Inclusao digital

1,863 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,863
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Inclusao digital

  1. 1. Inclusão Digital por Camilo Kaneviecher e Miriam Stallbaum Scheunemann
  2. 2. Tópicos: <ul><ul><li>Inclusão Digital no Brasil; </li></ul></ul><ul><ul><li>Inclusão Digital na Terceira Idade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Inclusão Digital para Deficientes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Exclusão Digital; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estatisticas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Imagens. </li></ul></ul>
  3. 3. A Inclusão Digital no Brasil <ul><li>         A inclusão digital basicamente é a iniciativa de fazer com que a sociedade obtenha conhecimento mínimo para utilizar os recursos da tecnologia da informação e de comunicação (TIC), bem como ter e utilizar os recursos físicos, tais como os computadores com acesso à internet. </li></ul><ul><li>         Muitas iniciativas foram tomadas, dentre uma delas, o governo tomou a iniciativa de disponibilizar laboratórios de informática nas escolas brasileiras e o acesso à internet com banda larga. Embora o aumento de computadores nas escolas públicas no Brasil venha aumentando a cada ano, a pesquisadora Neide de Aquino Noffs, da Faculdade de Educação da PUC-SP diz que a inclusão digital nas escolas da rede pública ainda não é uma realidade. &quot;O laboratório de informática existe, mas não é usado com freqüência. Não é uma atividade rotineira para os alunos; não é como a biblioteca, que fica aberta o tempo todo&quot;, afirma Noffs. </li></ul><ul><li>         Para que a inclusão digital tenha êxito, seria necessário a capacitação dos professores para que a sua aula seja integrada ao uso dos computadores. Alguns exemplos de sucesso são ocorridos em escolas particulares, que contratam monitores que são responsáveis pela manutenção dos laboratórios, estando disponíveis para o acesso aos laboratórios; além disso, os professores têm o auxílio deste para prepararem suas aulas com os recursos. </li></ul>
  4. 4. Inclusão Digital na Terceira Idade <ul><li>É necessária uma inclusão digital para a terceira idade, que deve agir sobre a exclusão digital que os membros desta faixa etária estão sendo </li></ul><ul><li>submetidos. Esta exclusão ocorre por motivos sociais e econômicos, que ficam evidenciados na área profissional. Porém, gradativamente, está ocorrendo uma maior preocupação na área de inclusão digital motivada mais por interesses econômicos do que sociais. De acordo com relatos, as pessoas com mais de 50 anos, as quais não são consideradas idosas, que estão no mercado de trabalho, sofrem preconceitos em função, em geral, da sua pouca habilidade com o meio tecnológico. Essa pressão social poderia ser canalizada a fim de impulsionar este grupo a realizar cursos na área de informática. Desta forma, novas oportunidades poderão surgir para estas pessoas. </li></ul>
  5. 5. Inclusão Digital na Terceira Idade
  6. 6. Inclusão Digital para Deficientes <ul><li>     A cada dia milhares de deficientes físicos se preparam para o mercado de trabalho, sendo que uma parte muito pequena consegue obter sucesso. Uma certa parte da responsabilidade pode ser considerada das empresas. Entretanto é necessário uma melhor interação entre deficientes e não deficientes.     É fato que pessoas que possuem algum tipo de lesão física, possam ser considerados deficientes, mas a deficiência está na cabeça de cada pessoa, ou seja se um deficiente, que coloca em sua cabeça que necessita de produto específicos e totalmente personalizados, involuntariamente acaba se isolando do resto das pessoas. Portanto acredito que existe a necessidade da mentalidade do próprio deficiente pensar em trabalhar produtos que tentem ao máximo atender ambos os lados, isso pode ser considerado integração, além de redução de custos e facilitar a viabilização. Vamos a um exemplo bem simples,     Anos atrás na época em não era comum ver um veículos com cambio automático, adaptações específicas eram feitas para que deficientes físicos pudessem utilizar o veículo, entretanto o veículo se apropriava somente ao deficiente, deixando o carro sem mercado para revenda, e o custo da implementação do sistema para dirigibilidade, era alta. </li></ul>
  7. 7. Inclusão Digital para Deficientes
  8. 8. Exclusão Digital <ul><li>A exclusão digital é um conceito dos campos teóricos da comunicação, sociologia, tecnologia da informação, História e outras humanidades, que diz respeito às extensas camadas das sociedades que ficaram à margem do fenômeno da sociedade da informação e da expansão das redes digitais. </li></ul><ul><li>Contraste-se este conceito, por oposição, com a inclusão digital. </li></ul><ul><li>No Brasil, o termo &quot;exclusão digital&quot; é mais usado para se referir ao problema, indicando o lado dos excluídos, enquanto em outros idiomas os termos equivalentes a &quot; brecha digital &quot; ou &quot; fissura digital &quot; são preferidos (como no inglês digital divide e o francês fracture numérique ). Os dois termos, porém, não são sinônimos perfeitos, pois enquanto &quot;exclusão digital&quot; se refere apenas a um dos lados da questão, &quot;brecha digital&quot; faz referência à própria diferença entre excluídos e incluídos. </li></ul><ul><li>A exclusão digital é atualmente um tema de debates entre governos, organizações multilaterais (ONU, OMC), e o terceiro setor (ONGs, entidades assistencialistas). Políticas de inclusão digital incluem a criação de pontos de acesso à internet em comunidades carentes (favelas, cortiços, ocupações, assentamentos) e capacitação (treinamento) de usuários de ferramentas digitais (computadores, DVDs, vídeo digital, som digital, telefonia móvel). </li></ul><ul><li>As comunidades carentes, os mais pobres e pessoas com uma posição econômica desprivilegiada são excluídas digitalmente, pois não tem acesso à tecnologia. </li></ul>
  9. 9. Estatisticas:      O Datafolha entrevistou mais de 300 pessoas acima dos 60 anos na cidade de São Paulo para conhecer hábitos e opiniões em relação ao uso de computadores e da Internet. A pesquisa mostra que 45% dos entrevistados têm computador em casa, entretanto apenas 19% dizem utilizar o equipamento. Nesta pesquisa, fica claro o importante papel da inclusão digital na vida das pessoas, independente da idade. Quem tem contato com o mundo digital têm mais interesse em participar de novos cursos.      Quando indagados sobre o benefício da internet, 85% dos entrevistados consideram importante a rede, quando essa mesma pergunta foi feita para quem já a utiliza, 98% das pessoas acreditam que é um ganho para suas rotinas. Uma grande prova de que o passar dos anos não significa desinformação é que 77% dos entrevistados costumam acessar a rede para ler notícias e trocar e-mails.      Preocupados em aumentar o acesso dos idosos às novas tecnologias da informação, Governo e empresas privadas desenvolvem projetos nesta área.     Um exemplo disso é a ONG Cidade Escola Aprendiz, que criou o programa OldNet para estimular a convivência entre jovens e idosos tendo o computador como instrumento de mediação. Voluntários de escolas públicas e particulares ensinam pessoas da terceira idade a utilizar o computador e a navegar na internet. Outra iniciativa muito valiosa da OldNet é o registro de memória, que realiza entrevistas com os idosos, coletando suas histórias, fatos e momentos vividos.
  10. 10. Imagens:

×