Acessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃO

232
-1

Published on

Apresentação feita na INCLUDiT - 4 de julho 2014 (ver as tabelas de análise disponíveis também em http://pt.slideshare.net/ceciliatomas/tabelas-acessibilidade-plataformas-elespp)

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
232
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Acessibilidade platformaselearningespp_APRESENTAÇÃO

  1. 1. A Acessibilidade das Plataformas de E-learning em Instituições de Ensino Superior Público em Portugal: Contributos Iniciais TOMÁS, Cecília Le@d, Universidade Aberta
  2. 2. PROBLEMA Qual o estado da acessibilidade da página inicial das plataformas de e-learning no ensino superior público português? 2
  3. 3. ANÁLISE TEÓRICA • Acessibilidade (diretrizes WCAG, especificamente as 2.0); • E-learning (potencial de inclusão e barreiras); • Legislação existente em Portugal. 3
  4. 4. • medição da acessibilidade (através do validador automático AcessMonitor) por: INVESTIGAÇÃO PRÁTICA  índice,  nível,  principais erros. 4
  5. 5. "A Acessibilidade na Web significa que pessoas com deficiências podem usar a internet. Mais especificamente, a acessibilidade na Web significa que pessoas com deficiência possam perceber, compreender, navegar e interagir com a Web, bem como eles podem contribuir para a Web " (W3C Consortium citado em Francisco et al., 2013) 5
  6. 6. A tecnologia como fonte de acesso ao mundo A tecnologia é uma fonte primordial de acesso à informação e à formação. In www.rodonews.com.br 6
  7. 7. “O ‘e’ em e-learning significa muito mais do que “eletrónico” quando aplicado ao e- learning – pensado antes no grande E para aprendizagem “excitante, energética, empenhada, estendida” " (Luskin, 2010) 7
  8. 8. • Resolução do Conselho de Ministros Nº 97/99. • Resolução do Conselho de Ministros Nº 22/2001. • Resolução do Conselho de Ministros Nº 155/2007. LEGISLAÇÃO EM PORTUGAL 8
  9. 9. • Lei n º 36/ 2011. • Resolução do Conselho de Ministros Nº 91/2012. 9
  10. 10. 33 Instituições Ensino Superior Público UNIVERSO EM ANÁLISE  14 instituições de Ensino Superior Público Universitário.  19 instituições de Ensino Superior Público Politécnico + 6 instituições politécnicas que se integram em universidades. 10
  11. 11.  Amostragem de conveniência;  Validação automática (validador AcessMonitor);  Decorreu entre fevereiro e março de 2014. PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO 11
  12. 12. URL da página inicial / principal (autenticação, notícias, disciplinas) da plataforma de e-learning ‘mãe’ das Instituições de Ensino Superior Público AMOSTRA  visíveis a partir do portal da Instituição;  pesquisa no motor de busca “Google chrome”: ‘nome da instituição’ e ‘elearning’. 12
  13. 13. 25 Instituições Ensino Superior Público AMOSTRA  12 instituições de Ensino Superior Público Universitário.  13 instituições de Ensino Superior Público Politécnico + 6 instituições politécnicas que se integram em universidades. 13
  14. 14. ANÁLISE DE RESULTADOS  Por índice 14
  15. 15. Ensino Superior Público Universitário 15
  16. 16. O índice mais baixo:  Universidade de Coimbra (3,1). O índice mais alto:  Universidade do Porto (9,0). Ensino Superior Público Universitário Média de 6,02 16
  17. 17. Ensino Superior Público Politécnico 17
  18. 18. O índice mais baixo:  Instituto Politécnico de Setúbal (3,4). O índice mais alto:  Escola superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (9,0).  Instituto Politécnico de Leiria (9,0). Ensino Superior Público Politécnico Média de 6,63 18
  19. 19. ANÁLISE DE RESULTADOS  Por nível 19
  20. 20. Ensino Superior Público Universitário e Politécnico  Nível A: Nenhum dos URL analisados passa a bateria de testes. 20
  21. 21. Nível AA: Instituições Universitárias:  Universidade do Porto. INSTITUIÇÕES QUE NÃO APRESENTAM ERROS 21
  22. 22. Instituições Politécnicas:  Escola Superior de Enfermagem do Porto.  Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.  Escola Superior Náutica Infante D. Henrique.  Instituto Politécnico de Leiria.  Instituto Politécnico de Portalegre. 22
  23. 23. INSTITUIÇÕES QUE NÃO APRESENTAM ERROS  Nível AAA: 23
  24. 24. Instituições Universitárias:  ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.  Universidade de Aveiro.  Universidade de Lisboa.  Universidade do Minho.  Universidade do Porto. 24
  25. 25. Instituições Politécnicas:  Escola Superior de Enfermagem de Lisboa.  Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.  Instituto Politécnico da Guarda.  Instituto Politécnico de Leiria. 25
  26. 26. ANÁLISE DE RESULTADOS . Instituições Universitárias & Politécnicas  Principais erros 26
  27. 27. De nível ‘A’  Standards W3C: (X)HTML + CSS • 100% instituições universitárias. • 92,3% instituições politécnicas. 27
  28. 28. De nível ‘AA’  Elementos e atributos de apresentação / obsoletos • 66,6% instituições universitárias. • 38,4% instituições politécnicas. 28
  29. 29. De nível ‘AAA’  Marcação de links, menus e textos de links • 41,6% instituições universitárias. • 75% instituições politécnicas. 29
  30. 30. CONCLUSÃO Seria interessante analisar as diferentes páginas disponíveis nas plataformas de e-learning, por exemplo, página de perfil e uma Unidade Curricular com conteúdos e estudantes inscritos. 30
  31. 31. Seria importante analisar todas as plataformas de e-learning das instituições de ensino superior português (públicas e privadas). 31
  32. 32. TRABALHO DISPONÍVEL EM: http://www.panoramaelearning.pt/repositorio/ https://ucp.academia.edu/CeciliaTomás http://www.slideshare.net/ceciliatomas 32
  33. 33. obrigada cecilia1976@gmail.com cecilia.tomas.75 ceciliatomas @ceciliatomas 33
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×