Your SlideShare is downloading. ×
Painel Synos Crhistian Souza
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Painel Synos Crhistian Souza

771
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
771
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Implementação Integrada MPS.BR-C e CMMI-3 Synos Technologies
  • 2. Agenda • A Synos / Algar • A Fábrica de Software da Synos / Algar • O Synos UP – processo de software da Synos / Algar • O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 • Melhoria contínua – o que vem por aí
  • 3. “Trabalhamos para servir a comunidade” ALexandrino GARcia
  • 4. O grupo Algar • Grupo empresarial brasileiro, sólido, empreendedor, com mais de 50 anos. • Atua nos setores de TI/Telecom, Agro, Serviços e Turismo. • Receita líquida de 2,5 bilhões (2008). • 15 mil associados. • 8,4 milhões em investimentos em educação corporativa (2008). • 2,5 milhões em investimentos sociais diretos. *Valores em Reais
  • 5. Fábrica de Software Qualidade Contratação para produção completa ou célula Codificação especialista. Arquitetura Especificação Planejamento
  • 6. Fábrica de Software Cliente Fábrica
  • 7. O Synos UP
  • 8. O Synos UP - Influências PMBOK C 3
  • 9. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3
  • 10. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Iniciado em Dezembro de 2007 Finalizado em Julho de 2009 Duração de 18 meses Meta: certificar a empresa no nível C do MPS.BR Resultado: certificação simultânea no MPS.BR-C e CMMI-3 Unidade organizacional: Fábrica de Software Cenário: • Empresa recém-certificada no nível F do MPS.BR (6 meses) • Processo já estruturado para organizacional (padrão), porém pouca cultura organizacional
  • 11. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Reestruturação do SEPG (política de novos membros) • 7 pessoas: Diretor Técnico, Gerente de Melhoria Processo, Gerentes de Projeto, Arquitetos, Analista de Sistema, Analista de Testes • Divisão processos conforme especialidade de cada um • Revisão e coordenação do Gerente Melhoria Processos Consultoria de Implementação da Fumsoft (Carlos Barbieri) e ASR (Flávio Harasaki) Implementação fora de grupo cooperado (custo maior, porém maior flexibilidade)
  • 12. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Preparação para avaliação Em 75% do projeto, surgiu a oportunidade da avaliação CMMI-3 Necessidade de revisão do Synos UP para contemplar o CMMI-3 Desafio de preparar duas avaliações em uma só: Dois planos de avaliação (português e inglês) Documentação adicional do SEI, cadastro dos sponsors Duas IA’s (COPPE-RJ e Liveware) Silvia não fala português nem Crhistian espanhol... Cursos oficiais do MPS.BR (C1) e CMMI
  • 13. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Processo de avaliação Dois treinamentos preparatórios (CMMI e MPS) Necessidade de criação de um processo de avaliação comum, com uma linguagem compatível Equipe de avaliação: Ana Regina Rocha (Avaliador Líder) Andrés Rubinstein (Lead Appraiser) Ana Liddy (Avaliador Adjunto) Anne Elise (Avaliador Adjunto) Cristina Cerdeiral (Avaliador Adjunto) Crhistian e Leandro (Representantes da empresa) Ariadne e Árley (Coordenadores locais)
  • 14. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Processo de avaliação Leandro Serranegra Ana Liddy Andrés Crhistian Cristina Anne Ana Regina
  • 15. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Vantagens Possibilita obter dois selos de uma só vez Otimiza custos (IA’s, h.h., logística) Avaliação conjunta tende a ter menor preço do que duas avaliações separadas Avaliação conjunta tende a durar menos tempo que duas avaliações separadas Processo de avaliação com chances de maior qualidade, visto que são dois Avaliadores Líderes acompanhando Maior aprendizado para os participantes da empresa e entrevistados
  • 16. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Lições aprendidas Certeza de um maior reconhecimento do mercado e abertura de novas oportunidades com esta dupla certificação Consolidação da imagem da empresa como referência de qualidade Forma transparente com que os trabalhos foram conduzidos pela equipe de avaliação tornou o processo único e imperceptível para a empresa Preparação do Synos UP para o MPS.BR-C facilitou aderência ao CMMI-3, devido à compatibilidade dos dois modelos e à maior exigência do MPS.BR Ficou evidente que o bom entrosamento e alta experiência da equipe de avaliação foi fundamental para ajudar a empresa a atingir esta conquista
  • 17. O projeto MPS.BR-C / CMMI-3 Recomendações Tomar o MPS como referência para elaboração dos processos, pois facilita o atendimento aos resultados do CMMI, visto que o MPS é um modelo de maior exigência e abrangência Durante a elaboração dos processos, garantir o atendimento dos resultados que forem específicos do CMMI, para evitar problemas na avaliação conjunta Procurar manter a cultura de processos da empresa sempre fluente nos dois modelos, CMMI e MPS. Para isso, é fundamental a capacitação do SEPG nos dois modelos Garantir que a equipe de avaliação tenha um líder para cada modelo, MPS (Avaliador Líder) e CMMI (Lead Appraiser) Selecionar somente IA’s que tenham experiência comprovada nos dois modelos, ou seja, Avaliador Líder com experiência em avaliações CMMI e Lead Appraiser em avaliações MPS
  • 18. Melhoria Contínua... O que vem por aí Rumo ao nível “A5” Sinergia dos processos de todas as unidades da Algar Tecnologia (BH, Uberlândia e Campinas) Aprimoramento das ferramentas do processo crhistiangs@algartecnologia.com.br

×