Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Poesia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Poesia

  • 1,340 views
Published

Poesia do aluno JOÃO PAULO MARTINS.

Poesia do aluno JOÃO PAULO MARTINS.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,340
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AMIGOS (para Adriano de Paula) Enquanto passo pela vida Em pedras venho a tropeçar Quando caio, me machuco Você vem me ajudar. Quando estava contente Veio comigo sorrir Quando precisei de carinho Me deste sem eu pedir. Quão imensa é nossa amizade Dois amigos de verdade Você para mim é um irmão, Pois quando precisei de apoio Tu me estendeste a mão. Dois amigos como nós É difícil de se encontrar. Quando meu caminho é incerto Você vem me aconselhar. Escrevo a ti um poema Para os sentimentos eternizar. Se precisar de um amigo Pode comigo contar. Mesmo quando distante Você comigo está. Peço em minhas orações Pra Deus te abençoar. Eu te amo meu amigo Isso não posso negar Pois tu és em meu caminho Uma estrela a me guiar.. (João Paulo Martins)
  • 2. NÃO QUERO MAIS TE AMAR Quando as lágrimas deixarem de cair Quando eu deixar de te amar Quando os sonhos deixarem de existir Você de mim a de se lembrar. Quando a angústia deixar meu coração Quem sabe eu possa te perdoar Quem sabe viver a paixão Que eu passei a vida a sonhar. Se um dia você me perder Se um dia você me deixar Se um dia eu te esquecer Não adianta pedir para eu voltar. Se um dia um amor destruído Implorar para voltar Do meu intimo se ouvirá um gemido: Não! Não deixe ele entrar! Se soubesse o quanto eu sofri Querendo amor lhe entregar Tu não voltarias aqui Tu não me farias chorar. O meu sonho se perdeu Te dei amor você não me deu Só destruiu meu coração. Hoje não mais te amo Cansei de viver chorando Tas as noites te chamando E você nunca me respondeu. Precisava de carinho Mas você me deixou sozinho E o meu amor por ti morreu... (João Paulo Martins)