Your SlideShare is downloading. ×
0
Seminário Internacional  Inovações na Gestão do Setor Saúde Mesa 4: Planejamento e Regulação na Formação de Recursos Human...
O Papel do Gestor Estadual <ul><li>No atual estágio do SUS no Estado de São Paulo, cabe à SES a  responsabilidade geral de...
O Papel do Gestor Estadual <ul><li>A agente promotor da equidade entre municípios e regiões </li></ul><ul><li>Poder de con...
Uma Organização Complexa <ul><li>Rede básica totalmente municipalizada </li></ul><ul><li>A maior rede hospitalar própria d...
As Reformas Anteriores <ul><li>A Reforma Fundadora - Leser </li></ul><ul><li>A infra-estrutura: </li></ul><ul><ul><li>O PM...
As Reformas Anteriores <ul><li>O SUS </li></ul><ul><li>1995: Covas/Guedes </li></ul><ul><ul><li>Crise – PDV/733/Lei Camata...
A Reforma 2005/2007 <ul><li>Especialização funcional </li></ul><ul><ul><li>CGA – Coord. Geral da Administração </li></ul><...
Competências Transversais <ul><li>Negociação – interna e externa </li></ul><ul><li>Gestão da Informação em ambientes compl...
Responsabilidades Específicas <ul><li>Gestão e regulação de sistemas regionais de saúde:  </li></ul><ul><ul><li>capacidade...
Responsabilidades Específicas <ul><li>Vigilância à saúde – próprio e municipal </li></ul><ul><li>Qualificação para dos set...
Responsabilidades Específicas <ul><li>Capacidade de desenvolvimento de tecnologias de ponta para o sistema, particularment...
Questões para a Gestão de RH <ul><li>Complexidade/ diversidade de funções, atividades desenvolvidas </li></ul><ul><li>Secr...
A SES frente ao mercado  de trabalho em saúde em São Paulo <ul><li>Principal agente contratante </li></ul><ul><li>Peso rel...
Perfil – SES/SP <ul><li>Aproximadamente 70.000 funcionários </li></ul>Fonte : “PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO NA SES/SP”
Perfil – SES/SP Fonte : “PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO NA SES/SP”   Distribuição da Faixa Etária –RH/SES – 01/2006
Estratégias <ul><li>Aprimorar o conhecimento e a informação </li></ul><ul><ul><li>Observatório de Recursos Humanos </li></...
  ObservaRHSP    Eixos de Investigação   <ul><li>Formação e Mercado de Trabalho em Saúde </li></ul><ul><ul><li>Residência ...
Flexibilização na Gestão <ul><li>Reposição automática de pessoal </li></ul><ul><ul><li>Padrão de lotação por Coordenadoria...
Questões para a estratégia <ul><li>Carreira x remuneração </li></ul><ul><li>Sustentação da alta rotatividade - reposição <...
Perspectivas - na assistência <ul><li>Terceirização: laboratórios/manutenção </li></ul><ul><li>Contratualização interna </...
Formação/Planejamento de longo prazo <ul><li>Necessidade profissionais/ necessidades de especialistas </li></ul><ul><li>Pa...
<ul><li>  </li></ul><ul><li>Obrigado </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>www.observarhsp.org.br </li></ul>
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Paulo Henrique D'Ângelo Seixas

1,375

Published on

Apresentação Seminário Internacional Inovações em Gestão do Setor Saúde - Paulo Henrique D´Ângelo Seixas - 2007

Published in: Education, Travel, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,375
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Paulo Henrique D'Ângelo Seixas"

  1. 1. Seminário Internacional Inovações na Gestão do Setor Saúde Mesa 4: Planejamento e Regulação na Formação de Recursos Humanos A SES/SP Paulo Henrique D´Ângelo Seixas 29 de novembro de 2007
  2. 2. O Papel do Gestor Estadual <ul><li>No atual estágio do SUS no Estado de São Paulo, cabe à SES a responsabilidade geral de formulação e coordenação da política de saúde no Estado, gerir e regular a assistência médica de maior complexidade, de caráter estadual ou regional e prestar serviços de saúde pela rede de serviços estaduais que permanecem sob sua gerência. Além disso, a SES deve desenvolver ações de coordenação, supervisão, capacitação, acompanhamento e avaliação das ações de saúde de todos os municípios, auxiliando os sistemas municipais de saúde , quando for o caso”. </li></ul>
  3. 3. O Papel do Gestor Estadual <ul><li>A agente promotor da equidade entre municípios e regiões </li></ul><ul><li>Poder de convocação regional </li></ul><ul><li>Agente de mediação </li></ul><ul><li>Agente financiador e prestador estratégico </li></ul><ul><li>Agente de crítica regional – indutor de ações comuns </li></ul>
  4. 4. Uma Organização Complexa <ul><li>Rede básica totalmente municipalizada </li></ul><ul><li>A maior rede hospitalar própria do país – mais de 60 hospitais </li></ul><ul><li>A gestão direta de serviços de média e alta complexidade </li></ul><ul><li>A contratualização dos serviços </li></ul><ul><li>A gestão estadual do sistema – a contratação do setor privado e o suporte aos municípios </li></ul><ul><li>A maior complexidade instalada do país </li></ul><ul><li>A produção e distribuição de medicamentos e imuno-derivados </li></ul><ul><li>A vigilância epidemiológica e sanitária </li></ul>
  5. 5. As Reformas Anteriores <ul><li>A Reforma Fundadora - Leser </li></ul><ul><li>A infra-estrutura: </li></ul><ul><ul><li>O PMS </li></ul></ul><ul><li>A redemocratização – Montoro/Yunes </li></ul><ul><ul><li>A descentralização </li></ul></ul><ul><ul><li>Os Ersas – o representante do Secretário nas regiões </li></ul></ul><ul><li>Os movimentos nacionais de integração da assistência </li></ul><ul><ul><li>AIS – as transferências federais </li></ul></ul><ul><ul><li>SUDS – A incorporação do Inamps </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O início da gestão dos prestadores privados </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A estadualização dos hospitais – ampliação da rede hospitalar </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A municipalização </li></ul></ul></ul>
  6. 6. As Reformas Anteriores <ul><li>O SUS </li></ul><ul><li>1995: Covas/Guedes </li></ul><ul><ul><li>Crise – PDV/733/Lei Camata </li></ul></ul><ul><ul><li>DIRs </li></ul></ul><ul><ul><li>CSI / CSRMGSP </li></ul></ul><ul><ul><li>1997/OSS – contratualização/ CCSS </li></ul></ul><ul><ul><li>Municipalização </li></ul></ul><ul><ul><li>Dose Certa/ Recuperação da FURP </li></ul></ul>
  7. 7. A Reforma 2005/2007 <ul><li>Especialização funcional </li></ul><ul><ul><li>CGA – Coord. Geral da Administração </li></ul></ul><ul><ul><li>CRH – Coord. Recursos Humanos </li></ul></ul><ul><ul><li>CPS – Coord. de Planejamento de Saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>CRS – Coord. de Regiões de Saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>CCD – Coord. de Controle de Doenças </li></ul></ul><ul><ul><li>CCTIES – Coord. de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos </li></ul></ul><ul><ul><li>CSS – Coord. de Serviços de Saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>CGCSS – Coord. de Gestão de Contratos de serviços de Saúde </li></ul></ul><ul><li>Integração horizontal </li></ul>
  8. 8. Competências Transversais <ul><li>Negociação – interna e externa </li></ul><ul><li>Gestão da Informação em ambientes complexos </li></ul><ul><li>Cooperação técnica </li></ul>
  9. 9. Responsabilidades Específicas <ul><li>Gestão e regulação de sistemas regionais de saúde: </li></ul><ul><ul><li>capacidade para identificação de necessidades, planejamento, avaliação e controle em âmbito regional, </li></ul></ul><ul><ul><li>identificação e disseminação de novas tecnologias e boas práticas gerencias </li></ul></ul><ul><ul><li>apoio técnico aos municípios: atenção básica e média e alta. </li></ul></ul><ul><li>Gerência de serviços de saúde de média e alta complexidade. </li></ul><ul><ul><li>Qualificar a gestão interna destes serviços, </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabelecimento de contratos de gestão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacidade do gerente de introduzir e gerenciar processos relativos a humanização da atenção </li></ul></ul><ul><li>Contratualização dos serviços de saúde </li></ul><ul><ul><li>Princípios e estratégias de parcerias público-privadas: a regulamentação e os pressupostos legais, bem como o processo de construção e acompanhamento / negociação destas parcerias. </li></ul></ul>
  10. 10. Responsabilidades Específicas <ul><li>Vigilância à saúde – próprio e municipal </li></ul><ul><li>Qualificação para dos setores administrativos da Secretaria – finanças, compras e suprimentos, logística, importação de insumos, gestão de contratos terceirizados. </li></ul><ul><li>Gestão estratégica de recursos humanos: </li></ul><ul><ul><li>conhecimento legal das regras que regem as relações de trabalho e a administração de pessoal no setor público, flexibilização interna da gestão </li></ul></ul><ul><ul><li>conhecimento específico: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>processos de seleção </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>construção de parâmetros para dimensionamento de pessoal e planejamento de longo prazo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>desenvolvimento de mecanismos e instrumentos dirigidos ao comprometimento e o desempenho profissional, </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>avaliação de desempenho </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>desenho de carreiras </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>implementação e avaliação de políticas de educação permanente dentre os próprios servidores e para o conjunto de trabalhadores do sistema. </li></ul></ul></ul>
  11. 11. Responsabilidades Específicas <ul><li>Capacidade de desenvolvimento de tecnologias de ponta para o sistema, particularmente na área de produção de medicamentos e imuno-derivados, </li></ul><ul><li>Avaliação de incorporação de tecnologias: critérios de custo-beneficio e custo-efetividade, frente a estes processos. </li></ul>
  12. 12. Questões para a Gestão de RH <ul><li>Complexidade/ diversidade de funções, atividades desenvolvidas </li></ul><ul><li>Secretaria mista: gestão de um sistema complexo / assistência de média e alta complexidade </li></ul><ul><li>Gestor da educação permanente no estado / 8 CIES – 64 colegiados de gestão </li></ul><ul><ul><li>60.000 profissionais qualificados 2003-2007 </li></ul></ul>
  13. 13. A SES frente ao mercado de trabalho em saúde em São Paulo <ul><li>Principal agente contratante </li></ul><ul><li>Peso relativo dentro do mercado </li></ul><ul><li>Atratividade relativa </li></ul><ul><li>Dupla função </li></ul><ul><ul><li>Qualificação da gestão </li></ul></ul><ul><ul><li>Funcionamento da rede assistencial </li></ul></ul>
  14. 14. Perfil – SES/SP <ul><li>Aproximadamente 70.000 funcionários </li></ul>Fonte : “PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO NA SES/SP”
  15. 15. Perfil – SES/SP Fonte : “PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO NA SES/SP” Distribuição da Faixa Etária –RH/SES – 01/2006
  16. 16. Estratégias <ul><li>Aprimorar o conhecimento e a informação </li></ul><ul><ul><li>Observatório de Recursos Humanos </li></ul></ul><ul><ul><li>Informatização do Sistema de gestão de pessoal </li></ul></ul><ul><li>Qualificar e profissionalizar a gestão </li></ul><ul><ul><li>Mestrado profissional </li></ul></ul><ul><ul><li>Curso de especialização em gestão de serviços – 200 em andamento / 400 em negociação </li></ul></ul><ul><ul><li>Carreira de Gestor Público de Saúde </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Entrada comum </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vigilância Sanitária </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vigilância Epidemiológica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gestão e Planejamento de Serviços de Saúde </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Regulação </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Auditoria </li></ul></ul></ul></ul>
  17. 17. ObservaRHSP Eixos de Investigação <ul><li>Formação e Mercado de Trabalho em Saúde </li></ul><ul><ul><li>Residência Médica </li></ul></ul><ul><ul><li>principal formador de especialistas no Brasil </li></ul></ul><ul><ul><li>cerca de 20.000 especialistas nos últimos 10 anos </li></ul></ul><ul><ul><li>4500 bolsas/ano – R$ 100.000.000,00 </li></ul></ul><ul><li>Gestão Recursos Humanos no Sistema Único de Saúde </li></ul><ul><ul><li>Gastos públicos municipais e mecanismos de gestão </li></ul></ul><ul><ul><li>Instrumentos de gestão </li></ul></ul><ul><ul><li>Parâmetros de cálculo de pessoal hospitalar </li></ul></ul><ul><li>Recursos Humanos em Atenção Básica à Saúde e o Programa de Saúde da Família </li></ul><ul><ul><li>Evolução do perfil profissional na atenção básica ao longo da década </li></ul></ul>
  18. 18. Flexibilização na Gestão <ul><li>Reposição automática de pessoal </li></ul><ul><ul><li>Padrão de lotação por Coordenadoria </li></ul></ul><ul><ul><li>Concursos por unidades </li></ul></ul><ul><ul><li>Processos seletivos rápidos para temporários </li></ul></ul><ul><ul><li>Premio Incentivo </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Avaliação por desempenho/produtividade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Identificação de setores, serviços, categorias estratégicas </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Plantões extras </li></ul></ul><ul><ul><li>Agilidade frente ao mercado </li></ul></ul>
  19. 19. Questões para a estratégia <ul><li>Carreira x remuneração </li></ul><ul><li>Sustentação da alta rotatividade - reposição </li></ul><ul><ul><li>12.000 temporários nos últimos 4 anos </li></ul></ul><ul><ul><li>9.000 concursados </li></ul></ul><ul><ul><li>Padrão disponível – 46.000 </li></ul></ul><ul><li>Fixação x remuneração </li></ul><ul><ul><li>Remuneração médica R$ 3000,00 a 4500,00 20hrs/semanais. </li></ul></ul>
  20. 20. Perspectivas - na assistência <ul><li>Terceirização: laboratórios/manutenção </li></ul><ul><li>Contratualização interna </li></ul><ul><li>Autonomia e responsabilização da ponta </li></ul><ul><li>Avaliação por desempenho institucional e não apenas por produtividade </li></ul><ul><li>Comprometimento com o orçamento </li></ul>
  21. 21. Formação/Planejamento de longo prazo <ul><li>Necessidade profissionais/ necessidades de especialistas </li></ul><ul><li>Parâmetros/ Instrumentos Internacionais </li></ul><ul><li>Inserção no mercado </li></ul>
  22. 22. <ul><li> </li></ul><ul><li>Obrigado </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>www.observarhsp.org.br </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×