  10. 10. Química com sentido à vida do aluno Pesquisa sobre aprendizagem química e a utilização desse conhecimento (aluno-pesquisador e professor-pesquisador) Teoria Psicogenética de Wallon (Laurinda R. de Almeida) Interdisciplinaridade (Ivani C.A.Fazenda) “ Aprender a pesquisar, fazendo pesquisa, é próprio de uma educação interdisciplinar, que, segundo nossos dados, deveria se iniciar desde a pré-escola”. (FAZENDA, 2007, 14ª Ed. p.88)
  11. 11. Pesquisa sobre aprendizagem química e a utilização desse conhecimento (aluno-pesquisador e professor-pesquisador) Os dois caminhos
  12. 12. Teoria Psicogenética de Wallon Predominância Alternância Conjuntos Funcionais: Motor / Cognição / Afeto
  13. 13. Teoria do Desenvolvimento  Estágios: Facilitador da aprendizagem Teoria Psicogenética de Wallon Estágios Idade aproximada Predomínio Impulsivo - emocional Até o primeiro ano de vida Afeto Sensório motor e projetivo Até 3 anos (Motor ) Cognição Personalismo 3 a 6 anos Afeto Categorial 7 aos 12 anos Cognição Adolescência 12 anos em diante Afeto
  14. 14. Contribuições de Wallon para com a Educação A importância do outro – “ Por determinação da sociedade, um outro significativo, com papel relevante é o professor.” (Almeida, 2007, 7ª ed. p.81) “ Na fase da adolescência, a demanda é preponderantemente pelo respeito às ideias, pela sociedade, pela justiça – é a exigência racional das relações afetivas.” (Almeida, 2007, 7ª ed. p.83) “ (...) a ação da escola não se limita à instrução, mas se dirige à pessoa inteira e deve converter-se em um instrumento para seu desenvolvimento; esse desenvolvimento pressupõe a integração entre as dimensões afetiva, cognitiva e motora.” (Almeida, 2007, 7ª ed. p.78) Vejamos o outro caminho da bifurcação
  15. 15. Por que não se deve usar o óleo de fritura saturado? Como escolher a margarina mais adequada à saúde? Por que devemos consumir alimentos com 0% de gordura trans? Situações do cotidiano do aluno Qual a função do condicionador de cabelos? Como se explicam as cores emitidas pelos fogos de artifício? Pesquisa sobre aprendizagem química e a utilização desse conhecimento (aluno-pesquisador e professor-pesquisador) Conteúdos que deixarão de ser fragmentados se conectados à vida.
  16. 16. Picada de abelha /formiga (ácido fórmico): H + + OH -  H 2 O Ácido Base Reação de neutralização + Sabão Com Na OH Exatas + Humanas Mais um exemplo:
  17. 17. “ (...) a tradicional problemática: de que o homem mais necessita: ciências exatas ou ciências humanas?, deve ser superada pela interdisciplinaridade – um programa em que permaneça a dicotomia apenas informa meios-homens”. (FAZENDA, 2006, 2ª Ed, p.40)
  18. 18. A Química e os sentidos Cheirar Olhar Tocar Paladar Reações químicas e físicas Ocitocina  Hormônio (Oxitocina) Ouvir
  19. 19. Cores do espectro visível e os Postulados de Bohr: As cores
  20. 20. Metodologia Observação Participante Fundamentação Teórica: Wallon
  21. 21. “ Pensar em sujeitos muda radicalmente o foco do problema do conhecimento, da substituição fragmentária da disciplina para a unitária de ser humano”. (FAZENDA, 2006, 2ª Ed. p.49) Gaston Pineau, (2000)
  22. 22. Diálogo de autores: Aluno adolescente  predomínio do afetivo Fazenda (Inter) Almeida (Wallon) Pineau (Sentidos) ontológico afetivo sensação epistemológico cognitivo significação praxiológico motor direção
  23. 23. Resumindo: Título: Dos sentidos da química à química com sentidos Onde: Escola na periferia de São Paulo, com 3000 alunos e 78 professores Motivos: a prática da sala de aula Motivações: possibilidade de transformação dessa prática Questionamento: Como desenvolver aulas de química em que teoria e prática se complementem  química social Fundamentação Teórica: Interdisciplinaridade (Fazenda) e Psicogenética de Wallon (Almeida), Os sentidos do sentido (Pineau) Metodologia: Observação Participante (Wallon) Expectativas de resultados: pensar caminhos que aproximem a química teórica da química prática, repensando a prática pedagógica dos professores de química, dentre os quais me incluo.
  24. 24. História de um Átomo (Eternidade da matéria) Rodolfo Teófilo Fui átomo de rocha, fui granito, Fui lava de vulcão, fui flor mimosa, Sutil perfume, nuvem borrascosa Manchando a transparência do infinito. Vaguei no espaço... errante aerolito Transpus mundos de essência vaporosa. De santos fui artéria vigorosa, O coração formei a ser maldito. Nasci com a Terra; gás eu fui com ela, Estive de Princípio na procela, Fui nebulosa, sol, planeta agora. Há cem mil séculos vivo m’encarnando, Águia n’altura, verme rastejando, Pólen voando pelo espaço a fora. A Química com sentidos!

×